Plataforma Naval Multifuncional

  • 1408 Respostas
  • 132316 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 10347
  • Recebeu: 5652 vez(es)
  • Enviou: 4336 vez(es)
  • +8470/-1837
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1230 em: Dezembro 01, 2023, 09:52:34 am »
Fui aqui um defensor do projecto da PNM no contexto em que se insere e para o fim a que se propõe.

Sou apologista que o futuro passará cada vez mais pela automação e pela IA. O futuro das FA terá de obrigatóriamente de passar por lá.
Existem muitos bons projetos em Portugal e esta é uma area que devemos investir forte pois temos todas as condições para tomarmos um lugar forte neste tipo de sistemas.

Mas ainda assim e não obstante tudo isto que citei, não consigo compreender de que forma este navio poderá substituir uma fragata... se alguém me conseguir elucidar agradeço

Claro que não pode nem nunca poderá substituir uma fragata. quem isso afirma está a delirar !!!

Abraços
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar, CruzSilva, Pescador

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3719
  • Recebeu: 2486 vez(es)
  • Enviou: 1954 vez(es)
  • +5691/-2730
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1231 em: Dezembro 01, 2023, 10:08:55 am »
Eu já ouvi o video várias vezes, mas não vejo nada de especial ou diferente do que foram os discursos de planos navais, desde que foi encomendado o cruzador D.Carlos I.

Talvez seja melhor explicar por palavras próprias o que pretende dizer ...

Se já viu várias vezes, o que é que ele diz entre o minuto 23:00 e o minuto 23:15?
Se tiver dificuldade em chegar lá, diga - resolvemos isso.

Eu sei que no mundo de hoje, a juventude não está habituada a escrever. porque não gosta ou porque não sabe, mas continua a ser a melhor forma de nos expressarmos.
Eu posso colocar cinquenta videos para você ver, mas o que eu vejo e interpreto, se não explico, vai ficar comigo.

Até agora você não explicou absolutamente nada, e continuo sem  entender qual é o ponto de vista que defende sobre o tema, e não é com videos dos outros, entre o minuto X e o minuto Y que você se vai conseguir explicar.

Utilize a lingua portuguesa, que é muito rica, e que permite a qualquer um exprimir-se, como toda a gente faz aqui, em vez de tentar explicar argumentos com o que você acha que uma qualquer pessoa num video possa querer dizer.

Boa noite.

Se tem a ideia que eu não escrevo, é porque passa pouco tempo aqui.
Escrevo, e bastante.

Para agradecer a forma correcta como se dirige a mim, vou ser claro.

Aqui neste Forum, eu tenho defendido a ideia de que esta Plataforma Naval Multifuncional servirá de base para uma nova classe de navio que poderá vir a substituir as Fragatas na Marinha portuguesa.
Esta ideia ... digamos que... gera aqui no forum uma enorme quantidade de anticorpos.
Mas eu baseio-me num manifesto publicado pelo Gouveia e Melo em 2019, em que ele antevê precisamente isso.

No video da assinatura do contrato de construção da Plataforma, no minuto 23:00, O Almirante diz isso com todas as letras. Este navio que se constroi agora poderá dar origem a algo que substituirá as fragatas.

Curiosamente, hoje todos os que são mais críticos disto se tornar realidade "bazaram" desta secção do forum e estão neste momento todos a discutir o substituto do F-16. Pode ir lá e vê quém são. :)

Não deixa de ter graça.

Não posso trocar mais ideias consigo hoje.

Cumprimentos

O Almirante disse.
E?????? Será o almirante um esclarecido vindo de uma planeta distante?
Faz sequer sentido o que disse de este projeto servir de base a futuros substitutos de fragata?
Um projeto civil cientifico de um hibrido de hidrográfico com alguma capacidade de transporte para dar apoio aos arquipélagos.

A existência do navio para fins de ciência e outros anunciados mesmo que limitados, terá a sua utilidade? sim, claro

Mas fazer disso uma filosofia para meios de combate, é só patético. E pior alimenta ideias de que sim.
Mas tendo seguidores, é como a graxa na bota, precisa que alguém lhe dê lustro, senão a bota fica baça.
Este navio é mais uma ilha, uma base de  trabalho. Que pode dali evoluir para uma navio caçador tipo fragata?

Ao governo de sua majestade, o mercenário, atrai muito essa ideia de barcos baratos a fazer de fragata. Fazer numero. E aos carolas não está mal porque é suficiente para justificar a sua existência. A outros atrai esta filosofia fofinha do faz de conta que é, mas não nos metemos em problemas.

Algum destes promotores de barcos, vai andar embarcado e alinhar em Esquadras Nato ou eventuais futuras situações onde a coisa pode azedar, com uma espécie de fragata fantasia do almirante?
Não de certeza.  Que Marinheiros a sério não quereriam fazer parte da tripulação de uma Ah140 ou semelhante?
Que publicidade se pode fazer a uma Marinha sem navios de forte impacto no contexto de luta naval?
Se se for publicidade a viagens e carreiras


O Almirante disse.
O contrato de construção está assinado.
O Almirante cumpriu.
O resto é treta.

Se o PESCADOR é ou já foi marinheiro, e se o Almirante lhe aparecesse á frente, batia-lhe continência.

Este tema, salvo novos desenvolvimentos, está esgotado.

Quém tiver dúvidas:
Ver o video.

Sou Português, alguns aqui nem por isso. São promotores de negócios. Agora também mais vozes se ouvem para mudar a Bandeira Nacional, no PS agora, como sempre houve na extrema esquerda e em portugueses por colagem.
Não é por isso que encolho os ombros e não afirmo estar contra.

Não posso estar contra o Navio, não estou no seu limite de uso, como navio de função mais civil mas necessária. Já estou muito, mas muito contra, aberrações que pretendem limitar a força combatente e substituir por mariquices a gosto de alguns empregados da Marinha ou adoradores de algum almirante fantasias.

Eu servi mais de 30 anos, servi Portugal dentro e servi para onde me mandaram lá fora várias vezes. Fiz o que era meu Dever e até algumas vezes mais em prejuízo familiar.
Bater a pala por obrigação formal ao almirantinho ou outro, claro, fiz algumas vezes. Mas não andei a lamber botas nem o chão que pisavam, como de denota em outros.  Aliás era conhecido por dizer o que tinha a dizer, até porque sabia o que dizia e fazia no que era a minha lavra. Já outros limitam-se a ser claques de apoio e irem ajeitando-se.
Por isso aqui duas coisas muito simples. Ou me retiram no Fórum, tudo bem, ou digo o que entendo e não é brasileiros infiltrados ou pouco portugueses e híbridos que me vêm dar lições ou menos ainda coagir com palermices sobre continências, a não dizer o que entendo dizer. Estou-me a lembrar também do tópico da FAP sobre tucanitos e os infiltrados externos.

Entenda o seguidor, que fazer continência é uma obrigação hierárquica em saudação, não necessariamente mais que isso. Eu preferia alguns que nem batiam já por à vontade, que alguns contrariados que batiam. Porque há sempre coiros. esses que gostam das FA de dar jeito
O Respeito merece-se por capacidade de liderança. Algo que está muito além dos brilhantes no ombro.

O almirante também disse que as actuais Fragatas são navios tecnologicamente evoluídos e afirmou que a Marinha estava bem. O ex ministro e actual MNE, chegou a dizer que as Fragatas estavam operacionais, quando estava só uma e contudo nenhum almirante, nem este achado herói o desmentiu. Este é apenas o que dá jeito a um governo de gente que nada quer saber das FA, fazem alguma porque tem de ser. Basta analisar a as suas opções de aquisições. O pouco que se importam é com missões ONU e apoio a Sul, mais diplomático que o resto.
Aliás a Marinha é o ramo que está mais patético de meios das FA com um nível de capacidade real de combate residual e porque tem 2 bons submarinos.
Mas não fica pelo almirante tretas porque o senhor cmdt de esquadrilha de superfície disse o mesmo. Está na calha, o que demonstra que vai continuar as maravilhas de turismos a sul para levar livros e outras cargas e, claro, trazer outras que já não é preciso virem por mala diplomática.
É isto que importa e carreiras.

Sei o suficiente e um pouco mais, para falar sobre a Vassalagem politica e até militar de topo a externos. E também sobre arranjinhos entre ambos. Por isso a continência a vassalos de outros era pro forma. Já lamber ninguém obriga.
Também temos obrigações para com membros do Estado e isso não impede de ver e de pensar sobre as coisas que esses pilhas vão fazendo e envergonhando a Nação..
Quando vê um Embaixador ou Presidente da Assembleia dobrar as costas a um presidente como o Eduardo, que os olhava de cima que ar desdém, é como uma carola militar de carreira a um gajo que foi eleito e pode sair 4 anos depois.
Um General com tomates disse uma vez, " eu sou general, aqui ou colocado noutro lado, eles são só políticos com cargos pontuais"

Se hoje fossemos invadidos não faltariam desertores e colaboradores. E temos políticos na Assembleia que gostariam que fossemos virados a outro lado.  Foram nomeados pelo Partido deles, como se pode nomear um gajo para a Junta de Freguesia.

Por isso, e pelos vistos não sou só eu, alguns já desistiram de vir aturar seguidores de uma pseudo herói das vacinas, na minha modesta opinião, Fragatas têm os outros. Nós temos projectos de barcos. Os últimos Navios militares com todas as suas obvias limitações são projectos dos anos 80, são as fragatas existentes. E sem dúvida que devia ser acautela a sua brevíssima substituição esta década por navios sérios, dos quais não faltam projectos. O resto é fantasias de meninos e atirar  areia



 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar, PereiraMarques, Lampuka, Lightning, tenente, CruzSilva, PTWolf

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3719
  • Recebeu: 2486 vez(es)
  • Enviou: 1954 vez(es)
  • +5691/-2730
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1232 em: Dezembro 01, 2023, 10:12:35 am »
Citar
Não sabemos o seu deslocamento máximo carregado, não sabemos que motores serão instalados, não conhecemos a sua velocidade de cruzeiro operacional, ou seja, não sabemos praticamente nada.

7.700 toneladas

dada a tonelagem e a dimensão menor que as actuais Fragatas, logo menos espaço para motores e a provável inexistência de turbinas, deve ser uma velocidade alucinante. Mas num hidrográfico não precisa muito, já como apoio a catástrofes convinha não ser demasiado lento 
« Última modificação: Dezembro 01, 2023, 10:13:42 am por Pescador »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 10347
  • Recebeu: 5652 vez(es)
  • Enviou: 4336 vez(es)
  • +8470/-1837
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1233 em: Dezembro 01, 2023, 10:16:49 am »
Eu já ouvi o video várias vezes, mas não vejo nada de especial ou diferente do que foram os discursos de planos navais, desde que foi encomendado o cruzador D.Carlos I.

Talvez seja melhor explicar por palavras próprias o que pretende dizer ...

Se já viu várias vezes, o que é que ele diz entre o minuto 23:00 e o minuto 23:15?
Se tiver dificuldade em chegar lá, diga - resolvemos isso.

Eu sei que no mundo de hoje, a juventude não está habituada a escrever. porque não gosta ou porque não sabe, mas continua a ser a melhor forma de nos expressarmos.
Eu posso colocar cinquenta videos para você ver, mas o que eu vejo e interpreto, se não explico, vai ficar comigo.

Até agora você não explicou absolutamente nada, e continuo sem  entender qual é o ponto de vista que defende sobre o tema, e não é com videos dos outros, entre o minuto X e o minuto Y que você se vai conseguir explicar.

Utilize a lingua portuguesa, que é muito rica, e que permite a qualquer um exprimir-se, como toda a gente faz aqui, em vez de tentar explicar argumentos com o que você acha que uma qualquer pessoa num video possa querer dizer.

Boa noite.

Se tem a ideia que eu não escrevo, é porque passa pouco tempo aqui.
Escrevo, e bastante.

Para agradecer a forma correcta como se dirige a mim, vou ser claro.

Aqui neste Forum, eu tenho defendido a ideia de que esta Plataforma Naval Multifuncional servirá de base para uma nova classe de navio que poderá vir a substituir as Fragatas na Marinha portuguesa.
Esta ideia ... digamos que... gera aqui no forum uma enorme quantidade de anticorpos.
Mas eu baseio-me num manifesto publicado pelo Gouveia e Melo em 2019, em que ele antevê precisamente isso.

No video da assinatura do contrato de construção da Plataforma, no minuto 23:00, O Almirante diz isso com todas as letras. Este navio que se constroi agora poderá dar origem a algo que substituirá as fragatas.

Curiosamente, hoje todos os que são mais críticos disto se tornar realidade "bazaram" desta secção do forum e estão neste momento todos a discutir o substituto do F-16. Pode ir lá e vê quém são. :)

Não deixa de ter graça.

Não posso trocar mais ideias consigo hoje.

Cumprimentos

O Almirante disse.
E?????? Será o almirante um esclarecido vindo de uma planeta distante?
Faz sequer sentido o que disse de este projeto servir de base a futuros substitutos de fragata?
Um projeto civil cientifico de um hibrido de hidrográfico com alguma capacidade de transporte para dar apoio aos arquipélagos.

A existência do navio para fins de ciência e outros anunciados mesmo que limitados, terá a sua utilidade? sim, claro

Mas fazer disso uma filosofia para meios de combate, é só patético. E pior alimenta ideias de que sim.
Mas tendo seguidores, é como a graxa na bota, precisa que alguém lhe dê lustro, senão a bota fica baça.
Este navio é mais uma ilha, uma base de  trabalho. Que pode dali evoluir para uma navio caçador tipo fragata?

Ao governo de sua majestade, o mercenário, atrai muito essa ideia de barcos baratos a fazer de fragata. Fazer numero. E aos carolas não está mal porque é suficiente para justificar a sua existência. A outros atrai esta filosofia fofinha do faz de conta que é, mas não nos metemos em problemas.

Algum destes promotores de barcos, vai andar embarcado e alinhar em Esquadras Nato ou eventuais futuras situações onde a coisa pode azedar, com uma espécie de fragata fantasia do almirante?
Não de certeza.  Que Marinheiros a sério não quereriam fazer parte da tripulação de uma Ah140 ou semelhante?
Que publicidade se pode fazer a uma Marinha sem navios de forte impacto no contexto de luta naval?
Se se for publicidade a viagens e carreiras


O Almirante disse.
O contrato de construção está assinado.
O Almirante cumpriu.
O resto é treta.

Se o PESCADOR é ou já foi marinheiro, e se o Almirante lhe aparecesse á frente, batia-lhe continência.

Este tema, salvo novos desenvolvimentos, está esgotado.

Quém tiver dúvidas:
Ver o video.

Sou Português, alguns aqui nem por isso. São promotores de negócios. Agora também mais vozes se ouvem para mudar a Bandeira Nacional, no PS agora, como sempre houve na extrema esquerda e em portugueses por colagem.
Não é por isso que encolho os ombros e não afirmo estar contra.

Não posso estar contra o Navio, não estou no seu limite de uso, como navio de função mais civil mas necessária. Já estou muito, mas muito contra, aberrações que pretendem limitar a força combatente e substituir por mariquices a gosto de alguns empregados da Marinha ou adoradores de algum almirante fantasias.

Eu servi mais de 30 anos, servi Portugal dentro e servi para onde me mandaram lá fora várias vezes. Fiz o que era meu Dever e até algumas vezes mais em prejuízo familiar.
Bater a pala por obrigação formal ao almirantinho ou outro, claro, fiz algumas vezes. Mas não andei a lamber botas nem o chão que pisavam, como de denota em outros.  Aliás era conhecido por dizer o que tinha a dizer, até porque sabia o que dizia e fazia no que era a minha lavra. Já outros limitam-se a ser claques de apoio e irem ajeitando-se.
Por isso aqui duas coisas muito simples. Ou me retiram no Fórum, tudo bem, ou digo o que entendo e não é brasileiros infiltrados ou pouco portugueses e híbridos que me vêm dar lições ou menos ainda coagir com palermices sobre continências, a não dizer o que entendo dizer. Estou-me a lembrar também do tópico da FAP sobre tucanitos e os infiltrados externos.

Entenda o seguidor, que fazer continência é uma obrigação hierárquica em saudação, não necessariamente mais que isso. Eu preferia alguns que nem batiam já por à vontade, que alguns contrariados que batiam. Porque há sempre coiros. esses que gostam das FA de dar jeito
O Respeito merece-se por capacidade de liderança. Algo que está muito além dos brilhantes no ombro.

O almirante também disse que as actuais Fragatas são navios tecnologicamente evoluídos e afirmou que a Marinha estava bem. O ex ministro e actual MNE, chegou a dizer que as Fragatas estavam operacionais, quando estava só uma e contudo nenhum almirante, nem este achado herói o desmentiu. Este é apenas o que dá jeito a um governo de gente que nada quer saber das FA, fazem alguma porque tem de ser. Basta analisar a as suas opções de aquisições. O pouco que se importam é com missões ONU e apoio a Sul, mais diplomático que o resto.
Aliás a Marinha é o ramo que está mais patético de meios das FA com um nível de capacidade real de combate residual e porque tem 2 bons submarinos.
Mas não fica pelo almirante tretas porque o senhor cmdt de esquadrilha de superfície disse o mesmo. Está na calha, o que demonstra que vai continuar as maravilhas de turismos a sul para levar livros e outras cargas e, claro, trazer outras que já não é preciso virem por mala diplomática.
É isto que importa e carreiras.

Sei o suficiente e um pouco mais, para falar sobre a Vassalagem politica e até militar de topo a externos. E também sobre arranjinhos entre ambos. Por isso a continência a vassalos de outros era pro forma. Já lamber ninguém obriga.
Também temos obrigações para com membros do Estado e isso não impede de ver e de pensar sobre as coisas que esses pilhas vão fazendo e envergonhando a Nação..
Quando vê um Embaixador ou Presidente da Assembleia dobrar as costas a um presidente como o Eduardo, que os olhava de cima que ar desdém, é como uma carola militar de carreira a um gajo que foi eleito e pode sair 4 anos depois.
Um General com tomates disse uma vez, " eu sou general, aqui ou colocado noutro lado, eles são só políticos com cargos pontuais"

Se hoje fossemos invadidos não faltariam desertores e colaboradores. E temos políticos na Assembleia que gostariam que fossemos virados a outro lado.  Foram nomeados pelo Partido deles, como se pode nomear um gajo para a Junta de Freguesia.

Por isso, e pelos vistos não sou só eu, alguns já desistiram de vir aturar seguidores de uma pseudo herói das vacinas, na minha modesta opinião, Fragatas têm os outros. Nós temos projectos de barcos. Os últimos Navios militares com todas as suas obvias limitações são projectos dos anos 80, são as fragatas existentes. E sem dúvida que devia ser acautela a sua brevíssima substituição esta década por navios sérios, dos quais não faltam projectos. O resto é fantasias de meninos e atirar  areia

Completamente de acordo, e é como venho afirmando a Marinha está a afundar-se a todo o vapor !!

Abraços
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar, Pescador

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 17838
  • Recebeu: 5309 vez(es)
  • Enviou: 5625 vez(es)
  • +6993/-9208
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1234 em: Dezembro 01, 2023, 12:11:23 pm »
Fui aqui um defensor do projecto da PNM no contexto em que se insere e para o fim a que se propõe.

Sou apologista que o futuro passará cada vez mais pela automação e pela IA. O futuro das FA terá de obrigatóriamente de passar por lá.
Existem muitos bons projetos em Portugal e esta é uma area que devemos investir forte pois temos todas as condições para tomarmos um lugar forte neste tipo de sistemas.

Mas ainda assim e não obstante tudo isto que citei, não consigo compreender de que forma este navio poderá substituir uma fragata... se alguém me conseguir elucidar agradeço

Claro que não pode nem nunca poderá substituir uma fragata. quem isso afirma está a delirar !!!

Abraços

O picas é um visionário

Os americanos já vão cancelar as Constellation e os franceses e italianos já vão abater as FREEM

Eles curvam-se perante tamanha sabedoria
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, tenente, Pescador

*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1424
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 323 vez(es)
  • +216/-4138
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1235 em: Dezembro 01, 2023, 12:58:33 pm »
Citação  PT -
"Isto tudo para dizer que, no desenvolvimento de um navio deste tipo, ou se está preparado para investir grandes somas na miríade de respostas e contra-respostas que se vão tornando evidentes, ou então é melhor não fazer nada."

Se calhar é mesmo melhor não se fazer nada...fazer coisas novas (com os parcos recursos que temos), para quê ? Afinal de contas Portugal é uma região europeia ,... como europeia é a nossa ZEE.
 
Realmente  não falta aqui quem confirme os antigos ocupantes romanos, ou alguns viajantes estrangeiros ilustres, quando nos descreveram e caracterizaram  nas suas prosas. O problema não é só dos politicos e dos chefes militares, o problema é nosso e de cada um de nós que frequentemente temos a cultura do deitar abaixo, dos motins e da rebeldia,... certamente influências culturais dos árabes que também por cá deixaram as suas marcas.

Queremos uma ZEE alargada mas não a conseguimos cartografar na totalidade nem estudar os seus recursos , pior : os "contras" não sugerem nenhuma alternativa para que se possa cumprir essa missão. Agora tenho mesmo a certeza que o que move aqui alguns importantissimos colegas não é o interesse comum mas sim o despeito pessoal em relação a um CEMA que sabe o que faz.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, Lightning

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 17838
  • Recebeu: 5309 vez(es)
  • Enviou: 5625 vez(es)
  • +6993/-9208
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1236 em: Dezembro 01, 2023, 01:01:21 pm »
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Pescador

*

Visitante123

  • Analista
  • ***
  • 894
  • Recebeu: 312 vez(es)
  • Enviou: 177 vez(es)
  • +31/-138
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1237 em: Dezembro 01, 2023, 01:28:28 pm »


Tinha mais piada sem erros ortográficos.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Lampuka

  • Analista
  • ***
  • 696
  • Recebeu: 231 vez(es)
  • Enviou: 283 vez(es)
  • +116/-1124
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1238 em: Dezembro 01, 2023, 01:50:55 pm »
Citar
Aliás a Marinha é o ramo que está mais patético de meios das FA com um nível de capacidade real de combate residual e porque tem 2 bons submarinos.
Relativamente a isto, gostaria mesmo de saber as reais capacidades militares que têm neste momento.
Temo que possam ser apenas "bons periscópios", porque de armamento operacional sabemos que Portugal está de rastos.
Fica a pergunta.
João Pereira
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 17838
  • Recebeu: 5309 vez(es)
  • Enviou: 5625 vez(es)
  • +6993/-9208
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1239 em: Dezembro 01, 2023, 02:16:18 pm »
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Lampuka

  • Analista
  • ***
  • 696
  • Recebeu: 231 vez(es)
  • Enviou: 283 vez(es)
  • +116/-1124
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1240 em: Dezembro 01, 2023, 02:17:47 pm »
Quanto à restante discussão,  a única coisa que não consigo compreender é a desonestidade do caminho que a mesma tomou desde o dia da apresentação da PNM.
Tanto para se opinar sobre as possiveis reais capacidades e funções do navio e continuam estupidamente a distorcer aquilo que foi afirmado, de forma clara, o que tem servido apenas para promover ruído.
Não foi dito que este navio iria substituir as Fragatas.  Ponto final.
O que foi afirmado é bem claro e só não vê quem não quer, vai-se lá saber o porquê.
As Fragatas e a sua substituição terão de acontecer, num processo muito diferente e certamente mais moroso e dispendioso que este.
Qual o tipo de navio (ou configuração) adequado à realidade das missões que Portugal poderá e deverá desempenhar com o substituto das actuais Fragatas é outra história.
A guerra na Ucrânia já demonstrou que muitas doutrinas estão desatualizadas e em breve deverão começar a aparecer sinais disso nas grandes potências militares.
Talvez nessa altura se possa entender melhor aquilo que foi dito, a posição das Fragatas actuais e a evolução que poderão sofrer, novas configurações...
Meia dúzia de drones manhosos "encostaram" a marinha Russa nos portos e, mesmo aí,  não estão seguros.
Aquilo que antes só se pensaria possível com submarinos aconteceu de forma surpreendente.
Decidir agora talvez seja arriscado. Quem esperou, mal, mais de 30 anos espera mais 2 ou 3 e opta com mais segurança.
O necessário é que se exija essa decisão.
Senão continuamos no nosso fado de virem as coisas tarde e já desatualizadas.
Abraço.
João Pereira
 

*

Icterio

  • Especialista
  • ****
  • 1131
  • Recebeu: 492 vez(es)
  • Enviou: 115 vez(es)
  • +2224/-1248
  • Mais vale ser sortudo do que ser bom
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1241 em: Dezembro 01, 2023, 02:20:12 pm »
"O almirante disse, o almirante cumpriu"...

Quem escreve uma treta assim... está tudo dito.

Parece um bom slogan de campanha eleitoral   ::)

Fez-me lembrar este...


Ui, será que o almirante é do BOPE?
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3719
  • Recebeu: 2486 vez(es)
  • Enviou: 1954 vez(es)
  • +5691/-2730
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1242 em: Dezembro 01, 2023, 02:47:41 pm »
Quanto à restante discussão,  a única coisa que não consigo compreender é a desonestidade do caminho que a mesma tomou desde o dia da apresentação da PNM.
Tanto para se opinar sobre as possiveis reais capacidades e funções do navio e continuam estupidamente a distorcer aquilo que foi afirmado, de forma clara, o que tem servido apenas para promover ruído.
Não foi dito que este navio iria substituir as Fragatas.  Ponto final.
O que foi afirmado é bem claro e só não vê quem não quer, vai-se lá saber o porquê.
As Fragatas e a sua substituição terão de acontecer, num processo muito diferente e certamente mais moroso e dispendioso que este.
Qual o tipo de navio (ou configuração) adequado à realidade das missões que Portugal poderá e deverá desempenhar com o substituto das actuais Fragatas é outra história.
A guerra na Ucrânia já demonstrou que muitas doutrinas estão desatualizadas e em breve deverão começar a aparecer sinais disso nas grandes potências militares.
Talvez nessa altura se possa entender melhor aquilo que foi dito, a posição das Fragatas actuais e a evolução que poderão sofrer, novas configurações...
Meia dúzia de drones manhosos "encostaram" a marinha Russa nos portos e, mesmo aí,  não estão seguros.
Aquilo que antes só se pensaria possível com submarinos aconteceu de forma surpreendente.
Decidir agora talvez seja arriscado. Quem esperou, mal, mais de 30 anos espera mais 2 ou 3 e opta com mais segurança.
O necessário é que se exija essa decisão.
Senão continuamos no nosso fado de virem as coisas tarde e já desatualizadas.
Abraço.

"Não foi dito que este navio iria substituir as Fragatas.  Ponto final."

Foi dito que seria a base para navios para substituir fragatas. Ou seja, em português, não teremos fragatas mas navios baseados nesta concepção civil e algo de batelão, que com meios a distancia, drones, será usado por cá para fazer o trabalho de fragatas.
Foi exatamente isto

Continuo a dar a ideia de comprar uns porta contentores e transformar em fragatas picas
 

*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1424
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 323 vez(es)
  • +216/-4138
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1243 em: Dezembro 01, 2023, 03:24:24 pm »
Ainda não se viu nenhum projeto nacional para as fragatas do futuro... nem se sabe se serão fragatas as responsaveis pela intervenção musculada na ZEE. Temos que esperar para ver o que vai sair, entretanto pode-se continuar a chorar e a ranger os dentes, só para ocupar o ócio  :)

Quando publicaram os primeiros desenhos do NPO, aqui já há uma carrada de anos, o meu primeiro comentário sobre esses navios, foi dizer que mais pareciam navios bananeiros do que patrulhas modernos. Vendo o que se faz lá fora nesta área e depois comparar com os NPO's,  foi e é aflitivo ; por isso critiquei.  Esta plataforma é o contrário dos NPO, é algo de inovador quer no desenho quer nas capacidades, por isso aplaudo.
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 3719
  • Recebeu: 2486 vez(es)
  • Enviou: 1954 vez(es)
  • +5691/-2730
Re: Plataforma Naval Multifuncional
« Responder #1244 em: Dezembro 01, 2023, 04:42:57 pm »
Ainda não se viu nenhum projeto nacional para as fragatas do futuro... nem se sabe se serão fragatas as responsaveis pela intervenção musculada na ZEE. Temos que esperar para ver o que vai sair, entretanto pode-se continuar a chorar e a ranger os dentes, só para ocupar o ócio  :)

Quando publicaram os primeiros desenhos do NPO, aqui já há uma carrada de anos, o meu primeiro comentário sobre esses navios, foi dizer que mais pareciam navios bananeiros do que patrulhas modernos. Vendo o que se faz lá fora nesta área e depois comparar com os NPO's,  foi e é aflitivo ; por isso critiquei.  Esta plataforma é o contrário dos NPO, é algo de inovador quer no desenho quer nas capacidades, por isso aplaudo.

Por acaso já saiu um desenho futurista de um navio baseado neste que seria a substituição de fragatas. No fundo tinha um perfil menos porta helicópteros que este, mas parecido. Deck grande para drones  e aquela parede para jogar squash.
Mas a questão é outra e já a tinha focado aqui. A configuração de uma Fragata tendo em conta para o que serve, escolta e caçador, tem de ter um perfil de casco e uma relação comprimento largura, altura adequada para agilidade e velocidade, Não?

Mas há mais. Os custos de radares militares, porque são esses que fazem a diferença e custos de armas defensivas e ofensivas não mudam por estarem num batelão porta drones. A não ser que não as tenham e, os radares sejam civis tipo o NPO e os drones da treta, porque drones a sério são caros. Também as turbinas são caras, mas importantes para navios de combate.
Então qual a novidade nessa coisa?
Gastar e ficar com uma trambolho.
Hoje há Fragatas com dotação para um helicóptero médio e dois Drones a sério, daqueles que levam armas.
Ou seja, projetam capacidade de observação, de ataque e até transporte de forças e de equipamentos. 
As VdG tem hangar para 2 helicópteros. Metam lá um e dois drones VTOL armados, ou 4 drones ou mais se a pica é essa