ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Exército Português => Tópico iniciado por: tenente em Abril 14, 2018, 08:34:02 pm

Título: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Abril 14, 2018, 08:34:02 pm
Está mais que na hora de pensarmos em substituir os M113 por um blindado de lagartas, moderno, mais musculado, com torre, de preferência com peça de 30mm, com maior grau de protecção dos infantes embarcados, e que acompanhe os Leopards nas evoluções todo o terreno.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/cn1qqK.jpg) (https://imageshack.com/i/pocn1qqKj)

Este, na foto de cima, que até fica tão bem ao pé de um Leo, com a mesma torre das versões porta canhão dos nossos Pandur, seria uma excelente aquisição, para equipar o BiMec, reforçando as valências deste batalhão!
A três VBCI(L) por pelotão 24 homens + 09, cada companhia poderia ser equipada c/ 11 ou 12 viaturas o que totalizava, para as três CAT's 36 viaturas mais as de comando e as de apoio e outras versões poderia chegar ás 60 Viaturas blindadas p/ batalhão.


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/Ejn7GS.jpg) (https://imageshack.com/i/pnEjn7GSj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/tvxzr1.jpg) (https://imageshack.com/i/potvxzr1j)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/1o0YEj.jpg) (https://imageshack.com/i/pn1o0YEjj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/YvFTm7.jpg) (https://imageshack.com/i/pmYvFTm7j)

(https://imageshack.com/a/img922/802/iYjVbN.gif) (https://imageshack.com/i/pmiYjVbNg)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/hF7asE.jpg) (https://imageshack.com/i/pmhF7asEj)

https://pt.wikipedia.org/wiki/ASCOD_AFV

https://www.army-technology.com/projects/ascod/

Abraços

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Abril 14, 2018, 08:48:22 pm
Só por curiosidade alguma vez irá o governo buscar 277 unidades como supostamente temos do M113!?
Duvido...
 :-\
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Abril 14, 2018, 08:52:58 pm
Se fossem adquiridos 120 viaturas já chegavam para dois BiMec's e, eram suficientes para a nossa orgãnica de Exército em miniatura !!!!
A brigada ficaria com 01 GCC, 02 Bimec's e 01 GAC AP um luxo é o que te digo, um luxo !!!!!



Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Abril 14, 2018, 08:56:45 pm
Só por curiosidade alguma vez irá o governo buscar 277 unidades como supostamente temos do M113!?
Duvido...
 :-\

Para que querias tantos blindados ???
Com o Exército actual, a Infantaria não tem efectivos para formar quatro batalhões de Infantaria completos quanto mais 277 viaturas que daria para formar quatro batalhões !!
120 ulanos/pizarros/ASCOD, já eram suficientes !

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Abril 14, 2018, 09:22:57 pm



ASCOD Pizarro
ASCOD Pizarro is built by Santa Bárbara Sistemas. It has multiple variants.
◾ VCI/C - Infantry / Cavalry Vehicle; This is the basic ASCOD Pizarro.
VCPC - Command Vehicle
◾ VCOAV - (Vehículo de Observación Avanzada) Advanced Reconnaissance Vehicle
◾ VCREC - Recovery Vehicle
◾ VCZ - Engineering Vehicle

◾ LT-105 Light Tank - A light tank, designed for the export market, with a 105 mm gun. There are three turrets available, each made by a different manufacturer. These manufacturers are Oto Melara, General Dynamics, and Denel Land Systems (formally known as LIW). The vehicles for the Royal Thai Marine Corps will use the turret from Denel.•Donar - Medium 155mm SPA based on the KMW PzH 2000ASCOD Ulan

Abraços


Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Abril 14, 2018, 09:34:58 pm



ASCOD Pizarro
ASCOD Pizarro is built by Santa Bárbara Sistemas. It has multiple variants.
◾ VCI/C - Infantry / Cavalry Vehicle; This is the basic ASCOD Pizarro.
VCPC - Command Vehicle
◾ VCOAV - (Vehículo de Observación Avanzada) Advanced Reconnaissance Vehicle
◾ VCREC - Recovery Vehicle
◾ VCZ - Engineering Vehicle

◾ LT-105 Light Tank - A light tank, designed for the export market, with a 105 mm gun. There are three turrets available, each made by a different manufacturer. These manufacturers are Oto Melara, General Dynamics, and Denel Land Systems (formally known as LIW). The vehicles for the Royal Thai Marine Corps will use the turret from Denel.•Donar - Medium 155mm SPA based on the KMW PzH 2000ASCOD Ulan

Abraços

Se a versão LT aguentasse com uma torrezita da Cockerill serie 3000 de 120mm, ai já estaríamos a falar de um poder de fogo mais que razoável!
E juntava-se a munição dos LEO2A6 ao pacote.

http://www.cmigroupe.com/cockerill-3000-series

 ys7x9
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Abril 14, 2018, 09:37:29 pm



ASCOD Pizarro
ASCOD Pizarro is built by Santa Bárbara Sistemas. It has multiple variants.
◾ VCI/C - Infantry / Cavalry Vehicle; This is the basic ASCOD Pizarro.
VCPC - Command Vehicle
◾ VCOAV - (Vehículo de Observación Avanzada) Advanced Reconnaissance Vehicle
◾ VCREC - Recovery Vehicle
◾ VCZ - Engineering Vehicle

◾ LT-105 Light Tank - A light tank, designed for the export market, with a 105 mm gun. There are three turrets available, each made by a different manufacturer. These manufacturers are Oto Melara, General Dynamics, and Denel Land Systems (formally known as LIW). The vehicles for the Royal Thai Marine Corps will use the turret from Denel.•Donar - Medium 155mm SPA based on the KMW PzH 2000ASCOD Ulan

Abraços

Se a versão LT aguentasse com uma torrezita da Cockerill serie 3000 de 120mm, ai já estaríamos a falar de um poder de fogo mais que razoável!
E juntava-se a munição dos LEO2A6 ao pacote.

http://www.cmigroupe.com/cockerill-3000-series

 ys7x9

Se calhar não tem lastro para tal, com 28 tons .....parecem-me pouco para uma munição de 120, e o mais importante, o anel da torre para uma peça dessas tem um diametro muito grande talqual o do nosso Leo, achas que dá ??? Eu penso que não, Isso era refazer totalmente o carro, deixa o apoio de fogos para os Leo e para os 155 do GAC !
A munição do Leo poderá não servir na peça da cockerill, tudo dependo do comprimento da camara/culatra fixa das duas peças, e do comprimento das cx de cartucho das duas munições fixas de 120.

http://www.panzer-modell.de/referenz/in_detail/ulan/ulan.htm

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Abril 14, 2018, 09:39:39 pm
Esqueça! Peço desculpa, o modelo da torre não era esse! A que tinha visto de 120mm era a Cockerill XC-8 105-120HP!

http://www.cmigroupe.com/cockerill-xc-8-105-120hp

 :P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Abril 14, 2018, 09:54:13 pm
Já agora aproveito para dar uma opção minha. O CV 90 estaria fora de questão!?
É que o ASCOD é engraçado mas tem dois defeitos, 1º estaríamos sempre em parte dependentes dos "nuestros hermanos" e não é situação que me agrade particularmente e a mais preocupante, a dona do fabricante é a General Dynamics. Será que não iria dar raia outra vez como aconteceu na situação das Pandur!?

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/3/30/Stridsfordon_90_Revinge_2012-2.jpg/1200px-Stridsfordon_90_Revinge_2012-2.jpg)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.techhook.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2014%2F11%2FBAE-CV90-IFV.jpg&hash=dd65fefe200d5fe7b47f77e6495474e5)

(https://forum.valka.cz/files/bgbv90.jpg)

(https://i1.wp.com/fighting-vehicles.com/wp-content/uploads/2017/01/CV90-Armadillo-IFV-Variant-with-30mm-Cannon.jpg)

Só ponho este como sugestão porque não só já ser um veiculo com provas dadas, como os Suecos são muito "mãos largas" no que toca a transferências de tecnologias e fabricos nacionais etc. Mais a tal questão de não termo de lidar com  General Dynamics, acho que uma f**a já nos chegou.

 :G-beer2:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Abril 15, 2018, 03:14:38 pm
Os M113 têm uma modernizações jeitosas  ;D :P

http://www.ffg-flensburg.de/en/light-vehicle-systems/m113-modernization/ (http://www.ffg-flensburg.de/en/light-vehicle-systems/m113-modernization/)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.ffg-flensburg.de%2Fuploads%2Ftx_templavoila%2Fheadgrafik_1024x420_m113_01.jpg&hash=bc1dff0d1ade622d719b486446b00b47)

https://imgur.com/r/TankPorn/uhhSehS (https://imgur.com/r/TankPorn/uhhSehS)
(https://i.imgur.com/uhhSehS.jpg)

Saudações
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Abril 15, 2018, 03:36:51 pm
O CV90 também é o meu favorito. E, já agora, os Centauro podiam e deviam ser adquiridos para desenmpenhar o papel dos Pandur com peça 105 que nunca forma adquiridos — os italianos têm dezenas em reserva, inclusive já venderam uns quantos aos jordanos.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Abril 15, 2018, 03:52:08 pm
O CV90 também é o meu favorito. E, já agora, os Centauro podiam e deviam ser adquiridos para desenmpenhar o papel dos Pandur com peça 105 que nunca forma adquiridos — os italianos têm dezenas em reserva, inclusive já venderam uns quantos aos jordanos.

A questão dos Centauro não é mau pensada não senhor já que ficamos sem viaturas de suporte de fogo. E melhor ainda! As viaturas pra Jordânia nem foram vendidas, foram DADAS!
" Jordan: 141 B1 Centauro (all ex Italian Army); some donated as Italian military aid and modernized with upgrade kits."
Se se pagasse só a modernização e os kits de armadura era maravilha, mas já nem pedia tanto....
 ys7x9
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Abril 15, 2018, 03:58:45 pm
Os M113 têm uma modernizações jeitosas  ;D :P

http://www.ffg-flensburg.de/en/light-vehicle-systems/m113-modernization/ (http://www.ffg-flensburg.de/en/light-vehicle-systems/m113-modernization/)
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.ffg-flensburg.de%2Fuploads%2Ftx_templavoila%2Fheadgrafik_1024x420_m113_01.jpg&hash=bc1dff0d1ade622d719b486446b00b47)

https://imgur.com/r/TankPorn/uhhSehS (https://imgur.com/r/TankPorn/uhhSehS)
(https://i.imgur.com/uhhSehS.jpg)

Saudações

Existe pelo menos uma viatura turca a TULPAN que é da família que fica ao mesmo preço que muitos kits de modernização dos M113.
A própria plataforma já não dá mais. O M113 já está muito cansado. Sabe deus o que deve passar o pessoal no entroncamente pra conseguir mante-los a trabalhar.

(https://www.army-technology.com/wp-content/uploads/sites/3/2017/09/1l-image-45.jpg)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.otokar.com%2Ftr-tr%2Furunler%2FPicGallerytulpar%2Ftulpar-01.jpg&hash=1843b62cb4ef6360f1655dd01d1488df)


https://www.otokar.com/en-us/products/Pages/tulpar.aspx

E também existe a versão TULPAR S com todas as variantes e mais algumas. Por cerca de 1.2 a 1.5 milhões de $ cada, é difícil de encontrar mais barato novo.

 :G-beer2:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Abril 16, 2018, 01:37:22 pm
Da maneira como andamos na pedincha e somos poupadinhos com as F.A. ainda fazemos o choradinho à Sr.ª Merkle para mandar uns Marder sem encargos.  ::) ;D

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/2/28/Marder1A3.6.jpg/800px-Marder1A3.6.jpg)

Cumprimentos  :jok: :nice:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: perdadetempo em Abril 17, 2018, 12:11:00 am
Da maneira como andamos na pedincha e somos poupadinhos com as F.A. ainda fazemos o choradinho à Sr.ª Merkle para mandar uns Marder sem encargos.  ::) ;D

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/2/28/Marder1A3.6.jpg/800px-Marder1A3.6.jpg)

Cumprimentos  :jok: :nice:

Se fôr a versão 1A3/1A5 é de certeza melhor que qualquer upgrade do M113 e tendo em conta a história do Pizarro e o seu actual dono ( a General Dynamics do Pandur) talvez por uma vez o mais velho/barato não seja a pior solução.

Link para um artigo sobre o programa PIZARRO que revê a sua história já com mais de 20 anos.
http://www.ejercitos.org/2016/10/09/vci-ascod-pizarro/ (http://www.ejercitos.org/2016/10/09/vci-ascod-pizarro/)

Cumprimentos,
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Abril 17, 2018, 11:06:13 am
A Brigada Mecanizada só tem neste momento um BIMec e dúvido que volte a ter dois Batalhões de Infantaria, dado a falta de recursos humanos e financeiros do Exército.

A aquisição dos Pizarro ou dos Marder em segunda mão seria uma excelente hipotese. Dado ao nosso fado de andarmos a ir buscar aos mesmos de sempre material para as Forças Armadas que os Chilenos, aposto mais nuns Marder em segunda mão que qualquer outra coisa nova em folha.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.schoenstatt-antofagasta.cl%2Fchw%2Ffotos%2F20130914_Exposicion_Ejercito%2FRudel_20130914_7035.jpg&hash=8605a45a401158a9428f06fe190dd752)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.schoenstatt-antofagasta.cl%2Fchw%2Ffotos%2F20130914_Exposicion_Ejercito%2FRudel_20130914_7052.jpg&hash=5f91fac0857f3cd719752e9ad722f7d9)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.schoenstatt-antofagasta.cl%2Fchw%2Ffotos%2F20130914_Exposicion_Ejercito%2FRudel_20130914_7078.jpg&hash=66aca87756e8b427f62023bd86cf56bc)

Ainda por cima os Alemães têm muitos em stock e há programas de modernização à disposição.

Citar
Rheinmetall to upgrade Marder IFVs for Jordanian Armed Forces
By Srivari Aishwarya

Rheinmetall has secured a €17m contract to upgrade the Jordanian Armed Forces Marder infantry fighting vehicles (IFVs).

Jordan received 25 Marder 1A3 IFVs from Germany between 2016 and 2017.

“The 35t Marder is equipped with a 20mm RH-202 automatic cannon that serves as the vehicle’s main armament.”
Powered by a 600hp engine, the vehicle can travel at a maximum speed of around 65kmph. The 35t Marder is equipped with a 20mm RH-202 automatic cannon that serves as the vehicle’s main armament.

The Marder IFV’s fighting compartment has enough space to accommodate nine soldiers.

Marder Evolution APC

http://www.military-today.com/apc/marder_evolution_apc.htm
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Crypter em Abril 17, 2018, 11:40:02 am
PUMA all the way  ;D 8) !

Houvesse €..

Relativamente aos Marder, caso optem por eles, a malta do Exército que se lembre que não existe nenhuma unidade para recuperar os Leopard.. Pode ser que possa vir num possível pack  ::)

Agora num tom mais sério, este tópico é extremamente pertinente especialmente depois da visita do CEMFA à BrigMEc e que teve este comentário durante a mesma:

Citar
A formação “dos nossos homens e mulheres para o cumprimento das missões” foi considerada “indispensável” e a renovação dos meios apontada como “essencial”, tendo exemplificado o último caso com os veículos blindados M113, que asseguram o transporte de pessoal, e “estão há 40 anos ao serviço”. O CEMGFA acrescentou o reinício da revisão da programação militar “onde vamos contemplar os programas prioritários da Marinha, do Exército e da Força Aérea”.

Pode ser que neste fumo haja fogo..
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Abril 17, 2018, 06:49:08 pm
Os alemães como tem planos aparentemente para fazer mais upgrades aos Marder não sei se irão descartar alguns, pelo menos unidades em condições que se aproveitem.
É pena é ser um pouco limitado em termos de versões, o M113 ao menos tem uma versão para tudo e mais alguma coisa.
 :moca:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Abril 18, 2018, 10:28:40 am
O Marder preocupa-me a protecção (isto versão original). Agora o Marder CCV  ;D ;) https://below-the-turret-ring.blogspot.pt/2016/12/marders-to-jordan.html (https://below-the-turret-ring.blogspot.pt/2016/12/marders-to-jordan.html)

Citar
The protection can be enhanced by installing add-on armor, the Marder still should have enough weight left for this. Two types of explosive reactive armor, the French BRENUS and the German CLARA designs, have been tested on the Marder. Alternatively slat armor or lightweight composite armor such as RUAG's SidePRO-RPG could be fitted to the Marder, if needed (Germany considered slat armor a bad solution and has rejcted the use of it). The Active Defence System (ADS) developed by IBD Deisenroth in cooperation with Rheinmetall has been tested on the Marder 1A5.

(https://3.bp.blogspot.com/-H-WZM_lY2-U/WFv1hPKRtGI/AAAAAAAAAYM/AOr06C3_gSonZUfTv95VuZRuNhTUSiUaQCEw/s640/2011-04_SuT_Spektrum_Rheinmetall_IFV-CCV.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Abril 18, 2018, 11:30:09 am
Os alemães como tem planos aparentemente para fazer mais upgrades aos Marder não sei se irão descartar alguns, pelo menos unidades em condições que se aproveitem.
É pena é ser um pouco limitado em termos de versões, o M113 ao menos tem uma versão para tudo e mais alguma coisa.
 :moca:

Como assim, eles têm imensos Marder à espera de serem vendidos e os que estão ainda a serem usados vão ser substituídos pelos Puma a curto prazo.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Abril 18, 2018, 02:02:16 pm
Os alemães como tem planos aparentemente para fazer mais upgrades aos Marder não sei se irão descartar alguns, pelo menos unidades em condições que se aproveitem.
É pena é ser um pouco limitado em termos de versões, o M113 ao menos tem uma versão para tudo e mais alguma coisa.
 :moca:

Como assim, eles têm imensos Marder à espera de serem vendidos e os que estão ainda a serem usados vão ser substituídos pelos Puma a curto prazo.

Ok não fazia ideia. Como eles têm planos para modernizar os Marder, dita a lógica que não se iriam livrar deles tão cedo em principio.
Mas se assim for óptimo, desde que não apanhemos unidades das primeiras fornadas dos anos 70!!!
 :-X
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Abril 18, 2018, 03:28:45 pm
Eles modernizam os Marder se tiverem clientes estrangeiros para os vender, para o Exército Alemão só vão os Puma e mais nada. Eles já venderam os Marder mais antigos ao Chile, Jordânia e à indonésia.

(https://www.plaeditions.com/1133/marder-1a5-1a5a1.jpg)

(https://www.plaeditions.com/1134/marder-1a5-1a5a1.jpg)

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Outubro 03, 2019, 05:07:53 pm
O CV9035 holandês, um dos meus preferidos VBCI(L) para substituir os nossos M113.


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/wcQdzl.jpg) (https://imageshack.com/i/plwcQdzlj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/uTevBP.jpg) (https://imageshack.com/i/pluTevBPj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/BnNuYy.jpg) (https://imageshack.com/i/pnBnNuYyj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/vo1lqu.jpg) (https://imageshack.com/i/pnvo1lquj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/JP8MsJ.jpg) (https://imageshack.com/i/poJP8MsJj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/91xd9V.jpg) (https://imageshack.com/i/po91xd9Vj)

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: zocuni em Outubro 05, 2019, 09:56:43 am
A Brigada Mecanizada só tem neste momento um BIMec e dúvido que volte a ter dois Batalhões de Infantaria, dado a falta de recursos humanos e financeiros do Exército.

A aquisição dos Pizarro ou dos Marder em segunda mão seria uma excelente hipotese. Dado ao nosso fado de andarmos a ir buscar aos mesmos de sempre material para as Forças Armadas que os Chilenos, aposto mais nuns Marder em segunda mão que qualquer outra coisa nova em folha.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.schoenstatt-antofagasta.cl%2Fchw%2Ffotos%2F20130914_Exposicion_Ejercito%2FRudel_20130914_7035.jpg&hash=8605a45a401158a9428f06fe190dd752)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.schoenstatt-antofagasta.cl%2Fchw%2Ffotos%2F20130914_Exposicion_Ejercito%2FRudel_20130914_7052.jpg&hash=5f91fac0857f3cd719752e9ad722f7d9)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.schoenstatt-antofagasta.cl%2Fchw%2Ffotos%2F20130914_Exposicion_Ejercito%2FRudel_20130914_7078.jpg&hash=66aca87756e8b427f62023bd86cf56bc)

Ainda por cima os Alemães têm muitos em stock e há programas de modernização à disposição.

Citar
Rheinmetall to upgrade Marder IFVs for Jordanian Armed Forces
By Srivari Aishwarya

Rheinmetall has secured a €17m contract to upgrade the Jordanian Armed Forces Marder infantry fighting vehicles (IFVs).

Jordan received 25 Marder 1A3 IFVs from Germany between 2016 and 2017.

“The 35t Marder is equipped with a 20mm RH-202 automatic cannon that serves as the vehicle’s main armament.”
Powered by a 600hp engine, the vehicle can travel at a maximum speed of around 65kmph. The 35t Marder is equipped with a 20mm RH-202 automatic cannon that serves as the vehicle’s main armament.

The Marder IFV’s fighting compartment has enough space to accommodate nine soldiers.

Marder Evolution APC

http://www.military-today.com/apc/marder_evolution_apc.htm

Para mim seria uma excelente aquisição e ficaram muito bons esses Marders pós melhoramentos claro que o ideal seria comprar modelos zero e mais atuais mas nem para esses temos orçamento.É o que falo a gastar apenas 1,364 % não dá para grandes coisas se gastassemos 2% só essa diferena representaria mil milhões a mais para fazer aquisições já seria outra conversa.Enquanto isso não ocorrer só compras de acerto faremos.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Dezembro 10, 2019, 11:46:44 am
Mais um capítulo da obra inacabada "Exércitos que não sabem o que fazem".

Croatia to receive M2A2 ODS Bradley IFVs from US

Citar
Croatia is to receive M2A2 Operation 'Desert Storm' (ODS) Bradley infantry fighting vehicles (IFVs) from the US, Defence Minister Damir Krstičević announced in Zagreb on 27 November. Krstičević said 60 vehicles would equip a heavy infantry battalion, with another 24 vehicles for spares, and that the are due to be delivered before the end of 2021.

The vehicles will be overhauled and upgraded by Djuro Djakovic Special Vehicles, which Krstičević believes "has great potential for co-operation with the US-based BAE Systems in the establishment of a Bradley vehicle production/maintenance centre for this part of Europe right in Croatia through [the] transfer of knowhow and direct investment by the American partner".

Krstičević valued the 60 Bradley IFVs at USD2-3 million after the upgrade and the US donation of the vehicles at around USD84 milion, plus a direct grant of USD25 million to begin the upgrade.

(https://www.janes.com/images/assets/094/93094/p1654720.jpg)
Croatia will be the first country in Central and Eastern Europe to acquire Bradleys under ERIP. (Jane's/Patrick Allen)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Dezembro 10, 2019, 05:10:38 pm
Mais um capítulo da obra inacabada "Exércitos que não sabem o que fazem".

Croatia to receive M2A2 ODS Bradley IFVs from US

Citar
Croatia is to receive M2A2 Operation 'Desert Storm' (ODS) Bradley infantry fighting vehicles (IFVs) from the US, Defence Minister Damir Krstičević announced in Zagreb on 27 November. Krstičević said 60 vehicles would equip a heavy infantry battalion, with another 24 vehicles for spares, and that the are due to be delivered before the end of 2021.

The vehicles will be overhauled and upgraded by Djuro Djakovic Special Vehicles, which Krstičević believes "has great potential for co-operation with the US-based BAE Systems in the establishment of a Bradley vehicle production/maintenance centre for this part of Europe right in Croatia through [the] transfer of knowhow and direct investment by the American partner".

Krstičević valued the 60 Bradley IFVs at USD2-3 million after the upgrade and the US donation of the vehicles at around USD84 milion, plus a direct grant of USD25 million to begin the upgrade.

(https://www.janes.com/images/assets/094/93094/p1654720.jpg)
Croatia will be the first country in Central and Eastern Europe to acquire Bradleys under ERIP. (Jane's/Patrick Allen)

Era sem dúvida melhor do que andarmos de M-113 enquanto todos os nossos aliados têm algo deste género para acompanhar os CCs. O M-113 (os mais recentes/em melhor estado ou modernizados) deveria tornar-se um meio de segunda-linha, ambulância, porta-morteiros, comando, apoio logístico, etc. As unidades de combate da linha da frente deveriam ter um IFV puro.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Dezembro 10, 2019, 05:13:55 pm
Não é sequer uma questão de saber ou não o que se faz. E logo a Croácia...
É tudo jogada de poder e de influência por parte dos EUA contra a Rússia. Ninguém dá nada a ninguém.

O nosso trunfo são mesmo as bases no Atlântico.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: P44 em Dezembro 11, 2019, 10:11:44 am
Não é sequer uma questão de saber ou não o que se faz. E logo a Croácia...
É tudo jogada de poder e de influência por parte dos EUA contra a Rússia. Ninguém dá nada a ninguém.

O nosso trunfo são mesmo as bases no Atlântico.

Trunfo? Para receber sucata?
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 11, 2019, 10:29:43 am
Não é sequer uma questão de saber ou não o que se faz. E logo a Croácia...
É tudo jogada de poder e de influência por parte dos EUA contra a Rússia. Ninguém dá nada a ninguém.

O nosso trunfo são mesmo as bases no Atlântico.

Trunfo? Para receber sucata?

Quem nos dera... a sucata é superior a qualquer M113 do Exército Português.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: zocuni em Dezembro 11, 2019, 12:23:06 pm
Eles modernizam os Marder se tiverem clientes estrangeiros para os vender, para o Exército Alemão só vão os Puma e mais nada. Eles já venderam os Marder mais antigos ao Chile, Jordânia e à indonésia.

(https://www.plaeditions.com/1133/marder-1a5-1a5a1.jpg)

(https://www.plaeditions.com/1134/marder-1a5-1a5a1.jpg)

Há una tempos atrás li que eles tinham cerca de 75/85 reformados na versão Marder 1 A5A1 e que tencionavam vender.Na versão 1 A5 que difere apenas em não ter ar condicionado eles têm ás toneladas e vão baixando para a reserva conforme recebem os PUMA e que vai demorar pois este modelo até para eles é tremendamente caro até já li que pensavam interromper sua produção.
Tem uns Marder que eles em conjunto com a Rheimetal colocaram um sistema de morteiros e misseis stinger salve o erro,seria interessante.Não sendo novo mas do que vejo no mercado mais em conta e confiável são os Marders,dizem que foram muito bem no Afeganistão.

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Dezembro 11, 2019, 01:23:35 pm
Não é sequer uma questão de saber ou não o que se faz. E logo a Croácia...
É tudo jogada de poder e de influência por parte dos EUA contra a Rússia. Ninguém dá nada a ninguém.

O nosso trunfo são mesmo as bases no Atlântico.

Trunfo? Para receber sucata?

Quem nos dera... a sucata é superior a qualquer M113 do Exército Português.

Qualquer IFV minimamente moderno tem mais protecção, melhor armamento e melhores capacidades de acompanhamento dos CCs que os M-113. Se ter meia centena de Bradleys era sucata, nem quero imaginar o que é considerado actualmente ter o "núcleo duro" do Exército maioritariamente assente em M-113 que nem uma modernização receberam.

Mas a vantagem que vejo em adquirir IFVs em segunda-mão, como o Bradley, era que com o dinheiro que sobrasse (comparativamente a adquirir veículos novos), podia ser usado para aumentar o número de Leos para 55, mais as respectivas versões de engenharia e lança-pontes, e ainda fazer uma modernização para o padrão A7+.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Dezembro 11, 2019, 02:02:00 pm
Trunfo? Para receber sucata?

Quem nos dera... a sucata é superior a qualquer M113 do Exército Português.

É uma viatura que eu também gosto mas só isso não chega, temos de saber o estado dessas viaturas, podem ter mais de 10/15 anos de porrada no Iraque, valerá a pena o custo de compra, manutenção? Não é só serem Bradley que justifica.

Para os americanos também pode ser bom, não tem a despesa do transporte para os EUA, deixam-nos na Europa.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Dezembro 11, 2019, 02:18:34 pm
Trunfo? Para receber sucata?

Quem nos dera... a sucata é superior a qualquer M113 do Exército Português.

É uma viatura que eu também gosto mas só isso não chega, temos de saber o estado dessas viaturas, podem ter mais de 10/15 anos de porrada no Iraque, valerá a pena o custo de compra, manutenção? Não é só serem Bradley que justifica.

Para os americanos também pode ser bom, não tem a despesa do transporte para os EUA, deixam-nos na Europa.

Se deixarem que chegue faz-se o mesmo de sempre. Escolhe-se os melhores e o resto vai pra peças.
Ao menos já dava pra reformar as versões IFV/APC do M113.
 :-P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: zocuni em Dezembro 11, 2019, 04:57:34 pm
Da maneira como andamos na pedincha e somos poupadinhos com as F.A. ainda fazemos o choradinho à Sr.ª Merkle para mandar uns Marder sem encargos.  ::) ;D

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/2/28/Marder1A3.6.jpg/800px-Marder1A3.6.jpg)

Cumprimentos  :jok: :nice:

Pela parte que me toca ficaria muito satisfeito.O problema é que temos orçamentos para comer sardinhas e queremos lagosta isso geralmente acontece que nada se come.
Claro que eu gostaria de meios melhores e novos e com todas as valências possiveis e imaginárias e as colocar aqui para dar uma impressão que sou entendido no assunto mas a realidade é outras e de repente a necessidade também cá entre nós.
Também tenho gostos de elevado requinte um exemplo bem prático que costumo dar é que só considero carro de Jaguar para cima,abaixo disso é algo que se move sobre 4 rodas,como não tenho posses de satisfazer meus minimos sou radical não tenho nenhum e nem faz-me  falta alguma pelo menos no momento.
Apesar dos pesares é um excelente blindado esse.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Dezembro 11, 2019, 09:04:28 pm
Também tenho gostos de elevado requinte um exemplo bem prático que costumo dar é que só considero carro de Jaguar para cima,abaixo disso é algo que se move sobre 4 rodas,como não tenho posses de satisfazer meus minimos sou radical não tenho nenhum e nem faz-me  falta alguma pelo menos no momento.

 :mrgreen:
(https://2.bp.blogspot.com/-0_xRV0AdF0E/XHfpzlJqCTI/AAAAAAAACwM/tAOrcTcLstAPD1rxgQQM2vif_ky24eURACLcBGAs/s1600/52803630_2325495791065451_4893030269218455552_n.jpg)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: goldfinger em Dezembro 13, 2019, 07:51:50 am
Creo que deberían intentar algo así:

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2019/12/1411180-750x375.jpg)

Citar
U.S. government to donate 60  Bradley Infantry Fighting Vehicles to Croatia

“The United States has accepted an offer to donate 60 Bradley fighting vehicles to complete heavy infantry battalion with another 24 vehicles for spares,”

https://defence-blog.com/army/u-s-government-to-donate-bradley-infantry-fighting-vehicles-to-croatia.html
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Dezembro 13, 2019, 07:59:54 am
Creo que deberían intentar algo así:

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2019/12/1411180-750x375.jpg)

Citar
U.S. government to donate 60  Bradley Infantry Fighting Vehicles to Croatia

“The United States has accepted an offer to donate 60 Bradley fighting vehicles to complete heavy infantry battalion with another 24 vehicles for spares,”

https://defence-blog.com/army/u-s-government-to-donate-bradley-infantry-fighting-vehicles-to-croatia.html

CV9030/35 ou Pizarros isso é que era !!!

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: jpthiran em Dezembro 13, 2019, 10:22:24 am
Creo que deberían intentar algo así:

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2019/12/1411180-750x375.jpg)

Citar
U.S. government to donate 60  Bradley Infantry Fighting Vehicles to Croatia

“The United States has accepted an offer to donate 60 Bradley fighting vehicles to complete heavy infantry battalion with another 24 vehicles for spares,”

https://defence-blog.com/army/u-s-government-to-donate-bradley-infantry-fighting-vehicles-to-croatia.html

CV9030/35 ou Pizarros isso é que era !!!

Abraços
até os Estónios tem 79 CV9030 e são 1.200.000 almas!
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Dezembro 13, 2019, 02:33:52 pm
Não se podem incluir uns destes nos negócios dos F16 com os Romenos?  :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.armyrecognition.com/images/stories/east_europe/romania/light_armoured/mli-84m/pictures/mli-84m_light_tracked_armoured_fighting_combat_vehicle_Romania_Romanian_army_005.jpg)

(https://d1k5w7mbrh6vq5.cloudfront.net/images/cache/dd/c5/b6/ddc5b644974150e07750c5042b02e7cd.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Dezembro 13, 2019, 02:36:20 pm
CV 90 é grande maquina. Era onde ponha o dinheiro, se o tivesse...
 :-P

(https://i.pinimg.com/originals/7f/d2/df/7fd2df2cc827e7def640bce50b6fa696.jpg)

(https://www.militarypedia.it/wp-content/uploads/2015/11/CV-90-Cockerill-105-mm-torretta-GIAT-Nexter-1068x580.jpg)

(https://defpost.com/wp-content/uploads/2019/09/CV90-Mj%C3%B6lner-Mortar-System.jpg)

PS:Pra se arranjar Gepard´s bastava falar com os alemões, eles tem disso ás pazadas e não os querem.
Pode vir desde que eles "modernizem" com o kit dos Stinger´s.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Dezembro 13, 2019, 06:51:24 pm
Concordo, CV90 é que era! Mas um negócio semelhante ao da Croácia parece mais verosímil e económico. Mas como outros já disseram, até os Marder seriam uma grande melhoria face aos actuais M113.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Dezembro 13, 2019, 07:02:11 pm
Concordo, CV90 é que era! Mas um negócio semelhante ao da Croácia parece mais verosímil e económico. Mas como outros já disseram, até os Marder seriam uma grande melhoria face aos actuais M113.

Sem duvida, fora as versões mais especializadas, os M113 já estão piores que o chapeu de um trolha.
De facto os Bradley não seriam maus, mas provavelmente os Marder ou até os Pizarros seriam mais economicos de operar.
E os Marder de preferencia do A3 pra cima, pra sucata estamos bem assim...
Só vendo.
 :-P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 03, 2020, 05:13:37 pm
https://www.janes.com/article/93496/spanish-army-plans-to-convert-m113s-into-spike-launchers (https://www.janes.com/article/93496/spanish-army-plans-to-convert-m113s-into-spike-launchers)

Uma ideia para alguns dos nossos M-113.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Janeiro 03, 2020, 05:18:16 pm
https://www.janes.com/article/93496/spanish-army-plans-to-convert-m113s-into-spike-launchers (https://www.janes.com/article/93496/spanish-army-plans-to-convert-m113s-into-spike-launchers)

Uma ideia para alguns dos nossos M-113.

Grande idea, aqui nunca na vida vai acontecer parecido. Mas tem de se dar a mão á palmatoria para quem toma a iniciativa.
Ou seja aqui, ninguem.
 :-P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 03, 2020, 07:02:13 pm
https://www.janes.com/article/93496/spanish-army-plans-to-convert-m113s-into-spike-launchers (https://www.janes.com/article/93496/spanish-army-plans-to-convert-m113s-into-spike-launchers)

Uma ideia para alguns dos nossos M-113.

Também se poderia pensar em modificar alguns para defesa aérea, e fazer os upgrades aos nossos M125/M109 Porta morteiros que bem necessitam e fazem muita falta á infantaria.

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Janeiro 03, 2020, 08:53:58 pm
https://www.janes.com/article/93496/spanish-army-plans-to-convert-m113s-into-spike-launchers (https://www.janes.com/article/93496/spanish-army-plans-to-convert-m113s-into-spike-launchers)

Uma ideia para alguns dos nossos M-113.

Também se poderia pensar em modificar alguns para defesa aérea, e fazer os upgrades aos nossos M125/M109 Porta morteiros que bem necessitam e fazem muita falta á infantaria.

Abraços

100% aprovado! Fica aqui so um exemplo, o ADATS.

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/3/3b/ADATS_2008.JPG)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fmilitary-vehicle-photos.com.s3.amazonaws.com%2F7279.jpg&hash=4122e68718f7d10ff37502faa70ebaea)

 :-P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 03, 2020, 09:43:21 pm
ADATS os Canadianos devem ter em stock, ficava-te mais barato comprar-lhes com os veículos e tudo, devem ter menos km que os nossos M-113.  :mrgreen:

E para a versão AA, nem precisávamos de ir muito longe, para fins de uniformização, ia-se buscar umas torres MPCV, à semelhança do que seria feito para uns quantos ST5, e montava-se a torre nuns 15 M-113 (com o canhão também serviam de IFV), a juntar a outros 5 a 8 M-113 com o radar Giraffe 1X.

Para os M-113 com Spike, nem seria muito exigente, adoptava a mesma solução que para os Pandur 2 e os ST5, Mini Samson com Spike, assim nem teríamos que estar preocupados com grandes custos de desenvolvimento nem de modificação da plataforma base.

Versão porta-morteiros não estou muito dentro do assunto, mas se desse para instalar algo moderno como o SPEAR, seria bem bom. O resto dos M-113 que não fossem de versões especializadas como ambulâncias, posto de comando, etc, seriam retirados de serviço para peças, e substituídos por CV-90. (A versão PM do M-113 podia ser substituída pela versão porta-morteiro do CV-90).
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 23, 2020, 07:25:33 pm
Citar
The US Army has awarded BAE Systems with a USD400 million contract modification to cover the purchase of additional Armored Multi-Purpose Vehicles (AMPVs).

The service announced on 21 January that it is buying an additional 160 AMPVs with funds from the fiscal year 2019 and 2020 European Reassurance Initiative, as well as the service’s procurement budget. BAE Systems is expected to deliver the additional tranche of vehicles to the service by the end of February 2023, according to the announcement.

The company told Jane’s that this latest buy brings the total number of AMPVs under contract to more than 450.
(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fwww.baesystems.com%2Fen%2Fdownload-en%2Fmultimediaimage%2FwebImage%2F20180531001021%2F1434612057800.jpg&f=1&nofb=1)

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fwww.adsadvance.co.uk%2Fmedia%2Fimages%2F2018%2FBAES%2520AMPV_GP04_PRE_0824_169_web.jpg&f=1&nofb=1)

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Ftopwar.ru%2Fuploads%2Fposts%2F2018-12%2F1544532367_ampv-medevac-3.jpg&f=1&nofb=1)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 24, 2020, 12:42:53 pm
Uma versão VBTP só leva 6 atiradores.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 24, 2020, 02:16:07 pm
Citar
The US Army has awarded BAE Systems with a USD400 million contract modification to cover the purchase of additional Armored Multi-Purpose Vehicles (AMPVs).

The service announced on 21 January that it is buying an additional 160 AMPVs with funds from the fiscal year 2019 and 2020 European Reassurance Initiative, as well as the service’s procurement budget. BAE Systems is expected to deliver the additional tranche of vehicles to the service by the end of February 2023, according to the announcement.

The company told Jane’s that this latest buy brings the total number of AMPVs under contract to more than 450.
(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fwww.baesystems.com%2Fen%2Fdownload-en%2Fmultimediaimage%2FwebImage%2F20180531001021%2F1434612057800.jpg&f=1&nofb=1)


Mesmo assim 400 milhões por 160 veículos, dói um bocado.
Mas não deixa de ser interessante, apesar de levantar a questão se compensava investir num veículo destes, ou numa modernização (blindagem, motor e armamento) dos melhores M-113 que temos.

Uma versão VBTP só leva 6 atiradores.

Bem, tendo em conta que, se adquiríssemos algum tipo de IFV, este teria uma capacidade de transporte similar. No entanto, gastar por gastar, preferia uns CV-90 novos ou em segunda-mão, que sempre conferem mais poder de fogo, complementados sim por uns 50 M-113 modernizados para transporte de pessoal.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 24, 2020, 04:30:15 pm
VBTP misturados com VCI? A BIMec só tem 2 Companhias de Atiradores, quantas viaturas seriam precisas?
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 24, 2020, 06:01:22 pm
VBTP misturados com VCI? A BIMec só tem 2 Companhias de Atiradores, quantas viaturas seriam precisas?

Para duas CAts + o cmd do Batalhão precisávamos no minimo de 28 IFV's mas o melhor seria adquirir logo o numero necessário para 03 CAt's 45 IFV's + uns extra e seriam 50/55 viats/Batalhão.

Abraço
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Janeiro 24, 2020, 07:47:41 pm
Citar
The US Army has awarded BAE Systems with a USD400 million contract modification to cover the purchase of additional Armored Multi-Purpose Vehicles (AMPVs).

The service announced on 21 January that it is buying an additional 160 AMPVs with funds from the fiscal year 2019 and 2020 European Reassurance Initiative, as well as the service’s procurement budget. BAE Systems is expected to deliver the additional tranche of vehicles to the service by the end of February 2023, according to the announcement.

The company told Jane’s that this latest buy brings the total number of AMPVs under contract to more than 450.
(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fwww.baesystems.com%2Fen%2Fdownload-en%2Fmultimediaimage%2FwebImage%2F20180531001021%2F1434612057800.jpg&f=1&nofb=1)

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fwww.adsadvance.co.uk%2Fmedia%2Fimages%2F2018%2FBAES%2520AMPV_GP04_PRE_0824_169_web.jpg&f=1&nofb=1)

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Ftopwar.ru%2Fuploads%2Fposts%2F2018-12%2F1544532367_ampv-medevac-3.jpg&f=1&nofb=1)

Isso não fica muito grande e pesado, com pouca capacidade de manobra? Já sabem que os Srs Generais gostam de coisas pequenas e muito moveis, razão pela qual os nossos continuam originais...  :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2009%2F05%2Fm113-ceng-mmachado-2-copy.jpg&hash=6c3e6ab8c1b7b46dbfe3c4bcda5e0e8e)

Saudações  ;D ;D
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 24, 2020, 08:04:13 pm
Uma versão VBTP só leva 6 atiradores.

O M2 Bradley também só leva 6 passageiros, basicamente o AMPV é um Bradley para os papeis de apoio.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 25, 2020, 11:16:51 am
Uma versão VBTP só leva 6 atiradores.

O M2 Bradley também só leva 6 passageiros, basicamente o AMPV é um Bradley para os papeis de apoio.

Exacto e sabendo a confusão que é reorganizar todo Pelotão sempre que desembarcam, é que eu acho que qualquer solução só pode passar por algo que leve toda a secção.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 25, 2020, 12:07:29 pm
Uma versão VBTP só leva 6 atiradores.

Exacto e sabendo a confusão que é reorganizar todo Pelotão sempre que desembarcam, é que eu acho que qualquer solução só pode passar por algo que leve toda a secção.

O M2 Bradley também só leva 6 passageiros, basicamente o AMPV é um Bradley para os papeis de apoio.

Tudo o que existe no mercado e é moderno transporta entre 6 e 9 passageiros. A quantidade de blindagem que tem de ter agora, realmente limita a capacidade de transporte.

(https://sites.breakingmedia.com/uploads/sites/3/2015/03/Screen-Shot-2015-03-31-at-4.37.20-PM-768x522.png)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 25, 2020, 01:01:40 pm
Tendo em conta que os IFVs são necessários para a linha da frente, se calhar teria que se mudar ligeiramente a doutrina da infantaria transportada nos veículos. Para transporte de infantaria em maiores quantidades, manter-se-iam vários M-113 (de preferência com alguma modernização a nível de motor, transmissão, blindagem e armamento), no entanto estes limitados à "segunda-linha", já que não possuem a capacidade de sobrevivência dos equivalentes modernos.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 25, 2020, 03:03:43 pm
Tendo em conta que os IFVs são necessários para a linha da frente, se calhar teria que se mudar ligeiramente a doutrina da infantaria transportada nos veículos. Para transporte de infantaria em maiores quantidades, manter-se-iam vários M-113 (de preferência com alguma modernização a nível de motor, transmissão, blindagem e armamento), no entanto estes limitados à "segunda-linha", já que não possuem a capacidade de sobrevivência dos equivalentes modernos.

A doutrina NATO para transporte de tropas passa mais pelas rodas, as lagartas é mais para cenários onde as rodas não conseguem operar.

No projeto do AMPV concorreram 3 empresas, a BAE com lagartas e outras duas com rodas. As outras empresas quando viram o caderno de encargos e viram os terrenos onde iam ser feitos os teste desistiram. c56x1
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 25, 2020, 03:24:31 pm
Ou seja não há qualquer necessidade de limitar a aquisição de IFVs com base na sua reduzida capacidade de transporte de tropas.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 25, 2020, 03:58:10 pm
Ou seja não há qualquer necessidade de limitar a aquisição de IFVs com base na sua reduzida capacidade de transporte de tropas.

seis infantes/IFV é muito bom é o ideal.

O pelAt do BiMec, teria quatro viaturas á semelhança do que acontece, por excesso com os pel Pandur, onde com o efectivo actual/CAt seria bem melhor levantar o 3º PelAt, CAts, e ter os 03 Pel a duas secções, e serem transportados por três Pandur, mas, dizia eu, no BiMec, os Pelotões seriam transportados em quatro IFV's desmontando 24 atiradores + doze das tripulações dos IFV's, o que daria um total de 36 elementos/PelAt !

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 25, 2020, 04:21:00 pm
Hoje devo estar (ainda) mais burro que o normal.

Quantos homens tem uma secção de atiradores? É esse o número que deve ser levado por viatura, seja ela uma VBTP 8x8/lagartas ou uma VCI. Isso para mim nem sequer está para debate. Com 6, tens secções/esquadras partidas e distribuídas por várias viaturas.

Leiam:

https://www.rand.org/pubs/research_reports/RR184.html

(https://i.ibb.co/NpRZWzs/Capturar.jpg)

Citar
Splitting Squads and Fire Teams Across Vehicles Has Operational Effects that Increase Tactical Risk
• Reduces leader control of squads and teams because face-to-face communication is not possible between:
– The squad leader and both fire team leaders while mounted
– Fire team leaders and all team members while mounted

• Reassembling squads and fire teams is difficult and can increase tactical risk when the dismounted fight develops from a mounted fight, e.g., if
– Bradley sections are separated by bounding overwatch maneuver
– Enemy fire keeps vehicles separated during contact

• Reassembling squads and fire teams upon dismount may result in greater exposure of the soldiers to direct fire and surveillance
• Vehicles may be more exposed to anti-armor threats if additional movement is required to place squad and fire team elements in proximity to each other
• Regaining control during and after dismount may be delayed by terrain, obscurants, and enemy fire, thus slowing the operational tempo


Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: LM em Janeiro 25, 2020, 05:14:59 pm
Ter IFV lagartas com capacidade para 1 secção de atiradores (as nossas são de 8, salvo os comandos?) é, taticamente, o ideal - já agora todos os países NATO têm secções com o mesmo número?

No nosso caso será o que houver disponível no mercado de usados (espero que suficientes para equipar 2 batalhões, para utilizar para 2 companhias...) serão facilmente melhores que os APC M113 atuais - pena o Marder não levar 8...
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 25, 2020, 06:08:51 pm
Desde que pagues há uma versão modernizada que leva 8. No Exército Norte-Americano são 9, no USMC é quase um Pelotão dos nossos.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 25, 2020, 07:07:40 pm
Hoje devo estar (ainda) mais burro que o normal.

Quantos homens tem uma secção de atiradores? É esse o número que deve ser levado por viatura, seja ela uma VBTP 8x8/lagartas ou uma VCI. Isso para mim nem sequer está para debate. Com 6, tens secções/esquadras partidas e distribuídas por várias viaturas.

Leiam:

https://www.rand.org/pubs/research_reports/RR184.html

(https://i.ibb.co/NpRZWzs/Capturar.jpg)

Citar
Splitting Squads and Fire Teams Across Vehicles Has Operational Effects that Increase Tactical Risk
• Reduces leader control of squads and teams because face-to-face communication is not possible between:
– The squad leader and both fire team leaders while mounted
– Fire team leaders and all team members while mounted

• Reassembling squads and fire teams is difficult and can increase tactical risk when the dismounted fight develops from a mounted fight, e.g., if
– Bradley sections are separated by bounding overwatch maneuver
– Enemy fire keeps vehicles separated during contact

• Reassembling squads and fire teams upon dismount may result in greater exposure of the soldiers to direct fire and surveillance
• Vehicles may be more exposed to anti-armor threats if additional movement is required to place squad and fire team elements in proximity to each other
• Regaining control during and after dismount may be delayed by terrain, obscurants, and enemy fire, thus slowing the operational tempo

CdM, Se tu o dizes quem sou eu para te desmentir  ;)

CdM, se as nossas secções estivessem completas até seriam de dez elementos e não de oito;  cmdt de secção + 01 atirador + duas equipas com duas esquadras cada.

Se assim ainda se mantivesse a constituição das SeçAt, nunca conseguiríamos embarcar uma em cada IFV, pelo simples facto que não há no mercado nenhum IFV que transporte dez infantes + os 2/3 elementos da guarnição do carro.
O máximo possível embarcado serão sete/oito elementos mas esta capaciddae máxima de oito atiradores a que nos convêm, só existe em dois IFV’s os

https://pt.wikipedia.org/wiki/ASCOD_AFV

https://en.wikipedia.org/wiki/Combat_Vehicle_90

(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/nykcvJ.jpg) (https://imageshack.com/i/ponykcvJj) 
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/cn1qqK.jpg) (https://imageshack.com/i/pocn1qqKj)
(https://imagizer.imageshack.com/img922/802/iYjVbN.gif) (https://imageshack.com/i/pmiYjVbNg)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/922/hM6MA9.jpg) (https://imageshack.com/i/pmhM6MA9j)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/921/Z5kIrZ.jpg) (https://imageshack.com/i/plZ5kIrZj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/921/uTevBP.jpg) (https://imageshack.com/i/pluTevBPj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/91xd9V.jpg) (https://imageshack.com/i/po91xd9Vj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/923/BnNuYy.jpg) (https://imageshack.com/i/pnBnNuYyj)

Portanto a escolha é simples, ou o Pizarro ou o CV90, os dois até são os que prefiro e com quatro viaturas terias um pelAt a três secções de oito, + o cmdt Pel,  esq ACar e esq Mort lig O/B.

Os pelotões com a orgânica acima descrita + as tripulações dos quatro IFV’s chegavam aos 42 elementos, o que quanto a mim é um efectivo muito grande para um pelotão de atiradores mecanizado em IFV.

Se fosse eu a decidir apenas colocava duas Sec At + as esq Mort e esq de ACar e ficava-me pelos 31/32 elementos/Pel, em três IFV's. As infos que tenho quanto ao efectivo dos pel Pandur diz-me que ronda os 35 elementos em quatro VBR.

Mas CdM nas unidades que irão operar os ST5 as secções de atiradores vão necessitar de duas VBL's para ser transportadas.

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 26, 2020, 07:42:47 pm
BAE Systems integra el misil Spike LR en el blindado CV90   
http://mtr.cool/tjagywnxkg


https://twitter.com/DefensaCom/status/1217393573672386561

Vinha mesmo a calhar o CV9035/40.

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Janeiro 26, 2020, 07:46:51 pm
BAE Systems integra el misil Spike LR en el blindado CV90   
http://mtr.cool/tjagywnxkg


https://twitter.com/DefensaCom/status/1217393573672386561

Vinha mesmo a calhar o CV9035/40.

Abraços


Ai vinha mesmo! Granda maquina. ;)
Este é que devia vir, se houvesse guita... (e vontade)
 :-P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 26, 2020, 07:53:29 pm
baba-te lá mais um pouco eu já fui buscar um lenço para me limpar !!! ;)
Era a melhor escolha se algum dia, conseguíssemos os suficientes para dois BiMecs era uma maravilha !!



Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: LM em Janeiro 26, 2020, 08:56:23 pm
É arranjar 400 milhões...  :-[

Citar
The Croatian Army is looking to replace 128 M80A IFV in its inventory; CV-90 and Puma are front contenders. The Croatian Army requires 108 Vehicles: 88 Infantry combat vehicles, 4 Driver training vehicles, 8 Armoured Ambulance vehicles and 8 command vehicles. The budget for the vehicles hasn't yet been set; however, €400 million is the projected cost of the vehicles. The Croatian version will also come with 30mm cannon and twin anti-tank launchers. Likely purchase of said vehicles is expected after 2021.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 26, 2020, 09:14:32 pm
É arranjar 400 milhões...  :-[

Citar
The Croatian Army is looking to replace 128 M80A IFV in its inventory; CV-90 and Puma are front contenders. The Croatian Army requires 108 Vehicles: 88 Infantry combat vehicles, 4 Driver training vehicles, 8 Armoured Ambulance vehicles and 8 command vehicles. The budget for the vehicles hasn't yet been set; however, €400 million is the projected cost of the vehicles. The Croatian version will also come with 30mm cannon and twin anti-tank launchers. Likely purchase of said vehicles is expected after 2021.

2,5  KC390 e já está !!!

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 26, 2020, 09:46:43 pm
É arranjar 400 milhões...  :-[

Citar
The Croatian Army is looking to replace 128 M80A IFV in its inventory; CV-90 and Puma are front contenders. The Croatian Army requires 108 Vehicles: 88 Infantry combat vehicles, 4 Driver training vehicles, 8 Armoured Ambulance vehicles and 8 command vehicles. The budget for the vehicles hasn't yet been set; however, €400 million is the projected cost of the vehicles. The Croatian version will also come with 30mm cannon and twin anti-tank launchers. Likely purchase of said vehicles is expected after 2021.

2,5  KC390 e já está !!!

Abraços

O problema do CV90 é a versão morteiro.
(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fi.redd.it%2F4ges7lvdghj11.jpg&f=1&nofb=1)

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fic.pics.livejournal.com%2Fandrej_kraft%2F39228000%2F613273%2F613273_original.jpg&f=1&nofb=1)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 26, 2020, 10:45:34 pm
É arranjar 400 milhões...  :-[

Citar
The Croatian Army is looking to replace 128 M80A IFV in its inventory; CV-90 and Puma are front contenders. The Croatian Army requires 108 Vehicles: 88 Infantry combat vehicles, 4 Driver training vehicles, 8 Armoured Ambulance vehicles and 8 command vehicles. The budget for the vehicles hasn't yet been set; however, €400 million is the projected cost of the vehicles. The Croatian version will also come with 30mm cannon and twin anti-tank launchers. Likely purchase of said vehicles is expected after 2021.

Nós nem precisávamos de tantos, algo na ordem dos 50/60 já era bem bom, e nem precisávamos da versão ambulância e de comando, ficando essas funções para os M-577, apoiados por mais uns quantos M-113.

O problema do CV90 é a versão morteiro.

Qual é o problema da versão morteiro? O que é feito deste modelo:
(https://i.imgur.com/K9HxIY8.jpg)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 26, 2020, 10:52:49 pm
É arranjar 400 milhões...  :-[

Citar
The Croatian Army is looking to replace 128 M80A IFV in its inventory; CV-90 and Puma are front contenders. The Croatian Army requires 108 Vehicles: 88 Infantry combat vehicles, 4 Driver training vehicles, 8 Armoured Ambulance vehicles and 8 command vehicles. The budget for the vehicles hasn't yet been set; however, €400 million is the projected cost of the vehicles. The Croatian version will also come with 30mm cannon and twin anti-tank launchers. Likely purchase of said vehicles is expected after 2021.

2,5  KC390 e já está !!!

Abraços

O problema do CV90 é a versão morteiro.
(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fi.redd.it%2F4ges7lvdghj11.jpg&f=1&nofb=1)

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fic.pics.livejournal.com%2Fandrej_kraft%2F39228000%2F613273%2F613273_original.jpg&f=1&nofb=1)

Não entendi qual é o problema com versão porta morteiro do CV90 ?

Abraço
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 26, 2020, 11:43:07 pm
O problema é que o AMOS parece ter sido cancelado, ou pelo menos ter sido posto no "congelador", e o que existe agora são coisas feitas em cima do joelho.

Quem sabe se Portugal ainda vai a tempo de estrear o sistema AMOS.

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=http%3A%2F%2F2.bp.blogspot.com%2F-sVFM98Gh1U8%2FUW6szS5tNuI%2FAAAAAAAADQE%2FUGomgr2zjW0%2Fs1600%2Fcv90amos.png&f=1&nofb=1)

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=https%3A%2F%2Fs-media-cache-ak0.pinimg.com%2F736x%2Fad%2Fac%2Faf%2Fadacaf33f52a76cf98c726e991333942.jpg&f=1&nofb=1)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 27, 2020, 12:17:03 pm
 O BIMec possui organicamente duas companhias de atiradores. Cada companhia possui um comando e secção de comando, uma secção de transmissões, uma secção de manutenção, três pelotões de atiradores e um pelotão de apoio.

O pelotão de atiradores, que são três para cada companhia, possui para além do seu comando, três secções de atiradores.

O pelotão de apoio para além do seu comando possui uma secção de morteiros médios e uma secção anticarro.

O Tenente deve estar a contar 10 militares em cada Secção de Atiradores Mecanizada porque inclui os dois membros da Guarnição dos M113, porque a secção que desembarca da VBTP é de apenas 8 atiradores, certo?!
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 13, 2020, 01:18:06 pm
Mas é equacionada a substituição dos M113 pelo exército ou apenas pelos camaradas aqui do fórum?

É que nem sequer temos uma viatura de transporte entre os pandur e o vamtac, tipo Bushmaster. Um apc em rodas não se compara ao M113, mas é muito mais barato de adquirir e manter e nem isso há.
Bushmaster ou qualquer outro, aí perto das 15toneladas mas com mínima proteção anti minas e contra 7,62. Assim já da para transportar uma secção à vontade, não nas mesmas condições de intensidade, claro.
Mas para as nossas necessidades actuais, era mais importante ter isso que um cv9040, que é uma bela máquina 💪.

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Fevereiro 13, 2020, 01:28:14 pm
Na LPM em vigor não, mas é um item que aparecia na LPM de 2003, e como nada foi feito desde essa altura, não é que os M-113 tenham ficado melhores nos últimos 16/17 anos... A necessidade, portanto, mantém-se.

Quando falas em Bushmasters, falas em MRAPs de forma generalizada, e neste aspecto digo-te, se quisessem um veículo entre os ST5 e os Pandur, os americanos têm centenas de MRAPs no Iraque e Afeganistão à mercê de quem os quiser. Aliás, temos inclusive militares portugueses a usar M-ATVs e Maxxpros no Afeganistão, portanto certamente já haverá um certo know-how na operação destes. Se virão para cá com o fim da missão? Provavelmente não, mas dadas as quantidades deles disponíveis por lá, e com ainda uns bons kms para dar, e outros tantos disponíveis para peças...

Neste momento, com a falta de pessoal que tens no Exército, os Pandur "bastam" numa situação normal. Os M-113 estão obsoletos e não acompanham os CCs, os quais precisam de protecção de um IFV em combate.

Em veículos de rodas faltam mais veículos de apoio (anti-carro, AA, porta-morteiro, vigilância do campo de batalha, etc) do que veículos de transporte.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 13, 2020, 01:41:15 pm
Eu pessoalmente não sou nada fã dos MRAP americanos, são grandes, pesados, bebem bem e tem as mesmas ou até mais limitações de mobilidade que todos os outros veículos de rodas.

Exactamente, falei no Bushmaster porque este, para além da versão de transporte, com até 10 soldados, também tem as versões de porta morteiro, ambulância, scout de artilharia, comando e acho que até de anti aérea. Para além de rebocar facilmente um 105mm. Basta outro para transporte de uma palete de munições.

Há ainda uma variante de route-clearance.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Fevereiro 13, 2020, 02:38:34 pm
Pelo uso dos M113 mais valia modernizar. Mas os MLU cá causam umas alergias...  :bang: :bang:

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.ffg-flensburg.de%2Fuploads%2Ftx_templavoila%2Fheadgrafik_1024x420_m113_01.jpg&hash=bc1dff0d1ade622d719b486446b00b47)

(https://i.imgur.com/m88zfAo.jpg)

(https://pbs.twimg.com/media/C_cma6kXgAAACP3.jpg)

(https://www.ausa.org/sites/default/files/styles/media_full/public/Goure4.jpg?itok=qHYhCmXX)

(https://pbs.twimg.com/media/D-iRid-XsAAB-hQ.jpg)

Saudações
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 13, 2020, 03:11:23 pm
Sim, se quiserem manter APC de lagartas só mesmo aproveitando o que já há na garagem, não acredito que se avance com aquisição de substitutos da mesma categoria.

O problema deste mlu é que deve ser quase total, refazer o veículo de novo, ou seja, também não fica à borla.

também há sempre aquelas doações de material de guerra aos países periféricos, pode ser que seja por aí..
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 13, 2020, 03:23:29 pm
Se tivesse sido dada a importância merecida ao programa das 8x8, em vez de fazer sempre tudo pelos mínimos, a situação não seria tão complicada.
É que nem sequer a quantidade de veículos adquiridos foi a suficiente para ter as versões todas disponíveis.
Já na altura eu preferia o Patria, que nem sequer foi a concurso. Para além do veículo base ser mais robusto, minas e blindagem frontal, tem a possibilidade de integrar praticamente qualquer tipo de torre, desde a 25mm até à 40mm, para não falar do morteiro Nemo 120.

Nunca é o mesmo que um CV90, mas um 8x8 com um canhão 35mm já assusta qualquer um que não um mbt..

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Fevereiro 13, 2020, 04:25:51 pm
O problema é que os MLUs cá são o que são. Teríamos os 10 primeiros M-113 modernizados lá para 2030, e a um custo unitário quase igual ao de um CV-9030. Ao menos os CV-90, se alguma vez se lembrassem de os adquirir, entrariam logo de imediato ao serviço, ao contrário de um MLU aos 113.

Os Pandur também têm praticamente todas essas versões, excepto do morteiro Nemo. As que não temos, foi devido à denuncia do contrato, que compreendia 260 originalmente, das quais 20 para os Fuzos. Penso que a certa altura no concurso, a ideia até era ter mais de 300 Pandur, mas esse número deve ter sido reduzido gradualmente.

A ideia de MRAPs retirados do Iraque, é precisamente virem praticamente as custo zero, ao contrário do que seriam os Bushmaster, que teriam de ser novos. Se não há dinheiro para mínimos básicos, vai haver para largas dezenas de veículos que muitos (políticos) veriam como redundantes?

Ok, transporta 10 pessoas, e tem versões x, y e z, mas é também um 4x4, portanto tem as mesmas limitações de mobilidade dos ST5, e este último também tem todas as versões que o Bushmaster tem, e representa um alvo muito maior.

Se a ideia é ter mais APC de rodas na BrigInt, uns Maxxpro a preço simbólico estão disponíveis. Se a ideia é ter as versões que faltam na família Pandur, então basta o ST5 pois tem a mesma capacidade de TT do Bushmaster (inferior aos Pandur 8x8), e custos menores.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 13, 2020, 08:03:58 pm
O problema é que os MLUs cá são o que são. Teríamos os 10 primeiros M-113 modernizados lá para 2030, e a um custo unitário quase igual ao de um CV-9030. Ao menos os CV-90, se alguma vez se lembrassem de os adquirir, entrariam logo de imediato ao serviço, ao contrário de um MLU aos 113.

Os Pandur também têm praticamente todas essas versões, excepto do morteiro Nemo. As que não temos, foi devido à denuncia do contrato, que compreendia 260 originalmente, das quais 20 para os Fuzos. Penso que a certa altura no concurso, a ideia até era ter mais de 300 Pandur, mas esse número deve ter sido reduzido gradualmente.

A ideia de MRAPs retirados do Iraque, é precisamente virem praticamente as custo zero, ao contrário do que seriam os Bushmaster, que teriam de ser novos. Se não há dinheiro para mínimos básicos, vai haver para largas dezenas de veículos que muitos (políticos) veriam como redundantes?

Ok, transporta 10 pessoas, e tem versões x, y e z, mas é também um 4x4, portanto tem as mesmas limitações de mobilidade dos ST5, e este último também tem todas as versões que o Bushmaster tem, e representa um alvo muito maior.

Se a ideia é ter mais APC de rodas na BrigInt, uns Maxxpro a preço simbólico estão disponíveis. Se a ideia é ter as versões que faltam na família Pandur, então basta o ST5 pois tem a mesma capacidade de TT do Bushmaster (inferior aos Pandur 8x8), e custos menores.

Pois, sem gastar dinheiro só há mesmo hipótese ao ficar com esse material US.

A questão é essa, os vamtac não transportam secções inteiras 😉
A ideia de um Infantry Mobility Vehicle é ser o "cavalo" de uma companhia. Podes transportar 150 soldados e respectivo equipamento em vamtacs, mas em 30.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Pedro Monteiro em Fevereiro 13, 2020, 09:14:34 pm
Tem sido mencionado amiúde na Revista de Cavalaria e parece haver finalmente verbas na LPM - o que, sabemos, não é garantia de nada. Não será necessariamente uma substituição, pode ser uma modernização profunda. Como referência, a orgânica do Batalhão de Infantaria Mecanizada sobre Lagartas inclui 1 CCS e 3 Companhia de Atiradores a 3 pelotões cada (no papel). Isso implica 53 viaturas de transporte de pessoal para o batalhão e 4 posto de comando, fora outras viaturas sobre lagartas de apoio de fogos e serviços.

Cumprimentos,
Pedro Monteiro
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Pedro Monteiro em Fevereiro 13, 2020, 09:22:29 pm
Nunca é o mesmo que um CV90, mas um 8x8 com um canhão 35mm já assusta qualquer um que não um mbt..

Já foi considerado e ensaiado, em 2015, no Orion. Há uma tese da Academia Militar que aborda o conceito:
https://comum.rcaap.pt/handle/10400.26/15126

Todas as conversas que tive com Militares de ambas brigadas - incluindo quem transitou de rodas para lagartas - é que as Pandur ficaram paradas no Inverno com a lama e chuva em Santa Margarida. A mobilidade táctica destas brigadas é diferente e combinar estes meios, como fizeram os franceses, iria por vezes atrasar a manobra dos Leopard e outras vezes das Pandur (por exemplo, o seu peso permite atravessar pontes incompatíveis com as 60 toneladas dos Leopard).

O que a Brigada Mecanizada precisa, e isto é apenas a minha avaliação pessoal al, é um pequeno número de viaturas blindadas sobre lagartas para o batalhão de infantaria com uma mobilidade e velocidade capaz de acompanhar os Leopard que, facilmente, fazem 70 km/h - ou seja, um agrupamento mecanizado moderno e coeso. Não digo que seja o mais urgente. Se pensarmos no poder de fogo é protecção, então um VCI na categoria do Pizarro ou CV-90 são boas escolhas. Pena a Estónia ter tido mais visão que nós para o 'stock' holandês...

Cumprimentos,
Pedro Monteiro
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: goldfinger em Fevereiro 14, 2020, 08:13:44 am
Nunca é o mesmo que um CV90, mas um 8x8 com um canhão 35mm já assusta qualquer um que não um mbt..

Já foi considerado e ensaiado, em 2015, no Orion. Há uma tese da Academia Militar que aborda o conceito:
https://comum.rcaap.pt/handle/10400.26/15126

Todas as conversas que tive com Militares de ambas brigadas - incluindo quem transitou de rodas para lagartas - é que as Pandur ficaram paradas no Inverno com a lama e chuva em Santa Margarida. A mobilidade táctica destas brigadas é diferente e combinar estes meios, como fizeram os franceses, iria por vezes atrasar a manobra dos Leopard e outras vezes das Pandur (por exemplo, o seu peso permite atravessar pontes incompatíveis com as 60 toneladas dos Leopard).

O que a Brigada Mecanizada precisa, e isto é apenas a minha avaliação pessoal al, é um pequeno número de viaturas blindadas sobre lagartas para o batalhão de infantaria com uma mobilidade e velocidade capaz de acompanhar os Leopard que, facilmente, fazem 70 km/h - ou seja, um agrupamento mecanizado moderno e coeso. Não digo que seja o mais urgente. Se pensarmos no poder de fogo é protecção, então um VCI na categoria do Pizarro ou CV-90 são boas escolhas. Pena a Estónia ter tido mais visão que nós para o 'stock' holandês...

Cumprimentos,
Pedro Monteiro

En España había un dicho......."por donde un M113 pasa sin pensarselo, no pasa un BMR por mucho que se lo piense"

Intento traducir al portugués:

" Por donde pasa un M113 sin pensarselo, no pasa un Pandur por muito que se lo pensar"

 :mrgreen: :mrgreen:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Fevereiro 14, 2020, 08:49:25 am
Nunca é o mesmo que um CV90, mas um 8x8 com um canhão 35mm já assusta qualquer um que não um mbt..

Já foi considerado e ensaiado, em 2015, no Orion. Há uma tese da Academia Militar que aborda o conceito:
https://comum.rcaap.pt/handle/10400.26/15126

Todas as conversas que tive com Militares de ambas brigadas - incluindo quem transitou de rodas para lagartas - é que as Pandur ficaram paradas no Inverno com a lama e chuva em Santa Margarida. A mobilidade táctica destas brigadas é diferente e combinar estes meios, como fizeram os franceses, iria por vezes atrasar a manobra dos Leopard e outras vezes das Pandur (por exemplo, o seu peso permite atravessar pontes incompatíveis com as 60 toneladas dos Leopard).

O que a Brigada Mecanizada precisa, e isto é apenas a minha avaliação pessoal al, é um pequeno número de viaturas blindadas sobre lagartas para o batalhão de infantaria com uma mobilidade e velocidade capaz de acompanhar os Leopard que, facilmente, fazem 70 km/h - ou seja, um agrupamento mecanizado moderno e coeso. Não digo que seja o mais urgente. Se pensarmos no poder de fogo é protecção, então um VCI na categoria do Pizarro ou CV-90 são boas escolhas. Pena a Estónia ter tido mais visão que nós para o 'stock' holandês...

Cumprimentos,
Pedro Monteiro

En España había un dicho......."por donde un M113 pasa sin pensarselo, no pasa un BMR por mucho que se lo piense"

Intento traducir al portugués:

" Por donde pasa un M113 sin pensarselo, no pasa un Pandur por muito que se lo pensar"

 :mrgreen: :mrgreen:

já o disse vezes sem conta, é um erro pensar-se que os pandur poderão alguma vez em operações reais acompanhar os Leos !!!
Tal é a falta de meios de combate orgânicos que todas as brigadas padecem, que o erro que se está a começar a cometer é juntar meios de uma a outra Brigada para que se consiga formar um pseudo grupo de batalha.
O que os especialistas se esquecem é de uma premissa muito importante o conceito de emprego de forças no terreno não pode ser alterado, é impossível a unidades de combate médias com viaturas de rodas acompanhar/apoiar eficazmente as unidades de combate pesadas  equipadas com viaturas de lagartas !!
O que Portugal tem de fazer ASAP, é comprar pelo menos 50/60 Pizarros/CV90 para equipar um BiMec, pelo menos um.
Claro que o que a BriMec organicamente deveria possuir seriam 2 X BiMec + 1 X GCC, completo a três ECC + 1 X  ERec(L) + 1 X GAC AP + 1 X BAAA, isto apenas no que diz respeito ás unidades de manobra e Apoio, não estou a contar com a Engenharia, e outros serviços.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/923/uSP0pt.jpg) (https://imageshack.com/i/pnuSP0ptj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/922/hM6MA9.jpg) (https://imageshack.com/i/pmhM6MA9j)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/922/x97cYe.jpg) (https://imageshack.com/i/pmx97cYej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/qizlGk.jpg) (https://imageshack.com/i/poqizlGkj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/923/TT3EyM.jpg) (https://imageshack.com/i/pnTT3EyMj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/Fy08iL.jpg) (https://imageshack.com/i/poFy08iLj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/cn1qqK.jpg) (https://imageshack.com/i/pocn1qqKj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/LkO7LM.jpg) (https://imageshack.com/i/poLkO7LMj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/922/lOKtsC.jpg) (https://imageshack.com/i/pmlOKtsCj)

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Fevereiro 14, 2020, 09:49:33 am
The Pizarro infantry fighting vehicle

The Pizarro infantry fighting vehicle evolved from the ASCOD (Austrian-Spanish Cooperative Development) programme. The Pizarro was developed for the Spanish Army alongside Ulan IFV for the Austrian Army. These are broadly similar but has some differences, such as engines. Spanish Army ordered these vehicles in 1996. Vehicles entered service with Austrian and Spanish Armies in 2002. Spanish Army operates a total of 293 Pizarro IFVs, plus its variants optimized for different battlefield roles.
   The Pizarro IFV was designed to replace ageing light armored vehicles in service with Spanish Army, such as the M113 armored personnel carriers. Furthermore it is a flexible complement to the Leopard 2A4 main battle tanks.
   Unlike the Austrian Ulan, the Pizarro also features a limited amount of SABBLIR reactive armor, which significantly increases armor protection. Front armor of the Pizarro provides protection against 14.5 mm rounds, while all-round protection is against 7.62 mm rounds. NBC protection system is fitted as standard.
   The main armament is a fully-stabilized Mauser 30 mm Model F cannon and coaxial 7.62 mm machine gun.
   Vehicle has a crew of three and can carry eight fully equipped troops.
   Spanish IFV comes with the German MTU diesel engine, delivering 600 horsepower. Engine is mounted at the front. It is less powerful comparing with Austrian vehicle, but still offers good mobility and cross-country performance. The Pizarro is not amphibious.
 
Variants
 
   VCI/C infantry fighting vehicle. It is a baseline version, described above.
   VCPC command vehicle. Spanish Army operates 26 of these vehicles.
   VCOAV armored reconnaissance vehicles. Spanish Army operates 28 of these vehicles.
   VCREC armored recovery vehicle. Spanish Army operates 8 of these vehicles.
   VCZ engineering vehicle. Spanish Army operates only a single vehicle.


   Pizarro 2, it is the second phase production vehicle with a number of improvements. The Pizarro 2 IFVs are powered by the same MTU series 199 engine, developing 720 hp, as the Austrian Ulan IFV. The Phase 2 vehicle has a refined hull design and improved weapon stabilization system. It is currently in production for the Spanish Army. The Spanish Army ordered a total of 190 of the Phase 2 vehicles in 4 variants. Including 106 infantry fighting vehicles, 27 reconnaissance vehicles, 48 engineering vehicles and 9 recovery vehicles. All of these were planned to be delivered by 2016.
   VCZAP engineer combat vehicle. It can be equipped with a dozer blade, mine plough, mine rollers, obstacle marking systems, or other specialized equipment. This armored vehicle was first publicly revealed in 2019.

http://www.military-today.com/apc/pizarro_ifv.htm

Abraços

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: goldfinger em Fevereiro 14, 2020, 10:04:13 am
The Pizarro infantry fighting vehicle

 
   VCZAP engineer combat vehicle. It can be equipped with a dozer blade, mine plough, mine rollers, obstacle marking systems, or other specialized equipment. This armored vehicle was first publicly revealed in 2019.



