Fuzileiros da Armada Portuguesa

  • 1614 Respostas
  • 442621 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9187
  • Recebeu: 1400 vez(es)
  • Enviou: 1570 vez(es)
  • +200/-64
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1605 em: Dezembro 30, 2021, 03:30:28 pm »
A coisa mais expedicionária que temos (ou tinhamos?) é a FRI (Força de Reacção Imediata), que na componente maritima deve transportar uma Força de Fuzileiros (companhia).

Um LPD é demais para transportar essa Força, só se também embarcarem os Paras, Comandos, viaturas blindadas, etc, da componente terrestre.

Além disso, fora da FRI, há sempre situações de calamidade, exercícios, na NATO, em que tal meio possa ser usado.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

asalves

  • Analista
  • ***
  • 762
  • Recebeu: 288 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +52/-13
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1606 em: Dezembro 30, 2021, 05:34:29 pm »
Além disso, fora da FRI, há sempre situações de calamidade, exercícios, na NATO, em que tal meio possa ser usado.

Mas para calamidades e socorro às ilhas será que umas Lanchas de desembarque Médias/Grandes com um bom AOR não servem? E para NATO secalhar conseguimos encontrar outros meios necessários à Aliança e que também serão muito úteis no contexto Nacional.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, Pescador

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 9187
  • Recebeu: 1400 vez(es)
  • Enviou: 1570 vez(es)
  • +200/-64
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1607 em: Dezembro 30, 2021, 06:37:22 pm »
Claro asalves, existem alternativas ao LPD, mas que exista algo, fragatas, AOR, submarinos, em vez do zero.

Até digo, meio a sério meio a brincar, LPD é muito século XX  :mrgreen:.
« Última modificação: Dezembro 30, 2021, 06:37:55 pm por Lightning »
 

*

Pescador

  • Analista
  • ***
  • 864
  • Recebeu: 635 vez(es)
  • Enviou: 315 vez(es)
  • +498/-1167
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1608 em: Dezembro 30, 2021, 06:38:46 pm »
Além disso, fora da FRI, há sempre situações de calamidade, exercícios, na NATO, em que tal meio possa ser usado.

Mas para calamidades e socorro às ilhas será que umas Lanchas de desembarque Médias/Grandes com um bom AOR não servem? E para NATO secalhar conseguimos encontrar outros meios necessários à Aliança e que também serão muito úteis no contexto Nacional.


Na linha de Damen LST 100 ou 120 por exemplo.
Se calhar não tem aquela autonomia para ir lá abaixo carregar
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4422
  • Recebeu: 2787 vez(es)
  • Enviou: 5047 vez(es)
  • +4229/-147
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1609 em: Dezembro 31, 2021, 09:44:26 am »
Ah e tal, o nosso mar é muito bravo, precisamos de fragatas de 5.500 ton. Mas então um LST com menos de 2000 ton de deslocamento e um calado de 3 metros já serve? Decidam-se pá!  :mrgreen:
Talent de ne rien faire
 

*

asalves

  • Analista
  • ***
  • 762
  • Recebeu: 288 vez(es)
  • Enviou: 91 vez(es)
  • +52/-13
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1610 em: Dezembro 31, 2021, 10:05:21 am »
Além disso, fora da FRI, há sempre situações de calamidade, exercícios, na NATO, em que tal meio possa ser usado.

Mas para calamidades e socorro às ilhas será que umas Lanchas de desembarque Médias/Grandes com um bom AOR não servem? E para NATO secalhar conseguimos encontrar outros meios necessários à Aliança e que também serão muito úteis no contexto Nacional.


Na linha de Damen LST 100 ou 120 por exemplo.
Se calhar não tem aquela autonomia para ir lá abaixo carregar

Não percebo nem sei de valores mas acho um LST já demasiado "caro/grande" para o problema, que é ter alguma capacidade de desembarque (Algumas toneladas de mantimentos, e alguns veículos de engenharia) em ilhas para apoio a população civil, meios esses que fora os exercícios deverão ser usados muito muito pontualmente. Daí achar que umas Lancha de Desembarque são baratas e podem resolver o problema de forma simples, e ainda com um bom AOR ou um Crossover podem servir para os Fuzos treinarem alguma coisa.
 

*

Pescador

  • Analista
  • ***
  • 864
  • Recebeu: 635 vez(es)
  • Enviou: 315 vez(es)
  • +498/-1167
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1611 em: Dezembro 31, 2021, 11:20:20 am »
Ah e tal, o nosso mar é muito bravo, precisamos de fragatas de 5.500 ton. Mas então um LST com menos de 2000 ton de deslocamento e um calado de 3 metros já serve? Decidam-se pá!  :mrgreen:

Dai o assunto do Crossover, que davam para o efeito, conjugando um poder militar razoavél como complemento a outros. Isto falando do 131C ou o 139.
As LST são aquilo que são e se forem mais já são outra coisa. As LSD então a nivel de mar se for colocada sempre essa questão. Mas a verdade é que é no conjunto dos navios disponiveis que se prestam os diversos serviços, até na combinação dos meios consoante as situações no momento. Isso aplica-se a tudo.
As fragatas de 5500 não deve ser por causa só do mar, mas da maior resilência e capacidade defensiva/ofensiva. Mas as A200 de 3700 a 4000 também aguentam mar e têm bastante poder militar e, silenciosas segundo consta.
São tudo estratégias de opções militares e de posses. Será que depois equipam as de 5500 ou mais, com o pacote completo? Ou seguem o exemplo das VG?
imagino as celulas de misseis de todos os tipos, até de cruzeiro. E quem os iam autorizar usar no caso destes últimos  ;)
E radares que por cá é também opção dos minimos?
Enfim
« Última modificação: Dezembro 31, 2021, 11:35:20 am por Pescador »
 

*

Subsea7

  • Membro
  • *
  • 246
  • Recebeu: 83 vez(es)
  • Enviou: 189 vez(es)
  • +199/-323
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1612 em: Janeiro 01, 2022, 09:53:06 pm »
Ah e tal, o nosso mar é muito bravo, precisamos de fragatas de 5.500 ton. Mas então um LST com menos de 2000 ton de deslocamento e um calado de 3 metros já serve? Decidam-se pá!  :mrgreen:

Dai o assunto do Crossover, que davam para o efeito, conjugando um poder militar razoavél como complemento a outros. Isto falando do 131C ou o 139.
As LST são aquilo que são e se forem mais já são outra coisa. As LSD então a nivel de mar se for colocada sempre essa questão. Mas a verdade é que é no conjunto dos navios disponiveis que se prestam os diversos serviços, até na combinação dos meios consoante as situações no momento. Isso aplica-se a tudo.
As fragatas de 5500 não deve ser por causa só do mar, mas da maior resilência e capacidade defensiva/ofensiva. Mas as A200 de 3700 a 4000 também aguentam mar e têm bastante poder militar e, silenciosas segundo consta.
São tudo estratégias de opções militares e de posses. Será que depois equipam as de 5500 ou mais, com o pacote completo? Ou seguem o exemplo das VG?
imagino as celulas de misseis de todos os tipos, até de cruzeiro. E quem os iam autorizar usar no caso destes últimos  ;)
E radares que por cá é também opção dos minimos?
Enfim

Os SCALP não precisam de autorização.
Cps,
 

*

smg

  • Membro
  • *
  • 129
  • Recebeu: 174 vez(es)
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +70/-1
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1613 em: Janeiro 02, 2022, 09:59:58 pm »
Não sei se este vídeo já foi aqui publicado mas deixo-o para quem quiser ver ou rever .
P.S. A diferença em termos de equipamentos com o EP , é notória actualmente .
Bom ano de 2022 .
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, HSMW

*

goldfinger

  • Investigador
  • *****
  • 1818
  • Recebeu: 826 vez(es)
  • Enviou: 174 vez(es)
  • +279/-150
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1614 em: Janeiro 03, 2022, 09:18:26 am »
A España servir hasta morir
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva