ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Marinha Portuguesa => Tópico iniciado por: Ricardo em Dezembro 11, 2007, 10:00:08 am

Título: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Ricardo em Dezembro 11, 2007, 10:00:08 am
Site do Arsenal do Alfeite: http://www.arsenal-alfeite.pt/ (http://www.arsenal-alfeite.pt/)

"Concentra, actualmente, a sua actividade na manutenção e modernização de navios de guerra, incluindo submarinos, possuindo ainda capacidade para construção de navios até 900t de deslocamento. "

Eis uma razão porque os NPO foram para os ENVC!
Título:
Enviado por: P44 em Dezembro 12, 2007, 08:14:50 am
Pois pois :roll:
Título:
Enviado por: Ricardo em Dezembro 12, 2007, 10:53:19 am
Citação de: "P44"
Pois pois :roll:


Caro P44,

Não coloco em causa os seus conhecimentos sobre antigas construções do AA, simplesmente limitei-me a postar o que se encontra patente no site da empresa em apreço, talvez em tempos tiveram capacidade de construir navios com maior deslocamento, não sendo ao que parece nos dias de hoje!

O breve juízo de valor / opinião que elaborei, fazendo alusão à controvérsia já tanto aqui debatida de porque motivos a construção dos NPO foi delegada nos ENVC em alternativa do AA, tem em vista dar simplesmente mais um contributo / ponto de vista.

"Para bom entendedor meia palavra chega"

Cumprimentos
Título:
Enviado por: luis filipe silva em Dezembro 12, 2007, 10:56:47 am
P 44 escreveu:
Citar
Pois pois  

Os petroleiros da soponata que o AA construiu em tempos tinham mesmo "só" 900t...

mais areia....


O maior navio construido no AA foi o Gerês, de 27 000 TDW para a Soponata.
A doca seca flutuante é que tem capacidade de elevação de 900 tons.
Título:
Enviado por: Lancero em Dezembro 15, 2007, 04:23:56 pm
Citar
DN Online - Sábado, 15 de Dezembro de 2007
Nacional

Privados vão gerir Arsenal do Alfeite

MANUEL CARLOS FREIRE


Proposta do grupo de trabalho ainda em análise

O Arsenal do Alfeite (AA) deve ser extinto e dar lugar a duas empresas industriais, que se manterão na mesma área onde agora está aquela infra--estrutura de manutenção naval. Esta posição consta do relatório final entregue pelo grupo de trabalho (GT) que o Governo nomeou, em Outubro de 2006, para estudar a empresarialização do AA. O documento, entregue ao Governo em finais de Julho, defende uma solução diferente da seguida na empresa aeronáutica OGMA (que foi parcialmente privatizada). Fonte governamental disse ontem ao DN que o texto "ainda está em análise".

O GT indica que a primeira das novas empresas deve cingir-se ao "core business da indústria naval" e a outra a "agrupar serviços gerais de natureza industrial, administrativa, financeira e social". Registe-se que esta decisão mereceu o voto contra da Marinha. Para o GT, "é fundamental que se saliente que o que se torna necessário fazer no AA não é apenas uma modificação institucional, passando--o de Estabelecimento Fabril das Forças Armadas (..) para empresa. O que está em causa é um processo de modernização e requalificação do AA, do qual a 'empresarialização' é um meio importante, mas absolutamente insuficiente", lê-se no documento síntese do relatório.

A "modernização física" do AA - cuja reestruturação exige investimentos estimados em 70 milhões de euros "nos próximos quatro anos", conforme o DN revelou em Outubro - envolve a concentração de meios num espaço menor do que o actual, bem como a instalação de novos equipamentos e estruturas industriais adequadas aos novos navios e submarinos da Armada. Quanto aos recursos humanos, "terão de ser requalificados e motivados, (...) a par de um redimensionamento compatível com as práticas existentes no sector da indústria de reparação e construção naval, no País e no estrangeiro", advoga o GT.

O GT entende também que a proibição comunitária de haver ajudas estatais "não prejudicará a operacionalidade da organização empresarial" saída da extinção do AA "nem o seu relacionamento preferencial com a Marinha". O relatório indica ainda que "a modalidade de concessão de uso privativo do domínio público é mais vantajosa do que a transmissão de propriedade para a gestão territorial do perímetro do AA".

Segundo os calendários anexos ao relatório do GT, as áreas industrial, comercial e logística exigirão períodos de tempo até aos 16 meses - excepto o processo de certificação ambiental, que se estende até aos 22 meses. Nas áreas social e de recursos humanos, o plano de acções ficará concluído em seis meses. No mesmo período ficarão concluídas as medidas nas áreas financeira, administrativa, jurídica, informática e patrimonial (com duas excepções a exigir até mais três meses).

 http://dn.sapo.pt/2007/12/15/nacional/p ... feite.html (http://dn.sapo.pt/2007/12/15/nacional/privados_gerir_arsenal_alfeite.html)
Título:
Enviado por: Lancero em Dezembro 15, 2007, 04:24:28 pm
Citar
DN Online - Sábado, 15 de Dezembro de 2007
Nacional

Privados vão gerir Arsenal do Alfeite

MANUEL CARLOS FREIRE


Proposta do grupo de trabalho ainda em análise

O Arsenal do Alfeite (AA) deve ser extinto e dar lugar a duas empresas industriais, que se manterão na mesma área onde agora está aquela infra--estrutura de manutenção naval. Esta posição consta do relatório final entregue pelo grupo de trabalho (GT) que o Governo nomeou, em Outubro de 2006, para estudar a empresarialização do AA. O documento, entregue ao Governo em finais de Julho, defende uma solução diferente da seguida na empresa aeronáutica OGMA (que foi parcialmente privatizada). Fonte governamental disse ontem ao DN que o texto "ainda está em análise".

O GT indica que a primeira das novas empresas deve cingir-se ao "core business da indústria naval" e a outra a "agrupar serviços gerais de natureza industrial, administrativa, financeira e social". Registe-se que esta decisão mereceu o voto contra da Marinha. Para o GT, "é fundamental que se saliente que o que se torna necessário fazer no AA não é apenas uma modificação institucional, passando--o de Estabelecimento Fabril das Forças Armadas (..) para empresa. O que está em causa é um processo de modernização e requalificação do AA, do qual a 'empresarialização' é um meio importante, mas absolutamente insuficiente", lê-se no documento síntese do relatório.

A "modernização física" do AA - cuja reestruturação exige investimentos estimados em 70 milhões de euros "nos próximos quatro anos", conforme o DN revelou em Outubro - envolve a concentração de meios num espaço menor do que o actual, bem como a instalação de novos equipamentos e estruturas industriais adequadas aos novos navios e submarinos da Armada. Quanto aos recursos humanos, "terão de ser requalificados e motivados, (...) a par de um redimensionamento compatível com as práticas existentes no sector da indústria de reparação e construção naval, no País e no estrangeiro", advoga o GT.

O GT entende também que a proibição comunitária de haver ajudas estatais "não prejudicará a operacionalidade da organização empresarial" saída da extinção do AA "nem o seu relacionamento preferencial com a Marinha". O relatório indica ainda que "a modalidade de concessão de uso privativo do domínio público é mais vantajosa do que a transmissão de propriedade para a gestão territorial do perímetro do AA".

Segundo os calendários anexos ao relatório do GT, as áreas industrial, comercial e logística exigirão períodos de tempo até aos 16 meses - excepto o processo de certificação ambiental, que se estende até aos 22 meses. Nas áreas social e de recursos humanos, o plano de acções ficará concluído em seis meses. No mesmo período ficarão concluídas as medidas nas áreas financeira, administrativa, jurídica, informática e patrimonial (com duas excepções a exigir até mais três meses).

 http://dn.sapo.pt/2007/12/15/nacional/p ... feite.html (http://dn.sapo.pt/2007/12/15/nacional/privados_gerir_arsenal_alfeite.html)
Título:
Enviado por: Charlie Jaguar em Janeiro 10, 2008, 01:23:03 pm
Nada que já não se soubesse, infelizmente.

Citar
CM Online - Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008
Política
 
Defesa. Reestruturação da ‘oficina’ da Marinha
Arsenal perde empregos


Cerca de 40 por cento dos trabalhadores do Arsenal do Alfeite, em Almada, estão em risco de ser dispensados por força da reestruturação daquela estrutura dependente da Marinha. O relatório final do grupo de trabalho para a Empresarialização do Arsenal do Alfeite, a que o CM teve acesso, deixa claro que o actual universo de 1381 funcionários, entre civis e militares, conta com um excesso de 546 pessoas. Com esta redução de efectivos, estima-se uma diminuição da despesa com salários em 7,8 milhões de euros por ano.

O estudo, cujo trabalho foi coordenado por Carlos Veiga Anjos, recomenda que o Arsenal do Alfeite seja extinto e dê lugar à constituição de duas empresas industriais, com uma a ocupar-se da actividade da indústria naval e outra a agrupar serviços gerais de natureza industrial, administrativa, financeira e social, como refere o documento. A partir do estudo do Arsenal do Alfeite, os autores do estudo concluem que “é, para nós notória, em termos gerais, a existência de sinais de elevado número de trabalhadores excedentários”. Por isso, o grupo coordenado por Veiga Anjos, ex-presidente da hidroeléctrica de Cahora Bassa, propõe a redução do número de trabalhadores de 1381 para 835. Com esta redução de efectivos, seria possível diminuir as despesas com pessoal de cerca de 24 milhões de euros, em 2007, para 16 milhões de euros, no novo modelo de entidade empresarial. Ao todo, a poupança anual seria de 7,8 milhões de euros.

Rogério Caeiro, do Sindicato dos Trabalhadores dos Estabelecimentos Fabris das Forças Armadas, desconhece ainda o estudo, mas diz que “os funcionários encaram com muita preocupação a redução dos efectivos”. O documento reconhece que “o processo de mudança a nível institucional e organizacional requer uma extrema atenção no que respeita à situação das pessoas”. Por isso, com a extinção de postos de trabalho, os funcionários regressarão ao serviço de origem, cessam funções, ou ingressam no regime de mobilidade especial da Administração Pública.


INVESTIMENTO DE 70 MILHÕES DE EUROS

A extinção e posterior transformação do Arsenal do Alfeite em duas empresas exige um investimento total de 70 milhões de euros. Em causa está a adaptação às necessidades do novo modelo empresarial das “infra-estruturas portuárias, meios de elevação e movimentação e renovação de edifícios e equipamentos diversos”. No essencial, o objectivo do ministro da Defesa, Nuno Severiano Teixeira, é permitir a adaptação das infra-estruturas existentes às necessidades de manutenção das novas unidades navais, como é o caso dos dois submarinos adquiridos ao consórcio alemão GSC, em 2004. Para que a transformação do Arsenal do Alfeite seja viável, o estudo considera indispensável dotar, ao longo de quatro anos, as duas empresas de 32 milhões de euros de capitais próprios, para “estimular os financiamentos externos necessários e garantir uma adequada cobertura de capitais permanentes a longo prazo”.


ESTUDO CUSTA 95 MIL EUROS AO ESTADO

Carlos Veiga Anjos, coordenador do grupo de trabalho para a Empresarialização do Arsenal do Alfeite e ex-presidente da hidroeléctrica de Cahora Bassa, recebeu 95 mil euros pela realização do estudo que irá servir de base à reestruturação daquela unidade fabril das Forças Armadas. Previsto para ser executado entre “20 de Novembro de 2006 e 31 de Maio de 2007”, segundo um despacho conjunto dos ministros das Finanças e da Defesa, o estudo acabou por ser realizado entre 10 de Dezembro de 2006 e 31 de Março de 2007, nos termos de uma rectificação publicada posteriormente em Diário da República. Apesar da redução do prazo temporal de seis para quatro meses, o Ministério da Defesa manteve inalterado o valor da remuneração. Em quatro meses, Veiga Anjos ganhou 95 mil euros.


