Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial

  • 1936 Respostas
  • 421876 Visualizações
*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4816
  • Recebeu: 3138 vez(es)
  • Enviou: 2653 vez(es)
  • +5806/-2941
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1725 em: Novembro 03, 2023, 03:47:33 pm »
Os australianos retiraram de servico um OPV com 15 anos e outro com...7

Com jeitinho ainda duravam uns 50 anos cá  :mrgreen:

Os Australianos têm retirado nos últimos anos a maior parte dos Armidale de serviço.

https://en.wikipedia.org/wiki/Armidale-class_patrol_boat



E vão ser substituídos pelos OCVs, que inclui não apenas esta classe mas também os hidrográficos e draga-minas.

https://en.wikipedia.org/wiki/Planned_Australian_offshore_combatant_vessel



Saudações

Segundo percebo estão a substituir navios de 300 t por outros de 1600 ton. Faz sentido quando se quer dar mais valências como é o caso. Uma  classe de embarcação completamente diferente.
Cá os NPO de 1800 se fossem até 2200 com as acrescidas valências era bom. Já as dimensões e tonelagem dos Tejo para costeiro estão bem por ali, mas seriam melhor aproveitados em equipamentos. No caso das actuais sucatas já não, mas outros semelhantes que deviam estar na calha para ser construídos breve.
O Alfeite não pode fazer navios de 300 a 400 ton e erguer aquilo? Também tem de ir a concurso?
 

*

os_pero

  • Perito
  • **
  • 339
  • Recebeu: 137 vez(es)
  • Enviou: 52 vez(es)
  • +327/-24
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1726 em: Novembro 03, 2023, 04:21:32 pm »
Os australianos retiraram de servico um OPV com 15 anos e outro com...7

Com jeitinho ainda duravam uns 50 anos cá  :mrgreen:

Os Australianos têm retirado nos últimos anos a maior parte dos Armidale de serviço.

https://en.wikipedia.org/wiki/Armidale-class_patrol_boat



E vão ser substituídos pelos OCVs, que inclui não apenas esta classe mas também os hidrográficos e draga-minas.

https://en.wikipedia.org/wiki/Planned_Australian_offshore_combatant_vessel



Saudações

Segundo percebo estão a substituir navios de 300 t por outros de 1600 ton. Faz sentido quando se quer dar mais valências como é o caso. Uma  classe de embarcação completamente diferente.
Cá os NPO de 1800 se fossem até 2200 com as acrescidas valências era bom. Já as dimensões e tonelagem dos Tejo para costeiro estão bem por ali, mas seriam melhor aproveitados em equipamentos. No caso das actuais sucatas já não, mas outros semelhantes que deviam estar na calha para ser construídos breve.
O Alfeite não pode fazer navios de 300 a 400 ton e erguer aquilo? Também tem de ir a concurso?

Sim, tem de ir a concurso a não ser que encontrem algum enquadramento nas excepções, em relação ao Alfeite o problema nem seria o concurso, seria sim ter capacidade tecnica (recursos humanos e equipamentos) no Alfeite para fazer as tais construções.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4816
  • Recebeu: 3138 vez(es)
  • Enviou: 2653 vez(es)
  • +5806/-2941
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1727 em: Novembro 04, 2023, 02:28:56 pm »
Os australianos retiraram de servico um OPV com 15 anos e outro com...7

Com jeitinho ainda duravam uns 50 anos cá  :mrgreen:

Os Australianos têm retirado nos últimos anos a maior parte dos Armidale de serviço.

https://en.wikipedia.org/wiki/Armidale-class_patrol_boat



E vão ser substituídos pelos OCVs, que inclui não apenas esta classe mas também os hidrográficos e draga-minas.

https://en.wikipedia.org/wiki/Planned_Australian_offshore_combatant_vessel



Saudações

Segundo percebo estão a substituir navios de 300 t por outros de 1600 ton. Faz sentido quando se quer dar mais valências como é o caso. Uma  classe de embarcação completamente diferente.
Cá os NPO de 1800 se fossem até 2200 com as acrescidas valências era bom. Já as dimensões e tonelagem dos Tejo para costeiro estão bem por ali, mas seriam melhor aproveitados em equipamentos. No caso das actuais sucatas já não, mas outros semelhantes que deviam estar na calha para ser construídos breve.
O Alfeite não pode fazer navios de 300 a 400 ton e erguer aquilo? Também tem de ir a concurso?

Sim, tem de ir a concurso a não ser que encontrem algum enquadramento nas excepções, em relação ao Alfeite o problema nem seria o concurso, seria sim ter capacidade tecnica (recursos humanos e equipamentos) no Alfeite para fazer as tais construções.

Pois. Somos um País para turismo, por isso perdemos valências em algumas industrias. Os papagaios do reino querem é fomentar mão de obra barata e fácil em hotéis, resorts, etc. Tipo terceiro mundo
 

*

PTWolf

  • Analista
  • ***
  • 835
  • Recebeu: 378 vez(es)
  • Enviou: 1887 vez(es)
  • +1034/-197
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1728 em: Novembro 04, 2023, 02:40:44 pm »
Na vossa opiniao estes navios da classe Armidale seriam mais valias?
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20910
  • Recebeu: 3248 vez(es)
  • Enviou: 2369 vez(es)
  • +1601/-3523
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1729 em: Novembro 04, 2023, 02:43:05 pm »
Na vossa opiniao estes navios da classe Armidale seriam mais valias?

Patrulhas Classe Tejo parte 2.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4816
  • Recebeu: 3138 vez(es)
  • Enviou: 2653 vez(es)
  • +5806/-2941
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1730 em: Novembro 04, 2023, 03:21:44 pm »
Na vossa opiniao estes navios da classe Armidale seriam mais valias?

Tem tonelagem de patrulha costeiro. De resto se calhar era como os Tejo, mais sucata, embora não faça sentido ser, pois têm 17 anos. Mas para a maneira como equipam cá os costeiros, chegava em dimensão e, o canhão 25 mm tinham de retirar para não parecer mal . Afinal os Tejo são tão demais para uma fisga e sem sequer um Flir como vão agora colocar na lancha que anda em São Tomé.
« Última modificação: Novembro 04, 2023, 03:24:38 pm por Pescador »
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19219
  • Recebeu: 5973 vez(es)
  • Enviou: 6685 vez(es)
  • +7428/-10050
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1731 em: Novembro 04, 2023, 05:02:50 pm »
No estado em que o Alfeite está desconfio que nem um bote a remos
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19219
  • Recebeu: 5973 vez(es)
  • Enviou: 6685 vez(es)
  • +7428/-10050
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1732 em: Novembro 20, 2023, 02:49:26 pm »


The 86-meter OPVs made by German shipyard Fassmer and operated by the German police's Coast Guard service are most likely the design chosen by Singapore for its new class of OPV. (Fassmer photo)

SINGAPORE --- The Ministry of Defence (MINDEF) has signed a contract with Fr. Fassmer GmbH & Co. KG (Fassmer) to acquire four new Offshore Patrol Vessels (OPVs) to replace the existing Sentinel-class Maritime Security Response Vessels (MSRVs).

https://www.defense-aerospace.com/singapore-signs-contract-for-four-german-offshore-patrol-vessels/
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4816
  • Recebeu: 3138 vez(es)
  • Enviou: 2653 vez(es)
  • +5806/-2941
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1733 em: Novembro 20, 2023, 06:43:28 pm »


The 86-meter OPVs made by German shipyard Fassmer and operated by the German police's Coast Guard service are most likely the design chosen by Singapore for its new class of OPV. (Fassmer photo)

SINGAPORE --- The Ministry of Defence (MINDEF) has signed a contract with Fr. Fassmer GmbH & Co. KG (Fassmer) to acquire four new Offshore Patrol Vessels (OPVs) to replace the existing Sentinel-class Maritime Security Response Vessels (MSRVs).

https://www.defense-aerospace.com/singapore-signs-contract-for-four-german-offshore-patrol-vessels/

Calha bem esta foto

Então estes são Guarda Costeira. Nós temos Marinha de Guerra. Policia Marítima, GNR Marítima, que inclui praias e 12 milhas, como a PM.
Haviam de resolver isto primeiro
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20910
  • Recebeu: 3248 vez(es)
  • Enviou: 2369 vez(es)
  • +1601/-3523
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1734 em: Novembro 23, 2023, 12:05:45 pm »
Do concurso da NSPA:









7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Tiamate

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19219
  • Recebeu: 5973 vez(es)
  • Enviou: 6685 vez(es)
  • +7428/-10050
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1735 em: Novembro 23, 2023, 01:59:15 pm »
Bem...segundo isso não podem ser considerados fragatas  ::)
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2581
  • Recebeu: 966 vez(es)
  • Enviou: 3300 vez(es)
  • +739/-78
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1736 em: Novembro 23, 2023, 02:33:46 pm »
Contente com as alteração que os NPO (3S) vão ter, no equipamento e nas missões que poderão executar... vou ser chato e - mais uma vez, eu sei - colocar um texto das modificações "pouco visíveis"  que os britânicos fizeram no River II...

Citar
    Watertight integrity modifications (also described as improved watertight integrity)
    Fire safety modifications
    Enhanced firefighting facilities
    Automatic emergency lights

    Flight Deck Officer position
    Domestic refrigeration modifications
    Sewage treatment plant modifications
    Ballast water modifications
    Merlin helicopter operation (ie strengthening the flight deck to be able to land a Merlin helicopter on it)
    Helicopter in-flight refuelling
    Helicopter refuelling modifications
    Changes to ship’s minimum operating temperature
    Davit modifications
    Force protection weapons modifications (replacing 2×25 mm with 2×7.62 mm Mk 44 Gatling guns)
    Installation of WECDIS/WAIS (WECDIS stands for Warship Electronic Chart Display and Information System; WAIS might stand for Wide Area Information System. This seems to be an improved version of the system fitted to HMS Clyde.)
    Install Combat Management System (CMS), and the new RN standard BAES “Shared Infrastructure” which will equip the RN’s entire surface fleet over the next nine/ten years (this integrates ship sensor, weapons and management systems using a common console system).
    Military communications modifications

    Magazine protection (if my memory serves me correctly, this involves the fitting of Kevlar armour)
    Radio equipment room modifications
    Change lighting and domestic power voltage from 115 v to 230 v
    Codification of equipment
    Provision of life saving equipment
    Replace navigation radars (fit the Kelvin Hughes Sharpeye)
    Install military GPS
    Install flight deck landing grid
    Fuel efficiency monitoring

    Provide emergency communication equipment
    Machinery space walkway

(...)

Before going further, this list bears examining in terms of what it tells us about the BAES OPV design, or more precisely, their reduced operational capabilities. Most notably, their reduced watertight integrity, basic fire fighting facilities and the lack of protection for the magazines. This emphasizes that standard OPVs, like the BAES 90 m, are not designed for combat. They are naval vessels, but definitely not warships. They can handle smugglers, pirates and small-scale terrorist groups, but nothing greater than that (including major terrorist movements). It’s not about armament, it’s about their inability to absorb battle damage.

Enthusiasts for upgunning OPVs tend to forget this.
   
« Última modificação: Novembro 23, 2023, 02:45:43 pm por LM »
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4816
  • Recebeu: 3138 vez(es)
  • Enviou: 2653 vez(es)
  • +5806/-2941
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1737 em: Novembro 23, 2023, 04:01:35 pm »
Contente com as alteração que os NPO (3S) vão ter, no equipamento e nas missões que poderão executar... vou ser chato e - mais uma vez, eu sei - colocar um texto das modificações "pouco visíveis"  que os britânicos fizeram no River II...

Citar
    Watertight integrity modifications (also described as improved watertight integrity)
    Fire safety modifications
    Enhanced firefighting facilities
    Automatic emergency lights

    Flight Deck Officer position
    Domestic refrigeration modifications
    Sewage treatment plant modifications
    Ballast water modifications
    Merlin helicopter operation (ie strengthening the flight deck to be able to land a Merlin helicopter on it)
    Helicopter in-flight refuelling
    Helicopter refuelling modifications
    Changes to ship’s minimum operating temperature
    Davit modifications
    Force protection weapons modifications (replacing 2×25 mm with 2×7.62 mm Mk 44 Gatling guns)
    Installation of WECDIS/WAIS (WECDIS stands for Warship Electronic Chart Display and Information System; WAIS might stand for Wide Area Information System. This seems to be an improved version of the system fitted to HMS Clyde.)
    Install Combat Management System (CMS), and the new RN standard BAES “Shared Infrastructure” which will equip the RN’s entire surface fleet over the next nine/ten years (this integrates ship sensor, weapons and management systems using a common console system).
    Military communications modifications

    Magazine protection (if my memory serves me correctly, this involves the fitting of Kevlar armour)
    Radio equipment room modifications
    Change lighting and domestic power voltage from 115 v to 230 v
    Codification of equipment
    Provision of life saving equipment
    Replace navigation radars (fit the Kelvin Hughes Sharpeye)
    Install military GPS
    Install flight deck landing grid
    Fuel efficiency monitoring

    Provide emergency communication equipment
    Machinery space walkway

(...)

Before going further, this list bears examining in terms of what it tells us about the BAES OPV design, or more precisely, their reduced operational capabilities. Most notably, their reduced watertight integrity, basic fire fighting facilities and the lack of protection for the magazines. This emphasizes that standard OPVs, like the BAES 90 m, are not designed for combat. They are naval vessels, but definitely not warships. They can handle smugglers, pirates and small-scale terrorist groups, but nothing greater than that (including major terrorist movements). It’s not about armament, it’s about their inability to absorb battle damage.

Enthusiasts for upgunning OPVs tend to forget this.


Deixarem de ter algo na linha do 30mm e duas .50 RWS, para a opção duas 7,65mm MK44 não me faz muito sentido, mas pronto.
Não é certamente isso que o torna navios de guerra e o alcance das 30mm pode ser usado para manter afastadas certas ameaças e tem mais versatilidade.
Mais, as MK44 7,65 mm são de elevadíssima cadencia e para disparos de aviso uma .50 RWS chega e sobra e o faz mais distante.

Afinal agarram numa arma de elevada cadencia usadas em lanchas para missões militares de combate relativamente próximo e áreas contidas e saturadas e metem no OPV no oceano
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2581
  • Recebeu: 966 vez(es)
  • Enviou: 3300 vez(es)
  • +739/-78
Re: Classe Viana do Castelo Melhorias ao Projecto Inicial
« Responder #1738 em: Novembro 23, 2023, 04:58:44 pm »
O River II mantêm a peça de 30mm RWS (Up close with the Royal Navy’s new OPVs)
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19219
  • Recebeu: 5973 vez(es)
  • Enviou: 6685 vez(es)
  • +7428/-10050
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador