A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !

  • 5373 Respostas
  • 661952 Visualizações
*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5425
  • Recebeu: 4065 vez(es)
  • Enviou: 10509 vez(es)
  • +8471/-247
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3450 em: Fevereiro 11, 2023, 04:45:14 am »
F-35 fica para a revisão da LPM de 2027. Mas, obviamente, nada é garantido. Possivelmente, em 2027, vão expressar a intenção de substituir os F-16 por F-35, a partir de 2035 — o financiamento necessário é que é mais duvidoso.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, Pescador, Subsea7

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 2313
  • Recebeu: 554 vez(es)
  • Enviou: 469 vez(es)
  • +840/-829
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3451 em: Fevereiro 11, 2023, 06:09:08 am »
Portanto, nada de novo na LPM. É mais uma vez um copy-paste da anterior com umas alterações e está feito.

A marinha continua a pedir um NAVPOL após 30 anos. Mudaram as fragatas para o conceito crossover porque é o que dá jeito para patrulhar a nossa ZEE, mostrar bandeira na NATO e ir visitar os PALOPs. Uma missão importante de soft power mas que na realidade não produz quaisquer resultados vistos que não temos peso geopolítico como os outros players da zona. Se o número mencionado é cinco então vão acabar por vir três ou dois.

Mas isto de pouco interessa porque a LPM na realidade não é para cumprir.

Cumprimentos,
« Última modificação: Fevereiro 11, 2023, 06:09:51 am por Get_It »
:snip: :snip: :Tanque:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, NVF, Pescador, Subsea7

*

Subsea7

  • Investigador
  • *****
  • 1870
  • Recebeu: 1815 vez(es)
  • Enviou: 2647 vez(es)
  • +5517/-2960
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3452 em: Fevereiro 11, 2023, 09:48:19 am »
O problema dos Cross, é que não são peixe nem carne, por exemplo, 8 células VLS, são 32 ESSM.... ou 8 SM2, ou 4 SM2 e 16 ESSM....
A menos que eles consigam pelo menos 16 a 24 células....é curto, muito curto...
CPS
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 5860
  • Recebeu: 5941 vez(es)
  • Enviou: 3991 vez(es)
  • +10087/-2657
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3453 em: Fevereiro 11, 2023, 09:51:30 am »
O navio logístico, é algo tipo o da Navantia (LPD e AOR)... JSS...

Semelhante a este design que a Navantia propôs em 2019 à Marinha Australiana?



Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Subsea7

*

Visitante123

  • Especialista
  • ****
  • 1031
  • Recebeu: 342 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +53/-140
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3454 em: Fevereiro 11, 2023, 10:07:10 am »
O problema dos Cross, é que não são peixe nem carne, por exemplo, 8 células VLS, são 32 ESSM.... ou 8 SM2, ou 4 SM2 e 16 ESSM....
A menos que eles consigam pelo menos 16 a 24 células....é curto, muito curto...
CPS

Se não me engano por mais 8 células mk 41 são €5M e penso haver espaço para isso (há valores muito dispares na internet). Ou podes pegar nos mk48-VLS das VdG e montá-los no convés das novas fragateas como os dinamarqueses fizeram com os Mk56 nas Iver Huiltfeld. Ainda assim mesmo nos mínimos as Crossover estão tão armadas como a Bartolomeu Dias. Só não sei se levam 4 ou 8 Harpoon.
 

*

Subsea7

  • Investigador
  • *****
  • 1870
  • Recebeu: 1815 vez(es)
  • Enviou: 2647 vez(es)
  • +5517/-2960
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3455 em: Fevereiro 11, 2023, 10:19:28 am »
O navio logístico, é algo tipo o da Navantia (LPD e AOR)... JSS...

Semelhante a este design que a Navantia propôs em 2019 à Marinha Australiana?



Sim.
 

*

Subsea7

  • Investigador
  • *****
  • 1870
  • Recebeu: 1815 vez(es)
  • Enviou: 2647 vez(es)
  • +5517/-2960
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3456 em: Fevereiro 11, 2023, 10:19:51 am »
O problema dos Cross, é que não são peixe nem carne, por exemplo, 8 células VLS, são 32 ESSM.... ou 8 SM2, ou 4 SM2 e 16 ESSM....
A menos que eles consigam pelo menos 16 a 24 células....é curto, muito curto...
CPS

Se não me engano por mais 8 células mk 41 são €5M e penso haver espaço para isso (há valores muito dispares na internet). Ou podes pegar nos mk48-VLS das VdG e montá-los no convés das novas fragateas como os dinamarqueses fizeram com os Mk56 nas Iver Huiltfeld. Ainda assim mesmo nos mínimos as Crossover estão tão armadas como a Bartolomeu Dias. Só não sei se levam 4 ou 8 Harpoon.

8 Harpoon Block II ou 8 NSM...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Visitante123

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4532
  • Recebeu: 2949 vez(es)
  • Enviou: 2507 vez(es)
  • +5754/-2889
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3457 em: Fevereiro 11, 2023, 10:52:17 am »
Os Cross são bons numa Marinha que mantenha também Fragatas. Não fazer dos Cross a base dos meios combatentes. Acrescentarem ainda mais um mega logístico para desembarcar meios pesados avariados e sem proteção, como o que temos, num País sem força politica quanto mais militar.
Os Cross sempre aqui foram referidos como um meio logístico com capacidade de Soberania. Ou seja com capacidade logística para a nossa dimensão e necessidade interna, até para ir fazer umas voltas a sul como gostam e, um meio suficientemente armado, bem mais que as BD, não iguais, para vigiar e defender as nossas águas.
No modelo apresentado do XO139, são 8 MK41 dá o dobro dos misseis de uma BD, mais o RAM com 21 misseis curto alcance, 8 misseis anti navio, Peça de artilharia principal e outra menor, Lançadores de torpedos e heli pesado.
Mete uma BD no bolso.
Se optassem por dois destes dado a sua natureza logística e 3 fragatas como as A140 ou outras nessa medida, era uma Marinha que no contexto NATO, interno ou mesmo a Sul tinha grande visibilidade e credibilidade.

