Governo quer alargar direitos marítimos

  • 219 Respostas
  • 83515 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14700
  • Recebeu: 3728 vez(es)
  • Enviou: 4054 vez(es)
  • +2562/-6646
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #195 em: Novembro 02, 2021, 10:15:39 am »
"Empire"...que piada  :mrgreen:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 3249
  • Recebeu: 1878 vez(es)
  • Enviou: 966 vez(es)
  • +3453/-3157
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #196 em: Novembro 02, 2021, 10:27:11 am »

É para ter mais bens para penhorar ou vender a quem der mais e a seguir investir no plano quinquenal socialista  :mrgreen:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, HSMW

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14700
  • Recebeu: 3728 vez(es)
  • Enviou: 4054 vez(es)
  • +2562/-6646
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #197 em: Novembro 02, 2021, 01:30:36 pm »
Vendem às fatias?
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 10081
  • Recebeu: 1913 vez(es)
  • Enviou: 2496 vez(es)
  • +470/-496
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #198 em: Dezembro 12, 2021, 11:41:44 pm »
Estratégia Nacional para o Mar 2021-2030
https://www.dgpm.mm.gov.pt/enm-21-30
« Última modificação: Dezembro 12, 2021, 11:42:04 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14700
  • Recebeu: 3728 vez(es)
  • Enviou: 4054 vez(es)
  • +2562/-6646
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #199 em: Dezembro 13, 2021, 07:18:41 am »
Vale a pena ler ou é mais comédia? :mrgreen:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 8044
  • Recebeu: 1172 vez(es)
  • Enviou: 463 vez(es)
  • +535/-5022
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #200 em: Dezembro 13, 2021, 09:32:36 am »
Vale a pena ler ou é mais comédia? :mrgreen:

Óbviamente que é palha, porque "talk is cheap"

Gosto desta:
"Promover a ciência cidadã com campanhas comunicacionais adequadas"

Enquadramento para "Arte Joacine":
"Promover a cultura e história marítima nacional através do apoio direto a
diferentes iniciativas e formas de arte contemporânea e tradicional
associadas ao oceano, em Portugal e nas escolas portuguesas no estrangeiro"

Mais BS:

"Potenciar a aposta em embarcações inteligentes e autónomas através da
incorporação de novas competências digitais nos estaleiros portugueses"

"Desenvolver um programa de construção de meios navais e aéreos,
tripulados e não-tripulados, para vigilância, inspeção, controlo e segurança
marítima da zona oceânica e costeira"

"Monitorizar fontes sismogénicas e tsunamigénicas com base em colaboração
internacional"

"Construir uma plataforma naval multiusos com capacidade para missões de
investigação científica, monitorização ambiental, vigilância e combate à
poluição"

E como sempre a "estratatégia é definir estratégias".
Lero lero do pior.
Faz-me lembrar o PNPOT...




Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Lightning, HSMW

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 10081
  • Recebeu: 1913 vez(es)
  • Enviou: 2496 vez(es)
  • +470/-496
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #201 em: Dezembro 13, 2021, 12:43:23 pm »
Vale a pena ler ou é mais comédia? :mrgreen:

Tem poucas partes sobre a Defesa, é o que o Luso apontou. A maior parte é sobre investigação científica, as energias renováveis, utilização sustentável dos mares, etc, etc. Eu também ainda não li a fundo, só andei a ver os tópicos.

Mas pelo menos podemos apontar o dedo e dizer que "não fizeram isto, isto e isto".  :mrgreen:
« Última modificação: Dezembro 13, 2021, 12:43:44 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman

*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1278
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 289 vez(es)
  • +178/-3232
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #202 em: Janeiro 21, 2022, 02:31:51 pm »
Estive a ver o vídeo publicado pelo caro HSMW, muito bom, apesar de algumas imprecisões.
A defesa do mar luso também é da responsabilidade da UE. Sem esta garantia não sei ; eu preferia a solução impossível, mas lá está, é impossível.
Uma base das futuras F.A. europeias nos Açores ficava melhor na fotografia que os outros.

Estive a pesquisar e ainda não percebi bem quais são os recursos que exatamente existem na nossa ZEE, ou antes, percebi que ainda não se sabe quase nada.  Como estamos em crise há 50 anos, dificilmente um governo português vai realmente investir no Mar.
A nossa ZEE e a Lusofonia são dois grande trunfos que os portugueses ainda não aprenderam a tirar proveito.
« Última modificação: Janeiro 21, 2022, 02:33:17 pm por legionario »
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6471
  • Recebeu: 2724 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +968/-529
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #203 em: Janeiro 21, 2022, 03:39:45 pm »
A defesa do "mar luso" é responsabilidade dos lusos. Se os lusos não investem, a culpa não é dos outros da UE. Se os outros da UE passam a ter responsabilidade pelo dito mar luso, então é o fim das FA lusas, passando apenas a ter uma Guarda Costeira, e uma força aérea meramente logística e para SAR.
 

*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1278
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 289 vez(es)
  • +178/-3232
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #204 em: Janeiro 21, 2022, 06:47:29 pm »
Pois deveria ser, mas os países da UE têm live acesso às ZEE dos demais membros, certo ?  se todos se podem servir parece-me normal que todos partilhem responsabilidades e custos.
Ainda não escrevi em lado nenhum que deveriam ser fragatas lituanas a patrulhar a nossa ZEE apesar de ter lido em qualquer lado que temos  F16 no Báltico.  Trata-se da OTAN claro, mas na minha opinião deveria haver F.A. europeias  e neste quadro...percebe o resto ?
« Última modificação: Janeiro 21, 2022, 07:05:04 pm por legionario »
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6471
  • Recebeu: 2724 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +968/-529
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #205 em: Janeiro 21, 2022, 09:15:46 pm »
Por essa ordem de ideias, também temos acesso às ZEEs dos outros, logo também deveríamos investir na defesa das suas ZEEs? Ainda para mais, se com a conversa da GNR ter lanchas costeiras, houve logo revolta, imagino mais uma mistela de países a patrulhar as nossas águas... Para não falar que, ficarmos cada vez mais dependentes dos outros, é uma opção péssima, e ainda vai levar a que se invista ainda menos na Defesa em Portugal (se os outros fazem por nós, para quê ter despesa, certo?).

O lituanos não têm fragatas. Já nós, enviamos F-16 pela NATO, de forma rotativa entre outros países, para controlar e proteger o espaço aéreo daqueles 3 Estados que não possuem aviação de caça, e estão ali pertinho dos russos. Para já é algo que não se aplica a nós. A missão no Báltico por acaso até é bastante útil para a FAP, pois acaba por dar ainda mais experiência aos militares destacados, dá um certo prestígio, e ainda serve de "desculpa" para irmos tendo aviação de caça, que para muitos já tinha sido extinta!

Quanto ao Exército Europeu, nem sou a favor nem contra, é ver quais seriam os parâmetros e qual a nossa participação. Ia-se investir a sério nas nossas FA com a criação do dito Exército Europeu? Ou investia-se ainda menos, e passávamos a enviar apenas infantaria, como se de carne para canhão se tratassem? Só sabendo isto, é que saberíamos se seria necessário os outros patrulharem a nossa ZEE.
 

*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1278
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 289 vez(es)
  • +178/-3232
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #206 em: Janeiro 21, 2022, 10:34:45 pm »
Caro Dc ,  ou não percebeu o que eu disse ou ,... olhe não sei.
No contexto de umas futuras forças armadas europeias; coisa que vai acontecer mesmo que demore 20 anos, estas serão  responsáveis pela defesa do espaço da UE. Portugal pertence à UE,  logo o nosso mar, também. Também não gostei de perder a independência mas assumo a realidade das coisas.

A OTAN, e mais exatamente os EUA, são ainda o nosso guarda-chuva em termos de segurança mas por muito que  nos custe ( a mim nada), isso vai mudar.  Vc é contra ?  eu também fui contra o tratado de Lisboa mas ninguém me pediu a opinião. Aconteceu, olhe !

Num outro tópico cujo tema é a presença dos EUA nos Açores, eu deixei a minha opinião bem fundamentada sobre o que penso. O maior risco para a soberania portuguesa nos Açores vem dos EUA.  Sendo que neste momento Portugal pertence à UE, esta também é responsável pela defesa da nossa soberania.  Sozinhos não conseguiremos guardar os Açores por muito tempo. Se, ou quando, os EUA acharem interesse no mar açoriano , fomentam um movimento independentista e se Portugal não tiver força (a força da UE) perdemos o arquipélago.
 No vídeo publicado pelo HSMW dizem claramente que a única vez que os EUA se aliaram à Rússia e à China, foi para pilharem o Ultramar português.  Ainda sobram uns restos para pilhar.

Caro Dc, ha uma grande diferença entre aquilo que deveria ser e aquilo que é.
« Última modificação: Janeiro 22, 2022, 11:37:10 am por legionario »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6471
  • Recebeu: 2724 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +968/-529
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #207 em: Janeiro 21, 2022, 11:45:58 pm »
Entrar no Exército Europeu, afastar dos EUA, milagrosamente garante mais chances de mantermos os Açores portugueses? Claro que não. Muito pelo contrário, já que o centro do Atlântico é actualmente um corredor de passagem importante para todos os aliados NATO, e com essa proposta, passaria a ser uma zona altamente contestada. Agora é perguntar-se, nessa situação (EUA vs "Exército Europeu"), para quem é que seria mais útil os Açores? E quem é que teria mais capacidade/vontade de atacar/defender o dito arquipélago? Haveria interesse por parte dos principais países europeus, em colocar-se na mira, por causa de um arquipélago que não lhes diz nada?

Pois é, depositar todas as esperanças num bando de países, que nem a meta da NATO de 2% do PIB na Defesa atingem, que nos venham defender de qualquer que seja a potência, é no mínimo delusional. Se hoje para coisas bem mais simples, não conseguem chegar todos a um acordo, era a "comprar" uma guerra, que ia tudo concordar.  ::)
 

*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1278
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 289 vez(es)
  • +178/-3232
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #208 em: Janeiro 22, 2022, 12:11:56 pm »
Entrar no Exército Europeu, afastar dos EUA, milagrosamente garante mais chances de mantermos os Açores portugueses? Claro que não. Muito pelo contrário, já que o centro do Atlântico é actualmente um corredor de passagem importante para todos os aliados NATO, e com essa proposta, passaria a ser uma zona altamente contestada. Agora é perguntar-se, nessa situação (EUA vs "Exército Europeu"), para quem é que seria mais útil os Açores? E quem é que teria mais capacidade/vontade de atacar/defender o dito arquipélago? Haveria interesse por parte dos principais países europeus, em colocar-se na mira, por causa de um arquipélago que não lhes diz nada?

Pois é, depositar todas as esperanças num bando de países, que nem a meta da NATO de 2% do PIB na Defesa atingem, que nos venham defender de qualquer que seja a potência, é no mínimo delusional. Se hoje para coisas bem mais simples, não conseguem chegar todos a um acordo, era a "comprar" uma guerra, que ia tudo concordar.  ::)

A UE ainda é um bando de países como o dc diz,  mas se reparar existe uma evolução desde os princípios da CEE até hoje e acredite que essa dinâmica não vai parar : CECA/CEE/UE ;   tratado de Lisboa, moeda única, FA europeias...tenho que lançar os meus búzios para tentar adivinhar onde isto vai parar.

Dc, o nosso mano grande e forte (EUA)  esta-se a marimbar para os interesses de Portugal , eles jogam na equipa deles à qual se juntaram, entre outros o R.U. e a Austrália.  Portugal tem que jogar na equipa a que pertence : a UE.
Eu preferia um outro Portugal e quem me leu anos antes aqui neste Forum, sabe o que eu pensava. No meu intimo continuo a desejar o regresso de Dom Sebastião e a ler Fernando Pessoa , mas só como devaneio :)
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6471
  • Recebeu: 2724 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +968/-529
Re: Governo quer alargar direitos marítimos
« Responder #209 em: Janeiro 24, 2022, 01:36:15 pm »
Mas todos os países europeus também jogam na sua própria equipa. Não eram os espanhóis que estavam contra o nosso aumento da plataforma continental? Não tivéssemos na NATO, e a Madeira já era deles, ou dos marroquinos. Portanto, afastarmo-nos de uns, para nos colarmos aos outros (mais fracos diga-se), não nos vai trazer garantia nenhuma de segurança. Nesse "Exército Europeu", cada país terá diferentes níveis de proximidade com os EUA, logo nem todos verão uma "invasão dos Açores" com os mesmos olhos, e consequentemente a resposta também não seria igual por parte de todos os membros. Podia nem haver resposta de todo.

Colocar lá uma base, não vai servir de nada. Era necessário colocar 10 submarinos e 50 fragatas, várias baterias anti-aéreas e largas dezenas de caças (para não dizer centenas) para dissuadir minimamente uma força como a dos americanos. Ou em alternativa, armas nucleares.

Esqueça isso, a única maneira de nos sentirmos seguros, é tornando-nos num país sério e a sério, com economia forte, FA bem equipadas, e sermos vistos como um país influente/importante nesta Europa e no mundo. Só assim os outros "maiores" nos vão ver como um aliado importante, e não nos vão atacar, e caso sejamos atacados, vêm ajudar a defender. Enquanto formos um país de corruptos e irrelevante em praticamente tudo, que já ninguém leva a sério, não adianta em que alianças nos metemos, que seremos vistos como não-essenciais.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman, Lightning, HSMW