Programa de substituição do C-130

  • 2562 Respostas
  • 558725 Visualizações
*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 5481
  • Recebeu: 5435 vez(es)
  • Enviou: 3589 vez(es)
  • +10064/-2644
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2550 em: Abril 09, 2024, 11:30:25 am »
O fundo europeu de defesa irá obrigar os membros da UE a adquirir material europeu...

Não vejo o novo Governo com grande vontade para isso, só se for apertado. E ainda assim...
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3971
  • Recebeu: 2577 vez(es)
  • Enviou: 2117 vez(es)
  • +5702/-2784
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2551 em: Abril 09, 2024, 12:19:51 pm »
O fundo europeu de defesa irá obrigar os membros da UE a adquirir material europeu...

Não vejo o novo Governo com grande vontade para isso, só se for apertado. E ainda assim...

Tem de ser.
Falamos do País que teve oferecidas novas 2 das 3 fragatas Meko, que ao contrário dos parceiros que as compraram , deixou aquilo ficar obsoleto
Querem pertencer ao " clube" abram a bolsa.
É como se fosse um clube de golf
 

*

goncalobmartins

  • Membro
  • *
  • 93
  • Recebeu: 29 vez(es)
  • Enviou: 96 vez(es)
  • +15/-1
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2552 em: Abril 09, 2024, 12:26:39 pm »
O fundo europeu de defesa irá obrigar os membros da UE a adquirir material europeu...

Não vejo o novo Governo com grande vontade para isso, só se for apertado. E ainda assim...

Apesar de não querer ir contra a minha filosofia de não discutir futebol, política ou religião, fiz um cruzamento "tosco" sobre que partido estava no Governo e algumas aeronaves entraram ao serviço da FAP:

1977

Lockheed C-130H Hercules
Estado Novo/PS ?


1993
Marcel-Dassault Falcon 50

PSD

1994
Lockheed Martin F-16A/B
PSD

2004
AgustaWestland EH-101 Merlin

PS



2006
Lockheed P3-C CUP+ Orion

PS?

2008
EADS C-295M/MPA

PS

2018

Leonardo AW119Kx Koala

PS

2023

Embraer KC-390 Millenium
PS



2023
Sikorsky UH-60 Black Hawk

PS

Nota: Tenho perfeita noção que o ano de entrada ao serviço e a data de assinatura de contratos são distintas, Logo o Governo que formalizou a compra poderá ser diferente do Governo em vigor à data de entrada ao serviço mas pesquisei no DR e não deverei ter falhado muito. Os que têm "?" são os que não consegui ter muita informação...
 

*

PTWolf

  • Analista
  • ***
  • 757
  • Recebeu: 340 vez(es)
  • Enviou: 1615 vez(es)
  • +982/-188
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2553 em: Abril 09, 2024, 01:50:34 pm »
Se cruzarmos quem fez as aquisições com os partidos no poder, sobra poucas duvidas que quem mais adquiriu foi o PS, mais que não seja porque foi quem mais governou e no ultimo governo PSD as contas publicas estavam em pre-bancarrota.

Falando de agora, tenho visto o Nuno Melo muito activo e com uma postura que considero ser de um grande upgrade relativamente à antecessora (que confesso tinha maiores expectativas).
Anteriormente referi, ainda antes de se saber quem seria o MDN, que seria importante ser alguem com peso politico. Olhando para o histórico do CDS na pasta, no peso que o Nuno Melo tem no plano politico e esta ser possivelmente a ultima oportunidade para reanimar o CDS, acho que estão reunidas premissas importantes para que seja feita obra.
Só vejo isto esbarrar noutra condição muito limitiante, o orçamento. Este governo vai estar focado a salvar-se a si mesmo. Assim, terá que investir muito dinheiro a resolver situações que o PS foi adiando de forma sucessiva. Falo de Professores, Medicos, FA etc...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2468
  • Recebeu: 902 vez(es)
  • Enviou: 3116 vez(es)
  • +563/-75
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2554 em: Abril 09, 2024, 02:16:02 pm »
"Sikorsky UH-60 Black Hawk
" é para incêndios florestais...

Nenhum dos partidos do "arco da governação" dão importância à Defesa - claro que quem governou 3/4 do tempo nos últimos 30 anos (e o PSD na altura da Troika teve "condicionantes especiais") procedeu à compra de mais material para a Defesa.

A melhor forma que eu conheço para ilustrar a situação é quando o governo PS caiu por não conseguir aprovar orçamento, ganha eleições com maioria absoluta, apresenta novo orçamento - e, entretanto começa uma guerra na Europa... diminui o valor para a Defesa no novo orçamento.   
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 8431
  • Recebeu: 3824 vez(es)
  • Enviou: 714 vez(es)
  • +4982/-785
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2555 em: Abril 09, 2024, 03:26:07 pm »
Das compras listadas, a que se destaca mais é de longe a dos F-16, tendo ainda por cima sido novos. Mesmo tendo sido da versão Block 15 OCU, já foi um grande salto face ao que tínhamos, e ainda por cima para um plataforma que, como vimos, apresentou um grande potencial de ser melhorado (potencial que ainda hoje não foi atingido já que podia receber o derradeiro upgrade para V).
A lista não contabiliza os F-16 em segunda-mão, já na segunda metade dos anos 90.

Do resto da lista, podemos excluir os Koala, pois foram uma opção "low cost" para substituir os Al III, e os UH-60, que não só são para combate aos incêndios, como foram financiados pela UE. Diria que os dois partidos estão, tecnicamente, empatados. Apesar de que, a partir de 2008, existe um notável declínio a nível das aquisições para a Defesa, nomeadamente meios aéreos, passando de 5 programas em 15 anos (1993-2008), para 3 programas nos próximos 15 (2008-2023), sendo que 2 destes 3, são programas comparativamente insignificantes.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5366
  • Recebeu: 4001 vez(es)
  • Enviou: 9908 vez(es)
  • +8451/-245
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2556 em: Abril 10, 2024, 01:10:19 am »
Mesmo tendo sido da versão Block 15 OCU, já foi um grande salto face ao que tínhamos, e ainda por cima para um plataforma que, como vimos, apresentou um grande potencial de ser melhorado (potencial que ainda hoje não foi atingido já que podia receber o derradeiro upgrade para V).

Os nossos nunca poderão receber o "derradeiro" upgrade para V, pelo simples facto de serem Block 15. A aquisição dos Block 15OCU foi importantíssima para a FAP, mas como é habitual em Portugal a carteira e a falta de visão trazem sempre implicações na bagagem. No nosso caso, nunca entendi o racional de se adquirirem Block 15OCU, quando os Block 50/52 já se encontravam em produção há muito. Se se tivessem gasto mais uns milhões de contos, hoje os nossos F-16 podiam ser "derradeiros" Viper.
Talent de ne rien faire
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 5481
  • Recebeu: 5435 vez(es)
  • Enviou: 3589 vez(es)
  • +10064/-2644
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2557 em: Abril 10, 2024, 10:53:32 am »
O fundo europeu de defesa irá obrigar os membros da UE a adquirir material europeu...
Daí os A-400M estarem na calha para substituir os C-130H, os surplus espanhóis serão distribuídos pelos parceiros europeus da NATO.
Cps

E F-35A construídos na Europa, em Itália por exemplo (na FACO, em Cameri), também se pode configurar como aquisição de material europeu? :mrgreen:
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 

*

sivispacem

  • Analista
  • ***
  • 606
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +43/-11
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2558 em: Abril 10, 2024, 12:56:19 pm »
O fundo europeu de defesa irá obrigar os membros da UE a adquirir material europeu...
Daí os A-400M estarem na calha para substituir os C-130H, os surplus espanhóis serão distribuídos pelos parceiros europeus da NATO.
Cps

E F-35A construídos na Europa, em Itália por exemplo (na FACO, em Cameri), também se pode configurar como aquisição de material europeu? :mrgreen:

Creio que sim, da mesma forma que o UH-72  Lakota é uma versão produzida nos EUA do EC145... ou que os F 16 produzidos na Bélgica também foram considerados "europeus" (bom, depois de pagos os direitos definidos nos termos do negócio, é claro!)
« Última modificação: Abril 10, 2024, 01:02:09 pm por sivispacem »
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 8431
  • Recebeu: 3824 vez(es)
  • Enviou: 714 vez(es)
  • +4982/-785
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2559 em: Abril 10, 2024, 01:02:35 pm »
Mesmo tendo sido da versão Block 15 OCU, já foi um grande salto face ao que tínhamos, e ainda por cima para um plataforma que, como vimos, apresentou um grande potencial de ser melhorado (potencial que ainda hoje não foi atingido já que podia receber o derradeiro upgrade para V).

Os nossos nunca poderão receber o "derradeiro" upgrade para V, pelo simples facto de serem Block 15. A aquisição dos Block 15OCU foi importantíssima para a FAP, mas como é habitual em Portugal a carteira e a falta de visão trazem sempre implicações na bagagem. No nosso caso, nunca entendi o racional de se adquirirem Block 15OCU, quando os Block 50/52 já se encontravam em produção há muito. Se se tivessem gasto mais uns milhões de contos, hoje os nossos F-16 podiam ser "derradeiros" Viper.

O CJ já respondeu noutro tópico.

O fundo europeu de defesa irá obrigar os membros da UE a adquirir material europeu...
Daí os A-400M estarem na calha para substituir os C-130H, os surplus espanhóis serão distribuídos pelos parceiros europeus da NATO.
Cps

E F-35A construídos na Europa, em Itália por exemplo (na FACO, em Cameri), também se pode configurar como aquisição de material europeu? :mrgreen:

Para a substituição (ou até modernização parcial) dos F-16, vai ter que se "ignorar" o dito fundo europeu. Pura e simplesmente os caças europeus actuais não compensam o investimento para um país que quer comprar na década de 30, caças que têm que se manter relevantes até à década de 60/70. E esperar por FCAS ou Tempest é arriscado, porque se as estimativas em torno do programa NGAD servirem ponto de partida, em que cada avião poderá custar 300 milhões, não é impensável que os equivalentes europeus venham a ter um custo de pelo menos 200 milhões.

Agora temos tantas necessidades, que facilmente arranjarão alguma coisa para "associar" ao dito fundo.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 11072
  • Recebeu: 2352 vez(es)
  • Enviou: 3256 vez(es)
  • +739/-1031
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2560 em: Abril 10, 2024, 01:28:24 pm »
nunca entendi o racional de se adquirirem Block 15OCU, quando os Block 50/52 já se encontravam em produção há muito. Se se tivessem gasto mais uns milhões de contos, hoje os nossos F-16 podiam ser "derradeiros" Viper.

Porque a ideia já era ter um avião igual aos países da EPAF.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5366
  • Recebeu: 4001 vez(es)
  • Enviou: 9908 vez(es)
  • +8451/-245
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2561 em: Abril 10, 2024, 02:22:33 pm »
Só que 20 anos atrasado. Brilhante!
Talent de ne rien faire
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3971
  • Recebeu: 2577 vez(es)
  • Enviou: 2117 vez(es)
  • +5702/-2784
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2562 em: Abril 10, 2024, 07:15:21 pm »
Só que 20 anos atrasado. Brilhante!

Como o programa das fragatas. Temos as do século passado para durarem até quase a meio deste século.