Reforma do Exército

  • 121 Respostas
  • 16415 Visualizações
*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10730
  • Recebeu: 1663 vez(es)
  • Enviou: 4492 vez(es)
  • +266/-133
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Reforma do Exército
« Responder #60 em: Fevereiro 13, 2019, 06:46:29 pm »


Não Há, .....mas até termos Praças suficientes temos solução! :mrgreen:

Coloquem quatro 2ºSarg e Furriéis numa das equipas de cada das secções de Inf/Art e dois em cada guarnição de CC, as secções comandadas por aspirantes, alferes e tenentes, os pelotões comandados por Capitães, as companhias comandadas por Majores e Tenentes Coroneis, e os Batalhões comandados por Coroneis e Brigadeiros, e as Brigadas por majores e tenentes Generais e vamos ver que já temos os problemas dos efectivos de duas das três brigadas resolvidos !
Quem não tem cão caça com gato !!

Abraços

Então e quem achas que anda a fazer o trabalho dos Praças que não existem? E mesmo dos Oficiais subalternos. É comum ter Sargentos a comandar pelotões. 
O Exército tem Oficias e Sargentos porque estão num quadro que os mantém na instituição. E nestas categorias os militares em RC também não são em numero ideal.
Não é Oficiais e Sargentos a mais! É Praças a menos! Muito menos.

No entanto existem unidades que não têm falta de Praças. RC6 em Braga e os Regimentos das ilhas, por exemplo.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Camuflage

  • Investigador
  • *****
  • 1379
  • Recebeu: 110 vez(es)
  • Enviou: 73 vez(es)
  • +24/-116
Re: Reforma do Exército
« Responder #61 em: Fevereiro 13, 2019, 10:49:16 pm »
A velha mania de inverter o ónus da prova. Desde 1976 que há oficiais a mais nas forças armadas, é um facto, não vale a pena vir com  historietas ou querem mais generais do que já temos?

O que as FA têm falhado redondamente é no recrutamento e aliciamento de pessoas à vida militar, por 3 razões: ganância, status e conformismo. Para que vai o sr General, sr Coronel, chatear-se com o estado da sua força se tem a vida garantida? Tem uma data de oficiais bajuladores em seu redor,  empregados de limpeza (praças), guarda-costas (policia militar), motorista (cabos) e a cereja em cima do bolo é que não só não pode ser despromovido por ser incompetente, como nem pode ser despedido com perda total de direitos e do seu titulo, será ad aeternum "sr general".
Depois temos os oficiais intermédios que ora são bajuladores, ora são os revoltados de café. Tal como numa empresa os primeiros passam a vida a engraxar o chefe e os segundos revoltadinhos com tudo, mas são os primeiros a bater a pala assim que passa o sr Generaleco cheios de medo da suposta repercussão que possa recair sobre eles "o direito militar" - sim porque a justiça militar é muito diferente da civil em Portugal...

Em resumo:

-Ao longo dos anos continuaram-se a formar oficiais, as pessoas não vão ser sempre carne para canhão pretendem ascender na vida portanto foram sempre concorrendo para essas posições;
-Os "maioriais (aqueles que realmente mandam) das FA não estão à altura de comandar uma força militar, não têm visão estratégica das mesmas, nem capacidade de gestão - não existem más organizações, apenas maus lideres!
-Falta de programa de estímulos e proximidade da sociedade (não depende do governo, depende da liderança sair do trono e caminhar junto da população, ir às escolas, universidades, estabelecer protocolos, apostar no marketing etc)
-Quando foi a última vez que passou na tv um daqueles anúncios que passavam na RTP2 nos anos 90 e inícios de 2000? Por si já eram maus, mas agora nem isso.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, tenente

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8981
  • Recebeu: 1284 vez(es)
  • Enviou: 1429 vez(es)
  • +183/-61
Re: Reforma do Exército
« Responder #62 em: Fevereiro 13, 2019, 10:59:06 pm »
Não sou GNR, mas acho que um factor importante para não ter tantos sargentos é ter um quadro de praças, isto é, são pessoas a que se podem atribuir mais responsabilidades que o que normalmente acontece nas praças das Forças Armadas.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8582
  • Recebeu: 3906 vez(es)
  • Enviou: 2679 vez(es)
  • +3651/-441
Re: Reforma do Exército
« Responder #63 em: Fevereiro 14, 2019, 12:22:39 am »


Não Há, .....mas até termos Praças suficientes temos solução! :mrgreen:

Coloquem quatro 2ºSarg e Furriéis numa das equipas de cada das secções de Inf/Art e dois em cada guarnição de CC, as secções comandadas por aspirantes, alferes e tenentes, os pelotões comandados por Capitães, as companhias comandadas por Majores e Tenentes Coroneis, e os Batalhões comandados por Coroneis e Brigadeiros, e as Brigadas por majores e tenentes Generais e vamos ver que já temos os problemas dos efectivos de duas das três brigadas resolvidos !
Quem não tem cão caça com gato !!

Abraços

Então e quem achas que anda a fazer o trabalho dos Praças que não existem? E mesmo dos Oficiais subalternos. É comum ter Sargentos a comandar pelotões. 
O Exército tem Oficias e Sargentos porque estão num quadro que os mantém na instituição. E nestas categorias os militares em RC também não são em numero ideal.
Não é Oficiais e Sargentos a mais! É Praças a menos! Muito menos.

No entanto existem unidades que não têm falta de Praças. RC6 em Braga e os Regimentos das ilhas, por exemplo.

Desculpa lá mas acho que só estás a ver metade do problema não são só Praças a menos, são oficiais e sargentos a mais, e muito a mais, também!

O numero de oficiais e sargentos que temos são suficientes para um Exército de 20000 a 25000 efectivos, mesmo que o Exército tivesse os tais 14.000 efectivos e a manter-se os números de oficiais e sargentos actuais, a proporção seria de um sargento e um oficial para 2,6 Praças, actualmente a proporção é de um oficial + um sargento para 1,8 Praças !!!!!!

Não conheço nenhumas FFAA dignas desse nome, onde exista tal proporção !

O que escrevi RPT, como ser a única solução para atenuar a falta de praças e fazer o downgrade das funções das duas classes de oficiais e Sargentos cito " as secções comandadas por aspirantes, alferes e tenentes, os pelotões comandados por Capitães, as companhias comandadas por Majores e Tenentes Coroneis, e os Batalhões comandados por Coroneis e Brigadeiros " só desse modo é que arranjaremos pessoal para completar as unidades de manobra e apoio que precisam de efectivos, até que se consiga recompletar o numero as Praças que estão em falta !

Bem se houver sargentos a comandar pelotões então estamos mesmo muito mal porque, então o que fazem os subalternos ??
Comandam Companhias ????
Não me parece que isso esteja a acontecer.

Abraços

« Última modificação: Fevereiro 14, 2019, 12:24:47 am por tenente »


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, HSMW

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10730
  • Recebeu: 1663 vez(es)
  • Enviou: 4492 vez(es)
  • +266/-133
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Reforma do Exército
« Responder #64 em: Fevereiro 14, 2019, 12:59:44 pm »
Tudo isso são problemas com apenas uma origem. A falta de Praças.
Corrigindo este problema os outros deixam de existir.

Por exemplo, actualmente tenho um Tenente como Cmdt de companhia. E os Cmdts de pelotão... São os três Alferes RC...
Mas também tenho andado sempre por unidades das mais deficitárias e em que tinha de fazer o trabalho do Oficial, de Saj, as minhas e dos Praças....

Saliento também que o Exército não se faz exclusivamente de unidades Regimentais.
As direcções (DMT, DCSI, DIE...), os comandos (CFT, CmdLog...) e mesmo à entrada de Lisboa o Laboratório Militar e o Centro de Informação Geoespacial do Exército são constituídos quase exclusivamente por Oficiais e Sargentos.

« Última modificação: Fevereiro 14, 2019, 01:03:26 pm por HSMW »
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

zocuni

  • Especialista
  • ****
  • 1055
  • Recebeu: 22 vez(es)
  • Enviou: 46 vez(es)
  • +27/-3
Re: Reforma do Exército
« Responder #65 em: Fevereiro 14, 2019, 01:19:13 pm »
Tudo isso são problemas com apenas uma origem. A falta de Praças.
Corrigindo este problema os outros deixam de existir.

Por exemplo, actualmente tenho um Tenente como Cmdt de companhia. E os Cmdts de pelotão... São os três Alferes RC...
Mas também tenho andado sempre por unidades das mais deficitárias e em que tinha de fazer o trabalho do Oficial, de Saj, as minhas e dos Praças....

Saliento também que o Exército não se faz exclusivamente de unidades Regimentais.
As direcções (DMT, DCSI, DIE...), os comandos (CFT, CmdLog...) e mesmo à entrada de Lisboa o Laboratório Militar e o Centro de Informação Geoespacial do Exército são constituídos quase exclusivamente por Oficiais e Sargentos.

Na verdade é um pouco isso a falta de paraças evidencia um problema que à partida não seria mas é aí que há que cativar os joevens a pertencerem ao exército tornar isso promissor e desafiabte,
Eu cumpri servio militar ainda era SMO e entre 1987 e 1988 e pouco ou nada tem a ver com a realidade actual.
Por exemplo eu cumpri no antigo RASP (Regimento de artilharia da Serra do Pilar) e tinha a seguinte composição:
-Bataria de Instruão - Capitão
-Bataria de Comando - Capitão
-Bataria de Servilos - Capitão
-1ºBAC - Major
-2ª BBF - Major (esta era minha unidade e pertencia à BMI na vertente apoio de fogo).
-BAAA - Capitão

Na 1ºBAC e 2ªBBF os comandantes de pelotão eram Alferes e na de Intrução ,comando e servios aram Aspirante assim como na BAAA.

Comandante do Regimento era um Coronel e quando íamos para operaões de campo em conjunto com a 1ª BAC a liderançça era de um Tenente-Coronel..
Regimento fantástico,com localizaão ímpar,casernas novinhas e amplas,limpo,comida boa só o soldo era de 550 escudos eram SMO.


Também passei uma temporada no antigo BSS (Batalhaõ do Serviço de Setúbal) onde o comandante do Batalhão era um Major no caso Médico e os instrutores Tenentes.
Quartel horrível mais parecia um pulgueiro,comida medonha mas o pessoal era fantástico e a cidade então adorei.
Era outro contexto e pertence às minhas memórias.

« Última modificação: Fevereiro 14, 2019, 01:33:33 pm por zocuni »
zocuni
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3695
  • Recebeu: 2780 vez(es)
  • Enviou: 1685 vez(es)
  • +3715/-1769
Re: Reforma do Exército
« Responder #66 em: Fevereiro 14, 2019, 01:45:18 pm »
Além de haver de há uns anos para cá Praças que inclusivamente pagam para sair. Se no início da crise o ingresso nas Forças Armadas era encarado como uma forma de fugir ao desemprego, agora passa-se exactamente o contrário. E todos nós sabemos porquê e quais as razões para se estar a passar o que está a passar, discutimo-las aqui frequentemente.

Uma pessoa que me é muito próxima, e trabalha numa conhecida financeira, disse-me ainda há uns dias que todas as semanas lá aparecem militares, na sua maioria da categoria de Praças, ou a pedir simulações de empréstimo ou já a solicitar o mesmo por forma a pagar a indemnização por desvinculação de contrato, principalmente do Exército. Baixos salários, pouca motivação, etc, e estavam à espera do quê? Por isso é que quando falam dos 32 mil efectivos ainda há-que penar um bom bocado para atingir esse patamar que, segundo os últimos dados, não chega sequer aos 28 mil.  ::)
« Última modificação: Fevereiro 14, 2019, 02:56:56 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 

*

zocuni

  • Especialista
  • ****
  • 1055
  • Recebeu: 22 vez(es)
  • Enviou: 46 vez(es)
  • +27/-3
Re: Reforma do Exército
« Responder #67 em: Fevereiro 14, 2019, 01:57:55 pm »
Eu andei a ler muitas coisas sobre o decréscimo de militares em nossas foras armadas e pelo que eu entendi se todos que se apresentam ficassem até ao fim não anadriamos longe dos 32000.
Aí vêm outras causas salrário de caixa de supermercado (e tenho todo o respeito por quem ganha a vida fazendo isso),pouco estimulo,horizontes muito curtos,pouco recohecimento e por aí vai.
Eu não sou dos que pensam que apesar de hoje em dia serem tropas profissionais e devem ser,os considerar um bando de mercenários e que para nada serviriam no mundo civil antes pelo contrário essas pessoas estão a dar os melhores anos de suas vidas,merecem respeito,tirando casos pontuais a maioria até pelo que se aufere vai por devoção e achando que o amanhã sera melhor e depois vêm que nada muda e se sentem defraudados.Dá que pensar.
Tem muita coisa errada.Vams acordar,
zocuni
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4129
  • Recebeu: 29 vez(es)
  • +63/-0
Re: Reforma do Exército
« Responder #68 em: Fevereiro 14, 2019, 05:26:33 pm »
O problema não é o que se faz agora. Mas o que se fez nos 80 e 90 em que se formavam blocos enormes de oficiais do Exército por causa da Guerra Fria. Teve de ser criada uma estrutura orgânica para os alojar. E muitos ainda estão no ativo.
Daqui por uns anos vai ter se de resuzir a orgânica porque agora formam-se muito menos oficiais
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8582
  • Recebeu: 3906 vez(es)
  • Enviou: 2679 vez(es)
  • +3651/-441
Re: Reforma do Exército
« Responder #69 em: Março 05, 2020, 07:14:47 am »
Em 2018 o efectivo de Praças  dos BIParas, BCmds e FOE era o abaixo apresentado alguém sabe/tem acesso aos dados de 2019/2020.



Pergunto apenas porque com os efectivos apresentados em 2018, as unidades de manobra, se é que posso chamar assim, da BRR juntas, em termos de efectivos de praças, teriam o efectivo de um batalhão e meio se tanto, quando deveriam ser de três batalhões + FOE.

Abraços
« Última modificação: Março 05, 2020, 09:49:58 am por tenente »


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1791
  • Recebeu: 492 vez(es)
  • Enviou: 1596 vez(es)
  • +261/-15
Re: Reforma do Exército
« Responder #70 em: Março 05, 2020, 09:43:58 am »
"Quadro Orgânico" é o efectivo que, oficialmente, deveria ter...? Os batalhões deviam ter, tecnicamente, 330 homens?! 
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8582
  • Recebeu: 3906 vez(es)
  • Enviou: 2679 vez(es)
  • +3651/-441
Re: Reforma do Exército
« Responder #71 em: Março 05, 2020, 09:48:31 am »
"Quadro Orgânico" é o efectivo que, oficialmente, deveria ter...? Os batalhões deviam ter, tecnicamente, 330 homens?!

Quadro orgânico de Praças, se tú lesses tudo o que eu escrevi, são 330 praças/BIPara, o que eu acho pouco, o numero de praças por BiPara deveria rondar os 400, mas…….. :mrgreen:

Abraços


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17088
  • Recebeu: 1757 vez(es)
  • Enviou: 1624 vez(es)
  • +290/-1167
Re: Reforma do Exército
« Responder #72 em: Março 05, 2020, 10:37:39 am »
"Quadro Orgânico" é o efectivo que, oficialmente, deveria ter...? Os batalhões deviam ter, tecnicamente, 330 homens?!

Sim, agora os BIParas eliminaram a 3ª Companhia de Paraquedistas em cada Batalhão. É por isso que de 2000 e tal Paraquedistas no meu tempo, passamos a esta meia dúzia de gatos pingados em toda a BrigRR.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8582
  • Recebeu: 3906 vez(es)
  • Enviou: 2679 vez(es)
  • +3651/-441
Re: Reforma do Exército
« Responder #73 em: Março 05, 2020, 01:41:51 pm »
"Quadro Orgânico" é o efectivo que, oficialmente, deveria ter...? Os batalhões deviam ter, tecnicamente, 330 homens?!

Sim, agora os BIParas eliminaram a 3ª Companhia de Paraquedistas em cada Batalhão. É por isso que de 2000 e tal Paraquedistas no meu tempo, passamos a esta meia dúzia de gatos pingados em toda a BrigRR.

Está certo, e explicado, agora são mais espertos que no teu e no meu tempo, os BIParas do  " actualmente " são afinal BIPara (-).
Eu também achei 330 praças muito pouco pois se as Companhias tiverem +/- 120 efectivos no total, o Batalhão teria um pouco mais que 500 homens/mulheres, pois seriam 01 CCS + 01 CAC + 03 CIPara.

Abraços


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8981
  • Recebeu: 1284 vez(es)
  • Enviou: 1429 vez(es)
  • +183/-61
Re: Reforma do Exército
« Responder #74 em: Março 05, 2020, 08:05:56 pm »
Tenente os BIPara há alguns anos que já não tem CCS + CAC, passaram a ter CCA.

« Última modificação: Março 05, 2020, 08:07:16 pm por Lightning »