Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama

  • 2668 Respostas
  • 305462 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17727
  • Recebeu: 2099 vez(es)
  • Enviou: 1735 vez(es)
  • +540/-2058
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #105 em: Abril 28, 2018, 10:30:00 am »
Mais barato e com mais vida util era fazer cá 4/5 das mais económicas (Absalon) que há e ia-se abatendo o "prejuízo" anualmente pois não ficam todas prontas de umas vez.
Se a construção começasse em 2020, só lá para 2025 é que entrariam ao serviço. Se contarmos com um preço de 300 milhões de € ao longo de cerca de 7/8 anos para construir e dar entrada no activo das mesmas, por ano acho que não é descabido. 300 x 5 = 1500 , 1500 / 7 = 214 milhões por ano.
Quanto mais velhos se comprar os navios dos outros também sobem os custos de manutenção por isso...
Mas os poderes que mandam ditam que a marinha há-de andar sempre com sucata dos outros e que investir cá pelos vistos é má idea.
 :-\

Já te esqueceste de quanto custaram os dois primeiros NPO? Tudo bem que um desenho já pronto e testado como o das Absalon  é diferente — não é preciso inventar! No entanto, convém ter em consideração que o que custou a desenhar e a construir há 15 ou 20 anos não custa o mesmo hoje.

Foram construídos em 2003/2004 por 225 milhões de dólares (185 milhões de €), por isso mesmo tendo em conta a inflação, o custo da mão de obra, materiais na Dinamarca e os 14 anos que passaram, em principio, sem sacos,luvas e coisas do género ficariam por volta dos 300 milhões de €, estimativa claro.
Basicamente as Absalon ficariam pouco menos do que as Iver Huitfeld quando foram construídas. E estes 300 milhões já incluem uma boa parte da electronica e armamento.
E era dinheiro que ficava por cá visto que a Odense já não tem estaleiros, só fazem consultoria agora.
 :)

Eu não tenho a certeza se as Absalon foram construidas integralmente na Dinamarca, especialmente depois de ler isto:

Citar
The ships were constructed in blocks in Estonia and Lithuania. These blocks were then towed to Odense where they were assembled

https://en.wikipedia.org/wiki/Iver_Huitfeldt-class_frigate

Citar
A Polish shipyard subcontracted for work on the hull of the Royal Danish Navy’s newest Knud Rasmussen-class patrol vessel has employed North Korean workers, according to a Danish news report.

https://navaltoday.com/2017/09/26/north-koreans-involved-in-construction-of-new-danish-navy-vessel-report-says/

Para além disso eles reaproveitaram muito equipamento/armamento o que não sei se é uma possibilidade no nosso caso. Dito isso, sempre disse que acho que este projecto com algumas actualizações, seria uma excelente opção para a nossa Marinha.

Ou isso ou aquele projecto semelhante da Damen.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 7570
  • Recebeu: 2473 vez(es)
  • Enviou: 914 vez(es)
  • +3979/-5090
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #106 em: Abril 28, 2018, 11:23:09 am »
A Dinamarca usa o sistema Modular, pelo que os módulos vão ficando de uns navios para os outros e só o que é excessivo, vai para venda. Os Sf300 desactivados viram os seus módulos de armamento e sensores ir para outros navios como por exemplo os  Knud Rasmussen. Só o dinheiro que se poupa aqui.  ;) ;)





Cumprimentos

« Última modificação: Abril 28, 2018, 01:08:41 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9792
  • Recebeu: 5067 vez(es)
  • Enviou: 3667 vez(es)
  • +5091/-1148
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #107 em: Abril 28, 2018, 11:54:21 am »
A Dinamarca usa o sistema Modular, pelo que os módulos vão ficando de uns navios para os outros e só o que é excessivo, vai para venda. Os Sf300 desactivados viram os seus módulos de armamento e sensores ir para outros navios como por exemplo os  Knud Rasmussen. Só o dinheiro que se popa aqui.  ;) ;)





Cumprimentos

Espero bem que alguns dos Irresponsáveis, leiam alguns dos posts deste fórum e aprendam ou adoptem algumas ideias aqui paridas oferecidas de bandeja !!

Parece-me que tiraram algumas pós graduações e mestrados de complicómetria, e especializações em estoirar o dinheiro dos contribuintes, só pode, para quê complicar as coisas quando, se pensarmos um pouco em como resolver os problemas da maneira mais simples, prática e lógica só ganhamos com isso.

Dou aqui um exemplo:
Quantos C's temos operacionais ?
Um, dois, três, quatro ou cinco ???
Qual a percentagem de missões que se deixaram de efectuar por limitação desta frota ?
20%, 40%, 60%, 80%, 100% ??
usem os valores achados nas perguntas e vão ver que o numero de acfts necessários variam entre três e quatro, logo para quê comprar o quinto C390 ???
Não seria melhor, por exemplo, usar essa verba, cerca de 70 milhões de euros, para adquirir mais pelo menos dez/quinze Helis ligeiros ?
Se calhar até era, digo eu !!

https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/industria/detalhe/estado-vai-comprar-a-embraer-ate-seis-avioes-kc-390

Abraços
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1959
  • Recebeu: 485 vez(es)
  • Enviou: 2304 vez(es)
  • +168/-21
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #108 em: Abril 28, 2018, 03:55:41 pm »
Tudo o que encontro em relação ás Absalon indica que foram construídas na Dinamarca, quanto ás Iver podem já ter entrado nesse esquema.
Quanto aos módulos de armamento, nas Iver e posteriores podem ter sido equipadas com módulos vindos das SF 300 mas as Absalon foram as primeira da classe e entraram ao serviço muito antes de algum dos SF 300 ter sido retirado de serviço (o primeiro em 2006)  por isso não poderiam estar a re-aproveitar os módulos Stan-flex acho eu.
E tem que se descontar o armamento que não é modular, a arma principal de 127mm e os dois CIWS Oerlikon 35mm.
Há algumas paginas atrás eu tinha colocado quanto ficavam em media o preço dos principais sistemas de armamento.
O armamento dá sempre para re-aproveitar, com Stan-flex ou não.

https://www.militaryfactory.com/ships/detail.asp?ship_id=HDMS-Absalon-L16

 :-\
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 7570
  • Recebeu: 2473 vez(es)
  • Enviou: 914 vez(es)
  • +3979/-5090
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #109 em: Abril 28, 2018, 06:36:34 pm »
Tudo o que encontro em relação ás Absalon indica que foram construídas na Dinamarca, quanto ás Iver podem já ter entrado nesse esquema.
Quanto aos módulos de armamento, nas Iver e posteriores podem ter sido equipadas com módulos vindos das SF 300 mas as Absalon foram as primeira da classe e entraram ao serviço muito antes de algum dos SF 300 ter sido retirado de serviço (o primeiro em 2006)  por isso não poderiam estar a re-aproveitar os módulos Stan-flex acho eu.
E tem que se descontar o armamento que não é modular, a arma principal de 127mm e os dois CIWS Oerlikon 35mm.
Há algumas paginas atrás eu tinha colocado quanto ficavam em media o preço dos principais sistemas de armamento.
O armamento dá sempre para re-aproveitar, com Stan-flex ou não.

https://www.militaryfactory.com/ships/detail.asp?ship_id=HDMS-Absalon-L16

 :-\

Por exemplo, os Módulos de Sea Sparrow e Harpoon são os mesmos (o que indica que os radares de orientação idem) . Éra só tirar de um navio e colocar no outro, o que poupa uns bons milhões. ;) ;)





Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9792
  • Recebeu: 5067 vez(es)
  • Enviou: 3667 vez(es)
  • +5091/-1148
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #110 em: Abril 29, 2018, 08:42:10 pm »
Já agora junto mais esta info sobre a substituição das M Holandesas.

https://marineschepen.nl/nieuws/De-nieuwe-schepen-van-de-marine-290318.html


By: Jaime Karremann
Post Posted: 29-03-2018 | Last Updated: 29-03-2018

The Navy will get many new ships coming years. In this article, a special preview of the ships and the situation regarding the projects. The information is based on interviews with several sources within Defense.

M-replacement frigate


Illustration of the replacement of the M-class frigate (vMFF). The design was created by DMO and will only be finalized in cooperation with Damen. It is a sketch and a lot can change the laws.


Replacement M-frigates
first replacements of the M-class frigates for the Belgian and Dutch navy. The new frigates are versatile, modular and will include new weapons. These frigates should come from 2024 into service.

The Defense White Paper 2018 Netherlands states that not all procurement processes just European procures "By tendering processes we interpret Article 346 TFEU generously and leave so weigh the national security interest." Article 346 provides that a country in acquiring military equipment in some cases may directly award a contract to a contractor.

It is expected that this will happen in the replacement of the M-class frigates. On acquisition Netherlands is in charge and Damen major contender to build four Belgian and Dutch frigates.

The Defense Materiel Organization (DMO) has all the requirements put in a design and together with the shipyard one will come to a final design. In this way nearly all major Dutch naval vessels developed since the 70s.

The four ships will be no anti-submarine warfare frigates, but -just like the M-fregatten- flexibly deployable vessels that have anti-submarine specialty. Part of that flexibility will be in the multi-missionbay amidships. This allows the frigates can be used for different tasks without lost certain abilities of the ship. On frigates is now still possible for example that if a ship for example, takes a special unit of marines, certain areas should be made available so that some systems or even weapons can no longer be used.

In the multi-missionbay by placing the containers are taken specifically for that particular mission. These may be containers for rod space, prison containers, freezer containers, for information, blood bank or storage. This is quite a small scale in the OPV's possible, but the new frigates that much expanded.
What more resembles the patrol vessels is a slipway as the OPV, including FRISC.

Again will decrease the number of crew members by using automation. In addition, the Navy will the Maritime Support Center (MSC) setting. The MSC's 24/7 support all flying units in logistics, operational and technical level. As a result the number of crew of the new frigates can be further reduced to 110 people. There are 180 beds on board, for example, a board racing team, marines or training.

The new frigates are of course designed to the highest violence spectrum and so there is great attention to such resilience and signature reduction. The vessels will have ESSM Block II, will be launched before the bridge from the vertical launcher. There are planned 16 cells (ie up to 64 ESSM Block IIs). In the amidships will be the replacement for the Harpoon, to the hangar, the replacement of the Goalkeeper and on the tray a cannon. It is still unknown which systems it will be exactly.

In terms of sensors will get the new frigates radars that are still in development at Thales. In order to be able to detect submarines has the frigate to the Low Frequency Active and Passive Sonar (LFAPS). New is the space for an organic UAV (drone) for the ship.

The new frigates should be able to remain in service until the mid 50s.


Abraços
« Última modificação: Abril 29, 2018, 08:48:16 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, mafets, jpthiran, Stalker79

*

jpthiran

  • Perito
  • **
  • 359
  • Recebeu: 95 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +17/-11
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #111 em: Abril 29, 2018, 10:33:48 pm »
...catita...
...tipo faz tudo!...
...venha de lá essa encomenda, para umas 5!...
...lol - devo estar com febre!...
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5020
  • Recebeu: 3562 vez(es)
  • Enviou: 6815 vez(es)
  • +5085/-189
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #112 em: Abril 30, 2018, 12:53:30 am »
A partir de 2035 com 4 destas mais 2 LCF (ZP) para AAW e estamos feitos. Keep on dreaming 'cause I will.
Talent de ne rien faire
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9792
  • Recebeu: 5067 vez(es)
  • Enviou: 3667 vez(es)
  • +5091/-1148
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #113 em: Maio 24, 2019, 10:47:22 pm »
Sem comentários ou serão grandes demais para a MdGP ?? :mrgreen:


e também podemos utilizar os quatro CSAR nestas fragatas !

Abraços
« Última modificação: Maio 24, 2019, 10:50:28 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Stalker79

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6583
  • Recebeu: 2773 vez(es)
  • Enviou: 583 vez(es)
  • +1441/-542
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #114 em: Maio 25, 2019, 09:49:50 am »
Propostas lógicas e sensatas para substituir as VdG? Nah... vamos navegá-las por mais 20 ou 30 anos, com um fantástico MLU e depois deixar que os custos de manutenção e "remendos" fiquem tão ou mais caros que os custos de operação de um destes navios "demasiado grandes"!

Enfim, pela primeira vez em muitos anos, existem no mercado inúmeros programas de fragatas multi-missão, desde as FREMM franceses, as italianas, as novas M holandesas, as novas fragatas britânicas, as F-110 espanholas, as Meko A200, as futuras fragatas canadianas, as Absalon e Iver dinamarquesas... Mas não, vai-se gastar 120 milhões em fragatas com 30 anos...
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1959
  • Recebeu: 485 vez(es)
  • Enviou: 2304 vez(es)
  • +168/-21
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #115 em: Maio 25, 2019, 01:28:43 pm »
Sem comentários ou serão grandes demais para a MdGP ?? :mrgreen:


e também podemos utilizar os quatro CSAR nestas fragatas !

Abraços


Era interessante saber o preço da configuração AAW com a baia de misseis.
Basicamente eram umas DZP com menos VLS.
 ;)
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5020
  • Recebeu: 3562 vez(es)
  • Enviou: 6815 vez(es)
  • +5085/-189
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #116 em: Maio 26, 2019, 01:43:13 am »
Basicamente, essa é a configuração das Iver Huitfeldt que, por acaso, até têm mais tubos VLS que as DZP.  ;)
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1959
  • Recebeu: 485 vez(es)
  • Enviou: 2304 vez(es)
  • +168/-21
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #117 em: Maio 26, 2019, 05:10:19 pm »
Basicamente, essa é a configuração das Iver Huitfeldt que, por acaso, até têm mais tubos VLS que as DZP.  ;)

Ok, mas eles tambem exageram um bocado. Penso que 8 VLS só para os ESSM e mais 24 strike length para SM2 e outras possibilidades são mais do que suficientes.
Não interessa ter lançadores verticais para ficarem vazios....
 :)
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5020
  • Recebeu: 3562 vez(es)
  • Enviou: 6815 vez(es)
  • +5085/-189
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #118 em: Maio 26, 2019, 09:10:41 pm »
Uma parte significativa dos VLS em qualquer futura fragata lusa vão ficar vazios. É um pouco como os AMRAAM dos nossos F-16. Claro se viermos a comprar as DZP holandesas, é provável que venham com os SM-2 que, na altura, já serão algo obsoletos. A menos, claro, que se abram os cordões à bolsa e se efectue o upgrade para Block IIIC
Talent de ne rien faire
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1959
  • Recebeu: 485 vez(es)
  • Enviou: 2304 vez(es)
  • +168/-21
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #119 em: Maio 29, 2019, 01:25:51 pm »
Entretanto na Asia ainda estão a tentar vender as Iver Huitfeld.


 ;)