Substituição dos Allouette III

  • 800 Respostas
  • 208160 Visualizações
*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 804
  • Recebeu: 888 vez(es)
  • Enviou: 551 vez(es)
  • +6555/-130
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #630 em: Novembro 11, 2018, 10:28:03 pm »
 Com esta situação de emergência relativa ao Embraer da companhia aérea do Cazaquistão ocorrida hoje. Se tivéssemos já os "Cualas" anfíbios, em caso de amaragem já não haveria qualquer problema.
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4471
  • Recebeu: 4053 vez(es)
  • Enviou: 2578 vez(es)
  • +5602/-2491
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #631 em: Novembro 12, 2018, 06:19:03 pm »
https://www.tsf.pt/sociedade/interior/versatil-e-anfibio-as-primeiras-imagens-do-koala-o-novo-helicoptero-da-forca-aerea-10142003.html.

Acho que os Koala também vão apoiar os Fuzileiros, parece que são anfibios ;D

Mais uma pérola para os anais das parvoíces ditas e escritas na comunicação social. Com que então anfíbio... e será que também trepam aos eucaliptos?  ::) :mrgreen:

CJ, vê se consegues contactar alguma fonte credível da FAP para confirmar o que um elemento do AT1, me confidenciou sobre a compra de mais cinco aw119, mas, estes não são anfíbios.  ;) ;)

Como já aqui afirmei anteriormente, é intenção clara da FAP - e já expressa inclusivé ao novo MDN - de poder vir a contar com entre uma dezena a uma dúzia de AW119 Mk.II Koala a médio prazo. Sete aparelhos, com a mais que certa activação das duas opções, é claramente pouco para quem estava até há uns poucos anos habituado a poder ter à sua disposição à volta de uma dezena de Alouette III. E ainda hoje somente com 3 operacionais os Zangões conseguem fazer autênticos milagres da multiplicação!  ::)

Se a questão da RCA fez agora finalmente ver a muitos (que não nós) a enorme pecha existente ao nível do apoio aéreo, e particularmente no número de helicópteros disponíveis nas nossas Forças Armadas, também é verdade que internamente há algumas questões; por exemplo, a do EH-101 não poder aterrar nos heliportos hospitalares é uma delas, sendo até hoje o único certificado para tal em Portugal Continental, se não me engano, o heliporto H1 da BA6 de onde aterram e descolam as aeronaves da Esq. 751! O tamanho e peso do Merlin impedem uma aterragem, por exemplo, no Hospital de Santa Maria em Lisboa, tendo a tripulação ao vir de uma missão de salvamento com feridos/sobreviventes divergir para Figo Maduro ou Montijo onde estará uma VMER e equipa do INEM à sua espera, com todos os eventuais problemas na demora ao socorro que daí possam advir.

Tomando como exemplo a situação de ontem em Beja com o Embraer ERJ da Air Astana, e onde se encontrava já à espera um Bell 412 do INEM, no caso de uma catástrofe a FAP não dispõe neste momento de um helicóptero capaz de aterrar directamente num hospital se tal for necessário. E isso é algo que vai deixar de acontecer com a chegada do Koala (e posterior mudança da Esq. 552 para Sintra), não querendo com isto dizer que a FAP vai roubar o protagonismo ou missão ao INEM; antes pelo contrário, com o Koala poderá num futuro próximo auxiliar e complementar o INEM em situações de emergência ou, como por vezes acontece, colmatar a falta de um helicóptero de emergência médica que esteja parado por avaria, manutenção ou falta de médico(s).
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 804
  • Recebeu: 888 vez(es)
  • Enviou: 551 vez(es)
  • +6555/-130
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #632 em: Novembro 12, 2018, 10:16:54 pm »
 Só uma questão de pormenor, mas importante. O heli que a FAP encomendou à Leonardo recentemmente não se chama KOALA.
 Parece que até a própria FAP não sabe a designação correcta da aeronave que adquiriu.

 A Leonardo já deixou de usar essa designação há bastante tempo. No site do fabricante o produto é designado somente por AW119Kx. Não vem lá mencionado em lado nenhum "Koala".
 No site da FAP é chamado de "AW119Mk.2 Koala", designação que deixou de existir quando a produção mudou para a fabrica de Philadelphia e passou a ter o sistema de aviónicos Garmin G1000H(TM).
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9940
  • Recebeu: 1827 vez(es)
  • Enviou: 2370 vez(es)
  • +332/-318
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #633 em: Novembro 12, 2018, 10:48:14 pm »
Talvez a designação entretanto mude, ou não ;D, é que apesar de não termos habito de mudar o nome de fábrica aos aparelhos existem países que o fazem, como Espanha ou Suécia, pode ser que este para nós fique Koala...
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 804
  • Recebeu: 888 vez(es)
  • Enviou: 551 vez(es)
  • +6555/-130
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #634 em: Novembro 13, 2018, 12:01:56 am »
Talvez a designação entretanto mude, ou não ;D, é que apesar de não termos habito de mudar o nome de fábrica aos aparelhos existem países que o fazem, como Espanha ou Suécia, pode ser que este para nós fique Koala...

Como também o EH-101 não se chama Merlin. Merlin é uma designação exclusiva do MoD britânico. Os portugueses aproveitaram e adoptaram também. Mas a aeronave oficialmente só se chama EH101, agora AW101.

  Só para se ter uma noção da nossa escala miserável. Fez-se um alarde por causa da compra de 5 AW119Kx para a Força Aérea em que a opção foi por ser mais barato e não aeronave mais indicada para a função. Sempre bimotor e teria de ser no mínmo entre o AW109 e H135. Na NATO em regra os helis de instrução novos são todos com 2 motores. Hoje o governo italiano oficializou a encomenda de 24 AW169M lá para a Guarda di Finanza.
« Última modificação: Novembro 13, 2018, 01:49:57 am por Major Alvega »
 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1437
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 248 vez(es)
  • +49/-14
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #635 em: Novembro 13, 2018, 10:53:41 am »
Talvez a designação entretanto mude, ou não ;D, é que apesar de não termos habito de mudar o nome de fábrica aos aparelhos existem países que o fazem, como Espanha ou Suécia, pode ser que este para nós fique Koala...

Como também o EH-101 não se chama Merlin. Merlin é uma designação exclusiva do MoD britânico. Os portugueses aproveitaram e adoptaram também. Mas a aeronave oficialmente só se chama EH101, agora AW101.

  Só para se ter uma noção da nossa escala miserável. Fez-se um alarde por causa da compra de 5 AW119Kx para a Força Aérea em que a opção foi por ser mais barato e não aeronave mais indicada para a função. Sempre bimotor e teria de ser no mínmo entre o AW109 e H135. Na NATO em regra os helis de instrução novos são todos com 2 motores. Hoje o governo italiano oficializou a encomenda de 24 AW169M lá para a Guarda di Finanza.

Nem todos os pilotos militares concordam com a sua afirmação.
Um segundo motor representa mais potência e ao mesmo tempo um maior peso à descolagem e um maior consumo de combustível...1400kg de carga suspensa não é suficiente?
5+2 (de opção) é que é um número miserável, isso é que é ridiculo. Já a opção pelo Koala serve os propósitos atuais, o ser patins também reduz outros custos.
A malta dos hélis não está de todo insatisfeita, tendo em conta as limitações atuais do ALIII é um bom salto qualitativo.

O futuro nos dirá se a opção foi acertada ou não (entretanto só acredito quando cá estiverem os 05).
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2174
  • Recebeu: 739 vez(es)
  • Enviou: 2345 vez(es)
  • +389/-41
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #636 em: Novembro 13, 2018, 12:26:43 pm »
Talvez a "chave" do problema seja conseguir comprar um modelo entre o AW101 e os AW119Kx (5 ou 2 ou 10)...
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9631
  • Recebeu: 4914 vez(es)
  • Enviou: 3540 vez(es)
  • +4442/-1024
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #637 em: Novembro 13, 2018, 12:38:56 pm »
Talvez a "chave" do problema seja conseguir comprar um modelo entre o AW101 e os AW119Kx (5 ou 2 ou 10)...

Na minha humilde opinião o aw109 deveria ter o heli escolhido e adquirido, mas, como já ficava a um custo perto dos seis milhões/unidade excedia em muito, o valor atribuido para a aquisição dos aw119.
Se para arranjar 20 milhões é a saga que é, imaginem o filme que seria, para desenterrar trinta milhões !!!! 





Abraços
« Última modificação: Novembro 13, 2018, 12:44:16 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4471
  • Recebeu: 4053 vez(es)
  • Enviou: 2578 vez(es)
  • +5602/-2491
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #638 em: Novembro 13, 2018, 01:59:11 pm »
Só uma questão de pormenor, mas importante. O heli que a FAP encomendou à Leonardo recentemmente não se chama KOALA.
 Parece que até a própria FAP não sabe a designação correcta da aeronave que adquiriu.

 A Leonardo já deixou de usar essa designação há bastante tempo. No site do fabricante o produto é designado somente por AW119Kx. Não vem lá mencionado em lado nenhum "Koala".
 No site da FAP é chamado de "AW119Mk.2 Koala", designação que deixou de existir quando a produção mudou para a fabrica de Philadelphia e passou a ter o sistema de aviónicos Garmin G1000H(TM).

Se todos os problemas fossem esses... isso é uma questão de somenos importância. Também o Douglas C-47 era "Skytrain" e no final quase todo o mundo, à excepção dos EUA, adoptou a designação britânica de "Dakota", tal como o T-6 era "Texan" e depois dos ingleses o apelidarem de "Harvard" raramente se voltou a ouvir falar do seu nome original. Em Portugal precisamos dar nomes aos bois, é costume nosso, e com tanto eucalipto por aí plantado o nome Koala até é mais do que apropriado. :mrgreen:

Venham mas é mais Koalas, juntamente com uns 4 a 5 AW169M, que parece que o AW139M está condenado porque umas "cabecinhas pensantes" algures o acharam muito semelhante em capacidades ao Puma, ou seja, o regresso do chamado "complexo Puma": tudo o que se assemelhar ao Puma é grande e pesado demais e para isso já existe o Merlin, daí que tenha de ser sempre algo mais ligeiro.  ::)
« Última modificação: Novembro 13, 2018, 06:58:47 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, tenente, jorgeshot1, Stalker79

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4926
  • Recebeu: 3457 vez(es)
  • Enviou: 6324 vez(es)
  • +4442/-174
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #639 em: Novembro 13, 2018, 03:05:48 pm »
Quem coloca o Puma na mesma categoria do Merlin pode ser dotado de muita coisa, mas cabeça pensante não é uma delas.  ;D
Talent de ne rien faire
 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1437
  • Recebeu: 289 vez(es)
  • Enviou: 248 vez(es)
  • +49/-14
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #640 em: Novembro 13, 2018, 03:40:29 pm »
« Última modificação: Novembro 13, 2018, 03:42:53 pm por raphael »
Um abraço
Raphael
__________________
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, jorgeshot1

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9631
  • Recebeu: 4914 vez(es)
  • Enviou: 3540 vez(es)
  • +4442/-1024
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #641 em: Novembro 13, 2018, 06:15:42 pm »
Quem coloca o Puma na mesma categoria do Merlin pode ser dotado de muita coisa, mas cabeça pensante não é uma delas.  ;D

São umas cabecinhas pensadoras é o que é !!!!!


Abraços
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9631
  • Recebeu: 4914 vez(es)
  • Enviou: 3540 vez(es)
  • +4442/-1024
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #642 em: Novembro 13, 2018, 06:23:16 pm »
Só uma questão de pormenor, mas importante. O heli que a FAP encomendou à Leonardo recentemmente não se chama KOALA.
 Parece que até a própria FAP não sabe a designação correcta da aeronave que adquiriu.

 A Leonardo já deixou de usar essa designação há bastante tempo. No site do fabricante o produto é designado somente por AW119Kx. Não vem lá mencionado em lado nenhum "Koala".
 No site da FAP é chamado de "AW119Mk.2 Koala", designação que deixou de existir quando a produção mudou para a fabrica de Philadelphia e passou a ter o sistema de aviónicos Garmin G1000H(TM).

Se todos os problemas fosses esses... isso é uma questão de somenos importância. Também o Douglas C-47 era "Skytrain" e no final quase todo o mundo, à excepção dos EUA, adoptou a designação britânica de "Dakota", tal como o T-6 era "Texan" e depois dos ingleses o apelidarem de "Harvard" raramente se voltou a ouvir falar do seu nome original. Em Portugal precisamos dar nomes aos bois, é costume nosso, e com tanto eucalipto por aí plantado o nome Koala até é mais do que apropriado. :mrgreen:

Venham mas é mais Koalas, juntamente com uns 4 a 5 AW169M, que parece que o AW139M está condenado porque umas "cabecinhas pensantes" algures o acharam muito semelhante em capacidades ao Puma, ou seja, o regresso do chamado "complexo Puma": tudo o que se assemelhar ao Puma é grande e pesado demais e para isso já existe o Merlin, daí que tenha de ser sempre algo mais ligeiro.  ::)


O que penso que irá acontecer é a FAP adquirir mais uns três 119, ficando com um total de oito unidades mais uns quatro 169, mas mesmo sendo poucos que venham os AW169, que muita faltam fazem !!

Quanto ás designações que os Portugueses, usam sejam elas correctas ou não, pessoalmente acho isso um não problema e cago de alto para as designações..........., desde que as aeronaves estejam ao serviço da FAP sejam eles Koalas, Cuálas, ou o diabo que os carregue o importante é que venham eles !!! 
Lembro-me, no entanto, de uma designação a dos U209PN, atribuída erradamente, pelo Fabricante Alemão, porquanto a designação correcta do modelo dos Subs seria U214PN........







Abraços
« Última modificação: Novembro 13, 2018, 07:01:03 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 804
  • Recebeu: 888 vez(es)
  • Enviou: 551 vez(es)
  • +6555/-130
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #643 em: Novembro 14, 2018, 01:08:13 am »
 Se calhar não leste bem aquilo que escrevi. Eu não estou preocupado com a designação. O que eu escrevi foi que a Força Aérea não sabe a designação correcta das aeronaves que adquire. É o que lá está!
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4471
  • Recebeu: 4053 vez(es)
  • Enviou: 2578 vez(es)
  • +5602/-2491
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #644 em: Novembro 22, 2018, 03:20:44 pm »
Aprovada hoje em Conselho de Ministros a Lei de Programação Militar 2019-2030 e que contempla, entre outros, a aquisição de 6 helicópteros de evacuação.

Citar
O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a nova Lei de Programação Militar (LPM) para o período 2019-2030. “Trata-se de uma lei a 12 anos, desenvolvida em três quatriénios com uma revisão de quatro em quatro anos”, enunciou o ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, em conferência de imprensa após a reunião do gabinete.

O total do investimento é de 4,74 mil milhões de euros, destinados, como o PÚBLICO já revelou, à aquisição de cinco aeronaves de transporte táctico KC 390 que irão substituir os actuais C-130, de seis navios patrulha oceânicos e de um navio polivalente logístico, de seis helicópteros de evacuação e de novo equipamento para os soldados, fardas que já tinham sido apresentadas no início deste ano no Quartel da Serra do Pilar, em Vila Nova de Gaia. Novidade é a aposta reforçada na ciberdefesa, na qual a LPM vai investir 40,5 milhões de euros.

https://www.publico.pt/2018/11/22/politica/noticia/governo-aprova-lei-programacao-militar-1852030
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"(...) Que, havendo por verdade o que dizia,
DE NADA A FORTE GENTE SE TEMIA
"

Luís Vaz de Camões (Os Lusíadas, Canto I - Estrofe 97)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: jorgeshot1, MATRA