Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 4 5 6 ... 10
1
Força Aérea Brasileira / Re: EC 725 Caracal (H-36)
« Última mensagem por Vitor Santos em Hoje às 03:39:44 am »
IAOp inicia Avaliação Operacional do Envelope Infravermelho do H-36


Citar
O Instituto de Aplicações Operacionais (IAOp), sediado no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP), realizará, até o dia 14 de maio, a Avaliação Operacional (AVAOP) do Envelope Infravermelho (IR) da aeronave H-36 Caracal.

O objetivo da atividade é mensurar as emissões de calor da aeronave que ocorrem no espectro infravermelho para que, no futuro, seja possível calcular qual a probabilidade dela ser detectada por armamentos guiados por este tipo de radiação. Este cálculo, realizado pelo Módulo de Ameaça Infravermelha Superfície-Ar (MAISA), algoritmo desenvolvido pelo Instituto, permitirá desenvolver táticas de navegação que aumentem a probabilidade de sobrevivência dos pilotos em cenários onde haja a presença deste armamento.

O Gerente da AVAOP, Tenente Engenheiro Carlos Henrique Rodrigues da Silva, explica que a avaliação visa complementar as medições feitas em 2016. “Desta vez, as medições serão feitas com a utilização de um supressor de calor instalado na aeronave. O objetivo é mapear totalmente o envelope infravermelho da aeronave H36 proporcionando, assim, a geração de técnicas e táticas operacionais para a melhor utilização da aeronave em ambientes hostis”, enfatiza.

Clique aqui para baixar a imagem originalSob a supervisão do Comando de Preparo (COMPREP), contribuem para a avaliação militares do Esquadrão Puma (3º/8º GAV), da Ala 12, do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de São José dos Campos (DTCEA-SJ) e do Grupamento de Apoio de São José dos Campos (GAP-SJ).

Esta é a primeira Avaliação Operacional conduzida pelo IAOp este ano. As próximas serão a AVAOP do radar SAR da aeronave SC-105 Amazonas, a AVAOP do radar do P-95 Bandeirulha e a AVAOP do sistema Self Protect System da aeronave A-1M.

FONTE: Força Aérea Brasileira
2
Módulos K-9 (cinófilos/cães), do B Ap Op Esp realizam rapel, durante a realização do Exercício Escudo Negro 2021


Citar
Goiânia(GO) - No dia 29 de abril de 2021, a Seção de Cães de Guerra (SCG), do Batalhão de Apoio às Operações Especiais (B Ap Op Esp), participou de uma adestramento aeromóvel, no contexto do Exercício Escudo Negro, conduzido em conjunto pelos integrantes do 2º Batalhão de Aviação do Exército (2º BavEx - Taubaté-SP) e integrantes doo 1º Batalhão de Ações de Comandos (1º BAC), nas instalações do Comando de Operações Especiais (C Op Esp).

Na oportunidade, os Módulos K9 (cinófilos/cães) realizaram o treinamento da técnica de rapel, que permite a realização de infiltração por meio de aeronaves de asas rotativas, em áreas de difícil acesso ou em locais que não é possível a realização do pouso da aeronave. Tudo isso em perfeita sinergia e com o objetivo de garantir o apoio aos Destacamentos Operacionais do COpEsp, na utilização de cães de guerra de duplo emprego (faro/ataque).

 :arrow:  http://www.copesp.eb.mil.br/index.php/component/content/article?id=453


3
Exército Brasileiro / Re: VBTP-MR 6×6 GUARANI
« Última mensagem por Vitor Santos em Hoje às 02:43:13 am »
4
Exército Português / Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Última mensagem por NVF em Hoje às 01:07:18 am »
Protecionismos à parte, a Glock é a pistola mais popular nos States. E depois tens a HK416 nos USMC, nos SEAL, Delta, HRT, etc.
5
Exército Português / Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Última mensagem por mafets em Maio 06, 2021, 10:54:42 pm »
Se não fosse boa não era tão usada mesmo nos States. E criticas à parte, muito protecionismo às armas americanas, principalmente a M4.  ;)



Galil?  :mrgreen:



https://www.tactical-life.com/firearms/estonias-galil/

Saudações

P.S.  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:




 
6
Marinha Portuguesa / Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Última mensagem por mafets em Maio 06, 2021, 10:23:35 pm »
A continuarmos assim no próximo exercício os italianos mandam o Garibaldi.  :mrgreen:



Saudações  :mrgreen:

P. S. Para o golfo da Guiné vai o Caio Duilio😁😁

7
Marinha Portuguesa / Re: Actividade Operacional/Exercícios
« Última mensagem por dc em Maio 06, 2021, 09:42:08 pm »
"A temível Força Naval Portuguesa..."

O que me impressiona é o potente armamento do NPO :(

Na volta ainda disseram aos italianos que a vante está o VLS dos Tomahawk :mrgreen:

https://agriculturaemar.com/wp-content/uploads/2020/04/navio-patrulha-oce%C3%A2nico-Set%C3%BAbal-PHOTO-2020-04-02-17-18-38.jpg

Desta perspectiva, é possível ver o VLS de 1 célula no lugar da Marlin. Dá para um Tomahawk, que pode ter, opcionalmente, ogiva nuclear. O que explica a não necessidade de mais armamento!!

E segundo se diz, a próxima remessa de NPOs terá um VLS maior, para acomodar um Trident II.
8
Força Aérea Portuguesa / Re: Substituiçao dos F-16's
« Última mensagem por AtInf em Maio 06, 2021, 09:39:58 pm »
Todos os caças do concurso são de geração 4.5, à excepção do F-35. Quanto muito poderão colocar o argumento que o Rafale e o Typhoon são tão caros, que não tinham como fazer uma proposta com outros modelos à mistura.

Vale tanto como as previsões do Prof Zandinga, mas cá vai:
O F35 é absurdamente caro e os custos de manuntenção ainda são piores.
Vai acabar com uma VLLF ( Very Late Life Upgrade) para Viper e integração no projeto do novo caça europeu para poder empurrar a opção de compra lá para 2040 à espera de uma eventual comparticipação de fundos europeus.

O custo (unitário) do F-35, está na mesma ordem dos restantes aviões (sendo Rafale e Typhoon até mais caros). Não seria por aí. Isto quer dizer que, basicamente, não havendo dinheiro para comprar F-35 para a FAP, não haverá para a compra de qualquer outro modelo novo, ocidental. Resta portanto o upgrade dos Viper, e que já devia era estar a ser tratado neste momento.
Sim, tal como eu disse: decisão de compra só lá para 2040 e a sempre a contar com eventuais fundos comunitários  para compra de equipamento oriundo de um projeto europeu. Até lá, o F16 vai ter que aguentar.
9
Força Aérea Portuguesa / Re: Substituiçao dos F-16's
« Última mensagem por dc em Maio 06, 2021, 09:30:50 pm »
Todos os caças do concurso são de geração 4.5, à excepção do F-35. Quanto muito poderão colocar o argumento que o Rafale e o Typhoon são tão caros, que não tinham como fazer uma proposta com outros modelos à mistura.

Vale tanto como as previsões do Prof Zandinga, mas cá vai:
O F35 é absurdamente caro e os custos de manuntenção ainda são piores.
Vai acabar com uma VLLF ( Very Late Life Upgrade) para Viper e integração no projeto do novo caça europeu para poder empurrar a opção de compra lá para 2040 à espera de uma eventual comparticipação de fundos europeus.

O custo (unitário) do F-35, está na mesma ordem dos restantes aviões (sendo Rafale e Typhoon até mais caros). Não seria por aí. Isto quer dizer que, basicamente, não havendo dinheiro para comprar F-35 para a FAP, não haverá para a compra de qualquer outro modelo novo, ocidental. Resta portanto o upgrade dos Viper, e que já devia era estar a ser tratado neste momento.
10
Força Aérea Portuguesa / Re: Substituiçao dos F-16's
« Última mensagem por AtInf em Maio 06, 2021, 09:24:00 pm »
Vale tanto como as previsões do Prof Zandinga, mas cá vai:
O F35 é absurdamente caro e os custos de manuntenção ainda são piores.
Vai acabar com uma VLLU ( Very Late Life Upgrade) para Viper e integração no projeto do novo caça europeu para poder empurrar a opção de compra lá para 2040 à espera de uma eventual comparticipação de fundos europeus.
Páginas: [1] 2 3 4 5 6 ... 10