En proceso de pruebas y entregas de las 48 unidades encargadas, usan el chasis del AJAX, muito mais protegido.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.cordobahoy.es%2Fmedia%2Fcordobahoy%2Fimages%2F2019%2F11%2F28%2F2019112817345740394.jpg&hash=df2dea66fbc06bf0986e2e018285423e)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.cordobahoy.es%2Fmedia%2Fcordobahoy%2Fimages%2F2019%2F11%2F28%2F%2F2019112817345598671.jpg&hash=7cdf95ce11c69a354ddc5bafaf697737)

(https://www.armyrecognition.com/images/stories/europe/spain/exhibition/feindef_2019/pictures/FEINDEF_2019_General_Dynamics_presents_Spanish_Pizarro_Engineering_Combat_Vehicle.JPG)

(https://pbs.twimg.com/media/D7tnhuGWkAA-YKE.jpg:large)

(https://static3-sevilla.abc.es/media/andalucia/2019/11/29/s/pruebas-castor-cordoba-kRjG--620x349@abc.jpg)

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcRGhNS-hbxec_B7KWUSDIw1dyxNUUPZddkdoijeu2HgYKEeHDD_)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.ejercito.mde.es%2FGalerias%2FImagenes%2Funidades%2FCordoba%2Fbrimzx_guzmanelbueno%2FNoticias%2F2019%2F39._PRUEBA_VCZ_PIZARRO_CASTOR_3.jpg&hash=d5ef1ed0fdaff997ccf6b7078c359dcb)

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: LM em Fevereiro 14, 2020, 11:30:04 am
Não estou a ver um IFV "lagartas" novo nos próximos 15 anos, só se for uma compra de oportunidade de material usado...
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Fevereiro 14, 2020, 12:25:25 pm
Não estou a ver um IFV "lagartas" novo nos próximos 15 anos, só se for uma compra de oportunidade de material usado...

Segundo o CEME, só para 2027, mas com vontade de se poder iniciar no 2º Quadriénio.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 14, 2020, 12:48:55 pm
Eu também não falei em substituir o m113 por um veículo de rodas, apenas, e é a minha simples opinião, que é necessário um veículo 4x4 ou até 6x6 para complementar os vamtac e pandur.
De resto, não estou a par da lista de prioridades do exército, aquilo que se pode constatar de fora, é que há vários equipamentos em falta.

Um pandur não consegue substituir um ifv a lagartas pela mobilidade. No Afeganistão os 8x8 presentes tem sentido bastantes dificuldades em alguns terrenos, quando os m113 passam tranquilamente.

A verdade é que não sei se algum batalhão mecanizado alguma vez foi destacado, e se alguma vez será. Não imagino portugal a enviar Leos para missões. E não havendo leos em operação, também não são necessários outros veículos a lagartas. Por isso um pandur versão IFV é o melhor com que o pessoal no terreno pode contar. O que já não é nada mau, são é poucos..

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Fevereiro 14, 2020, 01:53:04 pm
Pois, sem gastar dinheiro só há mesmo hipótese ao ficar com esse material US.

A questão é essa, os vamtac não transportam secções inteiras 😉
A ideia de um Infantry Mobility Vehicle é ser o "cavalo" de uma companhia. Podes transportar 150 soldados e respectivo equipamento em vamtacs, mas em 30.

Nem me parece que haja outra hipótese, já que não se pretende comprar nada novo neste sentido. Num Exército com falta de IFV, veículos AA, anti-carro, de reconhecimento, morteiro e artilharia AP, de engenharia, entre outros, ir gastar em mais APCs de rodas, parecer-me-ia imprudente. Nem sei até que ponto há ou não algum interesse em MRAPs vindos a custo zero do Afeganistão como os que os nossos militares têm usado.

Quanto ao uso de veículos de lagartas em missões internacionais, de nada adianta enviar Leos para um RCA por exemplo, e depois só terem a cobertura dos velhos M-113, ou de blindados de rodas que não os acompanham. Agora, caso as condições do terreno nesta missão fossem muito más, ao ponto da operação dos Pandur/ST5 ficar ainda mais dificultada, então não tenho dúvidas que, havendo um IFV de lagartas moderno, este seria enviado para lá. Não necessariamente com os Leos, mas somente os IFVs.

A falta de Pandur IFV e de Pandur Anti-carro já foi várias vezes solucionada aqui no fórum, havendo inclusive várias torres no mercado capazes de levar mísseis anti-tanque, mais o canhão. As mesmas torres também se poderiam aplicar a alguns M-113 modernizados.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 20, 2020, 10:44:09 pm
The Pizarro infantry fighting vehicle

The Pizarro infantry fighting vehicle evolved from the ASCOD (Austrian-Spanish Cooperative Development) programme. The Pizarro was developed for the Spanish Army alongside Ulan IFV for the Austrian Army. These are broadly similar but has some differences, such as engines. Spanish Army ordered these vehicles in 1996. Vehicles entered service with Austrian and Spanish Armies in 2002. Spanish Army operates a total of 293 Pizarro IFVs, plus its variants optimized for different battlefield roles.
   The Pizarro IFV was designed to replace ageing light armored vehicles in service with Spanish Army, such as the M113 armored personnel carriers. Furthermore it is a flexible complement to the Leopard 2A4 main battle tanks.
   Unlike the Austrian Ulan, the Pizarro also features a limited amount of SABBLIR reactive armor, which significantly increases armor protection. Front armor of the Pizarro provides protection against 14.5 mm rounds, while all-round protection is against 7.62 mm rounds. NBC protection system is fitted as standard.
   The main armament is a fully-stabilized Mauser 30 mm Model F cannon and coaxial 7.62 mm machine gun.
   Vehicle has a crew of three and can carry eight fully equipped troops.
   Spanish IFV comes with the German MTU diesel engine, delivering 600 horsepower. Engine is mounted at the front. It is less powerful comparing with Austrian vehicle, but still offers good mobility and cross-country performance. The Pizarro is not amphibious.
 
Variants
 
   VCI/C infantry fighting vehicle. It is a baseline version, described above.
   VCPC command vehicle. Spanish Army operates 26 of these vehicles.
   VCOAV armored reconnaissance vehicles. Spanish Army operates 28 of these vehicles.
   VCREC armored recovery vehicle. Spanish Army operates 8 of these vehicles.
   VCZ engineering vehicle. Spanish Army operates only a single vehicle.


   Pizarro 2, it is the second phase production vehicle with a number of improvements. The Pizarro 2 IFVs are powered by the same MTU series 199 engine, developing 720 hp, as the Austrian Ulan IFV. The Phase 2 vehicle has a refined hull design and improved weapon stabilization system. It is currently in production for the Spanish Army. The Spanish Army ordered a total of 190 of the Phase 2 vehicles in 4 variants. Including 106 infantry fighting vehicles, 27 reconnaissance vehicles, 48 engineering vehicles and 9 recovery vehicles. All of these were planned to be delivered by 2016.
   VCZAP engineer combat vehicle. It can be equipped with a dozer blade, mine plough, mine rollers, obstacle marking systems, or other specialized equipment. This armored vehicle was first publicly revealed in 2019.

http://www.military-today.com/apc/pizarro_ifv.htm

Abraços

Aqui no fórum nunca se menciona o IFV italiano, o Dardo. É por alguma questão técnica ou apenas falta de fãs? Não tem um historial de exportação tão bem sucedido quanto os outros dois, mas não deixa de ser equiparável.
Peca na capacidade de transporte, de apenas 6 elementos mas, pelo que li, até possui melhor blindagem.

(https://images.app.goo.gl/Ui5GJozJhrKC5N456)

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Fevereiro 21, 2020, 12:35:08 am
Provavelmente é mesmo por não ter sido exportado. Isso e ter só um canhão de 25mm (munição que nós não usamos julgo eu), face aos concorrentes que usam sobretudo 30mm que já usamos nos Pandur. A questão do calibre afectaria também o Bradley. Mas mesmo esta questão dependeria se acharia necessário uniformizar os calibres médios ou se não fazia diferença em termos logísticos.

De resto, segundo a wikipedia, tem a opção de dois lançadores de Spike, o que é um ponto a favor.

Mas se conseguíssemos incluir num negócio uns 40 Dardo e uns 15 Centauro.... não me queixava!  ::)

Mas olhando para alternativas mais... exóticas... podemos ver o K-21 sul-coreano e o Type 89 japonês, sendo o primeiro inclusive anfíbio. Pena não serem o "padrão NATO".
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Fevereiro 21, 2020, 06:15:34 am
Provavelmente é mesmo por não ter sido exportado. Isso e ter só um canhão de 25mm (munição que nós não usamos julgo eu), face aos concorrentes que usam sobretudo 30mm que já usamos nos Pandur. A questão do calibre afectaria também o Bradley. Mas mesmo esta questão dependeria se acharia necessário uniformizar os calibres médios ou se não fazia diferença em termos logísticos.

De resto, segundo a wikipedia, tem a opção de dois lançadores de Spike, o que é um ponto a favor.

Mas se conseguíssemos incluir num negócio uns 40 Dardo e uns 15 Centauro.... não me queixava!  ::)

Mas olhando para alternativas mais... exóticas... podemos ver o K-21 sul-coreano e o Type 89 japonês, sendo o primeiro inclusive anfíbio. Pena não serem o "padrão NATO".

O dardo pode ser equipado com torres hitfist a mesma que defendo para o pandur versão ACar, de 25mm, 30mm ou até 60mm. As torres possuem a opção de receber 2 lançadores  spike.

Abraço
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 21, 2020, 05:17:53 pm
Provavelmente é mesmo por não ter sido exportado. Isso e ter só um canhão de 25mm (munição que nós não usamos julgo eu), face aos concorrentes que usam sobretudo 30mm que já usamos nos Pandur. A questão do calibre afectaria também o Bradley. Mas mesmo esta questão dependeria se acharia necessário uniformizar os calibres médios ou se não fazia diferença em termos logísticos.

De resto, segundo a wikipedia, tem a opção de dois lançadores de Spike, o que é um ponto a favor.

Mas se conseguíssemos incluir num negócio uns 40 Dardo e uns 15 Centauro.... não me queixava!  ::)

Mas olhando para alternativas mais... exóticas... podemos ver o K-21 sul-coreano e o Type 89 japonês, sendo o primeiro inclusive anfíbio. Pena não serem o "padrão NATO".

Olha que o material coreano é capaz de ser padrão NATO, pelo menos os K-9 não tem tido problemas em ser exportados para a Europa.
Agora só me lembro do exército finlandês, mas acho que já há mais países a comprar aos coreanos.
Mas a Finlândia não é NATO..
E eles não são muito conservadores, tem equipamentos russos, polacos, suecos, coreanos, em primeira ou segunda mão. Desde que cumpra..

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Fevereiro 22, 2020, 11:58:42 pm
O dc estava a ser irónico, pois o "padrão NATO" é uma das desculpas habituais para não efectuar aquisições. Já agora, o K9 é também utilizado pela Noruega e os polacos e os turcos têm versões próprias.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Fevereiro 23, 2020, 12:55:50 pm
Exacto, por falar em material sul-coreano, os noruegueses também optaram pelo Maud que é um AOR sul-coreano que custa só metade do equivalente construído na Europa. Ou o LHD Dokdo que custa o mesmo que um LPD convencional estilo o que pretendemos construir.

Vários sistemas sul-coreanos parecem interessantes, e o seu IFV K21 é um deles, a AP K9 é outro.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Fevereiro 23, 2020, 04:38:24 pm
Exacto, por falar em material sul-coreano, os noruegueses também optaram pelo Maud que é um AOR sul-coreano que custa só metade do equivalente construído na Europa. Ou o LHD Dokdo que custa o mesmo que um LPD convencional estilo o que pretendemos construir.

Vários sistemas sul-coreanos parecem interessantes, e o seu IFV K21 é um deles, a AP K9 é outro.


Nem fales DC. Se formos a ver a quantidade (e qualidade) de sistemas que há na Coreia do Sul graças ao vizinho do lado.
Bem saia de lá com um prejuizo. É de fragatas a destroyers a submarinos, misseis de cruzeiro, artilharia, MBT´s (o K2 para mim É o melhor tanque do mundo neste momento), etc....
 c56x1
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 23, 2020, 05:36:00 pm
Como pais periférico que somos, temos de arcar com todos as desvantagens que esse facto produz. Por outro lado, também não temos obrigatoriedade de prestar vassalagem a determinados blocos industriais.

Por isso não vejo qual o problema em adquirir material de guerra a países como a Coreia do Sul ou a África do Sul..
Turquia já não digo, pois será sempre um "aliado" complicado..

Em relação a este tópico, dos M113, se existir mesmo vontade de manter os BatMec, também não seria assim tão complicado quanto isso.

Só não compreendo bem qual a orientação do exército, porque tem mantido armas pesadas como os cc Leo2 e os M109, essenciais para uma heavy brigade, que no nosso caso será a BiMec. Mas, depois, falta o resto para ser mesmo uma brigada. Nem IFVs, nem proteção AA, etc..

Agora,  para formar dois Batalhões mecanizados, sera sempre necessário adquirir umas 100 viaturas deste género.

Mas os M113 podem ser aproveitados, os 30 ou 40 mais recentes pelo menos, para formar baterias de morteiro 120mm, plataforma para shorad, e vários veículos de engenharia.

Isto, se houver vontade em manter batalhoes mecanizados, coisa que eu não tenho como certa.

Cumprimentos

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: PereiraMarques em Fevereiro 23, 2020, 07:37:10 pm
A médio prazo, nomeadamente face à falta de efectivos, a BrigMec e a BrigInt, poderão ser fundidas numa Brigada Mecanizada Mista (mista, i.e., com rodas e lagartas).
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Fevereiro 23, 2020, 07:49:14 pm
A médio prazo, nomeadamente face à falta de efectivos, a BrigMec e a BrigInt, poderão ser fundidas numa Brigada Mecanizada Mista (mista, i.e., com rodas e lagartas).

Essa " Fundição " a ocorrer  :bang:, será a 2ª fase do Inicio do Fim do Exército Português e a sua transformação em FoDeTe!!!!!
Com o desinvestimento que está actualmente a acontecer nas FFAA e especialmente em meios humanos no Exército, num futuro muito próximo ficaremos reduzidos, em termos de UN manobra com efectivos completos a um BI Pandur um BI Vamtac, dois ECC, dois GAC, e ZERO de AAA !!!
Já me esquecia um BI Para e umas duas CCmds, + umas dezenas de OE's !!! :conf:

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 23, 2020, 09:32:05 pm
Não seria o fim do mundo ter apenas 2 brigadas, aliás, se fossem duas completas até nem seria assim tão mau em termos operacionais.
Não sei é onde iam enfiar tantos oficiais.. talvez criando 3 brigadas fantasma, Norte, Centro e Sul, só com uma companhia de oficiais cada..

Mas mesmo para isso, é necessário reforçar o inventário de viaturas. Há possibilidade de voltar a fabricar mais pandur? Senão terá de ser tudo à base de vamtac, o que já começa a ser mais complicado..
Outra hipótese será entrar uma nova viatura ao serviço, polivalente, que sirva de APC para os batalhões mecanizados e sirva também de base para as companhias de suporte, morteiros e artilharia rebocada, ambulância, etc..
Algo como o Griffon VBMR francês. Mas em modo baratinho, claro 😁

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Fevereiro 23, 2020, 09:36:54 pm
A médio prazo, nomeadamente face à falta de efectivos, a BrigMec e a BrigInt, poderão ser fundidas numa Brigada Mecanizada Mista (mista, i.e., com rodas e lagartas).
Enquanto o CEME se mantiver isso não vai acontecer.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 23, 2020, 09:41:16 pm
E para além dessa viatura, que juntamente com os pandur formaria uma base decente na brigada "mecanizada", uns 50 HMT da supacat, para equipar a brigada "ligeira" não ficavam nada mal.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Fevereiro 23, 2020, 09:45:01 pm
A médio prazo, nomeadamente face à falta de efectivos, a BrigMec e a BrigInt, poderão ser fundidas numa Brigada Mecanizada Mista (mista, i.e., com rodas e lagartas).
Enquanto o CEME se mantiver isso não vai acontecer.

E enquanto a esquerda se mantiver no poder nada vai acontecer.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Fevereiro 23, 2020, 09:48:39 pm
Só não compreendo bem qual a orientação do exército, porque tem mantido armas pesadas como os cc Leo2 e os M109, essenciais para uma heavy brigade, que no nosso caso será a BiMec. Mas, depois, falta o resto para ser mesmo uma brigada. Nem IFVs, nem proteção AA, etc..

Agora,  para formar dois Batalhões mecanizados, sera sempre necessário adquirir umas 100 viaturas deste género.

Mas os M113 podem ser aproveitados, os 30 ou 40 mais recentes pelo menos, para formar baterias de morteiro 120mm, plataforma para shorad, e vários veículos de engenharia.

Isto, se houver vontade em manter batalhoes mecanizados, coisa que eu não tenho como certa.

Ao tempo que só existe 1 BIMec Lagartas.

Pelo menos desde o fim do 2BIMecL, talvez antes, que operacionalmente a Brigada Mecanizada só consegue "produzir" um Battlegroup Mecanizado, ou talvez, uma Brigada Mecanizada "incompleta", a ser completada por BI com Pandur (mas aí deve deixar de se chamar Mecanizada), ou completada por forças mecanizadas aliadas.

A AAA está em concurso.
O resto talvez venha, mas tal como vimos no concurso da G3, é melhor não ter pressa.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Fevereiro 23, 2020, 10:26:41 pm
Talvez sim, talvez não, e continuamos neste filme neste registo da trampa pois o Exercito vai ser o primeiro ramo das FFAA a deixar de existir como tal. Quer acreditem ou nao as nossas FFAA estão condenadas a desaparecer como tal.
Como e possível um exército de 13000 efectivos funcionar operacionalmente quando 50% dos efectivos sao oficiais e sargentos ????
Alguém é  capaz de me explicar ?
Andam os políticos e as altas chefias militares de mão dada a brincar e há tempo demais com esta situação de merda é o que é!

Abraço e bons CARNAVAIS

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Fevereiro 23, 2020, 11:29:06 pm
Nem fales DC. Se formos a ver a quantidade (e qualidade) de sistemas que há na Coreia do Sul graças ao vizinho do lado.
Bem saia de lá com um prejuizo. É de fragatas a destroyers a submarinos, misseis de cruzeiro, artilharia, MBT´s (o K2 para mim É o melhor tanque do mundo neste momento), etc....
 c56x1

Imagina 3 Sejong de Great para substituir as VdG.  8) Não tínhamos era orçamento para encher todas as células dos VLS.  :mrgreen:

Não seria o fim do mundo ter apenas 2 brigadas, aliás, se fossem duas completas até nem seria assim tão mau em termos operacionais.
Não sei é onde iam enfiar tantos oficiais.. talvez criando 3 brigadas fantasma, Norte, Centro e Sul, só com uma companhia de oficiais cada..

Mas mesmo para isso, é necessário reforçar o inventário de viaturas. Há possibilidade de voltar a fabricar mais pandur? Senão terá de ser tudo à base de vamtac, o que já começa a ser mais complicado..
Outra hipótese será entrar uma nova viatura ao serviço, polivalente, que sirva de APC para os batalhões mecanizados e sirva também de base para as companhias de suporte, morteiros e artilharia rebocada, ambulância, etc..
Algo como o Griffon VBMR francês. Mas em modo baratinho, claro 😁

Cumprimentos

Certamente não seria, especialmente se servi-se de pretexto para reduzir o excesso de oficiais, quintinhas e diversos serviços "administrativos" que pouco ou nada servem do ponto de vista operacional/de combate.

O problema é que, juntando tudo no mesmo saco, ias ver valências a ser pura e simplesmente cortadas. APC de lagartas a ser totalmente substituídos por APCs de rodas (que hoje são poucos), artilharia AP tudo a ficar ou de rodas, ou de lagartas, etc.

Se me dissessem que o objectivo seria manter a tipologia de meios, rodas e lagartas, CCs, AP, IFVs, APC, etc, e que depois a componente da infantaria essa sim seria partilhada pelas duas brigadas, sendo destacada a infantaria com o apoio dos veículos que mais se adequam à missão? Aí ok, podíamos estar a falar em manter os 37 Leopard (deviam ser 50/55 com o Exército planeava), uns 30/40 IFV de lagartas, meia centena de M-113 de diversas variantes e os 18 M-109, e por outro lado manter os 188 Pandur das diversas versões, complementados por ST5 e por aí em diante.

A parte comum, por mim, ficava a infantaria, serviços administrativos, viaturas logísticas (nomeadamente camiões), chefias (para reduzir o número de oficiais e companhia  ::)).
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Fevereiro 24, 2020, 11:27:59 am
Caro DC, infelizmente, a haver alguma reorganização deste género, será sempre forçada pela falta de meios humanos e materiais, e não com o intuito de melhorar as capacidades do exército.

Qualquer alteração verdadeiramente eficaz teria de passar por 3 questões essenciais :
1- reformulação da carreira militar, provavelmente com congelamento do sistema de progressoes actual, promoção de reformas antecipadas quando possível, alteração da contratação de pessoal e do serviço militar..
2- reestruturação das infraestruturas militares, com a alienação de tudo o que não seja essencial, e renovação/ampliação das principais bases e quartéis. Bastam uma dúzia de quartéis bem distribuídos pelo país para o efectivo actual e futuro. Os quartéis situados em centros urbanos podem ser vendidos ou passar para outro ministério,  Desde que se garanta o reinvestimento da verba resultante nos quartéis principais.
3-definir uma estrutura para o médio prazo e um plano de aquisição de equipamentos fiel a esse plano, para não andar sempre aos solavancos com aquisições a vulso.

Muito complicado, portanto

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Fevereiro 24, 2020, 12:18:36 pm
DC a componente operacional não tem obrigatoriamente a ver com as outras, a FAP tem quase a mesma estrutura superior e logística do exército (Comandos, Direcções, Repartições), e bem menos unidades operacionais, só que na estrutura superior a FAP tem quase tudo metido no mesmo sitio, edifício do EMFA, o exército tem tudo espalhado por palacinhos e palacetes.

Na logística ambos têm uma unidade Depósito, a UAGME no exército, o DGMFA na FAP, e exército tem regimento de manutenção a FAP tem a manutenção nas bases aéreas conforme o tipo de aeronave, algumas diferenças aqui.

Se querem reorganizar a estrutura superior e de apoio, façam isso, não reduzam a componente operacional e as outras ficam na mesma, para parecer que houve reorganização.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Julho 06, 2020, 01:05:55 pm
BAE Systems CV90 MkIV enhanced and modernized version of CV90 tracked armored IFV

BAE Systems continues to enhanced and modernized the CV90 tracked armored IFV Infantry Fighting Vehicle with the CV90 MkIV offering more mobility, firepower, and protection. The CV 90 MK IV was unveiled by BAE Systems during the International Armored Vehicles conference and Exhibition in September 2017.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/ooHhGl.jpg) (https://imageshack.com/i/poooHhGlj)
BAE Systems CV90 MKIV tracked armored IFV Infantry Fighting Vehicle. (Picture source BAE Systems)

BAE Systems has introduced the next phase of development for the CV90 Infantry Fighting Vehicle (IFV) with the launch of the new CV90 MkIV in 2017. This fifth generation of the company’s combat-proven IFV family represents the next step for the CV90 concept.

This fifth-generation combat-proven Infantry Fighting Vehicle (IFV) combines improved battlefield speeds and handling with an upgraded Electronic Architecture to support future growth capabilities.

The MkIV represents the next step in the evolution of the CV90 concept. Building on a proud legacy of best-in-class mobility and survivability spanning more than two decades, the CV90 MkIV brings unrivaled technological capabilities and flexibility to today’s complex battlefield.

With a new engine, the MkIV boasts up to 1,000 horsepower and the latest upgraded X300 heavy-duty transmission. The Gross Vehicle Weight Rating is increased from 35 tones to 37 tones, offering users two tones of extra payload without a decrease in vehicle agility. The MkIV generation will also be the first Western IFV with a qualified Active Protection System.

The new CV90 MkIV D-series of turrets which feature a modular design offering 30/40-, 35/50 and 120mm main guns and weapon pods for integrated Anti-Tank Guided Missiles and machine guns. The turrets are designed to support a more extensive sensor suite integration and utilize BAE Systems’ revolutionary new iFighting™ concept. The MkIV generation will also be the first Western IFV with a qualified Active Protection System.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/a6B3hG.jpg) (https://imageshack.com/i/pma6B3hGj)
With a new engine, the MkIV boasts up to 1,000 horsepower and the latest upgraded X300 heavy-duty transmission. (Picture source BAE Systems)

The design of the CV90 Mk IV is very similar to the original CV90 with the driver seated front left, the power pack to his right, the turret in the center and the troop's compartment at the rear of the hull. The CV90 Mk IV is of all-welded steel armor construction. The CV90 basic armor provides all-round protection against 14.5 mm armor-piercing rounds. Armor protection over the frontal arc is classified, but all models from CV90 and later are said to be protected against 30 mm APFSDS (Armor-piercing fin-stabilized discarding sabot) ammunition.

Active damping is included as part of the base offering for the chassis. This feature enables active vehicle dynamics to give users a more stable platform, allowing increased speed across all terrain. It also reduces life support cost significantly for the end user.

The fourth generation of NGVA Standard Electronic Architecture makes sensor data fusion more effective and significantly increases real-time parallel data processing. This upgrade will support machine-learning algorithms, artificial intelligence capabilities – including autonomous crew support – and Augmented Reality and 3D map data to enable future adoption and growth.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=10&page=24

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 07, 2020, 10:26:25 am
Isto é praticamente um Carro de Combate médio!
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Julho 07, 2020, 11:51:45 am
Para nós até uma versão simples IFV do CV-90 bastava, já era uma grande evolução face aos M-113.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Agosto 25, 2020, 05:47:17 pm
Challenger e warrior ???

https://www.dailymail.co.uk/news/article-8660069/Military-chiefs-draw-plans-scrap-Britains-tanks.html

Abraço
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Agosto 25, 2020, 07:00:41 pm
Challenger e warrior ???

https://www.dailymail.co.uk/news/article-8660069/Military-chiefs-draw-plans-scrap-Britains-tanks.html

Abraço


Os Warrior não eram mal pensados, se pelo preço da chuva, com upgrades e bastantes para ficar para peças.
Já nem falo em carros de combate que nem vale a pena.
 :-P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: typhonman em Agosto 25, 2020, 11:16:08 pm
M-2 Bradleys ?
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Agosto 29, 2020, 08:11:40 am
enquanto que por cá continuamos e continuaremos com os M113, os Suecos só já vão no MKIV

Swedish army receives 100th CV90 Combat Vehicle

On Aug.27, the Swedish army received its 100th Combat Vehicle 90 (CV90, in Swedish: Stridsfordon 90, Strf90). CV90 is a family of Swedish tracked combat vehicles designed by Sweden's Defense Materiel Administration (Försvarets Materielverk, FMV), Hägglunds and Bofors during the mid-1980s and early 1990s and entered service in Sweden in the mid-90s.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/mKvx1l.jpg) (https://imageshack.com/i/pomKvx1lj)
Reception of the 100th CV90 by the Swedish army (Picture source: Twitter account of Mikael Frisell)

The CV90 platform design has continuously evolved in steps from Mk.0 to current Mk.IV with advances in technology and in response to changing battlefield requirements. The Swedish version of the main infantry fighting vehicle is fitted with a turret from Bofors that is equipped with a 40 mm Bofors autocannon. Export versions are fitted with Hägglunds E-series turrets, armed with either a 30 mm or a 35 mm Bushmaster autocannon.

Developed specifically for the Nordic sub-arctic climate, the vehicle has very good mobility in snow and wetlands while carrying and supporting six to eight fully equipped dismount soldiers. Other variants include Forward Observation, Command and control, anti-aircraft, armoured recovery vehicle, electronic warfare and so forth. The CV90 and Hägglunds E-series turrets have been under continuous development with more than 4 million hours invested and are still produced with modern protection, armament and network enabled solutions. Currently, 1,280 vehicles in 15 variants are in service with seven user nations, four of which are NATO members, under BAE Systems Hägglunds AB.

The CV90 has undergone four mark shifts to meet different customer requirements, focused on capability enhancements.

CV90 Mk 0
The first delivered CV90 was for Sweden. It was armed with the Bofors 40/L70 cannon in a 2-man turret. The vehicle had a conventional electrical system and was fitted for but not with appliqué armour systems. The Swedish Army ordered five variants of the CV90. The requirements expressed by the Swedish FMV on signature management were extremely challenging and led to a lot of new design features that have been inherited by all subsequent generations (Mk 0-III). FMV also prioritized the requirements to provide the best possible design to fulfil user needs. Furthermore, the CV90 was also built for high reliability and ease-of-maintenance using only standard on-board tools and conscripts to maintain and operate.

CV90 Mk I
The next variant of CV90 is known as the Mk I and was delivered to Norway. CV90 Mk I won the Norwegian competition for a new IFV against other contemporary IFVs, such as Bradley, Warrior and Pizarro/ULAN. The Mk I variant of the CV90 had a newly designed 2-man 30 mm turret evolved from the 25 mm turret. CV90 Mk I was the first IFV with a high hit probability performance during suppression fire modes, both while the vehicle is on the move and against air targets. The CV90 Mk I incorporated several improvements compared to the original Swedish CV90. Trials on mobility, reliability, lethality, fightability, ergonomics, durability and survivability were performed during the trials phase for these vehicles with good results for CV90 Mk I.


CV90 Mk II
The CV90 Mk I was the base for the next development step, CV90 Mk II. The CV90 Mk II was produced in three variants, CV9030 CH (Switzerland) IFV & COM, and CV9030 FIN (Finland) IFV. Both contracts were won in competition with other IFVs. The difference between the two variants is mainly the size of the hull. The Swiss variant is 100 mm higher over the front part of the hull and an additional 70 mm over the combat compartment at the rear. The principal difference between the Mk I and Mk II is that the Mk II was partly digitized and provided with built-in Health & Unit Monitoring System (HUMS) together with interactive manuals and instructions. CV90 Mk II standard armament is Mk44 Bushmaster II autocannon.

CV90 Mk III
The Mk III variant of the CV90 is a further development of the CV90 Mk II. The areas that have undergone most development compared to Mk II are lethality, fightability, electronic architecture, survivability and mobility. The weapon system has been upgraded to a 35/50 mm Bushmaster III cannon with an integrated muzzle ammunition programmer and a number of different firing scenarios depending on target setup. The crew station design provides the gunner and commander with a continuous eye-on-target engagement feature (do not need to remove head from eye-piece to see and operate equipment).

The electronic architecture has been further upgraded for Mk III to be completely digitized. The mobility improvements, in the field of upgraded suspension and power to weight ratio, was performed to handle the increased gross vehicle weight. The improved survivability was mainly in the areas of mine protection and top attack. The horizontal protection has been designed in similar ways as to the other marks of CV90, i.e. appliqué systems. The first variant of the Mk III, the Mk III a, was delivered to The Netherlands and Denmark. The second, most modern Mk IIIb variant, was delivered to Norway.

CV90 Mk IV
CV90 MkIV is equipped with a new engine, active protection system, augmented reality system iFighting and its weight has increased from 35 to 37 tons, with space for two tons of additional payload.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=10&page=25

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: typhonman em Agosto 29, 2020, 09:16:47 am
Meu caro, a comparar países de primeiro mundo e do 3º ?  :mrgreen:


Acho que vão sair medalhas a vulso, para o pessoal da MM, porque modernizar M-113 é 75% mais barato que comprar novos. :mrgreen: :bang:


Mas consegue ser pior a "Marinheca".



Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Agosto 29, 2020, 10:12:07 am
Modernizar os M-113? Há modernizações interessantes, mas acho que por cá nem isso, vai ficar tudo de origem, até apodrecerem.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Agosto 30, 2020, 02:19:39 am
Meu caro, a comparar países de primeiro mundo e do 3º ?  :mrgreen:


Acho que vão sair medalhas a vulso, para o pessoal da MM, porque modernizar M-113 é 75% mais barato que comprar novos. :mrgreen: :bang:


Mas consegue ser pior a "Marinheca".

Pessoal da MM a modernizar M-113?
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: PereiraMarques em Agosto 30, 2020, 07:23:11 pm
Claro, não sabes que os padeiros da MM - Manutenção Militar também dão uns toques de mecânica?  :mrgreen: ...PS: a Manutenção Militar até já foi extinta!
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Agosto 30, 2020, 11:20:32 pm
A bem ou a mal vão ter que durar mais 8-10 anos pelo menos. 8)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Agosto 31, 2020, 03:40:38 pm
Modernizar M-113 by tuga way  :mrgreen: :mrgreen:

(https://lh3.googleusercontent.com/proxy/3zqfO7wSc8IEXCBBcBGg3CFc4IaAUE7gtD4BPzQJn_vqk6gH1KMkKyBxxcuYmUjlMt2N4NIZrtE9PuNQz030fRDlNPE5IW6K21rMVW844UtqeNPWSbfzOt2s-dgh710kr-qtvuevuHNacUQK943GYH2EiYzZ)

(https://i6.imageban.ru/out/2013/07/22/7808c244918ee62c885a551a29fe32b1.jpg)

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcQfSHR_GU5qzTcCBUYKfnKStoS2WQXwaiAIhA&usqp=CAU)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fcontent.foto.mail.ru%2Fmail%2Fmetroplex%2Ftech%2Fh-3736.jpg&hash=c5586f040f149c5543a80e9ba42ec3be)

(https://imgprx.livejournal.net/cae5a2e09b6bda1e82f1fddfd3435fcb22f097dc/HQTz5iRH1cD1slI3fFQ5pGg4nLkIUkeduURiqDzoelwz9ljiZdDNrmmigfy2hqgp-duseU3lcoj6O8PaidGgWekYcN23RZnPZPOs5gKK0l4)

https://shushpanzer-ru.livejournal.com/1557901.html (https://shushpanzer-ru.livejournal.com/1557901.html)

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Agosto 31, 2020, 07:37:36 pm
Modernizar M-113 by tuga way  :mrgreen: :mrgreen:

(https://lh3.googleusercontent.com/proxy/3zqfO7wSc8IEXCBBcBGg3CFc4IaAUE7gtD4BPzQJn_vqk6gH1KMkKyBxxcuYmUjlMt2N4NIZrtE9PuNQz030fRDlNPE5IW6K21rMVW844UtqeNPWSbfzOt2s-dgh710kr-qtvuevuHNacUQK943GYH2EiYzZ)

(https://i6.imageban.ru/out/2013/07/22/7808c244918ee62c885a551a29fe32b1.jpg)

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcQfSHR_GU5qzTcCBUYKfnKStoS2WQXwaiAIhA&usqp=CAU)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fcontent.foto.mail.ru%2Fmail%2Fmetroplex%2Ftech%2Fh-3736.jpg&hash=c5586f040f149c5543a80e9ba42ec3be)

(https://imgprx.livejournal.net/cae5a2e09b6bda1e82f1fddfd3435fcb22f097dc/HQTz5iRH1cD1slI3fFQ5pGg4nLkIUkeduURiqDzoelwz9ljiZdDNrmmigfy2hqgp-duseU3lcoj6O8PaidGgWekYcN23RZnPZPOs5gKK0l4)

https://shushpanzer-ru.livejournal.com/1557901.html (https://shushpanzer-ru.livejournal.com/1557901.html)

Cumprimentos

Os MRAP da Pinhol fabricados na tuga

(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=http%3A%2F%2Fwww.maquetland.com%2Fupload%2Fphototeque%2Fimages%2F4487%2Fpinhol_mrap_erosatory%25202012_avant_droit%2520(2).JPG&f=1&nofb=1)
(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=http%3A%2F%2Fwww.maquetland.com%2Fupload%2Fphototeque%2Fimages%2F4487%2Fpinhol_mrap_erosatory%25202012_avant_gauche.jpg&f=1&nofb=1)
(https://external-content.duckduckgo.com/iu/?u=http%3A%2F%2Fwww.maquetland.com%2Fupload%2Fphototeque%2Fimages%2F4487%2Fpinhol_mrap_erosatory%25202012_arriere%2520(2).JPG&f=1&nofb=1)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Agosto 31, 2020, 10:42:41 pm
Não creio que haja qualquer iniciativa no sentido de modernizar ou substituir os velhotes m113. Mesmo os documentos acadêmicos relacionados com o exército não indicam essa necessidade. A doutrina parece evoluir no sentido de valorizar apenas as brigadas média e ligeira, é nesse sentido que vieram os Pandur e o Uro. São as que podem ser destacadas em teatros internacionais e, como não há ameaças identificadas ao território nacional, parece me que ficaremos por aqui.
A brigada mecanizada já tem os Leo e os M109, considerados mais que suficientes. Tendo em conta a provável projeção de forças no futuro, só se irá investir em equipamentos mais ligeiros, nada relacionado com estes meios a lagartas.

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: typhonman em Setembro 01, 2020, 12:42:38 am
Não creio que haja qualquer iniciativa no sentido de modernizar ou substituir os velhotes m113. Mesmo os documentos acadêmicos relacionados com o exército não indicam essa necessidade. A doutrina parece evoluir no sentido de valorizar apenas as brigadas média e ligeira, é nesse sentido que vieram os Pandur e o Uro. São as que podem ser destacadas em teatros internacionais e, como não há ameaças identificadas ao território nacional, parece me que ficaremos por aqui.
A brigada mecanizada já tem os Leo e os M109, considerados mais que suficientes. Tendo em conta a provável projeção de forças no futuro, só se irá investir em equipamentos mais ligeiros, nada relacionado com estes meios a lagartas.

Cumprimentos

sendo assim não faz sentido estes existirem, em unidades fantasma, creio que o Exército deveria ser uma força média, móvel, moderna, algo do estilo Airborne dos USA, com veículos do tipo JLTV, artilharia M-777, HIMARS, mísseis Spike, baterias SAM e a aviação média no Exercito, isto juntando aos Pandur.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Setembro 01, 2020, 01:39:43 am
Não creio que haja qualquer iniciativa no sentido de modernizar ou substituir os velhotes m113. Mesmo os documentos acadêmicos relacionados com o exército não indicam essa necessidade. A doutrina parece evoluir no sentido de valorizar apenas as brigadas média e ligeira, é nesse sentido que vieram os Pandur e o Uro. São as que podem ser destacadas em teatros internacionais e, como não há ameaças identificadas ao território nacional, parece me que ficaremos por aqui.
A brigada mecanizada já tem os Leo e os M109, considerados mais que suficientes. Tendo em conta a provável projeção de forças no futuro, só se irá investir em equipamentos mais ligeiros, nada relacionado com estes meios a lagartas.

Cumprimentos

A aquisição dos Pandur nada teve a ver com a "modernização" da BrigMec. Na altura em que foram encomendados, já se falava na modernização ou substituição dos M-113. Sempre foram vistos como dois programas distintos. Agora, se não se faz nada face aos M-113, é por falta de dinheiro e vontade, pois nunca fez parte do plano ou nova "doutrina". Basicamente vai-se improvisando.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: PereiraMarques em Setembro 01, 2020, 02:46:58 am
Não me parece totalmente "descabido" que a prazo seja "recriada" em Santa Margarida uma "Brigada Mista" com base nos atuais meios e pessoal das BrigMec e BrigInt. Claro que não seria uma verdadeira brigada, mais um comando das forças médias/pesadas do Exército.

Os M113 (VBTP e restantes versões) e os M114 obuses não irão durar para sempre e não têm substitutos à vista. Os próprios Chaparral parece que vão ser substituídos por uma dúzia de Stinger MANPADS...A próxima "reforma do Exército 2030" deve ir mais ou menos por ai...é isso e o encerramento da maioria dos Regimentos.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Dekas em Setembro 01, 2020, 11:43:30 am
A meu ver o problema de substituir os M113 não é fácil, no entanto a não substituição até pode ficar mais cara. Estes veículos antigos a lagartas têm muita manutenção e substituir um par de lagartas é caríssimo.

Entre ter e não ter M113 na sua actual capacidade é quase igual ao litro. Os CV90 sao uma plataforma excelente mas são mais IFV do que APC levam 8 passageiros contra os 11 do m113, existe também a questão de serem caros (4 milhoes por veiculo?)

o ideal mesmo era Bradley's a preço de desconto na versão de transporte de tropas  :mrgreen:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Setembro 01, 2020, 02:05:43 pm
O meu preferido o Pizarro ou o CV90.

Victor Barreira / Defence 360° (@Defence360) tweetou: The 🇺🇸 firm @ElbitSystemsUS was awarded a contract by the 🇺🇸 Defense Logistics Agency Land to supply the @USArmy with gunner hand stations, commander hand stations and circuit cards for the @BAESystemsInc Bradley infantry fighting vehicle.

https://t.co/3nqaZc4mNM

https://twitter.com/Defence360/status/1300461292688486405?s=20

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Setembro 01, 2020, 02:23:08 pm
Não creio que haja qualquer iniciativa no sentido de modernizar ou substituir os velhotes m113. Mesmo os documentos acadêmicos relacionados com o exército não indicam essa necessidade. A doutrina parece evoluir no sentido de valorizar apenas as brigadas média e ligeira, é nesse sentido que vieram os Pandur e o Uro. São as que podem ser destacadas em teatros internacionais e, como não há ameaças identificadas ao território nacional, parece me que ficaremos por aqui.
A brigada mecanizada já tem os Leo e os M109, considerados mais que suficientes. Tendo em conta a provável projeção de forças no futuro, só se irá investir em equipamentos mais ligeiros, nada relacionado com estes meios a lagartas.

Cumprimentos

A aquisição dos Pandur nada teve a ver com a "modernização" da BrigMec. Na altura em que foram encomendados, já se falava na modernização ou substituição dos M-113. Sempre foram vistos como dois programas distintos. Agora, se não se faz nada face aos M-113, é por falta de dinheiro e vontade, pois nunca fez parte do plano ou nova "doutrina". Basicamente vai-se improvisando.

Acho que não fui claro, a vinda dos Pandur foi no sentido de equipar a brigada "média", nada teve a ver com a substituição dos m113 na brigada "pesada". O que eu estava a dizer é que os investimentos na brigmec estarão afastados do horizonte por esta brigada não ser projectavel e, por consequência, ser preterida no reequipamento das forças armadas.
O novo sistema anti aéreo também vai nesse sentido, está a ser procurado um sistema shorad montado em veículos ligeiros, um sistema que possa acompanhar os Pandur ou os uros, não os leos.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Setembro 01, 2020, 07:30:38 pm
A substituição dos M113 deve ficar la para 2030, até lá da para avaliar as diferentes doutrinas que estão a aparecer dentro da NATO e ver a qual mais se apta a nossa realidade.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Setembro 02, 2020, 12:30:05 am
Não me parece totalmente "descabido" que a prazo seja "recriada" em Santa Margarida uma "Brigada Mista" com base nos atuais meios e pessoal das BrigMec e BrigInt. Claro que não seria uma verdadeira brigada, mais um comando das forças médias/pesadas do Exército.

Os M113 (VBTP e restantes versões) e os M114 obuses não irão durar para sempre e não têm substitutos à vista. Os próprios Chaparral parece que vão ser substituídos por uma dúzia de Stinger MANPADS...A próxima "reforma do Exército 2030" deve ir mais ou menos por ai...é isso e o encerramento da maioria dos Regimentos.

Tenho ideia que estava planeada a substituição dos M114 ainda esta década. Não era um dos concursos a cargo da NSPA e tudo?
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: PereiraMarques em Setembro 02, 2020, 01:16:03 am
Não me parece totalmente "descabido" que a prazo seja "recriada" em Santa Margarida uma "Brigada Mista" com base nos atuais meios e pessoal das BrigMec e BrigInt. Claro que não seria uma verdadeira brigada, mais um comando das forças médias/pesadas do Exército.

Os M113 (VBTP e restantes versões) e os M114 obuses não irão durar para sempre e não têm substitutos à vista. Os próprios Chaparral parece que vão ser substituídos por uma dúzia de Stinger MANPADS...A próxima "reforma do Exército 2030" deve ir mais ou menos por ai...é isso e o encerramento da maioria dos Regimentos.

Tenho ideia que estava planeada a substituição dos M114 ainda esta década. Não era um dos concursos a cargo da NSPA e tudo?

Não me parece que esteja ainda nessa fase...que tenha havido desenvolvimentos...

https://twitter.com/Defence360/status/1214290942125072385
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Setembro 02, 2020, 10:30:01 am
Com a pandemia duvido que arranjem verba para tal aquisição nos próximos 2/3 anos. Mas depois disso não vejo grande dificuldade, especialmente tendo em conta os M-777 que vão ser retirados do USMC. Só se o calado dos M-777 não passa no Tejo, se for ocaso é para esquecer.  ::)

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: typhonman em Setembro 05, 2020, 10:06:19 pm
https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/6912/1/TIA_FinalDino.pdf
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Novembro 03, 2020, 06:02:55 pm
A diferença de capacidades entre o pizarro e o M113 é enorme.

A possibilidade de manter varias versões dos M1133 ao serviço, significa, que um BiMec(L) necessita de 42/45 VBCI(L).

Será assim tão dispendioso ?
Acho que não, se houvesse vontade, com uma centena de pizarros/CV90/30, teriamos dois BiMec(L) e, a BriMec, com efectivo a 80%.


Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Novembro 25, 2020, 01:13:25 pm
To allcon :

(https://1.bp.blogspot.com/-W8CcC0ZLSh0/Xy6npHy69-I/AAAAAAAAAgI/xKSMXCiFKKQquX43JBFev68_RFpEE12eACNcBGAsYHQ/s1008/trolls.jpg)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Novembro 25, 2020, 04:09:04 pm
Acho que os M113 ainda têm mais 20 ou 30 anos, pela frente no EP,

Só agora vi isto!! Quantos anos?!?!
É possível que se fossilizarem durem bem mais!
 ::)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Novembro 25, 2020, 04:18:43 pm
É possível que a lama de Santa Margarida seja indicada para a fossilização. Já alguém fez estudos de custo/eficácia desta hipótese? Ou teríamos que importar lama, quem sabe, aos romenos, numa joint venture de fossilização de equipamento militar?
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Novembro 25, 2020, 04:55:06 pm
Bem, se juntarmos os nossos M113 aos TR-85 Romenos é bem possivél fazer largas poupanças em escala!
 :-P :mrgreen:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Luso em Novembro 25, 2020, 06:28:34 pm
Bem, se juntarmos os nossos M113 aos TR-85 Romenos é bem possivél fazer largas poupanças em escala!
 :-P :mrgreen:

Não esquecer o duplo emprego.
Poderiam ajudar a distribuir as vacinas para o covid.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Março 15, 2021, 04:07:38 pm
ISRAEL REVEALS IRON STING GUIDED MORTAR MUNITION

The Israeli MoD, IDF Ground Forces and Elbit Systems have revealed IRON STING, a “networked precision fire system” centred on a laser/GPS-guided 120mm mortar munition that enables precision target engagement while minimising collateral damage. Following successful trials, system development is now complete, the MoD stated on 14 March.


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/n9bsue.jpg) (https://imageshack.com/i/pmn9bsuej)
The M113-mounted IRON STING system during the recent test series. (Photo: Israeli MoD)

"The technology made available to the IDF by Israeli industries changes the battlefield and provides our forces with more accurate and effective means. The integration of IRON STING in the IDF corresponds to the vision presented in the military’s ‘Tnufa’ multi-year plan. It also fulfils the IDF’s needs, adapting combat capabilities to contend with enemies hidden within civilian, urban environments, while meeting the legal and moral standards set by the State of Israel,” stated Defence Minister, Benny Gantz.

The series of tests was carried out using two networked cardom mortar systems – cardom indicating the use of an autonomous, computerised system for vehicle mounting – developed by Elbit Systems: a cardom system mounted on an M113 and a ‘cardom spear’ system, mounted on a HUMMER 4X4 SUV. IRON STING  is designed for precision target engagement in both open terrain and urban environments, while reducing potential collateral damage and preventing injury to non-combatants. Its operational use will revolutionise ground warfare and equip battalions with organic, accurate and effective firepower, the MoD stated.

“Ten years of research and development have led us to this moment when we can provide the IDF’s ground forces with advanced capabilities made for the modern battlefield. This laser- and GPS- guided mortar munition provides troops with a precise firing capability that has only been implemented in missiles and air munition thus far. This is a very complex programme and a groundbreaking system on the international level,” explained Bgen Yaniv Rotem, Head of R&D in the MoD’s Directorate of Defence R&D.

Head of the Weapons Department in the IDF’s Ground Forces, Col Arik Avivi, added “The Ground Forces command is leading the process of integrating the IRON STING into the IDF. This precise guided mortar munition is groundbreaking for IDF battalions, equipping them with accurate and organic firepower. This capability has so far been reserved to large and complex missiles. Thanks to this impressive technological development, it will now be implemented in mortar munitions on a wide scale.”

"The introduction of this laser and GPS guided munition transforms the mortar system from a statistical fire power into a precision fire system, thus delivering a significant change in fire capabilities at the tactical level. We believe that we have been able to develop an efficient solution that enables to increase precision and reduce collateral damage,” observed Yehuda Vered, General Manager of Elbit Systems Land Division.

https://www.monch.com/mpg/news/land/8304-israel-reveals-iron-sting-guided-mortar-munition.html

Esta versão do 120 cardom, salvo erro, e´a mesma que iria equipar os Pandur II PM 120.

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Março 15, 2021, 11:11:43 pm
https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/6959/1/TIA%20-%20forma%C3%A7%C3%A3o%20PANDUR.pdf (https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/6959/1/TIA%20-%20forma%C3%A7%C3%A3o%20PANDUR.pdf)

Pág. 28/29, diz que o modelo seria o Cardom.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: typhonman em Maio 19, 2021, 09:38:52 pm
https://twitter.com/Defence360/status/1395018979895296004
Para rir.... :bang:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 26, 2021, 09:10:19 am
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Maio 26, 2021, 12:39:25 pm
Qualquer um desses modelos caia que nem ginjas.......no BiMec e no ERec da BriMec !
A minha escolha recairia no CV9035 e ou no Pizarro, aqui não apresentado.




Os nossos Militares há muitos anos que deveriam operar este modelo de VCI(L) !!

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: LM em Maio 26, 2021, 04:04:25 pm
Uns Marder 1 A5 e eu já ficava muito satisfeito!!! A diferença fica para investir em Vamtac ST5 PM, etc.  c56x1 
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Maio 26, 2021, 04:12:32 pm
não seja por isso.....ficavamos muito melhor do que estamos !!!


Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Maio 28, 2021, 01:46:36 am
Faz mais falta o Pandur 105mm e o Pandur porta morteiro.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Maio 28, 2021, 10:42:03 am
O que faz mais falta, dadas as ameaças actuais, são sistemas AA. Sem eles, podemos ter os blindados mais modernos do mundo, que continuarão susceptíveis a ataques aéreos, inclusive de UAVs.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 28, 2021, 11:09:56 am
Faz mais falta o Pandur 105mm e o Pandur porta morteiro.

Não concordo, para além do Pandur porta morteiros e da versão para Engenharia, precisamos passar os VBTP para VCI ou pelo menos RWS.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwww.operacional.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2015%2F10%2F7-Ponto-situa%25C3%25A7%25C3%25A3o-Pandur-Outubro-2015-Final.jpg&hash=da3de739bfb2bda4b955ce83ed7afe3c)

VCI (com torres lbit Systems U30MK.II):

(https://www.armyrecognition.com/images/stories/news/2019/april/Indonesian_army_to_receive_Pandur_II_Cobra_APCs.JPG)

Os Pandur 105mm seria um meio completamente especializado que nunca iriamos tirar rendimento do mesmo. Eu posso enviar uma Companhia de Atiradores totalmente equipados com Pandur VCI ou RWS para uma missão internacional, já os 105mm...não. Nós temos um Exército muito pobre de recursos humanos e essa versão só iria retirar ainda mais praças aos BIMec a Rodas e GRec.

Fontes:

https://www.operacional.pt/

https://www.armyrecognition.com/
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Maio 30, 2021, 10:59:14 pm
O que faz mais falta, dadas as ameaças actuais, são sistemas AA. Sem eles, podemos ter os blindados mais modernos do mundo, que continuarão susceptíveis a ataques aéreos, inclusive de UAVs.


Se vocês soubessem o que faz falta....



Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Maio 31, 2021, 10:43:08 am
Estava a ver que não chegava aos 100...  c56x1
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Maio 31, 2021, 04:13:39 pm
Da forma como compramos aos Holandeses são uns Ypr-765 e já não é mau. Pelo menos da para ir passear ao Afeganistão.  :mrgreen:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/d/d6/Dutch_YPR-765_in_Afghanistan.jpg/1024px-Dutch_YPR-765_in_Afghanistan.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/5c/Dutch_YPR-765_IFV_cropped.jpg)

(https://c8.alamy.com/comp/HEP30X/a-dutch-ypr-765-armored-tracked-vehicle-of-alpha-company-42nd-infantry-HEP30X.jpg)

Cumprimentos

P.S. Também pode ser usado pela GNR.  :mrgreen:

(https://live.staticflickr.com/4275/34331619593_8a457f2415_c.jpg)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Junho 03, 2021, 06:44:46 pm
Da forma como compramos aos Holandeses são uns Ypr-765 e já não é mau. Pelo menos da para ir passear ao Afeganistão.  :mrgreen:

O Afeganistão acabou.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Junho 07, 2021, 04:58:11 pm
Da forma como compramos aos Holandeses são uns Ypr-765 e já não é mau. Pelo menos da para ir passear ao Afeganistão.  :mrgreen:

O Afeganistão acabou.

E disseram isso aos Talibãns?   ??? ???

https://www.aa.com.tr/en/middle-east/afghanistan-mourns-105-students-killed-in-terror-attacks/2235819 (https://www.aa.com.tr/en/middle-east/afghanistan-mourns-105-students-killed-in-terror-attacks/2235819)

https://www.aa.com.tr/en/asia-pacific/26-afghan-forces-167-taliban-insurgents-killed-in-24-hours/2265534 (https://www.aa.com.tr/en/asia-pacific/26-afghan-forces-167-taliban-insurgents-killed-in-24-hours/2265534)

(https://cdnuploads.aa.com.tr/uploads/Contents/2021/06/06/thumbs_b_c_3163136c5035af272595a17c2ea8997d.jpg?v=171354)

Saudações
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Junho 07, 2021, 07:48:47 pm
Para os Talibans é agora que vai começar...
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Junho 07, 2021, 08:22:05 pm
Da forma como compramos aos Holandeses são uns Ypr-765 e já não é mau. Pelo menos da para ir passear ao Afeganistão.  :mrgreen:

O Afeganistão acabou.

E disseram isso aos Talibãns?   ??? ???

Acabou para a NATO.
Talvez os Taliban queiram os YPR-765.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Junho 08, 2021, 02:22:48 pm
Da forma como compramos aos Holandeses são uns Ypr-765 e já não é mau. Pelo menos da para ir passear ao Afeganistão.  :mrgreen:

O Afeganistão acabou.

E disseram isso aos Talibãns?   ??? ???

Acabou para a NATO.
Talvez os Taliban queiram os YPR-765.
Acabou acabou. Deixa os Talibans estarem prestes a entrar em Kabul...  :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.economist.com/sites/default/files/20201121_ASM935_0.png)

Citar
Negotiations are not making much headway, but the insurgency is

https://www.economist.com/asia/2020/11/18/as-america-pulls-out-of-afghanistan-the-taliban-fight-on (https://www.economist.com/asia/2020/11/18/as-america-pulls-out-of-afghanistan-the-taliban-fight-on)

Cumprimentos

P.S. Os YPR765 seriam apenas mais uns a juntar na lista dos 6 Bilhões.  :-P ;)

https://www.foxnews.com/politics/scrap-heap-of-war-billions-in-equipment-being-left-behind-in-afghanistan (https://www.foxnews.com/politics/scrap-heap-of-war-billions-in-equipment-being-left-behind-in-afghanistan)

(https://a57.foxnews.com/static.foxnews.com/foxnews.com/content/uploads/2018/09/1862/1048/kabul_G222.jpg?ve=1&tl=1)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Junho 08, 2021, 06:49:17 pm
Da forma como compramos aos Holandeses são uns Ypr-765 e já não é mau. Pelo menos da para ir passear ao Afeganistão.  :mrgreen:

O Afeganistão acabou.

E disseram isso aos Talibãns?   ??? ???

Acabou para a NATO.
Talvez os Taliban queiram os YPR-765.
Acabou acabou. Deixa os Talibans estarem prestes a entrar em Kabul...  :mrgreen: :mrgreen:

Queda de Saigao 2.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Junho 08, 2021, 09:00:52 pm

P.S. Os YPR765 seriam apenas mais uns a juntar na lista dos 6 Bilhões.  :-P ;)



6 mil milhões.
Bilhões são bilhas grandes.  :-P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Junho 09, 2021, 05:09:35 am
Não conseguiste arranjar algo mais actual? Essa quantia já deve ter sido ultrapassada há muito.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: mafets em Junho 09, 2021, 04:53:14 pm

P.S. Os YPR765 seriam apenas mais uns a juntar na lista dos 6 Bilhões.  :-P ;)



6 mil milhões.
Bilhões são bilhas grandes.  :-P

 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.fode-me.com/images/videos/2014/08/02/10600_thumb.jpg)

saudações  :mrgreen: :mrgreen:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Junho 09, 2021, 06:23:04 pm

P.S. Os YPR765 seriam apenas mais uns a juntar na lista dos 6 Bilhões.  :-P ;)



6 mil milhões.
Bilhões são bilhas grandes.  :-P

 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.fode-me.com/images/videos/2014/08/02/10600_thumb.jpg)

saudações  :mrgreen: :mrgreen:

uma excelente BILHA !!!!!

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 23, 2022, 12:29:52 pm
De acordo com uma informação, de que não posso divulgar a fonte, os M113 quando chegarem ao fim da sua vida, que já deveria ter acontecido, serão substituídos por VB rodas, imaginem lá qual.
Pelo andar da carruagem, tudo se está a conjugar para que a substituição da frota M113, seja efectuada quando do amalgamento das BriMec com a BrigInt, e os pandur tomarem o lugar dos Velhinhos Táxis.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/EDk0kr.jpg) (https://imageshack.com/i/pmEDk0krj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/SxlM4D.jpg) (https://imageshack.com/i/pmSxlM4Dj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/0M0c8e.jpg) (https://imageshack.com/i/po0M0c8ej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/KkXw3U.jpg) (https://imageshack.com/i/pmKkXw3Uj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/GZI2Fc.jpg) (https://imageshack.com/i/pnGZI2Fcj)

Este porventura será o primeiro passo na transformação das unidades equipadas com VB(Lag) em unidades de VB(R).
Se assim for daqui a uns anos, as duas unidades restantes com viaturas desta classe, o GAC 15,5 AP e o GCC, seguirão o mesmo caminho.

O GAC 15,5 AP, que pelo que sei, ficará num futuro próximo reduzido a apenas duas BBF, sendo posteriormente equipado com Material AP(R) 15,5.
O GCC também deixará de existir, sendo substituido por um GRec, muito provavelmente equipado com os Pandur do actual RC6, dando assim seguimento á tão benvinda, por alguns, da reestruturação do Exercito Português, que não passa de um encolhimento devido principalmente á falta de praças, problema esse que, pelo que parece sem solução á vista de tão complicado.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/GoS7Th.jpg) (https://imageshack.com/i/pmGoS7Thj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/Aj5OZq.jpg) (https://imageshack.com/i/poAj5OZqj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/4psfVi.jpg) (https://imageshack.com/i/po4psfVij)
será este o 15,5 AP ??????

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/Fxo9nW.jpg) (https://imageshack.com/i/pnFxo9nWj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/ApYXAN.jpg) (https://imageshack.com/i/pmApYXANj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/2tu1le.jpg) (https://imageshack.com/i/pn2tu1lej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/DhmVjF.jpg) (https://imageshack.com/i/pmDhmVjFj)

O encolhimento das unidades avançará sem sombra de dúvida, e, eu espero, muito sinceramente, que o encolhimento do elevadíssimo numero de Oficias e sargentos siga o mesmo caminho, pois este pseudo amalgamento entre as duas brigadas não é senão a curto/médio a extinção da BriMec !!   

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: typhonman em Janeiro 23, 2022, 03:10:58 pm
De acordo com uma informação, de que não posso divulgar a fonte, os M113 quando chegarem ao fim da sua vida, que já deveria ter acontecido, serão substituídos por VB rodas, imaginem lá qual.
Pelo andar da carruagem, tudo se está a conjugar para que a substituição da frota M113, seja efectuada quando do amalgamento das BriMec com a BrigInt, e os pandur tomarem o lugar dos Velhinhos Táxis.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/EDk0kr.jpg) (https://imageshack.com/i/pmEDk0krj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/SxlM4D.jpg) (https://imageshack.com/i/pmSxlM4Dj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/0M0c8e.jpg) (https://imageshack.com/i/po0M0c8ej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/KkXw3U.jpg) (https://imageshack.com/i/pmKkXw3Uj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/GZI2Fc.jpg) (https://imageshack.com/i/pnGZI2Fcj)

Este porventura será o primeiro passo na transformação das unidades equipadas com VB(Lag) em unidades de VB(R).
Se assim for daqui a uns anos, as duas unidades restantes com viaturas desta classe, o GAC 15,5 AP e o GCC, seguirão o mesmo caminho.

O GAC 15,5 AP, que pelo que sei, ficará num futuro próximo reduzido a apenas duas BBF, sendo posteriormente equipado com Material AP(R) 15,5.
O GCC também deixará de existir, sendo substituido por um GRec, muito provavelmente equipado com os Pandur do actual RC6, dando assim seguimento á tão benvinda, por alguns, da reestruturação do Exercito Português, que não passa de um encolhimento devido principalmente á falta de praças, problema esse que, pelo que parece sem solução á vista de tão complicado.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/GoS7Th.jpg) (https://imageshack.com/i/pmGoS7Thj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/Aj5OZq.jpg) (https://imageshack.com/i/poAj5OZqj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/4psfVi.jpg) (https://imageshack.com/i/po4psfVij)
será este o 15,5 AP ??? ???

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/Fxo9nW.jpg) (https://imageshack.com/i/pnFxo9nWj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/ApYXAN.jpg) (https://imageshack.com/i/pmApYXANj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/2tu1le.jpg) (https://imageshack.com/i/pn2tu1lej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/DhmVjF.jpg) (https://imageshack.com/i/pmDhmVjFj)

O encolhimento das unidades avançará sem sombra de dúvida, e, eu espero, muito sinceramente, que o encolhimento do elevadíssimo numero de Oficias e sargentos siga o mesmo caminho, pois este pseudo amalgamento entre as duas brigadas não é senão a curto/médio a extinção da BriMec !!   

Abraços

O Rogeiro falou isso hoje na SIC, a pirâmide invertida das FA portuguesas...
Quanto a VB de rodas, serão mais Pandur certo?

Nada que já não tivesse sido dito aqui, fortalecimento da brigada de intervenção e BRR e encolhimento da Brimec.

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: RABN em Janeiro 23, 2022, 03:37:51 pm
De acordo com uma informação, de que não posso divulgar a fonte, os M113 quando chegarem ao fim da sua vida, que já deveria ter acontecido, serão substituídos por VB rodas, imaginem lá qual.
Pelo andar da carruagem, tudo se está a conjugar para que a substituição da frota M113, seja efectuada quando do amalgamento das BriMec com a BrigInt, e os pandur tomarem o lugar dos Velhinhos Táxis.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/EDk0kr.jpg) (https://imageshack.com/i/pmEDk0krj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/SxlM4D.jpg) (https://imageshack.com/i/pmSxlM4Dj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/0M0c8e.jpg) (https://imageshack.com/i/po0M0c8ej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/KkXw3U.jpg) (https://imageshack.com/i/pmKkXw3Uj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/GZI2Fc.jpg) (https://imageshack.com/i/pnGZI2Fcj)

Este porventura será o primeiro passo na transformação das unidades equipadas com VB(Lag) em unidades de VB(R).
Se assim for daqui a uns anos, as duas unidades restantes com viaturas desta classe, o GAC 15,5 AP e o GCC, seguirão o mesmo caminho.

O GAC 15,5 AP, que pelo que sei, ficará num futuro próximo reduzido a apenas duas BBF, sendo posteriormente equipado com Material AP(R) 15,5.
O GCC também deixará de existir, sendo substituido por um GRec, muito provavelmente equipado com os Pandur do actual RC6, dando assim seguimento á tão benvinda, por alguns, da reestruturação do Exercito Português, que não passa de um encolhimento devido principalmente á falta de praças, problema esse que, pelo que parece sem solução á vista de tão complicado.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/GoS7Th.jpg) (https://imageshack.com/i/pmGoS7Thj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/Aj5OZq.jpg) (https://imageshack.com/i/poAj5OZqj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/4psfVi.jpg) (https://imageshack.com/i/po4psfVij)
será este o 15,5 AP ??? ???

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/Fxo9nW.jpg) (https://imageshack.com/i/pnFxo9nWj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/ApYXAN.jpg) (https://imageshack.com/i/pmApYXANj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/2tu1le.jpg) (https://imageshack.com/i/pn2tu1lej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/DhmVjF.jpg) (https://imageshack.com/i/pmDhmVjFj)

O encolhimento das unidades avançará sem sombra de dúvida, e, eu espero, muito sinceramente, que o encolhimento do elevadíssimo numero de Oficias e sargentos siga o mesmo caminho, pois este pseudo amalgamento entre as duas brigadas não é senão a curto/médio a extinção da BriMec !!   

Abraços

O Rogeiro falou isso hoje na SIC, a pirâmide invertida das FA portuguesas...
Quanto a VB de rodas, serão mais Pandur certo?

Nada que já não tivesse sido dito aqui, fortalecimento da brigada de intervenção e BRR e encolhimento da Brimec.

Por acaso tem me chegado precisamente o contrario, lagartas é para manter.
Claro que para já a prioridade é a BrigInt, mas após esse processo o objetivo é modernizar a BrigMec.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Janeiro 23, 2022, 03:38:58 pm
Podemos ficar parecido com o exército belga.

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/04/Belgian_Land_Component_structure_2020.png/480px-Belgian_Land_Component_structure_2020.png)

Tem as unidades operacionais todas (menos as especiais), dentro da mesma Brigada.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 23, 2022, 05:10:24 pm
Podemos ficar parecido com o exército belga.

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/04/Belgian_Land_Component_structure_2020.png/480px-Belgian_Land_Component_structure_2020.png)

Tem as unidades operacionais todas (menos as especiais), dentro da mesma Brigada.

Não me parece, o problema aqui é verbas. Até 2030 não existe verbas significativas para a BrigMec e mesmo depois disso os IFV podem não ser a prioridade.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 24, 2022, 08:12:14 am
Podemos ficar parecido com o exército belga.

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/04/Belgian_Land_Component_structure_2020.png/480px-Belgian_Land_Component_structure_2020.png)

Tem as unidades operacionais todas (menos as especiais), dentro da mesma Brigada.

Muito provavelmente a ideia será essa, aliás até não há outra opção tal é o numero reduzido de efectivos ( Praças ), para formar os batalhões que há que os agrupar e não dispersar.

Em relação aos Belgas, a única e grande diferença entre as duas brigadas, serão o numero de batalhões/grupos que vão compor a nossa nova brigada.
A futura brigada nunca terá mais que seis, e, desses seis se tiver dois ou no máximo três batalhões de Infantaria, o que duvido pois os efectivos dos três BiMec actuais não dariam para formar dois completos, será muito, enquanto que no exemplo Belga notas a presença de SEIS Batalhões de infantaria.

Claro que o numero de batalhões na brigada Belga, TREZE, tem muito a ver com o rácio em termos de quadros VS Praças para os cerca de 10500 efectivos, os Belgas apenas tem cerca de 2200 oficiais e sargentos enquanto Portugal para 13.500 efectivos tem 6300 oficiais e sargentos.
O efectivo actual do Exército é metade, repito metade do efectivo de 2002. Em vinte anos uma queda de 50% revela bem o cuidado que as sucessivas tutelas tem colocado na manutenção dos efectivos neste Ramo das FFAA !

A tendência de crescimento dos quadros no nosso Exército, e a enorme redução do numero de Praças, dum pico de cerca de 15000, á cerca de 20 anos passamos para cerca de 7000, estão pura e simplesmente a inviabilizar, toda e qq reestruturação válida das Forças terrestres, daí a única saída ser o amalgamento das duas brigadas.

Abraços

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: LM em Janeiro 24, 2022, 10:10:48 am
Acabar com a BrigMec (1/3 das GU que temos) e, pior, acabar com O BatInfMec (L) é "atirar a toalha ao chão" - não há pessoal, não há dinheiro (para uns IFV, usados que sejam?!)... é acabar; isto termina onde? Das poucas situações em que posso perceber uns graduados sem muito que fazer, se for esse o custo de manter o batalhão e a GU (por "esqueleto" que seja).

Recordo que os franceses, que não têm "lagartas", diferenciam o IFV para acompanhar CC dos restantes. 
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 24, 2022, 10:39:18 am
LM, as nossas Forças terrestes mesmo como agora existem, como forças de reação Rápida, intervenção e choque, possuem um valor muitissimo reduzido !!


Qualquer uma das GU's estão incompletas a Brimec está até abaixo dos 50% do seu efectivo teórico !
O equilibrio entre as Armas é inexistente, não tens infantaria de choque, nem um IFV(L),  que acompanhe os apenas dois, se tantos, ECC.
A Artilharia Antiaérea está ausente,  os M109A5, do GAC, necessitam de upgrades pois estão já a ficar muito ultrapassados, simples equipamentos mas tão necessários como um par de lança pontes e outro de viaturas de desempanagem para o GCC, andam para serem adquiridos desde o ano da aquisição da frota Leo.

A BRR em termos de efectivos está melhor que a Brimec, mas é chamada de brigada de tal, sem sequer possuirmos um minimo de aeronaves que possam transportar umas três CIPara simultâneamente. Não tem sequer um numero de helis de transporte e Apoio, disponiveis/existentes para fazer um heli assalto com dois pelotões.
As VBL que foram adquiridas tendo como objectivo equipar parcialmente esta brigada ficaram não só muito aquém do numero necessário, e, principalmente as versões mais musculadas como os ACar e os PM, ficaram por comprar.
Também nesta brigada os BIParas estão bem abaixo do seu efectivo teorico e a BAAA não tem qualquer eficácia, pois não existe.

Resta-nos a BrigInt, a futura super brigada, que de intervenção como titulo, só tem mesmo isso, título.
Os dois BIMec desta brigada, se forem amalgamados, tem menos um pelotão de atiradores que um Bimec completo.
O Gac com apenas duas BBF, médias, não consegue, em caso de necessidade, acompanhar a evolução da dita infantaria mecanizada tais os tempos necessários de entrada e saída de bataria, e os alcances do material 15,5 que o compõe, as BF são só de 1943, tem SETENTA E NOVE ANOS DE SERVIÇO.
O GRec possui apenaas dois ERec, o EAC e o EAM, continuam por levantar, assim como a BAAA alocada a esta Brigada.

Para terminar apenas uma palavra para os BApSer que com uma  falta crónica de pessoal lá vão fazendo o que podem para que, em termos logisticos, consigam manter as GU em funcionamento !

Se os responsáveis pensam que por amalgamar duas GU vão ficar com uma de maiores dimensões/capacidades, desenganem-se pois as lacunas permanecem, tanto na falta de Praças como de equipamentos e armamentos, principalmente os mais pesados, que como sendo de custos mais elevados continuarão por adquirir, pois as verbas disponíveis serão canalisadas para pagamento dos salarios do numero cada vez maior de oficiais e Sargentos presentes numa organização que em pouco excede os 13.500 efectivos !

Esta decisão de amalgamar as duas GU está errada e o futuro o irá demonstrar.
Se como penso as Viaturas de lagartas no Exército tem os seus dias contados, o que se deveria fazer agora, era aos poucos ir substituindo os equipamentos da BriMec pelos equipamentos da BrigInt e esta brigada passar a ser considerada a Brigada Média do Exército.
A BrigInt, deveria manter a actual organização mas por exemplo os seus BiMec serem convertidos em Batalhões de Infª Lig dotando-os de ST5, com um PelMortPes 120, equipando o GRec com uma VBL, mantendo o GAC orgãnico, mas com material de 10,5 AP(R).


Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 25, 2022, 11:08:13 pm
Existe vantagem em operar os Pandur em vez de um IFV mais antigo:
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_8e8ba0a43a7e4a64a64400a50b436631~mv2.png)
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_80350abcb95a4ef391bf77c249fb8ecb~mv2.png)

É necessário menos gente e menos veículos. Até existir dinheiro para uns Lynx que devem custar quase 10M cada, mais vale operar rodas e comprar uns Bradley em segunda mão para o EREc do que andar com sucata.

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: RABN em Janeiro 26, 2022, 12:12:00 am
Existe vantagem em operar os Pandur em vez de um IFV mais antigo:
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_8e8ba0a43a7e4a64a64400a50b436631~mv2.png)
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_80350abcb95a4ef391bf77c249fb8ecb~mv2.png)

É necessário menos gente e menos veículos. Até existir dinheiro para uns Lynx que devem custar quase 10M cada, mais vale operar rodas e comprar uns Bradley em segunda mão para o EREc do que andar com sucata.

Mas podes equipar o BIMec de lagartas com os Bradley também... Não seria preciso um número muito grande para um BIMec mais o ERec e dava para manter a Brigada operacional. E se conseguíssemos uns 18 Leopard 2 em segunda mão, já conseguíamos ter um GCC a 3 esquadrões...
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 26, 2022, 07:59:40 am
Existe vantagem em operar os Pandur em vez de um IFV mais antigo:
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_8e8ba0a43a7e4a64a64400a50b436631~mv2.png)
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_80350abcb95a4ef391bf77c249fb8ecb~mv2.png)

É necessário menos gente e menos veículos. Até existir dinheiro para uns Lynx que devem custar quase 10M cada, mais vale operar rodas e comprar uns Bradley em segunda mão para o EREc do que andar com sucata.

Escolheste um belo exemplo de IFV para justificares o uso de VB(R).
E se fosse este :

https://pt.m.wikipedia.org/wiki/ASCOD_AFV

O pizarro transporta tantos infantes quantos temos nas nossas secções de Infantaria logo o número necessario para as CAts seria exactamente igual ao numero de Pandur entre 39 e 42.

O facto das secções de Infantaria serem divididas por dois IFV não obstou que Paises como a Alemanha ou outros como os EUA os operassem até em operações de combate.
Que eu saiba quando se sai de uma VB não se fica estatico temos de progredir para permitir a movimentação da VB e, que as armas da VB executem a sua missão, fogo de cobertura da secção desmontada, etc.

Desse modo, mesmo que cada VB transporte apenas uma equipa nada impede que as duas se agrupem.
Até no nosso caso, na frota Pandur temos algumas secções divididas.
Nos Pandur porta canhão acontece exactamente o mesmo com as secções de exploração !
Nesta situação se tivessemos pizarros necessitavamos de metade das VB.

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 26, 2022, 08:22:46 am
Existe vantagem em operar os Pandur em vez de um IFV mais antigo:
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_8e8ba0a43a7e4a64a64400a50b436631~mv2.png)
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_80350abcb95a4ef391bf77c249fb8ecb~mv2.png)

É necessário menos gente e menos veículos. Até existir dinheiro para uns Lynx que devem custar quase 10M cada, mais vale operar rodas e comprar uns Bradley em segunda mão para o EREc do que andar com sucata.

Mas podes equipar o BIMec de lagartas com os Bradley também... Não seria preciso um número muito grande para um BIMec mais o ERec e dava para manter a Brigada operacional. E se conseguíssemos uns 18 Leopard 2 em segunda mão, já conseguíamos ter um GCC a 3 esquadrões...

Um BiMec com a nossa organica, necessitaria de cinco Bradleys/PelAt ou seja teriamos de ter pelo menos mais nove/doze IFV/BiMec.
Se actualmente o numero de VB, apenas contabilizando a versão ICV,   para as 3 CAt ronda os 39/42 com Bradleys seriam necessarios 49/53.

Um BiMec e um ERec equipados com pizarro necessitavam de 52/56 IFV menos treze se equipados com Bradleys.

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: LM em Janeiro 26, 2022, 09:07:42 am

Pentagon Wars - Bradley Fighting Vehicle Evolution  :mrgreen:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 26, 2022, 09:23:48 am

Pentagon Wars - Bradley Fighting Vehicle Evolution  :mrgreen:

Fabuloso esse IFV/Recce/lightank teve um nascimento mesmo muito atribulado.

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: RABN em Janeiro 26, 2022, 10:02:21 pm
Existe vantagem em operar os Pandur em vez de um IFV mais antigo:
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_8e8ba0a43a7e4a64a64400a50b436631~mv2.png)
(https://static.wixstatic.com/media/a137e0_80350abcb95a4ef391bf77c249fb8ecb~mv2.png)

É necessário menos gente e menos veículos. Até existir dinheiro para uns Lynx que devem custar quase 10M cada, mais vale operar rodas e comprar uns Bradley em segunda mão para o EREc do que andar com sucata.

Mas podes equipar o BIMec de lagartas com os Bradley também... Não seria preciso um número muito grande para um BIMec mais o ERec e dava para manter a Brigada operacional. E se conseguíssemos uns 18 Leopard 2 em segunda mão, já conseguíamos ter um GCC a 3 esquadrões...

Um BiMec com a nossa organica, necessitaria de cinco Bradleys/PelAt ou seja teriamos de ter pelo menos mais nove/doze IFV/BiMec.
Se actualmente o numero de VB, apenas contabilizando a versão ICV,   para as 3 CAt ronda os 39/42 com Bradleys seriam necessarios 49/53.

Um BiMec e um ERec equipados com pizarro necessitavam de 52/56 IFV menos treze se equipados com Bradleys.

Abraços

Referi a hipotese dos bradley por teoricamente serem mais acessiveis, a partir do stock surplus americano... Claro que não seria a melhor solução, mas sempre era melhor que os M113. Claro que Pizzaros seria melhor, mas duvido que os vizinhos nos vendam suficientes em segunda mão... A comprar novo, havendo dinheiro escolhia o Lynx  c56x1
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 26, 2022, 10:18:49 pm
Este está mais perto e é tão bom ou melhor que o Americano.

https://en.m.wikipedia.org/wiki/Marder_(IFV) (https://en.m.wikipedia.org/wiki/Marder_(IFV))

http://www.military-today.com/apc/marder_2.htm



Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: RABN em Janeiro 26, 2022, 10:42:01 pm
Este está mais perto e é tão bom ou melhor que o Americano.

https://en.m.wikipedia.org/wiki/Marder_(IFV) (https://en.m.wikipedia.org/wiki/Marder_(IFV))

http://www.military-today.com/apc/marder_2.htm
Mas o canhão de 20mm... Já o de 25mm dos Bradley se torna curto face ao calibre das peças dos atuais IFV
e tambem temos o problema de o Milan estar em phase-out...
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 26, 2022, 11:25:08 pm
O meu preferido é o CV-90, com calibre à escolha. Isto das hipóteses mais actuais. Os holandeses tinham em stock, mas acho que chegámos tarde, que venderam a um dos países do Báltico.

Olhando para opções mais "futuristas", era sem dúvida com o canhão XM913 de 50mm.

Mas o Marder já me deixava minimamente contente, sempre preenche o buraco existente entre os M-113 e os Leopard.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Stalker79 em Janeiro 26, 2022, 11:46:35 pm
Este está mais perto e é tão bom ou melhor que o Americano.

https://en.m.wikipedia.org/wiki/Marder_(IFV) (https://en.m.wikipedia.org/wiki/Marder_(IFV))

http://www.military-today.com/apc/marder_2.htm


Não é mau Tenente, mas veiculos já com essa idade tinham de vir com kits de armadura add-on e modernizados, ou pelo menos "recauchutados" e com um bom contrato de manutenção.
A minha preferencia como o DC seria o CV 90, mas como dinheiro para isso é para esqueçer, e os que haviam usados já lhes botaram as mãos, não estou a ver não.
A seguir este caminho bem vamos dizer adeus ás lagartas no exercito português.
 :-P
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Janeiro 27, 2022, 12:58:49 am
O meu preferido é o CV-90, com calibre à escolha. Isto das hipóteses mais actuais. Os holandeses tinham em stock, mas acho que chegámos tarde, que venderam a um dos países do Báltico.

Olhando para opções mais "futuristas", era sem dúvida com o canhão XM913 de 50mm.

Mas o Marder já me deixava minimamente contente, sempre preenche o buraco existente entre os M-113 e os Leopard.

CV-90 só tem novo.

Uns M3 para a EREc já era muito bom
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Janeiro 27, 2022, 03:37:30 am
O CV90 é, de facto, o melhorzinho — gosto especialmente do seu baixo perfil. Mas como disse o RABN, a vantagem dos Bradley é existirem aos pontapés, ao contrário dos Ulan/Pizarro que não serão substituídos no curto/médio prazo. Quantos aos Marder, apesar de serem muitíssimo superiores ao M113 (são verdadeiros IFV), já estão muito velhinhos — não me parece que fossem viáveis por muito tempo, devido à elevada manutenção que devem requerer.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Janeiro 27, 2022, 10:44:01 pm
Para além da hipótese de um negócio de ocasião, como a Estónia fez, não sobram opções para a continuidade do BiMec nos moldes em que ele existe.
A mudança para o Pandur também se depara com dois problemas, o primeiro é o facto de não existirem Pandur suficientes, se estou a fazer bem as contas, e o outro o problema habitual de substituir um IFV lagartas (o que, se formos honestos, não é o caso do M113) por um 8x8 com menor proteção (e teoricamente, comparando com um IFV tradicional) menor poder de fogo.
Por isso, resta provavelmente como única opção, à boa maneira Lusa, desenrascar e encontrar uma nova doutrina que seja compatível com o que temos.
Não será fácil..

Cumprimentos
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Janeiro 27, 2022, 10:51:35 pm
A transição de lagartas para rodas não creio que seja o problema, a questão é que os 8x8 em geral têm um preço proibitivo. Juntando a isso as diferenças que inevitavelmente existem entre veículos que oscilam entre as 20 e as 40 toneladas, torna a definição do que pode ser um BiMec um trabalho hercúleo.
Tendo em conta a dificuldade para resolver assuntos em que as soluções são várias, e simples, aqui não consigo ter grande esperança.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 27, 2022, 11:41:55 pm
Opções até há bastantes, não há é grande vontade de as pôr em prática. Existem por exemplo upgrades para os M-113 (por exemplo o da FFG), existe também a possibilidade de instalar novos sistemas além do upgrade, como RWS, algumas delas com míssil anti-carro incluído. Depois existe a solução adoptada pelo Exército da Noruega, o ACSV G5, que poderia substituir em pleno os M-113 (sendo complementados por CV-90). Depois existem os IFVs puros, novos ou usados, que não substituem os M-113 por inteiro, por falta das versões de apoio, mas colmatam a lacuna da falta de um IFV.

Agora era escolher. A curto prazo adquirir umas dezenas de IFVs, mantendo os M-113 das versões de apoio. Adquirir um meio AA moderno. E a médio/longo prazo, adquirir ACSV G5 nas versões necessárias para substituir todos os M-113.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: nelson38899 em Janeiro 28, 2022, 12:33:41 am
A Croácia acabou de comprar bradleys.

Eu diria que podiamos seguir o exemplo dos brasileiros, que se encontram a modernizar os seus M113.

Eu via com bons olhos, a substituição do motor pelo motor dos pandur, adição da proteção e a instalação de algumas torres e instalação de rádios e sistemas de comando e controlo.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Janeiro 28, 2022, 12:56:27 am
Bela ideia! Também vou trocar o motor do meu Clio por um motor de um Porche!

Deve caber tal como a embraiagem e a transmissão devem aguentar.

Acho que isso não funciona assim.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Janeiro 28, 2022, 07:40:22 am
Para além da hipótese de um negócio de ocasião, como a Estónia fez, não sobram opções para a continuidade do BiMec nos moldes em que ele existe.
A mudança para o Pandur também se depara com dois problemas, o primeiro é o facto de não existirem Pandur suficientes, se estou a fazer bem as contas, e o outro o problema habitual de substituir um IFV lagartas (o que, se formos honestos, não é o caso do M113) por um 8x8 com menor proteção (e teoricamente, comparando com um IFV tradicional) menor poder de fogo.
Por isso, resta provavelmente como única opção, à boa maneira Lusa, desenrascar e encontrar uma nova doutrina que seja compatível com o que temos.
Não será fácil..

Cumprimentos

No mercado ainda existem algumas opções ou para substituir os M113, por outro modelo lagartas, ou para modernizar algumas dezenas de unidades da Frota.

Quanto aos Pandur, das duas versões em falta a de maior numero, os PM 120, está neste momento, no entroncamento, a ser efectuada a transformação de uma dúzia/catorze ICV em PM120, para termos, finalmente, algum apoio de fogos indirecto, a que fica por adquirir será a de combate de engenharia, que se não estou em erro era composta por oito ou nove unidades, mas dizia eu tirando essas, das restantes temos suficientes Pandur para formarmos, dois BiMec completos a 69/70 VB cada.

A falta de 10 unidades, das quinze previstas para a versão ACar, poderá ser facilmente resolvida se e quando o Exército conseguir adquirir umas dezenas de RWS com ATM, o ideal seriam 27, que até poderão ser de 12,7 com lançador Spike L, e assim modificar o mesmo numero de ICV, equipando todos os PelAt dos dois BiMec com uma VB ACar.
A segunda opção, bem mais dispendiosa, seria equipar a torre de uma dúzia dos Porta canhão, com um lançador duplo do mesmo missil, e distribuí-los pelas CAt dos dois BiMec.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/800x600q90/923/xy87px.jpg) (https://imageshack.com/i/pnxy87pxj)

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Janeiro 28, 2022, 01:10:40 pm
Aos Pandur ainda falta uma versão AA. Não estava prevista, mas devia ser adquirida, existindo já torres capazes de levar armamento AA e/ou anti-carro. O sistema M-SHORAD da Leonardo é possivelmente o melhor exemplo disto, colmatando 3 lacunas, tendo um canhão de 30mm, quad-launcher de Stinger e 2 Hellfire. A outra opção é ter RWS com Spike, e uam versão AA dedicada. Ter um veículo exclusivamente dedicado a lançar armas anti-carro, ainda por cima com um lançador simples de TOW, já não faz sentido nos tempos que correm.

Bela ideia! Também vou trocar o motor do meu Clio por um motor de um Porche!

Deve caber tal como a embraiagem e a transmissão devem aguentar.

Acho que isso não funciona assim.

Tecnicamente, é possível, já que existe o Clio V6 (o motor em posição central, no lugar dos bancos de trás, passou a ter tracção traseira).  :mrgreen:

Para os M-113 existem upgrades que já contemplam novo motor. Certamente não será à escolha do consumidor, mas também não é por ter motores diferentes entre os Pandur e os M-113 que a despesa aumenta por aí além. Importa aqui era melhorar o veículo, sem grandes invenções e a um custo relativamente baixo. Isto, aliado à aquisições de uns Bradley e já ficávamos bem melhor do que estamos hoje.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Janeiro 28, 2022, 10:54:33 pm
Para além da hipótese de um negócio de ocasião, como a Estónia fez, não sobram opções para a continuidade do BiMec nos moldes em que ele existe.
A mudança para o Pandur também se depara com dois problemas, o primeiro é o facto de não existirem Pandur suficientes, se estou a fazer bem as contas, e o outro o problema habitual de substituir um IFV lagartas (o que, se formos honestos, não é o caso do M113) por um 8x8 com menor proteção (e teoricamente, comparando com um IFV tradicional) menor poder de fogo.
Por isso, resta provavelmente como única opção, à boa maneira Lusa, desenrascar e encontrar uma nova doutrina que seja compatível com o que temos.
Não será fácil..

Cumprimentos

No mercado ainda existem algumas opções ou para substituir os M113, por outro modelo lagartas, ou para modernizar algumas dezenas de unidades da Frota.

Quanto aos Pandur, das duas versões em falta a de maior numero, os PM 120, está neste momento, no entroncamento, a ser efectuada a transformação de uma dúzia/catorze ICV em PM120, para termos, finalmente, algum apoio de fogos indirecto, a que fica por adquirir será a de combate de engenharia, que se não estou em erro era composta por oito ou nove unidades, mas dizia eu tirando essas, das restantes temos suficientes Pandur para formarmos, dois BiMec completos a 69/70 VB cada.

A falta de 10 unidades, das quinze previstas para a versão ACar, poderá ser facilmente resolvida se e quando o Exército conseguir adquirir umas dezenas de RWS com ATM, o ideal seriam 27, que até poderão ser de 12,7 com lançador Spike L, e assim modificar o mesmo numero de ICV, equipando todos os PelAt dos dois BiMec com uma VB ACar.
A segunda opção, bem mais dispendiosa, seria equipar a torre de uma dúzia dos Porta canhão, com um lançador duplo do mesmo missil, e distribuí-los pelas CAt dos dois BiMec.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/800x600q90/923/xy87px.jpg) (https://imageshack.com/i/pnxy87pxj)

Abraços

Folgo em saber isso, que há veículos suficientes para 2 batalhões completos, mesmo que não seja nas versões exactamente necessárias. Eu honestamente, como não sei a distribuição dos Pandur pelas unidades, vejo o número redondo de 200 e parecem-me sempre poucos.
Os M113 mais recentes deveriam poder ser modernizados, pelo menos, para PM120 e outras valências de apoio, mas não para o transporte de infantaria.


Este tema é complexo (pelo menos para mim), a utilização de infantaria blindada pode ser feita de formas diferentes em cenários diferentes, mas nunca acontece num acto isolado.
Nos conflitos mais recentes, antes do envolvimento directo de tropas mecanizadas há geralmente intervenção de unidades mais pesadas (carros combate ou artilharia, sobretudo esta) ou de apoio aéreo, consoante a precisão necessária e/ou a escala do confronto. Seguindo este prisma, numa perspetiva de conflito real, o que importa seria perceber que tipo de unidade(s) mecanizada é necessária para acompanhar a acção de 2 esquadrões de CC e duas baterias de 155, que é o que temos. Eu não sei a resposta a essa questão, mas suspeito que seria conveniente maior poder de fogo que o que existe na frota Pandur actualmente.
Por outro lado, pode-se assumir uma infantaria mecanizada para acções de baixa intensidade, vulgo missões internacionais, onde ter um batalhão completo (de Pandur ou o que seja) é suficiente em termos de protecção vs ameaça, e já será um luxo, uma vez que nunca será projectado como unidade.
E será provavelmente esta segunda perspetiva, a que paira pelos corredores e gabinetes.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: LM em Fevereiro 01, 2022, 02:11:47 pm
EEUU entrega 89 M2 Bradley a Croacia por 145 millones de $

Citar
Bradley M2A2 ODS: Croacia ordena 89 vehículos de combate de infantería estadounidenses
Gerhard Heiming

Tras la publicación del presupuesto por parte del Comité de Defensa del Parlamento de Croacia, el Ministerio de Defensa de Croacia acordó con el gobierno de los EE. UU. entregar 89 M2 de vehículos de combate de infantería Bradley como parte de Ventas Militares Extranjeras (FMS). Según un tuit del primer ministro croata, Croacia pagará 145,3 millones de dólares (130 millones de euros) del precio de compra. El gobierno estadounidense se hará cargo de 51,1 millones de dólares (46 millones de euros). Según información anterior, los costes de todo el programa ascienden a 630 millones de euros e incluyen la revisión de los vehículos previamente almacenados. Soldier & Technology informó sobre el programa con anticipación.

Como resultado de las renegociaciones, Croacia recibirá 62 vehículos de combate de infantería Bradley equipados y armados en la versión M2A2 ODS. Según los hallazgos de la Operación Tormenta del Desierto (ODS), estos vehículos estaban equipados con navegación, reconocimiento amigo-enemigo y misiles guiados antitanque, y estaban optimizados para la protección contra las minas. Las primeras entregas tuvieron lugar en 1995. Otros cinco vehículos se suministran con fines de formación y 22 vehículos como donantes de repuestos.

Fiquei algo perdido: a Croácia recebe 62 + 5 + 22 Bradley M2A2 ODS revistos por 130 milhões de euros e os EUA pagam MAIS 46 milhões? O valor de 630 milhões vem de onde? 
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Fevereiro 01, 2022, 02:51:40 pm
os nossos, a 1/100 da BF, vem a caminho.......

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/28o4FR.jpg) (https://imageshack.com/i/pm28o4FRj)

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Fevereiro 01, 2022, 04:19:36 pm
EEUU entrega 89 M2 Bradley a Croacia por 145 millones de $

Citar
Bradley M2A2 ODS: Croacia ordena 89 vehículos de combate de infantería estadounidenses
Gerhard Heiming

Tras la publicación del presupuesto por parte del Comité de Defensa del Parlamento de Croacia, el Ministerio de Defensa de Croacia acordó con el gobierno de los EE. UU. entregar 89 M2 de vehículos de combate de infantería Bradley como parte de Ventas Militares Extranjeras (FMS). Según un tuit del primer ministro croata, Croacia pagará 145,3 millones de dólares (130 millones de euros) del precio de compra. El gobierno estadounidense se hará cargo de 51,1 millones de dólares (46 millones de euros). Según información anterior, los costes de todo el programa ascienden a 630 millones de euros e incluyen la revisión de los vehículos previamente almacenados. Soldier & Technology informó sobre el programa con anticipación.

Como resultado de las renegociaciones, Croacia recibirá 62 vehículos de combate de infantería Bradley equipados y armados en la versión M2A2 ODS. Según los hallazgos de la Operación Tormenta del Desierto (ODS), estos vehículos estaban equipados con navegación, reconocimiento amigo-enemigo y misiles guiados antitanque, y estaban optimizados para la protección contra las minas. Las primeras entregas tuvieron lugar en 1995. Otros cinco vehículos se suministran con fines de formación y 22 vehículos como donantes de repuestos.

Fiquei algo perdido: a Croácia recebe 62 + 5 + 22 Bradley M2A2 ODS revistos por 130 milhões de euros e os EUA pagam MAIS 46 milhões? O valor de 630 milhões vem de onde?

Do que percebi.
A Croácia paga 130 milhões de euros de um valor de compra (maior?), EUA paga 46 milhões de euros (será o valor que falta pagar?), deduzo que o valor de compra seja a  soma dos dois valores.

630 milhões é o valor total do programa que inclui a revisão total das viaturas, também deve incluir o valor da compra que se falou antes, formação de militares, transporte das viaturas para a Croácia, spares, etc, tudo.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: LM em Fevereiro 01, 2022, 04:31:13 pm
Está bem que "All refurbishment of these 84 Bradley Fighting Vehicles in this program will be completed by Croatia’s talented workforce at the Djuro Djakovic facility in Slavonski Brod,”... mas 630 milhões? Enfim, é esquecer a substituição dos M113.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Fevereiro 01, 2022, 05:18:45 pm
Está bem que "All refurbishment of these 84 Bradley Fighting Vehicles in this program will be completed by Croatia’s talented workforce at the Djuro Djakovic facility in Slavonski Brod,”... mas 630 milhões? Enfim, é esquecer a substituição dos M113.

um valor/VCI muito superior ao pago pela Estónia quando comprou os 44 CV90NL á Holanda por 113 Milhões !!!

https://www.defenseindustrydaily.com/estonia-acquires-cv90-ifvs-from-netherlands-in-biggest-acquisition-ever-029019/

Esses 44 CV90 davam para equiparmos duas CAt(+) ficando dois Blindados para o Cmd do BiMec !!


Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Fevereiro 01, 2022, 08:44:18 pm
https://hr.usembassy.gov/fact-sheet-on-bradley-fighting-vehicles-for-croatia/ (https://hr.usembassy.gov/fact-sheet-on-bradley-fighting-vehicles-for-croatia/)

Citar
The 84 Bradleys offered by the United States are the same model in use by the Minnesota National Guard, whose close cooperation with Croatia through the State Partnership Program (SPP) spans 25 years. The Minnesota National Guard will help Croatia integrate, train, and maintain the Bradley capability through long-term SPP initiatives together with the Croatian Armed Forces.

Cálculo que tenha a ver com isto.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: typhonman em Fevereiro 01, 2022, 10:33:53 pm
https://hr.usembassy.gov/fact-sheet-on-bradley-fighting-vehicles-for-croatia/ (https://hr.usembassy.gov/fact-sheet-on-bradley-fighting-vehicles-for-croatia/)

Citar
The 84 Bradleys offered by the United States are the same model in use by the Minnesota National Guard, whose close cooperation with Croatia through the State Partnership Program (SPP) spans 25 years. The Minnesota National Guard will help Croatia integrate, train, and maintain the Bradley capability through long-term SPP initiatives together with the Croatian Armed Forces.

Cálculo que tenha a ver com isto.

Para cá não devem servir...
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Fevereiro 01, 2022, 11:31:50 pm
Está bem que "All refurbishment of these 84 Bradley Fighting Vehicles in this program will be completed by Croatia’s talented workforce at the Djuro Djakovic facility in Slavonski Brod,”... mas 630 milhões? Enfim, é esquecer a substituição dos M113.

Isso ainda fica mais caro do que se fosse tudo feito nos EUA.
Tem que incluir a formação da empresa croata para fazer essas tarefas, o lado positivo é que parte do valor pago acaba por ficar "em casa".
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Maio 30, 2022, 07:19:19 am
(https://imagizer.imageshack.com/v2/800x600q90/924/ZqbgAm.jpg) (https://imageshack.com/i/poZqbgAmj)
The Slovak MoD selects the CV90 as preferred bidder for its IFV programme

On May 26 the Slovak Ministry of Defence issued a document entitled “Feasibility Study for the Procurement of Tracked Combat Armoured Vehicles and Tracked Combat Vehicles” which draws the conclusions of the lengthy testing process that saw the competing vehicles performing in the country. The document, in Slovak language, lacks some of the information that were considered classified, but gives a general overview of the results obtained during field trials. The five main evaluation points were interoperability, mobility, firepower, mine resistance and ballistic resistance. Combat (PBOV in Slovak acronym) and support (POB) vehicles will replace in Slovak service BVP-1 and BVP-2 infantry fighting vehicles, BPsV Svatava combat reconnaissance vehicles, OT-90 armoured personnel carriers, SVO self-propelled mine-clearing vehicle and MU-90 mine-laying vehicle, all currently deployed by mechanised formations.

Four competitors took part in the bid, BAE Systems Hägglunds CV90 (both CV9030 Mk IV and CV9035 MkIV), General Dynamics European Land Systems Santa Bárbara Sistemas ASCOD, Rheinmetall Lynx KF41 and Polish Armaments Group – PGZ Borsuk. The total Phase 1 requirement is for 152 vehicles of which 110 in the combat version, 15 command posts, 9 reconnaissance, 3 antimaterial rifles team, 9 grenade launcher team, 3 recovery and 3 maintenance and repair. As for Phase 2, this should include 5 combat, 10 recovery, 9 maintenance and repair, 9 engineer mine-clearing, 9 engineer mine-laying, 9 engineer support and 20 120 mm self-propelled mortars, for a total of 71 vehicles, the grand total thus being 223.

The programme timing sees the delivery of the first combat vehicles in 2023-24 for first trials, followed in the 2025-28 period by the delivery of the other versions for testing and delivery to the units. This

According to the released document the preferred bidder is BAE Systems Hägglunds CV90, the offer being supported by the Swedish Defence Material Administration (FMV). This recommendation is now passed over to the Slovak Government, which decision is expected in June, which will then lead to final negotiations before the contract signature.

In the following lines a summary of the most interesting parts of the Slovak MoD document.

The evaluation took into consideration four main areas, technical, logistical, financial and the involvement of Slovak industry, the assessment being given in percent over target requirements.

For the technical evaluation mobility, manoeuvrability, firepower, protection and training assets were the main criteria. None of the vehicles fulfilled completely the requirements, the result table of the technical evaluation published in the document shows the following:
Vehicle   Rating
CV90 MkIV   292
Lynx KF41   257
ASCOD           279
Borsuk             30


First came the CV90, although it didn’t meet two requirements, maximum cannon elevation and vertical obstacle crossing. The fact that the Mk IV is based on the wide experience acquired on previous CV90 versions, its combat experience, and the wide community that forms its Users’ Club were of course considered as a plus.

Comments on the Lynx positively underline the modularity aspect and the considerable internal space, while on the minus side we find overall dimensions and the fact that the vehicle is not in use in the country of origin, although Rheinmetall was presenting its tracked vehicle through Rheinmetall Hungary Zrt, Hungary being the launch customer for the Lynx KF41

Although ranking second in the field, the ASCOD was moved to the third place following the manufacturer information related to noise and vibrations, something that clearly emerged in the testing of the UK Ajax which is based on that chassis.

The Borsok ranking is mainly due to the fact that its development is not completed.

The security and protection of information and communication systems was also considered, the corresponding table showing the following results:
Vehicle   Rating
CV90 MkIV   83
ASCOD           83
Lynx KF41   80
Borsuk             0


However due to the aforementioned considerations on the ASCOD vibrations issue, the final ranking is the following:
Kingdom of Sweden – CV90 (both with 30 mm and 35 mm cannon)
Republic of Hungary – LYNX
Kingdom of Spain – ASCOD
Republic of Poland – BORSUK

The overall results are shown in the following table:
Vehicle   Rating
CV90 MkIV   375
ASCOD           362
Lynx KF41   337
Borsuk             30


The first three vehicles were then short listed and carried on a further testing at VTSÚ Záhorie. The Lynx was fitted with a Lance turret armed with the Rheinmetall Mk30-2 cannon, the ASCOD with Elbit’s MT30 fitted with a Northrop Grumman Bushmaster II Mk44S, and the CV90 with the latest d-Turret also with a Bushmaster II.

In the shooting tests the CV90 came first, ahead of the ASCOD and the Lynx. None of the turrets met the required number of ready to fire ammunition, the Lance turret being also unable to aim the cannon without using the vehicle power supply. All three competitors met driving requirements, while all of them did not fully satisfied ergonomic features.

The financial evaluation was based on a formula where the total cost of ownership was the sum of the vehicle price, a 20 years life cycle estimate, initial training costs, primary logistic costs and spares. The “financial ranking” saw the CV9030 ranking first, ahead of the CV9035, followed by ASCOD and Lynx, the ranking remaining the same after additional information were required by the Slovak MoD.

When logistic issues were considered the ranking changed considerably, the Lynx coming first, ahead of the CV90, the two versions being ranked equally, and of the ASCOD, the Borsuk coming last.

As for the ability to involve the Slovak industry into the programme, the CV9030 came first ahead of the Lynx, the CV9035 and the ASCOD.

Following the request of additional information that modified the financial and logistical sections, a final table is provided showing the following results:
Vehicle   Achieved percentage
CV9030           99.67%
CV9035           97.76%
ASCOD           92.80%
Lynx KF41   90.20%
Borsuk             3.72%

A financial evaluation then follows. Drafting a table based on what is written in the Slovak MoD document brings to the following:
Vehicle   Cost in € incl. VAT
CV90           1,973,570,581
ASCOD        1.962.700.133
Lynx KF41  2 346 483 109
Borsuk       n.a.

In one of the final statements the document says: “Summarising all available documents, the Swedish offer with CV9030 and CV9035 from BAE Systems Hägglunds appears to be an offer that to the greatest extent meets the requirements of the Slovak Republic Armed Forces for a tracked armoured combat vehicle. The vehicle meets the technical parameters, including those which were determined as key/priority in terms of use for the needs of the Slovak Republic Armed Forces.”

Estimated costs for Phase 1, including 35 million € for infrastructures are the following:
Vehicle   Cost in € incl. VAT
CV9030        1,669,093,939
CV9035        1 688 845 030
ASCOD        1,724,882,231
Lynx KF41   1,854,089,739


https://www.thefifthcolumn.xyz/forum/land-warfare/251-tracked-armour/page5

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Pescador em Maio 30, 2022, 11:13:26 pm
Está bem que "All refurbishment of these 84 Bradley Fighting Vehicles in this program will be completed by Croatia’s talented workforce at the Djuro Djakovic facility in Slavonski Brod,”... mas 630 milhões? Enfim, é esquecer a substituição dos M113.

um valor/VCI muito superior ao pago pela Estónia quando comprou os 44 CV90NL á Holanda por 113 Milhões !!!

https://www.defenseindustrydaily.com/estonia-acquires-cv90-ifvs-from-netherlands-in-biggest-acquisition-ever-029019/

Esses 44 CV90 davam para equiparmos duas CAt(+) ficando dois Blindados para o Cmd do BiMec !!


Abraços


Os Bonecos militares e politicos que metam na moleirinha que só apresentando umas FA minimamente modernas e promovendo quadros nos praças podem vir a aliciar mais ingressos. Isto de tarorices  e encher pneus até aos vinte a tal anos, só atrai é malta para fazer umas missões e portas de bares.
Em vez de uns apátridas sequer pensarem que as FA são alguma SAD de futebol para contratar estrangeiros mercenários, devem dar aos Portugueses orgulho em Servir   
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Maio 31, 2022, 07:12:40 am
Está bem que "All refurbishment of these 84 Bradley Fighting Vehicles in this program will be completed by Croatia’s talented workforce at the Djuro Djakovic facility in Slavonski Brod,”... mas 630 milhões? Enfim, é esquecer a substituição dos M113.

um valor/VCI muito superior ao pago pela Estónia quando comprou os 44 CV90NL á Holanda por 113 Milhões !!!

https://www.defenseindustrydaily.com/estonia-acquires-cv90-ifvs-from-netherlands-in-biggest-acquisition-ever-029019/

Esses 44 CV90 davam para equiparmos duas CAt(+) ficando dois Blindados para o Cmd do BiMec !!


Abraços

Os Bonecos militares e politicos que metam na moleirinha que só apresentando umas FA minimamente modernas e promovendo quadros nos praças podem vir a aliciar mais ingressos. Isto de tarorices  e encher pneus até aos vinte a tal anos, só atrai é malta para fazer umas missões e portas de bares.
Em vez de uns apátridas sequer pensarem que as FA são alguma SAD de futebol para contratar estrangeiros mercenários, devem dar aos Portugueses orgulho em Servir

A Defesa Nacional não é levada á sério, quanto a isso eu, não tenho qq dúvida !

As FFAA chegaram a um ponto em que, apenas servem para manter, o exorbitante numero de Altas Chefias no Poder, Bem poder, é um modo de falar, pois é inexistente no que diz respeito a meios MILITARES, minimamente eficazes em termos de Defesa.

A última descoberta destes Srs que um dia estiveram ás rédeas da Organização Militar, deixou-me perplexo.
Então esta gentinha agora vem dizer que a solução de falta de efectivos se resolve contratanto estrangeiros ??
A sério ?
Se calhar estão a pensar em ir buscar alguns dos veteranos Ucranianos, depois do conflito terminar ou será que falam com o Putin, e contratam daqueles combatentes oriundos da Sibéria, que até serão mais baratos de contratar, e mais eficazes ??
Quantos fazem falta ??
Uns 6.000 respondem os estrategas Nacionais.
Quantos Oficiais e sargentos tem um Exército de 13.000 efectivos ??
Uns 6.000, respondo eu !
Mais comentários para quê ???

São este tipo de Generais e Almirantes que temos tido aos comandos dos Ramos da FFAA.
São estes srs (DES)militarizados, iluminados, que bem poderiam ter integrado os sucessivos governos que já tivemos, como MDN, que ninguém notava as diferenças entre Civis e Militares;
São estes Srs os que enquanto no activo coabitam pacificamente com os sucessivos MDN e PM, aprovando, pois quem cala consente, cativação atrás de cativação, redução de material a armamento atrás de redução, mas, eis que depois, de passarem á reserva, renascem para muito argutamente, publicar livros, quais mananciais de ideias luminosas que resolvem milagrosamente todos os problemas com que as FFAA se tem defrontado, fabuloso;
São estes srs quais especialistas em Imobilismo e técnicas de camuflagem, para nada fazer, que se advogam experts na arte da estratégia e, invadem as televisões brotando ideias e soluções para a evolução das progressões e combates, aliás, BATALHAS, na Ucrânia, botando faladura sobre os materiais de guerra mais evoluídos que agora os beligerantes alinham na primeira linha;
Mas, são estes mesmo senhores que nunca souberam o que é comandar uma simples Brigada completa, e devidamente armada e equipada, e apenas em Exercicios, pois, durante toda a carreira militar o Exército nunca possuiu uma ÚNICA GU completa, enfim são estes teóricos de pacotilha, os que tudo sabem;
São estes srs os amigos, dos srs Almirantes e comodoros que vão para os exercicios navais embarcados em navios de outra MARINHAS com M GRANDE, porque possuem navios em numero e qualidade aceitáveis, que se vão mantendo na sombra, quais politicos, á espera de chegarem a CEME, CEMA, CEMFA, e CEMGFA, para terminarem as fabulosas carreiras militares, com os peitos a aborratar de medalhas !!

São estes srs que deviam ter um pouco de brio profissional e respeito pelos Homens e Mulheres que (co)mandam, que deviam bater com a porta aos politicos quando são indigitados para comandos de maior responsabilidade mas não o fazem, e, todos nós, os pagantes deste estado de coisas, sabemos bem o motivo pelo qual compactuam com estas situações !!

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Maio 31, 2022, 09:28:47 am
A actual geração de oficiais generais do Exército, duvido que até alguma vez tenha comandado um batalhão completo. O comandante geral da GNR tem mais homens à sua disposição que a totalidade do Exército e, no entanto, não deixam o cargo ser ocupado por um general de 04 estrelas.

Todos os nossos Ramos são comandados por oficiais generais de 04 estrelas, no entanto, vemos por essa Europa fora, Ramos muitos maiores e mais bem equipados que os nossos comandados por oficiais generais de 02 e 03 estrelas.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Maio 31, 2022, 04:45:23 pm


Todos os nossos Ramos são comandados por oficiais generais de 04 estrelas, no entanto, vemos por essa Europa fora, Ramos muitos maiores e mais bem equipados que os nossos comandados por oficiais generais de 02 e 03 estrelas.

Já agora, onde?
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Kalil em Maio 31, 2022, 05:15:55 pm
(https://imagizer.imageshack.com/v2/800x600q90/924/ZqbgAm.jpg) (https://imageshack.com/i/poZqbgAmj)
The Slovak MoD selects the CV90 as preferred bidder for its IFV programme

On May 26 the Slovak Ministry of Defence issued a document entitled “Feasibility Study for the Procurement of Tracked Combat Armoured Vehicles and Tracked Combat Vehicles” which draws the conclusions of the lengthy testing process that saw the competing vehicles performing in the country. The document, in Slovak language, lacks some of the information that were considered classified, but gives a general overview of the results obtained during field trials. The five main evaluation points were interoperability, mobility, firepower, mine resistance and ballistic resistance. Combat (PBOV in Slovak acronym) and support (POB) vehicles will replace in Slovak service BVP-1 and BVP-2 infantry fighting vehicles, BPsV Svatava combat reconnaissance vehicles, OT-90 armoured personnel carriers, SVO self-propelled mine-clearing vehicle and MU-90 mine-laying vehicle, all currently deployed by mechanised formations.

Four competitors took part in the bid, BAE Systems Hägglunds CV90 (both CV9030 Mk IV and CV9035 MkIV), General Dynamics European Land Systems Santa Bárbara Sistemas ASCOD, Rheinmetall Lynx KF41 and Polish Armaments Group – PGZ Borsuk. The total Phase 1 requirement is for 152 vehicles of which 110 in the combat version, 15 command posts, 9 reconnaissance, 3 antimaterial rifles team, 9 grenade launcher team, 3 recovery and 3 maintenance and repair. As for Phase 2, this should include 5 combat, 10 recovery, 9 maintenance and repair, 9 engineer mine-clearing, 9 engineer mine-laying, 9 engineer support and 20 120 mm self-propelled mortars, for a total of 71 vehicles, the grand total thus being 223.

The programme timing sees the delivery of the first combat vehicles in 2023-24 for first trials, followed in the 2025-28 period by the delivery of the other versions for testing and delivery to the units. This

According to the released document the preferred bidder is BAE Systems Hägglunds CV90, the offer being supported by the Swedish Defence Material Administration (FMV). This recommendation is now passed over to the Slovak Government, which decision is expected in June, which will then lead to final negotiations before the contract signature.

In the following lines a summary of the most interesting parts of the Slovak MoD document.

The evaluation took into consideration four main areas, technical, logistical, financial and the involvement of Slovak industry, the assessment being given in percent over target requirements.

For the technical evaluation mobility, manoeuvrability, firepower, protection and training assets were the main criteria. None of the vehicles fulfilled completely the requirements, the result table of the technical evaluation published in the document shows the following:
Vehicle   Rating
CV90 MkIV   292
Lynx KF41   257
ASCOD           279
Borsuk             30


First came the CV90, although it didn’t meet two requirements, maximum cannon elevation and vertical obstacle crossing. The fact that the Mk IV is based on the wide experience acquired on previous CV90 versions, its combat experience, and the wide community that forms its Users’ Club were of course considered as a plus.

Comments on the Lynx positively underline the modularity aspect and the considerable internal space, while on the minus side we find overall dimensions and the fact that the vehicle is not in use in the country of origin, although Rheinmetall was presenting its tracked vehicle through Rheinmetall Hungary Zrt, Hungary being the launch customer for the Lynx KF41

Although ranking second in the field, the ASCOD was moved to the third place following the manufacturer information related to noise and vibrations, something that clearly emerged in the testing of the UK Ajax which is based on that chassis.

The Borsok ranking is mainly due to the fact that its development is not completed.

The security and protection of information and communication systems was also considered, the corresponding table showing the following results:
Vehicle   Rating
CV90 MkIV   83
ASCOD           83
Lynx KF41   80
Borsuk             0


However due to the aforementioned considerations on the ASCOD vibrations issue, the final ranking is the following:
Kingdom of Sweden – CV90 (both with 30 mm and 35 mm cannon)
Republic of Hungary – LYNX
Kingdom of Spain – ASCOD
Republic of Poland – BORSUK

The overall results are shown in the following table:
Vehicle   Rating
CV90 MkIV   375
ASCOD           362
Lynx KF41   337
Borsuk             30


The first three vehicles were then short listed and carried on a further testing at VTSÚ Záhorie. The Lynx was fitted with a Lance turret armed with the Rheinmetall Mk30-2 cannon, the ASCOD with Elbit’s MT30 fitted with a Northrop Grumman Bushmaster II Mk44S, and the CV90 with the latest d-Turret also with a Bushmaster II.

In the shooting tests the CV90 came first, ahead of the ASCOD and the Lynx. None of the turrets met the required number of ready to fire ammunition, the Lance turret being also unable to aim the cannon without using the vehicle power supply. All three competitors met driving requirements, while all of them did not fully satisfied ergonomic features.

The financial evaluation was based on a formula where the total cost of ownership was the sum of the vehicle price, a 20 years life cycle estimate, initial training costs, primary logistic costs and spares. The “financial ranking” saw the CV9030 ranking first, ahead of the CV9035, followed by ASCOD and Lynx, the ranking remaining the same after additional information were required by the Slovak MoD.

When logistic issues were considered the ranking changed considerably, the Lynx coming first, ahead of the CV90, the two versions being ranked equally, and of the ASCOD, the Borsuk coming last.

As for the ability to involve the Slovak industry into the programme, the CV9030 came first ahead of the Lynx, the CV9035 and the ASCOD.

Following the request of additional information that modified the financial and logistical sections, a final table is provided showing the following results:
Vehicle   Achieved percentage
CV9030           99.67%
CV9035           97.76%
ASCOD           92.80%
Lynx KF41   90.20%
Borsuk             3.72%

A financial evaluation then follows. Drafting a table based on what is written in the Slovak MoD document brings to the following:
Vehicle   Cost in € incl. VAT
CV90           1,973,570,581
ASCOD        1.962.700.133
Lynx KF41  2 346 483 109
Borsuk       n.a.

In one of the final statements the document says: “Summarising all available documents, the Swedish offer with CV9030 and CV9035 from BAE Systems Hägglunds appears to be an offer that to the greatest extent meets the requirements of the Slovak Republic Armed Forces for a tracked armoured combat vehicle. The vehicle meets the technical parameters, including those which were determined as key/priority in terms of use for the needs of the Slovak Republic Armed Forces.”

Estimated costs for Phase 1, including 35 million € for infrastructures are the following:
Vehicle   Cost in € incl. VAT
CV9030        1,669,093,939
CV9035        1 688 845 030
ASCOD        1,724,882,231
Lynx KF41   1,854,089,739


https://www.thefifthcolumn.xyz/forum/land-warfare/251-tracked-armour/page5

Abraços

O valor anunciado para o programa são 1669Meur para 152 unidades. Mesmo descontando a manutenção, prevista para 20 anos, peças suplentes e investimento industrial para a produção, que será maioritariamente na Eslováquia, o valor de cada veículo será provavelmente superior a 7/8M.
O custo enunciado acima será apenas para o chassis, sem torre nem sistemas de comunicação?

Cpts
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: PereiraMarques em Maio 31, 2022, 06:35:13 pm


Todos os nossos Ramos são comandados por oficiais generais de 04 estrelas, no entanto, vemos por essa Europa fora, Ramos muitos maiores e mais bem equipados que os nossos comandados por oficiais generais de 02 e 03 estrelas.

Já agora, onde?

Exército Noruguês - MGEN: https://www.forsvaret.no/en/organisation/organisation-chart/lervik-lars-ENG/Lars%20S%20Lervik%20(English%20version)%202020-08-18%20CV.pdf/_/attachment/inline/63801061-6bb4-4a6f-aa9e-6b5dc72f1635:0e01c0f30a3e7573ce1b3dfea9b3838c9bdc5874/Lars%20S%20Lervik%20(English%20version)%202020-08-18%20CV.pdf

Exército Dinamarquês - MGEN: https://www.forsvaret.dk/en/about-us/high-command/

Exército Canadiano (interino) - MGEN: https://www.canada.ca/en/army/corporate/senior-leaders/commander.html

Exército Checo - MGEN: https://www.army.cz/en/armed-forces/organisational-structure/land/land-forces-command-218591/

Exército Grego - TGEN: http://www.army.gr/en/organosi/institution/leadership/hags-chief

Exército neerlandês - TGEN: https://english.defensie.nl/organisation/army/commander-of-the-royal-netherlands-army
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Red Baron em Maio 31, 2022, 08:47:35 pm
O intercâmbio com o exercito Espanhol tem sido tanto nos últimos tempos que eu acredito que possamos a vir a ter uma surpresa em breve.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: dc em Maio 31, 2022, 09:47:23 pm
A responsabilidade da defesa territorial vai ficar a cabo de Espanha?  ::)

(Deves referir-te aos ASCOD, mas sem dinheiro vai ser sempre difícil)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Junho 01, 2022, 03:51:12 am


Todos os nossos Ramos são comandados por oficiais generais de 04 estrelas, no entanto, vemos por essa Europa fora, Ramos muitos maiores e mais bem equipados que os nossos comandados por oficiais generais de 02 e 03 estrelas.

Já agora, onde?

O nosso PM já fez o obséquio de responder, com uma lista bastante exaustiva. Mas se quiseres saber algo mesmo “mind blowing”, é só juntar a Luftwaffe (com um efectivo de 27.000, superior à totalidade das FFAA tugas), a Deutsche Marine (“só” com 16.000 efectivos), a FA Helénica (42.000), ou a Marinha Helénica (30.000) à lista do Pereira Marques, pois todos estes Ramos são comandados por oficiais generais de 03 estrelas. E se googlares, ainda vais encontrar mais exemplos.

PS: retirei o Exército Helénico visto já estar na lista do PM.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Visitante123 em Junho 01, 2022, 08:30:30 am
Os nossos Generais ganham estrelas como e porquê? Saem nas raspadinhas? Ou é por equilibrar as contas das messes? Ganharam o torneio de Call of Duty das FAs?
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: PereiraMarques em Junho 01, 2022, 09:49:30 am
É para fazer peitaça nas reuniões com os homólogos internacionais...tipo: "olha lá caramelo que eu sou General de 4 estrelas e tu és um merdas apenas com 3 estrelas!"  :mrgreen:
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: tenente em Junho 01, 2022, 10:09:12 am
Os nossos Generais ganham estrelas como e porquê? Saem nas raspadinhas? Ou é por equilibrar as contas das messes? Ganharam o torneio de Call of Duty das FAs?

Vão aos concursos do MASTERCHEF e vai daí a Michelin de quando em vez aparece e oferece algumas estrelas, aos mais  " inventivos " e,  "imaginativos ".

Abraços
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: P44 em Junho 01, 2022, 10:22:33 am
O intercâmbio com o exercito Espanhol tem sido tanto nos últimos tempos que eu acredito que possamos a vir a ter uma surpresa em breve.
Vamos entregar a soberania a Espanha? :-X
Pelo menos passamos a ter uma Marinha decente
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: P44 em Junho 01, 2022, 10:26:00 am
É para fazer peitaça nas reuniões com os homólogos internacionais...tipo: "olha lá caramelo que eu sou General de 4 estrelas e tu és um merdas apenas com 3 estrelas!"  :mrgreen:

Deve ser estilo os russos desta cena

Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: HSMW em Junho 01, 2022, 02:24:48 pm
Por vagas estabelecidas em Quadro Orgânico que foram definidas por... outros Generais.

É como costumo dizer.
Isto foi feito por eles e para eles.
 
Agora voltando aos 113...
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: NVF em Junho 01, 2022, 02:52:11 pm
E os números efectivos ultrapassam sempre os estabelecidos no quadro orgânico. Curiosamente, quando se trata de praças, os números ficam sempre aquém sido estabelecido.
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Duarte em Junho 01, 2022, 06:17:09 pm
É para fazer peitaça nas reuniões com os homólogos internacionais...tipo: "olha lá caramelo que eu sou General de 4 estrelas e tu és um merdas apenas com 3 estrelas!"  :mrgreen:

Bocês nam percebem nada da coisa.. os nossos generais são mais desta laia.. ainda nos faltam uns tantos marechais-de-campo  :mrgreen:

(https://i.redd.it/84j1l5yhskn81.jpg)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Lightning em Junho 01, 2022, 08:30:13 pm
É para fazer peitaça nas reuniões com os homólogos internacionais...tipo: "olha lá caramelo que eu sou General de 4 estrelas e tu és um merdas apenas com 3 estrelas!"  :mrgreen:

Bocês nam percebem nada da coisa.. os nossos generais são mais desta laia.. ainda nos faltam uns tantos marechais-de-campo  :mrgreen:

(https://i.redd.it/84j1l5yhskn81.jpg)

Quase ao nivel dos generais da Coreia do Norte. :mrgreen:

(https://www.snopes.com/tachyon/2016/05/nkextramedals.jpg)
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Pescador em Junho 01, 2022, 11:18:19 pm
Os nossos Generais ganham estrelas como e porquê? Saem nas raspadinhas? Ou é por equilibrar as contas das messes? Ganharam o torneio de Call of Duty das FAs?

Golf
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Pescador em Junho 01, 2022, 11:22:58 pm
A responsabilidade da defesa territorial vai ficar a cabo de Espanha?  ::)

(Deves referir-te aos ASCOD, mas sem dinheiro vai ser sempre difícil)

Espanhol e  austríaco. vantac e pandur, idem
Pode ser
Se calhar oferecem um por cada dez vantac a adquirir já com depósito cheio e primeira revisão  ;D
Título: Re: Substituição dos M113
Enviado por: Duarte em Junho 02, 2022, 12:01:26 am

Quase ao nivel dos generais da Coreia do Norte. :mrgreen:

(https://www.snopes.com/tachyon/2016/05/nkextramedals.jpg)

os nossos têm meldalhinhas e medalhões pela frente, e pela traseira também.. :mrgreen: