Notícias do Exército Português

  • 1945 Respostas
  • 519864 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9698
  • Recebeu: 1694 vez(es)
  • Enviou: 2061 vez(es)
  • +319/-278
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1875 em: Fevereiro 01, 2022, 11:33:15 pm »
Não parece que seja t-shirt oficial do exército  :mrgreen:.
 

*

goldfinger

  • Investigador
  • *****
  • 2160
  • Recebeu: 1217 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +722/-364
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1876 em: Abril 07, 2022, 01:21:31 pm »
Citar
O Exercito portugués deverá receber um atrelado contentor frigorífico, dois atrelados mistos de banhos e latrinas, um atrelado contentor frigorífico e dois depósitos flexíveis de água potável de 6000L adquiridos à empresa Protilis Portugal.



https://twitter.com/Defence360/status/1512039158327427080
A España servir hasta morir
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13727
  • Recebeu: 3112 vez(es)
  • Enviou: 3624 vez(es)
  • +2288/-5779
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11547
  • Recebeu: 2259 vez(es)
  • Enviou: 6159 vez(es)
  • +389/-229
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1878 em: Abril 19, 2022, 10:41:10 am »
Quem diria...  ::)

Já aviso sobre essa situação há anos e a realidade é pior do que aquilo que o texto transmite.

Mas o pessoal quer é F-35 e intercetar misseis balísticos...
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9698
  • Recebeu: 1694 vez(es)
  • Enviou: 2061 vez(es)
  • +319/-278
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1879 em: Abril 19, 2022, 11:58:12 am »
É preciso material, mas também são precisas pessoas para operar o material.

Vamos ver o que deixam a nova ministra fazer nesse campo, melhores salários (pelo menos acima do SMN, senão continua o pessoal a preferir ir trabalhar para um supermercado ou McDonald's), quadro de Praças, contratos de longa duração...
 

*

imaginário

  • Membro
  • *
  • 36
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 9 vez(es)
  • +1/-2
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1880 em: Abril 19, 2022, 12:12:20 pm »
É engraçado que as altas chefias militares só falam dos problemas, e muito indignadas, quando passam à reserva ou à aposentação. Quando estão no activo são autênticos ratos do porão que tudo fazem e deixam fazer ao poder político para que as suas carreiras e respectivas progressões não sejam prejudicadas! É tudo uma cambada de hipócritas! E depois querem rapaziada nova para trabalhar se for preciso 12 horas diárias ou mais, pelo ordenado mínimo, para lhes satisfazer as mordomias! "Siga a Marinha!"
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Subsea7

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6112
  • Recebeu: 2334 vez(es)
  • Enviou: 537 vez(es)
  • +635/-452
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1881 em: Abril 19, 2022, 02:21:08 pm »
Com esta conversa, surgiu-me logo uma ideia.

Então, a culpa disto é da anterior crise. Crise esta que afectou tremendamente o sector da construção civil, que levou muitas empresas de pequena e média dimensão a fechar.

Não teria sido mais inteligente na altura, em vez de continuar a cortar na Defesa, e neste caso no orçamento para as infraestruturas, investir na renovação delas, com recurso a empresas de construção civil (e não só) locais, de forma a dinamizar a economia local, e prevenindo que se fechassem inúmeras empresas? Estamos a falar de dar trabalho a uma indústria muito afectada pela crise, com extensas ramificações, desde a indústria do cimento, do tijolo, electricistas, transportes, cafés e restaurantes locais (que ganhavam clientela dos trabalhadores da renovação do quartel e de camionistas de material), etc. Estamos a falar de uma dinamização que acabaria por gerar lucro para o país e enriquecia as localidades.

Isto, em vez de se investir em negócios ruinosos de grandes obras públicas, teria sido uma muito melhor solução. Quem diz quartéis, diz hospitais, centros de saúde, escolas, creches, etc. Em vez de se fazerem rotundas em todo o lado só porque sim.

Eu até ia mais longe: porque não tirar partido da renovação dos quartéis, ter em todos eles um ginásio dedicado (tirando partido de algum edifício que estaria vazia por falta de pessoal no quartel), moderno, e disponibilizá-lo ao público, pago para civis (com preço competitivo), grátis (ou com grande desconto) para militares. Servia de medida para combater a obesidade, gerava emprego para quem trabalhasse no ginásio (civis), que até poderiam ser ex-militares (opção para a progressão da carreira), criava assim uma ligação entre a sociedade civil e os militares. Os mais jovens poderiam ver como um incentivo extra para se alistar.

Só umas ideias.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, HSMW

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7554
  • Recebeu: 925 vez(es)
  • Enviou: 294 vez(es)
  • +1053/-15
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1882 em: Abril 19, 2022, 03:59:51 pm »
A do ginásio não era mau pensada, mas tinha de se pensar em localizações que dessem para "autonomizar" das instalações militares, com entrada/saída direta para a rua/estrada...Não é exequível ter civis a entrar e a sair o dia todo de instalações militares sem controlo.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Subsea7

  • Analista
  • ***
  • 629
  • Recebeu: 448 vez(es)
  • Enviou: 783 vez(es)
  • +1169/-1325
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1883 em: Abril 19, 2022, 04:53:47 pm »
Com esta conversa, surgiu-me logo uma ideia.

Então, a culpa disto é da anterior crise. Crise esta que afectou tremendamente o sector da construção civil, que levou muitas empresas de pequena e média dimensão a fechar.

Não teria sido mais inteligente na altura, em vez de continuar a cortar na Defesa, e neste caso no orçamento para as infraestruturas, investir na renovação delas, com recurso a empresas de construção civil (e não só) locais, de forma a dinamizar a economia local, e prevenindo que se fechassem inúmeras empresas? Estamos a falar de dar trabalho a uma indústria muito afectada pela crise, com extensas ramificações, desde a indústria do cimento, do tijolo, electricistas, transportes, cafés e restaurantes locais (que ganhavam clientela dos trabalhadores da renovação do quartel e de camionistas de material), etc. Estamos a falar de uma dinamização que acabaria por gerar lucro para o país e enriquecia as localidades.

Isto, em vez de se investir em negócios ruinosos de grandes obras públicas, teria sido uma muito melhor solução. Quem diz quartéis, diz hospitais, centros de saúde, escolas, creches, etc. Em vez de se fazerem rotundas em todo o lado só porque sim.

Eu até ia mais longe: porque não tirar partido da renovação dos quartéis, ter em todos eles um ginásio dedicado (tirando partido de algum edifício que estaria vazia por falta de pessoal no quartel), moderno, e disponibilizá-lo ao público, pago para civis (com preço competitivo), grátis (ou com grande desconto) para militares. Servia de medida para combater a obesidade, gerava emprego para quem trabalhasse no ginásio (civis), que até poderiam ser ex-militares (opção para a progressão da carreira), criava assim uma ligação entre a sociedade civil e os militares. Os mais jovens poderiam ver como um incentivo extra para se alistar.

Só umas ideias.

Não é assim tão fácil, existe a contratação pública, CCP etc.
 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1409
  • Recebeu: 270 vez(es)
  • Enviou: 235 vez(es)
  • +47/-13
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1884 em: Abril 20, 2022, 12:09:59 pm »
A do ginásio é extremamente mal pensada... uma unidade militar não é a feira popular. As instalações existentes destinam-se aos militares para melhorarem a sua condição fisica e para treinarem para a realização dos testes fisicos anuais ou semestrais (conforme o Ramo) ou para testes de admissão (academias e outros).

O primeiro obstáculo, os ginasios não se localizam numa áerea proxima do exterior (salvo um ou outro) e o acesso ao mesmo permite o acesso genérico à área militar e o contato com militares (alguns de áreas sensiveis).
Depois gestão da questão da aptidão fisica e seguros de saúde...em caso de lesão como se processa o socorro.

A questão da concorrência, os ginásios são uma atividade lucrativa e de fidelização, as instalações desportivas militares não têm onus de pagamento para frequência, não pode concorrer com meio civil.

A manutenção das infraestruturas e equipamentos.

Se os militares quiserem pagar para ginasio vão para o solinca ou fitness hut como o restante pessoal...

Vá lá ainda ninguém se lembrou a sério das carreiras de tiro....

O que se devia pensar a sério era na implantação territorial das várias unidades militares e combater o despesismo de unidades militares ao abandono...era encerrá-las e reverter para as autarquias que assim podiam fazer uso do espaço para atividades que considerassem importantes excluindo empreendimentos habitacionais ( que a média prazo ainda vai acontecer ao Não aeroporto do montijo)
« Última modificação: Abril 20, 2022, 12:18:53 pm por raphael »
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9698
  • Recebeu: 1694 vez(es)
  • Enviou: 2061 vez(es)
  • +319/-278
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1885 em: Abril 20, 2022, 12:52:59 pm »
era encerrá-las e reverter para as autarquias que assim podiam fazer uso do espaço para atividades que considerassem importantes excluindo empreendimentos habitacionais.

Mas isso também não têm sido fácil, muitas instalações militares acabam na prática em abandono e vandalizados, quartel de Santarém, Escola da Armada de Vila Franca de Xira, a antiga escola do Instituto de Odivelas, quarteis da Artilharia de Costa, etc.
« Última modificação: Abril 20, 2022, 12:53:33 pm por Lightning »
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7554
  • Recebeu: 925 vez(es)
  • Enviou: 294 vez(es)
  • +1053/-15
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1886 em: Abril 21, 2022, 11:20:48 pm »
FGI21001 ACQUISITION OF “VIATURAS TACTICAS MEDIAS (VTM)” 4X4 / 6X6 TACTICAL VEHICLES
22-02-2022
TATRA TRUCKS AS CZE
TECHNOLOGY & SECURITY DEVELOPMENTS SL ESP

DMW18012 ANTI-AIRCRAFT ARTILLERY SYSTEM (AAA) SYSTEM
29-03-2022
DIEHL DEFENCE GMBH & CO KG DEU
MBDA FRANCE FRA
THALES LAS FRANCE SAS FRA


https://www.nspa.nato.int/resources/site1/General/business/procurement/Bid%20openings%20and%20awards/BID%20OPENINGS%20ARCHIVE.pdf
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, NVF, Srgdoido

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4808
  • Recebeu: 3280 vez(es)
  • Enviou: 5836 vez(es)
  • +4400/-168
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1887 em: Abril 22, 2022, 04:55:55 am »
IRIS-T SL, Mistral 3 e Starstreak.
Talent de ne rien faire
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9698
  • Recebeu: 1694 vez(es)
  • Enviou: 2061 vez(es)
  • +319/-278
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4821
  • Recebeu: 547 vez(es)
  • Enviou: 426 vez(es)
  • +298/-1765
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1889 em: Abril 22, 2022, 01:09:23 pm »
Estava a torcer por este



Sendo assim que venho o checo, já chega de comprar coisas aos espanhois.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva