A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !

  • 3413 Respostas
  • 357584 Visualizações
*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1982
  • Recebeu: 1491 vez(es)
  • Enviou: 996 vez(es)
  • +2170/-1676
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3240 em: Outubro 18, 2022, 07:58:24 pm »
Sendo Almirante será caso único, mas isto é pão de cada dia de muita gente, profissionais das FA ou FS, familiares  ou não. No fundo pode acontecer a qualquer um.
Infelizmente estamos num País onde os crimes, sejam de que natureza forem, só alcançam gravidade quando contra figuras ou figurões.

Dou o exemplo do carjaking a uma estrela ou artista. A partir do qual foram criadas equipas especiais de combate ao fenómeno. Antes nada.
Ameaças a Juízes ou figuras vip da brilhantina nacional.
Mas se tiverem a  casa cheia de buracos de tiros, por engano por acaso, como aconteceu a uma senhora em Paio Pires, o circo montado no Tribunal do Seixal, até deu para os autores, devidamente identificados em imagens de vídeo com armas na mão, dizerem em audiência que não foram eles, mas até pagavam os estragos. No final saíram impunes(normalíssimo) e fizeram grande festa à saída com as famílias reunidas.
Este é o vosso País real, do dia a dia, porque  até nem é coisa rara.

O senhor Almirante foi ameaçado por uns criminosos conhecidos que se juntavam num clube de boxe cheio de malta igual, ali na Quinta do Conde. Coisa que não era secreto, nem era preciso o SIS para saber, até porque por esses nem sabíamos que a Rússia tinha invadido a Ucrânia ou que o arroz de pato leva arroz.
Portanto agora é chover  no molhado.

Os militares, como os policias, ou deputados ou outros representantes do Estado, não são pessoas comuns. Por isso devem estar sujeito a certos escrutínios.
Sabemos que da parte de deputados até tem ligações ex bombistas e outros criminosos e terroristas, mas, nada de novo. Agora, espera-se que  as Instituições e seus cuidadores, os seus altos dirigentes, exigiam mais cautela e perspicácia de forma a combater situações como a  de bandalhos frequentarem tais instituições.
Os Fuzileiros e, eu sendo ex de duas forças de elite (por isso não é ressabia nenhuma contra ninguém), porque até convivo com alguns diferenciados, não deviam misturar-se com gente como o tal cigano e outros que, fazem umas seguranças no Centro de Estágios e outras ilegais  em qualquer lado como eles fuzileiros as fazem.
Afinal "diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és".
São todos da mesma massa, não vale a pena escamotear por alguma simpatia.
Mas que sirva de exemplo, que sirva para este País governado por um patético...vassalo e, outro patético dirigente de ministros muito fraquinhos, até alguns "com atraso", abrir os olhos e Exigir Justiça que Funcione. Não a montada por algumas figuras, até com ligações externas para proteger a bilateralidade corruptiva militante, que tem existido e, para deteriorar a sociedade portuguesa, a gosto de alguns.

De repente parece isto ter saído do âmbito dos post etc, mas não. Não, porque diz respeito ao "talvez" símbolo maior "vivo" da Soberania Nacional, as Forças Armadas.
E se as Forças Armadas estão nisto, imaginemos o que se espera da Sociedade em geral.
Ou como também se diz se as Forças de segurança não tem segurança como a podem dar.
Ou se os militares pouco mostrarem representar, quem o fará.

Agora é servirem de exemplo e, sem espinhas
« Última modificação: Outubro 19, 2022, 07:49:32 am por Pescador »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2415
  • Recebeu: 440 vez(es)
  • Enviou: 312 vez(es)
  • +127/-314
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3241 em: Outubro 24, 2022, 07:12:53 pm »
Citar
]La reciente intervención en el Congreso del jefe del Estado Mayor de la Defensa (Jemad), almirante general Teodoro López Calderón, ha dejado varios titulares que merece la pena repasar. El almirante, al que no es fácil escuchar (sus declaraciones son esporádicas), aprovechó la oportunidad para hablar largo y tendido de las carencias y necesidades de las Fuerzas Armadas.

A este punto dedicó una parte importante de su intervención de casi una hora en la Comisión de Defensa. El Jemad dejó a un lado el tema del incremento del presupuesto, que calificó como “magnífico”, para profundizar con una buena dosis de realismo en la situación de los Ejércitos y la Armada. En la segunda parte, sobre todo, el almirante fue muy claro.