Quanto a data para os CRoss era sem duvida para virem substituir esta década as VdG, assim fazia sentido tanto o aspecto logístico em défice como a substituição de fragatas mais que fracas e obsoletas     
« Última modificação: Fevereiro 11, 2023, 11:00:54 am por Pescador »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Subsea7

*

Visitante123

  • Especialista
  • ****
  • 1031
  • Recebeu: 342 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +53/-140
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3458 em: Fevereiro 11, 2023, 11:19:17 am »
Os Cross são bons numa Marinha que mantenha também Fragatas. Não fazer dos Cross a base dos meios combatentes. Acrescentarem ainda mais um mega logístico para desembarcar meios pesados avariados e sem proteção, como o que temos, num País sem força politica quanto mais militar.
Os Cross sempre aqui foram referidos como um meio logístico com capacidade de Soberania. Ou seja com capacidade logística para a nossa dimensão e necessidade interna, até para ir fazer umas voltas a sul como gostam e, um meio suficientemente armado, bem mais que as BD, não iguais, para vigiar e defender as nossas águas.
No modelo apresentado do XO139, são 8 MK41 dá o dobro dos misseis de uma BD, mais o RAM com 21 misseis curto alcance, 8 misseis anti navio, Peça de artilharia principal e outra menor, Lançadores de torpedos e heli pesado.
Mete uma BD no bolso.
Se optassem por dois destes dado a sua natureza logística e 3 fragatas como as A140 ou outras nessa medida, era uma Marinha que no contexto NATO, interno ou mesmo a Sul tinha grande visibilidade e credibilidade.

Quanto a data para os CRoss era sem duvida para virem substituir esta década as VdG, assim fazia sentido tanto o aspecto logístico em défice como a substituição de fragatas mais que fracas e obsoletas     

Onde é que viste um RAM de 21 mísseis numa XO? A fragata aparece com duas Oerlikon Millennium para defesa próxima. Não vejo RAMs em lado nenhum.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18928
  • Recebeu: 5811 vez(es)
  • Enviou: 6423 vez(es)
  • +7341/-9835
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3459 em: Fevereiro 11, 2023, 11:50:45 am »
Se as cross fossem para substituir as VdG e se desistisse da "modernização" da treta é que era bom

As 2 BD + 3 cross
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20717
  • Recebeu: 3152 vez(es)
  • Enviou: 2326 vez(es)
  • +1551/-3495
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3460 em: Fevereiro 11, 2023, 12:33:14 pm »
Se as cross fossem para substituir as VdG e se desistisse da "modernização" da treta é que era bom

As 2 BD + 3 cross

Penso que ainda vai faltar uns anos para que os Crossover comecem a ser fabricados...Presumo que sejam mais 10 anos se formos a ver a data de construção dos navios a serem substituidos.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Subsea7

  • Investigador
  • *****
  • 1870
  • Recebeu: 1815 vez(es)
  • Enviou: 2647 vez(es)
  • +5517/-2960
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3461 em: Fevereiro 11, 2023, 12:40:24 pm »
Foram feitos contactos para um eventual programa de construção conjunto com os Holandeses (Marinha), mas como já sabem o que acontece por cá, eles torceram o nariz...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, NVF

*

Visitante123

  • Especialista
  • ****
  • 1031
  • Recebeu: 342 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +53/-140
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3462 em: Fevereiro 11, 2023, 12:47:34 pm »
Foram feitos contactos para um eventual programa de construção conjunto com os Holandeses (Marinha), mas como já sabem o que acontece por cá, eles torceram o nariz...

Estranho. A Damen gaba-se de fazer isso mesmo no site. Que já trabalhou com 70 países e que ainda agora aceitou construir no México e na Indonésia.
 

*

JohnM

  • Especialista
  • ****
  • 997
  • Recebeu: 557 vez(es)
  • Enviou: 328 vez(es)
  • +87/-25
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3463 em: Fevereiro 11, 2023, 01:07:46 pm »
O problema dos Cross, é que não são peixe nem carne, por exemplo, 8 células VLS, são 32 ESSM.... ou 8 SM2, ou 4 SM2 e 16 ESSM....
A menos que eles consigam pelo menos 16 a 24 células....é curto, muito curto...
CPS
Concordo a 100%. As brochuras parecem indicar que a versão Combatant pode levar um radar APAR 2, ou seja, em princípio pode executar a missão ABM, se escolherem a versão certa. As grandes questões são que: I) a versão ABM é mais cara, e todos sabemos o que a casa gasta; II) 8 células Mk-41 é pouco, como refere, só servem para defesa de área local com, no máximo, 32 ESSM, isto se não forem adquiridos VLA para luta ASW, por exemplo. Se o projeto puder acomodar um mínimo de 16 células, então aí sim, já podemos falar de combinações interessantes, como 2xVLA, 8xSM-2/6 e 2xESSM. Não é ideal, mas já desenrasca..
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5425
  • Recebeu: 4065 vez(es)
  • Enviou: 10509 vez(es)
  • +8471/-247
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3464 em: Fevereiro 11, 2023, 01:53:21 pm »
VLA? Mas existe alguma marinha europeia que possua tal arma? Com tão poucas células — mesmo 16 são poucas para uma defesa antiaérea credível — o mais indicado é utilizá-las exclusivamente para SAM.
Talent de ne rien faire