Notícias do Exército Português

  • 1853 Respostas
  • 483154 Visualizações
*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1830 em: Agosto 08, 2021, 02:47:35 am »
::..Trafaria..::
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5274
  • Recebeu: 1638 vez(es)
  • Enviou: 412 vez(es)
  • +342/-244
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1831 em: Agosto 08, 2021, 09:25:24 am »
Os últimos 3 parágrafos dizem muita coisa. Assim é difícil que se consiga manter um efectivo adequado.

E também a dispersão dos militares em pequenos quartéis de valor militar nulo pelo país fora, não ajudam a situação de Tancos e outros quartéis de maior valor com falta de efectivos. Se calhar era hora de renovar mentalidades, e deixar o conceito dos mil e um quartéis, para um número mais reduzido mas com maior valor militar.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10849
  • Recebeu: 1722 vez(es)
  • Enviou: 4705 vez(es)
  • +278/-136
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1832 em: Agosto 08, 2021, 12:46:30 pm »
Antes pelo contrário, São os quartéis dispersos pelo país que ainda vão conseguindo manter o efectivo!

Mas alguém quer ir para o CMSM?!?! Longe de tudo e perto de nada!!

Um puto que vá para lá sem carta e carro nem às compras consegue ir. Quanto mais tirar a carta ou estudar e valorizar-se.
É que entra para lá burro e sai parvo.

A mesma coisa para quem tem família, com constantes exercícios da treta a começar à 6a e a acabar à 5a, quando chegar a casa tem os chinelos largos...

O Exército neste momento concorre com os supermercados e armazéns de distribuição.
Se não melhora os salários, melhore as condições de trabalho!!!
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1841
  • Recebeu: 515 vez(es)
  • Enviou: 1648 vez(es)
  • +305/-16
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1833 em: Agosto 08, 2021, 01:40:54 pm »
Muitos quarteis "pequenos" não deve ajudar à operacionalidade, espírito de corpo, qualidade das instalações...

Uma questão: não seria uma ajuda que, para a esmagadora maioria das especialidades, fosse obrigatório ser soldado para poder ser sargento? Impedindo entradas directas na classe?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5274
  • Recebeu: 1638 vez(es)
  • Enviou: 412 vez(es)
  • +342/-244
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1834 em: Agosto 08, 2021, 02:08:47 pm »
Muitos quarteis "pequenos" não deve ajudar à operacionalidade, espírito de corpo, qualidade das instalações...

Nem para a despesa.

Um que me salta à vista, é o RAAA1. Faz sentido ter uma unidade destas em Lisboa? Operacionalmente e estrategicamente falando? Se há 70 anos atrás fazia sentido, pois um inimigo para atacar Lisboa por via aérea, teria de sobrevoar a cidade, hoje já não é assim. Não tem grande área para treinar, e o espaço aéreo bastante congestionado.
« Última modificação: Agosto 08, 2021, 03:59:43 pm por dc »
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10849
  • Recebeu: 1722 vez(es)
  • Enviou: 4705 vez(es)
  • +278/-136
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1835 em: Agosto 08, 2021, 05:20:06 pm »
O que não falta é área para treinar. O movimento aéreo é excelente para se treinar seguimentos.

Melhor só se estivesse mais perto do aeroporto.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1836 em: Agosto 08, 2021, 05:30:30 pm »
Antes pelo contrário, São os quartéis dispersos pelo país que ainda vão conseguindo manter o efectivo!

Mas alguém quer ir para o CMSM?!?! Longe de tudo e perto de nada!!

Um puto que vá para lá sem carta e carro nem às compras consegue ir. Quanto mais tirar a carta ou estudar e valorizar-se.
É que entra para lá burro e sai parvo.

A mesma coisa para quem tem família, com constantes exercícios da treta a começar à 6a e a acabar à 5a, quando chegar a casa tem os chinelos largos...

O Exército neste momento concorre com os supermercados e armazéns de distribuição.
Se não melhora os salários, melhore as condições de trabalho!!!

Também acho que a existência de uma unidade perto de casa vai iludindo alguns, mas difíceis de quantificar..
Mas há quem defenda o inverso.
Ou seja: acabar com tudo o que são quartelinhos (e até grandes quartéis com um efectivozinho) e substituí-los por mais um dois "Campos de Santa Margarida".
« Última modificação: Agosto 08, 2021, 05:33:03 pm por Trafaria »
::..Trafaria..::
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10849
  • Recebeu: 1722 vez(es)
  • Enviou: 4705 vez(es)
  • +278/-136
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1837 em: Agosto 08, 2021, 05:34:57 pm »

Ou seja: acabar com tudo o que são quartelinhos (e até grandes quartéis com um efectivozinho) e substituí-los por mais um dois "Campos de Santa Margarida".

Vemos o resultado.
Por isso é que está às moscas.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5274
  • Recebeu: 1638 vez(es)
  • Enviou: 412 vez(es)
  • +342/-244
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1838 em: Agosto 08, 2021, 09:40:33 pm »
O que não falta é área para treinar. O movimento aéreo é excelente para se treinar seguimentos.

Melhor só se estivesse mais perto do aeroporto.

Com os radares em uso, com um alcance limitadíssimo, quanto muito conseguem apanhar e seguir 2 ou 3 aeronaves em simultâneo, aeronaves essas com uma rota algo linear/previsível e cujo RCS é consideravelmente grande. E isto é muito longe de qualquer cenário real.

Não podes treinar a detecção e seguimento de enxames de drones, de aeronaves a voar a baixa altitude, de aeronaves em voo supersónico, de mísseis de cruzeiro, em ambiente EW, detecção de helicópteros a voar ao nível das árvores, treinar o acompanhamento de forças terrestres móveis. Nem fogos reais podem fazer, mas isso, pelo menos os que envolvem o lançamento de mísseis, não devem fazer muitos ao longo dos anos, logo nem é grande problema.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10849
  • Recebeu: 1722 vez(es)
  • Enviou: 4705 vez(es)
  • +278/-136
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1839 em: Agosto 08, 2021, 09:59:10 pm »
Enxames de drones?! Misseis de cruzeiro?!
Tem calma DC!!
É uma unidade de antiaérea a operar Stinger e Bitubo e teoricamente Chaparral e FAAR.

Os radares são para IFF no alcance visual.

E tens sempre o heli do INEM e o Merlin para seguir por entre os prédios...  :mrgreen:
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5274
  • Recebeu: 1638 vez(es)
  • Enviou: 412 vez(es)
  • +342/-244
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1840 em: Agosto 08, 2021, 10:26:24 pm »
Então se a razão do RAAA1 estar em Lisboa, é para proteger a grandiosa capital de ataques aéreos, essas seriam de longe as duas ameaças mais "prováveis" de atingir a capital, caso o país fosse atacado.  :mrgreen:
Claro que se chegássemos ao ponto em que o país estaria dependente da defesa da capital, era sinal que o resto do território já estava comprometido, logo o inimigo nem precisava de disparar nada, era só cortar o abastecimento à cidade, e morria tudo à fome.

Se calhar o problema é mesmo esse, os sistemas são tão rudimentares e irrelevantes, que nem compensa colocar numa base/quartel onde fizesse mais sentido do ponto de vista operacional.

Epá não sei bem se aquela pintura amarela do INEM absorve melhor as ondas de radar, na volta é demasiado stealth para os radares em uso.  :mrgreen:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4551
  • Recebeu: 422 vez(es)
  • Enviou: 345 vez(es)
  • +74/-1389
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1841 em: Agosto 09, 2021, 10:12:11 am »
Citar
As Forças Armadas têm uma nova escola de drones e está no meio no Atlântico
O Estado-Maior-General das Forças Armadas está a criar um núcleo especial de formação de operadores de drones comum aos três Ramos militares. Para já é ainda um embrião mas o projeto inédito está a dar os primeiros passos na Madeira, com apoio das entidades locais

Samuel Aldinhas e Carlos Pinto, sargentos da Força Aérea e do Exército, respetivamente, estão focados no comando ao estilo de Nintendo ou PlayStation que têm nas mãos e vão seguindo o trajeto do drone que acabaram de lançar.

Este é um dia especial, ou melhor, uma noite. Estão na Eira das Moças, a quase 1000 metros de altitude, onde está situada a Torre de Vigilância da Cruz das Moças, ocupada pela Polícia Florestal, e têm de mostrar a um grupo de convidados VIP, incluindo do governo regional a capacidade do drone do Comando Operacional da Madeira (COM), equipado com câmaras térmicas, para detetar focos de incêndio à noite, o período identificado como de maior risco naquela zona.
https://www.dn.pt/sociedade/as-forcas-armadas-tem-uma-nova-escola-de-drones-e-esta-no-meio-no-atlantico-14015376.html
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9022
  • Recebeu: 1315 vez(es)
  • Enviou: 1454 vez(es)
  • +185/-61
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1842 em: Agosto 09, 2021, 05:24:22 pm »
Uma questão: não seria uma ajuda que, para a esmagadora maioria das especialidades, fosse obrigatório ser soldado para poder ser sargento? Impedindo entradas directas na classe?

Vou dar o exemplo da Força Aérea, antes não existiam sargentos RC e agora já existe. Porquê? Por causa da redução de novos elementos a ingressar.
Porque muitos jovens, já com alguma formação, 12° ano completo, cursos técnicos, alguns frequência universitária, até podem achar interessante o ingresso nas Forças Armadas, mas o ordenado de Praça é muito fraquinho, pouco mais que o ordenado mínimo, enquanto que Sargento RC já se vê alguma coisa, não sei de cor, talvez uns 900 e tal, 1000€ brutos? Já é um valor que pode chamar mais a atenção do que os 600 ou 700 de Praça e fazer a diferença na tomada de decisão, dá na mesma a possibilidade de concorrer a sargento QP.

Mas a Força Aérea também é mais "técnica" não tem a organização rígida da companhia ou do pelotão, x soldados, Y cabos, z sargentos... Etc
« Última modificação: Agosto 09, 2021, 05:32:00 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9022
  • Recebeu: 1315 vez(es)
  • Enviou: 1454 vez(es)
  • +185/-61
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1843 em: Agosto 09, 2021, 05:48:39 pm »
Mas há quem defenda o inverso.
Ou seja: acabar com tudo o que são quartelinhos (e até grandes quartéis com um efectivozinho) e substituí-los por mais um dois "Campos de Santa Margarida".

Isso era o ideal, se o exército fosse criado hoje teria que ser assim, logísticamente é mais eficiente, quanto  pessoal de cozinha, condutores, soldados na porta de armas se reduzia se existissem menos unidades? mas a realidade é que o exército herdou está estrutura que hoje existe, e muita coisa já foram fechando.

Para termos esses campos novos agora é preciso muito dinheiro, para os construir, para decidir o que fazer/reabilitar todos esses quartéis que ficam para trás, e ordenados para cativar os jovens a irem para essas unidades mais isoladas e a manterem-se lá em vez dos que ainda vão existindo nas cidades, Amadora, Lisboa, Coimbra, Leiria, Braga, Porto...etc

Os americanos têm unidades militares gigantes, com Divisões inteiras lá dentro, com gente de todos os cantos do país, mas o pessoal tem condições para eles, família, e ordenado.

As pessoas vão para onde são bem pagas, quem imigra vai para a Suíça, Luxemburgo, etc, não é para a Guiné-Bissau. E alguns até sítios extremos, conheço portugueses a trabalhar nos poços de petróleo da Noruega no mar do Norte, não ganham 600€...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 102 vez(es)
  • +53/-0
Re: Notícias do Exército Português
« Responder #1844 em: Agosto 10, 2021, 01:57:40 am »
Certo!
Uma realidade à qual é impossível fugir.
Toda a gente sabia ou devia saber que com o fim do SMO as FA seriam mais uma entidade no mercado de trabalho a disputar a mão de obra disponível.
::..Trafaria..::
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning