TAP: Notícias

  • 712 Respostas
  • 113231 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9255
  • Recebeu: 4484 vez(es)
  • Enviou: 3252 vez(es)
  • +4387/-928
Re: TAP: Notícias
« Responder #645 em: Julho 17, 2021, 04:15:02 pm »
Mais de 160 voos cancelados. Groundforce apela ao fim da greve e diz-se aberta ao diálogo
https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/cerca-de-100-voos-cancelados-groundforce-apela-ao-fim-da-greve-e-diz-se-aberta-ao-dialogo
Citar
Num comunicado em que faz um balanço da adesão à greve, que se iniciou às 00:00 de hoje e se prolonga até às 24:00 de domingo, a Groundforce lamenta o transtorno causado pela greve que acontece num dos momentos de “maior atividade” nos aeroportos portugueses, depois de vários meses de limitações impostas pela pandemia e mostra-se disponível para dialogar.

“A Groundforce mantém aberto o espaço de diálogo com os representantes dos trabalhadores, reforçando o apelo para o cancelamento das várias greves agendadas”, refere a empresa de 'handling' (assistência nos aeroportos).

No balanço que faz sobre a adesão à greve nesta primeiras horas, a empresa de ‘handling’ detalha que, entre as 00:00 e as 10:30, foram cancelados 100 voos no aeroporto de Lisboa, em resultado de uma adesão de 81,8%, com apenas 73 trabalhadores a apresentarem-se ao serviço dos 400 escalados na última rotação de turnos.

Segundo a informação veiculada pela Groundforce, no Porto, onde a adesão regista 42,1% houve até agora um voo cancelado.

No Funchal, a adesão à greve de 25,7% dos trabalhadores levou ao cancelamento de um voo com impacto nas ligações, enquanto em Faro, onde a adesão foi de 9,5%, realizaram-se até agora todos os voos previstos.

No aeroporto de Porto santo, não há registo de adesão a esta paralisação, adianta ainda a empresa.

O número de voos de e para o aeroporto de Lisboa cancelados na sequência da greve da Groundforce aumentou para 166, segundo a ANA -Aeroportos de Portugal.

“Devido à greve nos serviços de 'handling' da Groundforce, foram cancelados até ao momento, no aeroporto de Lisboa, 77 chegadas e 89 partidas”, precisou fonte oficial da gestora das infraestruturas, adiantando que as companhias que operam com outras empresas de assistência em terra, assim como as que operam no Terminal 2 do aeroporto de Lisboa, “mantêm a sua operação”.

Em comunicado, a TAP avisou que a sua operação está a registar “significativos constrangimentos devido à greve da Groundforce, iniciada às 00:00 de hoje, alerta que a situação deverá manter-se no domingo e pede aos clientes para verificarem online o estado do seu voo.

Hoje é o primeiro dia da greve convocada pelo Sindicato dos Técnicos de Handling de Aeroportos (STHA), como protesto pela “situação de instabilidade insustentável, no que concerne ao pagamento pontual dos salários e outras componentes pecuniárias”, nomeadamente o subsídio de férias.

O presidente do Sindicato dos Técnicos de Handling de Aeroportos, André Teives, disse hoje à Lusa que a adesão à greve dos trabalhadores da Groundforce ronda os 100% no aeroporto de Lisboa, estado apenas a funcionar os serviços mínimos.

A paralisação vai prolongar-se pelos dias 18 e 31 de julho, 01 e 02 de agosto.

A Groundforce é detida em 50,1% pela Pasogal e em 49,9% pelo grupo TAP, que, em 2020, passou a ser detido em 72,5% pelo Estado português.

Caro tenente, tu é que és o culpado disto, não metes ordem na casa depois dá nisto.

Se te mostrasse os videos do Terminal de bagagens até te arrepiavas tal o numero de bags que ficaram sem avo.

Esta situação deveria ter sido solucionada ha muitas luas, mas assim é melhor para todos !!!

As perdas da TAP só hoje davam para pagar o subsídio de férias e os ordenados da GF durante três meses.
Se juntar os milhares de indemnizações que os pax vão exigir, então esse valor vai duplicar !!!!

O irresponsável politico da tutela deste sector provou uma vez mais que à semelhança do ministro da Destruição Interna, não sabe o que anda a fazer, quando disse que a unica empresa Estratégica é a TAP coitado não fazia e não faz a minima ideia das funções que um AH executa num Aeroporto!

Ignorância e irresponsabilidade no  seu auge, são estes especimes que nos vão dando cabo do País.

Abraços
« Última modificação: Julho 17, 2021, 08:21:52 pm por tenente »


Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2608
  • Recebeu: 324 vez(es)
  • Enviou: 94 vez(es)
  • +451/-6065
Re: TAP: Notícias
« Responder #646 em: Julho 17, 2021, 07:30:27 pm »
Voos cancelados, bagagem acumulada e esperas intermináveis. As imagens que marcaram o dia de greve no aeroporto de Lisboa
https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/voos-cancelados-bagagem-acumulada-e-esperas-interminaveis-em-sabado-de-greve-as-imagens-que-marcaram-o-dia-no-aeroporto-de-lisboa-763958




Por mim é simples, é inaceitável o que os trabalhadores da GF estão a fazer passar milhares de famílias, por mais razão que possam ter, perderam toda a consideração pela atitude tomada.
Depois de mais de um ano sem trabalho, agora que as coisas estão a ficar um pouco melhor para a aviação fazem greve, PQP, tudo para o olho da rua, há muita gente que precisa de trabalho.
« Última modificação: Julho 17, 2021, 07:32:18 pm por Daniel »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9255
  • Recebeu: 4484 vez(es)
  • Enviou: 3252 vez(es)
  • +4387/-928
Re: TAP: Notícias
« Responder #647 em: Julho 17, 2021, 08:16:15 pm »
Voos cancelados, bagagem acumulada e esperas intermináveis. As imagens que marcaram o dia de greve no aeroporto de Lisboa
https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/voos-cancelados-bagagem-acumulada-e-esperas-interminaveis-em-sabado-de-greve-as-imagens-que-marcaram-o-dia-no-aeroporto-de-lisboa-763958




Por mim é simples, é inaceitável o que os trabalhadores da GF estão a fazer passar milhares de famílias, por mais razão que possam ter, perderam toda a consideração pela atitude tomada.
Depois de mais de um ano sem trabalho, agora que as coisas estão a ficar um pouco melhor para a aviação fazem greve, PQP, tudo para o olho da rua, há muita gente que precisa de trabalho.


tú estas a ver só  parte do problema, mas tens de ver toda a picture e não só parte !!

As tais familías, que claro que não tem culpa, com esta situação sofrem, durante quanto tempo, uma semana, quinze dias ????
E os 1800 trabalhadores da GF podem continuar a sofrer e continuar sem receber os vencimentos que tem direito durante quantos meses mais ??

As tais Famílias não tem culpa, claro que não, mas os trabalhadores da GF tem ??
Achas que estão bem e se sentem bem por não receberemos vencimentos ???

Daniel, tú trabalhas sem receber ordenado ??
Como pagas as contas se não receberes ???
olha que eu não, consigo e claro que não trabalharia de borla !
Se mandasses o staff da GF embora, como defendes, tens pessoal disponível, e certificado, para desempenhar as funções de handling ???
Quanto tempo achas que se leva a formar um operador de P/B, ou um agente de trafego, ou um oficial de placa  ??
Quanto tempo achas que os aeroportos aguentavam a receber só cerca de 20% do trafego ???
O controlo Aéreo que já tem taxas bastantes reduzidas devido ao trafego, também teria de trabalhar de borla.

Olha que eu não trabalho na GF mas as pessoas que conheço tem mais que razão na sua luta, e, para terem de enveredar por esta forma de contestação.

O que está errado é o imobilismo dos accionistas TAP e Mr Casimiro e a incompetência do Ministro da Tutela, o tal protector da falida TAP !!!

