INEM - Emergência Médica

  • 68 Respostas
  • 16153 Visualizações
*

os_pero

  • Perito
  • **
  • 339
  • Recebeu: 137 vez(es)
  • Enviou: 52 vez(es)
  • +327/-24
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #60 em: Julho 01, 2024, 12:22:57 pm »


A FAP a fazer de INEM não me parece muito bem, isto como solução a longo prazo, não é para isso (missão) que a FA existem, agora para situações pontuais ou a curto prazo ok, outra coisa é poderem estar a usar a FAP para fazer pressão no mercado, ou reduzem os preços ou ficam sem o contrato.
 

*

CruzSilva

  • Investigador
  • *****
  • 1510
  • Recebeu: 594 vez(es)
  • Enviou: 2335 vez(es)
  • +720/-131
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #61 em: Julho 01, 2024, 08:57:39 pm »


A FAP a fazer de INEM não me parece muito bem, isto como solução a longo prazo, não é para isso (missão) que a FA existem, agora para situações pontuais ou a curto prazo ok, outra coisa é poderem estar a usar a FAP para fazer pressão no mercado, ou reduzem os preços ou ficam sem o contrato.
A caminho dos 2% do PIB em defesa nacional meu caro, a caminho dos 2%!  c56x1
« Última modificação: Julho 01, 2024, 08:57:53 pm por CruzSilva »
"Homens fortes criam tempos fáceis e tempos fáceis criam homens fracos - homens fracos criam tempos difíceis e tempos difíceis criam homens fortes."
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 5441
  • Recebeu: 803 vez(es)
  • Enviou: 802 vez(es)
  • +563/-2618
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #62 em: Julho 01, 2024, 10:49:55 pm »
Espero que não metam o budget do INEM nesses 2%.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

CruzSilva

  • Investigador
  • *****
  • 1510
  • Recebeu: 594 vez(es)
  • Enviou: 2335 vez(es)
  • +720/-131
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #63 em: Julho 01, 2024, 10:58:18 pm »
Espero que não metam o budget do INEM nesses 2%.
Em Portugal nunca se sabe!  :mrgreen:
"Homens fortes criam tempos fáceis e tempos fáceis criam homens fracos - homens fracos criam tempos difíceis e tempos difíceis criam homens fortes."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 22026
  • Recebeu: 2777 vez(es)
  • Enviou: 257 vez(es)
  • +1204/-1516
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #64 em: Julho 03, 2024, 03:44:56 pm »
Viaturas INEM sem funcionar


 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 11180
  • Recebeu: 2403 vez(es)
  • Enviou: 3369 vez(es)
  • +762/-1037
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #65 em: Julho 08, 2024, 09:47:06 pm »
Depois dos helis de combate aos incêndios para a ANEPC, agora helis de emergência médica para o ministério da Saúde.

PS: É uma maneira de tentar chegar aos 2%...

https://cnnportugal.iol.pt/inem/forca-aerea/emergencia-medica-governo-contrata-avioes-e-helicopteros-da-forca-aerea/20240708/668c3eb4d34e04989222e749
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 10461
  • Recebeu: 5813 vez(es)
  • Enviou: 4485 vez(es)
  • +8506/-1865
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #66 em: Julho 08, 2024, 10:06:28 pm »
Depois dos helis de combate aos incêndios para a ANEPC, agora helis de emergência médica para o ministério da Saúde.

PS: É uma maneira de tentar chegar aos 2%...

https://cnnportugal.iol.pt/inem/forca-aerea/emergencia-medica-governo-contrata-avioes-e-helicopteros-da-forca-aerea/20240708/668c3eb4d34e04989222e749

Se estas missões de MEDEVAC se concretizarem no Continente a FAP terá que ter além dos onze novos, só alguns, helicópteros, dos FF, pelo menos ter de adquirir, no minimo mais um quarteto de helis médios, de preferência do mesmo modelo, ou seja quatro blackhawk UH-60, mas de versoes mais recentes, as LIMA ou MIKE, além de pelo menos mais dois C295, afim de cumprir, minimamente com as missoes de Evacuação/transporte.

A mando dos Políticos de pacotilha e com a anuência/concordância das altas chefias, FAP continua na sua transformação de empresa de carga aérea e agora, também de evacuações aeromedicas, deixando a sua missão primária como RAMO das FFAA, O COMBATE, para as Calendas Romanas.

Mais um prego no caixão dos já muito pouco prováveis F35  na FAP, que a continuar por este caminho a breve prazo irá perder a sua aviação de CAÇA.

Abraços
« Última modificação: Julho 08, 2024, 10:12:10 pm por tenente »
Quando um Povo/Governo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 2357
  • Recebeu: 583 vez(es)
  • Enviou: 475 vez(es)
  • +845/-832
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #67 em: Julho 10, 2024, 01:07:46 pm »
Polémica com helicópteros. Governo quer peritos independentes a estudar refundação do INEM
(10 de Julho de 2024)
Citação de: SAPO24
A ministra da Saúde anunciou hoje a constituição de uma comissão de peritos independentes e com experiência em urgência e emergência médica para analisar como se poderá refundar o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

«Não é só a questão do financiamento. É também uma questão de governação», disse Ana Paula Martins, que hoje está a ser ouvida na Comissão Parlamentar de Saúde.

A ministra lembrou que o INEM teve anteriormente verbas cativadas do que vinha do financiamento dos seguros e «foi gerido com parte desse financiamento, com valor muito abaixo do que precisava».

Disse também que as divergências com o presidente do INEM demissionário tiveram sempre como base o lançamento do concurso público para a prestação de serviço de helicópteros de emergência médica.

«Não creio que estejamos a mentir. E acredito que o presidente do INEM também não», disse, quando questionada sobre quem estava a mentir, pois as versões divulgadas quanto a esta matéria pelo Ministério da Saúde e pelo INEM foram divergentes.

Voltou a insistir que o anterior governo, através de uma resolução de conselho de ministros, habilitou o INEM a abrir concurso relativamente ao transporte aéreo de doentes, para cinco anos, no valor 12 milhões de euros, e que os dois concorrentes que apareceram apresentaram valores superiores.

[continua]
Fonte: https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/polemica-com-helicopteros-governo-quer-peritos-independentes-a-estudar-refundacao-do-inem

Além do título e o primeiro parágrafo, a notícia não tem mais nada sobre a comissão ou refundar o INEM.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 2357
  • Recebeu: 583 vez(es)
  • Enviou: 475 vez(es)
  • +845/-832
Re: INEM - Emergência Médica
« Responder #68 em: Julho 13, 2024, 02:04:53 am »
Outra grande novela.

Novo presidente do INEM demite-se após uma semana no cargo
(12 de Julho de 2024)
Citação de: TSF
Uma semana depois de ter sido nomeado pelo Governo, o novo presidente do INEM, Vítor Almeida, demitiu-se, avança o Jornal de Notícias. Vítor Almeida foi nomeado em substituição de Luís Meira, que também apresentou a demissão na sequência de uma troca de acusações com o Ministério da Saúde sobre o concurso para o serviço de transporte aéreo de doentes e que acabou por conduzir à renovação do contrato de helicópteros por ajuste directo.

Agora é Vítor Almeida que sai. De acordo com o JN, o novo presidente do INEM impôs condições que não foram aceites pelo Ministério da Saúde. Uma delas tinha a ver com a questão dos helicópteros e outra com as mudanças que o Governo quer adoptar para o serviço de emergência.

O anunciou também esta semana que pediu à Inspecção-Geral das Actividades em Saúde (IGAS) uma auditoria de natureza técnica sobre os indicadores de resultado da resposta do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), anunciou a ministra da Saúde.
Fonte: https://www.tsf.pt/926585092/novo-presidente-do-inem-demite-se-apos-uma-semana-no-cargo/

Ex-presidente do INEM diz que justificação dada pelo Ministério para explicar saída «não corresponde à verdade»
(12 de Julho de 2024)
Citação de: Expresso
O ex-presidente do INEM desmentiu, em entrevista à TSF, a versão apresentada em comunicado pelo Ministério da Saúde para a sua saída do cargo, que ocupava em regime de substituição desde 3 de Julho. A saída de Vítor Almeida foi avançada pelo Jornal de Notícias e confirmada, esta manhã, pelo Governo, que tinha alegado que o médico anestesista decidiu não continuar no cargo “por razões profissionais” e “face ao contexto actual do instituto”.

«Dizer que foi por motivos profissionais ou pessoais, seja o que for, o motivo de eu afinal não aceitar não corresponde à verdade”, declarou o médico anestesista, indicando que “a ministra [Ana Paula Martins] tem provas documentais» das razões que o levaram a não aceitar continuar em funções, que se prendem com condições que «o país precisa para ter garantias de que o dispositivo, sobretudo em termos de helicópteros e emergência médica, continua a funcionar com as capacidades que tem hoje».

Entre as reivindicações apresentadas está, «evidentemente, um reforço do ponto de vista financeiro», sublinhou Vítor Almeida, cujos motivos de saída se prenderam com «a defesa dos doentes e o interesse dos portugueses acima de tudo».

O médico anestesista referiu, também, que o seu antecessor, Luís Meira, que se demitiu no início de Julho, «pediu às respectivas tutelas em sucessivos anos reforços de capacidade para poder fazer face às necessidades que o instituto tem». Na origem da demissão esteve a polémica que envolve a renovação do contrato para os helicópteros de assistência médica — e que levanta dúvidas sobre o novo ajuste directo para o socorro aéreo.

[continua]
Fonte: https://expresso.pt/politica/governo/2024-07-12-ex-presidente-do-inem-diz-que-justificacao-dada-pelo-ministerio-para-explicar-saida-nao-corresponde-a-verdade-65a4388a

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque: