Comandos, diamantes, ouro e droga

  • 96 Respostas
  • 3555 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 12403
  • Recebeu: 2245 vez(es)
  • Enviou: 2904 vez(es)
  • +1787/-3820
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #75 em: Novembro 11, 2021, 03:35:34 pm »
Rede de Comandos também atacava contas bancárias
ALEXANDRE PANDA NOVEMBER 11, 2021
Forças destacadas da ONU para a República Centro Africana são compostas sobretudo por Comandos Foto: Orlando Almeida/Global Imagens 11 Novembro 2021
Roubavam dinheiro em Portugal e Espanha com e-mail falsos do Novo Banco. Verbas circulavam por cúmplices do branqueamento do tráfico de diamantes.

A rede de tropas e ex-comandos suspeita de usar aviões militares para traficar diamantes, ouro e droga, entre África e a Europa, que foi desmantelada pela Polícia Judiciária (PJ), também se dedicava a assaltar contas bancárias de particulares, tanto em Portugal como em Espanha, roubando dados de clientes através do método conhecido como "phishing". As verbas roubadas circulavam pelas contas dos mesmos testas de ferro usados para branquear o dinheiro do tráfico dos diamantes.

Ontem, o juiz Carlos Alexandre decidiu colocar dois dos 11 detidos em prisão preventiva.Entre eles está Paulo Nazaré, o ex-comando tido como o líder da rede. Um candidato a GNR detido, assim como um PSP e dois militares foram suspensos de funções. De acordo com informações recolhidas pelo JN, Paulo Nazaré diversificou a atividade depois de ter deixado a vida militar, em 2018, após uma última missão da ONU na República Centro Africana. Wilker Rodrigues, tido como um dos seus homens de confiança, criou um plano para sacar dinheiro de contas bancárias.

 https://outline.com/vCNhMx

https://www.jn.pt/justica/rede-de-comandos-tambem-atacava-contas-bancarias-14306663.html?target=conteudo_fechado
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Camuflage

  • Investigador
  • *****
  • 1392
  • Recebeu: 125 vez(es)
  • Enviou: 75 vez(es)
  • +30/-126
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #76 em: Novembro 11, 2021, 06:05:56 pm »
« Última modificação: Novembro 11, 2021, 06:07:57 pm por Camuflage »
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 12403
  • Recebeu: 2245 vez(es)
  • Enviou: 2904 vez(es)
  • +1787/-3820
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Pescador

  • Analista
  • ***
  • 722
  • Recebeu: 557 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +351/-1083
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #78 em: Novembro 11, 2021, 09:57:55 pm »


https://mobile.twitter.com/PT_Invictus/status/1458853731450208258

Aquela "ingenuidade jornalistica, que refere que o personagem vive na rua 1ª de Maio em Camarate numa casa humilde.
Ele e muitos traficantes moram lá e, na Cova da Moura, em Chelas, etc e, têm outras casas noutro local em nome de alguém da familia ou próximo. E dinheiro bem escondido. Como moram alguns na Aroeira por exemplo e com casa do tráfico em zonas de Lisboa.
Até parece jornalismo para crianças.
O jornalismo corrente de referência para assuntos.....politicamente correctos.
« Última modificação: Novembro 11, 2021, 09:59:15 pm por Pescador »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, HSMW

*

Camuflage

  • Investigador
  • *****
  • 1392
  • Recebeu: 125 vez(es)
  • Enviou: 75 vez(es)
  • +30/-126
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #79 em: Novembro 12, 2021, 09:09:43 am »
Responsáveis militares dizem ter ignorado dimensão do tráfico de diamantes - https://www.rtp.pt/noticias/pais/responsaveis-militares-dizem-ter-ignorado-dimensao-do-trafico-de-diamantes_v1362548
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10844
  • Recebeu: 1721 vez(es)
  • Enviou: 4692 vez(es)
  • +278/-136
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #80 em: Novembro 12, 2021, 01:28:34 pm »
Não sei se a tabela é actual mas cá fica a tabela salarial oficial: http://apracas.pt/assets/templates/apracas/files/Tabela_Remuneratoria_Militares.xls.pdf

https://www.dgaep.gov.pt/upload/catalogo/SRAP_2021.pdf

Está atualizada. Só falta por os descontos. CGA 11%, IRS, ADM 3,5%
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Camuflage

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6910
  • Recebeu: 1807 vez(es)
  • Enviou: 809 vez(es)
  • +3438/-2507
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #81 em: Novembro 12, 2021, 02:25:33 pm »
Também e muita coisa deve ser enfiada nas bagagens pessoais.
Mas tem aqui muito peixe graúdo. No mínimo um Capitão já está lá metido.

Não é qualquer um que tem acesso às cargas RCA e descargas em Portugal.

São coincidências, assim como determinados senhores na comissão de defesa...  :mrgreen:



Saudações  :mrgreen:
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Pescador

  • Analista
  • ***
  • 722
  • Recebeu: 557 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +351/-1083
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #82 em: Novembro 12, 2021, 08:05:11 pm »
Também e muita coisa deve ser enfiada nas bagagens pessoais.
Mas tem aqui muito peixe graúdo. No mínimo um Capitão já está lá metido.

Não é qualquer um que tem acesso às cargas RCA e descargas em Portugal.

São coincidências, assim como determinados senhores na comissão de defesa...  :mrgreen:



Saudações  :mrgreen:


Pois, só com aval politico.
Isto não é para andar assim à balda a vontadinha de qualquer um.

Os generais angolanos com grandes propriedades em Portugal, foi tudo com o aval dos que cá também lucravam e...lucram.

É que dar festas de casamento e de aniversário de milhões de euros para centenas de convidados é um grande encargo.
E que desfile de viaturas dos convidados. Parece a entrega dos Óscares em hollyood.

Tudo gente do peito dos nossos distintos com ligações externas.

E Portugal transformado numa piada e numa "terra de ninguém e de qualquer um", à conta destes .........distintos, sempre com aquele conhecido dialogo fofinho.

https://www.cmjornal.pt/mundo/africa/detalhe/manuel-vicente-e-massagistas-na-festa-milionaria-de-casamento-em-luanda-da-filha-do-general-dino

Esta do Dino em Portugal superou a festa do general Nandó em Luanda em mais do dobro. 5 milhões. (um par de Marlin e EO custa 6) Mas o NPCargueiro vai e vem na boa fazer "amizades".

Mas há muitas mais de aniversário, nomeadamente ali nuns Montes no Alentejo, propriedades dos "nossos amigos" ou irmãos ou lá como é.

Não admira tantos se calarem, comem também uns restos.

E o discurso politico que só fala dos militares, mas os diplomatas ficam esquecidos nos discursos de, ponderação, de confiança....blá blá, militares nas frases, mas ...Diplomatas, nada de comentar.
Foi coisas do zé tropa

« Última modificação: Novembro 12, 2021, 08:30:58 pm por Pescador »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 12403
  • Recebeu: 2245 vez(es)
  • Enviou: 2904 vez(es)
  • +1787/-3820
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #83 em: Novembro 13, 2021, 02:20:15 pm »
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Subsea7

*

Observador

  • Membro
  • *
  • 33
  • Recebeu: 17 vez(es)
  • +4/-4
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #84 em: Novembro 13, 2021, 11:36:54 pm »
Citar
O fenómeno de infiltração de elementos de gangues nas tropas de elite não é novo. Um ex-comandante do Regimento de Comandos admite que pelo menos de há uma década para cá que se começou a aperceber do fenómeno. «Detetei grupos mais ou menos organizados que se ofereciam para o curso. Eram tipos da margem Sul, com físico para aquilo.

Viemos a descobrir que havia gente nos comandos envolvida em assaltos e tráfico de droga», conta o oficial. «Hoje temos pessoas ligadas a gangues na Amadora que se candidatam aos comandos já com o fito de aproveitar as estruturas militares para aí fazerem o seu tirocínio e subirem na hierarquia dos gangues», reforça. «São artistas que chegam lá já com o esquema montado».

Uma fonte próxima do chefe do Estado-Maior do Exército (CEMA) concorda com o diagnóstico. «O recrutamento é um grande problema para as forças armadas e para o exército, em particular para os comandos, porque os candidatos são cada vez mais citadinos e nas franjas de bairros problemáticos», continua. «Já chegam com interesses inconfessáveis, para não dizer obscuros».

https://sol.sapo.pt/artigo/752794/oficiais-querem-medidas-contra-infiltracao-nas-fa
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW, Pescador, Subsea7

*

Camuflage

  • Investigador
  • *****
  • 1392
  • Recebeu: 125 vez(es)
  • Enviou: 75 vez(es)
  • +30/-126
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #85 em: Novembro 14, 2021, 12:59:54 pm »
Citar
O fenómeno de infiltração de elementos de gangues nas tropas de elite não é novo. Um ex-comandante do Regimento de Comandos admite que pelo menos de há uma década para cá que se começou a aperceber do fenómeno. «Detetei grupos mais ou menos organizados que se ofereciam para o curso. Eram tipos da margem Sul, com físico para aquilo.

Viemos a descobrir que havia gente nos comandos envolvida em assaltos e tráfico de droga», conta o oficial. «Hoje temos pessoas ligadas a gangues na Amadora que se candidatam aos comandos já com o fito de aproveitar as estruturas militares para aí fazerem o seu tirocínio e subirem na hierarquia dos gangues», reforça. «São artistas que chegam lá já com o esquema montado».

Uma fonte próxima do chefe do Estado-Maior do Exército (CEMA) concorda com o diagnóstico. «O recrutamento é um grande problema para as forças armadas e para o exército, em particular para os comandos, porque os candidatos são cada vez mais citadinos e nas franjas de bairros problemáticos», continua. «Já chegam com interesses inconfessáveis, para não dizer obscuros».

https://sol.sapo.pt/artigo/752794/oficiais-querem-medidas-contra-infiltracao-nas-fa

Identificam o problema e não o sanam, então são responsáveis pelo monstro que criam.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

Pescador

  • Analista
  • ***
  • 722
  • Recebeu: 557 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +351/-1083
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #86 em: Novembro 14, 2021, 03:23:01 pm »
Citar
O fenómeno de infiltração de elementos de gangues nas tropas de elite não é novo. Um ex-comandante do Regimento de Comandos admite que pelo menos de há uma década para cá que se começou a aperceber do fenómeno. «Detetei grupos mais ou menos organizados que se ofereciam para o curso. Eram tipos da margem Sul, com físico para aquilo.

Viemos a descobrir que havia gente nos comandos envolvida em assaltos e tráfico de droga», conta o oficial. «Hoje temos pessoas ligadas a gangues na Amadora que se candidatam aos comandos já com o fito de aproveitar as estruturas militares para aí fazerem o seu tirocínio e subirem na hierarquia dos gangues», reforça. «São artistas que chegam lá já com o esquema montado».

Uma fonte próxima do chefe do Estado-Maior do Exército (CEMA) concorda com o diagnóstico. «O recrutamento é um grande problema para as forças armadas e para o exército, em particular para os comandos, porque os candidatos são cada vez mais citadinos e nas franjas de bairros problemáticos», continua. «Já chegam com interesses inconfessáveis, para não dizer obscuros».

https://sol.sapo.pt/artigo/752794/oficiais-querem-medidas-contra-infiltracao-nas-fa

Identificam o problema e não o sanam, então são responsáveis pelo monstro que criam.


O Politicamente correcto é hoje a base das decisões politicas e também daquilo que é autorizado ser dito na comunicação social. aliás alguns não precisam que lhes seja imosto, porque por natureza já são encobridores natos daquilo que não lhes interessa.
É também a base do discurso de algumas patéticas criaturas à procura de espaço e outras a consolidarem o que têm.

Nas Forças de Seguranla já querem contas para minorias. Qurai também para entrar nas Faculdades.
Não está em causa quem entra, mas as qualificações e a justa concorrência em igualdade.
Desde quando cotas é igualdade, se podem impedir uns mais qualificados de entrar em detrimento da existencia dos numeros obrigatórios de vagas para cada universo dos que concorrem?

 Isto não é um País Soberano e Ético, é um lamaçal
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman, P44, HSMW

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4856
  • Recebeu: 606 vez(es)
  • Enviou: 1143 vez(es)
  • +2136/-2334
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #87 em: Novembro 14, 2021, 03:41:34 pm »
Citar
O fenómeno de infiltração de elementos de gangues nas tropas de elite não é novo. Um ex-comandante do Regimento de Comandos admite que pelo menos de há uma década para cá que se começou a aperceber do fenómeno. «Detetei grupos mais ou menos organizados que se ofereciam para o curso. Eram tipos da margem Sul, com físico para aquilo.

Viemos a descobrir que havia gente nos comandos envolvida em assaltos e tráfico de droga», conta o oficial. «Hoje temos pessoas ligadas a gangues na Amadora que se candidatam aos comandos já com o fito de aproveitar as estruturas militares para aí fazerem o seu tirocínio e subirem na hierarquia dos gangues», reforça. «São artistas que chegam lá já com o esquema montado».

Uma fonte próxima do chefe do Estado-Maior do Exército (CEMA) concorda com o diagnóstico. «O recrutamento é um grande problema para as forças armadas e para o exército, em particular para os comandos, porque os candidatos são cada vez mais citadinos e nas franjas de bairros problemáticos», continua. «Já chegam com interesses inconfessáveis, para não dizer obscuros».

https://sol.sapo.pt/artigo/752794/oficiais-querem-medidas-contra-infiltracao-nas-fa

Identificam o problema e não o sanam, então são responsáveis pelo monstro que criam.


O Politicamente correcto é hoje a base das decisões politicas e também daquilo que é autorizado ser dito na comunicação social. aliás alguns não precisam que lhes seja imosto, porque por natureza já são encobridores natos daquilo que não lhes interessa.
É também a base do discurso de algumas patéticas criaturas à procura de espaço e outras a consolidarem o que têm.

Nas Forças de Seguranla já querem contas para minorias. Qurai também para entrar nas Faculdades.
Não está em causa quem entra, mas as qualificações e a justa concorrência em igualdade.
Desde quando cotas é igualdade, se podem impedir uns mais qualificados de entrar em detrimento da existencia dos numeros obrigatórios de vagas para cada universo dos que concorrem?

 Isto não é um País Soberano e Ético, é um lamaçal

Não tarda o SOS racismo vir falar do assunto, é aguardar.
 

*

Observador

  • Membro
  • *
  • 33
  • Recebeu: 17 vez(es)
  • +4/-4
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #88 em: Novembro 14, 2021, 04:47:38 pm »
Citar
O fenómeno de infiltração de elementos de gangues nas tropas de elite não é novo. Um ex-comandante do Regimento de Comandos admite que pelo menos de há uma década para cá que se começou a aperceber do fenómeno. «Detetei grupos mais ou menos organizados que se ofereciam para o curso. Eram tipos da margem Sul, com físico para aquilo.

Viemos a descobrir que havia gente nos comandos envolvida em assaltos e tráfico de droga», conta o oficial. «Hoje temos pessoas ligadas a gangues na Amadora que se candidatam aos comandos já com o fito de aproveitar as estruturas militares para aí fazerem o seu tirocínio e subirem na hierarquia dos gangues», reforça. «São artistas que chegam lá já com o esquema montado».

Uma fonte próxima do chefe do Estado-Maior do Exército (CEMA) concorda com o diagnóstico. «O recrutamento é um grande problema para as forças armadas e para o exército, em particular para os comandos, porque os candidatos são cada vez mais citadinos e nas franjas de bairros problemáticos», continua. «Já chegam com interesses inconfessáveis, para não dizer obscuros».

https://sol.sapo.pt/artigo/752794/oficiais-querem-medidas-contra-infiltracao-nas-fa

Identificam o problema e não o sanam, então são responsáveis pelo monstro que criam.


O Politicamente correcto é hoje a base das decisões politicas e também daquilo que é autorizado ser dito na comunicação social. aliás alguns não precisam que lhes seja imosto, porque por natureza já são encobridores natos daquilo que não lhes interessa.
É também a base do discurso de algumas patéticas criaturas à procura de espaço e outras a consolidarem o que têm.

Nas Forças de Seguranla já querem contas para minorias. Qurai também para entrar nas Faculdades.
Não está em causa quem entra, mas as qualificações e a justa concorrência em igualdade.
Desde quando cotas é igualdade, se podem impedir uns mais qualificados de entrar em detrimento da existencia dos numeros obrigatórios de vagas para cada universo dos que concorrem?

 Isto não é um País Soberano e Ético, é um lamaçal

Não tarda o SOS racismo vir falar do assunto, é aguardar.

https://twitter.com/fcancio/status/1458213491236540416

https://twitter.com/certezamente/status/1458101971878043657
« Última modificação: Novembro 14, 2021, 04:48:31 pm por Observador »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Observador

  • Membro
  • *
  • 33
  • Recebeu: 17 vez(es)
  • +4/-4
Re: Comandos, diamantes, ouro e droga
« Responder #89 em: Novembro 14, 2021, 05:08:08 pm »
Citar
Igreja da Rinchoa, em Sintra, é uma das 40 entidades envolvidas na rede de tráfico de diamantes, ouro e droga da República Centro-Africana. Aylton, o pastor, trabalhava com Francisco, soldado da GNR, no branqueamento do dinheiro da rede

https://expresso.pt/sociedade/2021-11-13-Operacao-Miriade.-Pastor-evangelico-utilizava-Igreja-para-lavar-dinheiro-dos-diamantes-231f5f93