Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'

  • 158 Respostas
  • 34992 Visualizações
*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6311
  • Recebeu: 2570 vez(es)
  • Enviou: 562 vez(es)
  • +689/-485
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #135 em: Janeiro 12, 2020, 02:02:36 pm »
Então não foram as armas electromagnéticas do americanos?!
Isto assim não tem piada... >:(

Então não chega que para os Iranianos a assinatura de radar de um avião civil seja a mesma que a de um míssil de cruzeiro (Tomahawk)?  ::)
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 3080
  • Recebeu: 1757 vez(es)
  • Enviou: 905 vez(es)
  • +2838/-2787
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #136 em: Janeiro 12, 2020, 02:33:40 pm »
Para o Blackferdy, os culpados são sempre os americanos, de acordo com as inúmeras fontes independentes (Daniel Estulin)!!!!!

Os americanos até conseguem a proeza que terem EMP no Iraque, mas não têem defesa AA para se defenderem dos mísseis do Irão?!?!?

Mesmo que os próprios iranianos tenham assumido que foram eles os responsáveis, os americanos são os culpados.

Quanto aos interesses internacionais, existe uma troika mundial que disputa país a país, os seus recursos, negócios, etc, etc:
EUA, Rússia e China. Esta última vai ultrapassar os 2 primeiros sem margem para dúvidas. Em termos militares será a mais fraca, mas a sua economia é de tal forma forte que eu não vejo como é que a Rússia e EUA conseguem fazer-lhe frente.

Ao contrário do que nós tugas pensamos, o perigo não vem da troika (UE, FMI e BCE), o perigo vem da troika EUA, Rússia e China que esses sim estão mais do que interessados em acabarem com a UE, porque é mais fácil lidarem com cada país individualmente do que com 28 em bloco!!!!!!

Já agora sabem porque é que começou a 2ª Guerra do Iraque?
A desculpa eram as armas de destruição maciça mas a realidade é que o Saddam queria vender petróleo noutras moedas para além do dólar, especialmente em euros!!!!!
https://books.google.pt/books?id=hJEvDgAAQBAJ&pg=PT34&lpg=PT34&dq=saddam+queria+negociar+petr%C3%B3leo+em+euros&source=bl&ots=qDnfVAnlFQ&sig=ACfU3U0gGgISJ8Otpk6jr1vnc0BMC_Mprg&hl=pt-PT&sa=X&ved=2ahUKEwjo-rbYo_7mAhW0BGMBHQzLCAkQ6AEwAHoECAkQAQ#v=onepage&q=saddam%20queria%20negociar%20petr%C3%B3leo%20em%20euros&f=false
« Última modificação: Janeiro 12, 2020, 02:35:26 pm por Viajante »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, HSMW

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11842
  • Recebeu: 2458 vez(es)
  • Enviou: 6649 vez(es)
  • +409/-253
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #137 em: Janeiro 12, 2020, 05:15:51 pm »

Análise às defesas iranianas e possibilidades em caso de conflito.
Publicado em maio de 2019 e surpreendentemente actual.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 7446
  • Recebeu: 2381 vez(es)
  • Enviou: 912 vez(es)
  • +3978/-4809
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #138 em: Janeiro 12, 2020, 09:40:43 pm »
Eis porque sempre defendi a suspensão de voos civis em zonas de conflito.

https://www.msn.com/pt-pt/noticias/mundo/ir%c3%a3o-soldado-confundiu-avi%c3%a3o-ucraniano-com-um-m%c3%adssil-de-cruzeiro/ar-BBYR2Pi?ocid=sf

Citar
O comandante da brigada aeroespacial dos Guardas da Revolução iranianos assumiu este sábado a "responsabilidade total" pela queda do Boeing 737 ucraniano, abatido com 176 pessoas a bordo perto de Teerão pelas forças armadas iranianas na quarta-feira.

Assumo a responsabilidade total" por esta catástrofe, afirmou o general Amirali Hajizadeh, numa declaração transmitida pela televisão, adiantando que "preferia ter morrido do que assistir a tal acidente".

O operador do míssil que abateu o Boeing ucraniano em Teerão abriu fogo sem poder obter a confirmação de uma ordem de tiro devido a uma "interferência" nas telecomunicações, disse o general iraniano.

O soldado confundiu o avião com um "míssil de cruzeiro" e teve "10 segundos" para decidir, declarou o general.

As 176 pessoas que seguiam a bordo do avião ucraniano morreram.

As forças armadas iranianas afirmaram que confundiram o avião de passageiros ucraniano com um alvo hostil momentos depois do ataque do Irão com mísseis balísticos contra duas bases militares no Iraque que albergavam tropas norte-americanas.

O ataque do Irão foi uma retaliação pela morte do general iraniano Qassem Soleimani num ataque aéreo dos Estados Unidos no Iraque.



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11842
  • Recebeu: 2458 vez(es)
  • Enviou: 6649 vez(es)
  • +409/-253
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #139 em: Janeiro 12, 2020, 10:15:44 pm »
Agora a culpa é do soldado...
Com um sistema de armas moderno como é o Tor em que se percebe facilmente a diferença entre um avião a subir e um míssil a descer.
Perto de um aeroporto que cria mais detecções de voos civis que misseis de cruzeiro, logo as ROE são mais rigorosas.
E que devido a uma "interferência" nas comunicações fez exactamente o que não se deve fazer...


Vão-se lá lixar...
« Última modificação: Janeiro 12, 2020, 10:43:04 pm por HSMW »
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6311
  • Recebeu: 2570 vez(es)
  • Enviou: 562 vez(es)
  • +689/-485
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #140 em: Janeiro 12, 2020, 11:22:26 pm »
Podiam não ter interpretado o "míssil a descer" mas sim o míssil a voar a baixa altitude como é normal nos mísseis de cruzeiro. No entanto certamente que a assinatura de radar de um míssil de cruzeiro seja consideravelmente menor que a de um Boeing 737... Calculo também que a velocidade de um avião que tenha acabado de descolar à poucos minutos seja a mesma que a de um míssil de cruzeiro subsónico.

A realidade para mim parece-me que estavam "trigger happy" depois de baterem à porta nas duas bases americanas, porque se esperava uma retaliação americana que não se sucedeu, felizmente.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6311
  • Recebeu: 2570 vez(es)
  • Enviou: 562 vez(es)
  • +689/-485
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1705
  • Recebeu: 571 vez(es)
  • Enviou: 360 vez(es)
  • +281/-4408
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #142 em: Janeiro 13, 2020, 07:42:59 pm »
Na minha opinião os grandes blocos de poder estão a trabalhar em conjunto mas com muito teatro e a colaborar no desmantelamento de uma estrutura financeira internacional, mafiosa que domina as nações. Que será a estrutura que também domina e asfixia Portugal.
Esse "trabalho em equipa" pode muito bem significar o redefinir de áreas de influência.

Esta é a minha leitura das coisas com base no passado recente.
Todavia, confesso que também há um pouco de fé nesta visão.
E eu não sou padre  ;) nem alinho em idolatrias por este ou por aquele líder.

Todavia, o facto de não estar a ocorrer escalada no conflito parece indicar que a coisa não será assim tão disparatada.

É por aí caro Luso.

E para os outros caros camaradas de fórum,

Porque razão os Sauditas entabuaram conversações com o Irão, conversações essas criticas ao ponto de o Irão enviar o seu maior trunfo e os americanos terem de exterminar o gajo mesmo significando colocar os israelitas na frente de uma retaliação que, pelo seu exíguo território, significaria uma hecatombe? (Sim, os israelitas foram apanhados de surpresa)

Porque razão, os lideres regionais apressaram-se a enviar emissários a Teerão, Putin vai à Turquia e, logo de seguida, Merkel viaja para Moscovo?

Porque razão o PM iraquiano está demissionário e os contractos chorudos a favor dos americanos (pesquisem lá bem o que é que os americanos exigiam) foram entregues a chineses? E agora com a exigência para que os GI's saiam do Iraque, qual foi mesmo a noticia/ameaça no WSJ?

E os Russos e Turcos chegaram a um entendimento sobre a Líbia, não foi? Deixo adivinhar para onde vão virar agora as atenções.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, HSMW

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 3080
  • Recebeu: 1757 vez(es)
  • Enviou: 905 vez(es)
  • +2838/-2787
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #143 em: Janeiro 15, 2020, 01:54:17 am »
Avião ucraniano abatido por 2 misseis:


https://twitter.com/AlArabiya/status/1217142201974755335/video/1

Difícil sustentar a tese do erro ou falha de comunicação, não?
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 11842
  • Recebeu: 2458 vez(es)
  • Enviou: 6649 vez(es)
  • +409/-253
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #144 em: Janeiro 15, 2020, 02:01:55 am »
Bem eu disse...
E agora, porquê?
Voto na possibilidade de ter sido para eliminar certos passageiros.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

asalves

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 492 vez(es)
  • Enviou: 130 vez(es)
  • +301/-140
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #145 em: Janeiro 15, 2020, 12:58:32 pm »
Avião ucraniano abatido por 2 misseis:


https://twitter.com/AlArabiya/status/1217142201974755335/video/1

Difícil sustentar a tese do erro ou falha de comunicação, não?

Secalhar sou eu que não percebo nada disto, mas como é que isso prova que o animal que carregou no botão não se enganou?
 

*

Lusitan

  • Analista
  • ***
  • 702
  • Recebeu: 331 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +271/-168
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #146 em: Janeiro 15, 2020, 01:37:46 pm »
Os ucranianos estão a tentar culpar os russos (quem imaginaria?  ;D):

https://www.unian.info/world/10828298-think-tank-points-to-tor-launcher-s-failure-to-identify-ps752-as-civilian-aircraft.html?utm_source=unian&utm_medium=related_news&utm_campaign=related_news_in_post

On January 9, 2020, Tehran Airport's online schedule indicated that a number of other civilian aircraft had taken off starting 05:23 local time before PS752 departure on 06:13 with intervals of eight to 33 minutes. Thus, the air defense launcher crew should have seen "targets" similar to PS752 between 4:32 and 06:12. The FlightRadar24 data illustrates an identical altitude gain for five airplanes that took off during this timeframe.


https://www.unian.info/world/10829891-russia-could-remotely-control-missile-launcher-that-brought-down-ps752-media.html

"Russian intelligence has deeply penetrated the IRGC with human assets. While we have no knowledge as for the exact modification of the TOR launcher involved, Russia was technologically able to remotely interfere with the system's operation. It is possible that the crew at the scene did not interfere with the launcher's work at all and whatever their actions, the system made that strike. Remote target locking and a remote command to launch missiles are also possible from the territory of the country of origin, that is, from Russia. I remind you that they once 'landed' a Polish plane beyond the runway, and that was back in 2010," the expert notes. The possibility of remote interference in the work of TOR AA system in Iran is also confirmed by military observer with Defense Express, ex-spokesman for Ukroboronprom Oleh Katkov, who noted that since the day the plane was downed, Russia had been carrying out a systemic information campaign to rule out own involvement in the crash.

 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6311
  • Recebeu: 2570 vez(es)
  • Enviou: 562 vez(es)
  • +689/-485
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #147 em: Janeiro 15, 2020, 03:26:18 pm »
Avião ucraniano abatido por 2 misseis:


https://twitter.com/AlArabiya/status/1217142201974755335/video/1

Difícil sustentar a tese do erro ou falha de comunicação, não?

Secalhar sou eu que não percebo nada disto, mas como é que isso prova que o animal que carregou no botão não se enganou?

Bom, no caso da NATO, o padrão (em navios) para abater mísseis anti-navio/de cruzeiro é disparar 2 mísseis AA por alvo, certo? Neste caso apesar de não terem sido lançados em simultâneo, e apesar de eu duvidar que tenham esse padrão em defesas terrestres, pode ter-se dado o caso de terem disparado o primeiro e visto que o "alvo" continuou a voar, dispararam o segundo para se certificar que o alvo era abatido.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 6311
  • Recebeu: 2570 vez(es)
  • Enviou: 562 vez(es)
  • +689/-485
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #148 em: Janeiro 18, 2020, 02:00:29 pm »
Citar
Abedzadeh, the head of Iran’s national aviation department, said that by law there is “full coordination” between the country’s air defenses and the civil aviation system. He said it is “absolutely impossible” that the armed forces would shoot down a civilian plane.
--- CNBC, "Iran denies missile downed plane, calls for data", 10 Jan 2020


Citar
...we can state it with certainty that no missile has hit this airplane. The plane was flying for over 1.5 minutes while it was on fire, and the crash site shows the pilot had decided to return [to the airport],” Abedzadeh said.
--- Press TV, "Ukraine foreign minister says Iran cooperating in plane crash probe", 10 Jan 2020


Citar
[Iran's Government spokesman Ali Rabiei] roundly dismissed the Pentagon’s allegations that missiles downed the Ukrainian jet. “No one will assume responsibility for such a big lie once it is known that the claim is fraudulent,” he said.
“It is unfortunate that the psychological operation of the US government, and those supporting it knowingly and unknowingly, are adding insult to the injury of the bereaved families and victimizing them for certain goals by propagating such fallacies,” he added.
--- Press TV, "Iran says is certain no missile hit Ukrainian plane before crash", 10 Jan 2020

Graças a Deus que os 2 mísseis lançados contra o avião, capturados em vídeo, não eram mísseis, deviam ser os jantares para servirem durante o voo que se esqueceram em terra... Haja um bocado de bom senso se faz favor.

Quanto aos 11 feridos, há que definir feridos. Nos desportos de combate também sofrem concussões, são "knocked out", e não vêm dizer que estão "feridos". Muitos poderão entender feridos como alguém ter sofrido danos físicos visíveis. Também é de tomar com um "pinch of salt" vinda esta informação de um alto cargo militar americano, podem também ter algum interesse em tornar mais séria a situação do que já é, para justificar algum tipo de retaliação. Daria mais importância se fosse um comandante da base a passar esta informação, pois este não teria interesse nenhum em que começasse uma guerra, estando ele e os seus soldados na linha da frente.

Quanto aos 2 militares (mecânicos) encontrados mortos na Alemanha... pode ser tanta coisa, desde envenenamento, a overdose de alguma substância ilícita, intoxicação alimentar, uma doença mal curada, etc. Não me parece é que haja grandes pontos a unir entre o caso no Irão e o caso na Alemanha.
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 2168
  • Recebeu: 728 vez(es)
  • Enviou: 2325 vez(es)
  • +388/-41
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #149 em: Janeiro 20, 2020, 05:19:02 pm »
As lanchas da IRGC que respeitem o MARLIN - WS 30mm dos nossos NPO (os que têm, claro) e os seus sensores ("decentes" nenhum tem)...

8 European states back naval force to patrol Strait of Hormuz

'New commitments' to the maritime force are expected in the coming days

The French foreign ministry said Monday that eight European Union nations had given their support for a new naval patrol to help avoid potential conflicts in the Strait of Hormuz, the strategically critical entry to the Persian Gulf.

Belgium, Denmark, France, Germany, Greece, Italy, the Netherlands and Portugal backed the new force, though the ministry did not say how many ships would be involved, or when they would begin operations.

The move comes amid escalating tensions in the region, especially between Iran and the United States, that have sparked attacks on tankers and other conflicts in a crucial zone for oil shipping.

“For months this situation has jeopardised freedom of navigation and the security of both European and foreign ships and crews,” the ministry said in a statement.

The E.U. initiative also underscores the bloc’s goal of acting separately from the U.S., which launched its own operation alongside allies last November to protect shipping in Gulf waters. Although the United Kingdom has joined the new U.S.-led coalition, other European governments have declined to take part, fearful of undermining their efforts to save the landmark 2015 nuclear accord with Iran.

France and its European allies are hoping to distance themselves from U.S. President Donald Trump in order to save the deal curtailing Iran’s nuclear program.

Trump abandoned the accord in 2018 and imposed economic sanctions against Iran, rekindling a smouldering conflict that led to strikes on cargo ships as well as Saudi Arabian oil facilities.

France, Denmark, Greece and the Netherlands have already confirmed they will contribute to the patrols, which will be based in the United Arab Emirates, and “new commitments” are expected in the coming days, the ministry said.

In November, French Armed Forces Minister Florence Parly said a European-led maritime mission to monitor the Gulf would be stationed at the French naval base in Abu Dhabi.
« Última modificação: Janeiro 20, 2020, 06:06:11 pm por LM »
Quidquid latine dictum sit, altum videtur