Economia dos EUA

  • 5 Respostas
  • 732 Visualizações
*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Economia dos EUA
« em: Agosto 03, 2023, 11:21:34 pm »
Apple sobe lucros trimestrais em 2,2% para 19.881 milhões de dólares

A fabricante de telemóveis norte-americana viu o resultado líquido subir 2,2% face ao mesmo período do ano anterior, acima do esperado pelos analistas ouvidos pela Refinitiv.



A Apple fechou o terceiro trimestre fiscal com lucros de 19.881 milhões de dólares, o que corresponde a uma subida homóloga de 2,2%. Já no que diz respeito às receitas, a "empresa da maçã" fechou o trimestre com uma faturação de 81,8 mil milhões de dólares, menos 1,4% do que no mesmo período do ano anterior.

Tanto os lucros como as receitas superaram ligeiramente o consenso dos analistas ouvidos pela Bloomberg e pela Refinitiv.

As receitas com a venda de produtos recuaram 4,4% para 60.584 milhões. Por categoria, a empresa liderada por Tim Cook viu o valor com as vendas de iPhones ficarem praticamente mil milhões de dólares abaixo do valor registado no período homólogo. No total, a companhia faturou 39.669 milhões com a venda destes telemóveis. Já nos computadores Mac a queda foi de 7,3% para 6.840 milhões, enquanto nos iPads o tombo foi de 19,8% para 5.791 milhões - tratando-se da perda mais expressiva. Só a categoria "wearables" e acessórios - que inclui produtos como o iWatch e os iPods  - viu um aumento das receitas: cresceram 2,5% para 8.284 milhões.

No que às receitas com serviços diz respeito, a Apple viu uma subida de 8,2% para 21.213 milhões, o que, segundo Cook, representa "um valor recorde para um terceiro trimestre fiscal", impulsionadas por "mil milhões de subscrições pagas". 

Já a margem bruta fixou-se nos 36.413 milhões, o que representa um aumento de 1,5% face ao mesmo período do ano anterior.

"Durante este trimestre gerámos um forte cash flow de 26 mil milhões de dólares, devolvemos mais de 24 mil milhões aos acionistas, e continuamos a investir nos nosso planos de crescimento a longo prazo", revela ainda Luca Maestri, diretor-financeiro (CFO) da tecnológica, na informação disponibilizada no site da empresa.

As ações da fabricante de dispositivos eletrónicos estão a desvalorizar 1,29% para 188,71 dólares no "after-hours", uma queda que poderá ser explicada pelo facto de praticamente todos os segmentos de produtos terem gerado menos receita.

No final da negociação desta quinta-feira a Apple tinha uma capitalização bolsista de 3.006,9 biliões de dólares, o que representa um aumento de 47,13% desde o início do ano. Contudo, se a queda em bolsa continuar poderá ver o estatuto de "3 Trillion Dollar Baby" escapar.

https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/tecnologias/detalhe/apple-lucra-19881-milhoes-de-dolares-no-terceiro-trimestre#loadComments

Um país que se orgulha de empresas que crescem praticamente sem limites e com lucros pornográficos.......

Só a capitalização bolsista de 3 biliões de dólares (nos States são 3 triliões, escala curta), representam toda a riqueza produzida por Portugal em ........ 12 anos!!!!!!

Em 3 meses a Apple facturou 82 mil milhões de dólares e apresentou um lucro de quase 20 mil milhões de dólares (em cada 4 dólares de vendas, 1 é lucro líquido!!!!!).
Outra empresa também pobrezinha a Amazon, facturou em 3 meses 134 mil milhões de dólares e teve um lucro de 6 750 milhões de dólares....... só em 3 meses!!!!!
https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/tecnologias/detalhe/lucros-da-amazon-atingem-6750-milhoes-de-dolares-no-segundo-trimestre
« Última modificação: Agosto 03, 2023, 11:25:10 pm por Viajante »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20857
  • Recebeu: 2477 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: Economia dos EUA
« Responder #1 em: Agosto 10, 2023, 09:50:06 am »
Biden limita o investimento de empresas norte-americanas em "países problemáticos"


 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: Economia dos EUA
« Responder #2 em: Agosto 12, 2023, 12:03:26 pm »
Como previram os experts defensores da invasão criminosa da Ucrãnia, o ocidente estava condenado, iriamos morrer de frio no inverno de 2022 e o dólar e o euro iriam ser varridos do mapa como principais moedas de negociação de qualquer activo à face da terra!

Os dados estatísticos de Junho de 2023 confirmam isso mesmo e o dólar + euro controlam 80% de todas as transacções mundiais  :mrgreen:
O dólar é a moeda de negociação em 42,39% e o euro em 36,95%!
É o previsto colapso do ocidente  :mrgreen:

https://www.statista.com/statistics/1189498/share-of-global-payments-by-currency/
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: Economia dos EUA
« Responder #3 em: Janeiro 08, 2024, 10:07:42 am »
Congresso dos EUA chega a acordo sobre tecto de despesa para 2024

O acordo foi alcançado entre os líderes dos partidos republicano e democrata e terá ainda de ser ratificado no congresso.



Os líderes do congresso norte-americano chegaram este domingo a acordo na definição do tecto máximo de despesa para este ano, de 1,66 biliões de dólares, para evitar o risco de paralisação do governo federal.

O acordo foi alcançado entre os líderes dos partidos republicano e democrata e terá ainda de ser ratificado no congresso.

Segundo o jornal The New York Times, o acordo inclui um aumento na despesa do Pentágono para 886,3 mil milhões de dólares, e mantém a despesa nas restantes áreas, nomeadamente saúde e assistência, em 772,7 mil milhões de dólares.

A agência Associated Press escreve que o acordo baseia-se em limites de despesa que o congresso tinha já estabelecido num projeto de lei, para suspender o limite da dívida até 2025, mas ao mesmo tempo agrada aos republicanos da Câmara dos Representantes.

"Isto é o acordo orçamental mais favorável que os republicanos conseguiram em mais de uma década", afirmou o presidente da Câmara dos Representantes, o republicano Mike Johnson.

Em comunicado, o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, considerou que o acordo vai salvaguardar "importantes prioridades nacionais" e "evita uma paralisação desnecessária do governo".

O acordo, prosseguiu, "evita cortes profundos nos programas com os quais as famílias trabalhadoras estão a contar e abre caminho para a aprovação de projetos de lei de financiamento, que vão beneficiar o povo americano e estão libertos de políticas extremas".

https://www.jornaldenegocios.pt/economia/mundo/americas/detalhe/congresso-dos-eua-chega-a-acordo-sobre-tecto-de-despesa-para-2024#loadComments

Este acordo, com um aumento das despesas na área da Defesa para 886,3 mil milhões de dólares, pode haver boas notícias em breve, para a Ucrãnia.
Este acordo vai evitar também que se vejam funcionários públicos a irem de férias forçadas para casa, por falta de financiamento (se não for necessário um orçamento retificativo). Certamente por ser um ano de eleições, pesou para haver este acordo entre Democratas e Republicanos!
« Última modificação: Janeiro 08, 2024, 10:17:41 am por Viajante »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20857
  • Recebeu: 2477 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: Economia dos EUA
« Responder #4 em: Fevereiro 28, 2024, 01:26:18 pm »
Professora doa herança milionária a Universidade


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20857
  • Recebeu: 2477 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: Economia dos EUA
« Responder #5 em: Março 05, 2024, 02:07:10 pm »
Jeff Bezos volta a ser o homem mais rico do mundo