Airbus: Notícias

  • 46 Respostas
  • 16204 Visualizações
*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12581
  • Recebeu: 629 vez(es)
  • Enviou: 237 vez(es)
  • +391/-271
Re: Airbus: Notícias
« Responder #30 em: Fevereiro 07, 2019, 03:30:36 pm »
Qantas anula encomenda de oito Airbus A380


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12581
  • Recebeu: 629 vez(es)
  • Enviou: 237 vez(es)
  • +391/-271
Re: Airbus: Notícias
« Responder #31 em: Fevereiro 14, 2019, 08:46:06 am »
Airbus anuncia fim da produção do superjumbo A380


« Última modificação: Fevereiro 14, 2019, 08:47:44 am por Lusitano89 »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: MATRA

*

zocuni

  • Especialista
  • ****
  • 1055
  • Recebeu: 22 vez(es)
  • Enviou: 46 vez(es)
  • +27/-3
Re: Airbus: Notícias
« Responder #32 em: Fevereiro 14, 2019, 01:01:21 pm »



Zocuni atenção ao Repost ....
[/quote]

Quando eu postei não tinha nada disso,tanto que tua mensagem foi alterada mas apaguei a minha sem problema algum.
zocuni
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12581
  • Recebeu: 629 vez(es)
  • Enviou: 237 vez(es)
  • +391/-271
Re: Airbus: Notícias
« Responder #33 em: Fevereiro 14, 2019, 06:43:45 pm »
Airbus justifica fim do A380 com fraca procura comercial



 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8804
  • Recebeu: 4123 vez(es)
  • Enviou: 2924 vez(es)
  • +4219/-898


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12581
  • Recebeu: 629 vez(es)
  • Enviou: 237 vez(es)
  • +391/-271
Re: Airbus: Notícias
« Responder #35 em: Fevereiro 13, 2020, 09:20:04 pm »
Airbus fechou 2019 no vermelho


 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2272
  • Recebeu: 244 vez(es)
  • Enviou: 54 vez(es)
  • +298/-4657
Re: Airbus: Notícias
« Responder #36 em: Março 23, 2020, 04:01:42 pm »
Airbus anula dividendos e objetivos
https://sol.sapo.pt/artigo/690111/airbus-anula-dividendos-e-objetivos

Citar
A Airbus anulou o pagamento aos acionistas de dividendos de 2019 e as previsões de resultados para este ano, numa tentativa de atenuar o efeito da pandemia da covid-19.

O construtor afirmou ter “recebido o aval” do conselho de administração para “retirar a proposta de dividendos de 1,80 euros por ação, o que representa um valor total de cerca de 1,4 mil milhões”.
A empresa anunciou também ter obtido uma nova linha de crédito para elevar a liquidez disponível a 30 mil milhões de euros contra 20 anteriormente.

"A nossa prioridade é proteger as pessoas, e ao mesmo tempo, apoiar os esforços mundiais para travar a propagação do coronavírus [SARS-CoV-2]. Queremos também garantir a segurança das nossas atividades para preservar o futuro da Airbus e retomar eficazmente as nossas operações depois da crise", declarou o presidente-executivo da empresa, Guillaume Faury, citado no comunicado.
Graças a estas decisões, "a empresa dispõe de liquidez suficiente para responder às necessidades de tesouraria suplementares relacionadas com a covid-19", precisou a Airbus, ao anunciar igualmente a suspensão do financiamento voluntários das reformas complementares.

"Anulámos as nossas previsões para 2020 devido à volatilidade da situação. Ao mesmo tempo, assumimos o compromisso de garantir a liquidez da empresa em qualquer momento, graças a uma política prudente. Estou convencido que a Airbus e o conjunto do setor aeronaútico e espacial vão ultrapassar este período crítico", acrescentou Faury.

A assembleia-geral da empresa vai decorrer em 16 de maio, em Amesterdão e a Airbus pediu aos acionistas para não estarem fisicamente presentes.
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2272
  • Recebeu: 244 vez(es)
  • Enviou: 54 vez(es)
  • +298/-4657
Re: Airbus: Notícias
« Responder #37 em: Abril 24, 2020, 06:55:34 pm »
Presidente da Airbus escreve aos funcionários para alertar: “continuidade está em perigo”
https://executivedigest.sapo.pt/presidente-da-airbus-escreve-aos-funcionarios-para-alertar-continuidade-esta-em-perigo/
Citar
O presidente da Airbus, Guillaume Faury, enviou uma carta aos funcionários, alertando para a situação complicada em que a empresa mergulhou, sublinhando que a continuidade está em perigo e a necessidade de aplicar novas medidas de contenção. “A sobrevivência da Airbus está a ser posta em causa, se não reagirmos agora”, salientou.

Como seria expectável, esta carta fez disparar todos os alarmes na Airbus. A empresa “está a perder dinheiro a uma taxa sem precedentes” e teme agira pela sua própria sobrevivência, segundo detalha Guillaume Faury, na referida carta, a terceira que escreve desde o início da crise sanitária, e a que o ‘Expansão’ teve acesso.

Na missiva, o responsável salienta que a empresa tem de ir ainda mais longe quanto aos cortes já anunciados. A Airbus anunciou ter recorrido a linhas financeiras de 15 mil milhões de euros e interrompeu parcial ou totalmente a sua produção em países de referência nos seus negócios.

A empresa também cortou a produção em cerca de um terço. “Francamente, este não é o pior cenário que podemos enfrentar. Pode parecer duro, mas sou sincero, ainda há muitas incógnitas”, alerta o presidente da empresa.

As novas medidas serão aplicadas dependendo da magnitude da crise. “Perdemos um terço dos nossos negócios, praticamente da noite para o dia, e precisamos cortar custos em toda a empresa. Estamos a enfrentar um dos maiores choques económicos da história, por isso devemos considerar todas as opções”, reforçou.

Faury prevê que o setor de aviação será “muito mais fraco e mais vulnerável” após a crise. “A drástica redução na nossa produção já está a ter grandes consequências para a nossa empresa”, especialmente nas receitas e carga de trabalho industrial, concluiu.
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12581
  • Recebeu: 629 vez(es)
  • Enviou: 237 vez(es)
  • +391/-271
Re: Airbus: Notícias
« Responder #38 em: Abril 27, 2020, 11:48:32 am »
Airbus admite cortes nos empregos


 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10986
  • Recebeu: 1803 vez(es)
  • Enviou: 4943 vez(es)
  • +295/-141
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Airbus: Notícias
« Responder #39 em: Julho 05, 2020, 07:59:00 pm »
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12581
  • Recebeu: 629 vez(es)
  • Enviou: 237 vez(es)
  • +391/-271
Re: Airbus: Notícias
« Responder #40 em: Julho 30, 2020, 06:15:18 pm »
Airbus anuncia prejuízos de 1900 milhões de euros


 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8804
  • Recebeu: 4123 vez(es)
  • Enviou: 2924 vez(es)
  • +4219/-898
Re: Airbus: Notícias
« Responder #41 em: Agosto 19, 2020, 03:04:05 am »
Lá vão as vendas dos E170/190 sofrer a bom sofrer.

https://www.aeroin.net/quais-empresas-aereas-atualmente-voam-com-o-airbus-a220/

Abraços


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 12581
  • Recebeu: 629 vez(es)
  • Enviou: 237 vez(es)
  • +391/-271
Re: Airbus: Notícias
« Responder #42 em: Dezembro 22, 2020, 07:15:03 pm »
Airbus é o maior fabricante de aviões do mundo


 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2272
  • Recebeu: 244 vez(es)
  • Enviou: 54 vez(es)
  • +298/-4657
Re: Airbus: Notícias
« Responder #43 em: Maio 27, 2021, 02:34:56 pm »
Airbus prevê aumentar produção de aviões A320 e A220 em 2023
https://eco.sapo.pt/2021/05/27/airbus-preve-aumentar-producao-de-avioes-a320-e-a220-em-2023/
Citar
O fabricante de aviões Airbus, que registou quedas de produção em 2020, anunciou esta quinta-feira que vai produzir mais aparelhos A320 e A220 em 2023 do que antes do início da crise sanitária.

O fabricante europeu informou os fornecedores para “se prepararem para o futuro” porque a empresa tem como objetivo fabricar 64 aviões A320 por mês “até ao segundo trimestre de 2023”.

Antes da pandemia de SARS CoV-2, a Airbus produzia 60 aviões por mês pretendendo agora aumentar o fabrico para 63 aparelhos, mensalmente.
No início da pandemia, a Airbus anunciou uma redução de 40% da produção devido à incapacidade financeira das companhias de aviação em adquirir aparelhos. “O setor da aviação começa a recuperar da crise provocada pelo Covid-19”, disse o presidente executivo da Airbus Guillaume Faury, no mesmo comunicado.

O fabricante “continua a contar, entre 2023 e 2025, com o regresso aos níveis alcançados antes da pandemia” para o mercado de aviões comerciais.

A Airbus produz atualmente 40 aviões da série A320 (A319, A320 e A321) por mês e contra produzir 43 aparelhos por mês no terceiro trimestre e 45 no quarto trimestre.

Assim, no quadro de uma previsão de recuperação do mercado, a Airbus pediu aos fornecedores para estabelecerem um “cenário” de produção correspondente a 70 aparelhos por mês até ao terceiro trimestre de 2024.

A longo prazo, a Airbus estuda as eventuais oportunidades de aumento da produção até 75 aviões por mês em 2025, refere o documento da empresa divulgado hoje.

Os aviões da série A320 são produzidos em oito linhas de montagem: duas em Toulouse, França, quatro em Hamburgo, Alemanha, uma em Mobile, Estados Unidos e outra em Tianjin na República Popular da China. Neste contexto, o fabricante prevê a modernização, até ao fim de 2022, da linha de montagem de Toulouse, para os aviões A320 e A321.

O A321, com 2.963 pedidos até ao final do passado mês de abril, representa metade da carteira de pedidos de aviões de corredor único da Airbus.
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2272
  • Recebeu: 244 vez(es)
  • Enviou: 54 vez(es)
  • +298/-4657
Re: Airbus: Notícias
« Responder #44 em: Agosto 25, 2021, 04:42:44 pm »
Delta encomenda 30 aviões A321neo à Airbus. Companhia aérea avança com renovação da sua frota
https://executivedigest.sapo.pt/delta-encomenda-30-avioes-a321neo-a-airbus-companhia-aerea-avanca-com-renovacao-da-sua-frota/
Citar
A companhia aérea Delta anunciou que encomendou 30 aviões A321neo de última geração à Airbus no âmbito do plano da empresa para renovar e atualizar a sua frota.

A informação foi dada a conhecer pela empresa norte-americana em comunicado, no qual é referido que a “transação posiciona ainda mais a companhia aérea como líder na recuperação e mais além”.

De acordo com a Delta, a compra das dezenas de aeronaves alinha-se com os planos acelerados da Delta de renovação de frota e de simplificação e eleva a experiência do cliente à medida que cresce a procura projetada de viagens para os próximos anos”

A empresa indica ainda, na mesma nota, que a decisão responde ao compromisso de neutralidade em carbono da Delta, que opta por substituir aviões menos eficientes em termos de combustível como parte do seu Flight to Net Zero.

“Adicionar essas aeronaves fortalece o compromisso da Delta em substituir as frotas mais antigas por jatos mais sustentáveis ​​e com baixo consumo de combustível e oferece a melhor experiência ao cliente do setor”, justificou Mahendra Nair, vice-presidente sénior da Delta.

“A Delta agradece a ampla parceria com a equipe da Airbus em apoio aos nossos planos de crescimento estratégico e esperamos continuar a trabalhar juntos durante a recuperação e nos próximos anos.”