A Brigada Mecanizada (-) (-) .

  • 201 Respostas
  • 25811 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9176
  • Recebeu: 1393 vez(es)
  • Enviou: 1557 vez(es)
  • +198/-64
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #180 em: Julho 19, 2021, 12:45:29 am »
Um PelCC, sem mais Comentários !!! :bang:

Abraços

Um pelotão CC para a força da UE porque também andava a ser preparada (não sei se já acabaram) um esquadrão CC para a NRF da NATO.
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10998
  • Recebeu: 1812 vez(es)
  • Enviou: 4961 vez(es)
  • +296/-141
    • http://youtube.com/HSMW
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #181 em: Janeiro 16, 2022, 03:35:03 pm »




Citar
O Esquadrão de Carros de Combate da BrigMec, o qual integra o Agrupamento Mecanizado da "Very High Readiness Joint Task Force 22" da NATO
 com viaturas Leopard 2A6 e M113A2 terminou a sua fase de aprontamento e encontra-se actualmente em estado de prontidão.

https://twitter.com/Defence360/status/1482684340819664897/photo/1
« Última modificação: Janeiro 16, 2022, 05:28:26 pm por HSMW »
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8808
  • Recebeu: 4129 vez(es)
  • Enviou: 2932 vez(es)
  • +4222/-909
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #182 em: Janeiro 16, 2022, 05:59:32 pm »




Citar
O Esquadrão de Carros de Combate da BrigMec, o qual integra o Agrupamento Mecanizado da "Very High Readiness Joint Task Force 22" da NATO
 com viaturas Leopard 2A6 e M113A2 terminou a sua fase de aprontamento e encontra-se actualmente em estado de prontidão.

https://twitter.com/Defence360/status/1482684340819664897/photo/1

Já está mais que na hora de substituirmos os M113, de transporte, por um VBCI(L) nem que fosse só para equipar um par de CAt's.
Não será possivel/viável investir/orçamentar a compra de uns 30 Pizarros ??
Quanto aos Leos, uns upgrades já eram benvindos !!

Abraços


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10998
  • Recebeu: 1812 vez(es)
  • Enviou: 4961 vez(es)
  • +296/-141
    • http://youtube.com/HSMW
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #183 em: Janeiro 17, 2022, 01:42:09 am »
Nem para meios de 1ª linha para operar integrados nas forças e compromissos multinacionais, quanto mais em em Pizarros para andar a passear no polígono da Santa...

Na altura em que se andava em negociações com a Steyr esta tinha o Ulan (Pizarro).

https://www.army-technology.com/projects/ascod/
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7397
  • Recebeu: 756 vez(es)
  • Enviou: 272 vez(es)
  • +848/-12
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #184 em: Janeiro 17, 2022, 10:42:52 am »
Os substitutos dos M113 serão os atuais Pandur. Basta ver alguns dos trabalhos mais recentes da AM e do IUM em que se alvitra a fusão da BrigMec e da BrigInt.
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1924
  • Recebeu: 553 vez(es)
  • Enviou: 1744 vez(es)
  • +333/-16
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #185 em: Janeiro 17, 2022, 10:47:16 am »
A quantidade que temos de Leopard 2 A6 permite formar que unidade de blindados?

Porque entendo perfeitamente que a Brigada Mecanizada seja considerada como não prioritária no sistema de forças de GU que, "no papel", temos - aceito não ter todo o material para o organograma existente (Batalhão de Infantaria Mecanizada de Lagartas, Grupo de Carros de Combate, Grupo de Artilharia de Campanha​, Esquadrão de Reconhecimento, Batalhão de Apoio de Serviços, Bateria de Artilharia Antiaérea, Companhia de Engenharia de Combate Pesada, Companhia de Transmissões​, Companhia de Comando e Serviços​) e - com a falta de pessoal e recursos, apenas conseguir "operacionalizar" 1x Companhia (+) Infantaria Mecanizada de Lagartas, 1x Esquadrão de Carros de Combate e 1x Bateria de Artilharia e pouco mais...

Mas será que adquirir um IFV, mesmo que usado, não será um salto imenso que andar com os M113...? Manter a "escola" e uma estrutura (para quando e se for necessário), com muito pouco "produto operacional" compreendo... não adquirir uns IFV, usados que sejam, para 1x Companhia (+) Infantaria Mecanizada de Lagartas e para poder acompanhar os Leo2A6 não.

Colocar os Pandur - que são poucos para 2x BatInf Mec(R) - na BrigMec é "tapar o sol com a peneira", não resolve.     
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8808
  • Recebeu: 4129 vez(es)
  • Enviou: 2932 vez(es)
  • +4222/-909
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #186 em: Janeiro 17, 2022, 10:57:18 am »
Os substitutos dos M113 serão os atuais Pandur. Basta ver alguns dos trabalhos mais recentes da AM e do IUM em que se alvitra a fusão da BrigMec e da BrigInt.

também já li isso e sei que mais cedo do que tarde irá acontecer, e será o primeiro passo para quando os Leos forem desactivados, deixemos de ter CC no Exército.


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5344
  • Recebeu: 1682 vez(es)
  • Enviou: 424 vez(es)
  • +346/-247
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #187 em: Janeiro 17, 2022, 11:03:41 am »
A substituição dos M-113 por uns 30 a 50 IFVs em segunda-mão, não elimina a fusão das duas brigadas. Nunca teremos dinheiro para adquirir  150 a 200 blindados de lagartas para substituir todos os M-113 nas suas variadas versões (nem sei se haveria vontade para isso).

O problema é que os Pandur não chegam para tudo, com versões em falta, e mesmo as que há, são em número insuficiente. Existiria a opção de modernizar os M-113. Se fosse para comprar novo, ia para o CV-90.

Agora, tudo isto é muito bonito, mas ter meios de lagartas e rodas todos XPTO, vale zero se continuarmos sem capacidade anti-aérea (e anti-drone!) para garantir a sua capacidade de sobrevivência.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8808
  • Recebeu: 4129 vez(es)
  • Enviou: 2932 vez(es)
  • +4222/-909
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #188 em: Janeiro 17, 2022, 11:19:54 am »
A quantidade que temos de Leopard 2 A6 permite formar que unidade de blindados?

Porque entendo perfeitamente que a Brigada Mecanizada seja considerada como não prioritária no sistema de forças de GU que, "no papel", temos - aceito não ter todo o material para o organograma existente (Batalhão de Infantaria Mecanizada de Lagartas, Grupo de Carros de Combate, Grupo de Artilharia de Campanha​, Esquadrão de Reconhecimento, Batalhão de Apoio de Serviços, Bateria de Artilharia Antiaérea, Companhia de Engenharia de Combate Pesada, Companhia de Transmissões​, Companhia de Comando e Serviços​) e - com a falta de pessoal e recursos, apenas conseguir "operacionalizar" 1x Companhia (+) Infantaria Mecanizada de Lagartas, 1x Esquadrão de Carros de Combate e 1x Bateria de Artilharia e pouco mais...

Mas será que adquirir um IFV, mesmo que usado, não será um salto imenso que andar com os M113...? Manter a "escola" e uma estrutura (para quando e se for necessário), com muito pouco "produto operacional" compreendo... não adquirir uns IFV, usados que sejam, para 1x Companhia (+) Infantaria Mecanizada de Lagartas e para poder acompanhar os Leo2A6 não.

Colocar os Pandur - que são poucos para 2x BatInf Mec(R) - na BrigMec é "tapar o sol com a peneira", não resolve.   

LM começando pelo fim, os pandur que temos não são poucos para formar os dois BIMec(R), o total de 188 viaturas até dá para os dois BiMec e o GRec a dois ERec o que nos falta são as versões especificas como as de PM, as de Engª, e algumas de Apoio directo de fogos, com peças de 105mm.

Para tal o Exercito iniciou um projecto de modificar 14 a 16 ICV, para PM 120, passando a frota de ICV, dos 105 actuais para 89/91.
Mesmo com esta redução é possivel equipar totalmente as seis CAts dos dois BiMec, pois se possuirem 13/14 ICV cada uma o total necessário serão, 78/84 viaturas, dessa versão, para os dois batalhões, ficando praticamente uma dezena de Blindados como substitutos para as avarias que vão acontecendo e para serem alocados alguns ao GRec.

A substituiçaõ da frota M113, já deveria ter começado há uns anos, mesmo que fosse efectuada como os nuestros hermanos fizeram, substituir os VBTP, pelos Pizzaro deixando as versões de PM, Engª , San e outras a estarem equipadas com os velhinhos M113.

A Brimec é uma sombra dos efectivos que deveria possuir !
Actualmente não consegue mobilizar 1000 elementos, entre os GCC, que apenas consegue guarnecer um ECC e o ERec, cerca de 180 efectivos, desconheço se mesmo só estes dois Esq, conseguem ter o efectivo completo, penso que não, o BiMec está com efectivo muito semelhante aos Bimec da brigInt apenas possui duas CAts a dois PelAt, + a CAP, portanto se conseguir ter no terreno 250, será o máximo dos máximos, O GAC, das três BBF 15,5 AP, apenas consegue alinhar com duas a terceira está em diversas fases de melhorias e assim este Grupo poderá ter em campanha uns 200 efectivos  se contarmos com a respectiva BCS, a BAA bem essa está desaparecida há muito tempo, depois tens o BApSer que poderá ter uns 200 efectivos se estiver com a CEngPes.
basta somares para concluires o valor combativo deste batalhão reforçado, pois é isso mesmo que esta brigada é !!!

Quanto aos CC que temos se por acaso conseguissemos ter gente para guarnecer todos os 37 que possuimos conseguiamos ter dois ECC 2 X14 CC = 28 mais 02 CC para o CMD do Grupo, e 06 CC para o ERec, ficando de fora apenas um CC !!

Abraços   
« Última modificação: Janeiro 17, 2022, 11:23:43 am por tenente »


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1924
  • Recebeu: 553 vez(es)
  • Enviou: 1744 vez(es)
  • +333/-16
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #189 em: Janeiro 17, 2022, 11:42:01 am »
Terminar com uma unidade tipo BrigMec é um erro - que se assuma ser uma unidade sem prioridade, que é uma "escola", capaz apenas de ter operacional 1x CAtMec(L) / 1xECC / ERec / Bateria de Artilharia... mas com IFV. É daquelas coisas que eu compreendo o Exercito não ser "eficiente", de ter graduados / instalações a mais, etc. Mas está lá o núcleo, que pode crescer em caso de necessidade. 
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5344
  • Recebeu: 1682 vez(es)
  • Enviou: 424 vez(es)
  • +346/-247
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #190 em: Janeiro 17, 2022, 12:16:01 pm »
Deixo-vos aqui um possível upgrade para os M-113:
https://www.ffg-flensburg.de/en/products/modernizations/m113-upgrade/

E aqui um possível substituto:
https://www.ffg-flensburg.de/en/products/ffg-developments/acsv-g5/

E já agora aconselho-vos a dar uma olhadela no Exército Norueguês, pequeno mas bastante moderno.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8808
  • Recebeu: 4129 vez(es)
  • Enviou: 2932 vez(es)
  • +4222/-909
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #191 em: Janeiro 17, 2022, 01:33:59 pm »
Terminar com uma unidade tipo BrigMec é um erro - que se assuma ser uma unidade sem prioridade, que é uma "escola", capaz apenas de ter operacional 1x CAtMec(L) / 1xECC / ERec / Bateria de Artilharia... mas com IFV. É daquelas coisas que eu compreendo o Exercito não ser "eficiente", de ter graduados / instalações a mais, etc. Mas está lá o núcleo, que pode crescer em caso de necessidade.

O tal núcleo que referes não existem:
Primeiro porque não existem meios em quantidade, para que em caso de necessidade possam ser usados para combater e simultâneamente formar pessoal, para levantar novas unidades;
Segundo não existem meios humanos para que tal aconteça, é muito bonito recrutar pessoal e quanto tempo é que é necessário para estarem prontos para combate ??
É que não é só dar instrução ao pessoal e está tudo feito, leva tempo muito tempo formar uma Guarnição de CC, treiná-la, integrá-la num PelCC, e nas diversas tácticas do PelCC, integrar esse Pel num ECC, que por sua vez fará parte da manobra e choque de um GCC.
LM toda esta lengalenga para te dizer que para formares decentemente um Pel CC, no seio de um ESQ e num Grupo conta com mais de meio ano.
E depois se para formar um pelotão levar esse tempo temos CC para em simultâneo formar um ECC ?
Lá está são necessários meios para em simultâneo garantirem a parte operacional, a instrução, a MNT, etc

E terceiro os meios á disposição tem de ser actuais, quando referes uma CAT com VBCI, nunca deveria ser uma CAT mas sim um BIMec, unidade essa como sendo a única de infantaria da nossa BriMec deveria possuir não três mas quatro CAts, para garantir que a Brigada formasse o BattleGroup que deveria ser, o seu encargo operacional, minimo, constituído por 1 X BI + 1 X ECC + 1 BBF + 1 PelAA + 1 X PelEngª, + 1 PelRec + unidade de apoio logistico, existissem na base da Brigada efectivos e meios idênticos para formar as subunidades de recompletamento necessárias para manter os meios humanos e a eficácia do BG, no TO.

Abraços
« Última modificação: Janeiro 18, 2022, 07:29:43 am por tenente »


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1924
  • Recebeu: 553 vez(es)
  • Enviou: 1744 vez(es)
  • +333/-16
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #192 em: Janeiro 17, 2022, 02:02:37 pm »
Concordo tenente; a minha ideia de "núcleo / escola" é aceitando 12 meses para poder aumentar o efectivo - o meu receio é o simples acabar de uma unidade "pesada", sem que tenhamos nada (como de costume) em substituição. Por muito que me custe até estou pronto aceitar apenas operacional uma 1x CAtMec(L)+ com IFV minimamente decentes (Marder 1 A5 usados?) e considerar a BrigMec a menos prioritária das GU e (tentar) manter as unidades Pandur mais operacionais. Mas o Campo Militar de Santa Margarida, alguns IFV e CC haveria em inventário para podermos - ao longo de 12 meses - ir reforçando se necessário fosse; agora acabar...  :-\
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1941
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 241 vez(es)
  • +109/-254
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #193 em: Janeiro 17, 2022, 10:22:16 pm »
Terminar com uma unidade tipo BrigMec é um erro - que se assuma ser uma unidade sem prioridade, que é uma "escola", capaz apenas de ter operacional 1x CAtMec(L) / 1xECC / ERec / Bateria de Artilharia... mas com IFV. É daquelas coisas que eu compreendo o Exercito não ser "eficiente", de ter graduados / instalações a mais, etc. Mas está lá o núcleo, que pode crescer em caso de necessidade.
Não me parece que vá acabar.
Já nesta LPM estão verbas para modernizar os CC para um padrão tipo A7 e penso que exista também verbas para a engenharia.
A verdade é que para a ideia atual o mais importante no BrigMec são os GCC, GAC15,5Ap e a CEngCombPes. Que são unidades muito especializadas e que são muito bem vistas na NATO e que podem ser facilmente integradas dentro de unidades de outros países.

A BIMecLag é que pode ter os dias contados.  c56x1
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5344
  • Recebeu: 1682 vez(es)
  • Enviou: 424 vez(es)
  • +346/-247
Re: A Brigada Mecanizada (-) (-) .
« Responder #194 em: Janeiro 18, 2022, 12:19:22 am »
Não ia ser (ou já foi) encomendada a versão de recuperação do Leopard 2? Tenho a impressão que a certa altura tinha sido colocado aqui algo sobre isso, no entanto nunca mais se tocou no assunto.

Quanto à Infantaria Mecanizada (R e L), não devia ser extinta nenhuma delas, deviam sim ser fundidas numa só. Cada TO ou ameaça pode exigir diferentes tipos de viaturas (ou até um misto de ambas), e nesse caso, de que adianta estarmos limitados aos números de cada BIMec? Para quê enviar meia força, por falta de pessoal naquela BIMec específica, quando se pode enviar uma força completa com elementos de ambas as BIMec, se estas estivessem fundidas? Isto aumentava à partida o nível de prontidão.