Fragatas Classe Bartolomeu Dias

  • 930 Respostas
  • 260725 Visualizações
*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4238
  • Recebeu: 3628 vez(es)
  • Enviou: 2211 vez(es)
  • +4863/-2419
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #885 em: Novembro 05, 2021, 11:22:25 am »
A Revista da Armada de Novembro traz um artigo sobre o MLU das BD e as suas novas capacidades, pp. 18 a 21.


https://www.marinha.pt/conteudos_externos/Revista_Armada/2021/567/



P.S. No final do artigo é dado a entender que o MLU das VdG também continua nos planos... ::)
« Última modificação: Novembro 05, 2021, 11:24:09 am por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, P44, tenente, HSMW

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2095
  • Recebeu: 687 vez(es)
  • Enviou: 2126 vez(es)
  • +371/-38
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #886 em: Novembro 05, 2021, 12:10:20 pm »
Interessante que colocam o EW-ECM como arma e o EW-ESM como sensor; este ultimo será o referido "Thales VIGILE D", mas e o EW-ECM?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2095
  • Recebeu: 687 vez(es)
  • Enviou: 2126 vez(es)
  • +371/-38
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #887 em: Novembro 07, 2021, 04:47:17 pm »
Interessante que colocam o EW-ECM como arma e o EW-ESM como sensor; este ultimo será o referido "Thales VIGILE D", mas e o EW-ECM?

Tentando respondender à minha pergunta, o EW-ECM será o APECS II? Julgo que já tem uns bons anos?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

antoninho

  • Perito
  • **
  • 569
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +3/-2
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #888 em: Novembro 07, 2021, 10:24:28 pm »
Não percebi o MLU nessa foto, isso era antes do dito ?
Essa foto não era do antes??
Ou era para informar onde seria feito?
« Última modificação: Novembro 07, 2021, 10:26:21 pm por antoninho »
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1928
  • Recebeu: 456 vez(es)
  • Enviou: 2172 vez(es)
  • +163/-21
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #889 em: Novembro 07, 2021, 10:58:42 pm »
O Goalkeeper sempre levou algum update!?
 :-P
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2095
  • Recebeu: 687 vez(es)
  • Enviou: 2126 vez(es)
  • +371/-38
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #890 em: Novembro 08, 2021, 12:02:16 am »
O Goalkeeper sempre levou algum update!?
 :-P

O artigo fala no update - de memória: novos sensores (EO/IR), melhoria do radar, maior capacidade processamento, melhor ligação com restantes sensores/ sistema combate navio e capacidade contra "lanchas"
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13693
  • Recebeu: 3091 vez(es)
  • Enviou: 3605 vez(es)
  • +2283/-5733
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #891 em: Novembro 08, 2021, 08:29:01 am »
Interessante que colocam o EW-ECM como arma e o EW-ESM como sensor; este ultimo será o referido "Thales VIGILE D", mas e o EW-ECM?

Tentando respondender à minha pergunta, o EW-ECM será o APECS II? Julgo que já tem uns bons anos?

Mas as antenas do APECs foram removidas , tanto a de vante como a de ré...nisso o processo é idêntico ao das irmãs belgas e holandesas





"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1356
  • Recebeu: 994 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +1461/-1376
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #892 em: Novembro 08, 2021, 09:14:24 am »
https://www.dn.pt/sociedade/muita-emocao-no-regresso-da-bartolomeu-dias-a-portugal-tres-anos-depois-14254516.html

"Como mãe é difícil ver um filho fora de casa, é uma parte de nós que vai embora e estar cá é um reconforto, é maravilhoso", acrescentou, confessando ainda que chorou "durante três dias" quando o filho ficou infetado com covid-19 durante a estadia na Holanda, apenas com sintomas leves.
Estiveram na Holanda afastados a ganhar ajudas de custo e passar uns tempos bons, como me contou a pai de um oficial(omito nome). Pontos de vista.
Imagino se fosse em terras do Congo ou na RCA em maus ambientes e por vezes a confrontar selvajaria.
Afinal as mães não sabem ao que andam ou podem andar os filhos quando vão para as FA.

De resto a modernização da propulsão deu em coisa manca. E depois de 3 anos falta ainda sitemas como o de Guerra electrónica. Lá apara Abril dizem.
Quase 4 anos e ao que consta no artigo, por culpa do covid. Esse marafado

Tratado-se dos principais meios de compate, está bem visto. 
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, P44, NVF, tenente, oi661114, Stalker79

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2095
  • Recebeu: 687 vez(es)
  • Enviou: 2126 vez(es)
  • +371/-38
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #893 em: Novembro 08, 2021, 09:36:25 am »
Interessante que colocam o EW-ECM como arma e o EW-ESM como sensor; este ultimo será o referido "Thales VIGILE D", mas e o EW-ECM?

Tentando respondender à minha pergunta, o EW-ECM será o APECS II? Julgo que já tem uns bons anos?

Mas as antenas do APECs foram removidas , tanto a de vante como a de ré...nisso o processo é idêntico ao das irmãs belgas e holandesas


 ??? Então deito a toalha ao chão, não sei... mas na "foto" do artigo da Revista da Armada, sobre o MLU, refere um sistema EW-ECM.
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9388
  • Recebeu: 4607 vez(es)
  • Enviou: 3337 vez(es)
  • +4398/-1004
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #894 em: Novembro 08, 2021, 10:06:08 am »
https://www.dn.pt/sociedade/muita-emocao-no-regresso-da-bartolomeu-dias-a-portugal-tres-anos-depois-14254516.html

"Como mãe é difícil ver um filho fora de casa, é uma parte de nós que vai embora e estar cá é um reconforto, é maravilhoso", acrescentou, confessando ainda que chorou "durante três dias" quando o filho ficou infetado com covid-19 durante a estadia na Holanda, apenas com sintomas leves.
Estiveram na Holanda afastados a ganhar ajudas de custo e passar uns tempos bons, como me contou a pai de um oficial(omito nome). Pontos de vista.
Imagino se fosse em terras do Congo ou na RCA em maus ambientes e por vezes a confrontar selvajaria.
Afinal as mães não sabem ao que andam ou podem andar os filhos quando vão para as FA.

De resto a modernização da propulsão deu em coisa manca. E depois de 3 anos falta ainda sitemas como o de Guerra electrónica. Lá apara Abril dizem.
Quase 4 anos e ao que consta no artigo, por culpa do covid. Esse marafado

Tratado-se dos principais meios de compate, está bem visto.

Se contabilizarmos o tempo necessário para este upgradezinho, numa fragata, e o multiplicarmos por cinco chegamos facilmente á conclusão que foi desperdicio de tempo e dinheiros do erário público.
Os MLU's efectuados depois do tempo que demorarão a ser executados não acrescentam nenhum aumento de capacidades de combate ás fragatas tal o tempo de execução.
Se o MLU das BD foi a tanga que foi, imaginemos a eficácia dos MLU's das VdG, muito mais ligeiros que os das BD, e, a serem implementados em navios já com mais de trinta anos, só mesmo para rir.

Teria sido bem melhor a Marinha ter optado por alienar as VdG, andamos a falar nisto há mais de três anos, enquanto tinham algum valor combativo, com esse valor, adicionado aos 120 milhões dos upgrades destinados a esta classe, mais um par de centenas de milhões e, poderia ter integrado um dos actuais consórcios de construção de fragatas, o Britânico ou o Belga/Holandês, para conseguir ter algumas unidades de combate de superficie minimamente eficazes.

Se este plano não fosse viável, sempre se poderia ter negociado com a Holanda para se adquirir as duas M que restavam na Armada dos países baixos, e, assim, termos quatro navios que possuiam bem mais valor combativo que as cinco que actualmente possuimos.

Vamos continuar a operar Navios de combate completamente obsoletos, nem mesmo as BD dispõem de sistemas para intervir em conflitos de alta intensidade, tal foi a penúria dos sistemas que foram modernizados, ou, pior ainda, se pretendem modernizar, pois o que ficou por fazer vai demorar pelo menos mais um ano, e isto na melhor das hipoteses, o que dará um período de quatro ou mais anos para o upgrade, EXCELENTE PLANEAMENTO.

Lembra-me os anos a fio que está a demorar a construção do primeiro submarino de uma nova classe, num dos países da América Latina, quando a primeira unidade for dada como operacional, os sistemas instalados já não deverã ser colocados nas restantes unidades por já estarem muito ultrapassados.

Abraços
« Última modificação: Novembro 08, 2021, 10:16:37 am por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, oi661114, Pescador

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1356
  • Recebeu: 994 vez(es)
  • Enviou: 573 vez(es)
  • +1461/-1376
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #895 em: Novembro 08, 2021, 11:34:08 am »
https://www.dn.pt/sociedade/muita-emocao-no-regresso-da-bartolomeu-dias-a-portugal-tres-anos-depois-14254516.html

"Como mãe é difícil ver um filho fora de casa, é uma parte de nós que vai embora e estar cá é um reconforto, é maravilhoso", acrescentou, confessando ainda que chorou "durante três dias" quando o filho ficou infetado com covid-19 durante a estadia na Holanda, apenas com sintomas leves.
Estiveram na Holanda afastados a ganhar ajudas de custo e passar uns tempos bons, como me contou a pai de um oficial(omito nome). Pontos de vista.
Imagino se fosse em terras do Congo ou na RCA em maus ambientes e por vezes a confrontar selvajaria.
Afinal as mães não sabem ao que andam ou podem andar os filhos quando vão para as FA.

De resto a modernização da propulsão deu em coisa manca. E depois de 3 anos falta ainda sitemas como o de Guerra electrónica. Lá apara Abril dizem.
Quase 4 anos e ao que consta no artigo, por culpa do covid. Esse marafado

Tratado-se dos principais meios de compate, está bem visto.

Se contabilizarmos o tempo necessário para este upgradezinho, numa fragata, e o multiplicarmos por cinco chegamos facilmente á conclusão que foi desperdicio de tempo e dinheiros do erário público.
Os MLU's efectuados depois do tempo que demorarão a ser executados não acrescentam nenhum aumento de capacidades de combate ás fragatas tal o tempo de execução.
Se o MLU das BD foi a tanga que foi, imaginemos a eficácia dos MLU's das VdG, muito mais ligeiros que os das BD, e, a serem implementados em navios já com mais de trinta anos, só mesmo para rir.

Teria sido bem melhor a Marinha ter optado por alienar as VdG, andamos a falar nisto há mais de três anos, enquanto tinham algum valor combativo, com esse valor, adicionado aos 120 milhões dos upgrades destinados a esta classe, mais um par de centenas de milhões e, poderia ter integrado um dos actuais consórcios de construção de fragatas, o Britânico ou o Belga/Holandês, para conseguir ter algumas unidades de combate de superficie minimamente eficazes.

Se este plano não fosse viável, sempre se poderia ter negociado com a Holanda para se adquirir as duas M que restavam na Armada dos países baixos, e, assim, termos quatro navios que possuiam bem mais valor combativo que as cinco que actualmente possuimos.

Vamos continuar a operar Navios de combate completamente obsoletos, nem mesmo as BD dispõem de sistemas para intervir em conflitos de alta intensidade, tal foi a penúria dos sistemas que foram modernizados, ou, pior ainda, se pretendem modernizar, pois o que ficou por fazer vai demorar pelo menos mais um ano, e isto na melhor das hipoteses, o que dará um período de quatro ou mais anos para o upgrade, EXCELENTE PLANEAMENTO.

Lembra-me os anos a fio que está a demorar a construção do primeiro submarino de uma nova classe, num dos países da América Latina, quando a primeira unidade for dada como operacional, os sistemas instalados já não deverã ser colocados nas restantes unidades por já estarem muito ultrapassados.

Abraços


O MLU extrarordinário para umas capacidades de alto nivel. Na boca de alguns

 Em vez de mostrar o estado decrépido da coisa, para tentar ser apoiada uma melhor oposta na modernização e aquisições, é este caminho que tomam os acomodados à situação para não fazer ondas onde se salpiquem.
 O "mar chão" sempre em relevo. 
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13693
  • Recebeu: 3091 vez(es)
  • Enviou: 3605 vez(es)
  • +2283/-5733
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #896 em: Novembro 08, 2021, 11:55:43 am »
Coitados, como devem ter "sofrido" na Holanda  ::)   ::)
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Subsea7

  • Perito
  • **
  • 598
  • Recebeu: 411 vez(es)
  • Enviou: 736 vez(es)
  • +1123/-1278
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #897 em: Novembro 08, 2021, 01:21:20 pm »
Coitados, como devem ter "sofrido" na Holanda  ::)   ::)

Um sofrimento atroz.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13693
  • Recebeu: 3091 vez(es)
  • Enviou: 3605 vez(es)
  • +2283/-5733
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #898 em: Novembro 08, 2021, 02:06:21 pm »
Coitados, como devem ter "sofrido" na Holanda  ::)   ::)

Um sofrimento atroz.

Até me vieram as lágrimas aos olhos  :'(
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

redkukulkane

  • Membro
  • *
  • 168
  • Recebeu: 86 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +12/-54
Re: Fragatas Classe Bartolomeu Dias
« Responder #899 em: Novembro 08, 2021, 02:07:24 pm »
segundo a thales o sistema ew-ecm. 8)

Electronic Warfare Centres
The Electronic Warfare Centres proposed by Thales are designed for quick, reliable and coherent interconnection between the various intelligence, support and electronic attack systems used by a country's armed forces.

The centres may be implemented at unit / service (Air, Land, Marine) level, or at country level, to set up, maintain and update a unique and coherent threat database through the collection, verification and validation of the operational data concerning the various weapon systems. All this operational data is collected from a number of sources: sensors, flight reports, documentation, allied and other sources.

The data can then be made available for consultation by various EW system users, in the requested formats: mission planning, ESM and ECM equipment programming, analysis of operational recorded data, validations of programming (libraries) by digital and/or hybrid simulation, operational onboard training, etc. These centers are in the heart of the EW organization of the armed forces. Their counterparts are the operational units, but also the "collaterals" (SIGIN

sistema ew-ems thales.

https://www.navaltoday.com/2019/09/10/dutch-portuguese-frigates-getting-thales-radar-electronic-support-measures/