SAIBA MAIS

1012 euros foi o valor do salário médio no Arsenal do Alfeite, em 2007, excluindo militares e avençados. O salário mais alto ascendeu, no ano passado, a 2448 euros.

26,5 milhões de euros foi o valor total da facturação do Arsenal do Alfeite, em 2006. No ano anterior, totalizara 27,1 milhões de euros.


ACTIVIDADE

O Arsenal do Alfeite foi fundado em 1937. Repara navios e executa trabalhos específicos em submarinos e armamentos, entre outros.


PROBLEMAS

O estudo identifica “sérias limitações operacionais” no Arsenal. Exemplos: dispersão geográfica de serviços e áreas tecnológicas localizadas fora do perímetro do estaleiro.


MILITARES

Em 31 de Dezembro de 2006, o Arsenal do Alfeite registava 107 funcionários militares. Os restantes eram civis e avençados.

 
António Sérgio Azenha

 :arrow: http://www.correiomanha.pt/noticia.asp? ... l=90&p=200 (http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=273002&idselect=90&idCanal=90&p=200)
Título:
Enviado por: P44 em Janeiro 10, 2008, 01:35:02 pm
anteciparam-se mas já que tive o trabalho de fazer scanning a isto , aqui fica.... :D
Título:
Enviado por: Charlie Jaguar em Abril 04, 2008, 05:27:30 pm
Quem quiser, para a semana, poderá visitar o Arsenal do Alfeite no âmbito das comemorações da Semana Europeia dos Estaleiros de Construção e Reparação Naval. O ponto alto decorrerá no dia 9.  :arrow: http://www.arsenal-alfeite.pt/sem_euro_ ... _naval.pdf (http://www.arsenal-alfeite.pt/sem_euro_estal_const_rep_naval.pdf)
Título:
Enviado por: P44 em Janeiro 13, 2009, 04:10:25 pm
Até Agosto decorre no Museu da Cidade de Almada uma exposição evocativa dos 70 anos do AA  :twisted:  fica aqui a sugestão
Título:
Enviado por: Lancero em Janeiro 27, 2009, 04:56:14 pm
Citar
Alfeite: 70 anos de história do primeiro estaleiro moderno do país

** Ana Mendes Henriques, da agência Lusa **  


    Lisboa, 23 Jan (Lusa) - Contar a história do Arsenal do Alfeite, em Almada, é percorrer 70 anos, reconstruir memórias que se cruzam com a evolução da cidade e as lutas operárias pelo direito à liberdade e a uma vida melhor.

 

    O desafio é lançado pela exposição patente no Museu da Cidade, que é também uma homenagem ao arsenalista.  

 

    "Na Esteira do Arsenal - 70 Anos de História no Alfeite" é "uma pequena amostra da escala e da grandiosidade de um dos mais antigos estaleiros do país e que continua em actividade", conta à Lusa a directora do museu, Ângela Luzia.  

 

    Em dois pisos e 650 metros quadrados, encontram-se os principais marcos e artefactos dessa história, divididos por três grandes núcleos: "Ferro, Fogo e Força", "Ser Arsenalista" e "O Arsenal e a Cidade".  

 

    Além de fotografias, projectos, moldes, instrumentos de trabalho, máquinas e réplicas de embarcações construídas ou reparadas no arsenal, está também documentada a transferência do Arsenal da Marinha, de Lisboa para o Alfeite, o que implicou "um esforço gigantesco" do ponto de vista tecnológico, com dragagens no Tejo e construção de aterros, recorda a responsável pelo museu.

 

    A criação do primeiro estaleiro moderno português levantou dúvidas nas décadas de 20 e 30 do século passado, implicando muitas deslocações e colaborações, do ponto de vista técnico, com a Alemanha e França, para a construção do próprio arsenal e de todas as infra-estruturas.  

 

    "Foi uma obra épica a própria construção do Arsenal", indica.  

 

    Entre as principais áreas de actividade industrial, está a de planeamento e projecto, da qual a sala do risco é uma referência mítica de quando os barcos se desenhavam à mão.  

 

    O Arsenal foi-se distinguindo como um pólo de desenvolvimento tecnológico, casa de saberes e competências, com engenheiros reconhecidos no meio académico.

 

    A cidade cresceu com o Arsenal e a identidade arsenalista não podia ficar esquecida: "Sendo um estaleiro de construção naval é também uma referência mítica do operariado português a grande escala", afirma Ângela Luzia.  

 

    A localização escolhida reúne as características necessárias à instalação de um equipamento daquela natureza, mas houve outro factor de peso na base da decisão política.  

 

    "É transferido de Lisboa a pensar-se que era importante subtrair-se os operários às perigosas convulsões revolucionárias da capital e que talvez do outro lado do rio ficassem mais sossegados. Enfim, foi um erro de análise da altura", comenta.  

 

    O Arsenal chegou a ter 3.500 trabalhadores e teve sempre "um conjunto de activistas e de gente importante, que dentro e fora do estaleiro fizeram clubes, associações, organizaram excursões. Há todo um ambiente social e de escola de formação que perdurou até hoje e que é um traço identitário", diz.  

 

    A exposição mostra ainda como o estaleiro cresceu ao mesmo tempo que a cidade. Nasceram novos bairros, fixaram-se residentes. O Arsenal foi fundamental para o arranque da urbanização da cidade e um dos motores do seu crescimento.

 

    "Do Arsenal saíram alguns dos importantes autarcas, activistas políticos e dirigentes de colectividades", estando a sua história muito ligada à da cidade, refere.  

 

    Bento Gonçalves - secretário-geral do PCP entre 1929 e 1942 - foi arsenalista. Não chegou a ser transferido para o Alfeite porque foi preso e enviado para o Tarrafal, mas outros arsenalitas assumiram lugares de destaque na vida pública e política, como o primeiro presidente eleito da Câmara de Almada, no pós 25 de Abril, José Martins Vieira.  

 

    Muitos anónimos fizeram parte da família arsenalista. Albino Santos, conhecido no estaleiro por "o Pimenta", é um deles.  

 

    Começou a trabalhar no Arsenal com 22 anos e hoje, aos 78, reformado, recorda com saudade o tempo que lá passou, apesar das muitas horas de trabalho e dos dias em que não chegava a ver os filhos acordados.  

 

    "Cheguei a trabalhar das oito da manhã às oito da noite", lembra.  

 

    Mesmo assim, sente saudades do ambiente:"Era uma família, a melhor escola do país".  

 

    O futuro do arsenal e dos trabalhadores é hoje uma incerteza. O estaleiro vai continuar, mas com um estatuto diferente.  

 

    Há um mês, o Governo aprovou o decreto que transforma o Arsenal em Sociedade Anónima de capitais públicos, visando a sua empresarialização para responder às necessidades de manutenção dos navios da Marinha.  

 

    Perante preocupações manifestadas por trabalhadores e partidos de esquerda, o ministro da Defesa, Nuno Severiano Teixeira, garantiu que serão encontradas soluções, mas admitiu uma redução nos quadros de pessoal, que deverá passar de 1.200 para 800 a mil.  
Título:
Enviado por: Charlie Jaguar em Fevereiro 05, 2009, 12:15:14 pm
Diário da República de hoje, 5 de Fevereiro de 2009: extinção do Arsenal do Alfeite e constituição da Arsenal do Alfeite S.A.


Citar
Ministério da Defesa Nacional

Decreto-Lei n.º 32/2009. D.R. n.º 25, Série I de 2009-02-05

Estabelece o regime aplicável à extinção do Arsenal do Alfeite com vista à empresarialização da sua actividade

 :arrow: http://dre.pt/util/getpdf.asp?s=diad&se ... p=20090315 (http://dre.pt/util/getpdf.asp?s=diad&serie=1&iddr=2009.25&iddip=20090315)
Título:
Enviado por: SSK em Julho 23, 2009, 08:48:03 pm
Ao que parece após um plenário realizado ontem no AA foi decidido entrarem em greve a partir de amanhã com data de término indefinida.

Isto está mesmo a pôr-se bonito...
Título:
Enviado por: cromwell em Julho 23, 2009, 09:00:32 pm
Citação de: "SSK"
Ao que parece após um plenário realizado ontem no AA foi decidido entrarem em greve a partir de amanhã com data de término indefinida.

Isto está mesmo a pôr-se bonito...


Então como é que iremos baptizar o primeiro NPO? :?
Título:
Enviado por: SSK em Julho 23, 2009, 09:05:12 pm
Citação de: "cromwell"
Citação de: "SSK"
Ao que parece após um plenário realizado ontem no AA foi decidido entrarem em greve a partir de amanhã com data de término indefinida.

Isto está mesmo a pôr-se bonito...

Então como é que iremos baptizar o primeiro NPO? :conf: não percebi a relação...
Título:
Enviado por: cromwell em Julho 23, 2009, 09:06:57 pm
Citação de: "SSK"
Citação de: "cromwell"
Citação de: "SSK"
Ao que parece após um plenário realizado ontem no AA foi decidido entrarem em greve a partir de amanhã com data de término indefinida.

Isto está mesmo a pôr-se bonito...

Então como é que iremos baptizar o primeiro NPO? :conf: não percebi a relação...


Esqueça. :roll:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: zawevo em Janeiro 17, 2021, 01:33:39 pm
Hoje no Facebook. Gostava que esta notícia seja "fake". O desmantelamento da Marinha entrou numa fase em que já nem disfarçam.

Zé Lambaça
15 de janeiro às 22:02  ·
A Administração da Arsenal do Alfeite SA, tomou a decisão de encerrar  o Gabinete de Estudos e Projectos, mais conhecido por Sala da Desenho, colocando os desenhadores em outras funções num recém criado serviço de Apoio Logístico Integrado.
Mais um passo em direcção a destruição do estaleiro, ficando sem o apoio de um dos seus serviços mais importantes.
Que estaleiro digno desse nome pode prescindir do sector de projecto e de desenho.
Que conhecimento têm estes dirigentes políticos para darem orientações desta natureza?
A decisão é fechar todos os serviços que a curto prazo não são rentáveis?
Nesse caso podiam começar por fechar o Conselho de Administração!
Estas eram as capacidades do Gabinete de Estudos e Projectos:
Projecto de Navios (aço, alumínio, compósito)
Projecto conceptual
Projecto básico
Desenvolvimento de projecto
Projecto da Modernização, Conversão e Modificação de Navios
Acompanhamento e Gestão de Contratos de Construção
Consultoria nas Áreas de Engenharia Naval, Mecânica e Electricidade
Apoio à Produção
Projecto de novas infra-estruturas ou alteração das existentes
E esta era a opinião do Governo:

https://www.facebook.com/groups/171295294376/
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Pescador em Janeiro 18, 2021, 10:52:51 am
Como a música é Portugal ser um País de turismo. Dai terem destruído grande parte de capacidade de produzir algo estratégico neste País.
E considere-se estratégico, tudo aquilo que nos torne menos dependente do exterior.
Fica então o turismo, onde abundam os amigos de alguns políticos com nome na Praça e posições governativa ou de forte implementação politica em diversos quadrantes.
Seremos então o terceiro mundo da Europa, onde ricos passam férias e os criados estão cá para os servirem, Tudo a bem de um sistema de compensações mutuas entre os ...denominadores comuns.

Então a metalomecânica, a construção naval, outras tantas industrias que Portugal tem perdido, seja em capacidade de fazer, como em conhecimentos. Os nossos engenheiros vão para gestores de compras ou algo do género.

Capacidade de fazer navios até 900 toneladas diz-se. Mas são umas belas toneladas para serem feitos navios que fazem falta, como os patrulhas costeiras  e, até para esta versão da GNR aquática. 

Talvez falte é capacidade de gerir ou de seriedade suficiente para o fazer.

Olhamos outros Países e o que vemos é os que pouco tinham, crescerem as suas capacidades, enquanto quem as tinha, deixam perder. Espírito de Soberania e orgulho nacional, que possuem, ao contrário de espírito de ...encher bolsos a conta.

Comprem aos chineses, fazem barato, ou a troco de mais umas cedências. Por exemplo a troco da exploração marinha da ZEE como já fazem nos Açores. depois vamos nós fazer em Cabo Verde ao abrigo da "pensão de alimentos do divórcio".

Tal é a situação da Soberania, que neste momento estão lojas fechadas que não fornecem produtos essenciais, excepto as lojas chinesas que não tem essa restrição, nem podem ser fiscalizadas.

Lá em cima é assim que jogam



Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: asalves em Janeiro 18, 2021, 06:01:33 pm
https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/demitiu-se-presidente-do-conselho-de-administracao-do-arsenal-do-alfeite
Demitiu-se presidente do conselho de administração do Arsenal do Alfeite

Citar
O presidente do conselho de administração do Arsenal do Alfeite, José Miguel Antunes Fernandes, demitiu-se por “motivos pessoais” e vai ser substituído por José Luís Serra Rodrigues, foi hoje anunciado.

Em comunicado divulgado, a IdD – Plataforma das Indústrias de Defesa Nacionais dá conta de que Antunes Fernandes “renunciou hoje ao seu mandato, por motivos pessoais”.

“Dentro da atual equipa de gestão, o vogal José Luís Serra Rodrigues assume de imediato as funções de presidente, decisão a confirmar em assembleia geral, quando se proceder ao completar da equipa”, acrescenta a nota.

Esta informação foi comunicada às tutelas, o ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, e o secretário de Estado do Tesouro, Miguel Cruz, assim como à respetiva comissão de trabalhadores.

A demissão de Antunes Fernandes não coloca em causa a “estratégia de reestruturação e revitalização da empresa”, nem o “compromisso com a Marinha Portuguesa”, prossegue o comunicado.

No início de dezembro de 2020, a comissão de trabalhadores do Arsenal do Alfeite mostrou-se receosa, durante uma audição no parlamento, em relação ao pagamento dos salários desse mês, por causa da situação financeira grave da empresa.

Uns dias mais tarde, o José Miguel Antunes Fernandes, disse, também no parlamento, que estava “esperançoso, mas não mais do que isso” quanto ao pagamento dos subsídios de Natal em atraso. Na altura os partidos insistiram na urgência de disponibilização de verbas por parte do Estado.
Notificações
Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na altura, o então gestor admitiu que “mais do que preocupado com o pagamento do subsídio de Natal”, tem as atenções voltadas para os pagamentos dos salários de “janeiro, fevereiro ou março”.

“Dadas as práticas vigentes a que nós assistimos na contratualização entre a Marinha e o Arsenal, não antevejo como minimamente possível a liquidação dos vencimentos, sem uma dotação financeira que aguardamos a todo o momento que ocorra”, acrescentou na altura Antunes Fernandes.

José Miguel Fernandes adiantou que tem sido feita alguma pressão junto “da estrutura acionista” e das tutelas relativamente aos subsídios de Natal, garantindo que “estão todos a tentar resolver” o problema.

Em novembro, a nova administração do Arsenal comunicou aos trabalhadores que a empresa vive uma situação “crítica” e que falta a verba para o subsídio de Natal, normalmente pago com o salário de novembro, garantindo que vai obter liquidez para o pagamento do subsídio até à data limite legal, dia 15 de dezembro.

No dia 20 de novembro, o ministro da Defesa Nacional remeteu para a administração dos estaleiros navais do Arsenal do Alfeite a resolução da falta de verbas para pagar os subsídios de Natal aos mais de 400 trabalhadores, apontando que a empresa tem um problema financeiro estrutural grave “há cerca de 10 anos”.

Os órgãos representativos dos trabalhadores já enviaram um ofício a Gomes Cravinho pedindo a “intervenção urgente da tutela para que, em articulação com a administração, seja encontrada uma solução célere e duradoura para o financiamento desta entidade no curto e médio prazo”.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Observador em Janeiro 30, 2021, 09:54:12 pm
Citar
Alfeite. "Ano de viragem", diz a holding. "A bater no fundo", temem os trabalhadores

O PSD quis chamar ao parlamento o ex-presidente do Conselho de Administração do Arsenal do Alfeite e saber porque se demitiu passados menos de oito meses de ter tomado posse, mas PS e PCP inviabilizaram.

"Isto aqui parece uma cidade fantasma. Não se ouve nada, não se ouve trabalho". A tristeza é audível na voz de Rui Ferreirinha, membro da Comissão de Trabalhadores do Arsenal do Alfeite, de onde nos fala. O histórico estaleiro está praticamente parado e os operários vivem em angústia.

Para os trabalhadores o Arsenal "está a bater no fundo". Para o administrador da IDD -Portugal Defense, a holding pública que integra a empresa, tudo está a ser feito para que 2021 "seja o ano de virar de página do estaleiro".

Tal como os deputados do PSD, Ferreirinha também queria saber os reais motivos da demissão do último Presidente do Conselho de Administração (PCA) da empresa, passados menos de oito meses da sua nomeação, deixando uma recordação sombria nos trabalhadores: pela primeira vez tiveram salários em atraso - o subsídio de Natal foi pago quase três semanas do previsto e a ameaça da falta de verbas para vencimentos continua a pairar.

PS e PCP chumbam audição

Esta quarta-feira, na Comissão de Defesa Nacional, os sociais-democratas foram surpreendidos com o chumbo ao seu requerimento para chamar ao parlamento José Miguel Fernandes, escolhido pelo ministro da Defesa para dirigir o Arsenal do Alfeite desde maio passado, e ouvir da sua boca as razões para ter abandonado tão rapidamente o cargo (oficialmente a justificação foi por motivos pessoais), bem como obter informações atualizadas sobre a situação crítica do estaleiro.

Mas o PS votou contra e o PCP absteve-se na votação do requerimento, esta quarta-feira, inviabilizando assim que José Miguel Fernandes se explicasse e explicasse a situação da empresa.

"Ouvimo-lo há muito pouco tempo. Queremos é ouvir quem o substituiu para saber dos salários de fevereiro. E ouvir o ministro quando estiver restabelecido", justificou ao DN António Filipe, deputado comunista. José Miguel Fernandes tinha sido de facto ouvido em novembro passado, mas nessa altura estava em funções, tendo dado informações genéricas sobre o plano para a empresa.

"Não ia abandonar o barco"

Rui Ferreirinha conta que no passado dia oito de janeiro teve uma reunião com José Miguel Fernandes, ainda PCA, por ocasião da tomada de posse da nova Comissão de Trabalhadores. "Não nos disse nada que fizesse prever que iria demitir-se passados 10 dias. Aliás garantiu que não ia abandonar o barco", o que viria a acontecer dia 18.

"O que nos faz mais confusão é perceber o que veio afinal fazer aqui esta pessoa. Recordamos que no passado tinha saído pela porta dos fundos da empresa (tinha sido vogal do Conselho de Administração da Arsenal do Alfeite, S.A., de onde saiu marcado por várias decisões polémicas, como despedimentos de técnicos especializados e em rutura com a Marinha, incluindo conflitos com o então comandante da base do Alfeite) e regressa em 2020, pela mão do Sr. Ministro da Defesa que o apresenta como como alguém de sua confiança. Era a equipa da sua confiança e o Presidente do Conselho de Administração sai passados oito meses?", questiona este membro da CT do Alfeite.

Mais intrigado ainda fica quando "esta equipa veio substituir outra que até estava a conseguir resultados positivos e nunca deixámos de ter trabalho. Então e a confiança que o Ministro disse que tinha nesta nova equipa? Durou oito meses?".

https://www.dn.pt/politica/alfeite-ano-de-viragem-diz-a-holding-a-bater-no-fundo-temem-os-trabalhadores-13289756.html (https://www.dn.pt/politica/alfeite-ano-de-viragem-diz-a-holding-a-bater-no-fundo-temem-os-trabalhadores-13289756.html)
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Janeiro 30, 2021, 10:08:51 pm
Citar
Mais intrigado ainda fica quando "esta equipa veio substituir outra que até estava a conseguir resultados positivos e nunca deixámos de ter trabalho. Então e a confiança que o Ministro disse que tinha nesta nova equipa? Durou oito meses?".

Existe a expressão "if it ain't broke, don't fix it", ou "Em equipa vencedora, não se mexe". Em Portugal existe o terrível hábito de fazer o contrário, tentar "arranjar" o que não precisa de ser arranjado.

Deve ser mais um daqueles casos em que o objectivo era apenas colocar lá os amigos. Pena que a equipa anterior atingia resultados positivos... e isso em Portugal não pode ser!!
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Lightning em Janeiro 30, 2021, 10:43:34 pm
Existe a expressão "if it ain't broke, don't fix it", ou "Em equipa vencedora, não se mexe". Em Portugal existe o terrível hábito de fazer o contrário, tentar "arranjar" o que não precisa de ser arranjado.

Deve ser mais um daqueles casos em que o objectivo era apenas colocar lá os amigos. Pena que a equipa anterior atingia resultados positivos... e isso em Portugal não pode ser!!

Acho que, ou o ministro achava que podia lá colocar os amigos e tudo continuava bem, tipo máquina bem oleada.

Ou o objectivo pode ser mesmo mandar o estaleiro ao fundo com outro objectivo, como vender a privados..
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Red Baron em Janeiro 30, 2021, 10:55:36 pm
Citar
Mais intrigado ainda fica quando "esta equipa veio substituir outra que até estava a conseguir resultados positivos e nunca deixámos de ter trabalho. Então e a confiança que o Ministro disse que tinha nesta nova equipa? Durou oito meses?".

Existe a expressão "if it ain't broke, don't fix it", ou "Em equipa vencedora, não se mexe". Em Portugal existe o terrível hábito de fazer o contrário, tentar "arranjar" o que não precisa de ser arranjado.

Deve ser mais um daqueles casos em que o objectivo era apenas colocar lá os amigos. Pena que a equipa anterior atingia resultados positivos... e isso em Portugal não pode ser!!

Acho que nunca perdoaram a antiga administração ter vindo a publico dizer que existiam milhões cativados e por isso é que não se fazia as obras de alargamento.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Lightning em Janeiro 30, 2021, 10:57:55 pm
Quem se mete com o PS leva...
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Janeiro 30, 2021, 11:39:28 pm
Tudo coisa dos "bastidores" portanto. Se for preciso ainda vem alguém dizer que os problemas são por "falta de trabalho", quando vários navios da Marinha estão à espera de manutenção há anos.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Observador em Fevereiro 27, 2021, 12:29:33 am
Citar
Arsenal do Alfeite. Cofres vazios, estratégia por aprovar e governo sem respostas

PSD, BE e PCP insistiram com João Cravinho sobre a situação do Arsenal do Alfeite, mas o Ministro ainda não tem decisões para os problemas que diz serem "complexos".

Não há nas palavras do ministro da Defesa Nacional um vislumbre concreto sobre quando o Arsenal do Alfeite, o histórico estaleiro com oito décadas, pode vir a ter o investimento de que desesperadamente necessita para garantir a sua sobrevivência.

A "curto prazo", como explicou João Gomes Cravinho na audição parlamentar desta terça-feira, está a ser aguardada luz verde do ministério das Finanças para "um empréstimo bancário" destinado a acorrer às necessidades de tesouraria "nos próximos meses".

No ano passado, pela primeira vez os trabalhadores deste histórico estaleiro receberam com atraso os subsídios de natal e o Presidente do Conselho de Administração, José Miguel Fernandes, que entretanto se demitiu, avisou sobre os cofres vazios e a dificuldade que iria haver para o pagamento de salários nos meses subsequentes.

Já a médio e longo prazo, os investimentos que o Arsenal necessita, como o da construção de uma nova doca para receber mais navios para reparação, o governante assumiu que "a bola" está do seu lado e do seu colega das Finanças, João Leão, que estão "a analisar a proposta estratégica" que lhes foi apresentada pela empresa.

O deputado do PSD Carlos Eduardo Reis lembrou que, quanto ao desígnio estratégico, essa já tinha sido a informação dada pelo Ministro na audição de Agosto e que "agora, passados seis meses, estava tudo na mesma". "Os problemas não se resolvem no imediato, sem investimentos estruturais, este impasse só agudiza a situação", reiterou.

O deputado da Comissão de Defesa Nacional lembrou a "falência da estratégia que o ministro da Defesa colocou em cima da mesa há cerca de um ano, quando antecipou a saída do Conselho de Administração presidido pelo contra-almirante Belo (José Garcia Belo liderou o Alfeite entre 2018 e 2020) para reorientar a estratégia".

Carlos Eduardo Reis lembrou a "grande trapalhada" que foi o desempenho da nova administração, liderada por José Miguel Fernandes, que tinha sido vogal do CA da Arsenal do Alfeite, S.A., em 2013, de onde saiu marcado por várias decisões polémicas, como despedimentos de técnicos especializados e em rutura com a Marinha, incluindo conflitos com o então comandante da base do Alfeite. "Quando o Estado não consegue salários, alguém tem de assumir responsabilidades", asseverou.

Contas corrigidas?

Garantindo que "o Alfeite tem um lugar especial nas indústrias de Defesa Nacional", o Ministro assumiu que também "tem problemas complexos", atirando a responsabilidade para o contra-almirante Belo.

"A culpa não pode ser atribuída a um só indivíduo, mas o legado que deixou não é fácil para a nova administração", afirmou o João Gomes Cravinho, surpreendendo os deputados ao contestar as contas que têm sido noticiadas - e nunca desmentidas - da anterior administração, segundo as quais a equipa de Belo conseguira aumentar em 48% o volume de negócios e reduzir num ano o prejuízo de estaleiro de 4,5 para 1,9 milhões de euros.

"Essas contas foram retificadas, não são corretas, houve uma revisão e os resultados foram alterados", anunciou o Ministro, sem entrar em pormenores.

"Não esperem de mim respostas fáceis. O que posso garantir à Comissão de Defesa Nacional e à Comissão de Trabalhadores da Empresa Arsenal do Alfeite é que as Finanças e a Defesa estão a trabalhar para encontrar financiamento, tanto a curto prazo, como a longo", afiançou Cravinho, assegurando que "a vida do estaleiro não para, continua a haver trabalho e estão a ser angariados novos mercados, como é o caso do acordo que está a ser tratado com Marrocos para a reparação de um navio".

Conforme o DN noticiou em janeiro, depois do PSD ter visto chumbado um seu requerimento para ouvir José Miguel Fernandes, o administrador da IDD -Portugal Defense, a holding pública que integra a empresa Arsenal do Alfeite, afirmava que tudo está a ser feito para que 2021 "seja o ano de virar de página do estaleiro".

Numa narrativa que Cravinho também usou nesta audição, Marco Capitão Ferreira sublinhava que "a Arsenal, a IdD - Portugal Defense e as tutelas (Defesa e Finanças) têm vindo a trabalhar em soluções para que 2021 seja o ano de virar de página do estaleiro, designadamente soluções a curto prazo em termos de tesouraria e a médio longo prazo com um plano de investimentos".

Este responsável alegava haver "concertação na necessidade de virar a página da Arsenal para um estaleiro que cria valor, um estaleiro de excelência e do século XXI, mas orgulhoso do seu legado histórico e que valoriza a sua experiência única, sempre em parceira próxima com a Marinha, com quem existe harmonia de diagnóstico e construção conjunta de soluções".

Mas do lado dos trabalhadores o desalento invadiu o estaleiro há meses. "Isto aqui parece uma cidade fantasma. Não se ouve nada, não se ouve trabalho", dizia ao DN Rui Ferreirinha, membro da Comissão de Trabalhadores do Arsenal do Alfeite, de onde nos falava.

Rui Ferreirinha teme que o estaleiro esteja "a bater no fundo" e lamentava não haver "sequer condições para cumprir compromissos assumidos, como o da reparação da fragata Vasco da Gama, "que já devia estar em manutenção", ou a construção da segunda lancha salva-vidas contratada para o Instituto de Socorros a Náufragos - a primeira ficou concluída no final de 2020 já com um atraso substancial em relação ao previsto. "Estamos de mãos atadas" e "as pessoas vivem angustiadas com o seu futuro", assinalava.

Questionado pelo BE sobre se estava previsto o recrutamento de trabalhadores, João Gomes Cravinho referiu que "o Plano Estratégico (aquele que ainda está a ser discutido com entre o Ministro e João Leão) prevê a contratação de mais 103 trabalhadores, 69 para substituir os que saíram e 34 novos, estando em curso um procedimento para recrutar 20 técnicos especialistas".

Antes de 2009, quando o Arsenal se tornou uma sociedade anónima, havia mais de 1200 trabalhadores, entre quadros técnicos e operários. Neste momento, regista a Comissão de Trabalhadores, os recursos humanos estão reduzidos a 447 .


https://www.dn.pt/politica/arsenal-do-alfeite-cofres-vazios-estrategia-por-aprovar-e-governo-sem-respostas-13384777.html
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: nelson38899 em Fevereiro 27, 2021, 10:00:40 am
Os partidos de esquerda cada vez mais estão longe da realidade!

Então não é que querem contratar gente para uma empresa falida!
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: HSMW em Fevereiro 27, 2021, 08:50:51 pm
Eles querem lá saber da empresa.

Interessa é manter os sindicatos a mamar e garantir os votos para as próximas eleições legislativas.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Charlie Jaguar em Março 17, 2021, 02:14:56 pm
Arsenal quer actualização dos preços aplicados nos orçamentos de venda à Marinha, sem alteração há 12 anos.

Citar
Arsenal do Alfeite quer atualização de preços na venda à Marinha
O presidente da Arsenal do Alfeite, S.A., apontou hoje a atualização dos preços de venda dos serviços da empresa à Marinha e a formação profissional como soluções para os problemas estruturais do estaleiro, apelando ainda à intervenção do Estado.

16/03/21 18:48

"Enquanto a questão do preço a praticar em sede orçamental com efeito em contrato com a Marinha não for atualizado está em causa a sustentabilidade da empresa", declarou hoje o novo presidente do conselho de administração do Arsenal do Alfeite, S.A., José Luís Serra Rodrigues, ouvido na comissão de Defesa Nacional, no parlamento. O atual presidente, que assumiu funções em janeiro, mas já fazia parte da administração anterior desde junho de 2020 como vogal, adiantou que foi identificado e quantificado "um desequilíbrio estrutural de exploração, com origem no preço aplicado nos orçamentos de venda à Marinha, sem atualização desde 2009, portanto, início da Arsenal do Alfeite como S.A. [Sociedade Anónima]" que é "completamente desajustado face à estrutura de exploração da empresa".

Para o novo presidente, a resolução dos problemas estruturais do Arsenal terá que passar "obrigatoriamente" pela constituição de uma "comissão de auditoria de preços, de forma a ajustar o desequilíbrio estrutural ao nível da exploração, que lhe provoca naturalmente défices de tesouraria significativos"."No âmbito quer do contrato de concessão, quer do acordo tripartido, solicitámos que esta comissão de auditoria de preços fosse constituída", adiantou, acrescentando que "estará para breve". De acordo com o responsável, foi entregue à tutela da Defesa e das Finanças um "plano estratégico 2021-2030" para o estaleiro, que se encontra neste momento "a aguardar avaliação".

Entre as prioridades desse plano está "o reforço de competências e o alargamento da capacitação do estaleiro", o recrutamento de trabalhadores para "especialidades manifestamente deficitárias", a modernização e formação."Estará para breve a assinatura do protocolo para a criação da academia do Arsenal, entre a IdD [Plataforma das Indústrias de Defesa Nacionais], o Arsenal do Alfeite, o Consórcio das Escolas de Engenharia e a Associação de Indústrias Navais", adiantou o presidente, que sublinhou ao longo da comissão a importância da formação e retenção de mão-de-obra qualificada para a sustentabilidade da empresa.

Questionado pelo deputado socialista Raúl Castro sobre as dificuldades recentes no pagamento de salários, Serra Gomes admitiu que não tem sido fácil manter a empresa "a flutuar", mas apontou que os salários têm sido pagos, ressalvando que o trabalho é feito "mês a mês" devido às dificuldades de tesouraria conhecidas. Já quanto ao descongelamento de promoções ou novas contratações, o responsável apontou que, enquanto a situação financeira de tesouraria não se resolver, a administração não abre nenhum concurso "porque isso seria uma irresponsabilidade", apelando à ajuda do ministério das Finanças."A tutela financeira tem que resolver este assunto porque a administração também terá muitas dificuldades em continuar em funções neste quadro, porque chega a um ponto em que já não consegue mais", alertou.

Depois de ter sido questionado pelo PSD sobre uma possível abertura do capital da empresa ao mercado, o responsável respondeu que "questões estratégicas competem ao acionista e às tutelas", mas, na sua opinião, "o Arsenal é uma empresa de capitais 100% pública e deve continuar a ser uma empresa 100% na mão do Estado, porque desempenha uma atividade que é crucial com a Marinha portuguesa". No final da audição, o deputado Carlos Eduardo Reis (PSD) anunciou que o partido vai avançar com um pedido para ouvir na comissão de Defesa um representante do ministério das Finanças, para obter mais esclarecimentos sobre a situação da empresa, esperando a colaboração dos restantes partidos.

Há vários anos que o Arsenal do Alfeite tem passado por dificuldades financeiras graves, que já se traduziram em atrasos de salários e até do subsídio de Natal em 2020 aos mais de 400 trabalhadores que constituem esta empresa, responsável pela reparação e manutenção dos navios da Marinha portuguesa. A 20 de novembro o ministro da Defesa Nacional remeteu para a administração dos estaleiros navais a resolução da falta de verbas para pagar os subsídios de Natal aos mais de 400 trabalhadores, apontando que a empresa tem um problema financeiro estrutural grave "há cerca de 10 anos". No mesmo dia, os órgãos representativos dos trabalhadores enviaram um ofício a Gomes Cravinho pedindo a "intervenção urgente da tutela para que, em articulação com a administração, seja encontrada uma solução célere e duradoura para o financiamento desta entidade no curto e médio prazo".

https://www.noticiasaominuto.com/economia/1711365/arsenal-do-alfeite-quer-atualizacao-de-precos-na-venda-a-marinha
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Stalker79 em Março 17, 2021, 04:12:53 pm
Já estão a inventar de c***lho. Era incorporar o Alfeite directamente na Marinha assim já não tinham que pagar nada!
Se a razão de existir deles é servir maioritariamente a marinha nacional pra que é que estão preocupados com "actualizações de preços".
Já não percebo nada.
 >:(
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: NVF em Março 17, 2021, 04:42:28 pm
E mesmo sem actualizarem os preços, a Marinha dá-se ao luxo de deixar navios sem manutenção durante uma década, ou mais. É obra!
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Lightning em Março 18, 2021, 12:13:36 am
https://www.dn.pt/politica/arsenal-do-alfeite-sobrevivencia-so-cobrando-o-dobro-do-preco-a-marinha-13469216.html

Aqui explica melhor.

Resumindo, o AA precisa de mais dinheiro para as suas despesas, logo tem que cobrar mais pelo trabalho que faz, mas a Marinha diz que o orçamento de manutenção de navios não cresceu, por isso não há hipótese de pagar mais ao AA, eles vão receber o mesmo dinheiro, podem é trabalhar menos que antes, o que vai prejudicar ainda mais o estado dos navios da Marinha.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Março 18, 2021, 11:14:52 am
E o governo ou pode aumentar o orçamento da Marinha, nomeadamente para a manutenção, e assim resolve logo dois problemas de uma vez, ou pode não fazer nada, e não salva nem a Marinha nem o Alfeite.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Stalker79 em Março 18, 2021, 12:51:09 pm
OU o Alfeite podia começar a pensar em fazer pela vida, nomeadamente com contratos externos para manutenções e fabrico de embarcações para exportar em vez de estar á espera da mama da marinha! Projectos tinham eles!
 :-P
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Março 18, 2021, 01:30:37 pm
O problema é que não devem ter forma de demonstrar as qualidades dos seus projectos, se não houver uma encomenda da Marinha ou outra entidade nacional. Não possui liquidez para fazer protótipos/demonstradores de tecnologia, nem liquidez para contratar pessoal para se dedicar à construção naval, e ao mesmo tempo ter pessoal para a manutenção de navios existentes.

Quem é que vai comprar algo ao Alfeite, que apenas tem projectos no papel, quando pelo mesmo preço ou até inferior, podem encomendar à Damen um navio do mesmo género e já com provas dadas? É preciso primeiro a MP encomendar navios ao AA, e demonstrar as suas capacidades lá fora. A Marinha não tem falta de navios por substituir, desde draga-minas e lanchas de desembarque que não os tem, a patrulhas, lanchas e navios hidrográficos.

Acho que a culpa disto é de todas as partes envolvidas. O AA quer cobrar o dobro à Marinha, mas e se com esses preços, tornar os seus serviços mais caros que, por exemplo, os espanhóis aqui ao lado? Certamente não vão ganhar mais clientes com isso, pelo contrário.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: NVF em Março 18, 2021, 03:25:07 pm
Os preços de mercado praticados pelo AA não devem ser assim tão elevados, caso contrário os marroquinos teriam feitos as suas manutenções noutros estaleiros.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Março 18, 2021, 03:32:53 pm
Sim, actualmente os preços não devem ser nada de mais. Mas passando a ser o dobro, será só para a Marinha ou para todos os clientes?
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Stalker79 em Março 18, 2021, 06:40:37 pm
Sim, actualmente os preços não devem ser nada de mais. Mas passando a ser o dobro, será só para a Marinha ou para todos os clientes?


É pra marinha porque é o zé pagode que paga. Se aumentam assim para a clientela de fora vão logo a outro lado.
 c56x1
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: NVF em Março 19, 2021, 01:05:27 am
Acho que estão a ver as coisas ao contrário. A Marinha é que está habituada a abébias. Feche-se o AA e depois vamos ver em que estaleiro é que a Marinha vai efectuar as suas manutenções aos preços a que está habituada — e mesmo assim nem tem dinheiro para efectuar todas!

Isto é o merdum do costume: pressiona-se uma empresa de capitais públicos de forma a compensar a descida dos orçamentos militares e, assim, não só se continuam a perder capacidades, mas também se mantém a narrativa de que todo o mal do mundo passa pelas empresas públicas. Tentem fazer as manutenções na West Sea aos preços do AA e vão ver o manguito que levam — só que aí ninguém pestaneja e vai toda a gente cair em cima da Marinha por tentar explorar uma pobre duma empresa privada que até recebeu a maioria dos seus activos (pagos por todos nós) de mão beijada.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Março 19, 2021, 11:24:16 am
Acho que o que tem de haver é um preço justo pelos serviços do Alfeite, e um orçamento na Marinha adequado às necessidades de manutenção regular existentes. Se isto não muda, alguém vai acabar por ser, desculpem a expressão, completamente "enr*bado" nesta situação.

O orçamento da Marinha não irá aumentar, logo:
-ou a Marinha corta nas acções de manutenção (algo que já faz, agora imaginem pagando o dobro pelos serviços)
-ou reduz a frota, reduzindo a despesa total
-ou pega no orçamento que iria para programas de modernização/aquisição e reencaminha para manutenção.

Não se vislumbra um futuro risonho.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Turlu em Março 19, 2021, 01:53:44 pm
O AA chegou a fazer a manutenção a navios da Armada Marroquina. Não sei se foi coisa esporádica ou se algum dos intervenientes não gostou da experiência.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: NVF em Março 19, 2021, 09:59:47 pm
Tanto quanto sei, foi concurso internacional que o AA ganhou. Mas eram navios relativamente simples.
Título: Re: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: asalves em Março 24, 2021, 06:41:45 pm
Sim, actualmente os preços não devem ser nada de mais. Mas passando a ser o dobro, será só para a Marinha ou para todos os clientes?


É pra marinha porque é o zé pagode que paga. Se aumentam assim para a clientela de fora vão logo a outro lado.
 c56x1

Porra mas ninguém lê as noticias?

Citar
(...) Questionado pelo deputado do PSD Carlos Reis sobre se essa atualização seria "passar o valor dos atuais 32,27 euros para perto de 60", (...)

Citar
(...) É verdade que o preço tem de ser reajustado, mas o valor médio de mercado ronda os 35 euros (Naval Rocha e Lisnave). (...)

É verdade que os preços não são ajustados há muito tempo mas também não estão assim tão foram do preço de mercado.

O que o Alfeite (entenda-se Governo) quer é salvar a boia a custa da Marinha, agora percebe-se porque que a administração que tinha um plano e administradores da Marinha foi posta a andar.

Só mais um ponto interessante:
Citar
"(...) o estaleiro nem sequer consegue fornecer as cerca de 800 mil horas por ano que a Marinha precisa". Em 2019, por exemplo, foram 450 mil horas e em 2020 cerca de 200 mil. (...)

A culta da falta de manutenção da marinha não é só desta... na pratica o Alfeite já presta um péssimo serviço e quer aumentar os preços mais ainda.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: PereiraMarques em Março 26, 2021, 09:19:12 am
Despacho n.º 3312/2021 160311807
Finanças e Defesa Nacional - Gabinetes do Ministro de Estado e das Finanças e do Ministro da Defesa Nacional
Delega no Capitão-de-Mar-e-Guerra Francisco Guilherme Belo de Matos Rebocho Antunes o poder para praticar todos os atos necessários e tendentes à representação do Estado Português na comissão de auditoria de preços do Contrato de Concessão entre o Estado Português e a Arsenal do Alfeite, S. A.

https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/160311807/details/maximized?serie=II&parte_filter=31&dreId=160311781
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Red Baron em Abril 12, 2021, 08:31:48 pm
Citar
A  Portugal  Defencee  o  Consórcio  de  Escolas  de  Engenharia  assinaram  esta segunda-feira  um  memorando  de  entendimento  para  promover  uma  maior ligação entre universidades, centros de investigação e empresas da Economia da  Defesa,  desde  logo  as  indústrias  da  Aeronáutica,  Espaçoe  Defesa,  com  o objetivo de reforçar a autonomia estratégica do país e potenciar o crescimento económico, o emprego qualificado e as exportações.
O primeiro projeto resultante deste memorando é a Academia do Arsenal, que contará ainda com o envolvimento da Arsenal do Alfeite e da Associação das Indústrias Navais, através de um protocolo firmado também esta segunda-feira.
....

A  Academia  pretende,  assim,  desenvolver  um  conjunto  de  programas  com  o objetivode  1)  qualificar  os  profissionais  da  indústria  naval,  2)  atrair  e  reter quadros superiores, designadamente ao nível de licenciatura e mestrado, e 3) promover  a  inovação  no  cluster  naval  a  partir  do  reforço  da  ligação  entre  a indústria e a academia.A Academia do Arsenal é uma iniciativa que contribuirá para o cumprimento do objetivo  da  Componente  do  Mar  do  Plano  de  Recuperação  e  Resiliência, nomeadamente  através  da  criação  de  emprego  associado  à  formação  e
aquisição de competências, atração de novas empresas e criação de novos polos de desenvolvimento tecnológico.

Paga EU.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: typhonman em Abril 12, 2021, 10:38:22 pm
Embraer Naval ?  :mrgreen:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Observador em Abril 14, 2021, 12:00:15 am
https://expresso.pt/politica/2021-04-13-Academia-do-Arsenal--Esta-bem-mas-facam-tambem-o-que-e-preciso-fazer-financiar-e-salvar-o-Alfeite-3c178162 (https://expresso.pt/politica/2021-04-13-Academia-do-Arsenal--Esta-bem-mas-facam-tambem-o-que-e-preciso-fazer-financiar-e-salvar-o-Alfeite-3c178162)
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Charlie Jaguar em Abril 22, 2021, 10:26:28 am
Há dinheiro para tanta coisa, saem centenas de milhões para todo o lado (que interessa), e para salvar o Arsenal do Alfeite com uns meros 20M€ é necessário apelar às verbas que virão da "bazuca" europeia? ::)

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/22-abr-2021/psd-desafia-governo-a-usar-bazuca-europeia-para-salvar-o-alfeite-13598333.html
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 22, 2021, 10:32:15 am
Sempre os "20M"

É algum fetiche?
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Abril 22, 2021, 11:10:33 am
Há dinheiro para tanta coisa, saem centenas de milhões para todo o lado (que interessa), e para salvar o Arsenal do Alfeite com uns meros 20M€ é necessário apelar às verbas que virão da "bazuca" europeia? ::)

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/22-abr-2021/psd-desafia-governo-a-usar-bazuca-europeia-para-salvar-o-alfeite-13598333.html

Quando for para usar a bazuca para o TGV (projecto com grandes dúvidas quanto à sua rentabilidade), vais ver se é preciso tanta treta.  ::)
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: nelson38899 em Abril 22, 2021, 11:29:06 am
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Ps: por isso chegaste aos 2000 dislikes  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

O meu esforço compensou!
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: LM em Abril 22, 2021, 12:14:56 pm
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Ps: por isso chegaste aos 2000 dislikes  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

O meu esforço compensou!

O P44 com 2000 dislikes?! O que diabo se passa aqui? Outro dia era outro membro com números parecidos... isto está ficar estranho.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: PereiraMarques em Abril 22, 2021, 12:19:34 pm
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Ps: por isso chegaste aos 2000 dislikes  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

O meu esforço compensou!

O P44 com 2000 dislikes?! O que diabo se passa aqui? Outro dia era outro membro com números parecidos... isto está ficar estranho.

Vocês devem ter atraído aqui para o fórum todos os louvados/medalhados de meia-tijela da marinheca...ora ainda são umas boas centenas de pessoas!  :mrgreen:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: tenente em Abril 22, 2021, 12:41:42 pm
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Ps: por isso chegaste aos 2000 dislikes  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

O meu esforço compensou!

O P44 com 2000 dislikes?! O que diabo se passa aqui? Outro dia era outro membro com números parecidos... isto está ficar estranho.

Vocês devem ter atraído aqui para o fórum todos os louvados/medalhados de meia-tijela da marinheca...ora ainda são umas boas centenas de pessoas!  :mrgreen:

nem mais, como não tem contra argumentação válida não respondem, e, vai daí.....bota abaixo !! :bang:

Abraços
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Charlie Jaguar em Abril 22, 2021, 12:55:52 pm
Os pobres de espírito devem julgar que os pontos negativos no karma que aplicam indiscriminamente, farão com que a pessoa pense duas vezes antes de escrever o que quer que seja por aqui. Coitados, além de serem uns tolos, não passam no fundo de uns recalcados com vidas tristes e insípidas, e há-de facto que ter pena desses seres.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Pescador em Abril 22, 2021, 01:14:58 pm
Os pobres de espírito devem julgar que os pontos negativos no karma que aplicam indiscriminamente, farão com que a pessoa pense duas vezes antes de escrever o que quer que seja por aqui. Coitados, além de serem uns tolos, não passam no fundo de uns recalcados com vidas tristes e insípidas, e há-de facto que ter pena desses seres.


Vou fazer uma forcinha para me inspirar mais e rasgar mesmo á grande. Likes negativos é muito fixe
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 22, 2021, 02:08:38 pm
Chupistas da Marinheca, deêm-me mais Dislikes!!!!!!!

 :jok: :jok: :jok: :jok: :jok: :jok:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 22, 2021, 02:11:05 pm
Dou tanta importância a isso que se não fossem vocês a dizer nem reparava....já nem durmo esta noite  :mrgreen:

Citar
Ocorreu um erro!
Desculpe, mas não pode repetir uma acção de karma sem esperar 1 horas.
Voltar

Afinal é karma  :mrgreen:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Cabeça de Martelo em Abril 22, 2021, 02:13:49 pm
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Ps: por isso chegaste aos 2000 dislikes  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

O meu esforço compensou!

O P44 com 2000 dislikes?! O que diabo se passa aqui? Outro dia era outro membro com números parecidos... isto está ficar estranho.

Aposto que é ele mesmo que faz isso...sacana! :mrgreen:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 22, 2021, 02:15:27 pm
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Ps: por isso chegaste aos 2000 dislikes  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

O meu esforço compensou!

O P44 com 2000 dislikes?! O que diabo se passa aqui? Outro dia era outro membro com números parecidos... isto está ficar estranho.

Aposto que é ele mesmo que faz isso...sacana! :mrgreen:

Sou masoquista  :mrgreen: batam-me batam-me!!!!!!
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Cabeça de Martelo em Abril 22, 2021, 02:15:30 pm
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Para a Defesa é, sem qualquer dúvida. Provavelmente para compensar as centenas de milhões de euros de cada vez, que eles gastam a salvar bancos.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Cabeça de Martelo em Abril 22, 2021, 02:16:14 pm
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Ps: por isso chegaste aos 2000 dislikes  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

O meu esforço compensou!

O P44 com 2000 dislikes?! O que diabo se passa aqui? Outro dia era outro membro com números parecidos... isto está ficar estranho.

Aposto que é ele mesmo que faz isso...sacana! :mrgreen:

Sou masoquista  :mrgreen: batam-me batam-me!!!!!!

Toma, já levaste com um like.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 22, 2021, 02:17:17 pm
Sempre os "20M"

É algum fetiche?

Ps: por isso chegaste aos 2000 dislikes  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

O meu esforço compensou!

O P44 com 2000 dislikes?! O que diabo se passa aqui? Outro dia era outro membro com números parecidos... isto está ficar estranho.

Aposto que é ele mesmo que faz isso...sacana! :mrgreen:

Sou masoquista  :mrgreen: batam-me batam-me!!!!!!

Toma, já levaste com um like.

Pulha! Garotão!
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 22, 2021, 02:18:23 pm
Tá igual , crl! Mentiroso!  :G-bigun:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Cabeça de Martelo em Abril 22, 2021, 02:21:59 pm
Calma! Isto é como a gasolina, para subir é na hora, para descer ainda leva o seu tempo.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 22, 2021, 02:26:37 pm
Mas há prémio mon€tário?
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Charlie Jaguar em Abril 22, 2021, 02:46:05 pm
Toma lá mais outro like, vieirista encapotado. :mrgreen: ;)
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 22, 2021, 05:06:29 pm
Toma lá mais outro like, vieirista encapotado. :mrgreen: ;)

VIEIRISTA ENCAPOTADO É O CAR@#€&£¥$¢
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: PereiraMarques em Abril 22, 2021, 05:14:22 pm
Cambada de psicopatas  :mrgreen: deixem lá as cenas homo sapiens e não f*dam aqui  o  FD  c56x1 :-P
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: tenente em Abril 22, 2021, 05:23:07 pm
Toma lá mais outro like, vieirista encapotado. :mrgreen: ;)

ai se a Marinheca sabe.............vai tudo corrido á biqueirada, ou melhor, biqueirão, com arroz de feijão. 8)

Abraços
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: tenente em Abril 22, 2021, 05:24:54 pm
Toma lá mais outro like, vieirista encapotado. :mrgreen: ;)

VIEIRISTA ENCAPOTADO É O CAR@#€&£¥$¢

Mau, já te estás a exceder !
Cuidado com a pronúncia. ::)

Os meus dislikes já foram atribuidos, hoje não tendo dotação, fica p'ra manhã, sorry. ::)

Abraços
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: zawevo em Abril 22, 2021, 07:42:24 pm
Os pobres de espírito devem julgar que os pontos negativos no karma que aplicam indiscriminamente, farão com que a pessoa pense duas vezes antes de escrever o que quer que seja por aqui. Coitados, além de serem uns tolos, não passam no fundo de uns recalcados com vidas tristes e insípidas, e há-de facto que ter pena desses seres.

A mim fez com que endurecesse os comentários. Estou-me nas tintas para essa gentinha.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 23, 2021, 07:18:07 am
Ja estou a imaginar o despacho...

"Pela sua abnegada missão e espírito de sacrifício na colocação de dislikes no fórum dos subversivos maldizentes, condecoram-se os marinhecos Asdrúbal, Epifânio e Zebedeu com a medalha de cortiça do IT, pelos serviços insubstituíveis prestados à pátria"
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Charlie Jaguar em Abril 23, 2021, 10:28:31 am
Ja estou a imaginar o despacho...

"Pela sua abnegada missão e espírito de sacrifício na colocação de dislikes no fórum dos subversivos maldizentes, condecoram-se os marinhecos Asdrúbal, Epifânio e Zebedeu com a medalha de cortiça do IT, pelos serviços insubstituíveis prestados à pátria"

E não te esqueças daquela profissão de futuro na Marinheca, os caddies. Vão ser muitos os despachos com louvores, e quiçá medalhas, para os mais empenhados e que ajudem os senhores oficiais a ficarem abaixo do par ou a melhorar o seu handicap. Já estou mesmo a ver o próximo slogan de recrutamento para a ex-Briosa: "Vá para a Marinha, uma profissão de futuro... nos greens por esse mundo fora." ::)

O meu score negativo, que se mantinha nos -176 há bastante tempo, aumentou ontem para -179 assim do nada. De facto há pessoas sem noção, cuja vida passa por elas sem que façam algo digno de registo, e que mais do que serem insultadas merecem mesmo é ser alvo de desprezo ou mesmo pena por não passarem de uns pobres de espírito. Podem continuar, ainda quero bater o recorde do P44. :mrgreen:


Edit: passou para -180 entretanto. São 10h30, é a hora de estar tudo à secretária no Alfeite ou na Rua do Arsenal a ver o que dizemos, até porque verdade seja dita pouco mais haverá para fazer até o campo de golfe estar pronto...
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 23, 2021, 10:50:51 am
Ja estou a imaginar o despacho...

"Pela sua abnegada missão e espírito de sacrifício na colocação de dislikes no fórum dos subversivos maldizentes, condecoram-se os marinhecos Asdrúbal, Epifânio e Zebedeu com a medalha de cortiça do IT, pelos serviços insubstituíveis prestados à pátria"

E não te esqueças daquela profissão de futuro na Marinheca, os caddies. Vão ser muitos os despachos com louvores, e quiçá medalhas, para os mais empenhados e que ajudem os senhores oficiais a ficarem abaixo do par ou a melhorar o seu handicap. Já estou mesmo a ver o próximo slogan de recrutamento para a ex-Briosa: "Vá para a Marinha, uma profissão de futuro... nos greens por esse mundo fora." ::)

O meu score negativo, que se mantinha nos -176 há bastante tempo, aumentou ontem para -179 assim do nada. De facto há pessoas sem noção, cuja vida passa por elas sem que façam algo digno de registo, e que mais do que serem insultadas merecem mesmo é ser alvo de desprezo ou mesmo pena por não passarem de uns pobres de espírito. Podem continuar, ainda quero bater o recorde do P44. :mrgreen:


Edit: passou para -180 entretanto. São 10h30, é a hora de estar tudo à secretária no Alfeite ou na Rua do Arsenal a ver o que dizemos, até porque verdade seja dita pouco mais haverá para fazer até o campo de golfe estar pronto...

pffff -180..... ainda tens de comer muitos bifinhos  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Charlie Jaguar em Abril 23, 2021, 02:44:22 pm
Depois do almoço já passou para -183, é a altura do relax no Alfeite, Rua do Arsenal e Restelo quando não há nada para fazer senão ler revistas sobre golfe. Ainda vou chegar lá! :mrgreen:


Edit: -184 and counting... :mrgreen:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 23, 2021, 03:23:19 pm
Depois do almoço já passou para -183, é a altura do relax no Alfeite, Rua do Arsenal e Restelo quando não há nada para fazer senão ler revistas sobre golfe. Ainda vou chegar lá! :mrgreen:


Edit: -184 and counting... :mrgreen:

Que gentinha miserável

Preocupassem-se tanto com a marinha como se preocupam com os "maldizentes" e teríamos uma Marinha de primeiro mundo
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Pescador em Abril 23, 2021, 04:27:12 pm
Acho que podiam selecionar um cabaz da garrafeira, para dar como prémio da má língua
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 23, 2021, 04:46:47 pm
-2015

Top that  :mrgreen:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: mafets em Abril 23, 2021, 04:48:40 pm
Acho que podiam selecionar um cabaz da garrafeira, para dar como prémio da má língua

Agora o que está a dar é material desportivo e lúdico (a ver se chego aos 600).  :mrgreen:

(https://lh3.googleusercontent.com/proxy/U501TXFs0rvVTXCANb41G6FCxLNJ5Omrc4OA_FduEy2RHZTzYZMcG4Z1qh2HKv8Y7F46fa8GzJKPltPtqZOO4ICZvQLZ8zA)

(https://cdn.grupoelcorteingles.es/SGFM/dctm/MEDIA03/202103/26/00108429204772____7__1200x1200.jpg)

Cumprimentos  :mrgreen: :mrgreen:

P.S. Se calhar vão lá meter umas Marujas Jeitosas...  :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fpplware.sapo.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F11%2Finputter_0-600x400.jpg&hash=5ae51cc6d5e7f988ad9f8277155821a9)

P.S. 2 - O Alfeite só tem salvação se fizerem como os ENVC.  Falem com o home que ele toma conta daquilo.  :mrgreen: ;)

(https://cdn.jornaldenegocios.pt/images/2019-03/img_1200x900$2019_03_29_09_16_26_351082.jpg)
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Abril 23, 2021, 04:49:41 pm
600?

Pffff só meninos
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: typhonman em Abril 24, 2021, 09:18:33 pm
Depois do almoço já passou para -183, é a altura do relax no Alfeite, Rua do Arsenal e Restelo quando não há nada para fazer senão ler revistas sobre golfe. Ainda vou chegar lá! :mrgreen:


Edit: -184 and counting... :mrgreen:

Ao menos que leiam os sites da euronaval ou tkms, para escolherem os futuros meios da Marinheca...
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Observador em Maio 26, 2021, 02:28:09 am
Citar
O secretário de Estado do Tesouro disse hoje que os salários dos trabalhadores do Arsenal do Alfeite estão garantidos até ao final de 2021 mas, no "médio e longo prazo", terá de ser encontrada sustentabilidade para a empresa.
Miguel Cruz foi hoje ouvido na comissão parlamentar da Defesa Nacional, durante cerca de duas horas, sobre a situação financeira dos estaleiros navais do Arsenal do Alfeite, S.A., que há anos enfrenta um problema financeiro estrutural.

https://www.cmjornal.pt/politica/detalhe/governo-garante-salarios-dos-trabalhadores-do-arsenal-do-alfeite-ate-ao-final-de-2021?ref=HP_BlocoTematico6 (https://www.cmjornal.pt/politica/detalhe/governo-garante-salarios-dos-trabalhadores-do-arsenal-do-alfeite-ate-ao-final-de-2021?ref=HP_BlocoTematico6)
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: PereiraMarques em Maio 26, 2021, 10:35:17 am
Leia-se nas entrelinhas: «enquanto houver geringonça e aprovação de orçamentos mantem-se a funcionar depois...é para fechar / vender ao desbarato!»...
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Observador em Maio 27, 2021, 09:49:13 pm
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: nelson38899 em Maio 27, 2021, 10:04:14 pm
Na realidade o alfeite é para fechar e a Marinha que se arranje. Espero que gostem de campos de golfe, incompetentes.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Observador em Maio 27, 2021, 10:25:54 pm
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Charlie Jaguar em Maio 28, 2021, 08:23:59 am
Pois é, mais 429M€ para o Novo Banco, e não há 20M€ para o Arsenal. É o que eu digo, são prioridades: é sempre melhor ajudar a salvar um banco, do que ajudar a salvar (e revitalizar) o estaleiro que trabalha quase exclusivamente com e para a Marinha.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Maio 28, 2021, 09:05:28 am
Na realidade o alfeite é para fechar e a Marinha que se arranje. Espero que gostem de campos de golfe, incompetentes.

Admira-te do grande objetivo ser mesmo esse, vender aquela área para um condomínio de luxo
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Lightning em Maio 28, 2021, 04:50:13 pm
Pode ser que haja em Marrocos algum estaleiro que repare os nossos navios...  :N-icon-Axe:
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Viajante em Maio 28, 2021, 05:31:50 pm
Não é melhor a Marinha precaver-se e instalar-se em Viana do Castelo?
O Estado é dono de mais de 350 000m2 de terreno, que já está concessionado à West Sea (250 000m2 até 2031) e pouco mais de 100 000m2 à Enercompor.
Antes que fique sem Alfeite, tirava partido do estaleiro da West Sea, aproveitava o facto de estar a ser aprofundado agora o canal e ficava com uma localização protegida por natureza (mar).
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: asalves em Maio 28, 2021, 07:43:24 pm
Pois é, mais 429M€ para o Novo Banco, e não há 20M€ para o Arsenal. É o que eu digo, são prioridades: é sempre melhor ajudar a salvar um banco, do que ajudar a salvar (e revitalizar) o estaleiro que trabalha quase exclusivamente com e para a Marinha.

O problema não é 20 milhões agora, é que se nada mudar esses 20 milhões desaparecem (são gastos) e as coisas continuam iguais.

É preciso fazer escolhas e ter coragem para as ter, ou o Alfeite passa para dentro da marinha e passa a ser subsidiado pela mesma ou tem que passar a ser uma empresa a sério.

E isso implica arranjar clientes, implica a marinha ter que pagar a horas e implica deixar de lá ter amiguinhos e implica mais do que isso deixar de dependerem tanto do governo para certas decisões e investimento.

Mas isto tem de acontecer tudo, não basta fazer a coisa pela metade. Os West Sea são a prova que é possível ter estaleiros de grande dimensão viáveis em Portugal e a dar lucro, agora basta imitar ou fazer melhor.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Lightning em Maio 28, 2021, 07:44:59 pm
Não é melhor a Marinha precaver-se e instalar-se em Viana do Castelo?
O Estado é dono de mais de 350 000m2 de terreno, que já está concessionado à West Sea (250 000m2 até 2031) e pouco mais de 100 000m2 à Enercompor.
Antes que fique sem Alfeite, tirava partido do estaleiro da West Sea, aproveitava o facto de estar a ser aprofundado agora o canal e ficava com uma localização protegida por natureza (mar).

A base naval não precisa de ir para Viana do Castelo, os navios são móveis, e há mais estaleiros no país além da West Sea.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: zawevo em Junho 29, 2021, 07:42:55 pm
Trabalhadores do Alfeite em protesto contra "bloqueios" das Finanças

Os trabalhadores do Arsenal do Alfeite exigem o desbloqueio imediato da "situação profissional dos 47 trabalhadores que continuam congelados na mesma posição remuneratória".

Cerca de meia centena de trabalhadores do Arsenal do Alfeite manifestaram-se esta terça-feira, em frente ao Ministério das Finanças, lamentando o “bloqueio” da tutela em matérias como admissão de pessoal, promoções e modernização e reequipamento do estaleiro.


Reunidos em plenário junto ao Terreiro do Paço, antes de serem recebidos no ministério, os trabalhadores deste estaleiro, responsável pela reparação e manutenção dos navios da Marinha portuguesa, aprovaram por unanimidade uma resolução dirigida ao ministro do Estado e das Finanças, João Leão.

Entre as exigências feitas ao Governo “e, em particular”, à pasta das Finanças, está “uma política de investimento e modernização, necessária para que a Arsenal do Alfeite, S.A. possa continuar a desempenhar a sua missão proporcionando a operacionalidade necessária a todos os meios da Marinha” e uma “política de admissão de pessoal” para o Arsenal “em número suficiente para inverter a diminuição do efetivo”.

Estes trabalhadores exigem ainda o “desbloqueamento imediato da situação profissional dos 47 trabalhadores que continuam congelados na mesma posição remuneratória por falta de deferimento desse ministério [Finanças] em relação a promoções”.

“O problema destes 47 trabalhadores que têm as suas promoções congeladas, a situação está aqui. (…) Tudo o que é investimento ‘barra’ no Ministério das Finanças “, disse António Pereira, membro da comissão de trabalhadores, apontando que desde 2018 que o Ministério da Defesa disse que “não havia obstáculos” à promoção destes trabalhadores e que a situação estava com a tutela liderada por João Leão.

António Pereira salientou também que ao longo dos últimos 82 anos, o investimento no estaleiro foi “gradual” e “muito pouco”, sendo necessário em maquinaria e equipamentos, muitas vezes avariados e cuja reparação é morosa. “Neste momento era necessário mais um meio de docagem. Desde 2017 que estava previsto o prolongamento da doca seca. Isso também já saiu em portaria, à volta de seis milhões de euros, só que depois uma administração veio, outra administração veio e a questão não avança”, apontou.

Presente na manifestação, a secretária-geral da CGTP (Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses — Intersindical Nacional), Isabel Camarinha, salientou que o Arsenal é o estaleiro da Marinha portuguesa, e “um instrumento fundamental” para garantir a “operacionalidade e funcionalidade que é necessária” a este ramo, lamentando que o Governo ande “no jogo do empurra” entre ministérios.


“Houve uma alteração no formato da grelha salarial, estes trabalhadores já deviam ter progredido e há outros trabalhadores que, por causa dessa alteração que houve, que estão há menos tempo em condições de progredir, e que estão a passar à frente destes 47. Isto é completamente absurdo, inclusive ilegal”, apontou.

Depois de terem sido recebidos por um membro das relações públicas do ministério, António Pereira vincou a intenção de conseguir marcar uma reunião com o ministro das Finanças “ou com alguém com responsabilidades”. Também Alexandre Plácido, coordenador nacional do Sindicato dos Trabalhadores Civis das Forças Armadas, Estabelecimentos Fabris e Empresas de Defesa (STEFFAs), lamentou a situação, falando aos trabalhadores presentes.

“Atualmente, o Arsenal do Alfeite é tutelado pela Defesa mas também pelas Finanças e há uma série de situações que se arrastam e temos informação de que pelo lado do Ministério da Defesa elas têm tido seguimento e chegam aqui a esta casa amarela e ficam cá ’empancadas'”, disse, apontando para o edifício da tutela. Bruno Dias, deputado do PCP, participou também no plenário, expressou a sua “camaradagem” para com os trabalhadores do Arsenal e sublinhou a importância do estaleiro para a capacidade de resposta das Forças Armadas portuguesas.

“O Arsenal do Alfeite não é uma chafarica qualquer”, ironizou. Há vários anos que o Arsenal do Alfeite passa por dificuldades financeiras graves, que já se traduziram em atrasos de salários e até do subsídio de Natal em 2020 aos mais de 400 trabalhadores que constituem esta empresa, responsável pela reparação e manutenção dos navios da Marinha portuguesa.

https://observador.pt/2021/06/29/trabalhadores-do-alfeite-em-protesto-contra-bloqueios-das-financas/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+obs-ultimas+%28Observador+-+%C3%9Altimas%29
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Red Baron em Julho 07, 2021, 05:43:52 pm
Boas noticias...

Não existe dinheiro para as docas, mas.
Existe 2M para a construção da academia do Alfeite,
E foi assinado um contracto com a marinha de Marrocos para virem fazer manutenção ao Alfeite, embora existam navios da Marinha com 4 anos de atraso na manutenção.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Pescador em Julho 07, 2021, 06:05:39 pm
Boas noticias...

Não existe dinheiro para as docas, mas.
Existe 2M para a construção da academia do Alfeite,
E foi assinado um contracto com a marinha de Marrocos para virem fazer manutenção ao Alfeite, embora existam navios da Marinha com 4 anos de atraso na manutenção.

Não precisamos de navios na Marinha, só de campos de golf, instalações de convívio e salas de situação com ar condicionado
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Julho 07, 2021, 06:09:48 pm
Enquanto o governo não abrir os cordões à bolsa, para pagar os serviços, vai ser difícil. E enquanto os serviço para a Marinha não forem pagos, os seus navios certamente ficarão para trás na lista de encomendas, atrás de quem paga a tempo e horas.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Red Baron em Julho 07, 2021, 07:26:30 pm
Enquanto o governo não abrir os cordões à bolsa, para pagar os serviços, vai ser difícil. E enquanto os serviço para a Marinha não forem pagos, os seus navios certamente ficarão para trás na lista de encomendas, atrás de quem paga a tempo e horas.

Só para o plano de reabilitação atual, são preciso 15M. Que o governo não preferiu não ir buscar ao PRR.

Para fazer a reabilitação total(mais uma doca seca e uma flutuante) deve ficar mais caro que um NPO.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Julho 07, 2021, 09:15:35 pm
Realmente 15 milhões é muito dinheiro, para salvar a TAP chove 100 vezes esse valor e sem espinhas.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: asalves em Julho 08, 2021, 05:49:17 pm
Realmente 15 milhões é muito dinheiro, para salvar a TAP chove 100 vezes esse valor e sem espinhas.

Sem espinhas literalmente pois o documento usado como desculpas para fundamentar o resgate da TAP tinha uma pagina de informação, o resto era tretas de índices, títulos,...
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Julho 08, 2021, 07:48:57 pm
https://www.publico.pt/2021/07/07/politica/noticia/defesa-garante-estabilizacao-financeira-arsenal-alfeite-1969439
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: NVF em Julho 09, 2021, 09:38:48 am
Os dois aspectos mais relevantes desta notícia: construção do KC-259 pelas OGMA e vigilância de pedreiras. Há muitas décadas que não tínhamos um ministro tão competente na pasta da Defesa. Temos homem, carago!
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: mafets em Julho 09, 2021, 09:55:57 am
Eu podia mandar o homem para um sitio que eu ca sei mas não vale a pena. E as LFC continuam em papel...

(https://lh3.googleusercontent.com/proxy/l4ecbAIGP2_d31n1-zpr_3v1mLRTUfVqUrDKMWnMv9H9E0oKlJJonsHN3xVTji3ApcYq8Bbc6H79l3z7yAG3mWqCoCJfKamfvYIaiqaSeFU4gQ8_bZqfQm1_LIdyOFbZW37k)

(https://lh3.googleusercontent.com/proxy/uW7Ih7Q5SAnIYpLYxFIBrkDRR7Dz2kf5Li7zQRXL1RPX0MXues3A6RyZEmHaCF-g1XG54JNOa3bh8LZJgt42QwxMVYSjffF737c9DrWGi0WaVrWsNgH7sx55nhiCYrUGRCnj)

Saudações
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: tenente em Julho 09, 2021, 10:20:29 am
Os dois aspectos mais relevantes desta notícia: construção do KC-259 pelas OGMA e vigilância de pedreiras. Há muitas décadas que não tínhamos um ministro tão competente na pasta da Defesa. Temos homem, carago!

Eu direi mesmo mais, quais Dupont e Dupond, COMPETENTISSIMO !!!!
Um espectáculo de MDdDN, aka, ministro destruidor da Defesa Nacional !!!
 :Ups:

Abraços
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: tenente em Julho 09, 2021, 10:23:31 am
Eu podia mandar o homem para um sitio que eu ca sei mas não vale a pena. E as LFC continuam em papel...

(https://lh3.googleusercontent.com/proxy/l4ecbAIGP2_d31n1-zpr_3v1mLRTUfVqUrDKMWnMv9H9E0oKlJJonsHN3xVTji3ApcYq8Bbc6H79l3z7yAG3mWqCoCJfKamfvYIaiqaSeFU4gQ8_bZqfQm1_LIdyOFbZW37k)

(https://lh3.googleusercontent.com/proxy/uW7Ih7Q5SAnIYpLYxFIBrkDRR7Dz2kf5Li7zQRXL1RPX0MXues3A6RyZEmHaCF-g1XG54JNOa3bh8LZJgt42QwxMVYSjffF737c9DrWGi0WaVrWsNgH7sx55nhiCYrUGRCnj)

Saudações

Correcto e afirmativo!!!!
Era mesmo pela construção das nove/dez Lanchas que devia comecar a recuperação e continuar com a construção de meia dúzia de patrulhas costeiros para se poder  oferecer os Tejo aos amigos de STP e ou de CV, tal o interesse de Portugal nessa Area.

Cambada de incompetentes e comodistas !!!

Abraços e mar chão
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: LM em Julho 09, 2021, 11:15:22 am
Fico lixado com os políticos que constantemente quase pedem desculpa por existirem FA, que reforçam que as missões são de Protecção Civil / Guarda Costeira... mas até no RU têm esse "cuidado":

The Royal Navy’s six Type 45 destroyers perform a range of tasks, including air defense, counter-piracy, and providing humanitarian aid. (https://www.thedefensepost.com/2021/07/08/royal-navy-destoyer-fleet-upgrade/)   ::)
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: dc em Julho 09, 2021, 11:29:14 am
A grande diferença é que lá usa-se esse tipo de "desculpa", para arranjar apoio para verdadeiros navios de guerra. Por cá é para tentar enaltecer cargueiros e OPVs civis.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: redkukulkane em Julho 09, 2021, 01:56:21 pm
caros foristas,o erro do kc-259 e do jornal publico e nâo do ministro. c56x1


deve ver o video entre o minuto 9.50-11.15
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: NVF em Julho 09, 2021, 02:59:47 pm
“Prontos”! Está explicado. Eu deveria ter calculado que um homem tão competente e conhecedor da poda jamais teria cometido tal deslize.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Lightning em Julho 10, 2021, 07:46:06 am
O KC259 vai ser o novo avião construído pela OGMA, uma mistura de KC com 295 (mas os dois últimos números trocados por causa dos direitos de autor).

É como as sapatilhas NAIKE.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Pescador em Julho 10, 2021, 12:06:01 pm
O que se passa com o Alfeite é a cara da politica e do oportunismo de alguns neste País.

Empregos, desenvolvimento e, apoio da estrutura da Marinha de Guerra, instituição de Defesa do Estado de Direito, tratados como se fosse apenas mais um Centro Comercial ou afins.

Insano, vergonhoso, digno de criminosos
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: P44 em Julho 11, 2021, 11:31:19 am
Mas nós somos governados por criminosos
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Red Baron em Julho 11, 2021, 05:16:49 pm
O que se passa com o Alfeite é a cara da politica e do oportunismo de alguns neste País.

Empregos, desenvolvimento e, apoio da estrutura da Marinha de Guerra, instituição de Defesa do Estado de Direito, tratados como se fosse apenas mais um Centro Comercial ou afins.

Insano, vergonhoso, digno de criminosos

O problema do Alfeite é a falta de dinheiro para fazer os investimento necessários.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: asalves em Julho 12, 2021, 12:06:28 pm
O que se passa com o Alfeite é a cara da politica e do oportunismo de alguns neste País.

Empregos, desenvolvimento e, apoio da estrutura da Marinha de Guerra, instituição de Defesa do Estado de Direito, tratados como se fosse apenas mais um Centro Comercial ou afins.

Insano, vergonhoso, digno de criminosos

Não é só dinheiro, não se muda uma administração só porque se quer mudar de estratégia.

O problema do Alfeite é a falta de dinheiro para fazer os investimento necessários.
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Pescador em Julho 12, 2021, 04:43:40 pm
O que se passa neste País actualmente, é semelhante a no passado as elites que esbanjaram aquilo que os antepassados tinham conseguido e conquistado. A vaidade pessoal daquilo que têm ou conseguem vir a ter, sobrepõe-se ao orgulho Nacional.

Observe-se Países onde  conceber projetos e executa-los é questão de orgulho. De sentimento de realização nacional. Tanto dos que planeiam como dos que executam.
Cá, interessa é ganhar com aquilo onde se mete as mãos. Orientar a vidinha de privilégios.
E esse sentimento passa e acaba por ser cultural.

Como se pode avançar como Nação com esta cultura?
Anda tudo a espera de ver onde para a manjedoura. Então vai arrastando sem pressas, sem ondas(mar chão), paninhos quentes, etc

Serve quem isso?

 
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: Charlie Jaguar em Outubro 20, 2021, 10:20:10 am
Citar
Ressurgimento da academia do Alfeite "reforça ligação" ao setor naval

O ministro da Defesa afirmou hoje que o ressurgimento da academia naval do Arsenal do Alfeite, em Almada, "vai reforçar a ligação entre a indústria e o meio académico, contribuindo para a criação de uma verdadeira comunidade no setor".

19/10/21 21:09 ‧ HÁ 13 HORAS POR LUSA

"Isto é absolutamente fundamental para o renascimento ou rejuvenescimento da indústria naval em Portugal", disse João Gomes Cravinho, na cerimónia de lançamento do curso piloto da Academia Arsenal do Alfeite, com a duração de 9 meses."Aquilo que hoje se assinala na realidade é uma nova forma de viver essa antiga escola de formação da academia, uma forma contemporânea de transmitir um património de conhecimento, adaptando esse conhecimento e a forma de transmissão aos novos desafios do nosso século, às novas necessidades nas políticas de defesa no plano interno e no plano internacional", acrescentou.

Para o ministro da Defesa, o ressurgimento da academia naval do Alfeite "é fundamental para contrariar o relativo declínio da indústria naval em Portugal ao longo das últimas décadas", devido a múltiplos fatores, "alguns internos", outros relacionados com as "grandes transformações nos mercados navais internacionais"."Em resultado deste declínio, o setor naturalmente foi perdendo atratividade, foi perdendo inovação nos seus processos produtivos, e a formação dirigida às empresas do setor naval em Portugal acaba por ser hoje em dia uma formação reduzida, em pequena escala, também muitas vezes redutora", justificou João Gomes Cravinho, lembrando que há poucas instituições do Ensino Superior e do ensino profissional a promoverem este tipo de formação.

"A Academia responde, a partir de agora, a este desafio, oferecendo programas de formação e, no futuro, programas de ensino, também em diferentes níveis de qualificações, níveis intermédios, níveis de âmbito superior, procurando fomentar o desenvolvimento destes programas pelas próprias instituições de ensino superior, articulando os seus conteúdos formativos com as necessidades das empresas, qualificando aqueles que já trabalham nas empresas e captando novos profissionais para a área naval", salientou o ministro.

De acordo com uma nota de imprensa do Ministério da Defesa, "a Academia do Arsenal do Alfeite é um projeto que contribuirá para o cumprimento do objetivo da Componente do Mar, do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), nomeadamente através da criação de emprego associado à formação e aquisição de competências, atração de novas empresas e criação de novos polos de desenvolvimento tecnológico"."Este novo polo de excelência tem raízes na escola de formação que funcionou durante décadas no Alfeite, passando agora a servir todo o `cluster´ naval com o desenvolvimento de programas de formação e ensino na área da engenharia, tendo em vista o reforço de conhecimentos e competências técnico-científicas", acrescenta o documento.

https://www.noticiasaominuto.com/economia/1855180/ressurgimento-da-academia-do-alfeite-reforca-ligacao-ao-setor-naval?utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer&utm_content=economia&fbclid=IwAR3273SoPnGyQGMITUIF6mte_DfQbahVDZo3xWUHyGLpqJfLd_0e1sIPYOA
Título: Re: Arsenal do Alfeite
Enviado por: mafets em Outubro 20, 2021, 10:37:07 am
 Assim como já reforçou a sua ligação ao golfe. Aliás, essa é real e não ficção como as balelas deste MDN ;D ;D

:mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://scontent.flis11-1.fna.fbcdn.net/v/t39.30808-6/p526x296/245932702_4922291134471916_4668081013199033701_n.jpg?_nc_cat=107&ccb=1-5&_nc_sid=730e14&_nc_ohc=cNhbOMmEZVQAX-SOVGJ&tn=MU3raCwoXFgDXm-I&_nc_ht=scontent.flis11-1.fna&oh=45229c4c1e90f4defa76ef4ffc5aa685&oe=6174C0AA)

Cumprimentos e boas tacadas.  :mrgreen: :mrgreen:

P.S. https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/marinha-portuguesa-comprou-3-900-bolas-de-golfe (https://poligrafo.sapo.pt/fact-check/marinha-portuguesa-comprou-3-900-bolas-de-golfe)

Citar
A empresa fornecedora, porém, confirmou ao Polígrafo a venda das 3.900 bolas de golfe, por 1.692 euros, em julho de 2021. "Sim, realizámos essa venda à Marinha Portuguesa", garantiu uma representante da Golfejardim Lda., em resposta por telefone ao Polígrafo.

(https://external.flis11-2.fna.fbcdn.net/safe_image.php?d=AQH5earmkWJh5JTO&w=500&h=261&url=https%3A%2F%2Fthumbs.web.sapo.io%2F%3FW%3D1200%26H%3D630%26delay_optim%3D1%26tv%3D1%26crop%3Dcenter%26bottom_overlay%3Dhttps%253A%252F%252Fpoligrafo.sapo.pt%252Fassets%252Fimg%252Fpoligrafo%252Ffacebook-overlay-true.png%26epic%3DNWJmc4Jd%2BNj4RBBhL%2FHliypcK2EQ2MtjT%2FiIUnR4834WFM9dAgz9WWGMNlhRdy60Y1rUn4BffUITp7tViOH98Gflsjdp8MXVvJqd6vuuzmlVWyE%3D&cfs=1&ext=jpg&_nc_oe=6ee35&_nc_sid=06c271&ccb=3-5&_nc_hash=AQG5Be9cNk0-NdR0)