União Europeia

  • 240 Respostas
  • 31790 Visualizações
*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: União Europeia
« Responder #165 em: Março 28, 2023, 10:19:00 am »
Roménia pede à UE que desbloqueie a sua entrada no espaço Schengen até ao final do ano

A Roménia e a Bulgária estão fora deste espaço, apesar de serem membros da UE, sendo que a sua entrada é apoiada pela Comissão Europeia há uma década.



A Roménia apelou hoje a que os Estados-membros da União Europeia (UE) desbloqueiem até ao final do ano a sua entrada no espaço Schengen de livre circulação de pessoas, recomendada pela Comissão Europeia, mas chumbada pela Áustria e Países Baixos.

A Roménia e a Bulgária estão fora deste espaço, apesar de serem membros da UE, sendo que a sua entrada é apoiada pela Comissão Europeia há uma década.

"Não estamos a falar de uma data específica de junho ou outubro, mas pessoalmente espero que o processo de acesso esteja concluído este ano, analisando o melhor momento para a Bulgária aderir conjuntamente ao [espaço] Schengen", frisou o Presidente romeno, Klaus Iohannis, numa conferência de imprensa conjunta com o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel.

Klaus Iohannis salientou a questão migratória deve ser gerida por toda a UE. No final de 2022, logo depois de a Comissão emitir a sua mais recente recomendação, de abrir o espaço Schengen à Croácia, Bulgária e Roménia, a Áustria, um dos países europeus que é destino e passagem dos migrantes que entram na Europa através da chamada rota dos Balcãs, anunciou a sua oposição, considerando "inoportuno" o alargamento de Schengen.

Dentro da UE, apenas a Bulgária, Roménia, Irlanda e Chipre ainda não fazem parte desse grupo.

"Este problema tem de ser resolvido em breve para que os nossos cidadãos continuem a acreditar que a UE é uma zona de comércio livre, mas também de liberdade de circulação", apontou Iohannis.

Também Charles Michel defendeu hoje que a Roménia reúne todas as condições para entrar no espaço Schengen, apelando a uma decisão rápida da UE. "Devemos decidir sobre a adesão da Roménia a Schengen o mais rápido possível", vincou Michel na mesma conferência de imprensa, citado pela agência Agerpres.

Charles Michel acrescentou que está convencido de que a entrada da Roménia no espaço Schengen tornaria a UE um lugar mais seguro.

O espaço Schengen de livre circulação permite que cidadãos possam circular nessa área sem necessidade de passaporte e os controlos sejam abolidos, apesar de estarem previstas exceções temporárias.

Fazem parte desta área atualmente 26 países, representando 420 milhões de habitantes, dos quais 22 Estados-membros da UE - incluindo Portugal - a Islândia, o Liechtenstein, a Noruega e a Suíça.

https://www.jornaldenegocios.pt/economia/europa/uniao-europeia/detalhe/romenia-pede-a-ue-que-desbloqueie-a-sua-entrada-no-espaco-schengen-ate-ao-final-do-ano
« Última modificação: Março 28, 2023, 10:21:01 am por Viajante »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20183
  • Recebeu: 2966 vez(es)
  • Enviou: 2224 vez(es)
  • +1312/-3458
Re: União Europeia
« Responder #166 em: Abril 12, 2023, 01:52:07 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: União Europeia
« Responder #167 em: Abril 18, 2023, 04:46:05 pm »
Von der Leyen alerta UE para estratégia chinesa de "dividir e conquistar"

A presidente da Comissão justificou as acusações com os exercícios militares que Pequim fez nas últimas semanas, nomeadamente perto da fronteira com a Índia e no Estreito de Taiwan.



A presidente da Comissão Europeia criticou hoje a "postura militar" e a "política de coerção económica" que a China adotou, e alertou os Estados-membros para a estratégia de "dividir e conquistar" seguida por Pequim.

"A China tem aumentado a sua postura militar e também amplificou a sua política de coerção económica, como já pudemos verificar, da Lituânia à Austrália", sustentou Ursula von der Leyen, no início da sessão do Parlamento Europeu, em Estrasburgo (França).

A presidente da Comissão justificou as acusações com os exercícios militares que Pequim fez nas últimas semanas, nomeadamente perto da fronteira com a Índia e no Estreito de Taiwan: "A política da União Europeia de 'Uma China' é de longa data. Continuamos a pedir incessantemente paz e estabilidade no Estreito de Taiwan e opomo-nos fortemente contra qualquer alteração unilateral do status quo, em particular através do uso da força."

As ações de Pequim demonstram que o país "virou a página da era de reformas e abertura e avançou para uma de segurança e controlo", acrescentou von der Leyen.

"É necessário reconhecer - e dizê-lo - que as ações do Partido Comunista da China acompanham hoje as ambições há muito explanadas de endurecimento da postura estratégica do país", completou a presidente da Comissão Europeia perante os eurodeputados.

O discurso de von der Leyen tinha como tópico único a China e aquela que poderá - e deverá ser no seu entendimento - a relação dos 27 como um todo perante Pequim.

Segundo explicou aos eurodeputados, von der Leyen transmitiu ao Presidente chinês, Xi Jinping, que há oportunidades que podem ser aproveitadas com o estreitamento das relações com a China, mas também há linhas vermelhas intransponíveis, como a "condenação das violações dos direitos humanos em Xinjiang" ou a necessidade de transparência sobre os subsídios que dá a empresas chinesas e o respeito pela propriedade intelectual.

Há anos que a República Popular da China é acusada por várias organizações não-governamentais de violações dos direitos humanos e até de genocídio contra a população Uyghur, maioritariamente muçulmana. Há relatos de detenções em campos de concentração e de desrespeito pelos direitos básicos numa região onde se especula que haja cerca de 12 milhões de pessoas desta minoria étnica.

Ursula von der Leyen apelou também à união dos Estados-membros contra e a uma "forte coordenação entre as instituições europeias" para "aguentar uma estratégia de dividir e conquistar" que está a ser seguida pela República Popular da China: "É altura de a União Europeia mostrar que é a unidade que nos torna mais fortes."

Para isso, os 27 têm de "olhar para a resiliência" económica, nomeadamente, através da diversificação e fortalecimento de outras cadeias de abastecimento, olhando para as vulnerabilidades da economia europeia e fortalecendo "áreas-chave - a energia, a saúde e produtos farmacêuticos, a segurança alimentar e as capacidades de defesa".

https://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/von-der-leyen-alerta-ue-para-estrategia-chinesa-de-dividir-e-conquistar

A senhora podia reencaminhar o discurso para o Macron, o parceiro de viagem à china  :mrgreen:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: PTWolf

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #168 em: Abril 19, 2023, 10:05:37 am »
Lei dos Chips: "Europa toma o destino nas mãos"


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #169 em: Maio 09, 2023, 10:06:40 am »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #170 em: Maio 15, 2023, 06:08:55 pm »
Perspetivas económicas da UE melhoraram, mas inflação preocupa


 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18173
  • Recebeu: 5482 vez(es)
  • Enviou: 5838 vez(es)
  • +7118/-9505
Re: União Europeia
« Responder #171 em: Maio 15, 2023, 07:14:35 pm »
Saudemos os nossos parceiros romenos que já nós pertencíamos à "Europa" ainda eram governados pelo Ceausescu

https://sicnoticias.pt/economia/2023-05-15-Romenia-cresce-mais-e-ultrapassa-Portugal-no-PIB-per-capita-ja-este-ano-31e2fb64
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: União Europeia
« Responder #172 em: Maio 16, 2023, 11:12:21 pm »
Central de compras de gás da UE fechou primeiro leilão sem cobrir toda a procura

As ofertas de fornecedores de gás natural no primeiro leilão para compras conjuntas da UE excederam o volume da procura, mas o cruzamento das ofertas acabou por não cobrir a totalidade dos pedidos.

O vice-presidente da Comissão Europeia, Maros Sefcovic, qualificou o primeiro leilão da plataforma de compras conjuntas de gás natural da União Europeia (UE) como “um sucesso notável”, mas o volume de gás efetivamente fechado através desta primeira licitação ficou aquém do volume da procura que foi inscrito por diversos operadores nessa plataforma.

De acordo com os dados avançados esta terça-feira por Sefcovic, a plataforma atraiu uma procura agregada de 11,6 mil milhões de metros cúbicos (é mais do dobro do consumo anual de gás natural em Portugal). Embora as ofertas dos fornecedores de gás registadas na central de compras tenham ascendido a 13,4 mil milhões de metros cúbicos, o volume de facto “casado” entre procura e oferta foi menor.

Do cruzamento entre oferta e procura feito pela plataforma gerida pela empresa Prisma resultou um casamento de 10,9 mil milhões de metros cúbicos, ligeiramente aquém do total da procura.

O gás natural liquefeito (GNL) representa 20% deste volume e o gás para entrega por gasoduto representa os outros 80%.

Este primeiro leilão assegura fornecimentos em 18 dos 21 pontos virtuais de transação existentes na Europa, com a Comissão Europeia a sublinhar como “particularmente positivo” o casamento entre oferta e procura “nos países mais vulneráveis”.

A Comissão dá o exemplo da Bulgária, onde toda a procura registada na plataforma foi coberta pelas ofertas apresentadas pelos fornecedores. Na Ucrânia aconteceu o mesmo. Na Moldávia, houve uma cobertura de 80% da procura.

O vice-presidente Maros Sefcovic sublinhou que “a procura por esta plataforma claramente mostra que este instrumento é bom”.

O mesmo responsável acrescentou que Bruxelas irá agora avaliar esta primeira experiência de forma a melhorar as próximas licitações. “Veremos o que está a funcionar bem e o que pode ser melhorado”, declarou Sefcovic, em conferência de imprensa.

Na nova plataforma de compras conjuntas estão registadas empresas portuguesas, mas as regras não obrigam a que participem nos leilões. Questionada sobre se houve participações nacionais e se estas foram correspondidas do lado da oferta, a Comissão Europeia não avançou informação, indicando que não pode revelar se participaram ou não.

"Estamos a falar de negociações comerciais sensíveis e, por essa razão, não publicamos a lista de empresas, nem do lado da procura, nem do lado da oferta", justificou o porta-voz com a pasta da Energia.

https://expresso.pt/economia/economia_energia/2023-05-16-Central-de-compras-de-gas-da-UE-fechou-primeiro-leilao-sem-cobrir-toda-a-procura-5e634b71
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #173 em: Maio 17, 2023, 09:38:48 am »
Economia grega cresce, mas custo de vida também



 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18173
  • Recebeu: 5482 vez(es)
  • Enviou: 5838 vez(es)
  • +7118/-9505
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: União Europeia
« Responder #175 em: Maio 18, 2023, 12:47:56 am »
https://eco.sapo.pt/2023/05/06/sairam-de-casa-e-quando-voltaram-deparam-se-com-okupas-ocupacoes-ilegais-em-espanha-aumentam/

Seria para o separador de Espanha  :mrgreen:

Mas um escândalo desses em Espanha,...... só comprova a falência do Estado de Direito!
Também não será indiferente os vizinhos serem governados pela esquerda, pelos socialistas!!!!!

Por cá, este desgoverno tenta fazer algo parecido que é apropriar-se das casas dos donos!
« Última modificação: Maio 18, 2023, 12:58:00 am por Viajante »
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18173
  • Recebeu: 5482 vez(es)
  • Enviou: 5838 vez(es)
  • +7118/-9505
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 18173
  • Recebeu: 5482 vez(es)
  • Enviou: 5838 vez(es)
  • +7118/-9505
Re: União Europeia
« Responder #177 em: Junho 06, 2023, 03:02:29 pm »
A Polónia ameaça tornar-se uma superpotência da Europa Central: a capacidade de atrair capital estrangeiro, o desenvolvimento tecnológico, os resultados na educação e a transição para atividades de alto valor fazem da sua economia uma das mais promissor...

https://expresso.pt/internacional/2023-06-05-Polonia-a-revelacao-como-o-pais-esta-a-crescer-mais-do-que-a-Europa-Ocidental-e-pode-tornar-se-uma-das-grandes-potencias-da-NATO-b944d605
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #178 em: Junho 06, 2023, 05:00:09 pm »
A patente unitária está a chegar à União Europeia


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 20882
  • Recebeu: 2481 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1157/-1484
Re: União Europeia
« Responder #179 em: Junho 07, 2023, 11:14:54 am »
Reforma orçamental da UE: Novas regras para os Estados-membros