A330 MRTT para a FAP ?

  • 441 Respostas
  • 43621 Visualizações
*

Subsea7

  • Especialista
  • ****
  • 922
  • Recebeu: 737 vez(es)
  • Enviou: 1189 vez(es)
  • +1336/-1423
Re: A330 MRTT para a FAP ?
« Responder #435 em: Setembro 13, 2022, 09:59:58 pm »

Isto é um TESTE

Para ver se o meu comentário é apagado.

O MRTT é bom para a FAP

TESTE


Excelente aparelho o MRTT.
Deviamos ter 5.
5 C-130
5 KC-390
5 MRTT

Queimou o cérebro ?
 

*

Subsea7

  • Especialista
  • ****
  • 922
  • Recebeu: 737 vez(es)
  • Enviou: 1189 vez(es)
  • +1336/-1423
Re: A330 MRTT para a FAP ?
« Responder #436 em: Setembro 13, 2022, 10:51:14 pm »
Já que não estou a ser censurado...

Para que serve um MRTT?

Para transportar 300 passageiros?
Mas quando foi a ultima vez que as FAs de Portugal enviaram 300 para algum lado?
Para África vão 180 de 6 em 6 meses.
Para a Roménia passam a ir 222.

Vá - apaga isto.


Já que não estou a ser censurado...

Para que serve um LPD?
A cada momento só temos "pronta" uma companhia de Fuzileiros e 6 DAEs.

Anda lá...  Apaga.
Isto é tudo impróprio para consumo no FD.

Quem disse que ia construir o LPD foi o nosso PM Costa em 2018, assim como 6 OPV, até hoje, nada !
https://rr.sapo.pt/noticia/economia/2018/07/20/antonio-costa-anuncia-sete-novos-navios-para-a-marinha/119327/
CPS
« Última modificação: Setembro 13, 2022, 10:55:58 pm por Subsea7 »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Visitante123

  • Perito
  • **
  • 346
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 79 vez(es)
  • +2/-30
Re: A330 MRTT para a FAP ?
« Responder #437 em: Setembro 13, 2022, 11:04:14 pm »
Atenção que eu não escrevi nada dirigido ao Raphael nem tão pouco ao Ictero.

O que escrevi são questões gerais que afetam vários setores que não só as FAs. Há muitos setores com profissionais que querem segurança mas trocam-na por melhorias salariais e isso sempre me incomodou.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Subsea7

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9918
  • Recebeu: 1818 vez(es)
  • Enviou: 2337 vez(es)
  • +331/-293
Re: A330 MRTT para a FAP ?
« Responder #438 em: Setembro 14, 2022, 12:12:56 am »
Essa conversa da falta de dinheiro faz-me lembrar o velho ditado português:

"Casa onde não há pão todos ralham e ninguém têm razão."

O que entendo com isto é que enquanto existirem sectores do estado (saúde, reformas, etc), com problemas, que causem "pouco pão" na saude, nos apoios sociais, as pessoas dificilmente vão aceitar investimentos avultados na defesa, pois foram formatados a ver isso como pouco importante, ou até desperdicio de dinheiro, a culpa até pode ser má gestão na saúde e na segurança social, e a defesa andar tudo certinho, que isso só vai convencer uns poucos, pois a maioria nem vai querer entender, vão dizer que é mais importante "pão" do que "brinquedos".

Pensei um bocado neste assunto quando vi algumas imagens da proclamação do Carlos III a rei, aqueles militares todos com fardas tão variadas e vistosas.



Penso que não são as monarquias que tornam os países ricos, mas são os países ricos que é possível manter uma monarquia, ou pelo menos boa gestão para não terem "falta de pão", é que isto é aceite, nos outros Portugal, Itália, Grécia, como as pessoas querem mudanças, há golpes de estado, revoluções, ideias comunistas de "sociedades sem classes", assim a monarquia não sobrevive pois perde o apoio popular por outras que lhes prometem pão.

Também tivemos a Rainha Maria Pia que disse em resposta a um ministro que lhe queria chamar a atenção por gastar tanto em vestidos e outros adereços: "Quem quer rainhas, paga-as!" E realmente foi das últimas rainhas...
« Última modificação: Setembro 14, 2022, 12:28:30 am por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6299
  • Recebeu: 2566 vez(es)
  • Enviou: 562 vez(es)
  • +686/-485
Re: A330 MRTT para a FAP ?
« Responder #439 em: Setembro 14, 2022, 01:01:08 am »
O MRTT para a FAP, traria várias vantagens, não era apenas para transportar 300 pessoas do ponto A para o ponto B e já está. É preciso ser-se imbecil para achar que o avião só faria isto.

Um bocadinho de esforço e força de vontade, levava a uma pequena pesquisa acerca da aeronave e das suas valências, desde logo que, não só transporta que o KC, como vai muito mais longe sem ter de fazer escalas. Também ao contrário do KC, pode abastecer os F-16, tornando finalmente possível exercer soberania sobre a nossa ZEE, já que não temos pilotos, nem aeronaves, nem orçamento suficientes para criar mais dois QRAs com F-16 nos arquipélagos.

As principais críticas que se faz ao KC são:
-o preço (dos prometidos 70/80 milhões de euros, vamos pagar 110 milhões a unidade)
-o peso que tem no curto orçamento da Defesa, principalmente vendo que existem muitas outras prioridades
-o facto da sua aquisição estar a ser feita exactamente ao mesmo tempo da modernização do C-130, criando-se redundância, quando a modernização dos C-130, até permitia empurrar o investimento no KC para mais tarde, usando-se os tais 827 milhões para outros programas prioritários
-o facto da aeronave em si, não ser nada do outro mundo, e muito aquém das necessidades, já que passamos o tempo a alugar aeronaves maiores para transportar a "tralha". Nem sequer nos demos ao trabalho de entrar no Strategic Airlift Capability

Quanto à restante conversa, convém não esquecer que o orçamento da saúde, representa a maior fatia do OE. Não faz sentido agir como se a Saúde recebesse uns meros tostões. Será que é tudo bem gerido? Pois, se calhar não... Fala-se em falta de médicos e enfermeiros, mas nós vemos emigrarem paletes deles, até parece que temos em excesso.
Também lembrar que muito dinheiro se gastou e gasta-se em obras públicas desnecessárias. Rotundas em tudo o que é sítio, entre outras invenções.
Não esquecer ainda que vários distritos querem um aeroporto, quer-se um TGV de vários milhares de milhões, quer-se isto e aquilo. A quantidade de negócios mal geridos, empresas e entidades do Estado que só dão prejuízo. Para não falar dos subsídios UE que desaparecem nas mãos dos recipientes, e não se nota diferença nenhuma nos sectores que era suposto beneficiarem. Para não falar da trafulhice, da corrupção, etc.

No fim, não é passar o Orçamento da Defesa de 1 para os 2% do PIB, que vai "roubar" médicos nos hospitais.

No que diz respeito à Defesa, o maior problema que temos, não é só a falta de orçamento de hoje, mas o desinvestimento das últimas décadas. Este desinvestimento, ou "empurrar com a barriga", leva a que andemos há 20 anos com praticamente a mesma LPM, e que tenhamos programas em curso (ou planeados) que já deviam estar despachados há pelo menos 10 anos. Basta ver que há 10 anos, tínhamos para esta década planeada a substituição das VdG, e agora só para lá de 2030.
E o próprio Governo tem alergia a dar orçamento adequado para a manutenção da Marinha, apesar deste orçamento afectar (de forma positiva) directamente uma empresa do Estado!
Temos uma taxa de cumprimento das LPMs que é uma autêntica comédia. Desde quando é que se fica satisfeito com taxas de cumprimento de 50%? Pois os nossos MDNs vangloriam-se com isso.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, Lightning, Stalker79, Pescador, Subsea7

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4915
  • Recebeu: 3435 vez(es)
  • Enviou: 6285 vez(es)
  • +4438/-174
Re: A330 MRTT para a FAP ?
« Responder #440 em: Setembro 14, 2022, 01:42:32 am »




Nessa foto não deve haver um único que seja militar (pelo menos no activo). Recordo que, por exemplo, os embaixadores portugueses têm uniforme para utilizar em certas ocasiões e não são militares.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1666
  • Recebeu: 1239 vez(es)
  • Enviou: 787 vez(es)
  • +1583/-1496
Re: A330 MRTT para a FAP ?
« Responder #441 em: Setembro 14, 2022, 10:40:44 am »




Nessa foto não deve haver um único que seja militar (pelo menos no activo). Recordo que, por exemplo, os embaixadores portugueses têm uniforme para utilizar em certas ocasiões e não são militares.

Infelizmente muitos dos embaixadores nada são que se possa sentir orgulho.
Ou mesmo como diria em tempos um na Bósnia ou são p......ou são b........
Isto nas palavras dele que se afirma como b....

Mas a verdade é que particularmente nos palop têm sido uns vassalos, como o é o PR

Lembro um deles, quando de uma visita do Pinto da Costa nos anos 90 ao amigo Eduardo dos Santos, quando este sai lá do Futungo de Belas e o vai receber ao Hotel em Luanda. Corre o Embaixador também ao hotel a aparecer e, foi ignorado completamente pelo Eduardo, ao ponto de comentar que " o presidente de Angola deu mais importância ao presidente do Porto que ao Embaixador de Portugal" cito
Isto é tão patético
Aliás, são

Para o caso de vir a pergunta ou o pensamento, que tem isto a ver?
Tem tudo, quando não se arruma a casa e se anda a gastar por fora, a casa fica desleixada
« Última modificação: Setembro 14, 2022, 10:42:19 am por Pescador »