KC-390 na FAP

  • 1843 Respostas
  • 165078 Visualizações
*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1866
  • Recebeu: 417 vez(es)
  • Enviou: 1929 vez(es)
  • +148/-21
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1785 em: Janeiro 15, 2022, 01:10:26 am »
Os Açores já deviam ter algum tipo de sensores de alerta com americanos lá ou não.
Mas voltando ao assunto, se sair do programa ia custar-nos caro, ao menos pegava-mos na encomenda e passava-mos de 5 para 3 Ká-cês e punha o resto do dinheiro para ir buscar 2 Atlas se fosse possivél.
É que aparentemente gostam de gozar, mas eu tambem sei dar gozo.
Mas já se sabe que os compadrios falam mais alto.
 >:(
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, Subsea7

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3854
  • Recebeu: 3034 vez(es)
  • Enviou: 1797 vez(es)
  • +4447/-2035
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1786 em: Janeiro 15, 2022, 11:41:58 am »
Os Açores já deviam ter algum tipo de sensores de alerta com americanos lá ou não.
Mas voltando ao assunto, se sair do programa ia custar-nos caro, ao menos pegava-mos na encomenda e passava-mos de 5 para 3 Ká-cês e punha o resto do dinheiro para ir buscar 2 Atlas se fosse possivél.
É que aparentemente gostam de gozar, mas eu tambem sei dar gozo.
Mas já se sabe que os compadrios falam mais alto.
 >:(

Pois é, além de ficarmos com uma verdadeira ave rara nas mãos, e com tudo o que esse facto acarreta, há ainda o receio - ou perigo - de ser igualmente um elefante branco.

E pensar que tudo isto estaria mais do que despachado se tivéssemos tomado o simples passo lógico de progredir do C-130H clássico para o C-130J Super Hercules... ::)
« Última modificação: Janeiro 15, 2022, 11:43:20 am por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, tenente, Stalker79, Subsea7

*

Subsea7

  • Membro
  • *
  • 246
  • Recebeu: 83 vez(es)
  • Enviou: 189 vez(es)
  • +199/-324
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1787 em: Janeiro 15, 2022, 11:50:24 am »
Os Açores já deviam ter algum tipo de sensores de alerta com americanos lá ou não.
Mas voltando ao assunto, se sair do programa ia custar-nos caro, ao menos pegava-mos na encomenda e passava-mos de 5 para 3 Ká-cês e punha o resto do dinheiro para ir buscar 2 Atlas se fosse possivél.
É que aparentemente gostam de gozar, mas eu tambem sei dar gozo.
Mas já se sabe que os compadrios falam mais alto.
 >:(

Pois é, além de ficarmos com uma verdadeira ave rara nas mãos, e com tudo o que esse facto acarreta, há ainda o receio - ou perigo - de ser igualmente um elefante branco.

E pensar que tudo isto estaria mais do que despachado se tivéssemos tomado o simples passo lógico de progredir do C-130H clássico para o C-130J Super Hercules... ::)

Depois do que se passou em Évora, era merecido. (então se a fábrica for para Espanha, era ainda mais).
Cps,
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8822
  • Recebeu: 4141 vez(es)
  • Enviou: 2940 vez(es)
  • +4230/-909
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1788 em: Janeiro 15, 2022, 01:02:31 pm »
Os Açores já deviam ter algum tipo de sensores de alerta com americanos lá ou não.
Mas voltando ao assunto, se sair do programa ia custar-nos caro, ao menos pegava-mos na encomenda e passava-mos de 5 para 3 Ká-cês e punha o resto do dinheiro para ir buscar 2 Atlas se fosse possivél.
É que aparentemente gostam de gozar, mas eu tambem sei dar gozo.
Mas já se sabe que os compadrios falam mais alto.
 >:(

Pois é, além de ficarmos com uma verdadeira ave rara nas mãos, e com tudo o que esse facto acarreta, há ainda o receio - ou perigo - de ser igualmente um elefante branco.

E pensar que tudo isto estaria mais do que despachado se tivéssemos tomado o simples passo lógico de progredir do C-130H clássico para o C-130J Super Hercules... ::)

O meu Amigo às vezes é muito ingênuo, então não tinham que ajudar os amigalhaços da EMB, para que eles num futuro próximo retribuissem o favor com alguns favores pessoalizados ??

Mas é mais que óbvio que se quiséssemos manter a capacidade de transporte apenas a nível tactico a escolha mais que lógica teria recaido no J, mas os interesses pessoais falaram bem mais alto que as necessidades da FAP.

Só que esta gentinha, esperta como é e percebendo pevas desta area meteu os dois pés num grande balde de trampa e, o resultado está à vista!

Mas que grande galo este, logo agora, que com eleições à  porta, é muito provavelmente, aliás, quase de certeza que o futuro MDN será outro cromo, assim o futuro do actual está um pouco, para não dizer muito, tremido, mas que pontaria. :N-icon-Axe:

Esperemos pelos próximos episódios.

Abraços
« Última modificação: Janeiro 15, 2022, 01:04:15 pm por tenente »


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Major Alvega, Charlie Jaguar

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3854
  • Recebeu: 3034 vez(es)
  • Enviou: 1797 vez(es)
  • +4447/-2035
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1789 em: Janeiro 19, 2022, 11:42:44 am »
Ou ao Ká-Cê...

Era bom, era. Não seria a primeira vez que uma aeronave já com as insígnias nacionais aplicadas seria devolvida ao remetente...





... o problema é que neste momento ninguém tem col**** para denunciar e acabar com esta brincadeira, e tenho a convicção que isto vai acabar por nos sair muito mais caro que uma qualquer indemnização por quebra contratual.

E atenção que já correm rumores do outro lado do Atlântico que apontam para que depois da venda das duas fábricas em Évora, a Embraer possa estar à procura de um comprador para a OGMA, de modo a concentrar todas as suas operações exclusivamente no Brasil. E se a primeira atitude já devia ter valido um pedido de satisfações da parte do Estado Português, se este rumor algum dia vier a ter um mínimo de fundamento, então não há qualquer razão para continuarmos com esta farsa.
« Última modificação: Janeiro 19, 2022, 11:44:27 am por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, NVF, tenente, Stalker79

*

oi661114

  • Perito
  • **
  • 352
  • Recebeu: 83 vez(es)
  • Enviou: 403 vez(es)
  • +28/-360
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1790 em: Janeiro 19, 2022, 12:13:14 pm »
Ou ao Ká-Cê...

Era bom, era. Não seria a primeira vez que uma aeronave já com as insígnias nacionais aplicadas seria devolvida ao remetente...





... o problema é que neste momento ninguém tem col**** para denunciar e acabar com esta brincadeira, e tenho a convicção que isto vai acabar por nos sair muito mais caro que uma qualquer indemnização por quebra contratual.

E atenção que já correm rumores do outro lado do Atlântico que apontam para que depois da venda das duas fábricas em Évora, a Embraer possa estar à procura de um comprador para a OGMA, de modo a concentrar todas as suas operações exclusivamente no Brasil. E se a primeira atitude já devia ter valido um pedido de satisfações da parte do Estado Português, se este rumor algum dia vier a ter um mínimo de fundamento, então não há qualquer razão para continuarmos com esta farsa.

Continuo a achar que a venda das fabricas é uma represália (ou um forcing para tentar salvar ou arranjar outra solução) pela venda da TAP Manutenção e Engenharia Brasil. Mas de qualquer maneira deveríamos cancelar a encomenda dos aviões (ou pelo menos diminuir o numero) para pagar na mesma moeda.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4902
  • Recebeu: 624 vez(es)
  • Enviou: 1190 vez(es)
  • +2413/-2882
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1791 em: Janeiro 19, 2022, 01:56:40 pm »
Ou ao Ká-Cê...

Era bom, era. Não seria a primeira vez que uma aeronave já com as insígnias nacionais aplicadas seria devolvida ao remetente...





... o problema é que neste momento ninguém tem col**** para denunciar e acabar com esta brincadeira, e tenho a convicção que isto vai acabar por nos sair muito mais caro que uma qualquer indemnização por quebra contratual.

E atenção que já correm rumores do outro lado do Atlântico que apontam para que depois da venda das duas fábricas em Évora, a Embraer possa estar à procura de um comprador para a OGMA, de modo a concentrar todas as suas operações exclusivamente no Brasil. E se a primeira atitude já devia ter valido um pedido de satisfações da parte do Estado Português, se este rumor algum dia vier a ter um mínimo de fundamento, então não há qualquer razão para continuarmos com esta farsa.

Continuo a achar que a venda das fabricas é uma represália (ou um forcing para tentar salvar ou arranjar outra solução) pela venda da TAP Manutenção e Engenharia Brasil. Mas de qualquer maneira deveríamos cancelar a encomenda dos aviões (ou pelo menos diminuir o numero) para pagar na mesma moeda.

Depende do novo governo...
 

*

asalves

  • Analista
  • ***
  • 763
  • Recebeu: 288 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +52/-13
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1792 em: Janeiro 19, 2022, 06:08:09 pm »
Ou ao Ká-Cê...

Era bom, era. Não seria a primeira vez que uma aeronave já com as insígnias nacionais aplicadas seria devolvida ao remetente...





... o problema é que neste momento ninguém tem col**** para denunciar e acabar com esta brincadeira, e tenho a convicção que isto vai acabar por nos sair muito mais caro que uma qualquer indemnização por quebra contratual.

E atenção que já correm rumores do outro lado do Atlântico que apontam para que depois da venda das duas fábricas em Évora, a Embraer possa estar à procura de um comprador para a OGMA, de modo a concentrar todas as suas operações exclusivamente no Brasil. E se a primeira atitude já devia ter valido um pedido de satisfações da parte do Estado Português, se este rumor algum dia vier a ter um mínimo de fundamento, então não há qualquer razão para continuarmos com esta farsa.

Continuo a achar que a venda das fabricas é uma represália (ou um forcing para tentar salvar ou arranjar outra solução) pela venda da TAP Manutenção e Engenharia Brasil. Mas de qualquer maneira deveríamos cancelar a encomenda dos aviões (ou pelo menos diminuir o numero) para pagar na mesma moeda.

Desculpem mas parecem gajas (sem querer ofender  ;D)

A Embraer como alguém disse, provavelmente precisa de guito, e provavelmente com a diminuição das encomendas a capacidade das fábricas de Évora podem estar subaproveitadas.

Entes negócios levam tempo a ser feitos, não é de um dia para o outro se encontra um comparador e fecha-se negocio. E não se vai por em causa um plano de anos por causa de uma azia nacionalista.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, JohnM

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1947
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 242 vez(es)
  • +109/-255
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1793 em: Janeiro 19, 2022, 08:52:45 pm »
Ou ao Ká-Cê...

Era bom, era. Não seria a primeira vez que uma aeronave já com as insígnias nacionais aplicadas seria devolvida ao remetente...





... o problema é que neste momento ninguém tem col**** para denunciar e acabar com esta brincadeira, e tenho a convicção que isto vai acabar por nos sair muito mais caro que uma qualquer indemnização por quebra contratual.

E atenção que já correm rumores do outro lado do Atlântico que apontam para que depois da venda das duas fábricas em Évora, a Embraer possa estar à procura de um comprador para a OGMA, de modo a concentrar todas as suas operações exclusivamente no Brasil. E se a primeira atitude já devia ter valido um pedido de satisfações da parte do Estado Português, se este rumor algum dia vier a ter um mínimo de fundamento, então não há qualquer razão para continuarmos com esta farsa.

Continuo a achar que a venda das fabricas é uma represália (ou um forcing para tentar salvar ou arranjar outra solução) pela venda da TAP Manutenção e Engenharia Brasil. Mas de qualquer maneira deveríamos cancelar a encomenda dos aviões (ou pelo menos diminuir o numero) para pagar na mesma moeda.

A Aernnova já tem fabricas no Brasil a trabalhar para a Embraer .
A Embraer está a fazer um caminho que outras grandes empresas de outras áreas (ex Intel e AMD) que é se tornarem em OEM e entregaram grande parte da sua produção para empresas terceiras.

Com esta nova aquisição a Aernnova vai ser responsável por construir a grande parte do KC390 e com o fim dos contratos da Argentina pode ainda assumir mais



Vamos ver se a CEIIA vai aproveitar estas fabricas para o seu negocio com a Desaer.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: oi661114

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3854
  • Recebeu: 3034 vez(es)
  • Enviou: 1797 vez(es)
  • +4447/-2035
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1794 em: Janeiro 20, 2022, 10:58:01 am »
Desculpem mas parecem gajas (sem querer ofender  ;D)

Pessoalmente falando, não fiquei ofendido, colega. :mrgreen:


E não se vai por em causa um plano de anos por causa de uma azia nacionalista.

No meu caso não se trata disso, pelos outros não posso falar. Quando tenho azia, tomo um Kompensan sem qualquer problema. ;)

Trata-se tão somente de ter algum orgulho próprio, coisa que tanto falta em Portugal nos tempos que correm. Não se trata de olho-por-olho ou uma qualquer azia ou sobranceria nacionalista, mas sim já um desgaste com todo este dossier e a Embraer, logo desde a narrativa inicial de que nos tinham vendido os aparelhos a preço de saldo. É desgaste com todos estes consecutivos fait-divers e, chamem-me Velho do Restelo à vontade se quiserem, uma grande interrogação face a este sistema de armas que vamos ser obrigados a engolir.




Vamos ver se a CEIIA vai aproveitar estas fabricas para o seu negocio com a Desaer.

Se calhar era melhor não utilizar já esta imagem, não? É que já não corresponde à realidade. ::)


Ah, um recado para os delegados de venda e avençados da Embraer que por aqui pululam mais ou menos escondidos: não vão ser 2000, 3000, 4000 ou 10000 pontos negativos no karma do meu perfil que me vão impedir de escrever aquilo que me apetecer, até porque são palavras e opiniões que só a mim me vinculam. Se acham que isso me demove, é para o lado onde durmo melhor. 8)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, oi661114, Stalker79

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5363
  • Recebeu: 1693 vez(es)
  • Enviou: 425 vez(es)
  • +346/-250
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1795 em: Janeiro 20, 2022, 12:30:54 pm »
E não se vai por em causa um plano de anos por causa de uma azia nacionalista.

No meu caso não se trata disso, pelos outros não posso falar. Quando tenho azia, tomo um Kompensan sem qualquer problema. ;)

Trata-se tão somente de ter algum orgulho próprio, coisa que tanto falta em Portugal nos tempos que correm. Não se trata de olho-por-olho ou uma qualquer azia ou sobranceria nacionalista, mas sim já um desgaste com todo este dossier e a Embraer, logo desde a narrativa inicial de que nos tinham vendido os aparelhos a preço de saldo. É desgaste com todos estes consecutivos fait-divers e, chamem-me Velho do Restelo à vontade se quiserem, uma grande interrogação face a este sistema de armas que vamos ser obrigados a engolir.

Não sei se foi isso que o asalves queria dizer com a "azia nacionalista", caro CJ. Pela minha interpretação, ele referia-se a azia por parte da Embraer por conta da venda da TAP Manutenção e Engenharia Brasil, mencionada pelo oi661114.

Mas posso ter sido eu a interpretar completamente ao contrário.  :mrgreen:
 

*

asalves

  • Analista
  • ***
  • 763
  • Recebeu: 288 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +52/-13
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1796 em: Janeiro 20, 2022, 01:01:46 pm »
E não se vai por em causa um plano de anos por causa de uma azia nacionalista.

No meu caso não se trata disso, pelos outros não posso falar. Quando tenho azia, tomo um Kompensan sem qualquer problema. ;)

Trata-se tão somente de ter algum orgulho próprio, coisa que tanto falta em Portugal nos tempos que correm. Não se trata de olho-por-olho ou uma qualquer azia ou sobranceria nacionalista, mas sim já um desgaste com todo este dossier e a Embraer, logo desde a narrativa inicial de que nos tinham vendido os aparelhos a preço de saldo. É desgaste com todos estes consecutivos fait-divers e, chamem-me Velho do Restelo à vontade se quiserem, uma grande interrogação face a este sistema de armas que vamos ser obrigados a engolir.

Não sei se foi isso que o asalves queria dizer com a "azia nacionalista", caro CJ. Pela minha interpretação, ele referia-se a azia por parte da Embraer por conta da venda da TAP Manutenção e Engenharia Brasil, mencionada pelo oi661114.

