Invasão da Ucrânia

  • 5916 Respostas
  • 291448 Visualizações
*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 4817
  • Recebeu: 401 vez(es)
  • Enviou: 79 vez(es)
  • +251/-5616
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5685 em: Fevereiro 12, 2024, 05:09:44 pm »
Potius mori quam foedari
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20040
  • Recebeu: 2235 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +942/-1465
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5686 em: Fevereiro 12, 2024, 05:37:43 pm »
Kremlin e Elon Musk negam uso de satélites Starlink na Rússia


 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7314
  • Recebeu: 917 vez(es)
  • +4275/-831
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5687 em: Fevereiro 12, 2024, 07:23:25 pm »
Citação de: Lampuka
Muito mais credíveis foram as afirmações sobre o "o cancro de Putin", "o desmantelamento de electrodomésticos para produção de armas" ou "o isolamento da Rússia"...
A "credibilidade" tem que se lhe diga

A argumentação de Putin, na conversa que teve como o agente pro-russo Tucker Carlson, mostrou apenas uma cópia do que teria sido uma entrevista com Adolf Hitler sobre a invasão da Polónia.
A Alemanha estava apenas a recuperar o território que históricamente era seu, os polacos tinham cometido atrocidades e sevicias sobre as mulheres arianas em Gdansk.
A Alemanha estava sempre pronta a fazer a Paz com todos, a Alemanha não começou a guerra, foram os ingleses e os franceses que começaram,

E importante: A Alemanha não tem mais planos nenhuns para atacar coisa nenhuma.  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:


Para quê ouvir Putin, se Hitler já disse exatamente a mesma coisa muitos anos antes





Já agora: Eu não sei se os presentes sabem, mas cancro, dependendo do tipo de doença, não é necessáriamente uma doença fulminante.
Ao mesmo tempo, os russos importaram eletrodomésticos em grandes quantidades depois do inicio da invasão.
Deve ter sido para servirem de ... bom.... para alguma coisa  :mrgreen:
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

Lampuka

  • Analista
  • ***
  • 693
  • Recebeu: 230 vez(es)
  • Enviou: 281 vez(es)
  • +116/-1118
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5688 em: Fevereiro 12, 2024, 07:36:29 pm »
 :rir: :rir: :rir: :rir: :rir:

E eu a pensar que os mísseis hipersónicos eram algo especial, e afinal são feitos na Moulinex...

A Rússia é um buraco negro no universo, isolada de tudo.

Putin já não está cá, é um sósia.

And so on... and so on...
Valha-me Deus!

Tragam água, muita água.
E não vejam mais nada, só aquilo que outros dizem... não vale a pena!!! :bang:
João Pereira
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 10916
  • Recebeu: 2294 vez(es)
  • Enviou: 3117 vez(es)
  • +696/-1028
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5689 em: Fevereiro 12, 2024, 07:48:18 pm »
A argumentação de Putin, na conversa que teve como o agente pro-russo Tucker Carlson, mostrou apenas uma cópia do que teria sido uma entrevista com Adolf Hitler sobre a invasão da Polónia.
A Alemanha estava apenas a recuperar o território que históricamente era seu, os polacos tinham cometido atrocidades e sevicias sobre as mulheres arianas em Gdansk.

Mas acho que o Putin disse quase isso na entrevista, que quem causou a 2aGM foram os Polacos pois não quiseram entregar o corredor de Gdansk.

Afinal para o Putin, o Hitler não foi o mau da fita, afinal há nazis bons  :mrgreen:.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7314
  • Recebeu: 917 vez(es)
  • +4275/-831
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5690 em: Fevereiro 12, 2024, 08:51:49 pm »
Citação de: Lampuka
E eu a pensar que os mísseis hipersónicos eram algo especial, e afinal são feitos na Moulinex...
A Rússia é um buraco negro no universo, isolada de tudo.

Filho, talvez seja melhor perguntares à mamã, para ela explicar que há muita coisa que não os supostos mísseis hipersónicos do titio Adolfo Russo que usam componentes electrónicos que podem de fato ser retirados de eletrodomésticos.
A ligação entre os mísseis Khinzal e os eletrodomésticos, foi invenção do titio e dos meninos maus que dizem mentiras.

E já agora, a mamã não lhe disse para não dizer mentiras ...

Irra, o que os adultos precisam suportar nos dias de hoje ... :o
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7314
  • Recebeu: 917 vez(es)
  • +4275/-831
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5691 em: Fevereiro 12, 2024, 08:57:11 pm »
A argumentação de Putin, na conversa que teve como o agente pro-russo Tucker Carlson, mostrou apenas uma cópia do que teria sido uma entrevista com Adolf Hitler sobre a invasão da Polónia.
A Alemanha estava apenas a recuperar o território que históricamente era seu, os polacos tinham cometido atrocidades e sevicias sobre as mulheres arianas em Gdansk.

Mas acho que o Putin disse quase isso na entrevista, que quem causou a 2aGM foram os Polacos pois não quiseram entregar o corredor de Gdansk.

Afinal para o Putin, o Hitler não foi o mau da fita, afinal há nazis bons  :mrgreen:.

Há nazis bons e muito bons.
Na campanha eleitoral para a eleição travesti do próximo mês, o candidato mais bem colocado depois do Putin, é o líder do PLD o partido liberal democrático do finado Zhirinovsky, ou do judeu Vladimir Edelstein para os que preferirem o nome judaico ...

Não só os nazis afinal são bons, como são praticamente os únicos a poder concorrer contra o Putin, como ainda por cima, como dizia o Lavrov, "Há muitos judeus nazis".

A Russia é a prova disso  :mrgreen:
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

speedy

  • Membro
  • *
  • 122
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 4 vez(es)
  • +85/-365
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5692 em: Fevereiro 12, 2024, 09:04:42 pm »
Essa história  do roubo de lavadeiras para sacar dos circuitos integrados ainda continua a dar que falar.  8)  :G-beer2:
A dificuldade   em importar  circuitos integrados a partira da Russia é  Zero. 
A Rússia tem  acesso aos processadores e SOC todos possíveis  e imaginários.


Deixem de acreditar em fábulas.



« Última modificação: Fevereiro 12, 2024, 09:05:34 pm por speedy »
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7314
  • Recebeu: 917 vez(es)
  • +4275/-831
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5693 em: Fevereiro 12, 2024, 09:24:49 pm »
Essa história  do roubo de lavadeiras para sacar dos circuitos integrados ainda continua a dar que falar.  8)  :G-beer2:
A dificuldade   em importar  circuitos integrados a partira da Russia é  Zero. 
A Rússia tem  acesso aos processadores e SOC todos possíveis  e imaginários.

Deixem de acreditar em fábulas.


Roubo ?
Mas quem é que falou em roubo ?
Filho, anda a ouvir a Russia Today na internet ou canais nazis com certeza...

A questão apareceu, com a importação por empresas russas de vários modelos de máquinas de lavar, frigorificos e outros dispositivos, cuja única relação entre elas era um determinado tipo de componente, que se encontrava apenas num determinado tipo de placa, a qual se encontra em modelos de várias marcas.

A única relação entre as aquisições eram os componentes internos de determinados tipos. A Russia não produz processadores, não produz chips e tem uma limitada capacidade de produção própria mesmo dos mais básicos.

A importância do procedimento pode ter sido exagerada, mas isso não implica que não tenha ocorrido, as tentativas da Máfia Russa e das cheerleaders pró russas  para desacreditar o fato, provam exatamente o contrário.

Até que as máfias russas pudessem montar as linhas de trafico de componentes, não havia outra forma de obter certos tipos de equipamentos.
Isto não pode ter sido generalizado, com certeza, foi exagerado pela comunicação social, mas colocar em causa a ocorrência, não faz sentido.

Agora, com a Máfia russa a organizar o tráfico, em colaboração com os traficantes das Máfias da Asia central, provavelmente já se encontraram soluções mais práticas para obter os componentes necessários.

É o modus operandi dos russos. Em Portugal a FNAC era um dos elementos utilizados para fornecer componentes eletromecânicos à industria militar da RDA (e isto só para dar um exemplo)
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20040
  • Recebeu: 2235 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +942/-1465
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5694 em: Fevereiro 12, 2024, 10:23:06 pm »
 

*

Kalil

  • Especialista
  • ****
  • 947
  • Recebeu: 292 vez(es)
  • Enviou: 210 vez(es)
  • +84/-449
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5695 em: Fevereiro 13, 2024, 02:26:03 am »
Essa história  do roubo de lavadeiras para sacar dos circuitos integrados ainda continua a dar que falar.  8)  :G-beer2:
A dificuldade   em importar  circuitos integrados a partira da Russia é  Zero. 
A Rússia tem  acesso aos processadores e SOC todos possíveis  e imaginários.

Deixem de acreditar em fábulas.



É o modus operandi dos russos. Em Portugal a FNAC era um dos elementos utilizados para fornecer componentes eletromecânicos à industria militar da RDA (e isto só para dar um exemplo)


A FNAC, que iniciou operações em Portugal em 1998? E a RDA, que desapareceu em 1990?
Ok...
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5282
  • Recebeu: 3922 vez(es)
  • Enviou: 9598 vez(es)
  • +8440/-242
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5696 em: Fevereiro 13, 2024, 05:47:23 am »
Electromecânicos… Provavelmente, o PT referia-se à Efacec, mas como é um tipo pouco humilde raramente admite erros e nunca agradece correções, nem quando são feitas por MP.
Talent de ne rien faire
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1802
  • Recebeu: 653 vez(es)
  • Enviou: 375 vez(es)
  • +319/-5960
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5697 em: Fevereiro 13, 2024, 08:11:40 am »
Essa história  do roubo de lavadeiras para sacar dos circuitos integrados ainda continua a dar que falar.  8)  :G-beer2:
A dificuldade   em importar  circuitos integrados a partira da Russia é  Zero. 
A Rússia tem  acesso aos processadores e SOC todos possíveis  e imaginários.


Deixem de acreditar em fábulas.

A questão é mesmo essa. Quando se tem uma imagem tão deslocada da realidade que é completamente aberrante.
Desde a ideia completamente imbecil de que se podia isolar economicamente uns dos maiores fornecedores mundiais de matérias primas, e fico siderado pela completa cegueira de pseudo economistas "a la viajado" a dizer que a economia russa iria colapsar em 4 meses pois representa apenas 2% do PIB mundial que é, aproximadamente o peso do PIB português na UE.  É certo, pois claro, mas nesses 2% qual é o seu peso real no funcionamento do resto da economia global? É que não é PIB gerado por turismos nem banca, é o alimento que faz os outros andarem e os imbecis pensavam que o resto do mundo iria voluntariamente empobrecer-se ou passar fome pela nossa "cruzada", para mais uma bastante selectiva porque nisto de "agressões barbaras sem razão nenhuma" o historial da malta não é propriamente o melhor.

Armas maravilha, fornecidas pela NATO que iriam fazer os russos fugir a sete pés só de as mencionarem, nunca testadas sem ser contra pés rapados, superioridade de planeamento militar só porque sim, os russos são só incompetente cheios de vodka que atacam em massas humanas com equipamento "vintage" e os nossos generais são uns génios, vide os pontapés na peida tomados pelos russos na Síria ou no Caucaso de onde foram corridos pelas guerrilhas/freedom figthers e comparem com a nossas brilhantes vitórias no Afeganistão ou Iraque. Ou pela brilhante ofensiva de Verão na Ucrania...

Acima de tudo, completo desconhecimento da capacidade e vontade do adversário. Porque a guerra é oposição de vontades e, do lado de lá, há claramente essa vontade. Deste lado a vontade é mais "holistica" esobre questões importantes como cotas de genero e raça nas fileiras.

Portanto, no mundo de fantasia os chips e integrados de maquinas de lavar vão para armas e aviões e os russos mandam agentes ir roubar camaras de radares de transito, nos países europeus para instalar nos misseis deles. Nesse mundo fabuloso onde o um colosso em materias primas só tem combustivel para mais uns dias (PT dixit) e está sem armas e munições , apesar de ter sido, durante este tempo um dos maiores exportadores de armamento do mundo (magia magia), é grande a surpresa quando afinal assim não é.

Isto não e um forum de defesa,
« Última modificação: Fevereiro 13, 2024, 08:29:10 am por FoxTroop »
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7314
  • Recebeu: 917 vez(es)
  • +4275/-831
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5698 em: Fevereiro 13, 2024, 10:13:40 am »
Citação de: Kalil
A FNAC, que iniciou operações em Portugal em 1998? E a RDA, que desapareceu em 1990?
Ok...
Com esta meu caro, até eu fiquei desiludido com a sua capacidade intelectual...
É porque das duas uma, ou você é um tontinho que nem sabe o que foi a FNAC e está a bolsar disparates, ou então confirma-se que o mandam vir para aqui par o AVACALHO.



Citação de: NVF
Electromecânicos… Provavelmente, o PT referia-se à Efacec, mas como é um tipo pouco humilde raramente admite erros e nunca agradece correções, nem quando são feitas por MP.

Em primeiro lugar, eu admito sempre erros, e raramente vejo pessoas aqui reconhece-los como eu faço. . E também não recebi nenhuma mensagem a corrigir o que quer que fosse por mensagem privada.
Desculpe a franqueza, mas é meu dever esclarecer e lembrar.

E não, não me refiro à EFACEC. Refiro-me à FNAC, Fábrica Nacional de Ar Condicionado.
A mesma FNAC sobre a qual se criou o mito de que os comunistas - que controlavam a companhia -  vendiam os equipamentos com escutas integradas. A questão foi levantada pela Zita Seabra há mais de uma década atrás.
A Zita Seabra não tinha aparentemente acesso a toda a informação e não entendeu nunca como funcionava o esquema de contrabando em que o PCP e a STASI estam metidos.

Na realidade, tudo indica que nunca existiram escutas nos equipamentos da FNAC, à qual as forças armadas não adquiriam aparelhos de ar condicionado. O rumor era corrente e não é novidade nenhuma, mas há razões técnicas que o impediam. A espionagem era possível e a FNAC podia ser realmente utilziada para espionagem, mas não eram escutas nos aparelhos de ar condicionado, era algo mais simples e mais eficaz...

A empresa terá sido na realidade utilizada – como várias empresas europeias na altura (há livros publicados em várias linguas sobre o assunto) – como forma de países do Pacto de Varsóvia ganharem acesso a importações de produtos que eram alvo de sanções.

A FNAC fabricava ares condicionados, sob licença da multinacional americana AMANA, que fornecia todos os componentes mais sofisticados dos aparelhos. Um comunista, cria uma empresa, que fabrica aparelhos americanos, que possuem componentes a que os países de leste não conseguem aceder  (e ninguém achou isto estranho).   :mrgreen:

Enquanto durasse, e esquema não fosse detetado pelos americanos, as empresas em causa importavam livremente componentes - normalmente de origem americana, mas não só - e era assim que ultrapassavam os embargos de certos equipamentos a que estavam sujeitos.

Não tenho nenhum conhecimento de que o PCP tenha controlado a EFACEC, mas a FNAC, essa sim, foi criada pelo grande empresário comunista Alexandre Alves, até ao fim, quando a empresa faliu, afogada num fraudulento mar de dívidas.

Para terminar, a empresa faliu, na sequência da queda do muro e do desaparecimento da RDA. Depois da queda do muro, a empresa durou dois anos. Tinha deixado de fazer sentido, e alegadamente, o negócio do ar condicionado, só por si, não dava lucro
Os interesses na FNAC seriam muito mais da STASI alemã que da KGB russa.
A falência da FNAC, aparentou ser um complicado esquema fraudulento, onde se incluem (como sempre com o PCP) negócios na área imobiliaria, utilizados para vender a empresa e apagar os vestigios da atividade criminosa.

No fim, o camarada Alexandre Alves, disse que a culpa do fim da FNAC, controlada por comunistas para comprar componentes americanos, foi culpa do Cavaco Silva  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:


« Última modificação: Fevereiro 13, 2024, 11:01:18 am por papatango »
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Fil53

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7314
  • Recebeu: 917 vez(es)
  • +4275/-831
Re: Invasão da Ucrânia
« Responder #5699 em: Fevereiro 13, 2024, 10:23:19 am »

A explicação acima sobre o caso da FNAC, para lembrar que tanto os comunistas russos como alemães foram a extremos, para conseguir ultrapassar os embargos - que não começaram com a guerra na Ucrânia.

Logo, a questão da utilização da compra em grandes quantidades de eletrodomésticos, cuja ligação entre si, seria um determinado tipo de placa e de chips que todos tinham, é uma razão para levantar suspeitas e concluir que os russos estão a desenrascar-se como fizeram no passado.

A guerra já dura há dois anos e a solução encontrada foi provavelmente uma solução passageira, que os russos sabiam não ser sustentaval. Mas enquanto os russos não estabeleceram outros meios para efetuar o contrabando serviu.

O que aqui é importante, é separar o trigo do joio, porque a Máfia russa, aqui tão bem representada, utiliza todos estes pequenos detalhes para tentar criar uma narrativa própria, mentirosa e com objetivos naturalmente claros. Desacreditar tudo, chamar mentiras às verdades, para depois apresentar mais este caso como prova de mentiras.

As importações ocorreram, os equipamentos foram adquiridos pelos russos, e esse movimento foi sendo reduzido.
Portanto, ou os russos conseguem componentes de outra formas, ou então deixaram de lavar a roupa ... deve ser isso.
Se era para lavar a roupa podiam comprar máquinas de lavar chinesas, que porém, não tinham os mesmos componentes.

Outra coisa, será a operacionalização da verdade por parte do ocidente.
Ou seja, nas democracias, não se mentiu quanto às compras mas não se referiu que elas não poderiam suprir todas as necessidades dos russos, nem de perto nem de longe. Foi mais um aspecto anedótico que outra coisa, mas não deixou de acontecer.

No ocidente pretendeu-se ajudar a criar a impressão de que as sanções tinham alguma utilidade.
Elas não foram inuteis, porque forçaram os russos a gastar muito dinheiro, mas não conseguem parar uma guerra.

« Última modificação: Fevereiro 13, 2024, 10:36:34 am por papatango »
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...