Guerra Colonial: Experiências/Testemunhos Pessoais

  • 227 Respostas
  • 116661 Visualizações
*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2486
  • Recebeu: 248 vez(es)
  • Enviou: 732 vez(es)
  • +880/-343
Re: Guerra Colonial: Experiências/Testemunhos Pessoais
« Responder #225 em: Julho 13, 2024, 03:10:14 am »
Se calhar foi por ter sido o caça mais numeroso ao serviço da FAP com 136 aviões (embora apenas 40 na versão G-91R4, 33 G-91R3 e 11 G-91T3 voaram- o resto serviram de "vacas" , alvos, ensaios ou tornaram-se monumentos de exposição estática em bases e municípios por este país fora) ou por ser o único caça portugês que viu serviço operacional nos últimos cem anos, ou por ter sido o primeiro caça que vi em pessoa em dia de base aberta na juventude longínqua.. :mrgreen: o G-91 é o meu caça preferido da FAP. 8)



https://everything.explained.today/Fiat_G.91/

https://www.globalsecurity.org/military/world/europe/g-91.htm
« Última modificação: Julho 13, 2024, 03:12:23 am por Duarte »
слава Україна!
“Putin’s failing Ukraine invasion proves Russia is no superpower"
The Only Good Fascist Is a Dead Fascist
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo, HSMW, Turlu

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20960
  • Recebeu: 3281 vez(es)
  • Enviou: 2375 vez(es)
  • +1610/-3525
Re: Guerra Colonial: Experiências/Testemunhos Pessoais
« Responder #226 em: Julho 13, 2024, 01:48:01 pm »
Um caça lindíssimo e que deixou marca na história de Portugal e da FAP.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 7639
  • Recebeu: 1041 vez(es)
  • +4770/-947
Re: Guerra Colonial: Experiências/Testemunhos Pessoais
« Responder #227 em: Julho 15, 2024, 12:14:15 pm »
A título de curiosidade, creio que o caça mais numeroso na FAP foi o Hawker Hurricane, com quase 150 unidades.
Posso estar errado, mas em termos operacionais, o Spitfire também teve mais unidades operacionais, já que os Fiat F-91 estiveram ao serviço durante muito mais tempo, e os mais antigos foram substituidos pelos mais recentes, que só chegaram a Portugal depois do 25 de Abril.
É muito mais fácil enganar uma pessoa, que explicar-lhe que foi enganada ...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Duarte