Crise de refugiados e imigrantes na UE e em Portugal

  • 304 Respostas
  • 51748 Visualizações
*

legionario

  • Investigador
  • *****
  • 1264
  • Recebeu: 267 vez(es)
  • Enviou: 272 vez(es)
  • +175/-2292
Re: Crise de refugiados e imigrantes na UE e em Portugal
« Responder #300 em: Abril 19, 2022, 02:15:54 am »
Eu neste momento não tenho filhos não é pk o estado considera como casal e para efeitos fiscais 2 pessoas do mesmo sexo.

Eu não tenho 5 filhos como os meus avós pois tenho mais informação e capacidade para prevenir de ter filhos, algo que há 40/50 anos atrás não era possível.

E como bem disse ter filhos acarreta um grande encargo financeiro e disponibilidade temporal, o que faz com que a maioria das pessoas/casais opte por ter apenas 1.

Contudo isto não é um problema apenas nosso quase todos os paises desenvolvidos tem a população envelhecida.

Parte da solução seria ter mais crescimento económico e com isso suportar uma melhor qualidade de vida das famílias para que tivessem maior disponibilidade para ter mais filhos.

Contudo os emigrantes continuam a ser a solução mais rápida, principalmente aqueles que chegam cá como adultos e passados uns anos voltam ao Pais de origem, pois são os que mais contribuem com impostos e os que menos pressão metem no sistema social.

Caro Alves, o amigo tal como eu, tal como qualquer pessoa que dedique algum tempo da sua vida à reflexão, sabe que o crescimento ad aeternum, não é possível ; chegamos a uma altura do campeonato onde sabemos que, os recursos disponíveis vs população mundial , têm que ter um novo tipo de gestão ; não me pergunte como, eu não conheço a solução.

O imigrante que vem para Portugal, fica aqui uns anos, paga para os nossos sistemas de proteção social e depois regressa ao seu país, é um imigrante altamente rentável, concordo consigo .

A Família é a base de uma sociedade, a desvalorização da sua importância é patente não só  no exemplo que citei.

Concordo consigo em tudo (especialmente que sera insuportável sustentar um crescimento infinito da população, contudo reconhecer isso tb estamos a reconhecer que no nosso estado social nascido no pós guerra é inviável), contudo o meu conceito (e eu tenho ainda muitos preconceitos) de familia pelo que percebi é mais vasto que o seu.

Mas entendo até certo nível quem tenha um conceito mais conservador, felizmente acho que cada vez mais as novas gerações vem com menos dogmas e menos preconceitos.

Não sei se podemos classificar a minha visão da Família, como conservadora. A definição de Família (biológica) é quase matemática : pai, mãe, filhos, irmãos, tios, etc.  ...   podemos também empregar a expressão  "Família" num sentido alargado.  Aceito perfeitamente que um grupo de amigos se considere uma família, é o que acontece nos meios militares,  a "grande família"  dos paras ou dos fuzileiros... 
Não me incomoda nada que duas pessoas do mesmo sexo sejam felizes juntas e que se considerem uma família, mas na realidade, não se trata de uma família biológica mas sim de uma família ideológica, afetiva.
Na minha experiencia pessoal : considerei como sendo do meu sangue, o meu melhor amigo, com quem trabalhei e convivi durante anos (até ele deixar este mundo em 2020)
 
Não estamos no entanto a falar de ligações afetivas com ou sem papel assinado ... mas de filhos ou da falta deles, o que leva à necessidade de importar gente para trabalhar, contribuir para a Seg Social e pagar as nossas reformas... daí eu achar que o Estado deve aliviar a carga fiscal sobre as famílias e dar incentivos à natalidade. A alternativa é importar gente de fora.

Já não vivemos na época em que os avós tomavam conta dos netos e os filhos tomavam conta dos pais, apesar que, felizmente, ainda acontece em muitos casos.  P.S. eu quando estou em Portugal vivo com a minha mãe mas ela é que toma conta de mim  :D

No mundo moderno, as crianças vão para o infantário e os velhos para um Lar ; é um mundo cruel.  No mundo ideal, o Estado deveria criar condições para que os filhos pudessem ser criados com o amor e a presença da mãe (ou do pai)  e  para que os mais velhos ficassem em casa amparados pelos filhos. Se o Estado pretende subsidiar os infantários para todos, não poderia haver a opção de atribuir um subsidio à mãe para que ela fique junto dos filhos ?  Se o Estado subsidia os Lares de idosos, não poderia haver uma opção para que pudesse ser um dos familiares a receber esse subsidio para cuidar do ancião ?

No imediato, acho que um subsidio à natalidade e o alivio da carga fiscal dos pais poderia fazer mudar a curva da natalidade.
Num outro angulo, para evitar a hemorragia da emigração dos milhares de jovens diplomados que saem do país à procura de melhores salários, já era tempo que Portugal tivesse um Governo capaz de criar  as condições para que não sentíssemos a necessidade de tentar a nossa sorte lá fora no estrangeiro.
« Última modificação: Abril 19, 2022, 02:22:05 am por legionario »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Hammerhead

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2673
  • Recebeu: 333 vez(es)
  • Enviou: 113 vez(es)
  • +522/-6430
Re: Crise de refugiados e imigrantes na UE e em Portugal
« Responder #301 em: Abril 21, 2022, 04:53:23 pm »
Depois do Reino Unido, Dinamarca também quer enviar refugiados para o Ruanda
https://eco.sapo.pt/2022/04/21/depois-do-reino-unido-dinamarca-quer-enviar-refugiados-para-o-ruanda/
Citar
A Dinamarca está em negociações com o governo do Ruanda sobre um eventual acordo para reenviar migrantes e requerentes de asilo de várias nacionalidades para o país da África Oriental.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11547
  • Recebeu: 2259 vez(es)
  • Enviou: 6159 vez(es)
  • +389/-229
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Crise de refugiados e imigrantes na UE e em Portugal
« Responder #302 em: Maio 03, 2022, 08:24:39 pm »

É oficial. Somos a anedota da Europa.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12872
  • Recebeu: 681 vez(es)
  • Enviou: 238 vez(es)
  • +532/-369
Re: Crise de refugiados e imigrantes na UE e em Portugal
« Responder #303 em: Maio 20, 2022, 05:44:50 pm »
Controverso acordo envia migrantes e requerentes de asilo do Reino Unido para o Ruanda


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12872
  • Recebeu: 681 vez(es)
  • Enviou: 238 vez(es)
  • +532/-369
Re: Crise de refugiados e imigrantes na UE e em Portugal
« Responder #304 em: Junho 10, 2022, 05:33:00 pm »
Proposta para repartir requerentes de asilo na UE gera consensos na UE