Política em Portugal

  • 2178 Respostas
  • 171038 Visualizações
*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2468
  • Recebeu: 902 vez(es)
  • Enviou: 3116 vez(es)
  • +563/-75
Re: Política em Portugal
« Responder #195 em: Setembro 23, 2020, 02:09:25 pm »
Sim, mas limitar-nos a erguer a bandeira do "diminuir" sem estudar bem as consequências não resolve - resolve é sancionar os corruptos, diminuir o numero global de deputados para haver menos corruptos globalmente é desistirmos de melhorar, temos é diminuir a % de corruptos.   
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +275/-171
  • Hic et Ubique
Re: Política em Portugal
« Responder #196 em: Setembro 23, 2020, 02:16:29 pm »
Atacar "detalhes" do parlamentarismo visa, muitas vezes, o populismo no que tem de pior... posso analisar mas tenho de ter em mente se isso impede vozes (e regiões) importantes de estarem representadas - será que a a IL e/ou o Chega estariam na Assembleia se diminuirmos muito os deputados de +10 milhões de habitantes? Será que o que poupamos compensa o que podemos perder? Pode ser complexo.

Diminuir os poíticos no parlamento é populismo,  ::) depois a pergunta se o que poupamos compensa com o que podemos perder, diga-me lá então com menos deputados o que é que podemos perder? Pensões vitalícias, menos corruptos com ligações obscuras, que ficam ricos à conta da política, Tachos para familiares, ordenados chorudos para o que fazem, alguns marcam ponto mas nem lá estão, outros vivem em Lisboa e declaram que vivem a 200 km  ::) enfim mais do menos.
Portugal tem corruptos a mais, e isso faz mal à economia hà que reduzir a corrupção e claro está, deve-se começar por casa, PARLAMENTO.

Diminuir o número de políticos, por si só não é problema, se ficar acautelada uma distribuição equalitária dos mandatos por região. No entanto, há a probabilidade grande de isso beneficiar os partidos com maior percentagem de votos, dando assim, por exemplo, maior poder aos partidos do centrão. Também tornará mais difícil aos pequeno partidos superar o número de votos necessários para eleger um deputado. A meu ver teria de ser revista a forma de distribuição de assentos na Assembleia para tentar contrariar este problema.
Se formos só na cantiga de diminuir o número de deputados sem atentar a estes problemas, aí sim podemos dizer que é uma medida populista. Seria dar de mão beijada aos partidos do centro o poder absoluto para continuar a fazer os negócios sujos do costume.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 8520
  • Recebeu: 1616 vez(es)
  • Enviou: 673 vez(es)
  • +932/-7245
Re: Política em Portugal
« Responder #197 em: Setembro 23, 2020, 04:20:09 pm »
“Populismo é o nome que os democratas usam quando a democracia os assusta” — Nicolás Gómez Dávila.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, HSMW, Viajante

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12767
  • Recebeu: 3104 vez(es)
  • Enviou: 7604 vez(es)
  • +791/-1317
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Política em Portugal
« Responder #198 em: Setembro 23, 2020, 04:44:00 pm »
Aos anos que se fala em propostas para reduzir o numero de deputados.
Mas agora é tudo populismo ou racismo...
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 8520
  • Recebeu: 1616 vez(es)
  • Enviou: 673 vez(es)
  • +932/-7245
Re: Política em Portugal
« Responder #199 em: Setembro 23, 2020, 05:39:26 pm »
Aos anos que se fala em propostas para reduzir o numero de deputados.
Mas agora é tudo populismo ou racismo...

Quem o afirma são os comentadores ou profissionais da propaganda (leia-se jornalistas) ao serviço do sistema.

Já agora, motivado por um vídeo atrás colocado, que mostra a reação de Ascenso Simões a quem o critica, resolvi conhecer um pouco melhor a personagem...

https://www.parlamento.pt/DeputadoGP/Paginas/Biografia.aspx?BID=2010

"Data de nascimento: 1963-05-03"
(...)
"Administrador dos Serviços de Agua e Saneamento de Vila Real (1986/1987)"
Nota: Com 23 anos.

"Formador da Fundação José Fontana (1981/1985)"
Nota: Com 18 anos.
Nota 2: "Entre 1977 e junho de 2008, o Partido Socialista teve uma instituição denominada Fundação José Fontana[6] com a finalidade promover o desenvolvimento do associativismo e do sindicalismo e em particular à formação de quadros sindicais. A Fundação José Fontana foi o embrião da UGT, que teria o seu primeiro congresso na cidade do Porto, em janeiro de 1979. A extinção das fundações Antero de Quental e José Fontana, em junho de 2008, deu lugar à criação da Fundação Res Publica." - https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Fontana

Interessante início de carreira.

Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 3136
  • Recebeu: 417 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +645/-8594
Re: Política em Portugal
« Responder #200 em: Setembro 23, 2020, 09:50:03 pm »
Acho que o populismo tem tudo a ver com a dita esquerda, pois é uma ideologia política que combina a retórica e os temas da esquerda e do populismo. Normalmente concentra sentimentos anti-elitistas, oposição ao sistema e afirma falar em nome do povo comum, temas recorrentes do populismo de esquerda incluem o anticapitalismo e a justiça social.
Pois classificar os partidos populistas de direita como de extrema direita e atribuir o seu apelo à falta de educação é especialmente conveniente para os partidos de esquerda, extrema esquerda. É uma forma fácil de desqualificá-los sem reconhecer a própria responsabilidade da esquerda na sua emergência. Estabelecem uma fronteira moral que exclui os “extremistas” do debate democrático exemplo do CHEGA.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20181
  • Recebeu: 2966 vez(es)
  • Enviou: 2224 vez(es)
  • +1309/-3458
Re: Política em Portugal
« Responder #201 em: Setembro 24, 2020, 10:42:52 am »
Tanto o Chega é de extrema-direita e populista no seu discurso, como o BE é de extrema-esquerda e populista. Aqui não há santos, muito pelo contrário!

Da mesma forma que eu aponto ao André Ventura quando se vê na sua Tese de Doutoramento criticas ao “populismo penal” e “estigmatização de minorias” ( https://cora.ucc.ie/bitstream/handle/10468/1976/PhD%20Thesis%20Final%20Version%20University%20National%20University%20Ireland.pdf?sequence=2&isAllowed=y ), também aponto o dedo ao paizinho do BE (Francisco Louçã) quando fez estudos para o Instituto de Defesa Nacional.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, HSMW, Viajante

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +275/-171
  • Hic et Ubique
Re: Política em Portugal
« Responder #202 em: Setembro 24, 2020, 12:06:43 pm »
Aos anos que se fala em propostas para reduzir o numero de deputados.
Mas agora é tudo populismo ou racismo...
Reduzir o número de deputados não é populismo. O que digo é que reduzir o número de deputados sem acautelar as possíveis consequências é que é populismo, e terá impacto contrário ao desejado. Isto não tem a ver com esquerda ou direita, mas sim com o impacto de medidas pouco estudadas na sociedade.
Para mim, por exemplo, a proposta de não abater animais nos canis municipais, sem acautelar que haveria condições para manter tanto animal é populismo. Eu também prefiro que não se abatam os animais, mas é preciso perceber que manter os animais vivos tem custos. Desde alimentação, abrigo, tratamentos veterinários, etc. E isso não foi acautelado na lei. Foi uma medida populista aprovada pelo centro.
No tempo do Sócrates, para ganhar as eleições, este colocou todos os medicamentos para idosos com pensões baixas completamente grátis. Houve um aumento enorme nos gastos do Estado em medicamentos, nesses meses. As pessoas levavam sacos e sacos de medicamentos. Meses depois de ter sido eleito a medida foi revogada. Também por essa altura começaram a chegar caixas inteiras de medicamentos para reciclar porque os médicos mudavam a medicação aos doentes e eles não sabiam o que fazer aos medicamentos. Isto também é populismo e tem impactos graves na sustentabilidade do SNS.
Populismo não é de direita nem de esquerda. César era considerado um populista pelos romanos e não acho que fosse nem comunista nem fascista. Populismo é tomar medidas para agradar à população apesar de ter impactos negativos para a mesma. É agitar "o povo" contra "as elites", mesmo quando muitas vezes os agitadores são parte dessas mesmas elites.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, HSMW

*

ocastilho

  • Membro
  • *
  • 294
  • Recebeu: 146 vez(es)
  • Enviou: 230 vez(es)
  • +9010/-6
Re: Política em Portugal
« Responder #203 em: Setembro 27, 2020, 04:11:13 pm »
Citação de: Nova Portugalidade
O terrorismo que tem de ser parado

Em Coimbra, pela calada da noite, o monumento aos Combatentes do Ultramar foi cobardemente agredido por delinquentes, demonstrando uma vez mais a impunidade com que entre nós se movimentam grupos e associações empenhados em reeditar em Portugal a vaga de devastações patrimoniais que assolam o Reino Unido, o Canadá, a França, a Bélgica e os Estados Unidos. Perante o crescendo de provocações, a Nova Portugalidade não só exige maior vigilância policial a todos os monumentos passíveis de agressões, como julga ter chegado o momento para que seja produzida legislação draconiana contra quantos atentem contra a integridade de monumentos e símbolos pátrios, à imagem do que a ministra Francisca Van Dunen acaba de fazer para conter e punir severamente quaisquer responsáveis por grafitos.


Fonte: https://www.facebook.com/novaportugalidade/photos/a.1702907456634281/2754275488164134/?type=3&theater
"Se servistes à pátria, que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis, ela o que costuma."
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 10359
  • Recebeu: 5660 vez(es)
  • Enviou: 4354 vez(es)
  • +8476/-1842
Re: Política em Portugal
« Responder #204 em: Outubro 01, 2020, 07:30:11 am »
Copypaste de uma resposta do fb, acerca dos políticos em Portugal:

Ainda me lembro de ouvir a ra'dio Renascenca transmitir a cancao "Grandola vila Morena" do Compositor Jose' Afonso . A musica ficou-me na memo'ria como um sinal de Esperanca para os milhares de jovens como Eu da altura . Nao me interessa agora o Politico Marcelo caetano ,interessa-me o homem que viu o Futuro de Portugal . Disse Ele : Em poucas de'cadas estaremos reduzidos a' Indigencia ,ou seja , a' caridade de outras Nacoes pelo que e' ridiculo continuar a falar de Independencia Nacional. Resta o Sol ,o Turismo eo Servilismo de Bandeja ,e a Emigracao em Massa e a Pobreza Cro'nica . Veremoa Alcados ao Poder Meninos Mimados ,Escroques de toda a espe'cie e a maioria nao serviria para empregados de Quartos e no entanto chegarao a Deputados ,Ministros e ate ' Presidentes da Republica . A Politica actual esta' a ser feita sem E'TICA ,sem HONRA , sem HONESTIDADE .Canta "Grandola Vila Morena " sem te cansares porque a Esperanca e' a ultima coisa a Morrer apesar de muitos como eu ja' nao estivermos ca' mais para te ouvir na tua Realizacao do dia dos Cravos .

https://www.publico.pt/2020/09/30/economia/noticia/pedro-nuno-santos-portugal-disponivel-ansioso-investimento-eua-1933510

Abraços  e bom fim de semana
« Última modificação: Outubro 01, 2020, 10:20:01 am por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1845
  • Recebeu: 669 vez(es)
  • Enviou: 389 vez(es)
  • +336/-6294
Re: Política em Portugal
« Responder #205 em: Outubro 01, 2020, 09:40:42 am »
Pois é, e esses tais de "políticos" vieram de onde? Quando é que a maralha entende que Democracia significa não só liberdade de escolha mas, acima de tudo, responsabilidade pelas escolhas? Não passam de criancinhas que querem um paizinho, um salazarzinho a quem obedecer submissamente e a quem possam expiar a impotência dos ignorantes.

Povo capado, que se diz descendente dos que desbravaram mundos. Deixem-me rir, descendentes sim mas foi dos que aqui ficaram cobardemente, a criticar os que iam e a maldizer a empreitadas histórica, filhos dos "velhos do restelo" Da mesma linha dos que, nos paços reais, conspiravam contra Albuquerque e envenenavam a mente do Rei contra os que estavam a construir um Império, apenas e e só por pura mesquinhez.

Esse mamífero falou de esperança, que raio fez ele então com ela? Transformou-a em algo palpável? Trabalhou para uma cultura de exigência e mérito na nossa sociedade ou foi na manada dos favorzinho ao amigo do primo do cão da empregada e arranja-lhe aí um lugar? Revoltou-se abertamente e saiu para a rua quando viu interesses nacionais e o futuro da Nação a ser delapidado por uma corja ou ficou no café entre duas minis a dizer que se estivesse lá faria o mesmo ou o tradicional "ah e tal ele rouba mas faz"?

Indignados de Facebook.... vão mas é enrolar-se com uma das caldas de 5 litros que a paciência para esta corja de mimadinhos à espera de um D. Sebastião já faz ferver o sangue.

A classe politica, sem honra, sem ética, sem honestidade, é apenas o espelho de um Povo sem honra, sem ética e sem honestidade. Querem politicos competentes com essas características todas? Comecem por ser assim!


PS: Também foi (nada) divertido verificar aqui no fórum a lavagem e o dourar da pilula ao ultimato e chantagem americana ao nosso país. Prostitutas que não se importam de mamar num mangalho desde que seja aquela cor. E mandar tropas para Moçambique, isso não que os nossos interesses e as nossas ligações históricas são mais fortes com o Mali ou a RCA, para não falar do Afeganistão, esse grande país lusófono.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, HSMW

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4292
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 1394 vez(es)
  • +7369/-4444
Re: Política em Portugal
« Responder #206 em: Outubro 01, 2020, 11:05:38 am »
Pois é, e esses tais de "políticos" vieram de onde? Quando é que a maralha entende que Democracia significa não só liberdade de escolha mas, acima de tudo, responsabilidade pelas escolhas? Não passam de criancinhas que querem um paizinho, um salazarzinho a quem obedecer submissamente e a quem possam expiar a impotência dos ignorantes.

Povo capado, que se diz descendente dos que desbravaram mundos. Deixem-me rir, descendentes sim mas foi dos que aqui ficaram cobardemente, a criticar os que iam e a maldizer a empreitadas histórica, filhos dos "velhos do restelo" Da mesma linha dos que, nos paços reais, conspiravam contra Albuquerque e envenenavam a mente do Rei contra os que estavam a construir um Império, apenas e e só por pura mesquinhez.

Esse mamífero falou de esperança, que raio fez ele então com ela? Transformou-a em algo palpável? Trabalhou para uma cultura de exigência e mérito na nossa sociedade ou foi na manada dos favorzinho ao amigo do primo do cão da empregada e arranja-lhe aí um lugar? Revoltou-se abertamente e saiu para a rua quando viu interesses nacionais e o futuro da Nação a ser delapidado por uma corja ou ficou no café entre duas minis a dizer que se estivesse lá faria o mesmo ou o tradicional "ah e tal ele rouba mas faz"?

Indignados de Facebook.... vão mas é enrolar-se com uma das caldas de 5 litros que a paciência para esta corja de mimadinhos à espera de um D. Sebastião já faz ferver o sangue.

A classe politica, sem honra, sem ética, sem honestidade, é apenas o espelho de um Povo sem honra, sem ética e sem honestidade. Querem politicos competentes com essas características todas? Comecem por ser assim!


PS: Também foi (nada) divertido verificar aqui no fórum a lavagem e o dourar da pilula ao ultimato e chantagem americana ao nosso país. Prostitutas que não se importam de mamar num mangalho desde que seja aquela cor. E mandar tropas para Moçambique, isso não que os nossos interesses e as nossas ligações históricas são mais fortes com o Mali ou a RCA, para não falar do Afeganistão, esse grande país lusófono.

Não vou defender ninguém, cada um sabe defender-se, mas o seu ataque merece o contraponto!!!!!
Julgo que ninguém neste fórum está iludido quanto ao facto dos políticos serem escolhidos por nós, nem muito menos iludido pelo facto dos políticos serem um reflexo da população. O facto de criticar quem está cá em Portugal pelos políticos escolhidos e pelo facto de não os responsabilizarmos, permite-me concluir que o caro Foxtroot não vota cá, certo? Sendo assim está a queixar-se do que, se desresponsabiliza-se de ir votar?

Eu critico os políticos, mas pode ter a certeza que vou votar, nem que seja contra quem está no poder, mas vou, porque só assim temos legitimidade para criticar o que está errado! Além disso penso que é esse o objectivo do Fórum, certo? Ou é todos concordarmos em tudo e vamos embora para casa?

O foxtroop sugere outra coisa perigosa, quem sai do país é que é bom e os que ficam são os cobardes, como você sugere! Eu podia replicar pelo oposto, e como moro no interior profundo inundado por emigrantes e ex-emigrantes (que só a título de graça esquecem-se muitas das vezes de falarem em português...... esses patriotas!!!!!!), sei que muita gente saíu à procura de melhores condições, apesar de muitos deles não estarem melhor, porque o custo de vida na Suiça (o grosso do destino dos emigrantes daqui) não é barato!
Eu próprio condeno a estupidez de mandarmos os nossos emigrar e depois vamos buscar mais refugiados que só cá ficam por causa dos subsídios (ai os subsídios, parece que não é um mal apenas luso!!!!!!).

Mas condeno o facto ainda mais grave de formarmos os nossos jovens para benefício de outros!!!!! Da minha parte estamos sempre de braços abertos para recebermos os emigrantes, mas obviamente fazem mais falta quando são jovens, no início de vida activa, vão ser pais, etc. em vez do fim de vida.

Sobre as ameaças dos EUA, não me parece que alguém tenha ficado surpreendido e não fomos os únicos a sentirem essa pressão: https://www.voanews.com/europe/us-pressures-spain-chinese-tech-firms
Acho que ninguém por aqui tem ilusões sobre a incapacidade da actual administração americana lidar com quem quer que seja e também escolher ..... diplomatas à sua imagem!!!!! Mas espere lá, afinal os outros países também têem incompetentes!?!?!?! Ai afinal não somos os únicos!!!!!

Mas também espero que o Foxtroop dê o seu contributo sobre os bons exemplos principalmente éticos que tenha a dar-nos no país onde trabalha, a Holanda (país das offshores)!
« Última modificação: Outubro 01, 2020, 11:06:32 am por Viajante »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: ocastilho

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +275/-171
  • Hic et Ubique
Re: Política em Portugal
« Responder #207 em: Outubro 01, 2020, 01:28:26 pm »
Pois é, e esses tais de "políticos" vieram de onde? Quando é que a maralha entende que Democracia significa não só liberdade de escolha mas, acima de tudo, responsabilidade pelas escolhas? Não passam de criancinhas que querem um paizinho, um salazarzinho a quem obedecer submissamente e a quem possam expiar a impotência dos ignorantes.

Povo capado, que se diz descendente dos que desbravaram mundos. Deixem-me rir, descendentes sim mas foi dos que aqui ficaram cobardemente, a criticar os que iam e a maldizer a empreitadas histórica, filhos dos "velhos do restelo" Da mesma linha dos que, nos paços reais, conspiravam contra Albuquerque e envenenavam a mente do Rei contra os que estavam a construir um Império, apenas e e só por pura mesquinhez.

Esse mamífero falou de esperança, que raio fez ele então com ela? Transformou-a em algo palpável? Trabalhou para uma cultura de exigência e mérito na nossa sociedade ou foi na manada dos favorzinho ao amigo do primo do cão da empregada e arranja-lhe aí um lugar? Revoltou-se abertamente e saiu para a rua quando viu interesses nacionais e o futuro da Nação a ser delapidado por uma corja ou ficou no café entre duas minis a dizer que se estivesse lá faria o mesmo ou o tradicional "ah e tal ele rouba mas faz"?

Indignados de Facebook.... vão mas é enrolar-se com uma das caldas de 5 litros que a paciência para esta corja de mimadinhos à espera de um D. Sebastião já faz ferver o sangue.

A classe politica, sem honra, sem ética, sem honestidade, é apenas o espelho de um Povo sem honra, sem ética e sem honestidade. Querem politicos competentes com essas características todas? Comecem por ser assim!


PS: Também foi (nada) divertido verificar aqui no fórum a lavagem e o dourar da pilula ao ultimato e chantagem americana ao nosso país. Prostitutas que não se importam de mamar num mangalho desde que seja aquela cor. E mandar tropas para Moçambique, isso não que os nossos interesses e as nossas ligações históricas são mais fortes com o Mali ou a RCA, para não falar do Afeganistão, esse grande país lusófono.

Fox,

tens toda a razão em relação ao que dizes no que concerne à classe política que temos. Eles só lá estão porque muitos de nós votam neles. Em relação a tentar perceber os processos politicos e participar neles, deixa estar que hoje dá o Benfica.

Relativamente ao teu Post Scriptum, percebo que estando na Holanda vejas putas por todo o lado, no entanto ter opiniões diferentes das tuas não implica que tenhamos todos os teus hábitos. Se queres ser respeitado, tenta também respeitar. Quando a China dominar o Oceano Atlântico então podemos dar-nos ao luxo de ignorar os EUA. Até lá é bom que tenhamos em conta as suas posições em termos de segurança, porque a nossa segurança também depende deles.
Relativamente à tua vontade de mandar militares para Moçambique, quem é que te diz que não é do nosso interesse este conflicto naquela zona? Afinal de contas a Frelimo não tem tido posturas muito amigáveis relativamente a Portugal e aos investimentos portugueses no país. Deixar tudo em lume brando para aumentar a pressão sobre a Frelimo para depois ganhar concessões talvez seja mais interessante para os nossos interesses... Mas isso são divagações minhas sem qualquer fundamentação em factos conhecidos.
E sabendo nós que a estabilização do Sahel é essencial para conter os fluxos migratórios para a Europa e para a segurança do Mediterrâneo porque é que achas que não é do nosso interesse participar em missões de estabilização?
 

*

zawevo

  • Perito
  • **
  • 387
  • Recebeu: 240 vez(es)
  • Enviou: 46 vez(es)
  • +100/-3589
Re: Política em Portugal
« Responder #208 em: Outubro 01, 2020, 06:33:43 pm »
Ainda sobre a linguagem não discriminatória

CONTRA-CORRENTE

Se temos recrutas, porque não ter também recrutos?

As preocupações com a linguagem já chegaram às Forças Armadas que receberam um manual de 16 páginas sobre como escrever de forma a assegurar “linguagem não discriminatória” para eles e para elas.

https://observador.pt/programas/contra-corrente/se-temos-recrutas-porque-nao-ter-tambem-recrutos/?fbclid=IwAR09KHWXqXSd29ollgB_fO52ER3qFXUFA3SfpO9hLEyLom5rssFXubYiWOA
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12767
  • Recebeu: 3104 vez(es)
  • Enviou: 7604 vez(es)
  • +791/-1317
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Política em Portugal
« Responder #209 em: Outubro 01, 2020, 07:37:36 pm »
Ainda sobre a linguagem não discriminatória

CONTRA-CORRENTE

Se temos recrutas, porque não ter também recrutos?

As preocupações com a linguagem já chegaram às Forças Armadas que receberam um manual de 16 páginas sobre como escrever de forma a assegurar “linguagem não discriminatória” para eles e para elas.

https://observador.pt/programas/contra-corrente/se-temos-recrutas-porque-nao-ter-tambem-recrutos/?fbclid=IwAR09KHWXqXSd29ollgB_fO52ER3qFXUFA3SfpO9hLEyLom5rssFXubYiWOA

Tópico dedicado:
 :arrow: https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=13499.15
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: zawevo