Programa de substituição do C-130

  • 2180 Respostas
  • 349642 Visualizações
*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4642
  • Recebeu: 536 vez(es)
  • Enviou: 903 vez(es)
  • +984/-1259
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2175 em: Junho 04, 2021, 04:24:22 pm »
Noutro cenário, chegamos a 2024 a operarmos...

Nenhum.  ::)


Tipo Bérrio....


Isso não, o KC vai entrar em 2023, nem que a vaca tussa, nem que seja pelo pseudo orgulho nacional.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8271
  • Recebeu: 3724 vez(es)
  • Enviou: 2472 vez(es)
  • +2828/-202
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2176 em: Junho 04, 2021, 06:17:53 pm »
No ano em que se aponta para que os 4 C-130 estejam todos modernizados, 2024, supostamente já deveremos ter recebido um par de KC-390... isto é surreal. ::)

Prova bem que tipo de planeamento e prioridade nas aquisições é feito, neste caso, na FAP !!!

O que faz falta é um transporte estratégico, ou, pelo menos um modelo de aeronave capaz de voar com maior payload e mais longe que o C's e o que vamos ter ???
Uma aeronave com capacidades semelhantes aos C's !!
Porquê e para quê ??
Que mais valias trás á FAP ??

A verba que estamos a aplicar nesta aquisição, 827 milhões, daria para colocar cinco esquadras da FAP totalmente operacionais e refiro-me ás 201, 301, 502, 601 e 751 que contendo, tão somente, 57 aeronaves, poderiam todas elas ser sujeitas aos  respectivos e tão necessários MLU's.
Essas intervenções permitiriam, melhorar as capacidades e prolongar as vidas operacionais dos vinte e oito F's, cinco P3, doze EH101 e doze C295 !!! 
Não teria sido uma muito melhor aposta para investir 827 milhões ??
A FAP não ficaria em muito melhor estado operacional do que, quando receber os 390 ??
pergunto eu ??

PS o upgrade VIPER para os 28 F's ficava em 410 milhões sobrando 417 milhões para as restantes 29 aeronaves.

Abraços
« Última modificação: Junho 04, 2021, 07:51:05 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman, Charlie Jaguar, JohnM

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4642
  • Recebeu: 536 vez(es)
  • Enviou: 903 vez(es)
  • +984/-1259
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2177 em: Junho 05, 2021, 12:00:36 am »
No ano em que se aponta para que os 4 C-130 estejam todos modernizados, 2024, supostamente já deveremos ter recebido um par de KC-390... isto é surreal. ::)

Prova bem que tipo de planeamento e prioridade nas aquisições é feito, neste caso, na FAP !!!

O que faz falta é um transporte estratégico, ou, pelo menos um modelo de aeronave capaz de voar com maior payload e mais longe que o C's e o que vamos ter ???
Uma aeronave com capacidades semelhantes aos C's !!
Porquê e para quê ??
Que mais valias trás á FAP ??

A verba que estamos a aplicar nesta aquisição, 827 milhões, daria para colocar cinco esquadras da FAP totalmente operacionais e refiro-me ás 201, 301, 502, 601 e 751 que contendo, tão somente, 57 aeronaves, poderiam todas elas ser sujeitas aos  respectivos e tão necessários MLU's.
Essas intervenções permitiriam, melhorar as capacidades e prolongar as vidas operacionais dos vinte e oito F's, cinco P3, doze EH101 e doze C295 !!! 
Não teria sido uma muito melhor aposta para investir 827 milhões ??
A FAP não ficaria em muito melhor estado operacional do que, quando receber os 390 ??
pergunto eu ??

PS o upgrade VIPER para os 28 F's ficava em 410 milhões sobrando 417 milhões para as restantes 29 aeronaves.

Abraços

Com 360 milhões, tinham resolvido a questão do transporte estratégico/tático, REVO com os A-400M (3 unidades), sendo que 80% das missões podem ser feitas com o C-295.Com o restante dinheiro, podiam modernizar os EH-101, os C-295 e aumentar a quantia dos helicópteros de evacuação, por exemplo UH-60M novos.
 





 :bang: :bang: :bang: :bang: :bang: :bang: :bang:
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 4926
  • Recebeu: 1451 vez(es)
  • Enviou: 372 vez(es)
  • +305/-235
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2178 em: Junho 05, 2021, 12:27:00 am »
Com 360 milhões só compravas 2 A-400M. Mesmo para os excedentários de alguma força aérea europeia, é muito puxado. E neste momento já se vai tarde para cancelar a compra dos KC, uma redução para 3 unidades seria mais plausível.

E mesmo que fosse dada a opção de reduzir a encomenda de KCs, e complementar os existentes com 2 aeronaves maiores, eu escolheria, sem sombra de dúvida, o A330 MRTT, pois é o meio que se adequa mais à "estratégia do Atlântico". Mas nada disto irá acontecer, as coisas estão num estado cada vez mais grave, mais depressa começam a cortar ainda mais na componente de combate, que nos KC.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman

*

Kalil

  • Perito
  • **
  • 460
  • Recebeu: 66 vez(es)
  • Enviou: 85 vez(es)
  • +33/-14
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2179 em: Junho 06, 2021, 12:12:38 am »
Noutro cenário, chegamos a 2024 a operarmos...

Nenhum.  ::)


Tipo Bérrio....


Isso não, o KC vai entrar em 2023, nem que a vaca tussa, nem que seja pelo pseudo orgulho nacional.

Ainda vamos ver, se os pagamentos começarem a gaguejar, como tem sido habitual nos outros programas..

E ainda estou para ver quantos KC390 mais serão encomendados por membros da NATO nos próximos anos.   Tenho uma ideia..
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4642
  • Recebeu: 536 vez(es)
  • Enviou: 903 vez(es)
  • +984/-1259
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #2180 em: Junho 06, 2021, 12:47:42 am »
Noutro cenário, chegamos a 2024 a operarmos...

Nenhum.  ::)


Tipo Bérrio....


Isso não, o KC vai entrar em 2023, nem que a vaca tussa, nem que seja pelo pseudo orgulho nacional.

Ainda vamos ver, se os pagamentos começarem a gaguejar, como tem sido habitual nos outros programas..

E ainda estou para ver quantos KC390 mais serão encomendados por membros da NATO nos próximos anos.   Tenho uma ideia..

Considerando que:

Espanha, UK, França, Bélgica, Luxemburgo, Turquia,Alemanha-> A-400M;
Dinamarca, Noruega, França/Alemanha,Holanda,Itália,Grécia,Polónia,Turquia,Roménia-C-130H/C-130J

Portugal, Hungria-> KC-390

Extra NATO, (Austria, Suécia), sendo que a Suécia só vai substituir os seus em 2030.
A resposta é.....0