O Reapetrechamento da Marinha

  • 1266 Respostas
  • 161946 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18568
  • Recebeu: 5659 vez(es)
  • Enviou: 6135 vez(es)
  • +7240/-9639
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #1260 em: Abril 26, 2024, 06:47:08 am »
O CEMA não há meio de se decidir.

No entanto, pasmem-se, também se podia optar por adquirir 3 Crossover 139 para substituir as VdG (em vez do MLU estapafúrdio e esquecendo de vez o NAVPOL) e mais tarde 2 ASWF, de acordo com o GT.

Mas a política do 8 ou 80 continua, caindo sempre no esquecimento a hipótese intermédia, neste caso com ambos os tipos de navios.

E depois não há navios nenhuns porque as crianças estão entretidas a ver quem é que é mais teimoso.

"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4245
  • Recebeu: 2754 vez(es)
  • Enviou: 2323 vez(es)
  • +5720/-2850
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #1261 em: Abril 26, 2024, 03:32:11 pm »
Não existe na Marinha o poderoso loby Embraer, senão já tínhamos uma merda qualquer que eles vendessem.

Entretendo o assunto dos Crossover é falado aqui há anos, como um meio para substituir as VdG, mas com capacidade de soberania e de logística sem necessidade de escolta.
Com os mK41, pode encaixar uns ESSM ou outra arma nem que fosse anti subamarina. Tem 8 lançadores de Harpoon. Tem helicóptero embarcado, que pode ser anti submarino ou para apoio logístico. Tem peça principal do calibre que quiserem lá enfiar e mais dois pontos para canhões de tiro rápido ou até RAM.
Está á altura de apoiar os arquipélagos ou de largar meios terrestres onde houver tiver necessidade. Nomeadamente onde Portugal tem missões, como o caso da Roménia ou na Lituânia.
Mas não, os patetões fantasiosos não encaixam isso. Sonham com enxames de drones da fnac, para brincarem
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18568
  • Recebeu: 5659 vez(es)
  • Enviou: 6135 vez(es)
  • +7240/-9639
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #1262 em: Abril 26, 2024, 04:58:45 pm »
Não existe na Marinha o poderoso loby Embraer, senão já tínhamos uma merda qualquer que eles vendessem.

Entretendo o assunto dos Crossover é falado aqui há anos, como um meio para substituir as VdG, mas com capacidade de soberania e de logística sem necessidade de escolta.
Com os mK41, pode encaixar uns ESSM ou outra arma nem que fosse anti subamarina. Tem 8 lançadores de Harpoon. Tem helicóptero embarcado, que pode ser anti submarino ou para apoio logístico. Tem peça principal do calibre que quiserem lá enfiar e mais dois pontos para canhões de tiro rápido ou até RAM.
Está á altura de apoiar os arquipélagos ou de largar meios terrestres onde houver tiver necessidade. Nomeadamente onde Portugal tem missões, como o caso da Roménia ou na Lituânia.
Mas não, os patetões fantasiosos não encaixam isso. Sonham com enxames de drones da fnac, para brincarem

Se calhar têm 10% de desconto em cartão
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4245
  • Recebeu: 2754 vez(es)
  • Enviou: 2323 vez(es)
  • +5720/-2850
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #1263 em: Abril 27, 2024, 10:22:36 am »
Não existe na Marinha o poderoso loby Embraer, senão já tínhamos uma merda qualquer que eles vendessem.

Entretendo o assunto dos Crossover é falado aqui há anos, como um meio para substituir as VdG, mas com capacidade de soberania e de logística sem necessidade de escolta.
Com os mK41, pode encaixar uns ESSM ou outra arma nem que fosse anti subamarina. Tem 8 lançadores de Harpoon. Tem helicóptero embarcado, que pode ser anti submarino ou para apoio logístico. Tem peça principal do calibre que quiserem lá enfiar e mais dois pontos para canhões de tiro rápido ou até RAM.
Está á altura de apoiar os arquipélagos ou de largar meios terrestres onde houver tiver necessidade. Nomeadamente onde Portugal tem missões, como o caso da Roménia ou na Lituânia.
Mas não, os patetões fantasiosos não encaixam isso. Sonham com enxames de drones da fnac, para brincarem

Se calhar têm 10% de desconto em cartão

Esqueci-me de dizer que pode levar drones. Sejam de que tipo for e vários tipos em simultâneo, Aéreos, superfície  e submarinos
 

*

fgs

  • Membro
  • *
  • 14
  • Recebeu: 31 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +1/-0

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 8785
  • Recebeu: 3324 vez(es)
  • Enviou: 1008 vez(es)
  • +4067/-6509
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #1265 em: Hoje às 12:27:26 pm »
Então mas não é um navio científico? Fds...pontemineiros do c...  :mrgreen:

Citar
Uma poderosa arma no combate ao narcotráfico em alto mar: "D. João II", a nova jóia da Marinha Portuguesa
A Marinha Portuguesa vai poder contar com 17 novos navios até 2035. São mais modernos e com mais funcionalidades para renovar mais de metade da frota.

E é com drones da Fnac... ::)

Citar
O novo navio multifunções da Marinha, "D. João II", terá um custo de 132 milhões de euros, com verbas do Plano de Recuperação e Resiliência mas também investimento estatal, prevendo-se que entre ao serviço no segundo semestre de 2026.

Curioso. No site do PRR referem 95 milhões e que o governo não vai entrar com um chavo. Aldra...  ::)

https://www.marinha.pt/pt/informacao-instituicional/Projetos-co-financiados/PRR

Citar
Designação do projeto: PILAR I - PLATAFORMA NAVAL MULTIFUNCIONAL

Código do projeto:  TC-C10-i03.01/2022

Região de intervenção:  Território Nacional

Entidade beneficiária: Ministério da Defesa Nacional – Marinha

Data de aprovação: 21/12/2021

Data de início: 23/06/2022

Data prevista de conclusão: 31/12/2025

Custo total elegível: 94.500.000,00€​

Apoio financeiro da União Europeia: PRR

Apoio financeiro público nacional/regional: NÃO APLICÁVEL

Saudações

P.S. - Nova arma conta o Narcotráfico. NRP Gago Coutinho com drones e calibre 0.50.  :mrgreen:

« Última modificação: Hoje às 12:31:31 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18568
  • Recebeu: 5659 vez(es)
  • Enviou: 6135 vez(es)
  • +7240/-9639
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #1266 em: Hoje às 01:49:19 pm »
Se a UE sabe lá se vai o guito  :mrgreen:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas