Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP

  • 835 Respostas
  • 116685 Visualizações
*

MATRA

  • Analista
  • ***
  • 874
  • Recebeu: 617 vez(es)
  • Enviou: 851 vez(es)
  • +64/-17
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #15 em: Fevereiro 12, 2019, 03:44:37 pm »
Realmente veio bem equipado para SAR, mesmo sem FLIR, e para missões costeiras tem tamanho mais que suficiente, o 101 é que era completamente desproporcional em algumas das situações costeiras dos últimos anos. Era vê-los a pairar em busca de pessoal que se tinha afogado etc.

Também me custa ver a fonte o o tamanho da Força Aeria Portuguesa na lateral, podiam simplificar como os amérias e colocar FAP , mas depois ia-mos ter a questão do que representa noutras línguas  :mrgreen:
“Hard times create strong men. Strong men create good times. Good times create weak men. And, weak men create hard times.”
G. Michael Hopf, Those Who Remain
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4238
  • Recebeu: 3635 vez(es)
  • Enviou: 2215 vez(es)
  • +4867/-2430
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #16 em: Fevereiro 12, 2019, 04:25:03 pm »
Também me custa ver a fonte o o tamanho da Força Aeria Portuguesa na lateral, podiam simplificar como os amérias e colocar FAP , mas depois ia-mos ter a questão do que representa noutras línguas  :mrgreen:

"FAP" em Inglês suponho eu, não é? Que mente tão perversa... :mrgreen:

Quer a fonte escolhida, quer o tamanho da mesma parecem um pouco ao lado, para ser sincero. Talvez seja o caso de, mais tarde, se acertarem ambas já em Portugal aquando das primeiras grandes manutenções, afinal não seria a primeira vez que tal aconteceria.  ;)

Vou voltar a um assunto lateral e já muito aqui discutido anteriormente, mas que com a confirmação da pintura cinza no Koala se impõe: neste momento na FAP a única aeronave que ainda enverga o tradicional esquema SEA é o EH-101 Merlin, tendo tudo o resto passado para vários cinza NATO de baixa visibilidade. Que saiba não está para breve ou para já sequer pensada a adopção de um esquema similar no Merlin, até devido à eficácia do SEA em território nacional aquando de missões de transporte táctico. Mas será que durará para sempre? Confesso que o EH-101 pintado de cinzento não é assim lá muito atraente por muito eficaz que o low-viz seja.  :-\

Merlin HC.4 Commando da Royal Navy, ex HC.3 da Royal Air Force


« Última modificação: Fevereiro 12, 2019, 04:36:04 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4805
  • Recebeu: 3273 vez(es)
  • Enviou: 5827 vez(es)
  • +4398/-167
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #17 em: Fevereiro 12, 2019, 05:13:44 pm »
Eles até aversão a helicópteros têm. Basta ver as prioridades nos últimos 15, 20, 30 anos e comparar os rácios de helis noutras  FFAA de países com dimensões e recursos semelhantes. Se incluirmos na equação as FS e de protecção civil ainda piora mais a coisa.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, tenente, jorgeshot1, MATRA

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9400
  • Recebeu: 4607 vez(es)
  • Enviou: 3339 vez(es)
  • +4398/-1004
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #18 em: Fevereiro 12, 2019, 06:42:56 pm »
Eles até aversão a helicópteros têm. Basta ver as prioridades nos últimos 15, 20, 30 anos e comparar os rácios de helis noutras  FFAA de países com dimensões e recursos semelhantes. Se incluirmos na equação as FS e de protecção civil ainda piora mais a coisa.

Ora nem mais, no caso da NZ, a Marinha tem onze navios e opera oito Seasprite de um total de dez unidades recebidas da Austrália, o Exército e a Força Aérea possuem oito NH90 e cinco aw109, total 23 Helis para umas Forças de Defesa de cerca de 9500 elementos.







As nossas FFAA com cerca de 28.000 elementos, quase o triplo do efectivo das FD da Nova Zelândia, apenas possuem 22 Helis !!










Está tudo dito !!

Abraços
« Última modificação: Fevereiro 12, 2019, 07:16:29 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1406
  • Recebeu: 267 vez(es)
  • Enviou: 232 vez(es)
  • +47/-13
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #19 em: Fevereiro 12, 2019, 07:03:45 pm »
Uma coisa é possui-los outra é tê-los em condições de vôo e outra ainda é ter tripulações completas para operá-los...ou seja 22 de existências...falta saber quantos efetivamente úteis...
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9400
  • Recebeu: 4607 vez(es)
  • Enviou: 3339 vez(es)
  • +4398/-1004
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #20 em: Fevereiro 12, 2019, 07:08:12 pm »
Uma coisa é possui-los outra é tê-los em condições de vôo e outra ainda é ter tripulações completas para operá-los...ou seja 22 de existências...falta saber quantos efetivamente úteis...

No que respeita a Portugal nem quinze helis terás operacionais, uns dois ALIII por MNT/Fim de vida, uns três Lynx por MLU e ainda mais uns três 101 por falta de tripulação.
Quanto aos Kiwis, penso que estão um pouco melhor que nós.
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 784
  • Recebeu: 832 vez(es)
  • Enviou: 525 vez(es)
  • +5600/-128
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #21 em: Fevereiro 12, 2019, 09:36:58 pm »
 Aquilo a dizer "Força Aérea Portuguesa" estilo furgão de firma comercial é do mais ordinário e grosseiro que vi até hoje numa aeronave militar nacional, muito sinceramente. A sobriedade, sentido estético e bom senso parece coisa do passado. Temos as principais instituições do Estado num estado deplorável com gente à sua frente completamente impreparada e sem noção do ridículo.
Olhem por exemplo os AW109 da RNZAF. Custava alguma coisa?

 Estes 5 (esqueçam a opção do 6º) como referi atrás vão ser pau para toda a obra e vão usá-lo para tudo e mais alguma coisa como fosse um heli biturbina de maior capacidade. O AW119Kx e não "Koala Mk.2" (essa designação já não existe há muito - é uma designação inventada pelo pobre "tuga" e que por estupidez "colou") é um bom heli para instrução, pode transportar pontualmente um baldinho "bambi" e ponto final, acaba aí. O resto são apenas delírios...
« Última modificação: Fevereiro 12, 2019, 10:16:57 pm por Major Alvega »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Castro Santos

  • Membro
  • *
  • 42
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +0/-0
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #22 em: Fevereiro 13, 2019, 12:31:02 am »
Também me custa ver a fonte o o tamanho da Força Aeria Portuguesa na lateral, podiam simplificar como os amérias e colocar FAP , mas depois ia-mos ter a questão do que representa noutras línguas  :mrgreen:

"FAP" em Inglês suponho eu, não é? Que mente tão perversa... :mrgreen:

Quer a fonte escolhida, quer o tamanho da mesma parecem um pouco ao lado, para ser sincero. Talvez seja o caso de, mais tarde, se acertarem ambas já em Portugal aquando das primeiras grandes manutenções, afinal não seria a primeira vez que tal aconteceria.  ;)

Vou voltar a um assunto lateral e já muito aqui discutido anteriormente, mas que com a confirmação da pintura cinza no Koala se impõe: neste momento na FAP a única aeronave que ainda enverga o tradicional esquema SEA é o EH-101 Merlin, tendo tudo o resto passado para vários cinza NATO de baixa visibilidade. Que saiba não está para breve ou para já sequer pensada a adopção de um esquema similar no Merlin, até devido à eficácia do SEA em território nacional aquando de missões de transporte táctico. Mas será que durará para sempre? Confesso que o EH-101 pintado de cinzento não é assim lá muito atraente por muito eficaz que o low-viz seja.  :-\

Merlin HC.4 Commando da Royal Navy, ex HC.3 da Royal Air Force


Na minha opinião o merlin ficava bem todo verde

https://www.rediff.com/news/report/slide-show-1-defence-news-faq-all-about-the-vvip-helicopter-scam/20140206.htm


preto também não fica mal

https://theaviationist.com/2017/03/08/aw101-merlin-helicopter-a-prospective-sar-platform-for-the-polish-navy/



Mas existem planos para mudar para o cinza?
Porque na pintura actual ele é branco por baixo?
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 5118
  • Recebeu: 717 vez(es)
  • Enviou: 1537 vez(es)
  • +3415/-3723
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #23 em: Fevereiro 13, 2019, 11:00:12 am »
Aquilo a dizer "Força Aérea Portuguesa" estilo furgão de firma comercial é do mais ordinário e grosseiro que vi até hoje numa aeronave militar nacional, muito sinceramente. A sobriedade, sentido estético e bom senso parece coisa do passado. Temos as principais instituições do Estado num estado deplorável com gente à sua frente completamente impreparada e sem noção do ridículo.
Olhem por exemplo os AW109 da RNZAF. Custava alguma coisa?

 Estes 5 (esqueçam a opção do 6º) como referi atrás vão ser pau para toda a obra e vão usá-lo para tudo e mais alguma coisa como fosse um heli biturbina de maior capacidade. O AW119Kx e não "Koala Mk.2" (essa designação já não existe há muito - é uma designação inventada pelo pobre "tuga" e que por estupidez "colou") é um bom heli para instrução, pode transportar pontualmente um baldinho "bambi" e ponto final, acaba aí. O resto são apenas delírios...

Eu já tinha dito isso aqui quando vi a primeira foto. O mesmo se passa com os c 295 c130 e p 3

Fica muito azeiteiro, mas é o que temos !
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7553
  • Recebeu: 922 vez(es)
  • Enviou: 294 vez(es)
  • +1050/-15
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #24 em: Fevereiro 13, 2019, 11:19:02 am »
Se calhar os dizeres FORÇA AÉREA PORTUGUESA é para fazer pirraça ao Exército  :mrgreen: ...tipo "nós temos helis novos e vocês não"  :banana: :banana: :banana:
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4238
  • Recebeu: 3635 vez(es)
  • Enviou: 2215 vez(es)
  • +4867/-2430
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #25 em: Fevereiro 13, 2019, 11:44:27 am »
Se calhar os dizeres FORÇA AÉREA PORTUGUESA é para fazer pirraça ao Exército  :mrgreen: ...tipo "nós temos helis novos e vocês não"  :banana: :banana: :banana:

Mauzinho pá!  :mrgreen:

São normas NATO que nós não estávamos a cumprir, somente nos Falcon 50. Dada a natureza cada vez mais conjunta das acções da Aliança Atlântica, mas também as missões no estrangeiro ao serviço da UE, UN e UEO - e com a adopção progressiva dos esquemas cinza de baixa visibilidade - decidiu-se começar a aplicar o título "Força Aérea Portuguesa" em letras negras em quase todas as aeronaves de uso táctico para que haja uma clara identificação do seu operador.

Nos Alouette III e EH-101 Merlin não será aplicada por razões distintas (um porque está prestes a chegar ao fim da sua vida útil, o outro porque deverá manter por enquanto o esquema SEA), e nos F-16 já foi pensado mas rapidamente se chegou à conclusão de que não é necessário, tal como acontece com os aparelhos dos nossos congéneros da EPAF e USAF.

Em relação ao Koala, creio que tanto as letras como a Cruz de Cristo são de dimensões superiores às adequadas e regulamentadas, e que após a chegada a Portugal, ou pelo menos no decurso da primeira grande revisão, isso será corrigido.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 9400
  • Recebeu: 4607 vez(es)
  • Enviou: 3339 vez(es)
  • +4398/-1004
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #26 em: Fevereiro 13, 2019, 12:01:43 pm »
Mais uma foto do 119




Abraços
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 784
  • Recebeu: 832 vez(es)
  • Enviou: 525 vez(es)
  • +5600/-128
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #27 em: Fevereiro 13, 2019, 01:11:26 pm »
Aquilo a dizer "Força Aérea Portuguesa" estilo furgão de firma comercial é do mais ordinário e grosseiro que vi até hoje numa aeronave militar nacional, muito sinceramente. A sobriedade, sentido estético e bom senso parece coisa do passado. Temos as principais instituições do Estado num estado deplorável com gente à sua frente completamente impreparada e sem noção do ridículo.
Olhem por exemplo os AW109 da RNZAF. Custava alguma coisa?

 Estes 5 (esqueçam a opção do 6º) como referi atrás vão ser pau para toda a obra e vão usá-lo para tudo e mais alguma coisa como fosse um heli biturbina de maior capacidade. O AW119Kx e não "Koala Mk.2" (essa designação já não existe há muito - é uma designação inventada pelo pobre "tuga" e que por estupidez "colou") é um bom heli para instrução, pode transportar pontualmente um baldinho "bambi" e ponto final, acaba aí. O resto são apenas delírios...

Eu já tinha dito isso aqui quando vi a primeira foto. O mesmo se passa com os c 295 c130 e p 3

Fica muito azeiteiro, mas é o que temos !

No C-130, C295 ou mesmo no obsoleto e recauchutado Falcon não me choca e não compromete. Porque a designação está com uma fonte sóbria e com a sua dimensão e proporcionalidade adequada como vemos em outras aeronaves congéneres da NATO.

Agora no Có-Ala Mk.2 aquilo é pura e simplesmente uma aberração e de um amadorismo confrangedor. Deve ter sido o mesmo indíviduo que fez aquela pintura no Alouette a verde-alface, amarelo vivo e vermelho que parece um heli dos Camarões ou do Senegal. Agora podemos arranjar todo o tipo de desculpas esfarrapadas e incríveis para justificar aquilo que é injustificável que isso nunca irá alterar a realidade.
Toda a razão: é o que temos e com tendência para pior...
« Última modificação: Fevereiro 13, 2019, 01:14:53 pm por Major Alvega »
 

*

Crypter

  • Investigador
  • *****
  • 1200
  • Recebeu: 202 vez(es)
  • Enviou: 231 vez(es)
  • +28/-6
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #28 em: Fevereiro 13, 2019, 02:41:57 pm »
Citação de: Major Alvega

No C-130, C295 ou mesmo no obsoleto e recauchutado Falcon não me choca e não compromete. Porque a designação está com uma fonte sóbria e com a sua dimensão e proporcionalidade adequada como vemos em outras aeronaves congéneres da NATO.

Agora no Có-Ala Mk.2 aquilo é pura e simplesmente uma aberração e de um amadorismo confrangedor. Deve ter sido o mesmo indíviduo que fez aquela pintura no Alouette a verde-alface, amarelo vivo e vermelho que parece um heli dos Camarões ou do Senegal. Agora podemos arranjar todo o tipo de desculpas esfarrapadas e incríveis para justificar aquilo que é injustificável que isso nunca irá alterar a realidade.
Toda a razão: é o que temos e com tendência para pior...

Credo homem.. tu deves ser engraçado nas festas..
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4238
  • Recebeu: 3635 vez(es)
  • Enviou: 2215 vez(es)
  • +4867/-2430
Re: Leonardo AW119 Mk.II Koala na FAP
« Responder #29 em: Fevereiro 13, 2019, 03:03:45 pm »
Aquilo a dizer "Força Aérea Portuguesa" estilo furgão de firma comercial é do mais ordinário e grosseiro que vi até hoje numa aeronave militar nacional, muito sinceramente. A sobriedade, sentido estético e bom senso parece coisa do passado. Temos as principais instituições do Estado num estado deplorável com gente à sua frente completamente impreparada e sem noção do ridículo.
Olhem por exemplo os AW109 da RNZAF. Custava alguma coisa?

 Estes 5 (esqueçam a opção do 6º) como referi atrás vão ser pau para toda a obra e vão usá-lo para tudo e mais alguma coisa como fosse um heli biturbina de maior capacidade. O AW119Kx e não "Koala Mk.2" (essa designação já não existe há muito - é uma designação inventada pelo pobre "tuga" e que por estupidez "colou") é um bom heli para instrução, pode transportar pontualmente um baldinho "bambi" e ponto final, acaba aí. O resto são apenas delírios...

Eu já tinha dito isso aqui quando vi a primeira foto. O mesmo se passa com os c 295 c130 e p 3

Fica muito azeiteiro, mas é o que temos !

No C-130, C295 ou mesmo no obsoleto e recauchutado Falcon não me choca e não compromete. Porque a designação está com uma fonte sóbria e com a sua dimensão e proporcionalidade adequada como vemos em outras aeronaves congéneres da NATO.

E tens razão porque não é mesmo a fonte Amarillo USAF que costumamos utilizar. É por isso que julgo que tanto a fonte como as suas dimensões serão alteradas dentro em breve ou num futuro próximo. A própria Cruz de Cristo não aparenta ter as proporções correctas.

A questão da alteração do número inicial da matrícula também ainda não foi explicado (passa-se do 196xx do Merlin para o 297xx nos Koalas), ficando assim por saber se é uma modificação exclusiva para os helicópteros ou se é geral e aplicável a todas as futuras aeronaves militares portuguesas.
« Última modificação: Fevereiro 13, 2019, 03:08:22 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)