Energias Renováveis

  • 130 Respostas
  • 29381 Visualizações
*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4412
  • Recebeu: 2514 vez(es)
  • Enviou: 1454 vez(es)
  • +7510/-4616
Re: Energias Renováveis
« Responder #105 em: Setembro 18, 2023, 03:15:06 pm »
Dinamarca encerra todas as estações de reabastecimento de hidrogénio

A Dinamarca decidiu encerrar todas as estações destinadas ao reabastecimento de carros movidos a hidrogénio devido à falta de procura.



Além dos carros elétricos, também aqueles que são movidos a hidrogénio são apontados como alternativa aos tradicionais motores de combustão interna. Contudo, contrariamente aos primeiros, os segundos não estão a ter muito sucesso. Tanto que a Dinamarca decidiu encerrar todas as estações destinadas ao seu reabastecimento.

De acordo com o portal Energiwatch, a empresa responsável pela infraestrutura do país, que deveria ter 19 estações até 2024, vai encerrar a sua atividade.

    A produção de hidrogénio verde na Dinamarca ainda não está pronta. Nem a eletrólise, nem os camiões-cisterna, nem as estações atingiram a maturidade esperada quando lançámos as nossas ambições. Isto, combinado com o facto de não ter havido qualquer volume por parte dos fabricantes de veículos, dificultou a procura por um modelo de negócio para a exploração de estações de hidrogénio.

Explicou a empresa, num comunicado de imprensa.



Apesar de se tratar de um downgrade, esta decisão afetará um número bastante reduzido de utilizadores, uma vez que se estima que existam atualmente 136 veículos movidos a hidrogénio no país, a maioria dos quais pertencente a redes de car sharing e táxis.

Aliás, o último carro a hidrogénio para uso privado foi registado em janeiro de 2022, totalizando apenas 10 unidades nas mãos de proprietários que não sejam profissionais ou empresas.

Toyota vê decisão sobre o fim das estações de reabastecimento de hidrogénio como um passo atrás para o clima

A Toyota é uma das únicas marcas a oferecer este tipo de veículo. Por isso, a divisão dinamarquesa da fabricante disse que "a situação é sem dúvida lamentável para todos, mas, sobretudo, para os clientes que optaram por um veículo a hidrogénio, porque as outras tecnologias de emissões zero não podem satisfazer as suas necessidades de mobilidade".

    A Toyota continua firmemente empenhada no desenvolvimento contínuo da tecnologia do hidrogénio, e o desenvolvimento do hidrogénio em vários outros países da Europa prossegue a bom ritmo com um forte apoio político e financeiro.

    Os últimos desenvolvimentos na Dinamarca e nos países vizinhos apenas demonstram que é crucial dispor de apoio financeiro para iniciar a via positiva de uma das tecnologias de emissões zero necessárias para o futuro: o hidrogénio.

Além disso, a Toyota assegurou que vai estar atenta aos clientes que optaram pelo hidrogénio, por forma a encontrar a melhor solução para eles.

https://pplware.sapo.pt/motores/dinamarca-encerra-todas-as-estacoes-de-reabastecimento-de-hidrogenio-por-falta-de-procura/comment-page-1/#comment-3300316

Ainda bem que temos o visionário Costa a investir milhares de milhões de euros numa tecnologia deficitária €€€€€€€€€
O contribuinte paga!  :mrgreen:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Tiamate

*

Tiamate

  • Membro
  • *
  • 181
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 224 vez(es)
  • +126/-1009
Re: Energias Renováveis
« Responder #106 em: Setembro 18, 2023, 04:29:31 pm »
Deficitária porquê?

E se for subsidiada como foram os elétricos?

Porque pagar mais de 50.000€ por um Toyota Mirai... Antes um Corolla ou Toyota bZ4X.
https://www.caranddriver.com/toyota/mirai

É que nem é um SUV.
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 4412
  • Recebeu: 2514 vez(es)
  • Enviou: 1454 vez(es)
  • +7510/-4616
Re: Energias Renováveis
« Responder #107 em: Setembro 18, 2023, 09:02:57 pm »
Deficitária porquê?

E se for subsidiada como foram os elétricos?

Deficitária porque consome mais energia (eléctrica) do que a que produz (Hidrogénio)! Por esse motivo, a Dinamarca, que não é um país pobre, decidiu acabar com a rede de postos de abastecimento de hidrogénio!!!!!

O Costa quando tentou convencer o Macron de que nós iríamos exportar hidrogénio para França e a Alemanha, o Macron terá pensado para os seus botões! Mas como é que estes caraças que nem centrais nucleares têem (energia mais barata de produzir por kwh), vão exportar hidrogénio mais barato do que nós próprios aqui em França!!!!!!

A conclusão a que chego é a que indicou, se o Estado Português subsidiar a produção de hidrogénio!!!!!! Ainda bem que somos ricos!!!!!

Atenção, a ideia de armazenar os excedentes de energia eléctrica em forma de hidrogénio (em vez de baterias), é muito boa, mas não é rentável nos próximos anos!!!!!!! Ainda por cima e como deve saber, não somos excedentários em termos energéticos!!!!!!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Tiamate

*

smg

  • Membro
  • *
  • 162
  • Recebeu: 208 vez(es)
  • Enviou: 9 vez(es)
  • +90/-3
Re: Energias Renováveis
« Responder #108 em: Setembro 18, 2023, 09:48:13 pm »
Até há poucos anos , os geólogos pensavam que o hidrogénio branco , isto é em estado natural , não existia no nosso planeta . Mas foi encontrada uma bolsa de hidrogénio branco no Mali por acaso que tem servido para alimentar uma pequena central eléctrica .
Mais recentemente no leste de França , quando andavam à procura de metano , encontraram outra bolsa cujas reservas podem corresponder a cerca de metade do consumo mundial anual actual .
Antes de investir rios de dinheiro numa tecnologia pouco eficiente para produzir hidrogénio verde , já que para produzir uma unidade de hidrogénio é necessário gastar o equivalente a 2/3 de energia verde ( eólica , solar ou hidroeléctrica ) , seria mais sensato começar por fazer prospecções geológicas
no nosso país para ver se também temos hidrogénio branco .
Para quem quiser saber mais sobre o caso francês e o hidrogénio branco deixo este vídeo .
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Tiamate

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #109 em: Setembro 19, 2023, 02:40:03 pm »
Noruega instala painéis solares no Ártico


« Última modificação: Setembro 19, 2023, 02:42:38 pm por Lusitano89 »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #110 em: Outubro 10, 2023, 09:19:00 am »
Andaluzia tornou-se mais "verde" com o PICSA de fundos europeus. Sabe o que é?


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #111 em: Outubro 24, 2023, 04:27:59 pm »
UE quer promover energia eólica e afastar concorrência da China


« Última modificação: Outubro 24, 2023, 04:29:41 pm por Lusitano89 »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #112 em: Novembro 20, 2023, 07:22:06 pm »
Banco de Hidrogénio com 800 milhões de euros para projetos


« Última modificação: Novembro 20, 2023, 07:23:05 pm por Lusitano89 »
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12813
  • Recebeu: 3135 vez(es)
  • Enviou: 7694 vez(es)
  • +864/-1361
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Energias Renováveis
« Responder #113 em: Dezembro 02, 2023, 05:18:42 am »

The JT-60SA tokamak comes on line
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #114 em: Dezembro 02, 2023, 08:17:40 pm »
União Europeia aposta na transição energética


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #115 em: Fevereiro 06, 2024, 08:45:34 pm »
Burocracia e China são obstáculos às ambições europeias no setor eólico


 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20974
  • Recebeu: 3284 vez(es)
  • Enviou: 2377 vez(es)
  • +1615/-3526
Re: Energias Renováveis
« Responder #116 em: Fevereiro 07, 2024, 12:55:30 pm »
Greenvolt instala central solar com 8.000 painéis na Siderurgia Nacional da Maia
A instalação desta unidade de produção de energia elétrica de origem renovável para autoconsumo vai permitir gerar 8.127 MWh anualmente.




Bárbara Silva barbarasilva@negocios.pt
12:30
...
A Greenvolt anunciou esta quarta-feira a celebração de um contrato com a Megasa, através da Greenvolt Next Portugal, que permitirá à Siderurgia Nacional instalar mais de 8.000 painéis solares fotovoltaicos com uma capacidade de produção de 5,06 MWp na unidade da Maia, no Porto. Tratando-se de uma indústria eletrointensiva, com uma forte componente exportadora nacional, a instalação desta unidade de produção de energia elétrica de origem renovável para autoconsumo vai permitir gerar 8.127 MWh anualmente, suprindo parte das necessidades energéticas desta unidade de produção de varão de aço nervurado.

Com projetos para instalar também painéis solares na unidade industrial da região de Lisboa, ao longo dos últimos anos anos, a Megasa tem vindo a desenvolver um conjunto de iniciativas que lhe permitem descarbonizar a sua atividade e reduzir os custos associados ao mercado elétrico, que têm tido forte impacto nesta indústria eletrointensiva. "As nossas fábricas são os principais pontos de consumo de eletricidade do país, pelo que estamos fortíssimamente afetados pelo incremento de custos energéticos. Assim estamos a realizar, através de investimento próprio, uma forte aposta na transição energética, apostando pelas energias renováveis, nomeadamente solar", diz Álvaro Alvarez, administrador da Megasa, em comunicado.

O responsável anunciou ainda que, "além da Maia, que agora concretizamos, temos tudo pronto e licenciado para avançar também na nossa unidade no Seixal, estando apenas a aguardar a conclusão do processo junto do poder central e local". Para o administrador da empresa, que é responsável por 700 empregos diretos e 3.500 indiretos em Portugal, bem como por um volume de exportações anuais equivalente a 1.000 milhões de euros, "este é um projeto estratégico, de futuro e necessário".

Por seu lado, para a Greenvolt, "trabalhar com a Siderurgia Nacional representa um enorme desafio, visto tratar-se de um dos maiores consumidores de energia de Portugal", diz Pedro Ramalhosa, partner cofundador da Greenvolt Next Portugal. "Com este projeto temos a possibilidade de ajudar a Megasa a reduzir a sua dependência da rede elétrica nacional. Esperamos continuar a colaborar os restantes projetos em Portugal, nomeadamente os previstos para a fábrica do Seixal ", acrescentou.

João Manso Neto, CEO da Greenvolt, sublinhou a "consciência cada vez maior dos benefícios da energia solar para autoconsumo, tanto pela poupança financeira como pelo contributo positivo para o meio ambiente, ajudando na descarbonização da economia" que já existe por parte das empresas portuguesas.

https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/energia/detalhe/greenvolt-instala-central-solar-com-8000-paineis-na-siderurgia-nacional-da-maia
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #117 em: Fevereiro 19, 2024, 12:09:24 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #118 em: Março 05, 2024, 04:32:49 pm »
UE aposta no hidrogénio verde para reduzir as emissões de CO2 da indústria pesada


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22100
  • Recebeu: 2795 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1205/-1516
Re: Energias Renováveis
« Responder #119 em: Março 20, 2024, 10:33:27 pm »
Berlim: aeroporto de Tegel será transformado em cidade sustentável