A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !

  • 5476 Respostas
  • 680515 Visualizações

*

Untalar

  • Membro
  • *
  • 15
  • Recebeu: 10 vez(es)
  • +3/-0
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3826 em: Março 29, 2023, 04:23:39 pm »
Atenção: ouvir o Observador ("Contra-Corrente") de hoje, dia 29 de Março de 2023, sobre o estado da Marinheca!

Este “país de marinheiros” com a Marinha a afundar 29 mar. 2023
O NPR Mondego fez-se ao mar e a coisa não correu bem – acabou à deriva e a ser rebocado para um porto secundário. Estava mesmo avariado, como avariada

https://observador.pt/programas/contra-corrente/este-pais-de-marinheiros-com-a-marinha-a-afundar/

podia ser pior .. imaginem se os marinheiros tivessem saido para a missao, o casca de nos tinha avariado a meio da missão e os marinheiros tinham de ser resgatados pelo navio russo   :N-icon-Axe: :N-icon-Axe: :N-icon-Axe: ....
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 4796
  • Recebeu: 3126 vez(es)
  • Enviou: 2642 vez(es)
  • +5802/-2938
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3827 em: Março 29, 2023, 04:43:40 pm »
Mas afinal o que é isto?  :mrgreen:

https://www.tsf.pt/portugal/politica/inspecao-ao-navio-mondego-conclui-que-missao-era-realizavel-em-seguranca-16014131.html

https://www.dnoticias.pt/2023/3/28/353941-segunda-inspeccao-tecnica-ao-nrp-mondego-em-apenas-duas-semanas/

https://sicnoticias.pt/pais/2023-03-28-Marinha-admite-que-navio-Mondego-tem-de-ser-objeto-de-uma-inspecao-tecnica-59aa1ce8

https://expresso.pt/politica/defesa/2023-03-28-Navio-Mondego-avaria-se-e-aborta-missao-na-Madeira-54f745be

https://www.rtp.pt/noticias/pais/avaria-no-nrp-mondego-marinha-aguarda-conclusoes-de-inspeccao-tecnica_v1476407

https://www.jm-madeira.pt/regiao/ver/202456/NRP_Setubal_sai_as_14h30_para_rendicao_as_Selvagens

Saudações

P.S. Por mim eram 3 para a rua. Cema, Comandante do Nrp Mondego e os "peritos" da primeira inspecção. ;)

O cmdt do navio que manifestou primeiro que não se sentia confortável com o estado do navio e, depois diz o contrário por medo da hierarquia e da sua carreira. O Picas porque quis fazer daquilo uma lição como se falasse para garotos e, afinal agora está mudo e, pior porque sempre fantasiou com os meios omitindo a real capacidade destes.

Mas isto é um retrato das FA. Não um caso isolado de conformismo e comodismo alinhado com a politica.

Disse uma vez um General. Eu sou e serei sempre general, esteja onde estiver, os políticos vão e vêm.
Deviam os generais e almirantes seguir essa linha de raciocínio. Era o mínimo para serem considerados líderes de seus subordinados
« Última modificação: Março 29, 2023, 04:45:02 pm por Pescador »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Lightning, tenente

*

Anthropos

  • Perito
  • **
  • 318
  • Recebeu: 475 vez(es)
  • Enviou: 101 vez(es)
  • +176/-15
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3828 em: Março 29, 2023, 05:59:03 pm »
O 1ºTen no cmd do NRP Mondego é que pode vir a ter que CLARIFICAR as suas, DUAS, posições, quanto ao estado dos motores do Navio, PROFERIDAS primeiro em frente á guarnição, quando da recusa de parte desta em executar a missão, e posteriormente, ao CMD Naval.

Quando vi o 1ºTen na tv a dar entrevista e a mexer no cabelo, fiquei com uma má impressão. Não havia confiança nenhuma. Nem sequer um ar de liderança. Espero que não o queimem mas parece-me que não estava preparado para o cargo.

31 aninhos...ainda devia andar de fralda e chucha

Epá não digas isso, com 24 anos comandava eu uma companhia de Instrução, a seis/oito pelotões a 30 homens cada, um batalhão nos tempos de hoje !!! ::)
Nessa unidade, o bat Inst tinha duas Companhias, e um total de 400 a 450 instruendos !!

Abraços

Um batalhão? Quem me dera. Um batalhão dos dias de hoje, se tiver 3 pelotões a 30 homens é um dos maiores do exército. Há companhias a 7 praças, e já vi companhias a 1 e a 3
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

asalves

  • Investigador
  • *****
  • 1254
  • Recebeu: 523 vez(es)
  • Enviou: 150 vez(es)
  • +366/-143
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3829 em: Março 29, 2023, 07:11:16 pm »
Atenção: ouvir o Observador ("Contra-Corrente") de hoje, dia 29 de Março de 2023, sobre o estado da Marinheca!

Este “país de marinheiros” com a Marinha a afundar 29 mar. 2023
O NPR Mondego fez-se ao mar e a coisa não correu bem – acabou à deriva e a ser rebocado para um porto secundário. Estava mesmo avariado, como avariada

https://observador.pt/programas/contra-corrente/este-pais-de-marinheiros-com-a-marinha-a-afundar/

podia ser pior .. imaginem se os marinheiros tivessem saido para a missao, o casca de nos tinha avariado a meio da missão e os marinheiros tinham de ser resgatados pelo navio russo   :N-icon-Axe: :N-icon-Axe: :N-icon-Axe: ....

Pior era com ondas de 4m ficar à deriva e acontecer alguma coisa sem solução.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 10461
  • Recebeu: 5813 vez(es)
  • Enviou: 4485 vez(es)
  • +8506/-1865
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3830 em: Março 29, 2023, 07:37:17 pm »
O 1ºTen no cmd do NRP Mondego é que pode vir a ter que CLARIFICAR as suas, DUAS, posições, quanto ao estado dos motores do Navio, PROFERIDAS primeiro em frente á guarnição, quando da recusa de parte desta em executar a missão, e posteriormente, ao CMD Naval.

Quando vi o 1ºTen na tv a dar entrevista e a mexer no cabelo, fiquei com uma má impressão. Não havia confiança nenhuma. Nem sequer um ar de liderança. Espero que não o queimem mas parece-me que não estava preparado para o cargo.

31 aninhos...ainda devia andar de fralda e chucha

Epá não digas isso, com 24 anos comandava eu uma companhia de Instrução, a seis/oito pelotões a 30 homens cada, um batalhão nos tempos de hoje !!! ::)
Nessa unidade, o bat Inst tinha duas Companhias, e um total de 400 a 450 instruendos !!

Abraços

Um batalhão? Quem me dera. Um batalhão dos dias de hoje, se tiver 3 pelotões a 30 homens é um dos maiores do exército. Há companhias a 7 praças, e já vi companhias a 1 e a 3

Na nossa poderosa Infantaria, que possui seis, pseudo batalhões,  :bang: por acaso cada BiMec(R), e o BiMec(L), que continuam muito abaixo do efectivo teórico é certo, mas são os que possuem mais gente, conseguem estar um pouco melhor que isso.
As duas CAts tem dois Pel At no minimo a duas secções completas, + o Cmd da Companhia, diria eu que cada CAt deve ter uns 60/70 elementos.
A CCS do batalhão e a CAC, possuem cada uma dois pelotões também no caso da CAC com efectivo reduzido e com um efectivo semelhante ás CAt, cerca de 60/70 efectivos.
Já a CCS terá um efectivo maior arriscaria uns 80/90 elementos
Logo, fazendo umas contas de merceeiro o batalhão terá oito pelotões e um total entre os 230/280 efectivos,  mesmo assim a cerca de 45/50% do efectivo orgânico/teorico.
Os batalhões de guarnição penso que só possuam uma CAt, portanto um efectivo máximo  muito proximo dos 200 elementos.

Abraços
« Última modificação: Março 29, 2023, 07:40:16 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 12810
  • Recebeu: 3131 vez(es)
  • Enviou: 7684 vez(es)
  • +856/-1361
    • http://youtube.com/HSMW
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3831 em: Março 30, 2023, 12:46:28 am »
Uma Cat e uma Companhia de Apoio de Combate.





Epá não digas isso, com 24 anos comandava eu uma companhia de Instrução, a seis/oito pelotões a 30 homens cada, um batalhão nos tempos de hoje !!! ::)


Um Tenente RC a comandar uma Companhia?!

Afinal a falta de pessoal já não é de agora....

 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

 :Soldado2:
« Última modificação: Março 30, 2023, 12:50:02 am por HSMW »
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7601
  • Recebeu: 1029 vez(es)
  • +4744/-937
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3832 em: Março 30, 2023, 12:53:08 am »
Citação de: Luso
Atenção: ouvir o Observador ("Contra-Corrente") de hoje, dia 29 de Março de 2023, sobre o estado da Marinheca!

A cada opinião dada por cada pessoa com algum tipo de conhecimento e informação, a ideia de que as coisas estão ainda piores que o que pensavamos ganha mais força.