Quizá porque es marino (podríamos decir que barrió para casa), advirtió de que España tiene “una carencia en fragatas para el combate de alta intensidad”, aunque también puso el foco en los “insuficientes” stocks de munición y alertó de que, después de años de falta de inversiones, hay unidades que “se han quedado tan atrás, tan obsoletas” que no pueden participar en las misiones internacionales. También se acordó de la industria de defensa, “con nichos de especialización”, pero con “falta de músculo” para competir en Europa.

A diferença do discurso das chefia militares do outro lado da fronteira.
« Última modificação: Outubro 24, 2022, 08:26:21 pm por Red Baron »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, P44, NVF, Pescador, JohnM

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1982
  • Recebeu: 1491 vez(es)
  • Enviou: 996 vez(es)
  • +2170/-1676
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3242 em: Outubro 24, 2022, 07:43:53 pm »
[quote]La reciente intervención en el Congreso del jefe del Estado Mayor de la Defensa (Jemad), almirante general Teodoro López Calderón, ha dejado varios titulares que merece la pena repasar. El almirante, al que no es fácil escuchar (sus declaraciones son esporádicas), aprovechó la oportunidad para hablar largo y tendido de las carencias y necesidades de las Fuerzas Armadas.

A este punto dedicó una parte importante de su intervención de casi una hora en la Comisión de Defensa. El Jemad dejó a un lado el tema del incremento del presupuesto, que calificó como “magnífico”, para profundizar con una buena dosis de realismo en la situación de los Ejércitos y la Armada. En la segunda parte, sobre todo, el almirante fue muy claro.

Quizá porque es marino (podríamos decir que barrió para casa), advirtió de que España tiene “una carencia en fragatas para el combate de alta intensidad”, aunque también puso el foco en los “insuficientes” stocks de munición y alertó de que, después de años de falta de inversiones, hay unidades que “se han quedado tan atrás, tan obsoletas” que no pueden participar en las misiones internacionales. También se acordó de la industria de defensa, “con nichos de especialización”, pero con “falta de músculo” para competir en Europa.

A diferença do discurso das chefia militares do outro lado da fronteira.
[/quote]

Eis algo que os bonecos deviam ler para ver se ganhavam tomates e, em vez de alinharem em complexidades fantasiosas dizerem a verdade
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Subsea7

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14752
  • Recebeu: 3749 vez(es)
  • Enviou: 4128 vez(es)
  • +2977/-6640
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3243 em: Outubro 24, 2022, 08:05:33 pm »
Lá fora ainda há um senso de patriotismo, cá só há amor à conta bancária
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador, Subsea7

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6536
  • Recebeu: 2750 vez(es)
  • Enviou: 577 vez(es)
  • +1370/-534
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3244 em: Outubro 24, 2022, 08:57:07 pm »
Não esquecendo que este discurso vem de um país cuja Marinha tem "apenas" 5 fragatas Alvaro Bazán, e já vai construir outras tantas F110 para substituir as Santa Maria. Agora comparem com a nossa Marinha, cujas fragatas mais recentes que temos, são apenas as 2 BD, e são cerca de 10 anos mais velhas que as AB espanholas.

Mais uma vez, eles com uma Marinha muito mais poderosa e completa que a nossa, dizem que não têm capacidade suficiente para conflitos de alta intensidade, por cá diz-se que duas BD servem e chegam para esse nível de conflito.

Entretanto, provavelmente lá veremos as VdG a serem modernizadas para um padrão tipo "fragata de patrulha", e enquanto eles se devem atirar de cabeça à compra de F-35, nós também nos vamos atirar... para o ST. Como sempre, contra corrente.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, NVF, Charlie Jaguar, Pescador, PTWolf

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1982
  • Recebeu: 1491 vez(es)
  • Enviou: 996 vez(es)
  • +2170/-1676
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3245 em: Outubro 24, 2022, 09:31:29 pm »
Conhecem algum cromo com sentido patriótico que esteja no governo?
O Medina, O Costa, O Pateta. Depois deputados que até queriam ver o monumento aos descobrimentos destruído e, o dizem publicamente e impunemente, sem sequer alguma critica de quem tem responsabilidades acrescidas neste Aterro.
Depois os bonecos de botões luzidios, pancita proeminente e rabo gordo a anuir em sintonia.
Explica muita coisa.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, Subsea7

*

Subsea7

  • Especialista
  • ****
  • 1047
  • Recebeu: 855 vez(es)
  • Enviou: 1420 vez(es)
  • +1978/-1706
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3246 em: Outubro 24, 2022, 10:17:38 pm »
Aqui os bonecos e bonecas, falam no "duplo uso".
PALHAÇOS
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Pescador

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2415
  • Recebeu: 440 vez(es)
  • Enviou: 312 vez(es)
  • +127/-314
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3247 em: Outubro 24, 2022, 10:42:48 pm »
Aqui os bonecos e bonecas, falam no "duplo uso".
PALHAÇOS

Queres dizer que gastar o dinheiro da EU num navio hidrográfico porta drones e num drone lançador de botes salva vidas não é apostar a GRANDE em defesa?
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5008
  • Recebeu: 3538 vez(es)
  • Enviou: 6765 vez(es)
  • +5015/-188
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3248 em: Outubro 25, 2022, 01:59:38 am »
Lá fora ainda há um senso de patriotismo, cá só há amor à conta bancária

Pior ainda é a total desconexão com a realidade.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

Vicente de Lisboa

  • Especialista
  • ****
  • 910
  • Recebeu: 99 vez(es)
  • Enviou: 52 vez(es)
  • +33/-10
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3249 em: Outubro 25, 2022, 02:05:21 pm »
Aqui os bonecos e bonecas, falam no "duplo uso".
PALHAÇOS
Então não é correcto? Usa duas vezes e já não dá para mais.
 

*

Vicente de Lisboa

  • Especialista
  • ****
  • 910
  • Recebeu: 99 vez(es)
  • Enviou: 52 vez(es)
  • +33/-10
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3250 em: Outubro 25, 2022, 02:10:55 pm »
Passando à frente do NRP Holístico, se tivessem 3MM€ para investir na Marinha no próximo ano, quais eram as vossas prioridades?
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 14752
  • Recebeu: 3749 vez(es)
  • Enviou: 4128 vez(es)
  • +2977/-6640
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3251 em: Outubro 25, 2022, 02:11:23 pm »
Triste sina ser português
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Subsea7

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1982
  • Recebeu: 1491 vez(es)
  • Enviou: 996 vez(es)
  • +2170/-1676
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3252 em: Outubro 25, 2022, 08:05:02 pm »
Passando à frente do NRP Holístico, se tivessem 3MM€ para investir na Marinha no próximo ano, quais eram as vossas prioridades?

Prioridades: Campo de Golf e afins de convívio salutar

Mas assim de repente penso que os navios são totalmente pagos na medida que vão sendo entregues por isso esse 3 MM iniciais para encomendas juntaria mais alguns valores dos anos posteriores. Então olhando ao aqui recorrentemente dito que reflete as grandes necessidades seria, uns 2 Cross, 1 reabastecedor e apontar às novas Fragatas.

Mas dizem que os Cross nunca antes de 2030 (é pena), então seria Fragatas para substituir as demasiado obsoletas VdG, que basta decidirem qual de várias disponíveis(complicado) e o Abastecedor, mais ainda  e se é esse o caminho, alguns  patrulhas da versão das EPC Depois de 2030 os Cross seria uma boa opção, mesmo tardia, estando cá já fragatas a sério.

A questão é nada se começa só se adia e adiar é complicar ainda mais as escolhas. Depois tudo é urgente
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1959
  • Recebeu: 485 vez(es)
  • Enviou: 2304 vez(es)
  • +168/-21
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3253 em: Dezembro 23, 2022, 12:05:02 am »
Passando à frente do NRP Holístico, se tivessem 3MM€ para investir na Marinha no próximo ano, quais eram as vossas prioridades?


Novas fragatas, +1 submarino, upgrade dos 209PN, reabastecedor e se sobrasse algum depois via-se.
 :-P
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 5008
  • Recebeu: 3538 vez(es)
  • Enviou: 6765 vez(es)
  • +5015/-188
Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Responder #3254 em: Dezembro 23, 2022, 03:55:02 pm »
Eu era mais 8 MM: 02 U212CD, 04 ASWF, 02 Constellation, 04 MCM (City), 01 Karel Doorman, 01 JdW (usado), 01 AOR Maud, 10 MH-60R e MLU aos 209PN. Com esta configuração haveriam sempre operacionais: um ou dois subs, duas ou três fragatas, um MCM e um reabastecedor (ou navio anfíbio). Patrulhas iam para a Guarda Costeira, resultante da fusão da UCC e AMN. Até ia mais além e passava os P-3 (e os futuros P-8) para a Marinha, ficando a FAP com os Persuader. Quanto a drones para adultos: 04 Triton para a FAP e 06 Sea Guardian para a Marinha.
Talent de ne rien faire