Um conflito provável, num futuro médio

  • 92 Respostas
  • 38143 Visualizações
*

Nabia

  • 1
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #75 em: Novembro 07, 2013, 07:05:47 pm »
Boas tardes,
Primeiro sou de Lisboa e estudante de Ciência Política e sobretudo gosto da temática militar.
Estava a ler aqui este tópico e antes tinha lido uns artigos na Revista Militar e que acho que vem a propósito e deixo-vos aqui o link: http://www.revistamilitar.pt/artigo.php?art_id=671 que é  primeiro artigo de seis.
Marta
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17127
  • Recebeu: 1805 vez(es)
  • Enviou: 1629 vez(es)
  • +302/-1459
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #76 em: Novembro 08, 2013, 11:07:51 am »
Excelente artigo, obrigado pelo link.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11542
  • Recebeu: 2257 vez(es)
  • Enviou: 6129 vez(es)
  • +389/-222
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #77 em: Maio 18, 2015, 10:13:59 pm »
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11542
  • Recebeu: 2257 vez(es)
  • Enviou: 6129 vez(es)
  • +389/-222
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #78 em: Novembro 28, 2016, 12:05:46 am »
As ambições russas sobre o Ártico.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11542
  • Recebeu: 2257 vez(es)
  • Enviou: 6129 vez(es)
  • +389/-222
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #79 em: Julho 26, 2020, 06:20:17 pm »

What Would A World War Look Like Today?


Agora sim será verdadeiramente "mundial".
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +266/-161
  • Hic et Ubique
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #80 em: Outubro 16, 2020, 12:42:10 pm »
Este artigo é bastante interessante. Coloca a hipótese dos países do Báltico, contrariamente à estratégia defendida pela maioria dos analistas, usar os centros urbanos como zonas de conflicto em caso de invasão por parte dos russos. Baseiam-se em conflictos recentes entre forças regulares e forças irregulares, como o ISIS.

https://warontherocks.com/2020/10/for-baltic-defense-forget-the-forest-brothers/

FOR BALTIC DEFENSE, FORGET THE ‘FOREST BROTHERS’

A key lesson for the Baltics to consider from this campaign is the struggle between the Philippine government and the Islamic State for control of the narrative. The Philippine government was simultaneously involved in a conflict for the control of information, which demonstrates how non-kinetic warfare has emerged as a major determinant of ultimate victory, alongside conventional kinetic means. Both sides sought to target audience opinion and encourage recruitment. In this respect, the Islamic State has its own particular modus operandi. Seeking to retain urban holdouts allowed the Islamic State to portray a narrative of symbolic defiance. Conventional doctrine holds that an encircled force should surrender, but in the modern digital era, there is a greater informational advantage in constructing a narrative of resistance that can portray the opposing side as callous and indifferent to the wider population. Future urban conflicts are likely to continue this trend of combining conventional armed struggles with a battle to control the narrative via social media.

Baltic defense and deterrence capabilities could therefore be improved by developing plans to wage an information war concurrently with any Russian incursion. It should be noted that such an information war would not be waged by those physically fighting in the urban environment. For one thing, in a besieged city, the lack of power and other infrastructure mitigates against this happening in situ. In the case of the Islamic State in Marawi, the war of the narratives was undertaken by Islamic State information operations elements located away from the fighting and operating online. We expect this might also be the case with the Baltics, perhaps led by a computer-savvy Baltic diaspora.

Modern examples of small-state capitulation have further reinforced for the Baltic political class the importance of retaining independence. The examples of Panama (1989) and Kuwait (1990) being invaded by a larger power show how vulnerable small states can be when faced with overwhelming force. Baltic defense planners need to recognize that deterrence and defense can be strengthened by accepting the possibility of urban operations. The Forest Brothers-ideal presents a more palatable and more emotionally acceptable prospect, than taking lessons from the Islamic State as defenders in an asymmetric conflict. Yet, the Forest Brother myth neglects how such a form of paramilitarism is likely to be operationally obsolete, and as militarily ineffective as it was in 1949. Baltic defense planners and allied members of NATO’s Enhanced Forward Presence need to consider the possibilities for future urban-based resistance. Clinging to the Forest Brothers ideal will only reinforce a collective unwillingness among Baltic states to contemplate the likely threat posed to the populations of the three nations. In 2020, nostalgia for a paramilitarism of national resistance may strengthen the bonds of national unity. But it is poor preparation for defending against an aggressive larger power.

 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11542
  • Recebeu: 2257 vez(es)
  • Enviou: 6129 vez(es)
  • +389/-222
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #81 em: Abril 06, 2021, 11:30:08 pm »

Que tal a Rússia invade a Ucrânia e a China invade Taiwan em simultâneo?
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11542
  • Recebeu: 2257 vez(es)
  • Enviou: 6129 vez(es)
  • +389/-222
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #82 em: Abril 29, 2021, 12:15:19 pm »


Mais uns que não se entendem.

Uzbequistão - Quirguistão - Tajiquistão
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11542
  • Recebeu: 2257 vez(es)
  • Enviou: 6129 vez(es)
  • +389/-222
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #83 em: Setembro 14, 2021, 06:17:07 pm »

Algeria & Morocco: The World's Most Self-Destructive Rivalry
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11542
  • Recebeu: 2257 vez(es)
  • Enviou: 6129 vez(es)
  • +389/-222
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #84 em: Setembro 14, 2021, 11:29:49 pm »
Convém ver este vídeo antes se começar a equacionar as defesas para deter as invasões de fuzileiros marroquinos nas praias do Algarve.

Muito se resume à tentativa de controlo do Saara Ocidental por parte da Argélia e consequente acesso ao Oceano Atlântico e controlo de recursos minerais.

Um conflito expectável entre dois países com população na miséria, sem educação ou cuidados de saúde mas armados até aos dentes.

E já agora.... o gás que alimenta a termoelétrica do Carregado, vem da Argélia.
Mas passa por Marrocos...

« Última modificação: Setembro 14, 2021, 11:37:17 pm por HSMW »
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12864
  • Recebeu: 680 vez(es)
  • Enviou: 238 vez(es)
  • +528/-365
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #85 em: Outubro 07, 2021, 04:14:29 pm »
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9678
  • Recebeu: 1669 vez(es)
  • Enviou: 2035 vez(es)
  • +315/-272
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #86 em: Janeiro 03, 2022, 10:33:35 pm »
Há uns dias vi o jornal global na RTP com uns professores de relações internacionais e etc, e para eles ha três guerras com muita probabilidade de ocorrer.

Uma guerra Russia - Ucrânia, para os russos não é apenas não aceitar que a Ucrânia passe para o bloco UE/NATO, é a própria independência da Ucrânia, para eles isso foi um erro histórico, a Ucrânia faz parte das origens do povo russo e por isso devia fazer parte da Rússia, outra razão é estratégica, eles ficaram com trauma colectivo das invasões nazis e napoleónicas, então querem o mais possivel criar distância de forças rivais em relação a Moscovo, e como toda aquela região da europa de leste é plana  isso dificulta a defesa militar. Do outro lado falta saber quem está disposto a defender a Ucrânia e escalar a guerra.

Um ataque preventivo militar de Israel ao Irão, parece que o Irão já passou as linhas vermelhas de enriquecimento do urânio, falta alguém decidir uma acção militar.

Uma guerra China - Taiwan com grandes probabilidades de descambar numa guerra China - EUA, o actual lider chinês ambiciona dominar Taiwan ainda durante a sua liderança, as datas prováveis andam entre 2025 a 2035, os EUA ou defenderiam o seu aliado ou se não o fizerem arriscam a ser ultrapassados como maior potência mundial, e ter que aceitar que já não são os "senhores dos mares", o que na região teria repercussões nos aliados americanos, Japão, Coreia do Sul, criaria ondas de choque talvez até à Austrália.

Pela primeira vez, os russos forçaram uma crise com a colocação de 100 mil militares perto da Ucrânia, a seguir à crise da China e Taiwan, como que a mostrar aos americanos que teriam que escolher entre defender a Ucrânia ou Taiwan, os Russos também não aceitam a situação actual em que as duas grandes potências sao os EUA e a China, eles também querem ser vistos como um player de primeira linha, e agradou ao Putin esta reunião bilateral com os EUA, sentem-se como iguais, podem não ter o poder económico dos outros dois, mas tem o poder militar, aos americanos interessa afastar os russos de cooperar com a China.
« Última modificação: Janeiro 03, 2022, 10:42:25 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW, Viajante, Subsea7


*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9678
  • Recebeu: 1669 vez(es)
  • Enviou: 2035 vez(es)
  • +315/-272
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #88 em: Janeiro 19, 2022, 01:35:13 pm »
Tropas russas vão participar num exercício conjunto na Bielorrússia, junto à fronteira deste país com a Ucrânia...
https://observador.pt/2022/01/18/ucrania-russia-desloca-forcas-para-exercicios-conjuntos-na-bielorrussia/

Além das forças em território russo a leste, se juntarmos as forças na Crimeia e na Bielorrússia, a Ucrânia passa a ter ameaças de sul e norte.
« Última modificação: Janeiro 20, 2022, 04:36:46 pm por Lightning »
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7907
  • Recebeu: 1000 vez(es)
  • Enviou: 340 vez(es)
  • +498/-3840
Re: Um conflito provável, num futuro médio
« Responder #89 em: Janeiro 20, 2022, 02:27:18 pm »
Na questão da Ucrânia, seguir estes personagens:

Josep Borrell https://en.wikipedia.org/wiki/Josep_Borrell
Antony Blinken https://en.wikipedia.org/wiki/Antony_Blinken

Como sempre, recomenda-se "early life".

Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW