Brasil sobe para 12º no ranking das maiores economias

  • 7 Respostas
  • 9132 Visualizações
*

J.Ricardo

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
Brasil sobe para 12º no ranking das maiores economias
« em: Março 31, 2005, 08:02:38 pm »
Citar
Brasil sobe para 12º no ranking das maiores economias mundiais
 
da Folha Online

O Brasil melhorou no ranking mundial das maiores economias entre 2003 e 2004, passando da 15ª para a 12ª posição, de acordo com levantamento da consultoria GRC Visão.

No ano passado, o PIB brasileiro somou R$ 1,769 trilhão, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados hoje. Em 2003, a soma de todas as riquezas produzidas no país havia ficado em R$ 1,556 trilhão.

Segundo o levantamento da GRC Visão, em dólares, o PIB brasileiro totalizou US$ 605 bilhões em 2004, considerando um dólar médio de R$ 2,9257 no ano passado.

À frente do Brasil estão Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, China, Espanha, Canadá, México e Austrália. Em 2003, o Brasil aparecia atrás de todos esses países e também da Índia, Coréia do Sul e Holanda.



O salto do Brasil deve-se, basicamente, a dois fatores: o crescimento de 5,2% registrado pela economia brasileira em 2004 e a valorização do real em relação ao dólar, que infla o resultado do PIB em moeda americana.

Na avaliação do economista da consultoria GRC Visão Alex Agostini o resultado do PIB e a sua melhora na colocação do ranking mundial sinaliza que os ajustes fiscais promovidos pelo governo brasileiro estão surtindo efeito.

"Mesmo com o real tendo valorizado em relação ao dólar, a economia teve um crescimento robusto. Isso ajuda a promover o Brasil no exterior. Ou seja, reduz a preocupação com a capacidade do país de pagar suas dívidas", afirmou.

Apesar de ter recuperado três posições no ranking das maiores economias, o desempenho do Brasil ainda pode ser considerado ruim em termos históricos. Em 1998, por exemplo, quando o Brasil ainda sustentava um câmbio próximo de R$ 1 para cada US$ 1, a economia do país aparecia como a oitava maior do mundo.

Citar
Citar
Apesar de ter recuperado três posições no ranking das maiores economias, o desempenho do Brasil ainda pode ser considerado ruim em termos históricos. Em 1998, por exemplo, quando o Brasil ainda sustentava um câmbio próximo de R$ 1 para cada US$ 1, a economia do país aparecia como a oitava maior do mundo


Mas deve-se levar em conta que o câmbio de 1x1 era totalmente artificial, diferentemente de hoje, que é resultado das exportações e do bom andamente da economia.
 

*

TOMKAT

  • Especialista
  • ****
  • 1173
  • +0/-0
Re: Brasil sobe para 12º no ranking das maiores economias
« Responder #1 em: Março 31, 2005, 09:58:58 pm »
Citação de: "J.Ricardo"
Citar
Brasil sobe para 12º no ranking das maiores economias mundiais
 
da Folha Online

O Brasil melhorou no ranking mundial das maiores economias entre 2003 e 2004, passando da 15ª para a 12ª posição, de acordo com levantamento da consultoria GRC Visão.

No ano passado, o PIB brasileiro somou R$ 1,769 trilhão, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgados hoje. Em 2003, a soma de todas as riquezas produzidas no país havia ficado em R$ 1,556 trilhão.

Segundo o levantamento da GRC Visão, em dólares, o PIB brasileiro totalizou US$ 605 bilhões em 2004, considerando um dólar médio de R$ 2,9257 no ano passado.

À frente do Brasil estão Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, China, Espanha, Canadá, México e Austrália. Em 2003, o Brasil aparecia atrás de todos esses países e também da Índia, Coréia do Sul e Holanda.



O salto do Brasil deve-se, basicamente, a dois fatores: o crescimento de 5,2% registrado pela economia brasileira em 2004 e a valorização do real em relação ao dólar, que infla o resultado do PIB em moeda americana.

Na avaliação do economista da consultoria GRC Visão Alex Agostini o resultado do PIB e a sua melhora na colocação do ranking mundial sinaliza que os ajustes fiscais promovidos pelo governo brasileiro estão surtindo efeito.

"Mesmo com o real tendo valorizado em relação ao dólar, a economia teve um crescimento robusto. Isso ajuda a promover o Brasil no exterior. Ou seja, reduz a preocupação com a capacidade do país de pagar suas dívidas", afirmou.

Apesar de ter recuperado três posições no ranking das maiores economias, o desempenho do Brasil ainda pode ser considerado ruim em termos históricos. Em 1998, por exemplo, quando o Brasil ainda sustentava um câmbio próximo de R$ 1 para cada US$ 1, a economia do país aparecia como a oitava maior do mundo.

Citar
Citar
Apesar de ter recuperado três posições no ranking das maiores economias, o desempenho do Brasil ainda pode ser considerado ruim em termos históricos. Em 1998, por exemplo, quando o Brasil ainda sustentava um câmbio próximo de R$ 1 para cada US$ 1, a economia do país aparecia como a oitava maior do mundo

Mas deve-se levar em conta que o câmbio de 1x1 era totalmente artificial, diferentemente de hoje, que é resultado das exportações e do bom andamente da economia.


J.Ricardo o povo brasileiro sente de facto (na conta bancária) essa subida no ranking, ou são apenas estatisticas para brasileiro ver?
IMPROVISAR, LUSITANA PAIXÃO.....
ALEA JACTA EST.....
«O meu ideal político é a democracia, para que cada homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado»... Albert Einstein
 

*

J.Ricardo

  • Perito
  • **
  • 307
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Abril 01, 2005, 01:05:40 am »
TOMKAT, isso depende de onde você esta, nos grandes centros, talvez não se sinta essa diferença, mas no interior do Brasil, principalmente onde o agro-negócio esta mais desenvolvido, os empregos estão aparecendo, em minha região por exemplo existe a perspectiva da instalação de mais de 30 usinas de álcool e açúcar, são empresas que empregam muiiita gente, principalmente aquelas sem preparo, elevando assim a qualidade de vida das pessoas, principalmente as mais desamparadas. Há um fato engraçado. há uma cidade em minha região onde esta sendo instalada uma usina, a usina vai empregar mais gente que toda a população junta, então esta um esforço danado para construirem residências, posto de saúde...
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 8655
  • Recebeu: 1764 vez(es)
  • Enviou: 766 vez(es)
  • +1006/-7782
(sem assunto)
« Responder #3 em: Abril 01, 2005, 08:13:31 pm »
- GRANDE Brasil!!!
Espero que ocupe o lugar que merece no Mundo e que todos os seus habitantes possam beneficiar de toda a riqueza criada.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Guilherme

  • Perito
  • **
  • 379
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Abril 03, 2005, 07:31:04 pm »
Esse levantamento não leva em consideração a paridade do poder de compra. Não que a economia brasileira não tenha tido um desempenho pífio nos últimos 15 anos, mas não basta converter os valores de reais para dólares. Se assim fosse, em fevereiro de 1999, com a desvalorização do dólar, significaria que a economia teria decrescido na mesma taxa, o que não aconteceu.
 

*

Pantera

  • Perito
  • **
  • 399
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Maio 05, 2005, 03:07:29 pm »
Isso está completamente errado.É impossivel o PIB brasileiro ser tão baixo tal como o Russo.A china é a 2 maior economia do mundo.Tem mais de 6 triliões de dolares.Já ouviram falar que até 2020 passa os EUA.Se a China tivesse esse PIB nem daqui a 50 conseguia passar a EUA,mesmo com 8,9 % ao ano.

Aqui tá a prova,acerca do PIB mundial...tb podem ver o crescimento economico.É uma das melhores páginas na net!!

http://www.cia.gov/cia/publications/fac ... 1rank.html

*

JoseMFernandes

  • Perito
  • **
  • 394
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Março 31, 2006, 10:03:20 pm »
Da secção de economia do diário 'PÚBLICO' de 31/3/2006:

Citar
Brasil tem a 11.ª maior economia mundial


O Brasil ocupa a 11.ª posição no ranking mundial das maiores economias mundiais, tendo em conta a riqueza gerada pelo país em 2005 (795.780 milhões de dólares), divulgou ontem o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mas se a análise tiver em conta o produto interno bruto (PIB) por habitante, que no ano passado foi de 4,333 dólares (10.546 reais), o Brasil ocupa o 72.º lugar a nível mundial. Em Fevereiro, o IBGE divulgou que a economia brasileira registou um crescimento de 2,3 por cento em 2005, face a 2004. Este resultado ficou abaixo da média mundial de crescimento - que foi de 4,3 por cento, segundo as estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI). No ano passado, o Brasil passou da 15.ª para a 11.ª posição no ranking das maiores economias mundiais, e maior da América Latina, segundo um estudo da consultoria Austin Rating, citado pela edição electrónica do jornal Folha de São Paulo.

Índia acelera
crescimento
Já a economia indiana foi a quarta que mais contribuiu para o crescimento do produto interno bruto (PIB) mundial em 2005, depois das dos Estados Unidos, China e Japão, noticiou ontem o jornal Business Standard. A análise publicada pelo jornal indiano relaciona a participação de cada país na composição absoluta da produção de bens e serviços no mundo. O PIB indiano, que representa 1,8 por cento do total mundial, contribuiu mais para a criação de riqueza no mundo que países como a Alemanha, França ou Reino Unido, todos eles com quotas próximas ou superiores a cinco por cento do PIB mundial.

 

*

FinkenHeinle

  • Membro
  • *
  • 186
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Junho 06, 2006, 12:51:14 am »
Se fôssemos mais competentes, mais liberais, certamente seríamos  entre as 5 maiores Economias do Mundo...


Perdemos o Bonde da Déc. de 80, e pagamos o preço na Déc. de 90. Agora, corremos o risco de perder o bonde da Déc. de 2000 novamente...
Um Forte Abraço.
André Finken Heinle
_________________
"Em condições normais, corro para vencer e venço. Em situações adversas, também posso vencer. E, mesmo em condições muito desfavoráveis, ainda sou páreo." (AYRTON SENNA)