Notícias do Exército Português

  • 2266 Respostas
  • 647472 Visualizações
*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3719
  • Recebeu: 2486 vez(es)
  • Enviou: 1954 vez(es)
  • +5691/-2730
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2160 em: Setembro 26, 2023, 07:26:37 pm »
Quando vamos ao supermercado e trazemos muitos artigos vemos com os valores mesmo de custo reduzidos depois somados dá um valor elevado. É assim que se gasta, com coisinhas e coisinhas fofas e patéticas num meio militar e, no fim do ano é a bela conta. Depois falta para um vedante, para óleo para sistemas hidráulicos, reparar ou substituir um rádio, munições, etc
Até depois para um Flir  ;)
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12719
  • Recebeu: 3063 vez(es)
  • Enviou: 7555 vez(es)
  • +732/-1259
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2161 em: Setembro 26, 2023, 10:34:16 pm »
E depois temos unidades onde não há verba para adquirir uma caixa de ferramentas, um escadote ou pintar uma parede de uma caserna.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Anthropos, Pescador

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 10921
  • Recebeu: 2296 vez(es)
  • Enviou: 3120 vez(es)
  • +700/-1028
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2162 em: Outubro 02, 2023, 07:33:53 am »
A uns tempos falou-se de se criar uma OPFOR no exército português, eu só imaginava o uso de OPFOR  em contexto de exercícios, mas estes gajos do video é mais testar a segurança das unidades e bases.

OPFOR da NATO

Imaginem estes gajos poderem andar livremente pelos paises da NATO, iam achar muitas falhas de certeza, a ideia de criar uma OPFOR até pode ter surgido como resposta a impedir mais "Tancos".
« Última modificação: Outubro 02, 2023, 07:41:45 am por Lightning »
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 8187
  • Recebeu: 3690 vez(es)
  • Enviou: 701 vez(es)
  • +4918/-762
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2163 em: Outubro 02, 2023, 01:31:41 pm »
E porque não pedir à OPFOR da NATO que venha cá fazer exercícios? Certo que não deve ser muito conveniente aos de cá, ter uma força estrangeira a notar as lacunas todas que temos, mas era por uma boa causa, com o objectivo de melhorar.

Quem diz usar a OPFOR da NATO, diz usar outras unidades das FA, como força "inimiga". Por exemplo a BrigInt a ter que repelir um ataque de unidades da BRR, ou uma força da BRR ter que se desenrascar contra uma força blindada e que possua apoio aéreo dos F-16, ou o oposto, uma força da BRR apoiada pelos F-16, para combater uma das brigadas pesadas, etc. Seria um tipo de exercício, equivalente ao que uma OPFOR proporciona, com benefício para ambas as unidades (as unidades em causa são uma OPFOR uma da outra, mutuamente).
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Drecas

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 10921
  • Recebeu: 2296 vez(es)
  • Enviou: 3120 vez(es)
  • +700/-1028
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2164 em: Outubro 02, 2023, 04:52:47 pm »
E porque não pedir à OPFOR da NATO que venha cá fazer exercícios? Certo que não deve ser muito conveniente aos de cá, ter uma força estrangeira a notar as lacunas todas que temos, mas era por uma boa causa, com o objectivo de melhorar.

Se fosse possível, também seria uma boa ideia.

Citar
Quem diz usar a OPFOR da NATO, diz usar outras unidades das FA, como força "inimiga". Por exemplo a BrigInt a ter que repelir um ataque de unidades da BRR, ou uma força da BRR ter que se desenrascar contra uma força blindada e que possua apoio aéreo dos F-16, ou o oposto, uma força da BRR apoiada pelos F-16, para combater uma das brigadas pesadas, etc. Seria um tipo de exercício, equivalente ao que uma OPFOR proporciona, com benefício para ambas as unidades (as unidades em causa são uma OPFOR uma da outra, mutuamente).