Uma curiosidade que noto, foi sobre o Arsenal do Alfeite. Temos vindo aqui a discutir o dito arsenal, com uma ideia completamente romântica sobre as suas reais capacidades.
Aqui há alguns meses, falando com alguém ligado à marinha, diziam-me que o arsenal do Alfeite só serviria no futuro para reparar a Sagres, a Creoula e a fragata D. Fernando II e Glória.

Aparentemente não sou apenas eu que refere o fato de no Arsenal do Alfeite, existir uma célula do partido da classe operária e da CGTP, que tornará completamente impossível fazer o que quer que seja. O partido controla completamente o Alfeite.

O Alfeite, como base da reparação naval da marinha  morreu há alguns anos. O que existe é bom que seja enterrado rapidamente. Não tem a mais pequena capacidade para se modernizar. A idade média é superior a 50 anos. As técnicas que dominam são da década de 1970 e foram adequadas para reparação dos navios da guerra em África.

Outra nota, é a dos salários e remunerações. O nível de exigência de futuros navios de guerra, se forem modernos e não navios à vela, implica a necessidade de contratar militares com cursos superiores, nas áreas da engenharia, informática, robótica, que nos dias de hoje pura e simplesmente não existem.
Os custos com o pessoal que isso implica, e que aumentam os custos inerentes à manutenção de navios de guerra modernos, é dificil de entender para a maioria das pessoas.

Ninguém vai querer ir para a marinha quando em qualquer empresa civil, um quadro com formação universitária vai ganhar o dobro.
Para se fazer isto, vai haver tenentes a ter que ganhar mais que capitães de fragata.

Alguém se lembra do que aconteceu quando em 1972, havia os oficiais milicianos a ganhar mais que os oficiais do quadro ?


É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 11179
  • Recebeu: 2403 vez(es)
  • Enviou: 3369 vez(es)
  • +762/-1037
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3833 em: Março 30, 2023, 01:08:09 am »
Também me lembro de se falar que o AA iria fazer as inspecções aos submarinos Tridente e que até poderiam fazer o mesmo a submarinos de outros paises como do norte de África, mas acho que o pessoal formado na Alemanha ficou pouco tempo no AA, devem ter tido melhores propostas.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 10461
  • Recebeu: 5813 vez(es)
  • Enviou: 4485 vez(es)
  • +8506/-1865
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3834 em: Março 30, 2023, 05:48:18 am »
Uma Cat e uma Companhia de Apoio de Combate.





Epá não digas isso, com 24 anos comandava eu uma companhia de Instrução, a seis/oito pelotões a 30 homens cada, um batalhão nos tempos de hoje !!! ::)


Um Tenente RC a comandar uma Companhia?!

Afinal a falta de pessoal já não é de agora....

 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

 :Soldado2:

Houve sempre falta de efectivos em especial de capitães.
Até 31DEZ86 data da saida, desde 17SET79, foram mais de sete anos de serviço.
A foto é de um RG dos Açores e pelo que vejo são cerca de 130 efectivos em dia de JB, o efectivo de uma CAt, e, meia companhia das minhas.  ;)
Convira não esquecer que em dias destes há pessoal que não forma, guarda, piquete, prevenção, cozinhas, baixas, férias e que pertencem às subunidades.
Não contei com a Banda, claro !! :mrgreen:
Desculpem o offtopic.

Abraços
« Última modificação: Março 30, 2023, 07:33:31 am por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19194
  • Recebeu: 5964 vez(es)
  • Enviou: 6675 vez(es)
  • +7422/-10029
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3835 em: Março 30, 2023, 06:46:29 am »
Falta água, luz e comida a bordo do navio mondego. Nada mau.

"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, tenente

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 10461
  • Recebeu: 5813 vez(es)
  • Enviou: 4485 vez(es)
  • +8506/-1865
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3836 em: Março 30, 2023, 07:31:51 am »
Falta água, luz e comida a bordo do navio mondego. Nada mau.



P44 tú és um Má Língua, o que é importante é, Mar chão e Ventos de feição, e, não esquecer os Beijinhos.

Abraços
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19194
  • Recebeu: 5964 vez(es)
  • Enviou: 6675 vez(es)
  • +7422/-10029
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3837 em: Março 30, 2023, 08:46:38 am »
Falta água, luz e comida a bordo do navio mondego. Nada mau.



P44 tú és um Má Língua, o que é importante é, Mar chão e Ventos de feição, e, não esquecer os Beijinhos.

Abraços

Sou um desinformador. Eu e a TVI

Citar
🛶 O NRP Mondego P592  🇵🇹  da Marinha de Guerra Portuguesa encontra-se atracado no Porto do Caniçal, concelho de Machico, Ilha da Madeira.
Os Motores Principais do navio, estão os 2 inoperacionais,
o que foi reparado avariou, e o outro também avariou,
navio ficou sem propulsão.   
Geradores estão inoperacionais,
navio sem energia. sem luz, água e alimentação. 
Refeições compradas no supermercado Pingo Doce (prato do dia).
Guarnição desloca-se à delegação marítima a fim de fazer as necessidades e higiene diária,..etc. que se situa a um kilómetro de distância. .
 Todos os géneros alimentares perecíveis que se encontravam nas camaras figorificas foram deitados ao lixo.
 A guarnição encontra-se bastante apreensiva.
fonte t v i


"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Anthropos

  • Perito
  • **
  • 318
  • Recebeu: 475 vez(es)
  • Enviou: 101 vez(es)
  • +176/-15
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3838 em: Março 30, 2023, 08:58:59 am »
O 1ºTen no cmd do NRP Mondego é que pode vir a ter que CLARIFICAR as suas, DUAS, posições, quanto ao estado dos motores do Navio, PROFERIDAS primeiro em frente á guarnição, quando da recusa de parte desta em executar a missão, e posteriormente, ao CMD Naval.

Quando vi o 1ºTen na tv a dar entrevista e a mexer no cabelo, fiquei com uma má impressão. Não havia confiança nenhuma. Nem sequer um ar de liderança. Espero que não o queimem mas parece-me que não estava preparado para o cargo.

31 aninhos...ainda devia andar de fralda e chucha

Epá não digas isso, com 24 anos comandava eu uma companhia de Instrução, a seis/oito pelotões a 30 homens cada, um batalhão nos tempos de hoje !!! ::)
Nessa unidade, o bat Inst tinha duas Companhias, e um total de 400 a 450 instruendos !!

Abraços

Um batalhão? Quem me dera. Um batalhão dos dias de hoje, se tiver 3 pelotões a 30 homens é um dos maiores do exército. Há companhias a 7 praças, e já vi companhias a 1 e a 3

Na nossa poderosa Infantaria, que possui seis, pseudo batalhões,  :bang: por acaso cada BiMec(R), e o BiMec(L), que continuam muito abaixo do efectivo teórico é certo, mas são os que possuem mais gente, conseguem estar um pouco melhor que isso.
As duas CAts tem dois Pel At no minimo a duas secções completas, + o Cmd da Companhia, diria eu que cada CAt deve ter uns 60/70 elementos.
A CCS do batalhão e a CAC, possuem cada uma dois pelotões também no caso da CAC com efectivo reduzido e com um efectivo semelhante ás CAt, cerca de 60/70 efectivos.
Já a CCS terá um efectivo maior arriscaria uns 80/90 elementos
Logo, fazendo umas contas de merceeiro o batalhão terá oito pelotões e um total entre os 230/280 efectivos,  mesmo assim a cerca de 45/50% do efectivo orgânico/teorico.
Os batalhões de guarnição penso que só possuam uma CAt, portanto um efectivo máximo  muito proximo dos 200 elementos.

Abraços

Não vou falar em demasia sobre as CAts porque não conheço bem  :mrgreen:
Mas do que tenho presente do caso do BIPes (que é o que melhor conheço), não sei se em termos de efetivo "disponível" não andará à volta dos 80/90 praças no total, talvez menos. Pelo menos daquilo que tenho falado com malta de lá.
Efetivamente, as CAts dos RG estão melhores, em termos de efectivo, pese embora que começam também a ficar desfalcadas, mas nada comparado com o que se vive no continente.
 

*

Anthropos

  • Perito
  • **
  • 318
  • Recebeu: 475 vez(es)
  • Enviou: 101 vez(es)
  • +176/-15
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3839 em: Março 30, 2023, 09:00:45 am »
Uma Cat e uma Companhia de Apoio de Combate.





Epá não digas isso, com 24 anos comandava eu uma companhia de Instrução, a seis/oito pelotões a 30 homens cada, um batalhão nos tempos de hoje !!! ::)


Um Tenente RC a comandar uma Companhia?!

Afinal a falta de pessoal já não é de agora....

 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

 :Soldado2:

Cheguei a comandar todo um batalhão (uns 40 homens, no total) como Alferes RC. Certo que foram 3 dias, mas foi o auge da minha breve carreira  :mrgreen:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente