Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'

  • 158 Respostas
  • 34280 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 13958
  • Recebeu: 3272 vez(es)
  • Enviou: 3768 vez(es)
  • +2327/-5904
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #105 em: Janeiro 09, 2020, 10:13:03 am »
Independentemente do prisma pelo qual se veja isto, existe um ponto unanime. Um Estado teve bolas para atacar instalações militares americanas, apesar de todas as ameaças. Tirem as ilações, porque acredito que muitos governos estão a tirar ilações também.
Depois do que se passou, na Arabia Saudita, onde os sistemas AA não detectaram/interceptaram o ataque à refinaria, aqui temos também uma situação bastante curiosa; Onde está a AA americana? A acreditar nos relatos, como é que nem sequer as sirenes de alarme soaram antes dos misseis começarem a estourar dentro do perímetro das bases?

Creio que os próximos tempos vão ser bons para a industria de defesa russa, especialmente os fabricantes de sistemas AA.

Ou então como já estavam de sobreaviso, nem sequer se ralaram  ::)
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +271/-165
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #106 em: Janeiro 09, 2020, 10:15:55 am »
O Irão é um país com imensa história e locais lindissimos. O turismo histórico é uma boa fonte de receita para o governo iraniano.
Militares canadianos no Iraque não iam sair pelo Irão...

Como tantos países do mundo... Mas regra número 1 do turismo, não ir para um país em vias de conflito.

Na primeira guerra do Golfo, amigos meus controladores aéreos de STA Maria (SMA), deram em doidos, porque os caças sem transponders, saíam dos seus corredores dedicados e iam de encontro aos KC´s sem aviso prévio, o que gerava o caos, penso que muitas vezes, senão a esmagadora maioria os caças e aviões de combate pura e simplesmente não aparecem.

De facto não fazia grande sentido se enviassem um B-2 stealth mas depois aparecer nos radares "civis" e virtuais durante a deslocação até uma zona de conflito.  :mrgreen:

Não te passa pela cabeça quantos totós não estão a par de questões elementares como o facto de o Irão estar quase em guerra. Vêem viagens baratas para um destino e nem se colocam a questão porque razão é que estão tão baratas. Na Ucrânia acontece com muita frequência os preços de viagens para o Médio Oriente ficarem a preço de saldo (eu próprio já fiquei tentado a comprar) e as pessoas aproveitam, independentemente dos riscos que correm (que muitas vezes ignoram por completo).
 

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +271/-165
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #107 em: Janeiro 09, 2020, 10:32:57 am »
Independentemente do prisma pelo qual se veja isto, existe um ponto unanime. Um Estado teve bolas para atacar instalações militares americanas, apesar de todas as ameaças. Tirem as ilações, porque acredito que muitos governos estão a tirar ilações também.
Depois do que se passou, na Arabia Saudita, onde os sistemas AA não detectaram/interceptaram o ataque à refinaria, aqui temos também uma situação bastante curiosa; Onde está a AA americana? A acreditar nos relatos, como é que nem sequer as sirenes de alarme soaram antes dos misseis começarem a estourar dentro do perímetro das bases?

Creio que os próximos tempos vão ser bons para a industria de defesa russa, especialmente os fabricantes de sistemas AA.

Era preciso que existissem Patriots nas bases em questão, o que, segundo informações avançadas, não era o caso:
https://www.washingtonexaminer.com/policy/defense-national-security/they-cant-be-everywhere-at-once-why-patriot-missile-interceptors-were-not-used-during-iran-missile-strike

O alarme foi lançado e os militares estavam todos em posições seguras quando os iranianos lançaram os primeiros mísseis:
https://www.nytimes.com/2020/01/08/us/politics/trump-iran-suleimani.html?auth=login-google

A procura pelos sistemas AA russos é grande e a sua qualidade é inegável, mas não me parece que este seja um caso em que vá modificar a sua procura...
 

*

asalves

  • Especialista
  • ****
  • 1110
  • Recebeu: 468 vez(es)
  • Enviou: 124 vez(es)
  • +300/-130
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #108 em: Janeiro 09, 2020, 10:53:10 am »
A lista de passageiros do 737 seria interessante de analisar. Acidente ou mais outra conspiração?

Pessoalmente e apesar de não perceber nada do assunto, acho que foi acidente, o acidente deu-se 2 minutos depois do avião descolar, pelo que consta já esta a arder antes da colisão com o chão.

Para mim ou um birdstrike, ou uma avaria no motor (foi feito a revisão 2 dias antes, e as vezes quando se mexe é quando fica alguma coisa mal feita), ou algum impacto de um objecto durante a descolagem do avião.

Não faz muito sentido ter sido abatido pelo iranianos, pois este tinha acabado de descolar do aeroporto, é fácil perceber a origem.

O mesmo se passa com o terramoto ao "pé" da central nuclear, o epicentro foi a 10 km de profundidade, o que torna impossível ser de origem não natural.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 7400
  • Recebeu: 2338 vez(es)
  • Enviou: 910 vez(es)
  • +3977/-4669
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #109 em: Janeiro 09, 2020, 11:27:15 am »
dia 2...

https://defence-blog.com/news/ukrainian-passenger-jet-crashed-after-being-hit-by-iranian-tor-m1-missile.html?fbclid=IwAR1gGehAiU4sp1Y40FVZQnElMFt2AxQUtUnVjip61nXGN-KtUyxCvmItrvE

Citar
Ukrainian passenger jet probably crashed after being hit by a Russian-made Tor-M1 missile over Parand and crashed in the town of Khalaj Abad.

Ukrainian International Airlines flight PS752, en route from Tehran to Kyiv, with 176 people on board has crashed in Iran just minutes after take-off from Imam Khomeini International Airport, and officials say there is no chance of finding survivors.

A Ukrainian Boeing 737-800 went down just minutes after taking off from Tehran’s airport at 06:12 local time (02:42 GMT). Three Britons and 63 Canadians were among the 168 passengers and nine crew on board the Ukrainian International Airlines flight to Kyiv.

The OSINT experts cataloged and mapped some of the debris of the Ukrainian passenger jet and claim that some debris from Boeing 737-800 shows signs of a missile strike.





Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7931
  • Recebeu: 1018 vez(es)
  • Enviou: 355 vez(es)
  • +501/-4238
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #110 em: Janeiro 09, 2020, 11:44:57 am »
dia 2...

https://defence-blog.com/news/ukrainian-passenger-jet-crashed-after-being-hit-by-iranian-tor-m1-missile.html?fbclid=IwAR1gGehAiU4sp1Y40FVZQnElMFt2AxQUtUnVjip61nXGN-KtUyxCvmItrvE

Citar
Ukrainian passenger jet probably crashed after being hit by a Russian-made Tor-M1 missile over Parand and crashed in the town of Khalaj Abad.

Ukrainian International Airlines flight PS752, en route from Tehran to Kyiv, with 176 people on board has crashed in Iran just minutes after take-off from Imam Khomeini International Airport, and officials say there is no chance of finding survivors.

A Ukrainian Boeing 737-800 went down just minutes after taking off from Tehran’s airport at 06:12 local time (02:42 GMT). Three Britons and 63 Canadians were among the 168 passengers and nine crew on board the Ukrainian International Airlines flight to Kyiv.

The OSINT experts cataloged and mapped some of the debris of the Ukrainian passenger jet and claim that some debris from Boeing 737-800 shows signs of a missile strike.





Saudações

Especulação minha:

1 - 63 canadianos entre os mortos. A nacionalidade canadiana é muito utilizada pela Mossad como fachada. Alguém está a limpar a casa?
2 - Numa situação destas há a "coincidência" de um terramoto próximo de uma central nuclear? Na minha opinião é demasiada coincidência;

Ficam algumas questões que carecem de resposta. Responda quem souber:

Q !4pRcUA0lBE 13 May 2018 - 2:39:18 AM

“A group representing German trade interests said the US decision to withdraw from the deal will hit German companies and urged the EU to protect their interests. Trade between Germany and Iran reached 3.4 billion euros ($4 billion) last year, according to BGA, another foreign trade association.” What about Total S.A.? Total S.A. is a French multinational integrated oil and gas company and one of the seven "Supermajor" oil companies in the world. http://www.iran-daily.com/News/214793.html📁 Who recently visited the WH? What was their purpose? Coincidence? What about the safety & security of the world? What about preventing Iran Nuclear capabilities? Fake News. Will the EU resort to protecting the deal so the money flow remains in place? Why is Kerry in the EU? Will the US be forced to ban and declare certain EU countries off limits? Who controls elected leaders? Who do elected leaders report to? Pickle. Will Iran expose the names of corrupt officials? Pickle. Will the US expose the names of corrupt officials + con deal? We await your answer [48]. On Guard. Q"
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +271/-165
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #111 em: Janeiro 09, 2020, 12:36:53 pm »
dia 2...

https://defence-blog.com/news/ukrainian-passenger-jet-crashed-after-being-hit-by-iranian-tor-m1-missile.html?fbclid=IwAR1gGehAiU4sp1Y40FVZQnElMFt2AxQUtUnVjip61nXGN-KtUyxCvmItrvE

Citar
Ukrainian passenger jet probably crashed after being hit by a Russian-made Tor-M1 missile over Parand and crashed in the town of Khalaj Abad.

Ukrainian International Airlines flight PS752, en route from Tehran to Kyiv, with 176 people on board has crashed in Iran just minutes after take-off from Imam Khomeini International Airport, and officials say there is no chance of finding survivors.

A Ukrainian Boeing 737-800 went down just minutes after taking off from Tehran’s airport at 06:12 local time (02:42 GMT). Three Britons and 63 Canadians were among the 168 passengers and nine crew on board the Ukrainian International Airlines flight to Kyiv.

The OSINT experts cataloged and mapped some of the debris of the Ukrainian passenger jet and claim that some debris from Boeing 737-800 shows signs of a missile strike.





Saudações

Especulação minha:

1 - 63 canadianos entre os mortos. A nacionalidade canadiana é muito utilizada pela Mossad como fachada. Alguém está a limpar a casa?
2 - Numa situação destas há a "coincidência" de um terramoto próximo de uma central nuclear? Na minha opinião é demasiada coincidência;

Ficam algumas questões que carecem de resposta. Responda quem souber:

Q !4pRcUA0lBE 13 May 2018 - 2:39:18 AM

“A group representing German trade interests said the US decision to withdraw from the deal will hit German companies and urged the EU to protect their interests. Trade between Germany and Iran reached 3.4 billion euros ($4 billion) last year, according to BGA, another foreign trade association.” What about Total S.A.? Total S.A. is a French multinational integrated oil and gas company and one of the seven "Supermajor" oil companies in the world. http://www.iran-daily.com/News/214793.html📁 Who recently visited the WH? What was their purpose? Coincidence? What about the safety & security of the world? What about preventing Iran Nuclear capabilities? Fake News. Will the EU resort to protecting the deal so the money flow remains in place? Why is Kerry in the EU? Will the US be forced to ban and declare certain EU countries off limits? Who controls elected leaders? Who do elected leaders report to? Pickle. Will Iran expose the names of corrupt officials? Pickle. Will the US expose the names of corrupt officials + con deal? We await your answer [48]. On Guard. Q"

Vídeo a circular na net que afirmam ser do avião em questão antes de cair:
https://iran.liveuamap.com/en/2020/8-january-another-video-circulating-on-social-media-claiming

Lista de passageiros:
https://www.flyuia.com/uk/en/news/2020/flight-ps752-passenger-list

Já podemos acabar com as teorias da conspiração bacocas?

 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11690
  • Recebeu: 2371 vez(es)
  • Enviou: 6410 vez(es)
  • +402/-244
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #112 em: Janeiro 09, 2020, 12:50:42 pm »
A lista de passageiros do 737 seria interessante de analisar. Acidente ou mais outra conspiração?

Pessoalmente e apesar de não perceber nada do assunto, acho que foi acidente, o acidente deu-se 2 minutos depois do avião descolar, pelo que consta já esta a arder antes da colisão com o chão.

Para mim ou um birdstrike, ou uma avaria no motor (foi feito a revisão 2 dias antes, e as vezes quando se mexe é quando fica alguma coisa mal feita), ou algum impacto de um objecto durante a descolagem do avião.

Não faz muito sentido ter sido abatido pelo iranianos, pois este tinha acabado de descolar do aeroporto, é fácil perceber a origem.

O mesmo se passa com o terramoto ao "pé" da central nuclear, o epicentro foi a 10 km de profundidade, o que torna impossível ser de origem não natural.

Pela mesma lógica, será que os sismos frequentes no Faial ao "pé" da base das Lajes são provocados para afectar a forças americanas?  ::)
É que sismos e acidentes de aviação com aeronaves civis e militares é comum no Irão.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9760
  • Recebeu: 1732 vez(es)
  • Enviou: 2129 vez(es)
  • +323/-284
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #113 em: Janeiro 09, 2020, 01:17:05 pm »
Isto é tudo "show off", parece-me, para ficarem todos bem na fotografia

Uma guerra em que o único morto é um general, deve ser o sonho de todos os soldados rasos lolol.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, HSMW

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6171
  • Recebeu: 2403 vez(es)
  • Enviou: 544 vez(es)
  • +660/-476
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #114 em: Janeiro 09, 2020, 01:47:47 pm »
Confirma-se que o avião foi atingido pelo míssil Tor?

Vídeo a circular na net que afirmam ser do avião em questão antes de cair:
https://iran.liveuamap.com/en/2020/8-january-another-video-circulating-on-social-media-claiming

Lista de passageiros:
https://www.flyuia.com/uk/en/news/2020/flight-ps752-passenger-list

Já podemos acabar com as teorias da conspiração bacocas?



Esse vídeo não mostra muito mais que o outro, só vemos quando o avião já está em chamas, não vemos o início da "combustão". A lista de passageiros com os nomes apenas confirma que era tudo duplas nacionalidades. Quanto às intenções de algum/alguns dos passageiros, nada se sabe. Até haver confirmação se a aeronave foi mesmo abatida por um míssil, só se pode especular se caso foi este o sucedido, o que levou a acontecer.

Edit:
https://twitter.com/BabakTaghvaee/status/1215259840504848384

Será esta informação verdadeira?
« Última modificação: Janeiro 09, 2020, 01:52:22 pm por dc »
 

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +271/-165
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #115 em: Janeiro 09, 2020, 03:36:51 pm »
Confirma-se que o avião foi atingido pelo míssil Tor?

Vídeo a circular na net que afirmam ser do avião em questão antes de cair:
https://iran.liveuamap.com/en/2020/8-january-another-video-circulating-on-social-media-claiming

Lista de passageiros:
https://www.flyuia.com/uk/en/news/2020/flight-ps752-passenger-list

Já podemos acabar com as teorias da conspiração bacocas?



Esse vídeo não mostra muito mais que o outro, só vemos quando o avião já está em chamas, não vemos o início da "combustão". A lista de passageiros com os nomes apenas confirma que era tudo duplas nacionalidades. Quanto às intenções de algum/alguns dos passageiros, nada se sabe. Até haver confirmação se a aeronave foi mesmo abatida por um míssil, só se pode especular se caso foi este o sucedido, o que levou a acontecer.

Edit:
https://twitter.com/BabakTaghvaee/status/1215259840504848384

Será esta informação verdadeira?

A causa da queda do avião ainda não é conhecida, mas já vejo aqui pessoas a falar em Mossad e coincidências de terramotos... é a isso que me refiro quando falo de teorias da conspiração.
Quer tenha sido um problema do avião, quer tenha sido um abate do avião, estar a avançar teorias absurdas não nos traz mais perto da verdade. Irá haver uma investigação em que o Canadá, a Suécia e a Ucrânia farão parte da equipa de investigadores (segundo a lei internacional a Boeing tanbém fará parte das investigações, mas o iranianos não querem dar as caixas negras à Boeing), e de certeza que iremos saber o que aconteceu, sem que seja necessário especulação a roçar doenças mentais.
 

*

asalves

  • Especialista
  • ****
  • 1110
  • Recebeu: 468 vez(es)
  • Enviou: 124 vez(es)
  • +300/-130
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #116 em: Janeiro 09, 2020, 04:31:02 pm »
Eu da minha parte secalhar expressei-me mal.

Mas o que estava a dizer é que as teorias da conspiração não fazem sentido.

O terramoto foi a 10km de profundidade, logo é impossível ter sido provocado por mão humana.

O avião caiu 2 minutos depois de ter descolado, quando caiu já vinha a arder no ar e os pilotos já tinha dado meia volta ao avião indicando que estavam a tentar voltar ao aeroporto.

Ou seja podemos pressupor que que a falha que provocou o incêndio (provavelmente falha de motor, impacto objecto, birdstrike, ...) aconteceu durante a descolagem (altura mais critica pois o avião está a ganhar altitude e velocidade, o que não sobre muita margem para erros ou correções).

A meu ver a teoria do ataque com míssil é meio parva, pois não faz muito sentido, na altura do impacto o avião estaria muito baixo e numa zona habitual de tráfego civil para alguém se ter confundido com um inimigo, e se houvesse intenção de abater o avião o mais inteligente seria esperar que ele tivesse próximo da Síria ou noutra zona e alegar que tinha sido o inimigo que se confundiu (semelhante a troca de acusações entre Rússia e Ucrânia num caso semelhante no passado)

Para mim não passa de uma coincidência, acho mais provável alguma coisa ter ficado mal feita na ultima revisão (que ocorreu 2 dias antes do acidente) e que tenha dado barraca do que outra teoria qualquer.
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7931
  • Recebeu: 1018 vez(es)
  • Enviou: 355 vez(es)
  • +501/-4238
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #117 em: Janeiro 09, 2020, 04:34:18 pm »
, e de certeza que iremos saber o que aconteceu, sem que seja necessário especulação a roçar doenças mentais.

 ;)
Sabes largo.
Larguete.
O tempo o dirá
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1697
  • Recebeu: 567 vez(es)
  • Enviou: 357 vez(es)
  • +281/-4314
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #118 em: Janeiro 09, 2020, 04:44:17 pm »
Independentemente do prisma pelo qual se veja isto, existe um ponto unanime. Um Estado teve bolas para atacar instalações militares americanas, apesar de todas as ameaças. Tirem as ilações, porque acredito que muitos governos estão a tirar ilações também.
Depois do que se passou, na Arabia Saudita, onde os sistemas AA não detectaram/interceptaram o ataque à refinaria, aqui temos também uma situação bastante curiosa; Onde está a AA americana? A acreditar nos relatos, como é que nem sequer as sirenes de alarme soaram antes dos misseis começarem a estourar dentro do perímetro das bases?

Creio que os próximos tempos vão ser bons para a industria de defesa russa, especialmente os fabricantes de sistemas AA.

Era preciso que existissem Patriots nas bases em questão, o que, segundo informações avançadas, não era o caso:
https://www.washingtonexaminer.com/policy/defense-national-security/they-cant-be-everywhere-at-once-why-patriot-missile-interceptors-were-not-used-during-iran-missile-strike

O alarme foi lançado e os militares estavam todos em posições seguras quando os iranianos lançaram os primeiros mísseis:
https://www.nytimes.com/2020/01/08/us/politics/trump-iran-suleimani.html?auth=login-google

A procura pelos sistemas AA russos é grande e a sua qualidade é inegável, mas não me parece que este seja um caso em que vá modificar a sua procura...

Ah, percebo. Vejam lá se se decidem, ou não interceptaram porque não quiseram gastar dinheiro nos misseis quando já sabiam que não iam matar ninguém (alta fé na precisão da tecnologia de misseis iraniana) ou não interceptaram porque não podem ter baterias de misseis em todo o lado e o ataque iraniano passou pelos buracos da malha (alta fé na inteligência iraniana). É que eu sou um bocado primário e só consigo processar uma coisa de cada vez (ao contrario dos misseis iranianos que conseguem escolher os edifícios vazios nas bases de modo a não destruir equipamento nenhum, nem matar ninguém) Aliás, ainda mais incrível, a maior potencia militar do planeta foge/retira/evacua ou o que raio lhe quiserem chamar, das suas bases e isto é tudo combinado…..

Quanto ao elefante no meio da sala, parece que ninguém o quer ver, ou não o vê mesmo. Já vai para mais de 10 anos que aqui, neste fórum, disse que a Europa tinha de mudar a sua politica de subserviência ao americanos para o ME porque o triangulo Washington - Telavive - Riade iria ser substituído pelo de Moscovo - Ancara - Teerão. Ou acompanhávamos a mudança, garantindo um lugar de influência, ou ficávamos "agarrados ao p@u" pois os nossos "aliados" estão a um oceano de distância e não estão dependentes de energia como nós estamos, como tal, a instabilidade e todos os ónus dela, cairiam sobre nós.
Agora, chegamos ao ponto em que um país ataca directamente bases americanas, isto após todas as ameaças de que qualquer acção contra americanos ou instalações americanas seria seguido de "terrível retaliação" e nesse ataque destrói toda uma serie de infraestrutura e sabe-se lá mais o quê. Normalíssimo e tudo combinado, nos últimos 100 anos temos montes de exemplos desses.
As fotografias satélite dos estragos estão na net. Vejam as expressões dos altos quadros militares americanos durante as entrevistas e o que eles vão deixando sair.
 

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +271/-165
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #119 em: Janeiro 09, 2020, 06:07:36 pm »
Independentemente do prisma pelo qual se veja isto, existe um ponto unanime. Um Estado teve bolas para atacar instalações militares americanas, apesar de todas as ameaças. Tirem as ilações, porque acredito que muitos governos estão a tirar ilações também.
Depois do que se passou, na Arabia Saudita, onde os sistemas AA não detectaram/interceptaram o ataque à refinaria, aqui temos também uma situação bastante curiosa; Onde está a AA americana? A acreditar nos relatos, como é que nem sequer as sirenes de alarme soaram antes dos misseis começarem a estourar dentro do perímetro das bases?

Creio que os próximos tempos vão ser bons para a industria de defesa russa, especialmente os fabricantes de sistemas AA.

Era preciso que existissem Patriots nas bases em questão, o que, segundo informações avançadas, não era o caso:
https://www.washingtonexaminer.com/policy/defense-national-security/they-cant-be-everywhere-at-once-why-patriot-missile-interceptors-were-not-used-during-iran-missile-strike

O alarme foi lançado e os militares estavam todos em posições seguras quando os iranianos lançaram os primeiros mísseis:
https://www.nytimes.com/2020/01/08/us/politics/trump-iran-suleimani.html?auth=login-google

A procura pelos sistemas AA russos é grande e a sua qualidade é inegável, mas não me parece que este seja um caso em que vá modificar a sua procura...

Ah, percebo. Vejam lá se se decidem, ou não interceptaram porque não quiseram gastar dinheiro nos misseis quando já sabiam que não iam matar ninguém (alta fé na precisão da tecnologia de misseis iraniana) ou não interceptaram porque não podem ter baterias de misseis em todo o lado e o ataque iraniano passou pelos buracos da malha (alta fé na inteligência iraniana). É que eu sou um bocado primário e só consigo processar uma coisa de cada vez (ao contrario dos misseis iranianos que conseguem escolher os edifícios vazios nas bases de modo a não destruir equipamento nenhum, nem matar ninguém) Aliás, ainda mais incrível, a maior potencia militar do planeta foge/retira/evacua ou o que raio lhe quiserem chamar, das suas bases e isto é tudo combinado…..

Quanto ao elefante no meio da sala, parece que ninguém o quer ver, ou não o vê mesmo. Já vai para mais de 10 anos que aqui, neste fórum, disse que a Europa tinha de mudar a sua politica de subserviência ao americanos para o ME porque o triangulo Washington - Telavive - Riade iria ser substituído pelo de Moscovo - Ancara - Teerão. Ou acompanhávamos a mudança, garantindo um lugar de influência, ou ficávamos "agarrados ao p@u" pois os nossos "aliados" estão a um oceano de distância e não estão dependentes de energia como nós estamos, como tal, a instabilidade e todos os ónus dela, cairiam sobre nós.
Agora, chegamos ao ponto em que um país ataca directamente bases americanas, isto após todas as ameaças de que qualquer acção contra americanos ou instalações americanas seria seguido de "terrível retaliação" e nesse ataque destrói toda uma serie de infraestrutura e sabe-se lá mais o quê. Normalíssimo e tudo combinado, nos últimos 100 anos temos montes de exemplos desses.
As fotografias satélite dos estragos estão na net. Vejam as expressões dos altos quadros militares americanos durante as entrevistas e o que eles vão deixando sair.

Os misseis usados pelo Irão foram o Fateh-110 e o Qiam-1 (misseís balisticos), cujas trajectórias são bastante previsíveis e portanto mais fáceis de interceptar pelos sistemas Patriot. No entanto os Patriot têm um alcance de intercepção limitado contra este tipo de mísseis (ca. de 35km). Os americanos não têm a quantidade de sistemas Patriot no Médio Oriente suficientes para cobrir todas as suas bases. Mas a sua rede de satélites consegue rapidamente localizar o disparo de misseís balísticos. Se os americanos não estivessem já avisados, na melhor das hipóteses desde o disparo até atingir a base (o míssil viaja a cerca de Mach 3.5) e pensando que o disparo seria a relativa distância da fronteira cerca de 5mins para se protegerem no bunker. A probabilidade de mortes seria bastante alta.

A estupidez da administração Trump é manifesta. Ainda ninguém nos EUA, quanto mais nos países aliados, conseguiu perceber este acto completamente irracional de matar o Soleimani. Até os israelitas, sempre tão afoitos a iniciar um conflicto com o Irão, se demarcaram imediatamente da situação.

Esse triangulo de que falas é giro, e até pode vir um dia a materializar-se, mas não é num futuro próximo. Primeiro porque a Turquia teme os russos há mais de 2 séculos e vê como ameaça à sua existência o domínio do Mar Negro e do Mediterrâneo Oriental pelos russos. Aliás, a Rússia vendo-se como a terceira Roma sempre teve o objectivo histórico de libertar Constantinopla (e não penses que o objectivo mudou). Além disso um domínio da Rússia do Médio Oriente  e potencialmente dos países eslavos dos Balcãs isolaria por completo a Turquia que ficaria rodeada de inimigos tradicionais.
Também o Irão não esquece que a Rússia é tão perigosa para a sua independência como o Ocidente. Os russos tiveram durante muitos anos o intuito de chegar ao Oceano Indico através do Irão. E na Segunda Guerra os soviéticos e os britânicos chegaram mesmo a invadir o Irão para prevenir que este se juntasse às potências do Eixo.
Na Síria os turcos, iranianos e russos não se conseguem entender, por muito que o Erdogan goste de aparecer ao lado do Putin. Os russos e os iranianos não se entendem relativamente ao futuro da Síria. E, por exemplo na Líbia, os interesses turcos são contrários aos interesses russos.