Invasão da Ucrânia

  • 5940 Respostas
  • 292124 Visualizações
*

CruzSilva

  • Especialista
  • ****
  • 1159
  • Recebeu: 445 vez(es)
  • Enviou: 2069 vez(es)
  • +633/-108
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5010 em: Dezembro 01, 2023, 07:25:33 pm »
OS GANHOS RUSSOS NA UCRÂNIA VALEM A PENA?

(PERSPECTIVA CROATA)

 

*

LuisPolis

  • Especialista
  • ****
  • 1089
  • Recebeu: 386 vez(es)
  • Enviou: 559 vez(es)
  • +174/-2088
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5011 em: Dezembro 01, 2023, 08:13:20 pm »
Artigo do Seymour Hersh: Parece que os militares estão a mexer-se na arena geo-política. Gerasimov e Zaluzhny a falar ...

Citar
The driving force of those talks has not been Washington or Moscow, or Biden or Putin, but instead the two high-ranking generals who run the war, Valery Gerasimov of Russia and Valery Zaluzhny of Ukraine.

https://seymourhersh.substack.com/p/general-to-general
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4258
  • Recebeu: 2394 vez(es)
  • Enviou: 1384 vez(es)
  • +7225/-4347
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5012 em: Dezembro 01, 2023, 09:04:06 pm »
A prenda de Natal da Ucrãnia?

Meteor: potential improvement of Ukrainian F-16

https://mil.in.ua/en/articles/meteor-potential-improvement-of-ukrainian-f-16/
 

*

LuisPolis

  • Especialista
  • ****
  • 1089
  • Recebeu: 386 vez(es)
  • Enviou: 559 vez(es)
  • +174/-2088
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5013 em: Dezembro 01, 2023, 09:58:47 pm »
Telemóveis 4G nos drones Geran 2 Russos (Começaram a ser encontrados na última semana de Novembro). Orientação, Reconhecimento, Telemetria?



https://www.thedrive.com/the-war-zone/shahed-136-with-cellular-modem-found-in-ukraine-what-it-means
« Última modificação: Dezembro 01, 2023, 10:01:38 pm por LuisPolis »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: ricardonunes

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12719
  • Recebeu: 3063 vez(es)
  • Enviou: 7555 vez(es)
  • +732/-1259
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5014 em: Dezembro 02, 2023, 02:57:32 am »
Meios destruídos a 1 de dezembro, segundo o Oryx:



Citar
Russia - 13269, of which: destroyed: 9228, damaged: 593, abandoned: 542, captured: 2906

Tanks (2510, of which destroyed: 1646, damaged: 140, abandoned: 176, captured: 548)

https://www.oryxspioenkop.com/2022/02/attack-on-europe-documenting-equipment.html

Citar
Ukraine - 4771, of which: destroyed: 3264, damaged: 370, abandoned: 185, captured: 952

Tanks (693, of which destroyed: 466, damaged: 56, abandoned: 38, captured: 133)


https://www.oryxspioenkop.com/2022/02/attack-on-europe-documenting-ukrainian.html
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 4817
  • Recebeu: 401 vez(es)
  • Enviou: 79 vez(es)
  • +251/-5623
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5015 em: Dezembro 02, 2023, 08:39:17 am »
Telemóveis 4G nos drones Geran 2 Russos (Começaram a ser encontrados na última semana de Novembro). Orientação, Reconhecimento, Telemetria?



https://www.thedrive.com/the-war-zone/shahed-136-with-cellular-modem-found-in-ukraine-what-it-means

Encontrei esta explicação no telegram

Citar
A new type of Geran’ (Shaheed) drone was discovered by Ukraine. It has no warhead on board, but live stream video and mobile connection equipment with a Ukrainian KyivStar SIM Card.

The drone flies deep into enemy territory over a specific route and streams via Ukrainian mobile connection live pictures.

Russian drone operators check the actual positions of potential targets and immediately send (a now explosive) missiles or drones to eliminate the target.

Depending of the urgency, they can send another (slow) drone, a Kalibr cruise missile or even a hypersonic Kinzhal. So moving the assets after each attack will not work anymore.

Interesting!
Potius mori quam foedari
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LuisPolis

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 4817
  • Recebeu: 401 vez(es)
  • Enviou: 79 vez(es)
  • +251/-5623
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5016 em: Dezembro 02, 2023, 08:44:29 am »


Potius mori quam foedari
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4258
  • Recebeu: 2394 vez(es)
  • Enviou: 1384 vez(es)
  • +7225/-4347
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5017 em: Dezembro 02, 2023, 09:03:10 am »


Então a Ucrânia deixou de ter 1,1 milhões de soldados mortos para ter 500 mil?

Mas para que é que coloca aqui o nr de vítimas ucranianas se você só tem desprezo pela Ucrânia e pelos ucranianos?

Imbecil coleccionador de rublos
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: ricardonunes

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20078
  • Recebeu: 2240 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +944/-1467
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5018 em: Dezembro 02, 2023, 09:05:08 am »
Ucrânia prepara mudanças no sistema de mobilização militar


 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 4817
  • Recebeu: 401 vez(es)
  • Enviou: 79 vez(es)
  • +251/-5623
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5019 em: Dezembro 02, 2023, 09:45:13 am »

Então a Ucrânia deixou de ter 1,1 milhões de soldados mortos para ter 500 mil?

Mas para que é que coloca aqui o nr de vítimas ucranianas se você só tem desprezo pela Ucrânia e pelos ucranianos?

Imbecil coleccionador de rublos

Nunca aqui falei em 1 milhao de mortos mas sim que cada vez mais se prova que as baixas ultrapassam mais de 1 milhao.... dai agora terem de mobilizar mulheres para a frente de batalha, com o patrocinio portugues, mais a sua lingerie camuflada, alegadamente até uma gravida ja foi capturada....

Até o Nogeiro e o barbas já falam das dificuldades....

Mas enfim... e preferível ver e ouvir noticias como as dos canibais....
Potius mori quam foedari
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 10921
  • Recebeu: 2296 vez(es)
  • Enviou: 3120 vez(es)
  • +700/-1028
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5020 em: Dezembro 02, 2023, 10:50:19 am »
Encontrei esta explicação no telegram

Citar
A new type of Geran’ (Shaheed) drone was discovered by Ukraine. It has no warhead on board, but live stream video and mobile connection equipment with a Ukrainian KyivStar SIM Card.

The drone flies deep into enemy territory over a specific route and streams via Ukrainian mobile connection live pictures.

Russian drone operators check the actual positions of potential targets and immediately send (a now explosive) missiles or drones to eliminate the target.

Depending of the urgency, they can send another (slow) drone, a Kalibr cruise missile or even a hypersonic Kinzhal. So moving the assets after each attack will not work anymore.

Interesting!

Pronto estão a usar o drone para reconhecimento de alvos, não vejo nada de revolucionário aí, mas uma mais directa linha de comando que decida sobre alvos a destruir torna mais dificil a defesa anti-aérea ucraniana, se por exemplo antes o processo fosse mais lento e burocrático, por exemplo todas as filmagens dos drones serem enviadas para algum departamento de análise, depois os potenciais alvos são enviados para onde estão os decisores de alvos realmente a destruir e enviar essa informação para as unidades operacionais, neste tempo (horas, dias), poderia ser possível aos ucranianos mudarem as suas unidades de local com boa probabilidade de sobrevivência antes do local ser atacado.

E como estão a usar o sistema de telemóveis ucraniano talvez seja dificil fazer jamming sem afectar as comunicações móveis da população???

Mas não é impossível de impedir que o drone de reconhecimento cumpra a sua missão, podem abater o drone ou mesmo usar jamming para impedir que ele envie dados para os seus controladores (com os inconvenientes que possa criar).

Também podem tentar criar procedimentos de escape mais rápidos, no pior cenário uma retirada de emergência apenas do pessoal e abandonar os meios materiais.
« Última modificação: Dezembro 02, 2023, 10:56:33 am por Lightning »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20078
  • Recebeu: 2240 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +944/-1467
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5021 em: Dezembro 02, 2023, 05:14:10 pm »
 

*

speedy

  • Membro
  • *
  • 125
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 4 vez(es)
  • +85/-372
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5022 em: Dezembro 02, 2023, 07:56:57 pm »

Então a Ucrânia deixou de ter 1,1 milhões de soldados mortos para ter 500 mil?

Mas para que é que coloca aqui o nr de vítimas ucranianas se você só tem desprezo pela Ucrânia e pelos ucranianos?

Imbecil coleccionador de rublos

Nunca aqui falei em 1 milhao de mortos mas sim que cada vez mais se prova que as baixas ultrapassam mais de 1 milhao.... dai agora terem de mobilizar mulheres para a frente de batalha, com o patrocinio portugues, mais a sua lingerie camuflada, alegadamente até uma gravida ja foi capturada....

Até o Nogeiro e o barbas já falam das dificuldades....


Essa notícia da doação de cuecas para mulheres militares não caiu muito bem. Concordo com a ajuda mas acho que não deveria ter sido divulgada pois transmite uma má imagem do exercício Ucraniano.

Uma pessoa qualquer que ande muito na estrada e veja   carros com matrícula UA pode pensar  e criticar erradamente que muitos homens ucranianos vieram para portugal enquanto mulheres  ficaram na guerra mas isso é só uma coincidência.


 

*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1424
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 323 vez(es)
  • +216/-4138
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5023 em: Dezembro 03, 2023, 04:06:51 pm »
Segundo a CNN, o ex-presidente do Banco da Noruega e atual secretário-geral fantoche da OTAN disse que os "aliados" se devem preparar para más notícias na Ucrania. A que más notícias se refere o banqueiro ? 
« Última modificação: Dezembro 03, 2023, 04:11:27 pm por legionario »
 

*

speedy

  • Membro
  • *
  • 125
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 4 vez(es)
  • +85/-372
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5024 em: Dezembro 03, 2023, 08:34:54 pm »
Segundo a CNN, o ex-presidente do Banco da Noruega e atual secretário-geral fantoche da OTAN disse que os "aliados" se devem preparar para más notícias na Ucrania. A que más notícias se refere o banqueiro ?

Talvez seja uma manobra de influência para pedir mais investimento em defesa.