Idade limite para candidatura

  • 2 Respostas
  • 576 Visualizações
*

AlexandreCampinas

  • Membro
  • *
  • 1
  • +0/-0
Idade limite para candidatura
« em: Julho 28, 2021, 01:45:31 am »
Boa noite, grato por existir este fórum específico, bem estruturado e com muita informação útil.

Utilizei a pesquisa mas não encontrei nenhum tópico focado especificamente neste tema, peço desculpa se for o caso de existir.

O meu percurso de vida foi acontecendo em outras áreas e infelizmente foi com cerca de 28 anos que comecei a interessar-me pela possibilidade de entrar nas forças de segurança, ou seja conforme os requisitos, tarde demais.

Experimentei vários trabalhos, porém, o desejo e o bichinho continuam cá dentro, bem como o remorso e arrependimento.

Sinto que a idade não devia ser um fator limitativo deixando para trás a possibilidade de entrada, mas sim os diversos testes realizados.

Na minha pesquisa deparei-me com várias petições públicas existentes para o efeito, que provavelmente não vão chegar às entidades responsáveis por algum tipo de mudança devido ao baixo número de assinaturas, mas que refletem o sentimento de que existem mais pessoas com o mesmo sentimento.

Não havendo previsões de mudança ou algo a fazer ,o tópico é apenas um desabafo pessoal sobre este assunto, pois agora com 31 anos continuo a sentir que seria mais feliz e realizado, continuando a pesquisar oportunidades possíveis nas forças de segurança, com o sentimento de que já sou velho demais.

Bem haja a todos.
 

*

CruzSilva

  • Perito
  • **
  • 316
  • Recebeu: 167 vez(es)
  • Enviou: 807 vez(es)
  • +154/-43
Re: Idade limite para candidatura
« Responder #1 em: Julho 29, 2021, 12:19:52 pm »
Para as Forças de Segurança e sociedade em geral é muito importante que quem ingressa tem experiência de vida.

Infelizmente não é este o pensamento das chefias pois aceitando jovens tenros com 18 anos de idade conseguem fazer a pressão e manipulação que entendem (ou seja, lavagem cerebral). Para esses mesmos jovens e para a sociedade que servem ambos acabam prejudicados. Como é um jovem que não fez mais nada na vida a não ser estudar consegue lidar bem com incidentes policiais como uma violência doméstica envolvendo menores por exemplo? Mesmo com a presença de um polícia com mais experiência o seu desempenho deixa sempre a desejar.

Esta é uma faceta que nos distingue das Forças Armadas onde lá sim é importante entrar cedo porque a condição física tem ainda mais importância e onde é possível "ir formando" o militar de forma mais "protegida" dentro dos quarteis.
« Última modificação: Julho 30, 2021, 03:02:00 pm por CruzSilva »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Trafaria

  • Investigador
  • *****
  • 2116
  • Recebeu: 136 vez(es)
  • Enviou: 109 vez(es)
  • +54/-0
Re: Idade limite para candidatura
« Responder #2 em: Agosto 01, 2021, 04:05:43 pm »

Sou um idealista, acho que não deveriam ser impostas limitações nenhumas, sobretudo sobre a idade e habilitações literárias formais/escolares. As provas de conhecimentos, físicas, médicas, de avaliação psicológica, etc… é que determinariam quem entrava ou ficava de fora. Pois temos pessoas com 40 anos em excelente forma e outras apenas com a instrução primária mas intelectual e culturalmente mais evoluídas que muitos com o 12º ano actualmente exigido. É o modelo nalguns países, sobretudo a norte da Europa.

Porém por cá é habito e tradição pré-condicionar os concursos, estabelecer baias e limites bem definidas nalguns parâmetros como: habilitações mínimas, idade máxima, nacionalidade, altura, etc...

Um dos países onde o primeiro sistema é muito usado é em Inglaterra, mas têm mecanismos de compensação. O despedimento é fácil, por isso a substituição de elementos mais antigos por outros mais jovens é normal, fluido, simples e usual.

Por cá, com a rigidez das leis laborais, com as policias a funcionarem com nomeações definitivas, até à reforma, emprego para a vida, esta solução só viria a complicar, a contribuir para o agravamento do já de si muito envelhecido efectivo que já é dificílimo de gerir.

É verdade que a experiência de vida, a maturidade, mais todos os conhecimentos da experiência feitos, são importantíssimos numa força toda ela virada para o cidadão, mas, convenhamos, para velho todos caminhamos e à juventude ninguém regressa.

A policia não funciona sem uma mescla de juventude e tarimba e neste momento está muito desequilibrada para a segunda; há esquadras em que o seu mais jovem elemento está acima dos 40. Subir ainda mais a idade máxima de acesso poderia colocar em risco a operacionalidade da própria força, não duvidem.

Portanto, e concluindo, não acho mesmo nada provável que se venham a alterar esses parâmetros.
::..Trafaria..::