LPD- Navio Polivalente Logístico

  • 5226 Respostas
  • 1076945 Visualizações
*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4176
  • Recebeu: 57 vez(es)
  • +67/-1
(sem assunto)
« Responder #105 em: Janeiro 01, 2009, 09:27:43 pm »
^^
Sucateiros





Eu acho que este modelo tem todas as características.













 :lol:
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

ShadIntel

  • Investigador
  • *****
  • 1509
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #106 em: Janeiro 01, 2009, 09:40:23 pm »
Citação de: "Lancero"
Eu acho que este modelo tem todas as características.


 :roll:
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12014
  • Recebeu: 2566 vez(es)
  • Enviou: 6865 vez(es)
  • +416/-370
    • http://youtube.com/HSMW
(sem assunto)
« Responder #107 em: Janeiro 01, 2009, 09:50:13 pm »
Acho que também não dá para levar carros de combate...  :roll:
 :mrgreen:
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Cláudio C.

  • Membro
  • *
  • 256
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 25 vez(es)
  • +5/-0
(sem assunto)
« Responder #108 em: Janeiro 02, 2009, 02:51:16 am »
Antes demais, quero apresentar as minhas saudações a todos os membros deste fórum, uma vez que sou novo por estas bandas, apesar de seguir e ler há já bastante tempo o FD, pois apesar de bastante leigo na matéria (e tenho aprendido muito por aqui) , tenho muito interesse nos temas sobre a defesa nacional.

Ora a minha duvida que, por ventura ate já deve ter sido discutida aqui, é a seguinte:

Mediante os recursos disponíveis, não seria mais vantajoso para Portugal adquirir em vez de um navio LPD um LHD, pois este ultimo permite operar mais helicópteros, e se for necessário aviões VStol, como o o navio que a armada espanhola ja opera (não me lembro do nome)?
E seria a aquisição de tal meio tão injustificado quer financeiramente, quer para as funções da nossa marinha?
Acho que um navio do tipo LHD permitia uma boa capacidade de projecção força, e por outro lado com a possibilidade de embarcar aeronaves de asa fixa, acrescentar à Marinha Portuguesa uma componente dissuasora (se é assim que se chama) como nunca teve.
A diferença de preços entre um e outro navio seriam tão grandes que inviabilizariam a segunda hipótese?

Peço desculpa se são perguntas muito básicas ou ate ridículas, pois como já disse sou um muito leigo na matéria. :oops:

Obrigados!!
E Pluribus Unum
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2810
  • Recebeu: 354 vez(es)
  • Enviou: 143 vez(es)
  • +607/-6959
(sem assunto)
« Responder #109 em: Janeiro 02, 2009, 09:45:31 am »
Cláudio C.
Citar
Mediante os recursos disponíveis, não seria mais vantajoso para Portugal adquirir em vez de um navio LPD um LHD,


Muito bem visto, eu própio penso o mesmo, o caminho a seguir deveria ser esse, porque no futuro, penso que cada vez mais, os LPD deixarão de fazer sentido, quanto a diferença de preços não sei qual será :roll:  c34x
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2050
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #110 em: Janeiro 02, 2009, 10:15:35 am »
ClaudioC escreveu.
Citar
Mediante os recursos disponíveis, não seria mais vantajoso para Portugal adquirir em vez de um navio LPD um LHD, pois este ultimo permite operar mais helicópteros, e se for necessário aviões VStol, como o o navio que a armada espanhola ja opera (não me lembro do nome)?
E seria a aquisição de tal meio tão injustificado quer financeiramente, quer para as funções da nossa marinha?

Antes de mais, benvindo ao FD e um bom 2009.
Com respeito à sua pergunta, na minha opinião pessoal um LHD na Armada não se justifica, porque não temos objectivos estratégicos que o justifiquem, uma politica de intervenção no Mundo que o justifiquem, não temos suficientes helicópteros nem vontade de comprar mais (apenas cinco Lynx e quatro EH 101 CSAR). Aviões embarcados nem pensar. A plataforma em si não é o que custa mais dinheiro, Mas veja: Quantos homens costumamos deslocar para cada missão no estrangeiro? Que meios mecanizados? Quantos fuzileiros a Armada tem para"encher" um navio que pode levar mais de mil? Se é apenas para ter espaço para respirar melhor, não vale a pena um navio maior do que o NAVPOL que NÃO temos e que está previsto poder transportar 650 homens. Na maioria dos casos o pessoal deslocado para outros países é transportado por avião fretado com menores custos  e mais rápidamente mesmo com os atrasos do costume, e sem a obrigação de termos de manter esses aviões. No caso de transporte por mar, de uma centena ou duas de militares esse transporte varia enre uma semana e um mês. Acha que compensa? No caso de missões humanitárias o NAVPOL que NÃO temos é suficiente para um apoio efectivo a refugiados e evacuações médicas.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Cláudio C.

  • Membro
  • *
  • 256
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 25 vez(es)
  • +5/-0
(sem assunto)
« Responder #111 em: Janeiro 02, 2009, 01:55:02 pm »
Muito obrigado, e desde já os meus parabéns a todos os colaboradores e administradores deste Fórum! Bom ano 2009 para todos!

Luís Filipe, deixou-me com a ligeira impressão que, mesmo que adquiramos esse navio (LPD ou LHD), ele nunca seria muito utilizado nos termos das missões actuais das FAP, pois dado as dimensões das missões internacionais, ficaria sempre mais em conta e fácil fretar aviões comerciais por exemplo! Ficando o navio para ser utilizado em caso de catástrofes humanitárias só, certo?. Contudo, e atendendo ao carácter expedicionário da aquisição dos Leopard (dito pelo próprio Ministro da Defesa penso eu de que) este tipo de navio seria muito útil se fosse caso de atribuir a uma missão internacional portuguesa estes blindados, pois poderia transporta- los, bem como o resto das tropas atribuídas à missão, em detrimento de andar a boleia de outros países.
E Pluribus Unum
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2050
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #112 em: Janeiro 02, 2009, 02:53:47 pm »
Cláudio C. escreveu:
Citar
Contudo, e atendendo ao carácter expedicionário da aquisição dos Leopard (dito pelo próprio Ministro da Defesa penso eu de que) este tipo de navio seria muito útil se fosse caso de atribuir a uma missão internacional portuguesa estes blindados

Como deve ter já reparado, todos os ministros dizem coisas. Um até disse que Alcochete " jaméééé". Tenho a impressão que os nossos Leopard nunca farão serviço em qualquer país além de Portugal. Talvez umas manobras em Espanha e Itália, como os M 60, e esses foram de combóio Os Pandur, esses é que devem ser utilizados nas missões internacionais, e no caso dos fuzileiros, ser embarcados no "tal" LPD até para missões OTAN integrados na força de intervenção rápida. Claro que quando o tal navio que não existe estiver em reparação, o material vai continuar a ser embarcado em navios mercantes, e o pessoal em aviões.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Cláudio C.

  • Membro
  • *
  • 256
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 25 vez(es)
  • +5/-0
(sem assunto)
« Responder #113 em: Janeiro 02, 2009, 04:02:17 pm »
Pois, efectivamente "eles falam falam falam e não fazem nada" :roll:
E Pluribus Unum
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2050
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #114 em: Janeiro 02, 2009, 05:39:08 pm »
Com respeito ao transporte dos Leopard, ele poderia ser feito na doca do LPD, com o sacrifício das lanchas de desembarque.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2218
  • Recebeu: 763 vez(es)
  • Enviou: 2453 vez(es)
  • +431/-52
(sem assunto)
« Responder #115 em: Janeiro 02, 2009, 06:06:13 pm »
Pois eu, geralmente pessimista, acho que o NAVPOL irá ser construído, em Viana do Castelo...

É dos poucos meios que é fácil de defender na opinião pública (socorro em catástrofes naturais, intervenção para resgatar portugueses no mundo, etc), vai dar empregos em Portugal e, ponto importante, é desejado pela Marinha...

Ainda mais reforcei a minha opinião quando li na Visão ("noticias que gostaríamos de dar em 2009") esta defesa por um dos convidados - agora saber quando... talvez quando os estaleiros necessitarem de encomendas...

 :wink:, não esqueças que o projecto é externo, deve evitar algumas trapalhadas
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Cláudio C.

  • Membro
  • *
  • 256
  • Recebeu: 14 vez(es)
  • Enviou: 25 vez(es)
  • +5/-0
(sem assunto)
« Responder #116 em: Janeiro 02, 2009, 07:38:39 pm »
Pode ser que esta aquisição não seja tão malfadada como outras, pensamento positivo  c34x
E Pluribus Unum
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14752
  • Recebeu: 3749 vez(es)
  • Enviou: 4128 vez(es)
  • +2977/-6640
(sem assunto)
« Responder #117 em: Janeiro 02, 2009, 08:02:16 pm »
Citação de: "LM"
Pois eu, geralmente pessimista, acho que o NAVPOL irá ser construído, em Viana do Castelo...


eu acho que não... :arrow: P44, nada de apartes "nos ENVC? melhor chamar de NAVPOL 2050"  :mrgreen:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

SSK

  • Investigador
  • *****
  • 1518
  • Recebeu: 15 vez(es)
  • +5/-0
(sem assunto)
« Responder #118 em: Janeiro 03, 2009, 11:25:20 am »
Já eu acho que ele nunca irá ser construído!!!

Pelo menos enquanto os políticos não tiverem outra ideia/necessidade dos militares.
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

*

pchunter

  • 368
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #119 em: Janeiro 07, 2009, 12:28:18 pm »
O mais estranho é que o Chefe do Estado maior da Armada disse à algum tempo atrás numa entrevista ao JN que havia dinheiro e havia projecto, então falta o quê?