Isso já são os exercícios normais de combate entre forças concencionais, mas não pode ser só isso, estas Brigadas combaterem entre si é pouco, todas seguen o mesmo "livro", por isso é que existem as OPFOR, tem de existir um elemento que actue de modo mais parecido com o inimigo, que actue (sem regras) como os grupos irregulares armados em África ou no Médio- Oriente, ou com a doutrina russa ou chinesa.

Como curiosidade, ha uns anos aconteceu isto em Lisboa, acho que eram paraquedistas que andavam a fazer maldades às unidades de Lisboa :mrgreen: https://www.dn.pt/portugal/sul/ate-parecia-que-o-rambo-andava-a-solta-na-encarnacao-1676620.html
« Última modificação: Outubro 02, 2023, 05:04:27 pm por Lightning »
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 8187
  • Recebeu: 3690 vez(es)
  • Enviou: 701 vez(es)
  • +4918/-762
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2165 em: Outubro 02, 2023, 05:20:14 pm »
Mas para isso era preciso conhecer a doutrina russa, chinesa ou de outro país que possa ser visto como ameaça. Até ao momento, com doutrina russa, só devemos ter alguns oficiais pró-russos.  :mrgreen:

No entanto, não havendo pessoal suficiente, nem meios, não me parece viável criar uma OPFOR sozinhos, sabendo que nem a componente operacional está completa.

Era sim uma ideia a NATO/UE ter uma OPFOR o mais completa possível, que incluísse também aeronaves (como os agressors norte-americanos).
 

*

sivispacem

  • Perito
  • **
  • 565
  • Recebeu: 159 vez(es)
  • Enviou: 23 vez(es)
  • +41/-10
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2166 em: Outubro 02, 2023, 06:05:54 pm »
E porque não pedir à OPFOR da NATO que venha cá fazer exercícios? Certo que não deve ser muito conveniente aos de cá, ter uma força estrangeira a notar as lacunas todas que temos, mas era por uma boa causa, com o objectivo de melhorar.


Com vossa licença, mas só me ocorre que muito se alucina por aqui.
Mas duvidam por um momento de qual seria o resultado de um simulacro com uma força treinada e equipada de acordo com os padrões NATO? Ou seja, treinada e equipada para o combate noturno, sem Pandurs com M2 desprotegida, com comunicações seguras, com capacidade de guerra electrónica, com VCI's dignos desse nome, para não mencionar helis de transporte e ataque, meios A/C decentes, etc, etc, etc???
Nem era preciso serem dos EUA, qualquer Polónia, Lituania, Estónia e etc 'aviaria' as NT num piscar de olhos.....

« Última modificação: Outubro 02, 2023, 06:07:07 pm por sivispacem »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 8187
  • Recebeu: 3690 vez(es)
  • Enviou: 701 vez(es)
  • +4918/-762
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2167 em: Outubro 02, 2023, 07:01:44 pm »
Bem, a ideia também era essa, demonstrar as lacunas das nossas forças, porque há quem ache que são invencíveis, e que estão "preparadas para qualquer cenário".

Podia ser que assim se levasse a defesa minimamente a sério, e muita gente acomodada, deixasse de o estar, porque sabiam que tinham que mostrar serviço.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12719
  • Recebeu: 3063 vez(es)
  • Enviou: 7555 vez(es)
  • +732/-1259
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2168 em: Outubro 02, 2023, 10:26:37 pm »
Isso é para testar forças onde não se sabe onde estão as falhas.

Agora num exército que não consegue fardar em simultâneo nem fornecer munições para todos os seus militares...

Não há lacunas para encontrar, porque tudo é uma lacuna gigante!
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo, Lightning, Clausewitz, Anthropos, Pescador, Mentat

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 10921
  • Recebeu: 2296 vez(es)
  • Enviou: 3120 vez(es)
  • +700/-1028
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2169 em: Outubro 03, 2023, 12:23:34 am »
Isso é para testar forças onde não se sabe onde estão as falhas.

Agora num exército que não consegue fardar em simultâneo nem fornecer munições para todos os seus militares...

Não há lacunas para encontrar, porque tudo é uma lacuna gigante!

Ah ah ah é como aquela história de um oficial que tinha que comandar uma força num qualquer exercicio, e quando ele se queixou ao seu superior que a Força dele não estava completa para fazer o que era esperado, esse superior disse-lhe "oficial x desenrasque-se, use a sua imaginação".
Durante o exércicio foi feita uma visita por altas entidades, o tal comandante encontra o referido oficial e diz "Devia estar uma secção a defender esta zona". Ao que prontamente o oficial responde "Senhor comandante não os vê? Use a sua imaginação!".  :mrgreen:
« Última modificação: Outubro 03, 2023, 12:28:37 am por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo, HSMW, CruzSilva, Pescador, Drecas

*

Anthropos

  • Membro
  • *
  • 242
  • Recebeu: 363 vez(es)
  • Enviou: 61 vez(es)
  • +124/-12
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2170 em: Outubro 10, 2023, 09:12:25 am »
https://www.facebook.com/100064834774541/posts/pfbid0Ek98KaZtokUwcNi3rmieLUYScYZuKrCjHw46cdBSbsu5uQsazxoUukx4Rf36APQyl/

Que vinha cá fazer uma OPFOR da NATO? Via que os tugas até treinam C-IED com uma carrinha das obras pintada de verde e com lona rota, com G3 e sem coletes balísticos (porque não há, e os que há são pesados, é uma chatice), e ainda achavam que tinham sido enviados ao coração de África  :mrgreen:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, HSMW

*

Anthropos

  • Membro
  • *
  • 242
  • Recebeu: 363 vez(es)
  • Enviou: 61 vez(es)
  • +124/-12
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2171 em: Outubro 10, 2023, 07:11:32 pm »
Isso é para testar forças onde não se sabe onde estão as falhas.

Agora num exército que não consegue fardar em simultâneo nem fornecer munições para todos os seus militares...

Não há lacunas para encontrar, porque tudo é uma lacuna gigante!

Ora bem, vamos ver por partes:

Já acabaram alguns galões e divisas do camuflado antigo, e não se fornece do novo, por isso há malta a ser promovida com galões e divisas emprestadas.

Acabaram as botas castanhas. As pretas já não há todos os tamanhos e vão continuar a ser fornecidas. Do camuflado novo, já acabaram alguns tamanhos e não há previsão de haver mais - há malta que recebeu umas calças, outros receberam um dólman, outros receberam tudo menos as botas. E só 2 tshirts (gostava de saber que imbecil acha que 2 tshirts chegam para uma semana normal).

Há unidades que ainda não garantiram o pagamento de água e luz até ao fim do ano.

Viaturas, é o que é. Tantas que circulam com pneus carecas e sem travões que se a polícia fizesse controlo, parava o Exército.

Não há balísticos nem NVGs, e os coletes táticos são uma vergonha. No armamento individual, o militar normal dá uns 25 tiros, se tiver sorte. E com mira de ferro, que não há alças telescópicas ou red-dot para toda a gente, e gasta muita pilha.

Nos exercícios internacionais, andam com o camuflado de guarnição que diz "not combat ready", porque não há de campanha para quem não seja das tropas especiais.

Há 0 capacidade antiaérea, 0 capacidade de engenharia de combate, quase 0 apoio de artilharia moderna. Fora coisas como apoio anti carro, apoio de morteiros, e todas as versões de coisas que faltam.

Há cursos (de oficiais e sargentos RC e de praças) inteiros que não deram um único tiro.

Não é distribuída a farda Nº1 a contratados exceto os que trabalham em sitios de alta visibilidade, por isso a malta anda a sair das recrutas à civil, e nas cerimónias vai de camuflado ou esconde-se das fotos, por isso já nem o brio há de cuidar da farda, e manter-se brioso e orgulhoso do ramo que representa, e bem ataviado.

Há companhias a 10 praças, com 1 ou 2 sargentos. Já há falta de oficiais e sargentos, não só de praças.

Há alguma coisa que me esteja a falhar?  ;)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, NVF, nelson38899, HSMW, CruzSilva, Drecas

*

Drecas

  • Investigador
  • *****
  • 1453
  • Recebeu: 450 vez(es)
  • Enviou: 170 vez(es)
  • +305/-189
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2172 em: Outubro 10, 2023, 07:39:44 pm »
Eu
 

*

Drecas

  • Investigador
  • *****
  • 1453
  • Recebeu: 450 vez(es)
  • Enviou: 170 vez(es)
  • +305/-189
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2173 em: Outubro 10, 2023, 07:43:49 pm »
Mas isto lembra-me de algo que gostava que fosse feito ( não vai acontecer eu sei)

Que se fizesse um relatório e um ponto de situação a sério

Que se fosse de norte a sul, a todas as bases, de todos os ramos.

A inspecionar absolutamente tudo, todos os veículos, todas as armas, os stocks etc etc

No final tudo publicado, o que está e não está operacional, e porquê, quanta munição existe, não existe, que devia existir etc etc

Sem tretas de "pode afetar a defesa nacional" ou essas tretas, algo que de uma vez por todas ponha as coisas em pratos limpos

Talvez assim possamos começar um melhor caminho

(Isto não vai acontecer eu sei, façam-me Ministro da Defesa por favor  :mrgreen:)
 

*

Anthropos

  • Membro
  • *
  • 242
  • Recebeu: 363 vez(es)
  • Enviou: 61 vez(es)
  • +124/-12
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #2174 em: Outubro 10, 2023, 08:51:43 pm »
Mas isto lembra-me de algo que gostava que fosse feito ( não vai acontecer eu sei)

Que se fizesse um relatório e um ponto de situação a sério

Que se fosse de norte a sul, a todas as bases, de todos os ramos.

A inspecionar absolutamente tudo, todos os veículos, todas as armas, os stocks etc etc

No final tudo publicado, o que está e não está operacional, e porquê, quanta munição existe, não existe, que devia existir etc etc

Sem tretas de "pode afetar a defesa nacional" ou essas tretas, algo que de uma vez por todas ponha as coisas em pratos limpos

Talvez assim possamos começar um melhor caminho

(Isto não vai acontecer eu sei, façam-me Ministro da Defesa por favor  :mrgreen:)

Há notas a serem enviadas, há reuniões atrás de reuniões, há avisos, há tudo e mais algum par de botas... Mas depois a missão é para cumprir e no relatório semanal apresentado ao CEMGFA, a maior parte das coisas aparece a verde ou quanto muito a amarelo. Na realidade, está tudo no vermelho... Mas a informação vai-se "perdendo"  ::)

Toda a gente sabe que há regimentos que já entraram em falência, toda a gente sabe que a nossa capacidade operacional é basicamente 0, toda a gente sabe que há gravíssimos problemas de álcool e outros nos regimentos, toda a gente sabe que as viaturas andam sem travões e com pneus carecas, toda a gente sabe de tudo. Mas nada vai mudar, porque o que importa é garantir uma boa reforma.

Não há meios, a formação não é levada a sério (já me aconteceu estar a dar dois cursos diferentes ao mesmo tempo e nem tive direito a sair de escala de serviço), a tropa está tão cheia de bêbados que se há coisa que é impossível de controlar é o álcool que flui desde a vida normal às garrafas que vão nas mochilas para os exercícios, e nem drogados conseguimos expulsar porque uma praça representa uma percentagem que não se pode perder...

Fechem isto de vez e deixem-se de brincadeiras.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, NVF, nelson38899, CruzSilva, PTWolf, Drecas