Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 4 5 6 ... 10
1
Conflitos do Presente / Re: Invasão da Ucrânia
« Última mensagem por papatango em Hoje às 09:52:41 pm »
Citar
Compreendo a sua frustração. Se para quem lê este tópico se sente enojado (e entende-se perfeitamente), pode estar seguro que para quem participa é como caminhar num campo minado

Não deixa de ser engraçado, que quando as pessoas começam a expressar a sua indignação, o pessoal do costume seja o primeiro a chorar lágrimas de crocodilo.


Camarada embaixada, você e outros como você, que nos bombardeiam com propaganda, videos de pedófilos que dizem sempre a mesma coisa, manipulações, mentiras e meias verdades, é um dos responsáveis por este estado de coisas ! ! !

Com o que é que você acha que as pessoas se indignam ?

Será com as minhas afirmações ?


Pergunte às pessoas...
Se a maioria dos utilizadores deste fórum, me pedir publicamente que deixe de comentar, eu faço o que já fiz há uns anos atrás.
Pura e simplesmente retiro-me.

Você é capaz de fazer a mesma coisa ?
3
Força Aérea Portuguesa / Re: KC-390 na FAP
« Última mensagem por Luso em Hoje às 09:51:06 pm »
4
Portugal / Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Última mensagem por Red Baron em Hoje às 09:16:10 pm »
ASWF? XO? AOR? JdW?

Acredito mais nos dois últimos do que nos dois primeiros, já que até agora o plano aparentava manter as actuais fragatas quase até 2040 e não estou a ver mudarem isso. Mas a ver vamos.

2040 não digo, mas nunca antes de 2032.

5
Força Aérea Portuguesa / Re: UAVs na FAP
« Última mensagem por Red Baron em Hoje às 09:07:12 pm »
Uma aquisição mediática e baratinha, como a malta gosta, oriunda de um país que cada vez mais se está a tornar num pária na sociedade internacional e na NATO.

Estamos a falar da Turquia do Erdogan, certo? Aquele que cultiva na sociedade turca o ódio aos valores ocidentais (e muito em especial aos Estados Unidos e Europa Ocidental), transformou um estado laico numa nação quase fundamentalista, ameaça de forma constante o vizinho grego com um conflito iminente, tem admiração, dialoga e negoceia frequentemente com o Putin, veta a entrada de outros países na Aliança Atlântica porque não deportam activistas para serem julgados, presos e talvez mesmo executados, entre outras coisas mais? É mesmo desta Turquia, ou Türkiye, que vocês estão todos a falar? ::)

É uma compra que faz todo o sentido, até porque não iremos ter com certeza qualquer problema a nível logístico com material de um país a quem pouco comprámos, se de todo, e naturalmente dispomos de imensos recursos financeiros para fazer face aos imprevistos que entretanto possam surgir.
A última vez que lá estive, Kemal Atatürk, já era lenda, os valores com que ele fez a Turquia moderna, já só se encontram em alguma da população mais velha e instruída e claro nas mulheres que sabem bem o que lhes vai acontecer se a deriva religiosa continuar.

A sorte do TB2 é ser relativamente simples, e totalmente dependente de países ocidentais, tirando o armamento claro.


A Maior razão para desenvolver o nosso. Até no software dos Drones existe um grande mercado com soluções prontas.
6
Força Aérea Portuguesa / Re: UAVs na FAP
« Última mensagem por dc em Hoje às 08:58:04 pm »
Fazem engenharia reversa.  :mrgreen:
7
Marinha Portuguesa / Re: LPD- Navio Polivalente Logístico
« Última mensagem por dc em Hoje às 08:56:44 pm »
A questão, é que se continua a olhar para o LPD, como se não houvesse alternativa nenhuma ao dito navio. Quando perante alternativas, a mania ainda é o LPD, então o problema já é outro.

Para os ricos, a alternativa ao LPD, é o LHD. Para os pobres, a alternativa ao LPD, é ou um LPD mais pequeno e barato, ou LST, ou, como fez a Dinamarca, uma fragata com capacidade logística.

O LPD está longe de ser um meio barato. 300 milhões um novo, em preços de há mais de 10 anos, não se sabendo quanto custaria um agora, porque ninguém está a construir navios desse tipo com as dimensões/capacidades que nós queremos. Em França e Itália iam/vão fazer AORs que custam 400 milhões cada.

Depois temos a questão das guarnições. Sendo um dos principais problemas da Marinha a falta de pessoal, não há razão para optar por uma besta que precisa de quase 150 pessoas para guarnecer, quando há outras alternativas, que funcionam com menos de 20.

Para mim as alternativas reais são duas:
-1 ou 2 (idealmente) LST120H - guarnição ~20 elementos cada - capacidade de transportar mais de 600 pessoas somados (talvez fique mais caro que um LPD, mas as vantagens são óbvias)
-2 ou 3 XO 139CF - guarnição 125 ou menos cada - transportam 250 pessoas somados (mais caros que um LPD, mas substituem as VdG)

A ser escolhida a primeira opção, mantém-se a necessidade de substituir na mesma as VdG, claro.

E para mim continua a não fazer sentido uma MGP de 2 fragatas e 4 "navios ASW".
8
Conflitos do Presente / Re: Invasão da Ucrânia
« Última mensagem por embaixada em Hoje às 08:55:44 pm »
Sigo o Fórum Defesa há mais de 10 anos a esta parte, especialmente para procurar conhecimento sobre assuntos militares (os quais não domino): muito aprendi nestes anos.
A espaços, aqui e acolá vou comentando, pouco, mas acompanho assiduamente inúmeros tópicos.

Devo dizer porém que, desde que me recordo, nunca vi nada como este tópico e o anteriormente eliminado. A par de existirem foristas que discutem este assunto de forma pior que irracional e futebolista, inundam o tópico de mer## que em nada contribui para o debate e compreensão das várias dimensões do conflito. Por vezes até perpassa a ideia de que a sua própria pátria venderiam desde que a certas latitudes.

Honestamente, penso em abandonar o Forum, pois cada vez tenho menos paciência e tempo para certas coisas.

Poderão dizer que cá não faço falta pois pouco ou nada contribuo. É verdade, cada vez menos. Ainda assim achei por bem dizer-vos o que sinto, pois como eu, outras pessoas poderão pensar em abandonar ou deixar de participar, empobrecendo as interessantes discussões e informações que muitas vezes assisti neste espaço.

Cumps,
CC

Compreendo a sua frustração. Se para quem lê este tópico se sente enojado (e entende-se perfeitamente), pode estar seguro que para quem participa é como caminhar num campo minado. Se decidir abandonar, é pena não nos ter deixado as suas questões e opiniões sobre este conflito. E se este tópico em particular está desvirtuado duma sã discussão, custa-me a acreditar que não vai encontrar outros temas no forum onde haja respeito entre os membros e qualidade nos conteúdos.
9
Conflitos do Presente / Re: Invasão da Ucrânia
« Última mensagem por papatango em Hoje às 08:41:10 pm »
Citação de: NEONAZI
O respeito é a base de tudo! Se uma pessoa esta errada em certos argumentos, há sempre a possibilidade de fazer compreender o erro de uma forma educada. As bofetadas verbais nunca foram eficazes!

Se o texto não tivesse sido produzido por um criminoso até faria sentido.
Quando ameaças pessoas à bala estás a ter respeito por quem ?



O problema neste fórum resulta da inação por parte do administrador e dos moderadores que não se querem dar ao trabalho de agir e porque este tipo de gente, acaba por aumentar os visionamentos de páginas.
Essa é a realidade.

E é por isso que este tipo de gente é permitida...
Continuará até que apareça outro forum com caracteristicas identicas e parte de nós emigremos para lá.

O respeito devido, é respeito à Verdade.

A ideia de que há dois pontos de vista a debater, quando um lado mente descaradamente e o outro não, é vendida pela Fox News nos seus noticiarios disfarçados de artigos de opinião, pelos comunistas e nazistas em todo o mundo.
Abusam dos direitos que a liberdade lhes dá, para tentarem assassinar essa mesma liberdade.

Acredito que a maior parte das pessoas aqui são pessoas decentes, mesmo que não concordem umas com as outras.
Mas se não somos capazes de identificar as mentiras e desmonta-las e escorraçar os mentirosos, não estamos aqui a fazer nada

10
Conflitos do Presente / Re: Invasão da Ucrânia
« Última mensagem por Hammerhead em Hoje às 08:31:32 pm »
Sigo o Fórum Defesa há mais de 10 anos a esta parte, especialmente para procurar conhecimento sobre assuntos militares (os quais não domino): muito aprendi nestes anos.
A espaços, aqui e acolá vou comentando, pouco, mas acompanho assiduamente inúmeros tópicos.

Devo dizer porém que, desde que me recordo, nunca vi nada como este tópico e o anteriormente eliminado. A par de existirem foristas que discutem este assunto de forma pior que irracional e futebolista, inundam o tópico de mer## que em nada contribui para o debate e compreensão das várias dimensões do conflito. Por vezes até perpassa a ideia de que a sua própria pátria venderiam desde que a certas latitudes.

Honestamente, penso em abandonar o Forum, pois cada vez tenho menos paciência e tempo para certas coisas.

Poderão dizer que cá não faço falta pois pouco ou nada contribuo. É verdade, cada vez menos. Ainda assim achei por bem dizer-vos o que sinto, pois como eu, outras pessoas poderão pensar em abandonar ou deixar de participar, empobrecendo as interessantes discussões e informações que muitas vezes assisti neste espaço.

Cumps,
CC

Um debate é muitas vezes uma discussão tensa sobre um assunto sobre o qual se tem uma opinião dividida... normalmente é uma prática democrática, que visa encontrar um compromisso ou um consenso contra um background de pontos de vista divergentes, ou mesmo conflituais.

O corolário da liberdade de expressão é a aceitação destas discordâncias, que são expressas no debate, com respeito pelo outro acima de tudo. No entanto, acho que não se deve fomentar a ideia de que todas as opiniões são iguais.

A expressão de uma pluralidade de pontos de vista sob formas diversas, deve ser feita de acordo com os valores da democracia e não do totalitarismo!

No que diz respeito ao conflicto na Ucrania, aqui certas vezes, nao é possivel ter debate por simples falta de respeito da parte de certas entidades, o que por si jà é um desrespeito pelas regras do FD.
Não é possivel debater quando se começa a insultar e a tentar descreditar a outra pessoa.

O respeito é a base de tudo! Se uma pessoa esta errada em certos argumentos, há sempre a possibilidade de fazer compreender o erro de uma forma educada. As bofetadas verbais nunca foram eficazes!

Existem debates e existem discuções, e certas vezes passamos(eu incluido) de um ao outro sem fazer atenção e começamos entao a medir pilinhas... O que é muito lamentável.

Compreendo o seu ponto de vista, pois também já passei por lá...

Não desista, fique connosco.

Saudações
Páginas: [1] 2 3 4 5 6 ... 10