UAVs na FAP

  • 354 Respostas
  • 62124 Visualizações
*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3700
  • Recebeu: 2482 vez(es)
  • Enviou: 1939 vez(es)
  • +5689/-2717
Re: UAVs na FAP
« Responder #315 em: Abril 17, 2023, 10:05:48 am »
A Tekever depois de ser adquirida pelos ingleses passou a ter uma gestão decente, com definição de objetivos e qualidade nos seus produtos.
Atualmente é do melhor que temos em Portugal, só não é fornecedora de material para as nossas FAs porque o Lobby da Uavision continua muito forte, e com material do pior, bastas ver as soldaduras das componentes eletrônicas.

Depois de ser adquirida????
A Tekever é nacional e tem representação em 5 Países, incluindo Inglaterra
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3700
  • Recebeu: 2482 vez(es)
  • Enviou: 1939 vez(es)
  • +5689/-2717
Re: UAVs na FAP
« Responder #316 em: Abril 17, 2023, 10:08:19 am »
Já agora, ninguém quer trocar os Bayraktar TB2 , por este menino:

https://www.iai.co.il/p/tactical-heron

 :mrgreen: :mrgreen:

Resta saber se o ARX não teria capacidade semelhante se fosse versão militar
 

*

MacNTu

  • Membro
  • *
  • 24
  • Recebeu: 20 vez(es)
  • +8/-9
Re: UAVs na FAP
« Responder #317 em: Abril 17, 2023, 11:53:54 am »
A Tekever depois de ser adquirida pelos ingleses passou a ter uma gestão decente, com definição de objetivos e qualidade nos seus produtos.
Atualmente é do melhor que temos em Portugal, só não é fornecedora de material para as nossas FAs porque o Lobby da Uavision continua muito forte, e com material do pior, bastas ver as soldaduras das componentes eletrônicas.

Depois de ser adquirida????
A Tekever é nacional e tem representação em 5 Países, incluindo Inglaterra

Corrijo o termo adquirida.
A Tekever esteve para ir ao charco (devido a politiquices e por consequência uma má gestão) e nesse momento houve investimento britânico, o que mudou muito o seu rumo e tornar-se naquilo que é hoje.
Digo isto, porque tenho alguém muito próximo que conhece um dos fundadores, e que até esteve para ir para lá na sua fundação!!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2857
  • Recebeu: 575 vez(es)
  • Enviou: 351 vez(es)
  • +151/-469
Re: UAVs na FAP
« Responder #318 em: Abril 17, 2023, 08:44:10 pm »
A Tekever depois de ser adquirida pelos ingleses passou a ter uma gestão decente, com definição de objetivos e qualidade nos seus produtos.
Atualmente é do melhor que temos em Portugal, só não é fornecedora de material para as nossas FAs porque o Lobby da Uavision continua muito forte, e com material do pior, bastas ver as soldaduras das componentes eletrônicas.

Depois de ser adquirida????
A Tekever é nacional e tem representação em 5 Países, incluindo Inglaterra

Corrijo o termo adquirida.
A Tekever esteve para ir ao charco (devido a politiquices e por consequência uma má gestão) e nesse momento houve investimento britânico, o que mudou muito o seu rumo e tornar-se naquilo que é hoje.
Digo isto, porque tenho alguém muito próximo que conhece um dos fundadores, e que até esteve para ir para lá na sua fundação!!

Um dos maiores financiadores da Tekever é um fundo ibérico.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3700
  • Recebeu: 2482 vez(es)
  • Enviou: 1939 vez(es)
  • +5689/-2717
Re: UAVs na FAP
« Responder #319 em: Maio 04, 2023, 12:43:15 pm »
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3700
  • Recebeu: 2482 vez(es)
  • Enviou: 1939 vez(es)
  • +5689/-2717
Re: UAVs na FAP
« Responder #320 em: Maio 09, 2023, 06:15:15 pm »
https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=pfbid02Zsr3aoaHqHSicLA2fKYr5FbtAsGE8QugpWtwCiNUzmj768nkP2jn55foERa3VrfUl&id=193305537419062

Cá não interessa
Só lá fora são burros e não percebem que temos cá outros extraordinários na FAP
« Última modificação: Maio 09, 2023, 06:22:22 pm por Pescador »
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2857
  • Recebeu: 575 vez(es)
  • Enviou: 351 vez(es)
  • +151/-469
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3700
  • Recebeu: 2482 vez(es)
  • Enviou: 1939 vez(es)
  • +5689/-2717
Re: UAVs na FAP
« Responder #322 em: Maio 09, 2023, 07:52:32 pm »
https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=pfbid02Zsr3aoaHqHSicLA2fKYr5FbtAsGE8QugpWtwCiNUzmj768nkP2jn55foERa3VrfUl&id=193305537419062

Cá não interessa
Só lá fora são burros e não percebem que temos cá outros extraordinários na FAP

Isso por acaso correu a gozo nos sites .br e outros onde puderam enxovalhar a gosto, até culturalmente falando.
Todo o tipo de gente que conseguia juntar umas letras em português aproveitou para escarnecer não só da situação, mas do país, da inteligência tuga e tudo a mais. Muito cómico

Mas afinal que tem a ver o mau lançamento com o desempenho?
Se falhar o tiro, deito culpa a arma . E eu não posso ter culpa?
E um aparelho qualquer não pode ter uma falha?

A verdade é que a Tekever tem 5 representações no exterior e, vende nomeadamente para Inglaterra, países do norte de África, EUA, Autoridade Marítima Europeia. Seja com o AR3 ou AR5.

Depois vemos as capacidades de AR3 e do Vision da FAP e ficamos esclarecidos. Pode ser mais caro. É provável, os Mercedes são mais caros que os Fiat e nem por isso deixam de os comprar. Principalmente os que depois compram o mais barato para meios operacionais das FA
« Última modificação: Maio 09, 2023, 09:10:51 pm por Pescador »
 

*

PJviana

  • Membro
  • *
  • 12
  • Recebeu: 16 vez(es)
  • +1/-0
Re: UAVs na FAP
« Responder #323 em: Maio 10, 2023, 01:38:08 pm »
https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=pfbid02Zsr3aoaHqHSicLA2fKYr5FbtAsGE8QugpWtwCiNUzmj768nkP2jn55foERa3VrfUl&id=193305537419062

Cá não interessa
Só lá fora são burros e não percebem que temos cá outros extraordinários na FAP

Isso por acaso correu a gozo nos sites .br e outros onde puderam enxovalhar a gosto, até culturalmente falando.
Todo o tipo de gente que conseguia juntar umas letras em português aproveitou para escarnecer não só da situação, mas do país, da inteligência tuga e tudo a mais. Muito cómico

Mas afinal que tem a ver o mau lançamento com o desempenho?
Se falhar o tiro, deito culpa a arma . E eu não posso ter culpa?
E um aparelho qualquer não pode ter uma falha?

A verdade é que a Tekever tem 5 representações no exterior e, vende nomeadamente para Inglaterra, países do norte de África, EUA, Autoridade Marítima Europeia. Seja com o AR3 ou AR5.

Depois vemos as capacidades de AR3 e do Vision da FAP e ficamos esclarecidos. Pode ser mais caro. É provável, os Mercedes são mais caros que os Fiat e nem por isso deixam de os comprar. Principalmente os que depois compram o mais barato para meios operacionais das FA


O mal é mesmo esse! O governo compra Mercedes para eles mas para as forças armadas compra Fiat usado com muitos kms.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3700
  • Recebeu: 2482 vez(es)
  • Enviou: 1939 vez(es)
  • +5689/-2717
Re: UAVs na FAP
« Responder #324 em: Maio 24, 2023, 06:53:21 pm »
Mtow 600kg
Endurance 24 horas
Velocidade  máxima 180 kt
Pay load 150kg

Vamos vê-lo um dia. Esperemos que na FAP também

Nosso, da Tekever
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 19978
  • Recebeu: 2215 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +930/-1464
Re: UAVs na FAP
« Responder #325 em: Junho 03, 2023, 06:35:22 pm »
FORÇA AÉREA PORTUGUESA CRIA SISTEMAS DE DETEÇÃO DE RADIOATIVIDADE


 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2857
  • Recebeu: 575 vez(es)
  • Enviou: 351 vez(es)
  • +151/-469
Re: UAVs na FAP
« Responder #326 em: Junho 17, 2023, 03:12:46 pm »
A Tekever vai fornecer AR3 nas duas versões a Ucrânia pagos pelos Britânicos.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: PTWolf

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3700
  • Recebeu: 2482 vez(es)
  • Enviou: 1939 vez(es)
  • +5689/-2717
Re: UAVs na FAP
« Responder #327 em: Junho 17, 2023, 03:17:54 pm »
A Tekever vai fornecer AR3 nas duas versões a Ucrânia pagos pelos Britânicos.

Com a tecnologia que transporta ficam bem melhor servidos que a FAP. Mas a FAP.........
Nem vou dizer mais nada. Enfim
« Última modificação: Junho 17, 2023, 03:18:37 pm por Pescador »
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2431
  • Recebeu: 872 vez(es)
  • Enviou: 3029 vez(es)
  • +490/-70
Re: UAVs na FAP
« Responder #328 em: Setembro 23, 2023, 12:08:37 am »
"DRONE SUICIDA" DO FABRICANTE PORTUGUÊS UAVISION
Tróia, Portugal
22 de Setembro de 2023

A UAVision apresentou, no decurso do exercício REPMUS, em Tróia, a 22 de Setembro de 2023, o "Elanus" correspondente à tipologia popularmente designada por "drone suicida" - numa terminologia mais formal, uma munição guiada com possibilidade de espera ("loitering munitions"). Lançado a partir de tubo, expandido a sua asa após lançamento, alcança uma velocidade de 230 km/h, estando equipado com sistema de mitigação de contra-medidas e com navegação por satélite, o "Elanus" transporta uma ogiva de até 1,5 kgs (equivalente à carga de alto explosivo de duas granadas de morteiro de 81mm), com um alcance operacional de até 100 km.

O fabricante projecta ter o "Elanus" disponível no mercado até ao final do ano de 2023 tendo referido a participação das Forças Armadas Portuguesas em alguns dos requisitos do mesmo. A designação deste drone corresponde ao nome científico de um género de ave de rapina da familia Accipitridae, com 4 espécies - uma delas, Elanus caeruleus, de nome comum Peneireiro-cinzento, presente em "habitats" portugueses. A UAVision é uma empresa portuguesa, com sede em Bonabal, Ventosa, Torres Vedras, que desenvolve sistemas e subsistemas aéreos não tripulados desde 2005.

A 13.ª edição do Exercício REPMUS ("Robotic Experimentation and Prototyping Augmented by Maritime Unmmanned Systems", lit. "Experimentação e Prototipagem Robótica Ampliada por Sistemas Marítimos Não Tripulados"), promovida pela Marinha Portuguesa com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), o NATO STO CMRE ("Science and Technology Organization", "Centre for Maritime Research and Experimentation", La Spezia, Itália) e NATO MUSI ("Maritime Unmanned Systems Initiative", Bruxelas, Bélgica), iniciou-se a 11 de Setembro e decorreu até 22 de Setembro de 2023 na Zona Livre Tecnológica Infante D. Henrique (que abrange os concelhos de Sesimbra, Setúbal e Grândola, monitorizada do Centro de Experimentação Operacional da Marinha (CEOM), em Tróia).

Contou com a presença das Marinhas de 25 países e 30 companhias de investigação e desenvolvimento, participam 11 navios, 20 aeronaves não tripuladas, 15 meios de superfície não tripulados, 35 meios submersíveis não tripulados e mais de 1 400 pessoas envolvidas em 340 sessões de experimentação. Trata-se do maior evento da especialidade realizado em termos internacionais.

Foto via CNN Portugal | UAVision
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2857
  • Recebeu: 575 vez(es)
  • Enviou: 351 vez(es)
  • +151/-469
Re: UAVs na FAP
« Responder #329 em: Setembro 23, 2023, 12:15:14 am »
"DRONE SUICIDA" DO FABRICANTE PORTUGUÊS UAVISION
Tróia, Portugal
22 de Setembro de 2023

A UAVision apresentou, no decurso do exercício REPMUS, em Tróia, a 22 de Setembro de 2023, o "Elanus" correspondente à tipologia popularmente designada por "drone suicida" - numa terminologia mais formal, uma munição guiada com possibilidade de espera ("loitering munitions"). Lançado a partir de tubo, expandido a sua asa após lançamento, alcança uma velocidade de 230 km/h, estando equipado com sistema de mitigação de contra-medidas e com navegação por satélite, o "Elanus" transporta uma ogiva de até 1,5 kgs (equivalente à carga de alto explosivo de duas granadas de morteiro de 81mm), com um alcance operacional de até 100 km.

O fabricante projecta ter o "Elanus" disponível no mercado até ao final do ano de 2023 tendo referido a participação das Forças Armadas Portuguesas em alguns dos requisitos do mesmo. A designação deste drone corresponde ao nome científico de um género de ave de rapina da familia Accipitridae, com 4 espécies - uma delas, Elanus caeruleus, de nome comum Peneireiro-cinzento, presente em "habitats" portugueses. A UAVision é uma empresa portuguesa, com sede em Bonabal, Ventosa, Torres Vedras, que desenvolve sistemas e subsistemas aéreos não tripulados desde 2005.

A 13.ª edição do Exercício REPMUS ("Robotic Experimentation and Prototyping Augmented by Maritime Unmmanned Systems", lit. "Experimentação e Prototipagem Robótica Ampliada por Sistemas Marítimos Não Tripulados"), promovida pela Marinha Portuguesa com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), o NATO STO CMRE ("Science and Technology Organization", "Centre for Maritime Research and Experimentation", La Spezia, Itália) e NATO MUSI ("Maritime Unmanned Systems Initiative", Bruxelas, Bélgica), iniciou-se a 11 de Setembro e decorreu até 22 de Setembro de 2023 na Zona Livre Tecnológica Infante D. Henrique (que abrange os concelhos de Sesimbra, Setúbal e Grândola, monitorizada do Centro de Experimentação Operacional da Marinha (CEOM), em Tróia).

Contou com a presença das Marinhas de 25 países e 30 companhias de investigação e desenvolvimento, participam 11 navios, 20 aeronaves não tripuladas, 15 meios de superfície não tripulados, 35 meios submersíveis não tripulados e mais de 1 400 pessoas envolvidas em 340 sessões de experimentação. Trata-se do maior evento da especialidade realizado em termos internacionais.

Foto via CNN Portugal | UAVision

Claro que tinha de ser a UAVision.
Espero que tenha sucesso, porque é um produto facilmente produzido localmente.

O Costa bem que podia oferecer uns quantos para testes lá na Ucrânia.