Os 30 F16A/B MLU da FAP

  • 2652 Respostas
  • 405165 Visualizações
*

JohnM

  • Perito
  • **
  • 508
  • Recebeu: 199 vez(es)
  • Enviou: 83 vez(es)
  • +32/-9
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2640 em: Outubro 12, 2021, 02:16:57 pm »
Como é óbvio do meu post, para quem consegue ler e viu os emojis, a observação (sarcástica…) foi feita para apenas mostrar que quem pode vai para o F-35… esqueçam aviões de 4a ou 4.5a gerações… quem está no jogo a sério escolhe F-35… dado o backlog de encomendas (estranho, estarem a produzir 150 aviões defeituosos por ano e ainda por cima haver lista de espera …), qualquer encomenda feita agora só tem lugar na linha de produção lá para 2028, altura em que já vai estar em produção a versão definitiva Block 4, que vai começar a ser produzida em 2023… se fôssemos atores sérios e empenhados encomendávamos já 24 Block 4 + 2 Block 3i/F usados para treino e 2 simuladores completos, tudo para entrega entre 2028 e 2030…  qualquer outra opção coloca-nos na 2a divisão… se entretanto quiserem fazer o update aos radares dos F-16 para os manter minimamente atualizados o resto da década, tudo bem, mas neste cenário não seria feito grande investimento na frota atual…

Dito isto, é claro que sem uma mudança de filosofia ao nível político e reforço orçamental, isto não vai acontecer tão cedo, porque primeiro era preciso arranjar 2500 milhões para 24 aviões (e eventualmente mais 2 de blocos iniciais que ficariam nos States como contribuição para a frota de treino) e infra-estrutura associada, e depois é preciso arranjar dinheiro para os colocar e manter a voar… assim por alto, se cerca de 30 pilotos tiverem que fazer um mínimo de 120 a 150 horas de voo por ano, estamos a falar de cerca de 4000 horas de voo, mais coisa menos coisa… a 20000 €/hora, são 80 milhões por ano… boa sorte achar que isso alguma vez vai acontecer…
« Última modificação: Outubro 12, 2021, 03:22:46 pm por JohnM »
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7369
  • Recebeu: 739 vez(es)
  • Enviou: 267 vez(es)
  • +812/-9
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2641 em: Outubro 12, 2021, 04:22:59 pm »
Acho que qualquer número igual ou superior a 20 F35 será "impossível"...Pensem antes na parelha de QRA, parelha de reserva, 4 para o BAP e outros 4 a 6 em reserva/manutenção/instrução (portanto 12 a 14 aeronaves).
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4812
  • Recebeu: 588 vez(es)
  • Enviou: 1085 vez(es)
  • +1856/-2208
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2642 em: Outubro 12, 2021, 04:57:15 pm »
Acho que qualquer número igual ou superior a 20 F35 será "impossível"...Pensem antes na parelha de QRA, parelha de reserva, 4 para o BAP e outros 4 a 6 em reserva/manutenção/instrução (portanto 12 a 14 aeronaves).

Como já disse aqui muitas vezes, 14 F-35A e 20 F-16V, 34 aeronaves, um mimo.
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7369
  • Recebeu: 739 vez(es)
  • Enviou: 267 vez(es)
  • +812/-9
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2643 em: Outubro 12, 2021, 05:51:37 pm »
Mas se não há orçamento para manter os atuais 30 F16, quanto mais duas frotas diferentes e que representam um número maior de aeronaves?!

Isto é sempre a diminuir, tal com os 90 M60A3 viraram 37 Leopard2A6, os 3 Albacora viram 2 U209PN, etc., etc...E as 5 fragatas provavelmente virarão 3...
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1802
  • Recebeu: 270 vez(es)
  • Enviou: 232 vez(es)
  • +104/-160
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2644 em: Outubro 13, 2021, 10:26:13 am »
A boa noticia até já é que no orçamento de estado de 2022 estão verbas para a regeneração dos motores das aeronaves F-16.
Programa que estava a ficar atrasado devido a falta de verbas. Sendo assim torna a ser possível conseguirmos chegar a 2024 com toda a frota operacional.

Agora é esperar que venham em 2023 verbas para a melhoria do RWR e do SATCOM.
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3704
  • Recebeu: 2791 vez(es)
  • Enviou: 1688 vez(es)
  • +3749/-1793
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2645 em: Outubro 13, 2021, 11:12:05 am »
A boa noticia até já é que no orçamento de estado de 2022 estão verbas para a regeneração dos motores das aeronaves F-16.
Programa que estava a ficar atrasado devido a falta de verbas. Sendo assim torna a ser possível conseguirmos chegar a 2024 com toda a frota operacional.

Agora é esperar que venham em 2023 verbas para a melhoria do RWR e do SATCOM.

Pois, é um Viper "às mijinhas", para depois mais tarde concretizarem o que apregoavam em 2017: a tal modernização de sistemas e sensores das 30 aeronaves por 500M€. ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5243
  • Recebeu: 1618 vez(es)
  • Enviou: 406 vez(es)
  • +337/-243
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2646 em: Outubro 13, 2021, 12:24:25 pm »
Mais valia assumirem logo o compromisso do upgrade, e ver se se podia pagar a 10 anos. Vai dar ao mesmo e no fim, tínhamos a frota completamente modernizada.
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1802
  • Recebeu: 270 vez(es)
  • Enviou: 232 vez(es)
  • +104/-160
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2647 em: Outubro 13, 2021, 12:25:54 pm »
A boa noticia até já é que no orçamento de estado de 2022 estão verbas para a regeneração dos motores das aeronaves F-16.
Programa que estava a ficar atrasado devido a falta de verbas. Sendo assim torna a ser possível conseguirmos chegar a 2024 com toda a frota operacional.

Agora é esperar que venham em 2023 verbas para a melhoria do RWR e do SATCOM.

Pois, é um Viper "às mijinhas", para depois mais tarde concretizarem o que apregoavam em 2017: a tal modernização de sistemas e sensores das 30 aeronaves por 500M€. ::)

Ainda não é o "Viper" é apenas o plano de sustentação/regeneração/modernização até 2024. Até 2025 é que temos de ter uma decisão em relação ao futuro dos F.
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3704
  • Recebeu: 2791 vez(es)
  • Enviou: 1688 vez(es)
  • +3749/-1793
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2648 em: Outubro 13, 2021, 02:25:35 pm »
Pois, é um Viper "às mijinhas", para depois mais tarde concretizarem o que apregoavam em 2017: a tal modernização de sistemas e sensores das 30 aeronaves por 500M€. ::)

Ainda não é o "Viper" é apenas o plano de sustentação/regeneração/modernização até 2024. Até 2025 é que temos de ter uma decisão em relação ao futuro dos F.

Pronto, deixa-me lá então reformular: é uma espécie de Viper "às mijinhas" encapotado, primeiro com o RWR digital, depois o MIDS, as SATCOM, a regeneração dos motores (o plano original de 2017 não contemplava a aquisição do F100-PW-229, por exemplo), etc, etc. No fundo, é preparar gradualmente a frota para a modernização Viper, sem avançarem para a mesma no imediato. Pura perda de tempo, coisas à portuguesa. ::)
« Última modificação: Outubro 13, 2021, 03:37:55 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Stalker79

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3704
  • Recebeu: 2791 vez(es)
  • Enviou: 1688 vez(es)
  • +3749/-1793
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2649 em: Outubro 14, 2021, 10:00:49 am »
Algumas imagens do destacamento BAP. ;)



Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, HSMW, dc

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3704
  • Recebeu: 2791 vez(es)
  • Enviou: 1688 vez(es)
  • +3749/-1793
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2650 em: Outubro 21, 2021, 09:52:28 am »
Aterrou na passada sexta-feira, dia 15 de outubro, na Base Aérea de Siauliai, na Lituânia, a 2ª rotação da Força Aérea Portuguesa, da Força Nacional Destacada (FND) neste país, no âmbito da missão de policiamento aéreo nos Países Bálticos, “Enhanced Air Policing 2021”. A FND, agora composta por 84 militares e quatro aeronaves F-16M, irá dar continuidade às missões de defesa aérea nos países bálticos (Lituânia, Estónia e Letónia), até ao próximo dia 30 de novembro, cumprindo com o objetivo de proteger a integridade do espaço aéreo destes países da NATO.

Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

goldfinger

  • Investigador
  • *****
  • 1530
  • Recebeu: 628 vez(es)
  • Enviou: 134 vez(es)
  • +235/-88
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2651 em: Outubro 21, 2021, 10:24:35 am »
Aterrou na passada sexta-feira, dia 15 de outubro, na Base Aérea de Siauliai, na Lituânia, a 2ª rotação da Força Aérea Portuguesa, da Força Nacional Destacada (FND) neste país, no âmbito da missão de policiamento aéreo nos Países Bálticos, “Enhanced Air Policing 2021”. A FND, agora composta por 84 militares e quatro aeronaves F-16M, irá dar continuidade às missões de defesa aérea nos países bálticos (Lituânia, Estónia e Letónia), até ao próximo dia 30 de novembro, cumprindo com o objetivo de proteger a integridade do espaço aéreo destes países da NATO.



AMRAAM C7... :G-Ok:
A España servir hasta morir
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4329
  • Recebeu: 2694 vez(es)
  • Enviou: 4738 vez(es)
  • +3678/-141
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #2652 em: Outubro 21, 2021, 11:47:55 pm »
Pode ser C5.
Talent de ne rien faire