West Sea Viana Shipyards

  • 273 Respostas
  • 120647 Visualizações
*

Malagueta

  • Analista
  • ***
  • 668
  • Recebeu: 183 vez(es)
  • Enviou: 236 vez(es)
  • +143/-109
Re: West Sea Viana Shipyards
« Responder #270 em: Março 01, 2024, 08:57:54 am »
https://ominho.pt/mario-ferreira-mostra-construcao-do-5-o-navio-de-luxo-made-in-viana-excelente/



“A construção do novo e quinto navio de expedições oceânicas está a avançar bem. Mais uma excelente construção dos estaleiros portugueses Westsea em Viana”. Foi desta forma que o empresário Mário Ferreira elogiou os avanços da construção do seu quinto navio da gama Explorer, que se chamará Discover, juntando-se aos já ativos Explorer, Voyager, Navigator e Traveller.

Recorde-se que a Martifer, que constrói os navios, indicou que a Mystic Cruises, empresa de Mário Ferreira, totaliza uma encomenda de uma “frota de sete navios desta gama”.













Para este quinto navio, Mário Ferreira recorreu a um fundo de investimento norte-americano, depois de ter voltado atrás na candidatura de captação de financiamento comunitário através do PRR.

Em 2023, numa entrevista à Euronews, Mário Ferreira explicou que já trabalhava com os estaleiros de Viana do Castelo antes da concessão que os passou da esfera pública para a privada através de um contrato de concessão à Westsea.


“A mim causava-me muita tristeza ver um potencial daqueles e depois ver os estaleiros que fui visitar na Holanda, na Alemanha, na Croácia. Vamos estar aqui a puxar por este estaleiro quando lá é possível? E conseguimos uma alternativa boa, na altura. Posso dizer que fui um dos motivadores, ao falar com o engenheiro Carlos Martins da Martifer e dizer: “Olhe para aquilo, olhe para aquilo””, recordou o empresário.




“A construção do novo e quinto navio de expedições oceânicas está a avançar bem. Mais uma excelente construção dos estaleiros portugueses Westsea em Viana”. Foi desta forma que o empresário Mário Ferreira elogiou os avanços da construção do seu quinto navio da gama Explorer, que se chamará Discover, juntando-se aos já ativos Explorer, Voyager, Navigator e Traveller.

Recorde-se que a Martifer, que constrói os navios, indicou que a Mystic Cruises, empresa de Mário Ferreira, totaliza uma encomenda de uma “frota de sete navios desta gama”.


Para este quinto navio, Mário Ferreira recorreu a um fundo de investimento norte-americano, depois de ter voltado atrás na candidatura de captação de financiamento comunitário através do PRR.

Em 2023, numa entrevista à Euronews, Mário Ferreira explicou que já trabalhava com os estaleiros de Viana do Castelo antes da concessão que os passou da esfera pública para a privada através de um contrato de concessão à Westsea.


“A mim causava-me muita tristeza ver um potencial daqueles e depois ver os estaleiros que fui visitar na Holanda, na Alemanha, na Croácia. Vamos estar aqui a puxar por este estaleiro quando lá é possível? E conseguimos uma alternativa boa, na altura. Posso dizer que fui um dos motivadores, ao falar com o engenheiro Carlos Martins da Martifer e dizer: “Olhe para aquilo, olhe para aquilo””, recordou o empresário.


Para Mário Ferreira, “o know-how, a experiência, a vontade e a capacidade de engenharia” da Martifer “conseguiram fazer com que aquele estaleiro hoje esteja ao nível do que bem se faz em termos de construção naval na Europa e com capacidade de crescimento no futuro próximo”.



O último navio a ser construído, o World Traveller, foi considerado um hotel 5 estrelas flutuante, com capacidade para 200 passageiros e 117 tripulantes. Leva clientes (sobretudo dos EUA) ao Ártico e à zona do Antártico, nas épocas altas destes dois destinos, rumando para outras paragens, como os fiordes no Norte da Europa, fora desse calendário.
 

*

ICE 1A+

  • Especialista
  • ****
  • 928
  • Recebeu: 772 vez(es)
  • Enviou: 72 vez(es)
  • +473/-31
Re: West Sea Viana Shipyards
« Responder #271 em: Abril 10, 2024, 05:46:55 am »
Busy start to 2024 at Portugal’s West Sea Viana
 


All drydocks full at Portugal’s West Sea Viana Shipyard

Portugal’s West Sea Viana Shipyard has started 2024 the same way it ended 2023 – on a high. This continues the positive trend for this shipbuilder and repairer, situated in the northern port of Viana do Castelo, over the past two years.

At the beginning of 2024, the yard drydocked Belgian dredging giant Jan de Nul’s 4,400m3 capacity 2003-built TSHD Taccola. The vessel underwent structural work, repair of dredging equipment along with pipe renewal, steel renewal and overhaul of the dredger’s hopper bottom doors. Dredgers always have a high level of work to undertake during drydockings, due to their extensive workload put on them in regular service.

Also undergoing repair at the same time, as Taccola was Dutch owner Rederij Groen BV’s 2,060dwt 2013-built OSV Moonrise-G, in for scheduled repairs and Portuguese ship management company Steermar Lda’s 6,770dwt 1998-built cargo/container ship Laura S. This vessel is owned by Germany’s Jungerhans Reederei, Haren-Ems, and was in the yard for normal drydocking repairs.

In the coming weeks, West Sea Viana will receive two more vessels from Steermar Lda, the 1,577-TEU capacity 2008-built container ship Ferdinanda S and her 2009-built sister ship Raquel S. The latter will also be fitted with a ballast water treatment system (BWTS).
 Following the above work, the yard’s next project is the general repairs to German owner HS Schiffahrts GmbH’s 793-TEU capacity 2008-built container ship Henrike Schepers, and the 18,610dwt 2004-built chemical tanker Algoscotia, owned by Canada’s Algoma Central Corp., based in St. Catherines, Ontario.

In the last months of 2023, notable repairs carried out by West Sea Viana included the following:

Hypatia De Alejandria – 28,658gt 2019-built RoPax ferry, owned by Spain’s Baleària. Ferry underwent general repairs and the installation of two exhaust gas scrubber systems
Donata Schulte and Thalea Schulte – 8,573dwt 2013-built and 15,758dwt 20123-built LPG tankers, operated by Bernhard Schulte Shipmanagement (India) Pvt Ltd General repairs
Insular – 3,395dwt 1998-built general cargo vessel, owned by Portugal’s S&C Lda
Finita R – 3,335dwt general cargo ship, owned by Spain’s Naviera de Galicia
Algocanada – 11,267dwt 2008-built chemical tanker, owned by Canada’s Algoma Central Corp., St Catherines, Ontario. Vessel underwent extensive general repairs and the installation of a Teramtech BWTS
The end of last year also saw this yard repair a number of river cruise vessels operated by local company Douro Azul Lda, on the Douro River. Meanwhile, the end of 2023 also saw a boost for West Sea Viana’s shipbuilding operations, securing a contract from the Portuguese Navy for the construction of six new ocean patrol vessels and a contract from Japan’s Ryobi Holdings for the construction of a luxury 10,000gt cruise vessel.



 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo, Malagueta, CruzSilva, os_pero

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 11161
  • Recebeu: 2389 vez(es)
  • Enviou: 3336 vez(es)
  • +755/-1037
« Última modificação: Abril 26, 2024, 08:22:13 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo, Malagueta

*

ICE 1A+

  • Especialista
  • ****
  • 928
  • Recebeu: 772 vez(es)
  • Enviou: 72 vez(es)
  • +473/-31
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Duarte, Malagueta