Abraços
« Última modificação: Julho 17, 2021, 08:20:11 pm por tenente »


Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2608
  • Recebeu: 324 vez(es)
  • Enviou: 94 vez(es)
  • +451/-6065
Re: TAP: Notícias
« Responder #648 em: Julho 18, 2021, 08:26:09 pm »
Caro tenente percebo muito bem o que dizes, eu próprio tinha escrito que lhes dava razão na sua luta.
Mas quando se prejudica outras pessoas para atingirmos os nossos objectivos não está certo.
Até que ponto é que os direitos de uns afetam os direitos de outros, sou um defensor que as pessoas devem lutar pelos seus direitos, mas sem que isso, afete o direito dos outros.
Haverá certamente outros meios de luta, sem que isso afete milhares de famílias, inclusive causado a muitas pessoas problemas financeiros, ou seja, no final da história os passageiros é que estão a pagar a FATURA, por isso e muito mais não concordo com este tipo de ações.
« Última modificação: Julho 18, 2021, 08:28:31 pm por Daniel »
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 2865
  • Recebeu: 1591 vez(es)
  • Enviou: 767 vez(es)
  • +2633/-2177
Re: TAP: Notícias
« Responder #649 em: Julho 20, 2021, 10:37:24 am »
A meu ver os trabalhadores são o elo mais fraco desta guerra sem quartel.
Muito sinceramente não vejo boa-fé nem no lado do accionista maioritário da Groundforce (a quem por acaso todo este caos acaba por beneficiar ao colocar pressão do outro lado, e vindo de quem recebeu a empresa e ainda lhe pagaram), nem do lado da TAP que ao dever mais de 7 milhões de euros à GF (com mais de 3 milhões vencidos) parece-me que está a ser instrumentalizada pelo governo para liquidar a empresa e o próprio governo que claramente só quis safar a TAP e a GF que se lixe.

Recapitulando, então o estado gasta vários milhares de milhões de euros para salvar a falida TAP com 10 000 trabalhadores e com a GF com 1 700 trabalhadores tenta por todos os meios boicotar a empresa? Ora ficando com os bens desta ora obrigando a TAP a não pagar?
Não há inocentes nesta tripla que referi, realmente os inocentes são os trabalhadores que são apanhados nesta guerra. O Governo + TAP querem correr com o Casimiro, este quer agarrar-se à empresa. Nem uns nem outros não se importam por arrastarem a empresa para a falência, o que é admirável.

Quanto aos salários em atraso, infelizmente são uma praga que me parece que se vá alastrar, à medida que mais empresas ficam sem liquidez. Neste caso, uma empresa mesmo solvente mas sem liquidez, funciona como uma maçã podre, deixa de pagar a outras e outras passam a ter dificuldades também....... e ou há um corte abrupto ou cada vez fica pior (crise de liquidez)
 

*

asalves

  • Especialista
  • ****
  • 1019
  • Recebeu: 406 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +227/-90
Re: TAP: Notícias
« Responder #650 em: Julho 20, 2021, 11:01:40 am »
Acho que devíamos aprender mais com os Americanos, a GF já devia ter caído e já devia haver outra empresa a substituir, naturalmente a maioria dos trabalhadores da GF passariam seriam contratados pela no empresa.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13386
  • Recebeu: 2884 vez(es)
  • Enviou: 3420 vez(es)
  • +2189/-5339
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9255
  • Recebeu: 4484 vez(es)
  • Enviou: 3252 vez(es)
  • +4387/-928
Re: TAP: Notícias
« Responder #652 em: Agosto 14, 2021, 01:40:08 pm »
Reestruturação da TAP, um esclarecimento necessário

José de Sousa, secretário-geral do SITAVA, critica a posição da Comissão Europeia sobre o plano de reestruturação e diz que Comissária Vestager está a promover a concentração no sector da aviação

O conhecimento público da carta da Vice-Presidente da Comissão Europeia, Margrethe Vestager, acerca do plano de restruturação da TAP, de entre outras novidades, teve também o mérito de mostrar a todos os portugueses que o estranho atraso na aprovação do referido plano não foi devido ao excesso de trabalho como chegou a ser sugerido pelas autoridades portuguesas, mas teve, isso sim, outro motivo que parece ficar agora bem mais claro.

Com a posição agora tornada pública, a Comissão Europeia parece ter revelado a sua real intenção de aproveitar a pandemia para dar mais um passo no sentido da concentração previamente decidida, sacrificando os interesses nacionais por oposição a um claro benefício dos grandes grupos do transporte aéreo europeu.

Como é do conhecimento de todos nós, a pandemia colocou todo o setor aéreo a nível mundial numa situação dramática em termos de sobrevivência. Daí resultou que os estados soberanos foram forçados a fazer enormes financiamentos com fundos públicos, para evitar a rotura das tesourarias e o colapso das respetivas companhias.

Na Europa não foi diferente e todas as empresas, grandes e pequenas, se apressaram a submeter à Comissão Europeia os respetivos pedidos. A resposta foi rápida com a aprovação de todos eles exceto aquele que foi submetido pelo Governo português, no valor de 1,2 mil milhões de euros, para acudir à TAP. Melhor dizendo: a Comissão Europeia, em boa verdade, também aprovou o pedido de financiamento à TAP, mas com uma particularidade. Argumentando que o grupo TAP já tinha problemas económicos, o financiamento teria que ser devolvido no prazo de seis meses. Ou seja, a TAP, que na versão do acionista privado que então a geria, foi apanhada pela pandemia num momento de avultados investimentos e próspero crescimento, foi propositadamente segregada acentuando-lhe ainda mais essas dificuldades, condenando-a a um futuro incerto. Alguém de boa-fé compreenderá esta decisão?

Diz a referida carta da Vice-Presidente Margrethe Vestager que a Comissão Europeia reconhece a importância da TAP para o nosso país, que o seu colapso seria desastroso a vários níveis, principalmente para emprego e para a balança comercial, que as viagens de longo curso dos portugueses passariam a ser mais longas porque deixariam de ser diretas e que seria altamente prejudicial para o turismo português, de entre muitos outros danos que causaria. Perante tudo isto, não podemos deixar então de nos interrogar quanto ao seguinte:

Sabendo a Comissão Europeia tudo isto que reproduz na carta, mesmo assim diz-nos: ok, tudo isto é verdade, mas a TAP tem que ser reduzida na sua dimensão e capacidade, e tem também que ceder à concorrência parte da atividade mais rentável. Por absurdo, se isto se concretizasse onde é que ficava, então, o interesse nacional?

Mas há mais. Esta decisão da União Europeia tem que ser analisada também noutra dimensão. Diz-se que um país soberano e desenvolvido só o é, de facto, quando o seu povo puder beneficiar do progresso trazido por esse desenvolvimento. Seria exatamente este o resultado desta decisão da UE, ou seria o contrário?

Façamos então a abordagem a esta decisão da UE pelo lado do emprego que, como diz a carta, ficaria claramente em perigo. Recorde-se que a TAP, sem ser uma empresa tecnológica no sentido mais puro do termo é, ainda assim, geradora de abundante emprego altamente qualificado que não existe em mais parte nenhuma do país. Na TAP, como se sabe, coexistem múltiplas profissões e categorias profissionais altamente especializadas, tanto no pessoal navegante, como no pessoal de terra, que constituem um cluster insubstituível e vital exatamente para que Portugal possa cumprir o desiderato de se afirmar, cada vez mais, como país desenvolvido.

Parece-nos, pois, que, também por este prisma, facilmente se depreenderá que a posição da União Europeia se manifesta em clara oposição aos mais elementares interesses do nosso país. Não será certamente defensável que este emprego altamente qualificado, a ser destruído, possa ser substituído por uma qualquer operadora aérea que aterre em Lisboa nem que seja uma dúzia de vezes por dia.

Mas não é tudo. Ainda no campo do emprego, e sobretudo do emprego com direitos, é bom que se saiba que a realidade laboral existente no setor da aviação e aeroportos é extremamente débil e lesiva para os trabalhadores. Podemos mesmo afirmar, com o conhecimento que temos do setor, que os aeroportos nacionais são um dos locais onde existe maior índice de precariedade no país. Só na região de Lisboa, dos cerca de cinco mil postos de trabalho já destruídos com a pandemia, mais de 90% deles eram precários. Ora, qualquer decisão que venha enfraquecer a TAP e o seu desempenho irá seguramente contribuir também para aumentar este flagelo social da contratação precária e do trabalho temporário.

Sabe-se que em Portugal existem correntes de opinião que aceitam, e até defendem, que a dependência em relação à União Europeia é uma inevitabilidade decorrente da adesão, e que é uma vantagem para o nosso país. Discordamos em absoluto dessa ideia e estamos convictos de que quem a defende teria muitas dificuldades em demonstrar a sua validade.

Com estas interrogações, nada mais se pretende do que chamar a atenção dos trabalhadores portugueses para esta realidade: nem sempre aquilo que aparece plasmado nas decisões da União Europeia é o resultado de justas e profundas reflexões independentes. Diz-nos a experiência e o conhecimento que vamos tendo nesta matéria, que, muitas vezes, o sentido das decisões adotadas pela Comissão refletem menos o interesse nacional dos pequenos países como o nosso e mais os objetivos das grandes potências, essas sim, com vasta capacidade para influenciar. Portugal não se pode distrair. A TAP é comprovadamente insubstituível e indispensável para o desenvolvimento do nosso país.

José Sousa

Secretário-geral do SITAVA – Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos


https://amp.expresso.pt/opiniao/2021-08-13-Reestruturacao-da-TAP-um-esclarecimento-necessario-a02a9fef

Abraços
« Última modificação: Agosto 14, 2021, 01:59:43 pm por tenente »


Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9255
  • Recebeu: 4484 vez(es)
  • Enviou: 3252 vez(es)
  • +4387/-928


Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13386
  • Recebeu: 2884 vez(es)
  • Enviou: 3420 vez(es)
  • +2189/-5339
Re: TAP: Notícias
« Responder #654 em: Setembro 11, 2021, 12:11:01 pm »
Comissão Europeia ordenou ao governo italiano que recuperasse 900 milhões de euros de ajudas de Estado à Alitalia depois de as considerar ilegais.

https://expresso.pt/economia/2021-09-10-Pode-a-decisao-de-Bruxelas-em-relacao-a-Alitalia-ser-um-balao-de-ensaio-para-a-TAP--57d95865


Oxalá seja a TAP a seguir
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2608
  • Recebeu: 324 vez(es)
  • Enviou: 94 vez(es)
  • +451/-6065
Re: TAP: Notícias
« Responder #655 em: Setembro 11, 2021, 12:20:40 pm »
Comissão Europeia ordenou ao governo italiano que recuperasse 900 milhões de euros de ajudas de Estado à Alitalia depois de as considerar ilegais.

https://expresso.pt/economia/2021-09-10-Pode-a-decisao-de-Bruxelas-em-relacao-a-Alitalia-ser-um-balao-de-ensaio-para-a-TAP--57d95865


Oxalá seja a TAP a seguir

Lol  c34x esse dinheiro já era, evaporou.
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 2608
  • Recebeu: 324 vez(es)
  • Enviou: 94 vez(es)
  • +451/-6065
Re: TAP: Notícias
« Responder #656 em: Setembro 11, 2021, 12:23:44 pm »
Reuniões da TAP são só em inglês
https://sol.sapo.pt/artigo/746044/reunioes-da-tap-sao-so-em-ingl-s
Citar
Nas reuniões do conselho de administração da TAP, empresa de bandeira nacional, a língua utilizada é o... inglês, porque os responsáveis com assento na empresa não são portugueses.

Ao que o Nascer do SOL apurou, a própria diretora de marketing, que está a responsável por promover Portugal no mundo, é espanhola.

O Nascer do SOL sabe também que as reuniões com os sindicatos são uma ‘verdadeira dor de cabeça’. «Não faz sentido uma empresa que é do Estado não ter ninguém no conselho de administração que fale português, como também não faz sentido quem faça a promoção de Portugal ser espanhola.

Como é que uma administração destas consegue ter longas conversas com os sindicatos se não partilha a própria língua?», questiona fonte ao Nascer do SOL.

Nas reuniões do conselho de administração da TAP, empresa de bandeira nacional, a língua utilizada é o... inglês, porque os responsáveis com assento na empresa não são portugueses.

Ao que o Nascer do SOL apurou, a própria diretora de marketing, que está a responsável por promover Portugal no mundo, é espanhola.

O Nascer do SOL sabe também que as reuniões com os sindicatos são uma ‘verdadeira dor de cabeça’. «Não faz sentido uma empresa que é do Estado não ter ninguém no conselho de administração que fale português, como também não faz sentido quem faça a promoção de Portugal ser espanhola.

Como é que uma administração destas consegue ter longas conversas com os sindicatos se não partilha a própria língua?», questiona fonte ao Nascer do SOL.

Que grande salada russa é a TAP, nem português falam  :toto:
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13386
  • Recebeu: 2884 vez(es)
  • Enviou: 3420 vez(es)
  • +2189/-5339
Re: TAP: Notícias
« Responder #657 em: Setembro 11, 2021, 01:50:06 pm »
Comissão Europeia ordenou ao governo italiano que recuperasse 900 milhões de euros de ajudas de Estado à Alitalia depois de as considerar ilegais.

https://expresso.pt/economia/2021-09-10-Pode-a-decisao-de-Bruxelas-em-relacao-a-Alitalia-ser-um-balao-de-ensaio-para-a-TAP--57d95865


Oxalá seja a TAP a seguir

Lol  c34x esse dinheiro já era, evaporou.

Aumentam mais uns impostos e a carneirada ainda vota mais neles
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

asalves

  • Especialista
  • ****
  • 1019
  • Recebeu: 406 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +227/-90
Re: TAP: Notícias
« Responder #658 em: Setembro 13, 2021, 09:35:16 am »
Reuniões da TAP são só em inglês
https://sol.sapo.pt/artigo/746044/reunioes-da-tap-sao-so-em-ingl-s
Citar
Nas reuniões do conselho de administração da TAP, empresa de bandeira nacional, a língua utilizada é o... inglês, porque os responsáveis com assento na empresa não são portugueses.

Ao que o Nascer do SOL apurou, a própria diretora de marketing, que está a responsável por promover Portugal no mundo, é espanhola.

O Nascer do SOL sabe também que as reuniões com os sindicatos são uma ‘verdadeira dor de cabeça’. «Não faz sentido uma empresa que é do Estado não ter ninguém no conselho de administração que fale português, como também não faz sentido quem faça a promoção de Portugal ser espanhola.

Como é que uma administração destas consegue ter longas conversas com os sindicatos se não partilha a própria língua?», questiona fonte ao Nascer do SOL.

Nas reuniões do conselho de administração da TAP, empresa de bandeira nacional, a língua utilizada é o... inglês, porque os responsáveis com assento na empresa não são portugueses.

Ao que o Nascer do SOL apurou, a própria diretora de marketing, que está a responsável por promover Portugal no mundo, é espanhola.

O Nascer do SOL sabe também que as reuniões com os sindicatos são uma ‘verdadeira dor de cabeça’. «Não faz sentido uma empresa que é do Estado não ter ninguém no conselho de administração que fale português, como também não faz sentido quem faça a promoção de Portugal ser espanhola.

Como é que uma administração destas consegue ter longas conversas com os sindicatos se não partilha a própria língua?», questiona fonte ao Nascer do SOL.

Que grande salada russa é a TAP, nem português falam  :toto:

Sinceramente não percebo qual o problema, mal ou bem a TAP é uma empresa internacional, que faz concorrência com outras, logo apenas tem de ter na sua estrutura as melhores pessoas para os cargos. É um bocado barroco querer ter apenas Portugueses numa da dimensão da TAP.

Secalhar o problema é que as pessoas que estão nos sindicatos são tão qualificadas que poucas falam Inglês fluente.
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 2865
  • Recebeu: 1591 vez(es)
  • Enviou: 767 vez(es)
  • +2633/-2177
Re: TAP: Notícias
« Responder #659 em: Setembro 13, 2021, 09:59:12 am »
Reuniões da TAP são só em inglês
https://sol.sapo.pt/artigo/746044/reunioes-da-tap-sao-so-em-ingl-s
Citar
Nas reuniões do conselho de administração da TAP, empresa de bandeira nacional, a língua utilizada é o... inglês, porque os responsáveis com assento na empresa não são portugueses.

Ao que o Nascer do SOL apurou, a própria diretora de marketing, que está a responsável por promover Portugal no mundo, é espanhola.

O Nascer do SOL sabe também que as reuniões com os sindicatos são uma ‘verdadeira dor de cabeça’. «Não faz sentido uma empresa que é do Estado não ter ninguém no conselho de administração que fale português, como também não faz sentido quem faça a promoção de Portugal ser espanhola.

Como é que uma administração destas consegue ter longas conversas com os sindicatos se não partilha a própria língua?», questiona fonte ao Nascer do SOL.

Nas reuniões do conselho de administração da TAP, empresa de bandeira nacional, a língua utilizada é o... inglês, porque os responsáveis com assento na empresa não são portugueses.

Ao que o Nascer do SOL apurou, a própria diretora de marketing, que está a responsável por promover Portugal no mundo, é espanhola.

O Nascer do SOL sabe também que as reuniões com os sindicatos são uma ‘verdadeira dor de cabeça’. «Não faz sentido uma empresa que é do Estado não ter ninguém no conselho de administração que fale português, como também não faz sentido quem faça a promoção de Portugal ser espanhola.

Como é que uma administração destas consegue ter longas conversas com os sindicatos se não partilha a própria língua?», questiona fonte ao Nascer do SOL.

Que grande salada russa é a TAP, nem português falam  :toto:

Sinceramente não percebo qual o problema, mal ou bem a TAP é uma empresa internacional, que faz concorrência com outras, logo apenas tem de ter na sua estrutura as melhores pessoas para os cargos. É um bocado barroco querer ter apenas Portugueses numa da dimensão da TAP.

Secalhar o problema é que as pessoas que estão nos sindicatos são tão qualificadas que poucas falam Inglês fluente.

Mas também ao contrário, não me parece que pelo facto de falarem inglês, a empresa vá ser melhor gerida. Desconfio aliás que é o oposto, a nossa língua nativa é o português, e tenho a certeza que a comunicação é mais eficaz entre as cadeias de comando da TAP, se a língua for a nacional em vez do Inglês. Uma coisa é perceber muito bem o inglês, outra coisa é ser fluente e compreender totalmente o que ouvimos (muito diferente do que se lê). Eu não tenho a menor dificuldade em ler qualquer documento em inglês e nem sequer preciso de traduzir nada, já não digo o mesmo se falarem comigo apenas em inglês ou até escrever!

Julgo que queria dizer bacoco em vez de barroco (estilo arquitectónico e artístico), não?

Não é por causa da cúpula de poder ser estrangeira que a empresa é melhor gerida, se continuarem os boys lá dentro. Esse é o problema.

Voltando à língua, o que acha que aconteceria se a empresa passasse a comunicar totalmente em inglês?
E já agora, diga-me lá porque nós temos de salvar uma empresa que renuncia a língua lusa?
« Última modificação: Setembro 13, 2021, 10:01:17 am por Viajante »