Programa de substituição do C-130

  • 2398 Respostas
  • 454170 Visualizações
*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4621
  • Recebeu: 4295 vez(es)
  • Enviou: 2744 vez(es)
  • +6467/-2498
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2385 em: Outubro 28, 2022, 03:32:41 pm »
O estado não possui Fireboss, são alugados.

Os Ecureuil da Protecção Civil não fazem parte da estrutura de esquadras da Força Aérea, não estao em bases da Força Aérea nem ocupam pilotos/mecânicos da FAP, talvez a nivel de gestão algum oficial engenheiro.

Com o par de Koalas de opção a caminho, duvido seriamente que os Écureil venham alguma vez a ser operados pela FAP. Certamente serão vendidos.

Entretanto isto da Esquadra 506 veio agora baralhar um pouco as coisas em relação ao futuro dos C-130, porque eram cada vez mais os rumores que apontavam para a sua venda [dos Hércules modernizados] a países do Leste Europeu, Grécia, Paquistão, etc, devido à mais do que provável falta de verbas e tripulações para operar em simultâneo duas frotas de aeronaves de transporte médio táctico de capacidades semelhantes.

Num dos rumores que mais circula, e cuja origem é atribuída a Alfragide, era até dito que o montante acumulado com a venda dos 4 C-130M poderia ser utilizado para a aquisição de mais um par de DHC-515, e talvez mesmo uns quanto Fireboss, para a futura Esquadra a sediar muito provavelmente em Ovar. Os Bisontes não seriam extintos, permanecendo no Montijo (pelo menos até ver) possivelmente equipados com 2/3 A400M, mas esta hipótese parece estar a esfumar-se e ser cada vez mais remota. A ver vamos o que nos trarão os próximos meses.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, Subsea7

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2437
  • Recebeu: 444 vez(es)
  • Enviou: 314 vez(es)
  • +130/-318
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2386 em: Outubro 28, 2022, 06:58:06 pm »
O estado não possui Fireboss, são alugados.

Os Ecureuil da Protecção Civil não fazem parte da estrutura de esquadras da Força Aérea, não estao em bases da Força Aérea nem ocupam pilotos/mecânicos da FAP, talvez a nivel de gestão algum oficial engenheiro.

Com o par de Koalas de opção a caminho, duvido seriamente que os Écureil venham alguma vez a ser operados pela FAP. Certamente serão vendidos.

Entretanto isto da Esquadra 506 veio agora baralhar um pouco as coisas em relação ao futuro dos C-130, porque eram cada vez mais os rumores que apontavam para a sua venda [dos Hércules modernizados] a países do Leste Europeu, Grécia, Paquistão, etc, devido à mais do que provável falta de verbas e tripulações para operar em simultâneo duas frotas de aeronaves de transporte médio táctico de capacidades semelhantes.

Num dos rumores que mais circula, e cuja origem é atribuída a Alfragide, era até dito que o montante acumulado com a venda dos 4 C-130M poderia ser utilizado para a aquisição de mais um par de DHC-515, e talvez mesmo uns quanto Fireboss, para a futura Esquadra a sediar muito provavelmente em Ovar. Os Bisontes não seriam extintos, permanecendo no Montijo (pelo menos até ver) possivelmente equipados com 2/3 A400M, mas esta hipótese parece estar a esfumar-se e ser cada vez mais remota. A ver vamos o que nos trarão os próximos meses.

A passagem da 501 para Beja está sempre dependente das verbas do novo aeroporto e de o Montijo fazer parte da solução escolhida.

Mas no futuro parece-me claro que vamos operar mais um meio de transporte, se vai ser o A400M ou o MRTT o tempo o dirá.
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4621
  • Recebeu: 4295 vez(es)
  • Enviou: 2744 vez(es)
  • +6467/-2498
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2387 em: Outubro 28, 2022, 07:25:14 pm »
A 501 vai permanecer no Montijo, e caso a BA6 venha a ser uma das soluções para o NAL, não é certo que nesse caso a Esquadra seja transferida para Beja. Poderia seguir para Ovar, por exemplo.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 

*

Subsea7

  • Especialista
  • ****
  • 1058
  • Recebeu: 874 vez(es)
  • Enviou: 1440 vez(es)
  • +2071/-1723
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2388 em: Outubro 28, 2022, 07:42:21 pm »
Boa tarde,
Relativamente a este tema:

Existem várias hipóteses...Os C-130M irem para Ovar e participarem com MAFFS no combate aos fogos..ou serem vendidos, por exemplo aos Gregos ou Romenos;

Os A-400M no Montijo é uma hipótese....Mas cada vez com menos chance de vingar.. No entanto os últimos desenvolvimentos da Airbus por cá, assim como a pressão para aquisição de armas europeias, poderá levar a aquisição de no máximo 2 A-400M, para efetivar a capacidade de transporte estratégico.

Uma coisa é certa, KC e C-130 são classes semelhantes, não fazendo sentido a sua operação paralela.

Cps
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 2028
  • Recebeu: 1513 vez(es)
  • Enviou: 1027 vez(es)
  • +2265/-1701
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2389 em: Outubro 28, 2022, 09:25:18 pm »
Boa tarde,
Relativamente a este tema:

Existem várias hipóteses...Os C-130M irem para Ovar e participarem com MAFFS no combate aos fogos..ou serem vendidos, por exemplo aos Gregos ou Romenos;

Os A-400M no Montijo é uma hipótese....Mas cada vez com menos chance de vingar.. No entanto os últimos desenvolvimentos da Airbus por cá, assim como a pressão para aquisição de armas europeias, poderá levar a aquisição de no máximo 2 A-400M, para efetivar a capacidade de transporte estratégico.

E
Uma coisa é certa, KC e C-130 são classes semelhantes, não fazendo sentido a sua operação paralela.

Cps


Essa coisa de duas unidades faz-me confusão. Mas eu até tenho 3 chaves do carro, porque perdendo uma, como já aconteceu, tenho duas o que me permite esperar duas semanas ou mais pelo raio do chip que demora e assim ter margem com as duas restantes não vá a coisa correr mal. Um backup do backup. Mas se calhar tenho um bocado de pancada

2 submarinos. Tinha de ser 3
Dois A 400. Deviam ser é 3, nunca menos
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2437
  • Recebeu: 444 vez(es)
  • Enviou: 314 vez(es)
  • +130/-318
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2390 em: Outubro 28, 2022, 09:52:34 pm »
Boa tarde,
Relativamente a este tema:

Existem várias hipóteses...Os C-130M irem para Ovar e participarem com MAFFS no combate aos fogos..ou serem vendidos, por exemplo aos Gregos ou Romenos;

Os A-400M no Montijo é uma hipótese....Mas cada vez com menos chance de vingar.. No entanto os últimos desenvolvimentos da Airbus por cá, assim como a pressão para aquisição de armas europeias, poderá levar a aquisição de no máximo 2 A-400M, para efetivar a capacidade de transporte estratégico.

Uma coisa é certa, KC e C-130 são classes semelhantes, não fazendo sentido a sua operação paralela.

Cps

Pois só se vier dinheiro da EU, pois duvido que consigam sacar mais de 400 Milhões dos serviços conjuntos para mais um meio de transporte.
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 2044
  • Recebeu: 400 vez(es)
  • Enviou: 456 vez(es)
  • +80/-90
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2391 em: Dezembro 25, 2022, 11:03:34 am »
A esquadra vai ficar no mínimo activa com o C130 até 2027. Fala-se em pelo menos dois continuarem no combate a fogos após esta data. Portanto o que se fala é isto. Se vai ser realidade ou não, não sei e acho que na esquadra também ninguém sabe. Estamos a falar da Bananolândia...
Entretanto isto da Esquadra 506 veio agora baralhar um pouco as coisas em relação ao futuro dos C-130, porque eram cada vez mais os rumores que apontavam para a sua venda [dos Hércules modernizados] a países do Leste Europeu, Grécia, Paquistão, etc, devido à mais do que provável falta de verbas e tripulações para operar em simultâneo duas frotas de aeronaves de transporte médio táctico de capacidades semelhantes.

Num dos rumores que mais circula, e cuja origem é atribuída a Alfragide, era até dito que o montante acumulado com a venda dos 4 C-130M poderia ser utilizado para a aquisição de mais um par de DHC-515, e talvez mesmo uns quanto Fireboss, para a futura Esquadra a sediar muito provavelmente em Ovar. Os Bisontes não seriam extintos, permanecendo no Montijo (pelo menos até ver) possivelmente equipados com 2/3 A400M, mas esta hipótese parece estar a esfumar-se e ser cada vez mais remota. A ver vamos o que nos trarão os próximos meses.
Existem várias hipóteses...Os C-130M irem para Ovar e participarem com MAFFS no combate aos fogos..ou serem vendidos, por exemplo aos Gregos ou Romenos;

Novos aviões Canadair só deverão chegar a Portugal em 2026
(26 de Julho de 2022)
Citação de: Carolina Carvalho, Observador
A chegada de dois aviões Canadair para Portugal só deverá acontecer no final de 2025 ou mesmo já em 2026, avança o Jornal de Notícias. Ou seja, mais tarde do que previsto pela secretária de Estado: Patrícia Gaspar tinha afirmado que o Governo ia tentar ter os meios ainda em 2024/25.

Portugal não está sozinho neste negócio, trata-se de uma compra conjunta da União Europeia que implica um investimento de 70 milhões de euros: 63 milhões do programa da Comissão Europeia rescUE e os restantes sete milhões do Orçamento do Estado.

[continua]
Fonte: https://observador.pt/2022/07/26/novos-avioes-canadair-so-deverao-chegar-a-portugal-em-2026/

Portanto, como tinha sido escrito nos outros posts em Dezembro que foram entretanto perdidos:

A 501 provavelmente irá passar a operar o resto da frota de C-130 e a frota de Canadair em simultâneo a partir de 2026. Ficando depois a operar apenas o Canadair quando os C-130 forem retirados ao serviço.

Entretanto, os gregos:

Grecia quiere comprar los C-130 Super Hércules que dará de baja la Fuerza Aérea británica
(12 de Dezembro de 2022)
Citação de: defensa
Parte de los aviones de transporte C-130J/J-30 Super Hércules que la Real Fuerza Aérea británica retirará del servicio el próximo año podrían ser comprados por Grecia, para lo que ya se ha iniciado el proceso de conversaciones.

La Fuerza Aérea de Grecia está interesada en los polimotores británicos para reemplazar su veterana flota de C-130 Hércules, por lo que inició ya negociaciones con el Ministerio de Defensa del Reino Unido. Según el medio británico Janes, el Ministerio Nacional de Defensa griego informó que, a finales de noviembre, había mantenido una teleconferencia con la empresa británica Marshall Aerospace and Defense Group, responsable de los servicios de mantenimiento, sostenimiento y modernización de los C-130J británicos y de su acondicionamiento previo a entrega cuando se den de baja en la Real Fuerza Aérea o Royal Air Force (RAF).

"El propósito de la conferencia telefónica fue mantener una discusión actualizada sobre la próxima venta del avión C-130J en el Reino Unido, para lo cual la compañía Marshall ha sido designada como socio externo", afirmó el Ministerio Nacional de Defensa de Grecia.

A la teleconferencia asistieron el Agregado de Defensa del Reino Unido en Grecia, el captain (capitán de navío) Alexander Bush, así como representantes de la Autoridad de Ventas de Equipos de Defensa o Defence Equipment Sales Authority (DESA) del Reino Unido, el ministerio de Defensa  británico y Marshall Aerospace and Defense Group.

(...)

Aprovechando el ofrecimiento de Londres, la Fuerza Aérea de Grecia ha tomado la iniciativa de comprar seis de estos aviones, cinco C-130J-30 y el único C-130J 'corto'. Los griegos han estado intentando reemplazar su menguante flota de C-130B/H Hércules durante unos 10 años. Además, la Fuerza Aérea de Grecia pretende utilizar dos de los C-130 ex RAF en misiones de extinción de incendios forestales utilizando el kit aerotransportado antiincendios o Modular Airborne Fire Fighting System (MAFFS), ya certificado para los modelos británicos.

A pesar del interés de otros países por los magníficamente mantenidos C.4 y C-5 de la RAF, la proximidad entre los Gobiernos de Atenas y Londres facilitará la operación comercial entre ambos países, sin olvidar que son naciones miembros de la OTAN. La expectativa actual es que se firme un contrato para la compra de los aviones en 2023.
Fonte: https://www.defensa.com/otan-y-europa/grecia-quiere-comprar-c-130-super-hercules-dara-baja-fuerza

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4621
  • Recebeu: 4295 vez(es)
  • Enviou: 2744 vez(es)
  • +6467/-2498
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2392 em: Dezembro 28, 2022, 04:44:37 pm »
Os C-130H-30 16806 e 16801 prosseguem os seus testes na OGMA, estando o 06 mais adiantado que o 01.



A data para a reentrega definitiva de ambas as células à Esq. 501 ainda está no segredo dos deuses, bem como a data da ida do restante par para Alverca.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4621
  • Recebeu: 4295 vez(es)
  • Enviou: 2744 vez(es)
  • +6467/-2498
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2393 em: Janeiro 06, 2023, 09:39:55 am »
O C-130H-30 "16801" está finalmente pronto para iniciar os testes de voo.

Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Lightning, tenente, HSMW, oi661114, MATRA

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4983
  • Recebeu: 594 vez(es)
  • Enviou: 511 vez(es)
  • +417/-1842
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4621
  • Recebeu: 4295 vez(es)
  • Enviou: 2744 vez(es)
  • +6467/-2498
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2395 em: Janeiro 12, 2023, 09:00:18 am »


Parece que sempre vai avançar.

https://www.facebook.com/photo/?fbid=1601803003611790&set=gm.10167156061650173&idorvanity=302435560172

Sempre vai avançar o quê concretamente? Se te estás a referir à instalação do sistema integrado Flight2 (ou seja, o cockpit digital), o mesmo já o está nos 2 C-130H-30. Falta agora nos "curtos" C-130H, que será a seguir.

Com 22 anos de atraso, como bem respondeu alguém nos comentários, e na esperança de que os Cês modernizados permaneçam por cá ao serviço ainda durante uns bons aninhos.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9796
  • Recebeu: 5076 vez(es)
  • Enviou: 3670 vez(es)
  • +5116/-1156
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2396 em: Janeiro 12, 2023, 11:16:03 am »


Parece que sempre vai avançar.

https://www.facebook.com/photo/?fbid=1601803003611790&set=gm.10167156061650173&idorvanity=302435560172

Sempre vai avançar o quê concretamente? Se te estás a referir à instalação do sistema integrado Flight2 (ou seja, o cockpit digital), o mesmo já o está nos 2 C-130H-30. Falta agora nos "curtos" C-130H, que será a seguir.

Com 22 anos de atraso, como bem respondeu alguém nos comentários, e na esperança de que os Cês modernizados permaneçam por cá ao serviço ainda durante uns bons aninhos.

Estas modernizaçoes, parciais e atrasadas, poderiam ter evitado a compra dos cinco 390 houvesse coordenação, bom senso, uma boa gestão/aplicação das verbas da defesa na aquisição dos meios aereos, mas para isso ter acontecido era necessário existirem responsaveis credíveis e com capacidade de combater os interesses pessoais de alguns energúmenos que quais agentes corruptores, abundam na nossa sociedade e não só.

Será que ninguém acha estranho que num Pais cuja Força Aérea quase não tem helicópteros operacionais suficientes, e necessita de um heli medio/ligeiro para ontem, a frota F16 grita por um upgrade há muito necessário, o substituto do A-Jet deveria ter chegado há cinco anos, os P3 deveriam estar a ser substituidos, bem como a frota dos Epsilon, seja normal ir adquirir cinco cargueiros Tácticos quando simultaneamente se modernizam os quatro C's ???

Francamente, os ditos responsáveis politicos, a tutela, e as altas chefias da FAP, ou não percebem nada da poda ou estão em consonância para destruir as já debilitadas capacidades e valências que a FAP ainda vai tendo nas Esq 101, 201, 301, 601, 751, as quais seguem a toda a velocidade, o destino actual da Esq 103, no que concerne às actuais aeronaves, ou, a bem da verdade melhor dizendo, à falta delas !!!!

Abraços
« Última modificação: Janeiro 12, 2023, 12:16:57 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar, Pescador, JohnM

*

Visitante123

  • Perito
  • **
  • 439
  • Recebeu: 162 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +7/-44
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2397 em: Janeiro 12, 2023, 06:35:53 pm »
Citar
Será que ninguém acha estranho que num Pais cuja Força Aérea quase não tem helicópteros operacionais suficientes, e necessita de um heli medio/ligeiro para ontem, a frota F16 grita por um upgrade há muito necessário, o substituto do A-Jet deveria ter chegado há cinco anos, os P3 deveriam estar a ser substituidos, bem como a frota dos Epsilon, seja normal ir adquirir cinco cargueiros Tácticos quando simultaneamente se modernizam os quatro C's ???

Não é estranho. Sabe porquê? Porque apesar das tentativas do poder político não é possível reduzir a zero o investimento na defesa. Assim sendo há que gastar dinheiro nalgum lado. E ond vão gastar? Na "coisa" da Força Aérea menos militar possível... aviões de transporte. Assim podem dizer que estão a gastar dinheiro nas FAs e ao mesmo tempo depauperar as ditas cujas de valências e capacidades.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Subsea7, PTWolf

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9796
  • Recebeu: 5076 vez(es)
  • Enviou: 3670 vez(es)
  • +5116/-1156
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2398 em: Janeiro 12, 2023, 06:49:52 pm »
Citar
Será que ninguém acha estranho que num Pais cuja Força Aérea quase não tem helicópteros operacionais suficientes, e necessita de um heli medio/ligeiro para ontem, a frota F16 grita por um upgrade há muito necessário, o substituto do A-Jet deveria ter chegado há cinco anos, os P3 deveriam estar a ser substituidos, bem como a frota dos Epsilon, seja normal ir adquirir cinco cargueiros Tácticos quando simultaneamente se modernizam os quatro C's ???

Não é estranho. Sabe porquê? Porque apesar das tentativas do poder político não é possível reduzir a zero o investimento na defesa. Assim sendo há que gastar dinheiro nalgum lado. E ond vão gastar? Na "coisa" da Força Aérea menos militar possível... aviões de transporte. Assim podem dizer que estão a gastar dinheiro nas FAs e ao mesmo tempo depauperar as ditas cujas de valências e capacidades.

Nem mais, o procedimento habitual dos nossos IRresponsaveis pela Defesa Nacional.

O fundamental é  comprar aeronaves de transporte e de treino, navios de patrulha de preferência desarmados, e viaturas de transporte, comando e ambulâncias em barda para umas FFAA com cada vez menos efectivos e Armamentos actuais.

É este o procedimento para desactivar unidades e destruir as suas valências e capacidades de combate, transformando as FFAA num grupo de elementos de apoio às diversas instituições civis em situações de calamidade.
Armamentos para quê, se os politicozecos estão empenhados em destruir as FFAA ??

Abraços
« Última modificação: Janeiro 12, 2023, 06:51:52 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF