Combate a fogos pela F.A.P.

  • 1253 Respostas
  • 238359 Visualizações
*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4681
  • Recebeu: 544 vez(es)
  • Enviou: 942 vez(es)
  • +1199/-1614

*

redkukulkane

  • Membro
  • *
  • 95
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +4/-7
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1231 em: Abril 19, 2021, 04:47:03 pm »
o montante global de meios aéreos para combate aos fogos 2023-2026, e de  155 milh. c56x1

https://dre.pt/application/conteudo/159841269
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10533
  • Recebeu: 1592 vez(es)
  • Enviou: 4131 vez(es)
  • +246/-107
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1232 em: Abril 19, 2021, 05:11:09 pm »
Resolvia-se metade do problema reactivando os guardas florestais e profissionalizando os bombeiros.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4681
  • Recebeu: 544 vez(es)
  • Enviou: 942 vez(es)
  • +1199/-1614
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1233 em: Abril 19, 2021, 10:16:58 pm »
Pois, 'tá bem. Primeiro informem-se sobre quantas células há armazenadas em Beja, o seu verdadeiro estado, e depois vejam então se vale a pena colocar essa pergunta de novo.  ::)

https://tvi24.iol.pt/politica/combate-incendios/pcp-quer-recuperar-helicopteros-da-forca-aerea-para-o-combate-aos-incendios

Se eu pudesse falar em relação a isto....
 

*

luis simoes

  • Perito
  • **
  • 478
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 66 vez(es)
  • +19/-337
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1234 em: Abril 19, 2021, 10:28:13 pm »
Canadairs so em 2026,,,enfim... :bang:
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4681
  • Recebeu: 544 vez(es)
  • Enviou: 942 vez(es)
  • +1199/-1614
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1235 em: Abril 19, 2021, 10:34:42 pm »
Estou para ver quais os 6 helis ligeiros e 6 helis médios a serem adquiridos, os ligeiros fazia sentido serem AS-350B3, para somar aos 3 existentes.
Quanto aos médios, podiam ser UH-60A usados e comprar mais 6 para a "evacuação" armada.


Abc,
 

*

oi661114

  • Perito
  • **
  • 320
  • Recebeu: 66 vez(es)
  • Enviou: 339 vez(es)
  • +28/-268
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1236 em: Abril 23, 2021, 07:28:52 pm »
Estou para ver quais os 6 helis ligeiros e 6 helis médios a serem adquiridos, os ligeiros fazia sentido serem AS-350B3, para somar aos 3 existentes.
Quanto aos médios, podiam ser UH-60A usados e comprar mais 6 para a "evacuação" armada.


Abc,

2 são os Koala:


MAIS DOIS AW119 KOALA PARA A FORÇA AÉREA PORTUGUESA [M2252 - 40/2021]

sexta-feira, 23 de abril de 2021 às 19:15
19:15 Paulo Mata No comments

Leonardo AW119 Koala da Esquadra 552 da FAP



Integrados no pacote de aquisição de meios aéreos para o combate a incêndios florestais, anunciado pelo Governo em Março pretérito, pode ler-se na resolução de Conselho de Ministros nº27/2021, publicada em Diário de República a 22 de Março, a "aquisição de dois helicópteros AW119MKII, ao abrigo do direito de opção nos termos do atual contrato."

Estes dois Koala, cuja opção estava prevista no contrato assinado em 2017, para a aquisição dos cinco helicópteros do mesmo modelo, já a serem operados pela Esquadra 552, são portanto parte do pacote de seis helicópteros ligeiros, anunciados para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) para o período de 2023 a 2026.

Na mesmo documento é possível ainda aferir que os custos totais com a aquisição de seis helicópteros ligeiros (nos quais se inserem portanto os dois Koala) e seis pesados, tem atribuída uma verba máxima de 63,4M EUR.

Está ainda definido o calendário para a chegada desses mesmo meios, com os primeiros dois helicópteros ligeiros (que serão porventura os dois Koala de opção) previstos para 2022 e os primeiros médios/pesados para 2023.





Já a chegada dos dois aviões bombardeiros pesados tipo "Canadir" a adquirir pelo Estado, está prevista apenas para 2026, com uma verba afetada de 70,4M EUR para aquisição, infraestruturas e formação de tripulações e mecânicos.

Os helicópteros AS350B3 Ecureuil  do Estado deverão continuar ao serviço entre 2023 e 2026, tendo verbas alocadas no valor de 9,3M EUR para a sua operação e manutenção, durante esse período. Não é claro contudo, se serão incorporados na Força Aérea.

Incerto é ainda o destino da frota de helicópteros bombardeiros pesados Kamov Ka-32, igualmente pertença do Estado, mas completamente parada desde 2018 e que foi recentemente alvo de uma peritagem técnica. Segundo informação prestada pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, no Parlamento a 13 de Abril, a aquisição dos seis helicópteros médios/pesados é independente do destino dos Kamov.

http://www.passarodeferro.com/2021/04/mais-dois-aw119-koala-para-forca-aerea.html?fbclid=IwAR2rS1z2YQ8FylBbPxs3ivQOv8hH2_unm3u2TGiRwvI_WnyqGTD-XT_Tpro
« Última modificação: Abril 23, 2021, 07:30:55 pm por oi661114 »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: MigM1973

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5093
  • Recebeu: 1532 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1237 em: Abril 23, 2021, 09:11:22 pm »
Citar
Já a chegada dos dois aviões bombardeiros pesados tipo "Canadir" a adquirir pelo Estado, está prevista apenas para 2026, com uma verba afetada de 70,4M EUR para aquisição, infraestruturas e formação de tripulações e mecânicos.

Porquê aguardar até 2026 para adquirir os Canadair? Certamente 70,4 milhões não será uma despesa incomportável para algo tão essencial como o combate a incêndios. Será que a totalidade da verba da bazuca já tem destino, e não se arranjam uns meros 70 milhões? Lá terão que se fazer algumas obras públicas megalómanas para gastar o guito. Os Canadair bem podem esperar...
 

*

oi661114

  • Perito
  • **
  • 320
  • Recebeu: 66 vez(es)
  • Enviou: 339 vez(es)
  • +28/-268
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1238 em: Abril 23, 2021, 11:44:51 pm »
Citar
Já a chegada dos dois aviões bombardeiros pesados tipo "Canadir" a adquirir pelo Estado, está prevista apenas para 2026, com uma verba afetada de 70,4M EUR para aquisição, infraestruturas e formação de tripulações e mecânicos.

Porquê aguardar até 2026 para adquirir os Canadair? Certamente 70,4 milhões não será uma despesa incomportável para algo tão essencial como o combate a incêndios. Será que a totalidade da verba da bazuca já tem destino, e não se arranjam uns meros 70 milhões? Lá terão que se fazer algumas obras públicas megalómanas para gastar o guito. Os Canadair bem podem esperar...

E que tal querem comprar novos e a Viking não ter disponibilidade?
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman, MigM1973

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5093
  • Recebeu: 1532 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1239 em: Abril 24, 2021, 12:25:41 pm »
Duvido que seja esse o caso. Mas se tiveres fontes, chuta aí.
 

*

oi661114

  • Perito
  • **
  • 320
  • Recebeu: 66 vez(es)
  • Enviou: 339 vez(es)
  • +28/-268
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1240 em: Abril 24, 2021, 07:55:55 pm »
Duvido que seja esse o caso. Mas se tiveres fontes, chuta aí.

Sempre li que a Viking andava a procura de um grupo de interessados para poder produzir e a Indonésia só irá receber os seus a partir de 2024.

Mas uma noticia de Dezembro do ano passado dava conta que a entrega seria adiada.

Está o artigo (só em inglês):


Viking pushes back ‘formal launch’ of CL-515 water bomber

By Jon Hemmerdinger7 December 2020

Canadian airframer Viking Air confirms it has delayed the launch of its CL-515 First Responder firefighting aircraft, citing the Covid-19 pandemic.

The Sidney, British Columbia company had previously intended to launch the programme in 2020. Earlier this year, it pushed back the launch to the fourth quarter.

“Unfortunately, due to the effect of Covid-19 on Viking’s operations and the pandemic’s impact on governments, their citizens and budgets globally, we have elected to slide the formal launch of the CL-515 until we see a stabilisation in the global economic situation and a return to normal daily activities,” Viking executive vice-president of sales and marketing Robert Mauracher tells FlightGlobal.

Viking does not elaborate on when the formal launch of the aircraft might happen.

CL-515 -c-Viking Air



Source: Viking

A Viking CL-series aerial firefighter

The CL-515 is to be a new-build variant of Viking’s stalwart CL line of water bombers and special mission aircraft. Previous versions include the original CL-215, the CL-415 and the CL-415EAF, which are upgraded CL-415s.

In 2019, Indonesia became the CL-515’s launch customer when it ordered six of the type, with deliveries, at that point, set for 2024.

Powered by Pratt & Whitney Canada PW123AF turboprops, the CL-515 is to have Collins Aerospace’s Pro Line Fusion digital cockpit, and more capability than previous variants. It will have better corrosion protection, increased landing weight and 7,000 litres (1,850USgal) of water capacity, up from the CL-415’s 6,000-litre capacity, Mauracher said in 2018.

Viking parent Longview Aviation Capital acquired the CL programme from Bombardier in 2016.

The airframer calls the CL-515 a “production multi-mission amphibian and purpose-built aerial firefighting aircraft”.

Mauracher has said Viking envisions CL-515s with advanced sensors for use in search and rescue and maritime surveillance roles. Viking was also considering a boom system for spraying insect repellent or oil suppressant, and a large cargo door for medevac work, he has said.

Indonesia’s order included four CL-515s in “first responder” multi-mission configurations, and two as aerial firefighters.

https://www.flightglobal.com/airframers/viking-pushes-back-formal-launch-of-cl-515-water-bomber/141493.article
« Última modificação: Abril 24, 2021, 07:57:09 pm por oi661114 »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: MigM1973

*

goldfinger

  • Investigador
  • *****
  • 1451
  • Recebeu: 581 vez(es)
  • Enviou: 121 vez(es)
  • +226/-27
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1241 em: Maio 23, 2021, 10:23:19 pm »
Una opción:



A España servir hasta morir
 

*

luis simoes

  • Perito
  • **
  • 478
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 66 vez(es)
  • +19/-337
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1242 em: Maio 24, 2021, 03:42:42 pm »
Una opción:




Nao leves a mal mas este tipo de aeronave nunca iria singrar em Portugal obviamente a escolha ira recair sobre avioes anfibios uma vez que os incendios florestais acontecem mais em zonas de baixa densidade populacional com poucas infraestruturas para dar o apoio necessario a esse tipo de aviao....ou seja ausencia de pistas certificadas nas vastas areas florestais tirando uma ou outra localizacao pontual a opcao mais acertiva sera sempre por avioes anfibios....
 

*

luis simoes

  • Perito
  • **
  • 478
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 66 vez(es)
  • +19/-337
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1243 em: Maio 24, 2021, 04:11:17 pm »
Estou para ver quais os 6 helis ligeiros e 6 helis médios a serem adquiridos, os ligeiros fazia sentido serem AS-350B3, para somar aos 3 existentes.
Quanto aos médios, podiam ser UH-60A usados e comprar mais 6 para a "evacuação" armada.


Abc,

2 são os Koala:


MAIS DOIS AW119 KOALA PARA A FORÇA AÉREA PORTUGUESA [M2252 - 40/2021]

sexta-feira, 23 de abril de 2021 às 19:15
19:15 Paulo Mata No comments

Leonardo AW119 Koala da Esquadra 552 da FAP



Integrados no pacote de aquisição de meios aéreos para o combate a incêndios florestais, anunciado pelo Governo em Março pretérito, pode ler-se na resolução de Conselho de Ministros nº27/2021, publicada em Diário de República a 22 de Março, a "aquisição de dois helicópteros AW119MKII, ao abrigo do direito de opção nos termos do atual contrato."

Estes dois Koala, cuja opção estava prevista no contrato assinado em 2017, para a aquisição dos cinco helicópteros do mesmo modelo, já a serem operados pela Esquadra 552, são portanto parte do pacote de seis helicópteros ligeiros, anunciados para o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) para o período de 2023 a 2026.

Na mesmo documento é possível ainda aferir que os custos totais com a aquisição de seis helicópteros ligeiros (nos quais se inserem portanto os dois Koala) e seis pesados, tem atribuída uma verba máxima de 63,4M EUR.

Está ainda definido o calendário para a chegada desses mesmo meios, com os primeiros dois helicópteros ligeiros (que serão porventura os dois Koala de opção) previstos para 2022 e os primeiros médios/pesados para 2023.





Já a chegada dos dois aviões bombardeiros pesados tipo "Canadir" a adquirir pelo Estado, está prevista apenas para 2026, com uma verba afetada de 70,4M EUR para aquisição, infraestruturas e formação de tripulações e mecânicos.

Os helicópteros AS350B3 Ecureuil  do Estado deverão continuar ao serviço entre 2023 e 2026, tendo verbas alocadas no valor de 9,3M EUR para a sua operação e manutenção, durante esse período. Não é claro contudo, se serão incorporados na Força Aérea.

Incerto é ainda o destino da frota de helicópteros bombardeiros pesados Kamov Ka-32, igualmente pertença do Estado, mas completamente parada desde 2018 e que foi recentemente alvo de uma peritagem técnica. Segundo informação prestada pelo ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, no Parlamento a 13 de Abril, a aquisição dos seis helicópteros médios/pesados é independente do destino dos Kamov.

http://www.passarodeferro.com/2021/04/mais-dois-aw119-koala-para-forca-aerea.html?fbclid=IwAR2rS1z2YQ8FylBbPxs3ivQOv8hH2_unm3u2TGiRwvI_WnyqGTD-XT_Tpro
Embora desconhecendo qual o destino a dar aos Kamov caso Portugal opte por recupera los uma vez que ja se encontarm ca e temos Pilotos para os mesmos seria benefico....isto a meu ver claro...caso opte se pela venda entao ai sim aproveitar esse dinheiro para reforcar noutros meios ou em investir na formacao prevencao aquisicao de mais meios para os bombeiros falo claro de veiculos de combate aos incendios....ou melhoria em comunicacoes ou mesmo num outro tipo de drone....
Quanto a vinda de mais dois koalas nada de novo so viram a reforcar mais este dispositivo em conjunto com os que ja ca existem...ecueril...acho que se complementaram melhor e irao aumentar mais a area de prevencao e na cobertura de areas a intervir....a vinda dos helis medios serao ja de sim uma maior forca de ataque e a vinda dos canadairs sera a cereja no topo do bolo....acho este plano de aquisicao bem planeado peca e so pela longa espera da chegada dos canadairs estes data prevista 2026...o que me parece algo distante ...mas enfim....melhor que nao ter nada ...
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8404
  • Recebeu: 3787 vez(es)
  • Enviou: 2532 vez(es)
  • +3080/-210
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1244 em: Maio 25, 2021, 09:07:44 am »
Una opción:





Goldfinger, em Espanha vocês tem este modelo a combater os FF ??  ::)
Bem me parecia.

Abraços


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!