Mas posso ter sido eu a interpretar completamente ao contrário.  :mrgreen:

Sim era isso, acho que não faz sentido pensar que existe uma resposta da Embraer por negócios externos à empresa.

Em relação ao resto, eu acho que o pessoal leva a sério o que é dito por muita gente, para mim tudo o que é dito por Políticos ou gestores em momentos de euforia de assinatura de contratos tem de passar pelo filtro para remover propaganda e o fator entusiasmo.

A compra à Embraer desde inicio que tem cunho/iniciativa política, logo tem tudo para correr mal  :mrgreen: ainda não vi nenhuma compra militar com interferência política que tenha corrido bem. Se não se gosta de toda a novela que está a ser esta compra (e eu tb não gosto) então só temos que culpar e responsabilizar os responsáveis (dia 30 temos uma oportunidade), e a Embraer está só a tentar fazer o melhor negocio que conseguir.
« Última modificação: Janeiro 20, 2022, 01:11:15 pm por asalves »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3854
  • Recebeu: 3034 vez(es)
  • Enviou: 1797 vez(es)
  • +4447/-2035
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1797 em: Janeiro 20, 2022, 03:29:03 pm »
E não se vai por em causa um plano de anos por causa de uma azia nacionalista.

No meu caso não se trata disso, pelos outros não posso falar. Quando tenho azia, tomo um Kompensan sem qualquer problema. ;)

Trata-se tão somente de ter algum orgulho próprio, coisa que tanto falta em Portugal nos tempos que correm. Não se trata de olho-por-olho ou uma qualquer azia ou sobranceria nacionalista, mas sim já um desgaste com todo este dossier e a Embraer, logo desde a narrativa inicial de que nos tinham vendido os aparelhos a preço de saldo. É desgaste com todos estes consecutivos fait-divers e, chamem-me Velho do Restelo à vontade se quiserem, uma grande interrogação face a este sistema de armas que vamos ser obrigados a engolir.

Não sei se foi isso que o asalves queria dizer com a "azia nacionalista", caro CJ. Pela minha interpretação, ele referia-se a azia por parte da Embraer por conta da venda da TAP Manutenção e Engenharia Brasil, mencionada pelo oi661114.

Mas posso ter sido eu a interpretar completamente ao contrário.  :mrgreen:

Sim era isso, acho que não faz sentido pensar que existe uma resposta da Embraer por negócios externos à empresa.

Em relação ao resto, eu acho que o pessoal leva a sério o que é dito por muita gente, para mim tudo o que é dito por Políticos ou gestores em momentos de euforia de assinatura de contratos tem de passar pelo filtro para remover propaganda e o fator entusiasmo.

A compra à Embraer desde inicio que tem cunho/iniciativa política, logo tem tudo para correr mal  :mrgreen: ainda não vi nenhuma compra militar com interferência política que tenha corrido bem. Se não se gosta de toda a novela que está a ser esta compra (e eu tb não gosto) então só temos que culpar e responsabilizar os responsáveis (dia 30 temos uma oportunidade), e a Embraer está só a tentar fazer o melhor negocio que conseguir.

O meu post foi generalista, não foi resposta ou dirigido a ninguém em particular, nem tão pouco mal intencionado ou não teria usado o nosso tão querido mister green. :mrgreen: ;)

Azias todos temos, creio eu, e neste caso tanto poderão haver de um lado como do outro. Foi apenas isso que quis dizer, sempre falando a título pessoal.

Quanto à minha malapata com o KC-390 Millennium, e deixando agora um pouco de lado o meu habitual tom mais brincalhão, nada tem a ver com o facto de que se trata de uma aeronave de fabrico brasileiro. Tratam-se, isso sim, de reticências derivadas de um projecto novo, verde e ainda por dar provas, do desempenho e características até agora conhecidas do aparelho não serem nada por aí além, e sobretudo pelo facto de ter sido uma decisão arrisco-me a dizer quase exclusivamente de cariz político, o que geralmente no nosso caso raramente resulta ou acaba bem.

E tomando em conta os mais recentes desenvolvimentos, é natural que se fique de pé atrás e desconfiado, apenas isso. Uma ave rara, um elefante branco ou um eucalipto, como já aqui disse por diversas vezes, é tudo aquilo de que Portugal e a Força Aérea Portuguesa menos necessitam. Já basta podermos estar a braços com um conflito a Leste em breve, e estarmos quase tão despreparados e mal equipados como estava o CEP na I Guerra Mundial. ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman, LM, Lightning, nelson38899, HSMW, dc, asalves, Stalker79, JohnM

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4902
  • Recebeu: 624 vez(es)
  • Enviou: 1190 vez(es)
  • +2413/-2882

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4902
  • Recebeu: 624 vez(es)
  • Enviou: 1190 vez(es)
  • +2413/-2882
Re: KC-390 na FAP
« Responder #1799 em: Janeiro 21, 2022, 11:18:10 pm »
E não se vai por em causa um plano de anos por causa de uma azia nacionalista.

No meu caso não se trata disso, pelos outros não posso falar. Quando tenho azia, tomo um Kompensan sem qualquer problema. ;)

Trata-se tão somente de ter algum orgulho próprio, coisa que tanto falta em Portugal nos tempos que correm. Não se trata de olho-por-olho ou uma qualquer azia ou sobranceria nacionalista, mas sim já um desgaste com todo este dossier e a Embraer, logo desde a narrativa inicial de que nos tinham vendido os aparelhos a preço de saldo. É desgaste com todos estes consecutivos fait-divers e, chamem-me Velho do Restelo à vontade se quiserem, uma grande interrogação face a este sistema de armas que vamos ser obrigados a engolir.

Não sei se foi isso que o asalves queria dizer com a "azia nacionalista", caro CJ. Pela minha interpretação, ele referia-se a azia por parte da Embraer por conta da venda da TAP Manutenção e Engenharia Brasil, mencionada pelo oi661114.

Mas posso ter sido eu a interpretar completamente ao contrário.  :mrgreen:

Sim era isso, acho que não faz sentido pensar que existe uma resposta da Embraer por negócios externos à empresa.

Em relação ao resto, eu acho que o pessoal leva a sério o que é dito por muita gente, para mim tudo o que é dito por Políticos ou gestores em momentos de euforia de assinatura de contratos tem de passar pelo filtro para remover propaganda e o fator entusiasmo.

A compra à Embraer desde inicio que tem cunho/iniciativa política, logo tem tudo para correr mal  :mrgreen: ainda não vi nenhuma compra militar com interferência política que tenha corrido bem. Se não se gosta de toda a novela que está a ser esta compra (e eu tb não gosto) então só temos que culpar e responsabilizar os responsáveis (dia 30 temos uma oportunidade), e a Embraer está só a tentar fazer o melhor negocio que conseguir.

O meu post foi generalista, não foi resposta ou dirigido a ninguém em particular, nem tão pouco mal intencionado ou não teria usado o nosso tão querido mister green. :mrgreen: ;)

Azias todos temos, creio eu, e neste caso tanto poderão haver de um lado como do outro. Foi apenas isso que quis dizer, sempre falando a título pessoal.

Quanto à minha malapata com o KC-390 Millennium, e deixando agora um pouco de lado o meu habitual tom mais brincalhão, nada tem a ver com o facto de que se trata de uma aeronave de fabrico brasileiro. Tratam-se, isso sim, de reticências derivadas de um projecto novo, verde e ainda por dar provas, do desempenho e características até agora conhecidas do aparelho não serem nada por aí além, e sobretudo pelo facto de ter sido uma decisão arrisco-me a dizer quase exclusivamente de cariz político, o que geralmente no nosso caso raramente resulta ou acaba bem.

E tomando em conta os mais recentes desenvolvimentos, é natural que se fique de pé atrás e desconfiado, apenas isso. Uma ave rara, um elefante branco ou um eucalipto, como já aqui disse por diversas vezes, é tudo aquilo de que Portugal e a Força Aérea Portuguesa menos necessitam. Já basta podermos estar a braços com um conflito a Leste em breve, e estarmos quase tão despreparados e mal equipados como estava o CEP na I Guerra Mundial. ::)

2023 está aí, logo duvido que nos livremos do KC...a menos que o novo governo cancele o programa.