Plataforma Naval Multifuncional

  • 1614 Respostas
  • 155822 Visualizações
*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3958
  • Recebeu: 2573 vez(es)
  • Enviou: 2109 vez(es)
  • +5702/-2781
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1335 em: Fevereiro 20, 2024, 11:46:09 am »
Já para não falar dos Vigilante que custam 1,5 milhões cada...  ;)



Saudações

P.S. Até os Argentinos já têm a Marlin nos seus novos Patrulhas. Nós chapéu...  ::)

https://aresdifesa.it/la-armada-argentina-omologa-il-leonardo-marlin-ws-30/



P.S. 2- Curioso para ver se a multi-funções não vai derrapar em dinheiro e em prazo. Só os desenhos já foram alterados umas 3 vezes... ::)



Eram para construir apenas 3 Salva Vidas e ainda assim construíram só 1. Ou seja não gastaram 3 milhões nos outros dois.

Gostava de ler o que tem a dizer os especialistas sobre este caso e do que é bom para a construção naval e para economia. Foi por causa de 3 milhões? a sério? Foi como os 6 das duas Marlin e dois EO.
Gastaram com os manos ou preveem gastar mais ainda
Não fazem falta cá
« Última modificação: Fevereiro 20, 2024, 11:47:17 am por Pescador »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3958
  • Recebeu: 2573 vez(es)
  • Enviou: 2109 vez(es)
  • +5702/-2781
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1336 em: Fevereiro 20, 2024, 11:49:16 am »
P.S. 2- Curioso para ver se a multi-funções não vai derrapar em dinheiro e em prazo. Só os desenhos já foram alterados umas 3 vezes... ::)



A primeira vez que este projecto apareceu na net, foi no site da Marinha e ainda não tinha a coberta corrida como agora, depois foi no mesmo site e já tinha a coberta corrida, após a Damen vencer surgiu com outro design (mais ao estilo da Damen) e agora este sem a rampa para os drones.

isto só lá vai se a Damen meter as mãos e tirar as mão dos outros incoerentes sobre o que pretendem
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18148
  • Recebeu: 5470 vez(es)
  • Enviou: 5812 vez(es)
  • +7108/-9494
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1337 em: Fevereiro 20, 2024, 12:15:23 pm »

Citação de: Defence 360°
A pensar na inclusão da BTID 🇵🇹 na construção da plataforma naval multifuncional NRP D. João II para a 🇵🇹 @MarinhaPT, as 🇵🇹 @idDPortugal, AED Cluster Portugal Portugal e @aicep promovem no dia 22 de Fevereiro, no @AAlfeite, um Industry Day com a 🇳🇱 @damen.



Academia DA Arsenal do Alfeite?


Nem escrever sabem

Vai sair um navio lindo
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20173
  • Recebeu: 2962 vez(es)
  • Enviou: 2224 vez(es)
  • +1304/-3458
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1338 em: Fevereiro 20, 2024, 12:19:24 pm »
P.S. 2- Curioso para ver se a multi-funções não vai derrapar em dinheiro e em prazo. Só os desenhos já foram alterados umas 3 vezes... ::)

A primeira vez que este projecto apareceu na net, foi no site da Marinha e ainda não tinha a coberta corrida como agora, depois foi no mesmo site e já tinha a coberta corrida, após a Damen vencer surgiu com outro design (mais ao estilo da Damen) e agora este sem a rampa para os drones.

isto só lá vai se a Damen meter as mãos e tirar as mão dos outros incoerentes sobre o que pretendem

Mas isso já eles fizeram. Qualquer alteração de agora para a frente é da responsabilidade da Damen e se o fizeram foi com a aceitação do cliente (Marinha Portuguesa).
« Última modificação: Fevereiro 20, 2024, 12:47:49 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 5472
  • Recebeu: 5429 vez(es)
  • Enviou: 3586 vez(es)
  • +10064/-2644
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1339 em: Fevereiro 20, 2024, 12:34:36 pm »

Citação de: Defence 360°
A pensar na inclusão da BTID 🇵🇹 na construção da plataforma naval multifuncional NRP D. João II para a 🇵🇹 @MarinhaPT, as 🇵🇹 @idDPortugal, AED Cluster Portugal Portugal e @aicep promovem no dia 22 de Fevereiro, no @AAlfeite, um Industry Day com a 🇳🇱 @damen.



Academia DA Arsenal do Alfeite?

Pobre Arsenal. É um estaleiro que está de rastos, quase ao abandono, onde o que interessa são as guerrinhas de poleiros na administração.

Muito sinceramente, não sei como estão a pensar envolver o AA na modernização das capacidades da Marinha, quando o próprio estaleiro precisa quase todo ele de intervenção e atualização urgentes. Isto falando apenas a nível industrial, porque se fôssemos mencionar então o factor humano...  ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20173
  • Recebeu: 2962 vez(es)
  • Enviou: 2224 vez(es)
  • +1304/-3458
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1340 em: Fevereiro 20, 2024, 12:56:56 pm »
1ª versão:



2ª versão:



3ª versão:



4ª versão:

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, Lightning, Pescador

*

sivispacem

  • Analista
  • ***
  • 605
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +43/-11
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1341 em: Fevereiro 20, 2024, 12:58:20 pm »
P.S. 2- Curioso para ver se a multi-funções não vai derrapar em dinheiro e em prazo. Só os desenhos já foram alterados umas 3 vezes... ::)



A primeira vez que este projecto apareceu na net, foi no site da Marinha e ainda não tinha a coberta corrida como agora, depois foi no mesmo site e já tinha a coberta corrida, após a Damen vencer surgiu com outro design (mais ao estilo da Damen) e agora este sem a rampa para os drones.

Mas .... mas .... mas ...acabaram com a sky jump????? Então como vão poder descolar os F-35 mais carregados????  ;D ;D ;D
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7479
  • Recebeu: 961 vez(es)
  • +4568/-871
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1342 em: Fevereiro 20, 2024, 01:08:27 pm »


Vai um caminho muito longo desde o esboço de um navio até ao projeto de um navio...

são coisas muito, mas muito diferentes.

Tanto quanto sei, a marinha portuguesa não tem qualquer capacidade para desenhar e conceber projetos de navios para que sejam entregues a um estaleiro para produção.
O que a Marinha pode fazer é o equivalente a esboços mesmo em computador de ideias.
Depois entrega-se aos profissionais que então vão fazer realmente o projeto, e é aí que entram os estaleiros holandeses.

Por exemplo:
As corvetas da classe João Coutinho, todos nós ouvimos dizer que são um projeto português, mas isso é apenas parcialmente verdade, porque os calculos de estabilidade tiveram que ser feitos na Alemanha, porque em Portugal não havia como faze-los, especialmente nas modificações para as quatro corvetas melhor armadas.

Antes dos computadores, os cálculos de estabilidade dos navios, incluiam dossiers com dezenas de volumes e centanas ou milhares de páginas.
Os cálculos tinham que ser meticulosamente feitos e depois tinha que haver uma equipa separada, que agarrava nos calculos e tinha que rever tudo, para que os navios não tivessem comportamentos aberrantes depois de construidos.

Ainda assim, são inumeros os  casos em que os cálculos não foram bem feitos e o conceito original mostrou estar errado.

A Damen, parece ter agarrado nos esboços da marinha, e depois adaptado um dos cascos que já tem, e para o qual já estão feitos grande parte dos cálculos para corresponder à especificação.

É por isso que as diferenças são tão grandes. Uma coisa é o que fazemos nos bonecos aqui, e outra é quando temos software de um gabinete especializado, que nos diz que aquela ou aqueloutra embarcação vai afundar se as ondas ultrapassarem uma determinada altura.

É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

JohnM

  • Especialista
  • ****
  • 942
  • Recebeu: 509 vez(es)
  • Enviou: 313 vez(es)
  • +77/-25
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1343 em: Fevereiro 20, 2024, 01:18:49 pm »


Vai um caminho muito longo desde o esboço de um navio até ao projeto de um navio...

são coisas muito, mas muito diferentes.

Tanto quanto sei, a marinha portuguesa não tem qualquer capacidade para desenhar e conceber projetos de navios para que sejam entregues a um estaleiro para produção.
O que a Marinha pode fazer é o equivalente a esboços mesmo em computador de ideias.
Depois entrega-se aos profissionais que então vão fazer realmente o projeto, e é aí que entram os estaleiros holandeses.

Por exemplo:
As corvetas da classe João Coutinho, todos nós ouvimos dizer que são um projeto português, mas isso é apenas parcialmente verdade, porque os calculos de estabilidade tiveram que ser feitos na Alemanha, porque em Portugal não havia como faze-los, especialmente nas modificações para as quatro corvetas melhor armadas.

Antes dos computadores, os cálculos de estabilidade dos navios, incluiam dossiers com dezenas de volumes e centanas ou milhares de páginas.
Os cálculos tinham que ser meticulosamente feitos e depois tinha que haver uma equipa separada, que agarrava nos calculos e tinha que rever tudo, para que os navios não tivessem comportamentos aberrantes depois de construidos.

Ainda assim, são inumeros os  casos em que os cálculos não foram bem feitos e o conceito original mostrou estar errado.

A Damen, parece ter agarrado nos esboços da marinha, e depois adaptado um dos cascos que já tem, e para o qual já estão feitos grande parte dos cálculos para corresponder à especificação.

É por isso que as diferenças são tão grandes. Uma coisa é o que fazemos nos bonecos aqui, e outra é quando temos software de um gabinete especializado, que nos diz que aquela ou aqueloutra embarcação vai afundar se as ondas ultrapassarem uma determinada altura.
Exatamente! Estas evoluções são mais que normais em todas as classes de navio e tenho que admitir que o navio está a ficar muito bom... Neste caso, estou convencido que não vai haver derrapagem porque a maioria do dinheiro vem da UE e a Damen sabe o que faz, por isso duvido que hajam surpresas da parte deles, I.e., derrapagem financeira. Espero não estar errado…

Já agora, também estou a ver, no futuro, um esticar do comprimento em 10-20 m, para tornar o navio mais eficiente hidrodinamicamente e poder levar motores auxiliares elétricos e uns diesel mais potentes, um convés corrido para um segundo helicóptero, um redesenho do interior para especificações militares (compartimentalização, combate a incêndios, etc.)  e uma rampa à ré para sistemas de sonar USV… just sayin’…
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18148
  • Recebeu: 5470 vez(es)
  • Enviou: 5812 vez(es)
  • +7108/-9494
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1344 em: Fevereiro 20, 2024, 01:25:50 pm »

Citação de: Defence 360°
A pensar na inclusão da BTID 🇵🇹 na construção da plataforma naval multifuncional NRP D. João II para a 🇵🇹 @MarinhaPT, as 🇵🇹 @idDPortugal, AED Cluster Portugal Portugal e @aicep promovem no dia 22 de Fevereiro, no @AAlfeite, um Industry Day com a 🇳🇱 @damen.



Academia DA Arsenal do Alfeite?

Pobre Arsenal. É um estaleiro que está de rastos, quase ao abandono, onde o que interessa são as guerrinhas de poleiros na administração.

Muito sinceramente, não sei como estão a pensar envolver o AA na modernização das capacidades da Marinha, quando o próprio estaleiro precisa quase todo ele de intervenção e atualização urgentes. Isto falando apenas a nível industrial, porque se fôssemos mencionar então o factor humano...  ::)

Aind me lembro das festarolas aquando da privatização.  Agora é que ia ser...
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3958
  • Recebeu: 2573 vez(es)
  • Enviou: 2109 vez(es)
  • +5702/-2781
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1345 em: Fevereiro 20, 2024, 02:44:26 pm »


Vai um caminho muito longo desde o esboço de um navio até ao projeto de um navio...

são coisas muito, mas muito diferentes.

Tanto quanto sei, a marinha portuguesa não tem qualquer capacidade para desenhar e conceber projetos de navios para que sejam entregues a um estaleiro para produção.
O que a Marinha pode fazer é o equivalente a esboços mesmo em computador de ideias.
Depois entrega-se aos profissionais que então vão fazer realmente o projeto, e é aí que entram os estaleiros holandeses.

Por exemplo:
As corvetas da classe João Coutinho, todos nós ouvimos dizer que são um projeto português, mas isso é apenas parcialmente verdade, porque os calculos de estabilidade tiveram que ser feitos na Alemanha, porque em Portugal não havia como faze-los, especialmente nas modificações para as quatro corvetas melhor armadas.

Antes dos computadores, os cálculos de estabilidade dos navios, incluiam dossiers com dezenas de volumes e centanas ou milhares de páginas.
Os cálculos tinham que ser meticulosamente feitos e depois tinha que haver uma equipa separada, que agarrava nos calculos e tinha que rever tudo, para que os navios não tivessem comportamentos aberrantes depois de construidos.

Ainda assim, são inumeros os  casos em que os cálculos não foram bem feitos e o conceito original mostrou estar errado.

A Damen, parece ter agarrado nos esboços da marinha, e depois adaptado um dos cascos que já tem, e para o qual já estão feitos grande parte dos cálculos para corresponder à especificação.

É por isso que as diferenças são tão grandes. Uma coisa é o que fazemos nos bonecos aqui, e outra é quando temos software de um gabinete especializado, que nos diz que aquela ou aqueloutra embarcação vai afundar se as ondas ultrapassarem uma determinada altura.

Pois, foram abordados alguns desses aspectos do primeiro e segundo desenho e a ondulação tempos atras.
Mas estou a gostar mais do desenho também. Esperemos que o gajos façam algo que realmente faça diferença e dentro do tempo. A Marinha tem de aceitar é o conselho de quem sabe, porque o valor do projeto já se sabe estar confinado aquela verba, por isso não vão colocar nada que fuja a isso.
Depois veremos é o que Portugal irá depois investir no conteúdo acessório. Nomeadamente os tais drones e sensores
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Bubas

*

os_pero

  • Membro
  • *
  • 243
  • Recebeu: 100 vez(es)
  • Enviou: 41 vez(es)
  • +226/-15
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1346 em: Fevereiro 20, 2024, 03:12:29 pm »

Citação de: Defence 360°
A pensar na inclusão da BTID 🇵🇹 na construção da plataforma naval multifuncional NRP D. João II para a 🇵🇹 @MarinhaPT, as 🇵🇹 @idDPortugal, AED Cluster Portugal Portugal e @aicep promovem no dia 22 de Fevereiro, no @AAlfeite, um Industry Day com a 🇳🇱 @damen.



Academia DA Arsenal do Alfeite?

Pobre Arsenal. É um estaleiro que está de rastos, quase ao abandono, onde o que interessa são as guerrinhas de poleiros na administração.

Muito sinceramente, não sei como estão a pensar envolver o AA na modernização das capacidades da Marinha, quando o próprio estaleiro precisa quase todo ele de intervenção e atualização urgentes. Isto falando apenas a nível industrial, porque se fôssemos mencionar então o factor humano...  ::)

Aind me lembro das festarolas aquando da privatização.  Agora é que ia ser...

Não sei se está a falar do Alfeite, mas este não foi privatizado, continua como empresa publica, penso que o que aconteceu há "uns anos" foi sair da esfera da marinha para se tornar numa entidade publica.
 

*

os_pero

  • Membro
  • *
  • 243
  • Recebeu: 100 vez(es)
  • Enviou: 41 vez(es)
  • +226/-15
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1347 em: Fevereiro 20, 2024, 03:23:16 pm »
Já para não falar dos Vigilante que custam 1,5 milhões cada...  ;)



Saudações

P.S. Até os Argentinos já têm a Marlin nos seus novos Patrulhas. Nós chapéu...  ::)

https://aresdifesa.it/la-armada-argentina-omologa-il-leonardo-marlin-ws-30/



P.S. 2- Curioso para ver se a multi-funções não vai derrapar em dinheiro e em prazo. Só os desenhos já foram alterados umas 3 vezes... ::)



Eram para construir apenas 3 Salva Vidas e ainda assim construíram só 1. Ou seja não gastaram 3 milhões nos outros dois.

Gostava de ler o que tem a dizer os especialistas sobre este caso e do que é bom para a construção naval e para economia. Foi por causa de 3 milhões? a sério? Foi como os 6 das duas Marlin e dois EO.
Gastaram com os manos ou preveem gastar mais ainda
Não fazem falta cá

Eram 2 salva-vidas, e só foi construido 1, os motivos foram atrasos atrás de atrasos, contudo tanto quando percebi acho que o dinheiro já foi pago.

Estou curioso é com o patrulha marroquino que está no Alfeite o ETTAWFIQ e era suposto estar finalizado no final de 2023.
https://www.defesa.gov.pt/pt/comunicacao/noticias/Paginas/Ministro-da-Defesa-Nacional-em-visita-de-trabalho-a-Marrocos.aspx
 

*

Bubas

  • Membro
  • *
  • 68
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +9/-0
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1348 em: Fevereiro 20, 2024, 08:54:06 pm »
1ª versão:



2ª versão:



3ª versão:



4ª versão:



Aquelas escadas no desenho 3 eram só estranhas.
 

*

Bubas

  • Membro
  • *
  • 68
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +9/-0
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1349 em: Fevereiro 20, 2024, 09:15:53 pm »


Vai um caminho muito longo desde o esboço de um navio até ao projeto de um navio...

são coisas muito, mas muito diferentes.

Tanto quanto sei, a marinha portuguesa não tem qualquer capacidade para desenhar e conceber projetos de navios para que sejam entregues a um estaleiro para produção.
O que a Marinha pode fazer é o equivalente a esboços mesmo em computador de ideias.
Depois entrega-se aos profissionais que então vão fazer realmente o projeto, e é aí que entram os estaleiros holandeses.

Por exemplo:
As corvetas da classe João Coutinho, todos nós ouvimos dizer que são um projeto português, mas isso é apenas parcialmente verdade, porque os calculos de estabilidade tiveram que ser feitos na Alemanha, porque em Portugal não havia como faze-los, especialmente nas modificações para as quatro corvetas melhor armadas.

Antes dos computadores, os cálculos de estabilidade dos navios, incluiam dossiers com dezenas de volumes e centanas ou milhares de páginas.
Os cálculos tinham que ser meticulosamente feitos e depois tinha que haver uma equipa separada, que agarrava nos calculos e tinha que rever tudo, para que os navios não tivessem comportamentos aberrantes depois de construidos.

Ainda assim, são inumeros os  casos em que os cálculos não foram bem feitos e o conceito original mostrou estar errado.

A Damen, parece ter agarrado nos esboços da marinha, e depois adaptado um dos cascos que já tem, e para o qual já estão feitos grande parte dos cálculos para corresponder à especificação.

É por isso que as diferenças são tão grandes. Uma coisa é o que fazemos nos bonecos aqui, e outra é quando temos software de um gabinete especializado, que nos diz que aquela ou aqueloutra embarcação vai afundar se as ondas ultrapassarem uma determinada altura.
Exatamente! Estas evoluções são mais que normais em todas as classes de navio e tenho que admitir que o navio está a ficar muito bom... Neste caso, estou convencido que não vai haver derrapagem porque a maioria do dinheiro vem da UE e a Damen sabe o que faz, por isso duvido que hajam surpresas da parte deles, I.e., derrapagem financeira. Espero não estar errado…

Já agora, também estou a ver, no futuro, um esticar do comprimento em 10-20 m, para tornar o navio mais eficiente hidrodinamicamente e poder levar motores auxiliares elétricos e uns diesel mais potentes, um convés corrido para um segundo helicóptero, um redesenho do interior para especificações militares (compartimentalização, combate a incêndios, etc.)  e uma rampa à ré para sistemas de sonar USV… just sayin’…

O desaparecimento da rampa não permite um novo local para manobrar helicópteros?
« Última modificação: Fevereiro 20, 2024, 11:39:53 pm por Bubas »