P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa

  • 280 Respostas
  • 37386 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9651
  • Recebeu: 1655 vez(es)
  • Enviou: 1965 vez(es)
  • +310/-256
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #270 em: Abril 15, 2022, 01:13:50 am »
Os P-3 parece que vão receber um pequeno upgrade em alguns sistemas.
https://dre.tretas.org/dre/4823148/despacho-2339-2022-de-23-de-fevereiro

PS: Pelo texto parece uma obrigação para continuar a executar missões para a NATO pois os sistemas anteriores deixaram de ser utilizados.

PS2: Este pessoal do ministério/ramos não anda tanto a dormir como por vezes aqui se pensa, quando é para poupar uns cobres até descobrem coisas no Canadá  :mrgreen:
« Última modificação: Abril 15, 2022, 01:20:04 am por Lightning »
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9651
  • Recebeu: 1655 vez(es)
  • Enviou: 1965 vez(es)
  • +310/-256
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #271 em: Abril 15, 2022, 01:21:34 am »
Vi agora que o Pereira Marques já tinha colocado :G-beer2:.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: PereiraMarques

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4720
  • Recebeu: 3160 vez(es)
  • Enviou: 5669 vez(es)
  • +4388/-158
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #272 em: Abril 15, 2022, 07:28:15 am »
Deve ser só para quatro aparelhos, não? Podiam era fazer uma forcinha pra tentar adquirir duas Halifax.
Talent de ne rien faire
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 2111
  • Recebeu: 348 vez(es)
  • Enviou: 264 vez(es)
  • +118/-263
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #273 em: Abril 15, 2022, 09:16:41 pm »
Citar
Assim, ao abrigo das disposições conjugadas da alínea o) do n.º 3 do artigo 14.º da Lei de Defesa Nacional, aprovada pela Lei Orgânica n.º 1-B/2009, de 7 de julho, republicada em anexo à Lei Orgânica n.º 5/2014, de 29 de agosto, do n.º 1 do artigo 2.º da Lei de Programação Militar, aprovada pela Lei Orgânica n.º 2/2019, de 17 de junho, da alínea c) do n.º 3 do Decreto-Lei n.º 197/99, de 8 de junho, e dos artigos 44.º e 46.º do Código do Procedimento Administrativo (CPA), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 4/2015, de 7 de janeiro, determino o seguinte:

1 - Autorizo a aquisição do serviço de integração do MIDS JTRS na OFP das aeronaves F-16 MLU, através da implementação de um novo FMS Case com o Governo dos EUA, até ao montante máximo de 4 700 000 USD (quatro milhões e setecentos mil dólares americanos), correspondente aproximadamente a 4 392 526 EUR (quatro milhões trezentos e noventa e dois mil, quinhentos e vinte e seis euros).

Com a verba disponibilizada podemos vir a ter a modernização das consolas. Vamos ver...
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4181
  • Recebeu: 3523 vez(es)
  • Enviou: 2124 vez(es)
  • +4793/-2283
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #274 em: Abril 16, 2022, 09:39:58 am »
Os P-3 parece que vão receber um pequeno upgrade em alguns sistemas.
https://dre.tretas.org/dre/4823148/despacho-2339-2022-de-23-de-fevereiro

PS: Pelo texto parece uma obrigação para continuar a executar missões para a NATO pois os sistemas anteriores deixaram de ser utilizados.

PS2: Este pessoal do ministério/ramos não anda tanto a dormir como por vezes aqui se pensa, quando é para poupar uns cobres até descobrem coisas no Canadá  :mrgreen:

Boa opção. O modernizado CP-140 Aurora Block IV é quase unanimemente referido como a versão Orion mais capaz actualmente ao serviço, logo olhar para este exemplo, nem que seja somente para a instalação do IFF e Link-16, é sem dúvida um bom passo.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 

*

Pescador

  • Investigador
  • *****
  • 1237
  • Recebeu: 906 vez(es)
  • Enviou: 494 vez(es)
  • +1136/-1224
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #275 em: Abril 16, 2022, 11:05:49 am »
Os P-3 parece que vão receber um pequeno upgrade em alguns sistemas.
https://dre.tretas.org/dre/4823148/despacho-2339-2022-de-23-de-fevereiro

PS: Pelo texto parece uma obrigação para continuar a executar missões para a NATO pois os sistemas anteriores deixaram de ser utilizados.

PS2: Este pessoal do ministério/ramos não anda tanto a dormir como por vezes aqui se pensa, quando é para poupar uns cobres até descobrem coisas no Canadá  :mrgreen:

Boa opção. O modernizado CP-140 Aurora Block IV é quase unanimemente referido como a versão Orion mais capaz actualmente ao serviço, logo olhar para este exemplo, nem que seja somente para a instalação do IFF e Link-16, é sem dúvida um bom passo.

Dado o tempo restante de serviço e as habituais difíceis e adiadas escolhas, bom de atualizar já seria para iguais aos do Canada. Mas é tudo aos bochechos e assim se fica sempre na cauda
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4181
  • Recebeu: 3523 vez(es)
  • Enviou: 2124 vez(es)
  • +4793/-2283
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #276 em: Abril 16, 2022, 12:11:07 pm »
Dado o tempo restante de serviço e as habituais difíceis e adiadas escolhas, bom de atualizar já seria para iguais aos do Canada. Mas é tudo aos bochechos e assim se fica sempre na cauda

Se alguma coisa for avançando já não é nada mau, apesar de tudo. É este infelizmente o ponto a que chegámos, o ponto morto.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4181
  • Recebeu: 3523 vez(es)
  • Enviou: 2124 vez(es)
  • +4793/-2283
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #277 em: Maio 13, 2022, 12:47:53 pm »
A revista Air International de Maio traz uma pequena peça de 5 páginas sobre a Esquadra 601, e mais em particular o P-3C CUP+.

Saliento aqui alguns dados curiosos presentes na mesma peça:

- o leque de missões actual compreende MP, ASW, ASuW, SAR e ISR;

- com mais duas estações que o anterior P-3P, o CUP+ está capacitado para poder carregar em simultâneo (teoricamente, claro está) 4 AGM-65 Maverick, 6 AGM-84 Harpoon e 8 torpedos Mk.46 (além das Mk.82HD/LD ou minas Mk.62/63);

- a última vez que foi lançado um torpedo real Mk.46 foi em 2019;

- a missão ASW é agora levada a cabo com recurso às sonobóias e não ao MAD, devido ao facto dos submarinos modernos terem passado a ser construídos com materiais não-magnéticos como a fibra de carbono, vinil reforçado ou titânio não-magnético;

- e pese embora comece a mostrar alguns sinais da sua idade, o CO da Esquadra, Maj. PILAV Hélder Ferreira, afirma que o P-3C CUP+ continua a ser uma das versões Orion mais avançadas em todo o mundo, e que a aeronave ainda irá voar por muitos e bons anos ao serviço da FAP.



Continua a não haver qualquer menção a um futuro MLU ou segundo upgrade mais extenso ao avião, portanto quase que se pode depreender que será outro sistema de armas a ser relegado à obsolescência e que voará até não poder mais. ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, NVF, Lightning, HSMW

*

asalves

  • Especialista
  • ****
  • 1020
  • Recebeu: 406 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +227/-94
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #278 em: Maio 13, 2022, 02:06:32 pm »
A revista Air International de Maio traz uma pequena peça de 5 páginas sobre a Esquadra 601, e mais em particular o P-3C CUP+.

Saliento aqui alguns dados curiosos presentes na mesma peça:

- o leque de missões actual compreende MP, ASW, ASuW, SAR e ISR;

- com mais duas estações que o anterior P-3P, o CUP+ está capacitado para poder carregar em simultâneo (teoricamente, claro está) 4 AGM-65 Maverick, 6 AGM-84 Harpoon e 8 torpedos Mk.46 (além das Mk.82HD/LD ou minas Mk.62/63);

- a última vez que foi lançado um torpedo real Mk.46 foi em 2019;

- a missão ASW é agora levada a cabo com recurso às sonobóias e não ao MAD, devido ao facto dos submarinos modernos terem passado a ser construídos com materiais não-magnéticos como a fibra de carbono, vinil reforçado ou titânio não-magnético;

- e pese embora comece a mostrar alguns sinais da sua idade, o CO da Esquadra, Maj. PILAV Hélder Ferreira, afirma que o P-3C CUP+ continua a ser uma das versões Orion mais avançadas em todo o mundo, e que a aeronave ainda irá voar por muitos e bons anos ao serviço da FAP.



Continua a não haver qualquer menção a um futuro MLU ou segundo upgrade mais extenso ao avião, portanto quase que se pode depreender que será outro sistema de armas a ser relegado à obsolescência e que voará até não poder mais. ::)

Mas existe algum MLU disponível? pensava que a versão P-3C CUP+ seria a ultima disponível e como a USA estavam a mudar para os P8 seria versão fim de vida.
 

*

Subsea7

  • Perito
  • **
  • 489
  • Recebeu: 329 vez(es)
  • Enviou: 533 vez(es)
  • +783/-976
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #279 em: Maio 13, 2022, 02:33:24 pm »
A revista Air International de Maio traz uma pequena peça de 5 páginas sobre a Esquadra 601, e mais em particular o P-3C CUP+.

Saliento aqui alguns dados curiosos presentes na mesma peça:

- o leque de missões actual compreende MP, ASW, ASuW, SAR e ISR;

- com mais duas estações que o anterior P-3P, o CUP+ está capacitado para poder carregar em simultâneo (teoricamente, claro está) 4 AGM-65 Maverick, 6 AGM-84 Harpoon e 8 torpedos Mk.46 (além das Mk.82HD/LD ou minas Mk.62/63);

- a última vez que foi lançado um torpedo real Mk.46 foi em 2019;

- a missão ASW é agora levada a cabo com recurso às sonobóias e não ao MAD, devido ao facto dos submarinos modernos terem passado a ser construídos com materiais não-magnéticos como a fibra de carbono, vinil reforçado ou titânio não-magnético;

- e pese embora comece a mostrar alguns sinais da sua idade, o CO da Esquadra, Maj. PILAV Hélder Ferreira, afirma que o P-3C CUP+ continua a ser uma das versões Orion mais avançadas em todo o mundo, e que a aeronave ainda irá voar por muitos e bons anos ao serviço da FAP.



Continua a não haver qualquer menção a um futuro MLU ou segundo upgrade mais extenso ao avião, portanto quase que se pode depreender que será outro sistema de armas a ser relegado à obsolescência e que voará até não poder mais. ::)

Mas existe algum MLU disponível? pensava que a versão P-3C CUP+ seria a ultima disponível e como a USA estavam a mudar para os P8 seria versão fim de vida.

Um senhor o comandante da 601, no entanto o facto da US Navy já não operar o avião, significa que os sobressalentes vão desaparecer e em breve o seu custo por HV vai começar a subir em flecha, para além de alguns problemas que estão identificados.
Cps,
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 4181
  • Recebeu: 3523 vez(es)
  • Enviou: 2124 vez(es)
  • +4793/-2283
Re: P-3 Orion na Força Aérea Portuguesa
« Responder #280 em: Maio 13, 2022, 03:32:35 pm »
Mas existe algum MLU disponível? pensava que a versão P-3C CUP+ seria a ultima disponível e como a USA estavam a mudar para os P8 seria versão fim de vida.

Haviam de facto estudos para efectuar um MLU ao CUP+ entre o início e meados desta década, que foram postos a "marinar" em 2013/14. E por "marinar" é mesmo esquecidos numa gaveta qualquer e de lá já não saem muito provavelmente.

Assim de memória, e do que foi possível ter acesso na altura, as alterações mais marcantes seriam:

- compra ao AMARG de novas asas, ou melhor, de asas com menos horas em cima;
- modernização dos motores Allison T56A-14 para A-15, com possível instalação das hélices de oito pás NP2000;
- substituição do equipamento EO/IR Wescam MX-15 HDi pelo MX-20;
- novo ESM;
- substituição do radar ELTA EL/M-2022A pela versão M-2022ML ou AESA M-2022ES;
- modernização dos torpedos Mk.46 Mod.5 para Mk.54;
- substituição do AGM-84A/D pelo AGM-84L Harpoon Block II;
- etc.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

"I'll miss the sea, but a person needs new experiences. They jar something deep inside, allowing him to grow. Without change something sleeps inside us, and seldom awakens. The sleeper must awaken."
Duke Leto Atreides (Dune, Frank Herbert)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW, asalves